~Helena-Otome

Helena-Otome
O tempo passa rápido....
Nome: Helena
Status: Usuário
Sexo: Feminino
Localização: Curitiba, Paraná, Brasil
Aniversário: 18 de Dezembro
Idade: 16
Cadastro:

Teste 50 perguntas para refletir


Postado

Acabei de achar um teste com 50 perguntas, na qual diz que serve para refletir e para nos fazer questionar o nosso dia a dia. Enfim, estando com tédio, estou aqui prestes a respondê-lo. Colocarei o link do site no final do jornal para os interessados.

Que comece o teste!

1. Qual seria a sua idade se você não soubesse quantos anos você tem?

Se eu não soubesse, e eu não tivesse nada para me auxiliar a ter uma noção do quantos anos eu tenho, eu me classificaria agora com 17 anos, talvez. Imagino que meu físico e minha mentalidade não se encaixam muito com a minha idade atual.

2. O que é pior, falhar ou nunca tentar?

Essa é difícil. Sou uma pessoa que guardo as falhas, e por mais elas possam servir como aprendizado, é difícil de engoli-las. Porém entre as duas, por mais que a teoria é bem mais fácil que a prática, acredito que é nunca tentar. Pois nunca tomar iniciativa em alguma coisa, pode ser que nos gere arrependimentos no futuro, e isso é uma coisa que eu menos quero acumular na minha vida.

3. Se sabemos que a vida é finita e curta, por que acabamos fazendo tantas coisas que não gostamos e gostamos de tantas coisas que não fazemos?

Talvez esse é o maior mistério e erro humano. Damos importância demais para coisas que nos faz mal. O motivo talvez venha sempre dos nossos hábitos, e da personalidade em tal situação.

4. Quando todas as coisas já estão ditas e feitas, será que você disse mais do que fez?

Dependendo da situação, sim.

5. De que forma você gostaria de mudar o mundo?

Sei que apenas uma pessoa é impossível de mudar o mundo, então ao menos, gostaria de deixar impressões e influências positivas as pessoas. Quando eu faço alguém feliz, vê-la assim por conta do que eu fiz me faz feliz também. As vezes até um "bom dia" diferente. Coisas simples, mas que tornam o dia especial.

6. Se a felicidade fosse a moeda nacional, qual seria o trabalho que te tornaria rico?

Mistério para mim até hoje. Não sei do que será o meu futuro quando entra sobre o que eu quero fazer quando crescer.

7. Você está fazendo aquilo em que acredita, ou você se conforma com o que está fazendo?

Normalmente eu me conformo com o que eu faço.

8. Se a expectativa média de vida humana fosse de 40 anos, você estaria vivendo sua vida de outra maneira?

Depende de como seria a sociedade! Ela que determina nosso dia a dia. Então com uma vida tão curta, acho que seria diferente sim.

9. Até que ponto você realmente controlou o sentido da sua vida?

Eu não sei. Quando crianças nos deixamos levar pelas coisas, mas acredito que por mais que agora eu tenha consciência das coisas, eu ainda não controlei o sentido dela. Ela é uma caixa de mistérios, não? Acho que com a espiritualidade eu poderia achar a resposta. Certas coisas que a ciência não tem como explicar.

10. Você está mais preocupado em fazer as coisas direito ou só quer fazer as coisas certas?

Acho que em fazer as coisas direito.

11. Você está em um jantar com quatro pessoas que admira muito, mas todos começam a criticar um amigo íntimo seu não sabendo que é seu amigo. A crítica é injustificada e de mau gosto. O que você faz?

Defenderia ele. Mostraria os pontos positivos dele para tentar contraria-los e mostrar o outro lado da moeda. Temos a mania de julgar e soltar maldades, e por isso mesmo não posso julgá-los ou deixar de admira-los por uma coisa do gênero. Temos que nos manter os mais frios e racionais possíveis, pois se deixar levar pelas emoções, acaba criando situações desnecessárias.

12. Se você pudesse dar a uma criança só um conselho, qual seria?

Viva cada segundo, para sua infância no futuro servir de boas lembranças.

13. Você quebraria a lei para salvar alguém que ama?

Não sei. Porque o amor é um mistério, não é possível medir o quanto que alguém consegue amar o outro. Mas como eu disse, acho que o correto é tentarmos manter sempre a mente sã. Então talvez não. Mas aí que está: para salvar alguém, acho que depende muito da situação. Sei que se me deixar levar só pelos instintos, me arrependeria. Mas não deixar de salvar alguém, seria muito pior. Conclusão? No final, sim. Mas isso quando eu amo de verdade a pessoa. Eu acho que prefiro ter o pensamento de "eu tentei o que eu pude" do que não ter tentado e me arrependido. Mas até eu chegar a essa conclusão, eu iria fazer o possível para ver a melhor forma possível, e o quanto que eu amo a pessoa para valer a pena quebrar uma lei.

14. Você já viu insanidade onde acabou percebendo criatividade?

Pessoalmente, acho que não ou não me lembro. Mas sei que existe. Se é bom ou não, depende da situação.

15. Pense em algo que você sabe que faria diferente da maioria das pessoas. Acha loucura?

Acho que não! Talvez eu possa ter uns objetivos ou coisas diferentes que quero fazer. Mas se eu tenho vontade de realiza-las, então loucura seria apenas nos olhos de quem vê!

16. Como você explicaria o fato de que aquilo que te faz feliz, muito provavelmente não faz todas as pessoas felizes? A felicidade não tem receita.

Talvez nem tentaria explicar, porque ela nunca entenderia. A não ser que ela esteja afim de tentar entender o meu lado, ao invés de perguntar apenas por curiosidade.

17. O que está prendendo você de fazer aquilo que realmente quer?

A preguiça. Meu pior inimigo. Meu próprio subconsciente.

18. Você está se apegando a algo que precisa deixar de ir?

Não entendi a pergunta direito. Algo que estou me apegando e não posso? Ir? Ir é local, e se for isso, bem, talvez sim.

19. Se você tivesse que se mudar agora para um estado ou país muito diferente do que você vive no momento, você iria? Conseguiria abandonar tudo?

Depende da oferta. Mas talvez sim, caso também tivesse apoio. Qualquer coisa serviria de experiência.

20. Você acha que as coisas são como são ou aperta o botão do elevador mais de uma vez, acreditando que isso fará o elevador chegar mais rápido? Você insiste naquilo que acredita ou permite que a aceitação domine você?

Depende muito se tal coisa que eu acredito, ela realmente é importante para mim. Mas não nego que as vezes é mais fácil desistir tudo. A questão é: Eu sou pessimista, mas depois do meu momento baixo, eu sempre tento ser otimista.

21. Hemingway afirmou que felicidade em pessoas inteligentes é coisa mais rara que ele já viu. Mas então,você prefere ser um gênio triste ou uma pessoa simples e alegre?

Simples e alegre. Inteligência não quer dizer tudo. Se eu quero aproveitar a vida, eu prefiro ser ignorante do que saber que a realidade e a verdade não são do jeito que nós imaginamos.

22. Por que você está onde está?

Primeiro porque a vida me levou, segundo por conta da minha família e da minha pessoa.

23. Você gostaria de conhecer alguém como você? Gostaria de ter a sua própria amizade?

Claro que sim! Sou a melhor pessoa do mundo, acreditem <3 ODJAIOSI

24. O que é pior, quando um bom amigo se afasta, ou perder o contato com um bom amigo que mora bem perto de você?

Quando alguém se afasta. Porque se ela está me evitando, é bem pior do que quando os anos passam e se perde o contato. Infelizmente, a vida segue, e boas amizades viram história. Então eu acho pior quando no momento eu estou em uma, e por algum motivo se afasta.

25. Qual é a coisa pela qual você é extremamente grato? Há algo que você possa dizer que é maravilhoso em sua vida?

Meus pais. Eles não são perfeitos, como qualquer pessoa também não é. Mas sou extremamente grata por eles.

26. Perder todas suas velhas memórias ou nunca ser capaz de fazer novas?

Nunca ser capaz de fazer novas. Eu posso até perder. Mas ainda terei pessoas que por mais que eu possa esquecer que eu as amo, mas elas ainda me apoiarão porque me amam. Eu prefiro criar uma nova história, do que ficar preso em uma sem fim.

27. É possível conhecer a verdade sem desafiá-la primeiro?

Acho impossível. A verdade nunca virá de braços abertos sem ter nada feito.

28. Seu maior medo, em algum momento, se tornou realidade?

Ainda não. Mas terei que seguir em frente, porque a vida não para por aí.

29. O que te chateava há 5 anos atrás, ainda te chateia?

Talvez sim? Eu não sei agora, mas ficar com remorso é a pior coisa que tem.

30. Qual é a sua memória mais feliz da infância? O que a torna tão especial?

Eu tenho tantas.... Não sei qual mais me marcou, porque todas são únicas e nunca se repetirão. Afinal, ninguém tem infância duas vezes não?

31. Em que momento no últimos tempos você se sentiu mais apaixonado e vivo?

De memória recente, acho que foi quando fui em Foz do Iguaçu na garganta do diabo. Ter a natureza tão perto de ti, é uma terapia sensacional que te faz pensar no quão bom é estar vivo e ver cenas lindas como aquela. A natureza no geral sempre me manifesta esse tipo de sensação de estar 'viva'.

32. Esse não é o momento, mas então quando?

Quando eu sentir que parte dos meus sonhos foram realizados.

33. Caso você não tenha conseguido ainda, o que você tem a perder?

Nada. Mas a preguiça me prende.

34. Alguma vez você já esteve com alguém , não comentou, mas sentiu que tinha tido a melhor conversa da sua
vida?


Talvez? Devo ter sentido isso sim no momento e ter alegrado o meu dia inteiro ~talvez até mais~ só que não me lembro.... Ahg, me lembrei de um caso agora. Sim. Super acontece. Ainda mais quando é com a pessoa que admiramos.

35. O que a religião representa na sua vida?

Representa o que a ciência não pode e nunca poderá explicar. Nós devemos procurar uma religião que nos identifique, para nos sentirmos bem consigo mesmo. No momento eu não pratico nenhuma, mas já estou com uma em mente.

36. É possível distinguir, sem sombra de dúvida, o que é bom e o que é mau?

Não. A maldade também está disfarçada como bondade nos olhos de quem não vê.

37. Se você ganhasse na loteria, sairá do seu trabalho atual ou está fazendo aquilo que gosta?

Eu nem trabalho ainda OIJDJOIASJIOD então não posso responder

38. Você prefere ter menos trabalho para fazer, ou mais trabalho que você realmente gosta de fazer?

Nada nos extremos né? As vezes até o que gostamos de fazer pode nos afetar de forma negativa e não percebermos. Mas entre um e outro, acho que o que eu gosto de fazer seria a resposta.

39. Você sente como todos seus dias fossem iguais?

Eu sentia isso. Até que tive uma conversa com um psiquiatra e ele abriu meus olhos.

40. Quando foi a última vez que você seguiu um caminho apenas com o brilho suave de uma ideia em que você acreditava fortemente?

Não sei? MInha memória é ruim OJDSAJOID mas talvez deve ter sido recentemente? A gente só não percebe, essa é a questão.

41. Se você soubesse que todos que você conhece morreriam amanhã, quem você visitaria hoje?

Meus familiares e parentes. Principalmente aqueles em que eu mais tenho carinho ou que eu tenha feito uma besteira e quero me redimir.

42. Você estaria disposto a reduzir sua expectativa de vida em 10 anos somente para se tornar extremamente atraente ou famoso?

Não. Nem ferrando.

43. Você conhece a diferença entre estar vivo e realmente viver?

Conheço. E é o que eu almejo.

44. Quando é o momento de parar de calcular riscos e recompensas, e ir em busca daquilo que se quer?

Quando eu penso que eu tenho que me deixar me levar mais pelos sentimentos.

45. Se aprendemos com os nossos erros, por que estamos sempre com medo de cometer um erro?

Porque não sabemos o quanto que o erro possa nos marcar.

46. O que você faria de forma diferente se soubesse que ninguém iria julgá-lo?

Tentaria ser mais eu mesma. Seguir mais os meus gostos. Porque tudo isso que gostamos no momento, no futuro servirá apenas de boa memória.

47. Quando foi a última vez que você prestou atenção na sua própria respiração?

Eu sempre presto atenção OIJDJSAOIDOI Eu gosto de respirar pela barriga - sabe quando você enche e esvazia a barriga ~pelo diafragma~ ao invés da caixa torácica? Eu acho mais relaxante e ouvi dizer que é até melhor do que com a caixa torácica, que os músculos dela não são para contraírem e etc que nem com a barriga. Mas se é no sentido do tipo "ah, estou viva" coisa assim, bem, é mais em momentos de reflexão e silêncio.

48. O que você ama? Alguma de suas ações recentes expressou abertamente esse amor?

Amo minha família! E sempre tento expressar meu amor os abraçando e etc. São momentos preciosos, que no futuro eu sei que valerão a pena te-los aproveitado e os amado.

49. Em 5 anos a partir de agora, você vai se lembrar o que você fez ontem? E sobre o dia antes disso? Ou no dia anterior? Os seus dias são marcantes?

Impossível! Primeiro que minha memória é estranha. As vezes eu me lembro até de conversas lá de 2008 totalmente ridículas, e esqueço de coisas importantes. E segundo porque é dia a dia né? Por mais que eles não são todos iguais aos outros, a questão é que isso não é o que mais marcam nossas vidas. O que nos marca talvez seria os nossos atos do dia a dia, mas não as atividades do dia a dia.

50. As decisões estão sendo feitas agora. A pergunta é: Você está as tomando por si ou você está deixando que os outros as tomem por você?

Provavelmente a segunda.... Sendo realista.


E aqui estão as perguntas <3 Demorei em torno de uma hora e alguns minutos para respondê-las, mas foi divertido e interessante.

Link do site para os interessados: Aqui

Sinceramente? É uma ótima forma para nos auto avaliarmos. Serve até como um bom passatempo! Recomendo a todos ;)


Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...