~MaahMello

MaahMello
.main hayley atwell
Nome: Maria Fernanda
Status: Usuário
Sexo: Feminino
Localização: Indisponivel
Aniversário: 4 de Dezembro
Idade: 65
Cadastro:

Ficha pra a fanfic "Institute of Arts in Los Angeles"!


Postado






"Sempre foi engraçado. Pra todo mundo, eu sempre fui uma garotinha mimada que tem um orgulho de grandeza imensurável. Eles sempre pensam que eu não sou mais do que isso. E eu vou provar pra eles o contrário, ah se eu vou. Nem que seja a última coisa que eu faça."

Nome Completo
Elizabeth Alissa Pinkketon.
* prefere ser chamada de Effy; na verdade, ninguém a chama de Elizabeth, nem mesmo os professores.


Idade
Dezesseis anos de idade.

Personalidade
Effie sempre foi conhecida por ser uma grande de uma diva, mas para os outros, ela é uma diva no sentido ruim da palavra.
Cresceu em uma família que era bem realista: se uma coisa daria mal, eles a contavam. Se tudo ficaria bem, falavam. É bem honesta, por causa disso; aprendeu a falar a verdade na cara da pessoa caso ela ache que é o melhor a se fazer, e também a mentir quando ela precisa. Apesar de não parecer, ela é bem inteligente, e chega até a ter uma mentalidade madura em relação a algumas meninas de sua idade, mesmo com toda a sua maldita fama que faz com que muitos a vejam como uma garotinha infantil. Arrogante, hiperativa, egoísta, determinada e ambiciosa; Elizabeth muitas vezes é vista como uma das meninas mais irritantes que você verá a primeira vista, e ela mesma não ajuda muito a mudar essa imagem, já que seu sonho sempre foi se tornar famosa na Broadway e ela parece fazer de tudo para alcançar esse sonho. Ela é tão energizada por sua ambição que ela fala muitas vezes a um ritmo acelerado, muitas vezes sem qualquer noção do que ela diz, mostrando ter uma grande facilidade de magoar as pessoas e logo depois se arrepender disso. Também pode ser manipuladora em suas ações, mas, ironicamente, ela tem dificuldade em perceber quando é manipulada. Ela se irrita quando não consegue o que queria ou quando algo inesperado entra em seu caminho, e em tais ocasiões, ela vai sair da sala com uma saída dramática que nunca perde a graça. No entanto, apesar de suas tendências extremamente irritantes, Effy não é uma pessoa má. No fundo, como tantos outros adolescentes, ela só quer ser amada e ter amigos. Quando os outros estão sofrendo ou sentindo-se rejeitados, Effy muitas vezes está disposta a ir para o seu lado e lhe oferecer ajuda e/ou apoio, mesmo que algumas vezes a forma que ela fala pode ser interpretada de forma ruim; afinal, fama é fama, e a forma que os outros a encaram a dificulta na hora de tentar ser um ombro amigo para quem precisa. Ela precisa amadurecer ainda, muito, e planeja se tornar uma pessoa melhor com o passar do tempo.


eu baseei a personalidade dela muito na personalidade da rachel de glee, ou seja, caso precise de algum tipo de inspiração quando for escrever sobre ela/com ela na cena, recomendo assistir a série, caso já não tenha assistido. é maravilhosa. c:

História
De família de classe alta, Effy nunca menciona com detalhes sobre o seu passado, por mais normal que seja.
Seu pai é dono da empresa Saikou, famosa no ramo da tecnologia/fabricação de produtos eletrônicos, e sua mãe trabalha em musicais da Broadway desde que Elizabeth se entende como gente. Desde pequena, seu contato com a arte sempre foi muito grande, com aulas de canto, dança, teatro, e até mágica; e eles sempre a incentivaram a ser o que eles chamam de a melhor, assim então, tornando-se os culpados pelo que ela se tornaria futuramente. Claro, entre os intervalos de observar sua mãe ganhando aplausos e muitos prêmios do Tony Awards e seu pai crescendo mais e mais com a empresa dele, ela era feliz. Sem muitos dramas, apesar de seus altos e baixos, continuando a crescer como uma artista e, finalmente, ingressou no Instituto que seu pai tanto achava que seria bom para seu futuro.


Família
Gilinsky Pinkketon, pai; 42 anos.
Apesar de seu pai trabalhar e trabalhar tanto, eles são próximos, e Gilinsky faz questão de passar cada segundo livre que ele tem na presença da sua pequena filha. Ele não sabe sobre a forma que ela é tratada na escola e muito menos da fama que ela tem, pelo simples fato de que ela não quer contar de forma alguma.


Alasia Elizabeth Pinkketon, mãe; 41 anos.
Sua proximidade com a mãe é impressionante. Effy é uma cópia mais nova dela e ninguém pode negar, apesar da sua mãe ser um pouco mais controlada em relação aos seus sentimentos e na verdade ser bem amada por quem a conhece. Ela também não sabe sobre como é a vida para sua filha na escola, pelo mesmo motivo que ela não conta ao seu pai.


Especialidades
+ Cantar
+ Dançar
+ Atuar

Aparência
Effy tem cabelos da cor loiro-morango (parece ruivo, mas não é) que caem em cascata até as costas e olhos cor de avelã. Os traços são delicados, típicos de um anjo, as curvas não tão exageradas. Sua altura é mediana, com 1.65 de altura, e 55kg.

[Aparência do amor da minha vida, Holland Roden]






Estilo musical
Pra ser bem sincera, ela gosta de qualquer estilo que tenha uma boa música, mas sempre foi apegada aos clássicos de musicais da Broadway, por escutar eles tanto em casa.

Estilo de roupa
Effy normalmente usa muitas saias, ou vestidos estampados e jaquetas/casaquinhos leves.

Gosta
Musicais, filmes, a Broadway e a cidade de New York em geral.
Seus gostos sempre envolveram muito o que seus pais construíram sob ela: gosta de sentir-se segura, graças à fina camada de super-proteção que seu pai decidiu que ela deveria ter desde pequena; de lugares com temperatura nem tão fria e nem tão quente, beirando aos 25 ou 24 graus, e de momentos que a possibilitem de sentar-se, tomar um pouco de chá e esquecer os problemas que a rodeiam. Conversar com alguém sem acabar criando algum tipo de discussão que seja desagradável, e em geral, conseguir novos amigos, algo sempre bom para ela.


Não gosta
Por mais que isso seja uma surpresa, ela NÃO gosta de criar confusão!
Odeia saber que é uma pessoa que é odiada com facilidade, e que ninguém algum dia tentou abrir os olhos e conhecê-la como a boa pessoa que ela é por dentro. Em quando é rejeitada, seja uma oferta de ajuda negada ou apenas algo que lhe dizem não e/ou a ignoram. Não suporta qualquer tipo de rótulos, preconceito, de ter que aguentar idiotas falando merda sobre os outros.


Medos
coulrofobia//medo de palhaços

nictofobia//medo de escuro

Manias
Ela tem a mania de arquear as sobrancelhas quando comenta algo de forma sarcástica ou quando escuta algo que lhe parece estúpido ou errado, e encarar um ponto fixo enquanto está pensando. Isso a ajuda a concentrar, segundo a mesma. Além disso, fala mais rápido quando fica irritada, nervosa e/ou se empolga muito, e só para depois de se acalmar totalmente.


Relacionamento com a Johanna
Elas são como gato e rato, entre tapas e abraços; as famosas animigas. É bem fácil para elas de se irritarem uma com a outra e iniciar uma discussão, apesar de sempre esquecerem dela e de alguma forma se ajudarem na hora seguinte. É engraçado como elas são tão opostas e ao mesmo tempo iguais em alguns aspectos, e talvez por isso que essa animizade possa se tornar um dia uma boa amizade.


Relacionamento com os amigos
Talvez pelo fato de não ter muitos amigos, é bem fácil que eles vejam Effy pensando duas vezes antes de agir e falar; assim como ela fará de tudo ao seu alcance a ajudar esse amigo não importa o que aconteça.


Relacionamento com o par?
Ela sempre foi uma boba apaixonada. Talvez toda a sua natureza fofa flore com a chegada de seu amor, e isso a torna um extremo oposto de muitas partes de sua personalidade com este por perto. Parece que toda a sua generosidade, bondade e principalmente sua calma chegam rápido, tornando a pessoa que ela ama um equilíbrio emocional entre sua maldita diva e a pessoa que ela quer ser. Se ela se apaixona, será único, uma experiência diferente que caso acabe é superada por ela com o queixo erguido... E um pouco de insegurança pelo motivo que acabou.


Quer par?
Sim!!

Sexualidade
Panssexual

Curiosidades
+ Ela não consegue dormir sem pelo menos uma luz fraquinha acesa.

+ Hamilton e Funny Girl sempre foram e sempre serão seus musicais preferidos.

+ Ela sabe a localização de vários teatros da Broadway, inclusive aonde fazem o Tony Awards.

+ Apesar de sempre mostrar ter uma confiança maior do que tudo, a insegurança de Effy sobre sua aparência é quase chocante; é bem difícil convencer ela que ela é bonita e que merece estar lá.

+ Mesmo com seu maior objetivo sendo a Broadway, Effy planeja também fazer filmes, participar de séries e talvez até lançar um disco, já que suas maiores paixões, cantar e atuar, estariam nesse processo.

+ Ela sempre quis fazer a Eliza no musical Hamilton ou a Elphaba em Wicked. São suas personagens da Broadway mais amadas.

Algo mais?
Nope. Qualquer coisa que eu alterar, aviso no comentário.



Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...