~Marvelsix

Marvelsix
Marvelous
Nome: MDC
Status: Usuário
Sexo: Indisponivel
Localização: Indisponivel
Aniversário: 12 de Fevereiro
Idade: 21
Cadastro:

F.R.I.E.N.D.S


Postado

F.R.I.E.N.D.S


⌦ Nome Completo:
Alexander William Graham

⌦ Apelido:
Alex – Todos o chamam assim.
Alec – Só os íntimos o chamam assim
Will – Usam esse apelido quando querem irritá-lo.


⌦ Idade e data de nascimento:
25 anos
18 de Agosto,
Leão com Ascendente em Capricórnio e Lua em Escorpião


⌦ Sexualidade:
Homossexual

⌦ Nacionalidade:
Canadense
Canada, Ottawa


⌦ Aparência:
Photoplayer – Alex Petyffer
Possui cabelos loiros e curtos de vários tons, pode-se até dizer que os tons de seus cabelos variam com a luz exercida sobre eles e é a mais pura verdade. Sua pele possui um tom bronzeado, seus lábios são pequenos e rosados e ressecados, quase da cor de sua pele. Seus dentes são perfeitamente alinhados. Seu rosto é retangular e proporcional. Seus olhos são verdes. Ele possui 1,70 cm de altura e 65 kg, possui um corpo esbelto e musculoso e atlético.





⌦ Gifs:





⌦ Personalidade:

Alec fala as coisas na cara das pessoas, por isso muitas vezes sai como vilão na história, ele simplesmente não consegue esconder o que pensa da pessoa. Ele é muito leal, ele fará algo pela pessoa que gosta para deixa-la feliz, mesmo que não queira, ele nunca deixa um amigo na mão. Alec gosta muito de ajudar as pessoas, por isso é deveras honesto e não gosta de jeito nenhum de pessoas desonestas. Sua empatia é inigualável, consegue entender as pessoas, ele se põe no lugar delas, ele adora ajuda-las quando preciso. Na maioria das vezes, Alexander estará “viajando” em sua mente, discutindo consigo mesmo, em uma batalha mental eterna, é o jeito que acha para fugir dos problemas: conversar com sua segunda mente. Seu humor recorrente é a ironia e o sarcasmo, adora fazer as pessoas rirem com suas piadas, adora fazer pegadinhas e deixar os outros constrangidos, mas também rebate alguém que tenta curtir com a cara dele, sua calma em brigas tanto verbais quando físicas, irritam o outro lado já que ele tende a se mostrar superior para contornar uma situação. Diversão para ele é tudo, ele vive falando coisas aleatórias que animam qualquer lugar a qualquer hora, além de ser mestre no improviso e na vergonha alheia, mas ele não liga.
Ele é muito arrogante, arrogante até de mais, até um ponto que chega a ser intolerante e muito ríspido, ele não consegue medir esse seu defeito, o fato é que é muito inseguro sobre as coisas, por isso guarda tudo para si com medo de encher as pessoas com suas dúvidas e inseguranças. É teimoso como um gato preguiçoso, não aceita uma derrota, não gosta que mandem nele e principalmente, odeia que mexam nas coisas dele. É muito narcisista, pode-se dizer que ele é egoísta e se acha muito, mas o fato é que ele usa isso como uma válvula de escape, pois lá dentro, bem no fundo, ele se acha feio e sem beleza nenhuma, e ao contrário do que todos pensam, ele é generoso e muito sentimental, apesar e raramente demonstrar seus sentimentos para as pessoas. Ele, bem lá no fundo, é uma pessoa sensível e frágil, mas acha que isso é uma fraqueza, por isso esconde tudo.
Se tem uma coisa que Alec é, essa coisa é curiosidade, muitos o taxam de intrometido por isso, simplesmente pelo fato de ele não descansar até descobrir o que queria, ele age como um verdadeiro “Sherlock Holmes”.
Alexander é vingativo em escalas quilométricas, ele não leva desaforo para casa, planeja as piores e as melhores vinganças, por isso muitos de seus amigos procuram por ele para se vingar daquela “naja”.
Lá dentro, nesse coração de gelo, existe milhares de sentimentos em conflito, um amor enorme por seus amigos e por seu irmão, além de estar sempre à espera de um príncipe para leva-lo em seu cavalo alazão, porém, ele sabe melhor do que ninguém que isso nunca irá acontecer...



⌦ Qualidades / Defeitos:
Sinceridade
Lealdade
Honestidade
Empatia

~~~
Arrogância
Insegurança
Teimosia
Narcisismo



⌦ História:
Alexander William Graham, filho de pessoas famosas, uma cientista e um empresário bem sucedido, sua vida nunca foi fácil, sua mãe sempre lhe deu amor, porém seu pai quase nunca interagia com ele, era um pai ausente. Alec cresceu nos holofotes, sua vida era constantemente invadida, por julgarem ser pública, porém ele nunca ligou para fama, dinheiro e outras coisas. Ele possuía um irmão mais velho que era o orgulho da família, isso o fazia sentir-se muito incapaz de ser tudo aquilo que queriam que ele fosse.
Foi aos seus 15 anos que descobrira sua homossexualidade, quando se apaixonou por um garoto de sua escola, o mais lindo e mais popular, isso se estendeu por 2 anos, no último ano. Alec havia feito uma viagem com seu pai para Ohio, onde lá, conheceu Chelle, os dois se simpatizaram muito e já agiam como se fossem amigos de infância, eles possuíram muitas coisas em comum, Chelle já o considerava seu “melhor amigo gay”, mas a alegria é efêmera, e ele teve que ir embora, porém continuaria mantendo contado com ela.
Já de volta a sua terra natal, arrumou-se e foi para a escola, teria que voltar a encarar seu pesadelo vulgo primeira paixão, seu nome era David, mas Alec sabia que nunca daria certo, engano o dele, pois David o notara, logo, chamou-o para sair em um encontro depois de perceber os olhares do menor sobre ele.
No encontro, Alec e David passeavam pelas calçadas das cidades, até perceber que estavam em um beco sem saída, virou-se para encarar David com um semblante confuso, mas foi recebido com um soco forte no rosto, Alec caiu no chão com tamanha força, seus sentidos vibravam por alguns segundos, depois veio a dor, sim, dor física, mas a que predominava era a psicológica, seu primeiro amor havia lhe dado um soco. O terror se tornou pior após David chutar seu estômago, depois proferir aquelas palavras que iriam trincar seu coração em pedaços:
“- Você acha mesmo, que eu, iria querer algo como um viadinho feito você? Eu nunca quis, nem vou querer nada com você. Pessoas como você devem morrer!”
Alec estava arrasado, começou a ter falta de ar, David o agarrou e prensou-o na parede, iria dar outro soco, mas viaturas de polícia foram ouvidas, na tentativa de fugir, o mais alto jogou o menor contra a parede, que bateu com força e caiu desacordado no chão. David foi preso em flagrante, Alexander foi levado a um hospital, ele havia entrado em coma. Depois desse episódio, ele nunca seria mais o mesmo, principalmente pelo fato de desenvolver uma fobia por carícias e toques denominada: Afefobia.
Felizmente, Alec ficou somente quatro semanas desacordado, mas ficou mais 1 semana para se recuperar. Ele pensava em chegar a casa recebendo abraços e beijos, e foi isso que aconteceu, Olivia, sua mãe e Jonathan, seu irmãos estavam sentidos e chorando em seus braços, não gostariam de perde-lo. Já não poderia ser dito isso de Robert, que estava tomado pela ira – “Como assim meu filho é gay?! Eu não vou admitir isso na minha casa!”. Robert tinha que fazer algo, ele iria fazer algo. Espancou seu próprio filho, achava que isso iria resolver, Jonathan e Olivia nada podiam fazer, Robert era mais forte e muito maior.
O menor sofreu várias contusões e hematomas, estava sem chão, literalmente, seu pai havia o expulsado de casa, a casa onde viveu toda sua vida, seu próprio pai, aquele que lhe deu a vida.
A única coisa que conseguiu raciocinar na hora: Chelle. Ele sabia que não deveria abusar da boa vontade de Chelle, mas conhecia seus pais, eles o ajudariam, ela também, disso ele não tinha dúvida.
Chelle e seus pais receberam Alec de braços abertos, eles já eram uma família, Chelle e Alec eram como irmãos, confidentes. Enquanto Chelle seguiu com o que queria fazer, Alec cursou medicina e psiquiatria, foi muito árduo seu trabalho, mas enfim conseguiu. Permaneceram naquela casa simples até muito depois de completarem suas faculdades.
Tempos ruins vieram, como aquela vez que Alec estava arrasado, pois sentia falta de sua família, bebeu tanto que quase entrou em coma alcóolico, Chelle resolveu ajudar, ela sempre o ajudaria, era para isso que irmãos serviam, certo?
Foi aí que surgiu a brilhante, ou nem tão brilhante ideia de se mudarem para New York, claro que as coisas não seriam tão fáceis, mas se eles trabalhassem para que isso acontecesse nada seria impossível, logo, Alexander e Michelle mudaram-se para NY, trocas de abraços, confissões de saudades e choros se instalaram antes da partida dos dois.
Alexander sabia que as portas da casa de seu irmão, que se formou em Advocacia, sempre estariam abertas, seu irmão sempre o amara independente de sua sexualidade, Jonathan estava com vergonha de seu pai, decidiu então, também sair daquela casa.
Alec iria morar com seu irmão, porém precisava seguir em frente com sua própria vida, porque nunca esqueceu uma frase que sua mãe disse antes de ele sair de sua casa: “Viva, meu filho, viva pelas amizades e pelos amores que ainda vão aparecer em sua jornada, viva para que seu pai saiba que você é feliz independente do que ele acha ou achará, mostre para ele que você consegue que você não é fraco, e sempre que você cair, lembre-se que eu e seu irmão estaremos sempre aqui para segurar sua mão.... Não se esqueça filho, eu te amo...”



⌦ Emprego:
É médico e psiquiatra no Hospital Salvation, em New York.


⌦ Família:
Olivia Belle Graham
49 anos
Mãe
Cientista


{{Samantha Smith}}
A relação com sua mãe era muito boa, ela era doce, gentil e muito amável, sempre deu amor para seus dois filhos. Conheceu Robert na faculdade, onde fora paixão à primeira vista, logo surgiu o primeiro filho, depois o segundo.

Robert Gideon Graham
54 anos
Pai
Empresário


{{Thure Riefenstein}}
Seu pai era rígido, frio e muito conservador, sempre quis que seus dois filhos casassem com uma mulher bonita e rica e vivessem uma vida cercada de luxúrias, mas isso mudou depois de um dia que ficou guardado na memória de todos da família.

Jonathan Christopher Graham
29 anos
Irmão
Advogado


{{Sam Claflin}}
Os dois sempre se deram bem, amigos inseparáveis, nem o tempo conseguiria extinguir o amor que um sente pelo outro, Jonathan adora deixar Alexander constrangido, ele o conhece como a palma da mão e sabe muito bem quando algo está o incomodando.


⌦ Gostos / Desgostos:

Gostos:
Livros, crianças, cereja, animais, plantas, COMER, pudins, DORMIR, roupas elegantes.

Desgostos:
Preconceitos e discriminações de quaisquer tipos que sejam, falsidade, oportunismo, pessoas mimadas, maus tratos à crianças, animais e plantas.

⌦ Hobbies / Manias:
Hobbies – Escutar música, estudar e cozinhar.
Manias – Falar sozinho. [No caso dele, ele fala consigo mesmo]


⌦ Alergias / Doenças:
Ele tem alergia a cães.

⌦ Vícios? Se sim, quais e qual a gravidade do vício?
Bebida, quando ele está muito triste ou se sentindo um lixo se afunda na bebida, uma vez ele entrou em coma alcoólico e por pouco não morreu, ele foi ajudado por Michelle, que o ajuda até hoje a não beber.

⌦ Quer ter par? Se sim, como é sua relação com ele?
Sim, Alec seria extremamente tímido e não conseguiria se abrir para o par, sempre ficaria com inseguranças achando que não é bonito ou achando que não merece ser feliz.

⌦ Como será sua relação com Michelle?
Alec e Michelle são bastantes amigos, são confidentes, é ela que o ajuda a controlar seu vício por chocolate. Suas brigas são sempre infantis, terminando com apostas de bestas até insanas, ou no simples e clássico “Pedra, papel e tesoura”.

⌦ Algo mais?
* Ele adora usar roupas de cores frias, elegantes e sempre anda de terno para onde quer que vá.
* Seu acessório mais preferido no mundo inteiro é Gravata-borboleta.
* Ele ama cerejas mais que tudo.
* Ele possui uma fobia chamada: Afefobia, medo de carícias e afetos. Essa fobia é mais inclinada para homens, ou seja, ele se sente desconfortável em ter afeto com homens, pode até acontecer de que ele tenha um ataque de pânico.
* Ele costuma observar o comportamento das pessoas, para antes, estimar como elas são.
* Ele é um pouco tímido em relação a estranhos e muitas vezes tende se afastar de seus amigos por achar que está deixando-os desconfortável com alguma coisa, sempre se martirizando.



⌦ Sabe que, a partir do momento em que seu personagem for aceito, ele me pertence e posso fazer o que quiser com ele?
Claro que sim

⌦ Favoritou a fic?
Sim \o/

⌦ Sabe que se ficar muito tempo sem comentar, seu personagem pode sumir?
Sei sim :3

⌦ Frase-chave:
I’ll be there for you!


Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...