~soudebadz

soudebadz
Nome: Priscila Ramos
Status: Usuário
Sexo: Feminino
Localização: Nova Iguacu, Rio de Janeiro, Brasil
Aniversário: 11 de Junho
Idade: 20
Cadastro:

Amor Platônico


Postado

Amor Platônico

Eu sinto isso saindo da minha garganta
Acho melhor eu lavar minha boca com sabão
Deus, eu gostaria de nunca ter dito
Agora eu tenho que lavar minha boca com sabão




Eu tinha um amor platônico, que no fim nem foi tão platônico mas foi um amor que eu nunca tinha sentido antes na minha vida. Ele era meu melhor amigo, então o contato era constante. Imagine, você ter uma pessoa e ao mesmo tempo não tê-la, é torturante, não é? Eu perdi a conta de quantas vezes eu chorei por isso e de quantas vezes eu passei sonhando acordada idealizando tantos motivos para gostar dele mesmo que ele me machucasse sem perceber me contando sobre todas as garotas e mulheres mais velhas com quem ele se relacionava. Uma vez ele até me perguntou se ele fazia errado em me contar por perceber que eu ficava diferente e eu quase disse que sim, quase disse que ele me quebrava inteira por ter ficada com alguém que não fosse eu mas eu só menti, disse que era coisa da cabeça dele e continuei o ouvindo me contar o feito. Depois eu simplesmente chorava como se alguém tivesse morrido, até o ar faltar e eu me engasgar entre os soluços.

Na minha cabeça ele era a pessoa ideal pra mim, mesmo que não fosse. Quando a gente ama alguém a gente bloqueia as coisas que não quer ver, o lado ruim, o lado que o torna o tipo de pessoa que você nunca gostou, o tipo de pessoa que não faria parte do seu círculo social. Ele nunca faria parte do meu, ele fazia ao contrário, ele não era o tipo que eu faria uma amizade. O que nos aproximou foram as semelhanças que a gente encontrou nos acontecimentos da nossa vida, coisas ruins que tornaram a gente mais um próximo um do outro de alguma maneira.

Minha amiga disse que ele não era uma pessoa exemplar e que eu deveria superá-lo mas como alguém é capaz de superar de uma hora pra outra alguém que domina seu pensamento o tempo todo e lota as páginas do seu diário quando você escreve sobre ele e para ele mesmo que ele nunca venha a ler nada do que escreveu? Eu fiz uma tentativa, me afastei. Falhei. Fiz outra. Falhei.

Eu acordava todas as manhãs com uma mensagem dele e dormia a noite com uma mensagem dele, a voz preenchendo os meus ouvidos e eu apertava o botão de play repetidamente só pra ouvir a risadinha abobalhada que ele dava no fim e o "amo você" antes disso. Imagine como eu me sentia, não era nada fácil.
Quando eu fui na minha primeira consulta com a minha psicóloga pensei em mencionar no meio dos meus conflitos que o causador do meu coração estar pisado era ele, mas eu guardei pra mim. Guardei de todo mundo quando as poucas pessoas que tinham consciência do meu estado emocional em relação a ele quando todos achavam que eu tinha esquecido. Então nós trabalhamos meus outros problemas, que estavam crescendo dentro de mim e me sufocando. Ela disse que eu tinha que ter um bom olhar sobre mim mesma, priorizar o meu bem-estar antes de todos e acreditar que eu tinha capacidade de realizar algo.

Sinceramente, tudo o que eu sentia por esse amigo estava me sufocando. Eu o amava mas não era correspondida, era a realidade. Só que eu pensava "E eu?" Quem iria me amar? Mesmo eu o achando a pessoa mais incrível do mundo, mesmo que ele fosse realmente ou não eu estava esquecendo de me colocar em algum lugar. Tudo o que eu sempre quis foi ter um pouquinho de amor por mim mesma mas eu depositava tudo nele, eu comecei a me concentrar em mim mesma por mais difícil que fosse, eu me forcei a isso. Eu estava decidida de superar, ou eu sofreria por muito mais tempo por alguém que não poderia me corresponder da maneira que eu gostaria. Nós até conversamos sobre isso uma vez, ele disse que tinha se apaixonado por mim porque eu fui a única pessoa a realmente me importar com ele e a cuidar dele como ninguém nunca fez. Chorei quando ele me disse e chorei mais ainda quando ele disse que tinha passado, eu não o merecia e ele me traria problemas. Eu preferia que ele nunca tivesse me contado, teria doído menos acreditar que ele nunca me viu de outra forma, de qualquer maneira, só fiquei sabendo depois de tantos copos de álcool fervendo no organismo dele. Eu me afastei novamente, me afastei por quase três meses. Mesmo que eu lembrasse dele constantemente eu tentei evitá-lo ao máximo e distrair a mente com qualquer outra coisa possível. Excluí até mesmo as minhas redes sociais.

Eu encerrei então o meu tratamento psicológico e decidi voltar ao pouco de vida social que eu tinha, eu não tinha certeza se eu tinha superado mas eu decidi que um dia tudo teria que voltar ao normal. No nosso primeiro contato depois de tudo as minhas mãos tremeram e eu não deixava nenhum ar entrar no meu corpo, ele disse que tinha estado preocupado e pediu desculpas por ser um péssimo amigo. Eu não me arrependi de estar ali, meu coração ainda palpitou um pouco, eu senti isso e admito, não sou nenhuma hipócrita. Nós mantínhamos a amizade mas tudo parecia diferente, não de um jeito ruim, não nos falávamos sempre, estávamos cuidando das próprias vidas mas quando nos falávamos era tudo normal por um tempo. Não nos falamos mais, raramente, mas não que o clima esteja estranho, não está. Eu só percebi que é o meu momento agora, sabe, de me concentrar em mim mesma.

O que eu penso às vezes sobre é: Como as coisas seriam se eu tivesse demonstrado os meus sentimentos?

Talvez nós estivéssemos juntos hoje. Ou não.
Talvez ele tivesse me correspondido. Talvez ele tivesse me rejeitado.
O que eu sei é que eu não errei em seguir em frente, muito pelo contrário, eu só ganhei com isso.
Eu tenho vinte anos agora, eu não sei sobre nada da vida, mas em tudo o que eu já vivi aprendi que seguir em frente sempre vai ser a melhor escolha na sua vida.


Escutando: Soap - Melanie Martinez

Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...