Um Pequeno Choque de Realidade


Postado

Um Pequeno Choque de Realidade

Antes de começar, eu gostaria de pedir aos acéfalos seguidores dessa merda de ditadura disfarçada para se retirarem. Obrigada, de nada.

Cabeça erguida, linha de protesto
Liberdade rabiscada na sua placa
Manchete, New York Times
De pé à beira de uma revolução


Como todos sabem, ontem, domingo, dia 05 de outubro de 2014, o povo brasileiro cometeu a mesma burrada que comete a cada quatro anos: votar. Não sei dizer no resto do mundo, mas aqui no Brasil, as eleições não passam de uma tremenda ilusão para aquela maioria que sofre com a desigualdade. Somos constantemente enganados com uma falsa Democracia quando na verdade estamos sendo vítimas de mais uma Ditadura. Caso contrário, por que diabos o voto seria obrigatório? Por que diabos aquela galera lá de Brasília deveria ganhar mais que um professor ou um médico em qualquer outro lugar do país?

Ei, ei, apenas obedeça
Seus segredos estão seguros com a NSA
Confiamos em Deus ou na CIA?
De pé à beira de uma revolução


Já parou pra pensar? Pois é, isso se chama desigualdade e quando falo de desigualdade, já não me sinto presa ao Brasil. Imagine quanta gente no mundo está morrendo neste exato momento? Seja de fome ou por dinheiro. Eles estão fechando os olhos pela última vez e sua última lembrança desta vida será a incapacidade humana de conviver em harmonia. Criaturas do mesmo sangue em guerra por aquele maldito “papel sem valor”...

Wall Street, um ladrão comum
Quando eles são pegos, todos são libertados
Um novo iate, e uma remuneração pela indicação
De pé à beira de uma revolução


“Papel sem valor”... Caso não compreenda, refiro-me ao dinheiro. Notas vazias que hoje são capazes de controlar o mundo. As vezes eu tento voltar no tempo só pra ver como as coisas deviam funcionar antes de tudo isso existir... ~~momento viagem~~ Vejo pessoas felizes. Crianças brincando sem medo de levar um tiro e casais despreocupados com o aumento da conta de luz. Agora volto para a realidade. Uma realidade cruel onde existem “ladrões” e “Ladrões”. A maioria é amontoada em presídios como verdadeiros animais enquanto que os outros continuam livres para enfiar o dinheiro público nas próprias calças.

Mesma merda, dia diferente
Não posso me alimentar se não sou pago
Todos nós estaremos mortos se essa merda não mudar
De pé à beira de uma revolução


Entendem o que eu quero dizer? Depois de tudo isso, será que vocês ainda pretendem sofrer em silêncio? Não, não podemos sofrer em silêncio. Não podemos continuar cegos, surdos e mudos diante do capitalismo destruindo famílias ao redor do mundo. Por acaso esqueceram-se das manifestações do ano passado? Sei que não adiantou de nada, mas tenho minhas teorias... Talvez tenhamos força suficiente para mudar a vida de toda uma nação. Talvez tudo o que precisemos seja apenas uma voz suficientemente convincente. Talvez estejamos simplesmente carentes de um verdadeiro líder.

O que nós queremos?
Queremos mudança
E como vamos chegar lá?
Revolução!


Tenho certeza de que muita gente vai ignorar tudo o que eu disse e que muita gente também não deve ter saído do primeiro parágrafo, mas eu realmente acredito numa revolução. Bom... Acho que isso é tudo. Não sei direito se realmente fiz esse jornal com a intenção de abrir seus olhos ou apenas como um desabafo, mas confesso que seria gratificante se alguém se comovesse com tudo isso.
Ah, caso alguém esteja curioso pra saber por que eu insisto tanto no assunto, meus próprios olhos foram abertos depois que escrevi esse poema – ou, pelo menos, uma tentativa de poema ("Revolução"). Não precisamos viver como reféns da injustiça, a revolução só depende de cada um.

Todos nós estaremos mortos se essa merda não mudar




PS: Como eu já sei que muita gente pode interpretar isso como uma maneira mais “elaborada” de divulgar minha breve obra, gostaria de mandar esses imbecis tomarem no cú, com o perdão da linguagem chula.
PS²: Como vocês devem ter acabado de notar, eu sou uma grande fã de Nickelback e recomendo pra todo mundo, inclusive, acabei por colocar alguns trechos dessa música no texto.
PS³: Realmente espero ter feito alguma diferença na cabeça de quem leu até aqui e, aos que tentarem contra-argumentar com tudo o que eu acabei de dizer me chamando de coisas do tipo “burguesinha do caralho” ou “hipócrita que só quer se exibir” (só pra constar, eu já ouvi tudo isso e um pouco mais), gostaria de pedir pra crescerem antes de se meter numa discussão séria, okay?

Obrigada pela atenção – se é que eu tive alguma :)

Escutando: Nickelback - Edge of a Revolution

Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...