~IM_TROUXA

IM_TROUXA
To cum fomi
Nome: Lua Horan 🦄
Status: Usuário
Sexo: Feminino
Localização: Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, Brasil
Aniversário: 21 de Abril
Idade: 17
Cadastro:

Spirits Game


Postado

Nome Completo

Nancy Dee Hensley

Idade

Dezoito anos

Apelido

Curly

Data de aniversário

30 de Outubro

Signo

Escorpião

Aparência

Nancy possui a pele morena, aparentemente bronzeada. Seus cabelos são longos e cacheados, com uma tonalidade que varia entre os diversos tons de castanho. Lábios carnudos, perfeitamente desenhados, que possuem um tom naturalmente rosado. Olhos castanhos e levemente puxados. Nariz pequeno e um tanto arredondado. Rosto fino com um maxilar bem contornado. Possui 1,60 de altura, com um corpo magro, porém ainda sim curvilíneo, com seios medianos, cintura fina, barriga "chapada" e pernas bem torneadas.







Personalidade

Pode ser considerada alguém irritante, provocadora e zombeteira, pois sempre possui um sorriso carregado de escárnio e ironia que usa para zoar, provocar e irritar os outros a sua volta. Possui o péssimo hábito de fazer piadas e brincadeirinhas em momentos mais inoportunos e inapropriados. É excessivamente competitiva, além de odiar perder algo. Desistir é uma palavra inexistente em seu vocabulário, pois mesmo que ninguém a apóie, mesmo que todos digam que ela está errada ou não consegue realizar algo, se ela decidir realmente fazer aquilo ela fará, e caso não consiga, tentará até conseguir. Em certos momentos (quase sempre) costuma agir de modo egocêntrico, vangloriando-se de tudo que possa ter feito ou de suas habilidades, se achando melhor que aqueles que a rodeiam. Quando está com problemas os enfrenta, sem necessidade de ficar reclamando da gravidade dele. Excessivamente teimosa, não aceita que mandem nela, sempre faz o que quer, mesmo que sua decisão seja errada, não desiste daquilo, mesmo que digam a ela que ela possa estar errada, ela só desistirá se ela perceber e achar que está tomando a decisão errada. Sua língua é afiada, sempre carregando palavras na ponta da língua, preparada para responder aos outros, geralmente também na intenção de dar "foras", "patadas". Não se apega as pessoas com facilidade. Nancy nunca fez o tipo de pessoa carinhosa, e realmente não é carinhosa, demonstrações de afeto nunca foram com ela, porém quando alguém próximo a ela precisa de um abraço, uma demonstração de carinho ou algo para se sentir bem, ela não será a primeira a primeira a dar isso a ele, porém de alguma forma ela dará. Não importa o quão seus amigos possam estar errados, ela sempre fará de tudo para apóia-los, não importa o quanto a situação possa estar ruim, ou o quanto eles possam estar em perigo, Nancy sempre os protegerá e defendera a sima de tudo. Nancy é sincera até demais, não mede suas palavras, fala tudo o que acha e não consegue se desculpar por conta de seu ego inflado. Não se abre para ninguém, não conta seus segredos e problemas para pessoas alguma além daquelas que são extremamente importantes para ela, aqueles com quem tem uma ligação e amizade muito forte. Quase sempre consegue o que quer, mesmo que algumas vezes precise usar os outros para isso. É extremamente safada, porém não gosta de "dar em cima" dos outros. Quando é magoada por aqueles que ama, Nancy não se vinga, nem guarda rancor, simplesmente prefere esquecer, pois quando sofre, sofre intensamente, além de seu ego não permitir que ela demonstre estar triste ou magoada. É orgulhosa, odeia aceitar ajuda, odeia admitir quando perde, odeia admitir que está errada. Nunca foi impulsiva por mais que suas ações demonstrem o contrário, Nancy somente costuma seguir o que suas emoções e instintos a dizem para fazer, ao em vez de seguir o que seu raciocínio ou razão a dizem para fazer. Sua calma e seu autocontrole são invejáveis, podendo assim manter-se controlada mesmo com a pior das provocações, porém quando sua paciência estoura ou alguém ultrapassa os seus limites, ela se torna a pior das pessoas. 

Música que a define

Chandelier — Sia

Medos

Lugares pequenos e abafados já que pode se considerar um tanto claustrofóbica

Manias

Roer as unhas dos polegares quando está nervosa

Mexer no cabelo quando envergonhada

Morder o lábio inferior quando está presa em seus próprio pensamentos

História

Nancy morava com seu pai e seu irmão gêmeo, não tinha uma figura materna já que sua mãe havia "sumido" pouco depois do nascimento dos gêmeos. A mais nova Hensley teve a infância perfeita, ao menos em seu ponto de vista, porém tem coisa melhor do que aprontar junto com seu irmão e não ser punida por nada que fazia? Creio que não. Um tempo depois de seu aniversário de quatorze anos, poucos dias antes do natal, a pior das catástrofes aconteceu, Nancy e Harry voltavam para casa quando ao atravessar uma pista um carro em alta velocidade atropelou à ela e ao irmão, Nancy sofreu algumas fraturas porém nada realmente grave mas Harry acabou falecendo por conta da pancada que levou na cabeça. A morte de Nancy foi só o que bastou para sua vida se tornar uma enorme m*rda, ao menos em seu ponto de vista, com a morte de um de seus filhos, Will acabou ficado desorientado, primeiro começou a se envolver com drogas e logo em seguida perdeu o emprego em quanto Nancy fazia bullyng na escola descontando toda sua raiva e angústia nas pessoas alheias. O vício de Will se tornou tanto que em pouco tempo ele já era dependente das drogas e com o tempo o dinheiro foi acabando então ele começou a vender praticamente tudo que possuía dentro de casa e com o tempo já não tinha mais nada então ele partiu para o roubo. Harriet havia acabado de completar seus dezesseis anos quando seu pai foi preso, por ser menor de idade sua guarda seria dada a outro parente, porém ninguém queria cuidar dela, até que Rose apareceu (ou foi encontrada) e acabou ficando com a guarda da filha, para aumentar ainda mais a raiva de Nancy que não queria morar com sua mãe, Rose morava em outro lugar, o que fez com que a garota tivesse que sair do lugar onde cresceu e viveu parte de sua vida. Os primeiros meses que passou com sua mãe foram caóticos, mas Nancy estava adorando causar o caus na vida de sua mãe que nem parecia se importar muito já que  aprontava, arrumava confusão com praticamente todas as pessoas até com os policiais que a faziam parar quando ela dirigia a mais de 100kh bêbada. Ao completar 18 anos, Nancy pode finalmente voltar para casa, o lugar onde cresceu, começou a trabalhar e a se sustentar.

Como reagiu a ver o primeiro corpo?

Ficou com medo, talvez até em pânico, chorou, porém isso não durou muito já que não queria se descontrolar, sabia que isso só pioraria as coisas

Mataria por alguém?

Sim, caso fosse necessário para proteger alguém que goste ou proteger a si mesma

Morreria por alguém?

Sim

Par?

Claro

Relação com a Lara

Na verdade prefiro que você decida o modo como elas se tratarão, não me importo se elas forem amigas, inimigas ou até não dêem a mínima para a existência uma da outra

(  ) São amigas. Nancy faria qualquer coisa para protege-lá, mesmo que as vezes "mostre" o oposto com coisas como deixar Lara envergonhada na frente de alguém que ela goste, faze-lá passar vergonha mesmo que sem querer, irrita-lá a chamando por nomes aos quais ela não goste, mas é possível perceber a importância que Lara tem em sua vida, já que Nancy é capaz de fazer qualquer coisa para vê-lá bem, desde contar uma piada idiota à se meter em alguma encrenca para defende-lá.

(  ) São inimigas, pense em alguém que Nancy não goste, agora multiplique por mil, então, essa pessoa é Lara. Não a suporta, gosta de irrita-lá, de faze-lá se sentir envergonhada, não da maneira "saudável" como faz com seus amigos, mas sim de forma ruim mesmo.

(  ) Não se conhecem realmente, nunca trocaram muitas palavras, então basicamente não vêem motivos para se gostar ou se odiar.

Relação com a Kath

Na verdade prefiro que você decida o modo como elas se tratarão, não me importo se elas forem amigas, inimigas ou até não dêem a mínima para a existência uma da outra

(  ) São amigas. Nancy faria qualquer coisa para protege-lá, mesmo que as vezes "mostre" o oposto com coisas como deixar Kath envergonhada na frente de alguém que ela goste, faze-lá passar vergonha mesmo que sem querer, irrita-lá a chamando por nomes aos quais ela não goste, mas é possível perceber a importância que Kath tem em sua vida, já que Nancy é capaz de fazer qualquer coisa para vê-lá bem, desde contar uma piada idiota à se meter em alguma encrenca para defende-lá.

(  ) São inimigas, pense em alguém que Nancy não goste, agora multiplique por mil, então, essa pessoa é Kath. Não a suporta, gosta de irrita-lá, de faze-lá se sentir envergonhada, não da maneira "saudável" como faz com seus amigos, mas sim de forma ruim mesmo.

(  ) Não se conhecem realmente, nunca trocaram muitas palavras, então basicamente não vêem motivos para se gostar ou se odiar.

Relação com os outros adolescentes

Os tratará da forma como eles a tratarem, se a tratarem bem ela os tratará da mesma forma, mas se a tratarem mal, bom, ela os tratará mil vezes pior

Vai tentar fugir?

Não se tiver que deixar seus amigos para trás

Roupas





Favoritou?

Indo fazer isso

Sabe que seu personagem está em nossas mãos?

Claro


Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...