~little_tiger

little_tiger
Sweet Serial Killer
Nome: Cindy
Status: Usuário
Sexo: Feminino
Localização: São Paulo, São Paulo, Brasil
Aniversário: 8 de Junho
Idade: 18
Cadastro:

My Very Crazy Life - Ficha


Postado

My Very Crazy Life - Ficha

Nome completo: Audrey Ellis O’Connor Jackson (Ellis é Segundo nome e não sobrenome e as pessoas a chamam por Ellis como se fosse um apelido)

Idade: 18 anos || Geminiana || 08/06

Aparência: Audrey possui longos cabelos tendo o cumprimento ao meio de suas costas, sendo castanhos escuros que chegam a parecerem negros, lisos e sedosos que ficam em perfeita harmonia com seu rosto considerado oval, suas sobrancelhas são finas e arqueadas, seus olhos são de um belo tom de azul esverdeado cristalinos podendo ficar mais escuros em lugares pouco iluminados, seus cílios são pequenos e quase não se notam por isso não deixa de passar rímel neles, seu nariz é pequeno e delicado, seus lábios são levemente cheios e bem desenhados tendo no lábio superior uma cicatriz que lembra um corte, ela odeia essa cicatriz. Sua pele é bem clara. Considerada baixa tendo 1,64 de altura, seios medianos, cintura fina, quadris, coxas e bumbum medianos. (India Eisley)








Gênero: Feminino

Paquera: Nathaniel

História de vida: Audrey é a princesa mais velha de seu reino, tendo assim seus irmãos mais novos os gêmeos Aidan e Aaron e a mais nova da família a pequena Amélia. Mas mesmo sendo princesa e tendo todos os mimos que lhe são permitidos, a vida de Audrey não foi e nem tem sido fácil, filha do primeiro casamento de seu pai perdeu a mãe em seus plenos dois anos de idade, sendo criada por babás por seu pai estar sempre ocupado nunca teve muito com quem se apegar, pois sempre mudavam as babás, mesmo que até hoje a garota não entenda o motivo por trás disso, isso durou até seus quatro anos quando seu pai se casou novamente, desta vez com uma mulher de família de classe alta, totalmente diferente de sua mãe que havia sido uma “plebeia” pela qual seu pai fora apaixonado; Com uma nova “mãe” a pequena Audrey acreditava que finalmente voltaria a ter a quem se apegar, que teria novamente uma mãe, bem, não foi o que aconteceu!
Jolene como uma mulher de classe passou a ensinar a mais nova como deveria ser perfeita para o povo, como devia se portar mesmo sendo apenas uma criança, com a primeira gravidez de Jolene a princesa fora deixada um pouco de lado, principalmente por estar gravida de gêmeos, filhos homens que seu pai tanto desejava, era difícil lidar com o ciúmes sendo apenas uma criança, principalmente após o nascimento dos pequenos, Audrey sentia que nunca tivera um olhar tão amável de seu pai como via ele olhar para seus mais novos filhos, mesmo que ele sempre tivera sido carinhoso com ela lhe doía ter tal sensação e isso a fazia ter raiva dos irmãos, mas em meses a raiva passou, a morena de fato não conseguia odiar as crianças, eram seus irmãos e para ela, sendo tão nova, eram engraçados e queria ensinar tudo que sabia para eles.
Audrey durante todos os anos aprendeu a lidar com a rigidez de Jolene sobre ela, mesmo ainda sendo nova sabia como lidar com a mais velha, sendo firme e decidida em suas opiniões tendo assim muitos conflitos com a madrasta que detestava a personalidade de Audrey, causando assim intriga entre a menina e o pai para que colocasse a princesa em seu devido lugar, alegando muitas vezes da menina ser mal-educada e desagradável. Aos seus treze anos a mais nova da família nasceu, Amélia, está que era muito diferente de si, começando pelos cabelos claros que puxara da mãe, Audrey se encantou com a mais nova vendo como está lembrava boneca.
Mas fora em seus quine anos que Audrey passou a ser mais cobrada, eram estudos diversos, sobre politica, línguas, etiqueta e após a descoberta de que já era prometida a um certo noivo tentou fugir por não aceitar tal fato, porém fora impedida e desde então está sempre sendo observada e acompanhada por guardas por decisão de seu pai, porém isso só lhe estressava e com isso aprendeu a como despistar os guardas e sempre que podia dava um jeito de se “perder” deles. Com os anos o Rei veio se afastando da princesa, o que lhe magoava e até hoje lhe dói, pois pode ver por vezes nos tempos livres de seu pai o mesmo conversando ou jogando xadrez com Aidan e Aaron ou brincando no jardim com Amélia, e com ela ser só algumas conversas sobre como anda as coisas com o estudo sobre politica, assunto que nunca se estendia por mais de dois minutos, ganhando um único ato carinhoso, um beijo na testa, mas nenhuma palavra, sendo isto algo que muito lhe faz falta.

Personalidade: Audrey é uma garota gentil e prestativa que sempre está com um belo sorriso estampado em seu rosto, se precisar de ajuda com algo é só pedir para ela que já terá uma ajuda, às vezes nem precisa pedir ela mesma se oferecerá para ajudar já que ajudar as pessoas para ela é algo normal e que lhe agrada; É comunicativa e simpática, conhece a maioria das pessoas a sua volta e conversa com todos, principalmente criados quais ela adora, sempre tem algo para puxar uma conversa por isso as pessoas gostam de conversar com ela.
Audrey é muito educada, “com licença”, “por favor” e “obrigada” são coisas que sempre estará em seu vocabulário, mas não ache que ela não solta uns palavrões, pois quando muito empolgada acaba soltando alguns e ao perceber fica meio sem jeito e pede desculpas pelas palavras, por mais que no fundo não sinta vontade de se desculpar, mas é uma princesa e tenta se portar como uma. Mas não pense que é uma menina tímida, pois isso ela não é mesmo! Costuma aparentar ser inocente, mas de inocente essa garota não tem muita coisa, o que pode surpreender as pessoas.
Divertida a garota quando entre amigos ou irmãos faz gracinhas –como dançar estranhamente- e contar piadas que para ela tem graça, mas para os outros só tem graça pois enquanto conta fica rindo muito. Ellis é inteligente e estudiosa, costumava ter sempre ótimas notas e se esforça bastante para estar sempre indo bem no estudo da politica qual vem tendo desde os 15 anos. É uma garota objetiva e determinada, se ela quiser algo irá correr atrás, odeia que fiquem enrolando para falar ou fazer algo, para ela se quiser fazer/falar algo simplesmente faça na hora, se for pra dar errado dará mesmo que enrole então simplesmente faça, ou seja, ela também muito impulsiva ela acredita no agir e não no “vou pensar” por isso costuma quebrar a cara por estar sempre tomando decisões precipitadas.
Ela tem ideal que jamais abandonaria, pois é totalmente contra qualquer tipo de preconceito, seja racial, questão de gênero e etc… Além de acreditar fielmente na liberdade de escolha, ela defende com unhas e dentes aquilo que acredita, não quer fazer ninguém ter os mesmos ideais que ela, só quer que as pessoas aprendam a aceitar as diferenças e ver que o mundo não é uma bolha na qual todos devem ser iguais.
Não é de se irritar fácil, pois Ellis tem um autocontrole muito bom que foi adquirido quando começou a praticar o boxe, porém todos às vezes perdem a paciência e ela quando perde só fecha a cara e sai de perto da pessoa que a irritou, pois se ficar perto provavelmente começaria a discutir, ela nunca saiu na briga com ninguém, mas jamais levaria um tapa e deixaria esse tapa passar batido.
Além de tudo ela possui um grande defeito, ela é rancorosa, guarda rancor quando a pessoa a magoa e para tirar esse rancor dela a pessoa tem que ser muito especial, pois se não esquece, ela pode até desculpar, mas sempre terá aquele rancor que guardaria a sete chaves.

objeto chave: Uma corrente onde carrega a chave de um pequeno antigo baú, este baú contem algumas fotos de sua mãe, duas partituras de musicas feitas por sua mãe e algumas poucas joias que foram da mesma, Audrey guarda com todo carinho e mantendo a chave sempre consigo é como se tivesse um pedacinho de sua mãe sempre com ela.
Corrente com a chave:


Pequeno baú:


E um que não carrega consigo, mas é muito especial, uma caixinha de musica que ganhou do pai aos três anos.


Manias:
— Morder o lábio inferior quando pensativa ou tímida.
— Mexer a perna freneticamente quando impaciente.
— Quando esta chupando um pirulito e o mesmo acaba ela fica mordendo o palito, até alguém se irritar e tirar da boca dela.

Medos ou fobias:
— Ela tem automatonofobia. – mas sua fobia está mais ligada a bonecos ventríloquos e bonecas de porcelana.
— Tem medo de bichos peçonhentos.
— Dias de tempestades.
— Perder a chave do baú.
— Não ser a princesa que o pai tanto quer que seja.
— De ter uma vida sem graça junto ao noivo que sempre fora “prometida.

Gosta:
De ler - Nos gêneros de suspense, terror, mistérios e romance.
Filmes - Nos mesmos gêneros acima, e também tem grande admiração por filmes em preto e branco.
Praticar esportes - Sendo corrida, esgrima e boxe os que mais praticam sendo que boxe faz contra as vontades do pai que não aceita a pratica de tal esporte, por ser deselegante para uma garota.
Doces – por mais que os evite não resiste a pirulitos e sempre está com um na boca.
De escrever – Poesias e composições.
Estudar – principalmente literatura e filosofia.
Musica alta quando chateada.
Cantar e Tocar - Toca piano, violão e violoncelo.
De correr ao por do sol.
De festas – gosta de animação e para ela não há nada como festas, mesmo que só tenha ido a festas de gala.
Lugares calmos – quando está com duvidas, chateada ou triste se isola em lugares assim.
Viver novas experiências - já que está sempre aberta para elas.
De estar na presença das pessoas que gosta.
Ama animais, mas felinos são seus xodós.
Dançar – desde que se lembra tem aulas de dança e aprendeu a gostar.

Não gosta:
Amendoim - e derivados do mesmo por ser alérgica
Abacaxi.
Remédios. – principalmente líquidos.
Desenhar – é realmente péssima nisso.
Cozinhar – apesar de saber não gosta.
Que reclamem do seu jeito de ser.
Que tentem a impedir de fazer algo que queira.
Odeia ter que ficar esperando muito tempo.
Odeia profundamente que mexam com seus amigos, se torna uma fera.
Ser subestimada.
Odeia qualquer tipo de preconceito.
Mas acima de tudo, odeia traições independente da forma, jamais traia sua confiança é a melhor forma para conquistar seu ódio.

Família:
Mãe — Marilyn — Falecida aos 23 anos em um atentado contra o palácio, fora baleada — Era uma mulher decidida, divertida, carinhosa e amável, sorridente e encantadora, mas brava e pé firme quando precisava.


Pai — Jorge II — 45 anos — Um rei compreensível, firme, tenta ser sempre justo, é decidido e dificilmente abalado. Um homem de palavras sábias e coração bom, mesmo que nem todos possam ver isso, tem um relacionamento difícil com Audrey, pois sempre que olha nos olhos da menina e vê suas atitudes se lembra da falecida esposa, qual ainda lhe faz falta.


Madrasta — Jolene — 42 anos — Uma mulher confiante, inteligente porém um pouco fria, pode ser compreensível e amável, mas não consegue agir desta forma com a enteada Audrey por saber como a mesma é parecida com Marilyn.


Irmãos — Aidan e Aaron — 15 anos — Aidan é um adolescente fácil de lidar, calmo, engraçado e responsável, Aaron é um pouco mais difícil por ser mais reservado, mas também é um ótimo garoto, ambos se dão bem com a irmã mais velha, entretanto Aaron e Audrey são mais próximos.


Irmã — Amélia — 5 anos — A pequena Amélia é super extrovertida, porém a seu lado mais alma que só aparece quando começa a desenhar, caso contrário está sempre elétrica e agitada, mas mesmo assim a garotinha é de uma graciosidade natural. Amélia e Audrey se dão muito bem e a mais nova se espelha muito em Audrey.



PS: Motivo da cicatriz no lábio de Audrey: aos seus 16 anos, Audrey se irritou com a madrasta em uma das “broncas” que a mesma lhe dava, foi quando Jolene disse que a menina nunca poderia ocupar o lugar do rei, pois não era capacitada para isso, tais palavras revoltaram a jovem que se estressou e tentou deixar o lugar, porém fora impedida e isso a fe explodir e discutir com a mulher que por sua vez acertou a menina que despreparada caiu no chão e acertou a boca na cama sofrendo o corte no lábio, tendo a cicatriz que tanto odeia, nunca contou a verdade ao seu pai, dizendo que foi só um acidente haver com saltos e barra de vestido.


Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...