Ficha - Fall


Postado

Ficha - Fall

Palavra-Chave:Néons

Nome Completo:Vincent E. G. LaVellian

Apelido:Vince(quase todos o chamam assim,e não se importa com isso),Vellian(pronuncia-se Vilian,e também não se importa).

Idade:26

Família:
-Ellen Everett LaVellian
Mãe
54
Professora de Psicologia na Universidade de Nebraska-Lincoln
Viva
Ellen era muito exigente com seu filho,sempre fazendo com que ele se matasse de estudar para ser alguém na vida.Depois de alguns anos,parou de ser tão dura e passou a ser uma mãe mais compreensiva e amorosa,e isso fez com que ela é seu filho tivessem uma relação mais carinhosa,e isso se manteve por algum tempo,até o dia do acidente com o irmão mais novo,depois desse dia,Ellen passou à odiar Vince.

-Donald "Don" Green LaVellian
Pai
55
Arquiteto
Vivo
Donald sempre foi um pai exemplar,não mimava mas também sabia quando seus filhos mereciam ganhar um presente,e quando podia,os dava.Don costuma ser o porto-seguro de todos os membros da família,dando bons conselhos e consolando em momentos difíceis. Todos menos Vince,depois do acidente com seu irmão,Jamie,Don nem queria mais olhar para ele.

-Lisa Everett Green LaVellian
Irmã
25
Atiradora dos Néons
Viva
Vince e Lisa tem uma relação baseada em confiança e comunicação. Quando era mais nova,contava tudo para seu irmão,pois imaginava que,por terem praticamente a mesma idade,ele entenderia seus problemas e a ajudaria à resolvê-los. E,afinal de contas,ele entendia e ajudava. Isso fez os dois criarem um laço muito resistente e incomunmente confiante. Lisa é a única que não culpa Vince pela morte de Jamie.

-Edmund E. G. LaVellian
Irmão
22
Estudante de Advocacia Criminalista na Universidade de Nebraska-Lincoln
Vivo
Vince e Edmund sempre formaram uma dupla cômica,tinham toques e lemas,escutavam as mesmas bandas,liam os mesmos livros,enfim,eram semelhantes em diversos aspectos. Depois do acidente com Jamie,Edmund passou a odiar Vince com todas as forças que podia,e sempre que o vê,quer machuca-lô.

-Jamie E. G. LaVellian
Irmão
10 meses
...
Morto
*Bem,é um bebê,não tenho muito o que falar,só que todos os seus parentes o amavam. Vou contar como ele morreu na "história" mesmo*

Aparência:Seu cabelo tem cor castanha,é liso e se estende até a parte mais baixa de sua nuca. Tem olhos azuis claros semelhantes ao céu de uma tarde de primavera,ou uma neblina em um dia nublado. Tem alguns músculos,mas são bem discretos,nada muito exagerado. Altura:1,79m
Peso:77

Photo Player:Landon Liboiron(o homem da foto)











Personalidade:Vince é uma pessoa muito boa. Ajuda todos que pode. Sempre coloca a necessidade dos outros em primeiro lugar e preza seus amigos e parentes mais que tudo. Tem certa facilidade em fazer amigos,e isso o faz sempre ter um aliado severamente útil quando tem problemas. Inspirado (e provavelmente herdado)em seus pais,Vincent é uma pessoa extremamente responsável e cuidadosa,e como consequência disso,é quase sempre um dos candidatos a ser líder das atividades da qual participa,mas raramente aceita,pois acha que simplesmente não seria a pessoa adequada para tal cargo. Mesmo não gostando de brigar,Vince sabe quando palavras não adiantam mais,e até que se vira bem no combate corpo-a-corpo;de certa forma,isso é realmente incomum,porque ele normalmente sempre se prepara para dialogar com qualquer um,fazendo pesquisas profundas(à procura de fatos que possam ser usados como argumentos) e sempre tendo uma carta na manga. Mesmo que tenha facilidade em fazer amigos,Vince não deixa de ser uma pessoa extremamente séria e reservada,fazendo brincadeiras raramente e tendo um senso de humor bem "específico".

História:Nascido e criado em Nebraska,Vincent sofria bullying por motivos estúpidos,como tropeços ou espirros muito estrondosos. O bully "principal"(bully=gíria norte-americana que significa "valentões"(soa mais legal do que valentões)) se chamava Jimmy Speltzer,e Vince não imaginava que esse nome ficaria em sua cabeça pelo resto de sua vida...
Certo dia,depois de três anos aturando o bullying de Speltzer,Vince se cansou e trouxe uma faca de cozinha escondida em sua mochila,com o intuito de usá-la contra Speltzer. Para fazer isso,ele provocou e entrou em uma briga com o mesmo,fazendo os dois ficarem na detenção até o fim da tarde. Depois que a detenção acabou,Vincent correu para o pátio e guardou sua faca em seu bolso,e esperou Speltzer ir até onde Vince estava para se vingar. Quando finalmente avistou Speltzer,esperou o bully se aproximar,para seu ataque ser mais surpreendente. Quando Speltzer ficou a menos de um metro de Vince,ele finalmente ergueu sua faca e teve precisão o suficiente para acertá-la no olho do bully,fazendo o mesmo cair no chão e bater sua cabeça com uma imensurável força. Depois de perceber o que tinha feito,Vince se acovardou por completo,guardando a faca em seu bolso e correndo para fora da escola mais rápido do que nunca. Agora,ele teria que se livrar das prova do crime,a faca. Para fazer isso,ele simplesmente a lavou,foi até uma floresta e a enterrou na terra. Pronto. Sem nenhum vestígio do crime. Agora tudo dependia de sua atuação. Quando foi interrogado,Vince disse que viu o crime acontecer,mas que não conseguiu ver o rosto do homem,e que o homem era mais alto que Speltzer. O melhor era que,quando Speltzer bateu a cabeça no chão,perdeu a memória mais recente que tinha,e a última coisa que se lembrava era de sair da sala de detenção. A única coisa com a qual os policiais podiam trabalhar era a detenção de Speltzer,e mesmo assim,eles não tinham o que fazer com aquilo. Depois disso,Vincent foi retirado da minúscula lista de suspeitos,e seus pais o matricularam em outra escola,dizendo que não queriam esse tipo de monstro perto de seu filho. Até seus 16 anos,Vince conviveu com seus erros com amargura e arrependimento,e já que não podia mudar o que tinha feito,simplesmente os aceitou e seguiu em frente. Tudo ficou bem até que Vince conheceu Faith,depois dela,tudo ficou melhor. Faith era uma garota de cabelos escuros. As pontas eram azuis. Os olhos,como os de Vince,eram azuis. Seu rosto e pele eram totalmente limpos e sem imperfeições, não se avistava nenhuma marca de nascença ou verruga. Ela não tinha só aparência,era uma garota muito legal também. Tinha um bom coração. Os dois eram muito parecidos, ótimos um pro outro. Quem diria que um encontro inocente na cafeteira poderia gerar um casal tão lindo?
Só tinha um problema....um problema realmente muito grande....O pai de Faith era judeu. Só ele e a mulher sabiam disso,ou pelo menos parecia. Eles(os alemães) atearam fogo à casa de Faith,com toda a família dentro. Nenhum sobrevivente. Vincent entrou em profunda depressão. Não conversava com ninguém. Bebia litros de bebidas alcoólicas diariamente. Algumas semanas depois,durante a noite,Vince foi até o quarto de seu mais novo irmão,Jamie,de apenas 10 meses,o segurou em seus braços e tentou descer a escada,sem nenhuma luz acesa. Claramente,Vince tropeçou e deixou a criança cair,fazendo a cabeça do mesmo atingir várias superfícies. Com o barulho,toda a família acordou e foi ver o que tinha acontecido. Quando viram a criança ferida e o jovem desmaiado,checaram os batimentos dos dois. Vince estava bem,mas o bebê não. Tinha morrido,e a culpa era do irmão. Sempre que o perguntam o motivo dele ter pego seu irmão,ele diz que não sabe e que simplesmente queria vê-lo,e não tem muita certeza por que tentou descer a escada,mas provavelmente queria alimentar o bebê. Um tempo se passou e Vince,com culpa e vergonha em suas costas,saiu da casa de seus pais e foi à Nova York morar com Sally,uma velha amiga confiável que tinha uma casa e morava lá. Depois de 2 meses desempregado,Vince quis se tornar policial,então treinou em academias(de policiais,claro)e cumpriu seu objetivo. Mais ou menos 2 anos depois,foi promovido e virou detetive,mas pouco tempo após isso,Vince saiu da polícia e virou um detetive particular,e isso é o que ele tem feito desde então. Constantemente,Vincent tem pesadelos e visões envolvendo Speltzer,Faith e seu irmão,e ele tem certeza de que seus demônios o assombrarão para sempre. Toda vez que perguntam se ele está bem,ele diz que sim,mas é mentira,Vincent nunca estará bem.

País que nasceu:Lincoln,Nebraska,EUA

País que se encontra:Nova York,Nova York,EUA

Poderes:Cinco sentidos melhorados(Audição:pode ouvir batimentos cardíacos ou conversas à metros e algumas vezes,até quilômetros. Visão:é tão potente que pode encontrar formigas em paredes à distâncias imensuráveis. Olfato:consegue sentir e descrever detalhadamente aromas de incríveis distâncias. Paladar:não é muito útil,só serve para se aprofundar mais radicalmente em gostos e sabores. Tato:também não é muito útil,só o usa para definir o quão áspera ou lisa é uma superfície;até o incomoda um pouco,pois tem que usar luvas para praticamente tudo). Todos os seus parentes tem esse poder,mas Vincent é o que tem os poderes mais potentes.

Controle definitivo sobre seus poderes?

()Sim

(X)Não

Algum motivo pessoal para odiar os alemães:
Eles mataram Faith

Alia-se aos:

()Alemães

()Néons

(X)Civil comum

O que gosta:
-Enigmas/Mistérios
-Ler(Quadrinhos e livros)
-Cinema/TV
-Música(Suas bandas favoritas são o The Strokes e Nirvana)
-Resolver as coisas pacificamente
-Ganhar dinheiro(Acho que todos gostam disso...Hehehe)
-Animais(até tem um gato da raça Somali que chama de Boo)

O que não gosta:
-Brigar
-Música Pop(Literalmente,machuca seus ouvidos)
-Frescura
-Festas
-Cheiros ruins,Barulhos altos,Gostos ruins...resumindo:tudo que atordoe o seu poder.
-Tem um medo incondicional e irracional de espíritos,mesmo que não lhe façam nada.

Habilidades:Habilidades dedutivas(investigar) anormalmente excepcionais,o aprimoramento dos 5 sentidos,pontaria excelente(aprendeu a atirar na academia de policiais).

Arma que utiliza: Pistola Taurus PT 1911(não consegui colocar imagem,desculpa)

Par:
(X)Sim,você escolhe(Tudo bem se não der)

() Não,eu sou sozinho

() Sim,faço outra ficha

() Sim,mas quero só rolos

Sexualidade:Heterossexual

CIVIL COMUM

Sua posição na sociedade:

()Rico

()Mediano

(X)Pobre

Está no Brasil?
-Não

Trabalho:Detetive Particular

Opinião sobre os Néons:Respeita eles bastante. Acha que são pessoas corajosas,que se cansaram de ser controladas por tiranos e decidiram fazer algo. Mesmo os respeitando muito e sua irmã faça parte deles,não tem vontade de se juntar.

Opinião sobre os alemães:Realmente os odeia,mas não os atacaria se os visse na rua.


Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...