~vallete

vallete
Mad Hatter
Nome: Valentina | Danny | Mrs. Maximoff | Carta de Baralho
Status: Usuário
Sexo: Feminino
Localização: São Paulo, São Paulo, Brasil
Aniversário: Indisponivel
Idade: Indisponivel
Cadastro:

The Selection: Safe and Sound


Postado

The Selection: Safe and Sound

So you gotta fire up,
you gotta let go
you'll never be loved
till you've made your own



I’m So Sorry – Imagine Dragons


♕ Ficha ♕

Parte Pessoal:

➸ Nome Completo –
Anastasia Romanov

➸ Apelido –
Ela tem um apelido carinhoso, mas que ela odeia, que é Annie

➸ Idade –
17

➸ Aparência –
Anastasia mede 1,73 de alturas, é bem magra, isso porque ela não gosta de comer muito, a quantidade de comida que ela come muitas vezes é criticada por todos que a conhecem, dizendo que é “comida para passarinho”. Apesar de parecer bem magra, ela é muito, muito forte. Ela tem cabelos castanhos escuros e lisos que batem abaixo dos ombros. Olhos azuis vibrantes que chegam a ficar escuros e ter uma aparência tempestuosa quando ela está irritada.












➸ Interprete –
Alexandra Daddario

➸ Nacionalidade –
São Petersburgo, Rússia

➸ Casta –
Se não fosse descendente, ela seria da Casta 5

➸ Profissão –
Seria música e cantora


➸ Personalidade–
Anastasia é, sem dúvida nenhuma, uma garota muito durona. Sempre leva muito a sério qualquer coisa que faz, gosta de uma boa briga, e odeia ser desafiada. Um de seus maiores defeitos é o seu orgulho, o que pode colocá-la em muitas situações de risco. De disserem que ela não consegue fazer alguma coisa, qualquer coisa, ela vai e faz. Alguns dizem que ela é muito corajosa, outros dizem que é burrice, mas ela não liga. Outra coisa que ela não admite é quando dizem que mulheres não lutam tão bem quanto homens. Quando dizem isso, ela fica com um ódio tão profundo que chega ao ponto de dizer: “Quer apostar?” E começa a fazer uma imitação idiota de como os homens se acham o centro do universo. Claro que se for alguém do instituto, ela faz questão de derrubar e imobilizar a pessoa, mas como na Seleção ela tem que se controlar, se contenta em apenas tirar sarro da cara do idiota que disser que mulheres não são tão boas quanto homens. Ela é determinada, forte, maluca e não desiste de nada, nem aceita derrota facilmente. Não é uma pessoa ruim, muito longe disso, apenas é o seu jeito de ser, com um pouquinho de grosseria não intencional. É sarcástica ao extremo, consegue ser meio chata quando quer e não leva desaforo para casa, o que faz com que discuta muito facilmente.
Não é de contar piadas, nem de sorrir muito, mas quando alguém conta alguma coisa que ela ache verdadeiramente engraçada, ela acaba rindo “que nem uma hiena caquética e engasgada”. Como ela é muito centrada em seu trabalho, e ela lê a maior parte do tempo, muitas pessoas a consideram antissocial por causa disso, ela sempre leva em livro consigo em qualquer lugar que ela vá, e provavelmente na Seleção não vai ser diferente, a maior parte do tempo ela vai ficar na biblioteca, porque aquele lugar é praticamente o paraíso para ela. Ela realmente não gosta muito de interagir com as pessoas, prefere ficar na dela, sozinha em um canto da sala, fingindo que não existe. Apesar de ela odiar chamar a atenção, é meio difícil que isso não aconteça, tanto por causa de seu temperamento, quanto por sua beleza.
É boa com palavras e diplomacia, faz amigos muito facilmente e com a mesma facilidade ganha inimigos, por causa de seu temperamento meio difícil e sua inclinação a sempre fazer o certo, abominando qualquer trapaça, violência gratuita, injustiça ou discriminação. Nunca seria capaz de ferrar ou de passar por cima de alguma pessoa para se dar bem. Apesar de parecer estranha e ter um comportamento único, ela é uma pessoa justa e uma ótima amiga. É muito educada, mas não é falsa, e faz questão de deixar claro que é uma garota diferente. Tem raciocínio rápido e é boa para criar planos e estratégias, que em 99% das vezes dão certo. E mesmo de sendo calma e calculista, quando alguém a deixa com ódio de verdade, ela fica com vontade de quebrar tudo e de gritar o mais alto que puder, mas quando isso acontece ela grita dentro de um travesseiro para abafar o som. Se recusa prontamente a seguir um padrão para ser aceita, ela prefere morrer do que deixar de ser quem é, e é muito fechada e reclusa em relação aos seus sentimentos, e quando se apaixona por alguém, ela nega e tenta enganar a si mesma, sem sucesso, e ela não se abre com qualquer pessoa, apenas com quem tem muita afinidade com ela.
Anastasia não é do tipo que gosta de aparecer e se mostrar, ela gosta de ficar mais na dela, e não gosta de falar sobre ela mesma, prefere saber mais sobre os outros do que os outros ficarem sabendo sobre ela, e com esse seu jeitinho misterioso, pouquíssimas pessoas conseguem arrancar dela alguma informação, por menor que seja, sobre sua família ou sua vida antes da Seleção. Ela prefere escutar do que falar, e é uma ótima conselheira, frequentemente ela dá uma de psicóloga e escuta os dilemas de uma pessoa, para depois dar a sua opinião e um conselho, e principalmente com as pessoas importantes do castelo ou em público, ela não fala nada se não for perguntada, e por mais alienada que ela pareça estar na conversa, ela sabe do que você está falando, e se você perguntar, ela vai responder. Por ser tão observadora, ela possui a habilidade de decifrar o que uma pessoa está sentindo, e outras coisas mais, só pelo olhar dela, por isso que ela sempre quer olhar direto nos olhos quando está conversando com alguém, mas evita de outras pessoas olharem diretamente em seus olhos, e esse é um dos muitos motivos para ela viver usando óculos escuros.



➸ Historia –
A família Romanov é a família do representante da Rússia, Dimitri Romanov, escolhido por Gaston Lafaiete e Catalina Seydoux. Diferente das pessoas que o rei acha que sequestraram Anabelle, ele não tem ligação nenhuma com a república, e sempre fez questão de deixar claro a quem era leal. Ele era um especialista em invasão, infiltração, e combate corpo a corpo, e foi um dos grandes ajudantes dos dois, e muito importante. Porém, muito tempo depois, ele se sacrificou para que a missão fosse bem sucedida, e ele sempre foi lembrado por isso. As mesmas habilidades foram passadas para sua filha, Natalya, que foi uma espiã fantástica para o Instituto.
A família Armstrong, diferente da família Romanov, só começou a ganhar o devido prestígio quando o jovem Henry, filho mais novo de uma família de três irmãos da casta 4, conseguiu ingressar na academia, e desde então, é um espião muito bom, especializado em combate corpo a corpo. Porém, a alguns anos, ele se aposentou por motivos familiares, e passou a lecionar no Instituto.
Anastasia nasceu em São Petersburgo, na Rússia, e é fruto do amor do professor Henry Armstrong com uma espiã russa Natalya Romanov. Como a mãe queria que a garota permanecesse como Russa, escondida, por hora a sua verdadeira identidade foi varrida para debaixo do tapete e ela não usou o sobrenome do pai como deveria, por questões de segurança. Eles não sabiam o que os inimigos seriam capazes de fazer se descobrissem que dois dos melhores agentes do Instituto D'Artagnan tinham uma filha, então Dánica os ajudou a escondê-la. E funcionou, até a garota completar quatro anos, que foi quando sua mãe acabou por falecer. Ela foi levada para a academia sob a proteção de uma equipe de espiões qualificada (que foi exigência de Dánica para a proteção da pequena) e quando ela fez dez anos, seu treinamento começou. Anastasia é preparada tanto fisicamente quanto psicologicamente por causa de seus muitos anos no instituto, e é, de longe, o espião que permaneceu por mais tempo lá. Quando não tinha idade nem para dirigir ela já sabia como atirar e já conseguia imobilizar uma garota um pouco mais alta que ela, mas por causa da grande preocupação que todos têm com a sua segurança, ela só pôde sair para missões de campo quando fez 16 anos. Ela odiava isso, mas foi uma exigência de seu pai, então ela teve que cumprir. O motivo de terem escolhido ela para essa missão foi que ela passava muito tempo lutando, estudando e se preparando, e eles se perguntavam se tinham estragado a infância dela, por isso queriam que ela ficasse pelo menos por algum tempo agindo como uma adolescente normal, e ninguém tinha a menor dúvida de que ela era qualificada para essa missão. Mesmo com os dois lados de sua família sendo de pessoas importantes, ela odeia contar vantagem e para a sua segurança, apenas os membros superiores do Instituto (Como Dánica, os professores e espiões mais experientes) sabem de sua verdadeira identidade, o resto pensa que ela é “apenas” descendente do embaixador Russo.

➸ Família–

Avô:
Dimitri Romanov
Falecido
Espião

Apesar de admirar muito todos os feitos do avô, ela não gosta muito de todo esse prestígio simplesmente porque é neta de um homem super importante. Não nega as suas origens, mas também não conta vantagem.

Pai:
Henry Armstrong
35 Anos
Professor de Combate Corpo a Corpo no Instituto

A relação dos dois é muito boa. Como eles só tem um ao outro, os dois são muito próximos, e Annie sabe que pode contar com ele para tudo. Ela ama muito seu pai, e sempre segue os conselhos dele. Ele foi quem a convenceu a participar da missão.

Mãe:
Natalya Romanov
Falecida
Espiã

Decididamente, a pessoa que Anastasia mais admira no mundo é sua mãe. Annie se inspira muito em Natalya e sempre que precisa de forças para continuar, ela pensa em sua mãe, e na pessoa incrível que ela foi. Mas como toda pessoa que perde a mãe cedo, ela sente falta de uma presença de mãe, e fica imaginando como é que seria se ela estivesse viva. O mais próximo que ela consegue chegar de uma presença materna é Dánica, que ela considera quase como uma mãe por sempre ter cuidado da garota.

➸ Segredos –
• Apesar de ser uma espiã super treinada, ela nunca teve a oportunidade de agir como uma garota normal, ela nunca se apaixonou, e nem mesmo beijou alguém. Em relação a sentimentos ou a amor, ela é extremamente inexperiente, ou como alguns gostam de dizer, insensível.
• Em alguns momentos, quando ela sente que fez alguma coisa muito bem, ela imagina sua mãe, ali, sorrindo para ela.
• A única coisa que ela tem para se lembrar de sua mãe é um álbum de fotografias antigo que ela pegou nas coisas de seu pai. Nele há um monte de fotos de sua mãe e seu pai juntos, e nas três últimas páginas, há fotos deles com ela quando ela ainda era uma menininha. Seu pai descobriu depois de algum tempo que ela tinha esse álbum, e deixou ela ficar com ele porque queria que a garota tivesse boas lembranças de sua mãe.


➸ Manias –
• Mexer no cabelo quando está entediada
• Morder o nó dos dedos quando está nervosa
• Gritar com um travesseiro abafando o som quando está com raiva
• E praguejar em russo quando está com raiva ou quando alguém faz alguma coisa de errado (coisas assim no geral)

➸ Medos / Traumas / Fobias –
Quando ela era mais nova, acabou ficando presa em um dos armários especiais do instituto por duas horas, até acabarem tirando ela por acidente. Depois disso, ela acabou desenvolvendo um caso muito grave de claustrofobia.

➸ Gosta –
• Lutar
• Ir A Missões de Campo
• Livros
• Música
• Cantar
• Tocar
• Ficar Sozinha
• Bibliotecas
• Rock
• Estudar Estratégias e Qualquer Coisa Que Tenha a Ver com Espionagem
• Estratégias
• Escrever
• Explorar Lugares
• Jardins e Florestas
• Deitar na grama e observar as estrelas
• Pássaros, porque quando as coisas ficam ruins eles podem voar para longe
• Frio
• Lua e estrelas

➸Desgosta –
• Injustiças
• Trapaças
• Discriminações
• Sistema de Castas
• Falta de Senso de Humor
• Brigas Desnecessárias ou Por Motivos Idiotas
• Pessoas metidas ou que tiram vantagem por terem dinheiro
• Calor
• Sol, por isso que os acessórios preferidos dela são óculos escuros e chapéus
• Quando tentam obrigá-la a comer

➸ Hobbies –

Treinar:


Ler:


Escrever:


Escutar Música:


➸ Talento Secreto:
Ela sabe cantar e tocar muito bem, e adora fazer isso. Mas ela não fazia muito enquanto estava no Instituto porque lá não tinha oportunidades, mas provavelmente vai ficar bastante na sala de música do castelo quando tiver tempo livre.


➸ Preferência de Príncipe –
Natham <3


➸ Relação com o Príncipe –
No começo, ela achava que ele era só mais um idiota que não sabia se defender, e por isso era indiferente quanto a ele. Porém, ele acabou percebendo que ela era uma garota diferente, e marcou um encontro com ela. Nesse encontro, eles conversaram e ela percebeu que ela era um garoto legal. Os dois viraram melhores amigos, e mesmo que ela saiba que esse é um relacionamento impossível, ela sem querer, acabou desenvolvendo sentimentos muito fortes por ele, e tenta a todo custo lutar contra isso. Os dois vivem rindo, brincando e escutando música juntos, são inseparáveis e grandes amigos, e quando ela não comparece ao jantar ou alguma outra refeição, é ele que vai procurá-la e tenta a convencer de sair da biblioteca e ir comer um pouco. Apesar de teimar muito, ela se dá por vencida e vai.


➸ Criadas –


Respectivamente, Julie, Maryan e Lana

Julie é a “líder” das três, a mais responsável e mais madura, e na maioria das vezes, tenta não deixar transparecer os seus medos e preocupações, mas ela é uma pessoa muito boa e é muito apegada a Anastasia.
Maryan é muito curiosa. Ela sempre sabe de tudo o que está acontecendo no castelo, e várias vezes ela, Annie, Julie e Lana se juntam para conversar sobre os acontecimentos do dia, mesmo que Annie não goste de fofocas, ela acha engraçado o entusiasmo da garota. E ela é a “informante” de Anastasia, que avisa quem é de confiança e quem não é. Uma coisa engraçada é que ela se acha conselheira amorosa, e vive tentando dizer o que Annie deve ou não fazer para conquistar Natham. Sabendo que não pode contar para elas que não está lá para conquistar o príncipe, ela apenas dá risada e diz que é besteira.
Lana é a mais nova e mais inexperiente das três. Ela é muito tímida e desastrada, e cora facilmente. Não é de falar muito, e evita de segurar coisas frágeis ou pesadas porque sabe que pode acabar derrubando. Mesmo assim, ela tem um coração enorme, e sempre está disposta a escutar e a dar conselhos, e ela é o “ombro amigo” de Anastasia quando ela está triste.

➸ Como se relaciona com as outras candidatas?

Ela não gosta muito de se relacionar com ninguém, porque não gosta do fato que são um monte de garotas brigando por um príncipe e uma coroa, mas ela se segura e tenta ser agradável na medida do possível para não levantar suspeitas, mas ela vai tentar achar alguma garota do instituto para ter como amiga. E ela está acostumada a fazer tudo sozinha, e a desconfiar de todos por causa do tempo que passou lá, por isso, vai ser muito difícil conquistarem a confiança dela.

➸ Como reagiria se fosse escolhida para essa missão e teria que participar da seleção?
No primeiro momento ela vai ficar estática, depois vai rir e achar que era uma brincadeira. Mas quando falarem que não é, ela vai começar a dizer não e que não vai de jeito nenhum. Apenas seu pai conseguiria a convencer, dizendo que sua mãe ficaria orgulhosa de vê-la participar de uma grande missão como essa.

➸ O que acha da seleção?
Ela acha uma tremenda idiotice. E que são apenas um bando de garotas competindo por uma coroa e um príncipe idiota que só precisa de uma esposa submissa, bonita e burra para ficar ao lado dele acenando para as câmeras. Mas as coisas nem sempre são o que ela pensa ser, e vai aprender isso durante a sua estadia no castelo.

➸ O que acha da família Real?
Antes de ir para o castelo, ela achava que era tudo muito fácil e superficial. Mas depois de um tempo lá, ela começa a achar a rainha uma fofa só pelo que Nathan fala dela, o rei ela não gosta tanto assim, porque acha ele muito rígido, mas sabe que por dentro, ele deve ser uma boa pessoa. Já os príncipes, ela tem opiniões diferentes sobre cada um deles.

➸ Como reagiria ao perceber que está se apaixonando de verdade pelo príncipe?
Primeiro ela ia negar, por alguns minutos ela só ia balançar a cabeça e fingir que aquilo não é real, mas quando perceber que está realmente apaixonada por ele, vai surtar e tentar sumir com esse sentimento. Mas se perceber que ela o ama de verdade, e que seu amor é correspondido, ela vai tentar ser um pouco mais aberta em relação aos seus sentimentos.

➸ Roupas :

• Primeiro dia no castelo –


• Encontro com o príncipe –





• Dia a dia no castelo –






• Jornal de Illéa –






• Festa a fantasia / Halloween –

Anjo Caído


Rainha Vermelha


• Casamento –


• Pijama –



Parte Técnica:

➸ Descendente ou Original?
Descendente

➸ Como age no instituto?
Ela é fechada, não interage muito com os outros espiões, e ela só conversa na maioria das vezes com os professores. Está sempre focada em seu trabalho, sempre lutando e se esforçando ao máximo para alcançar os seus objetivos. A pessoa que ela mais gosta na academia, fora seu pai, é a Diretora Dánica, que ela considera quase uma mãe.

➸ Qual sua especialidade?
Luta corpo-a-corpo, ela sabe vários estilos de luta, além de saber vários estilos de luta, ela tem habilidades de ginástica.


➸ Qual tipo de arma usa:
Armas de Fogo


➸ Como lida com momentos de desespero ou pressão?
Ela fica calma, e pensa ao máximo para tentar resolver a situação. Perder a cabeça é uma coisa que ela não faz de jeito nenhum, porque ela acha que se a calma for perdida, toda a chance de escaparem dessa situação também pode ser comprometida.

➸ Como age quando está zangada?
Se ela estiver no castelo, é óbvio que vai tentar se segurar, fechar os punhos, morder os nós dos dedos, e até gritar dentro de travesseiros para segurar a raiva, mas vai ser difícil, porque ela não tem um temperamento exatamente fácil. Mas, se estiver no instituto, ela simplesmente vai dar um soco na pessoa que a irritar, ou em uma parede, ou em um saco de pancadas.

➸ Teria coragem de deixar seu emprego no instituto pelo príncipe?
Ela só conhece a vida no instituto, não consegue se imaginar fazendo outra coisa que não seja espionagem, mas se ela estiver realmente apaixonada por ele, ela vai. Cheia de dúvidas, mas vai.

➸ Três músicas que defina sua personagem:
Confident - Demi Lovato
("O que há de errado em ser confiante?")

One Woman Army – Porcelain Black
(Eu escolhi essa música porque mostra todo o poder feminino que a Annie gosta de exibir )

Control - Halsey
(Como qualquer pessoa, ela tem que lidar com seus próprios demônios, mas algumas vezes, até ela mesma se assusta com as coisas que faz)

➸ Músicas que define sua relação com o par:
Mr. Brightside – The Killers
(Escolhi essa música porque mesmo que a Anastasia esteja morrendo de ciúmes por dentro, ela finge que está tudo bem)

The Only Exception – Paramore
(A Anastasia não podia se apaixonar, mas o Nathan é a única exceção dela)

Accidentally in Love – Counting Crows
(Apaixonados acidentalmente)

➸ Algo a mais?

Annie sabe falar três línguas: Russo, por causa de que ela nasceu na Rússia, Inglês, por causa de seu pai, e Francês, porque é na França em que o instituto se localiza. Apesar de ter perdido o seu típico sotaque, quando está com raiva ela ainda pragueja algumas palavras em russo, o que é muito útil, já que pouquíssimas pessoas falam russo.

O pai de Anastasia, o professor Henry, a ensinou a dirigir motos, e ela adora.


You gotta face up,
you gotta get yours
You never know the top
till you get too low


Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...