Naruto Gaiden - Considerações Finais


Postado

Naruto Gaiden - Considerações Finais

SPOILERS SOBRE TODO O GAIDEN.
VOCÊ FOI AVISADO, CONTINUE POR CONTA PRÓPRIA

Aaaah, o Gaiden...
De forma geral, sendo sincera, eu me senti desconfortável com o fato de os Uchiha serem, novamente, o 'ponto problemático', o que move o enredo. Sendo mais clara, detestei o fato de ser Sasuke aquele que tem que passar tanto tempo longe da família. Nem ele nem outro personagem deveria.

Não digo isso porque alguém dia duvidei do quão especial era a relação de Sakura e Sasuke, ou que, sob alguma ridícula hipótese, Sakura não seria mãe de Sarada (ainda mais essa ser filha da Karin ¬_¬). Digo isso porque, por ser um dos meus personagens favoritos em questão de personalidade, Sasuke não merecia, de forma alguma, sofrer ausência da família novamente.

Eu sei, eu sei. Ele se afasta da esposa e da filha justamente para protegê-las. E isso é lindo da parte dele, se sacrificar assim. Mas, qual é! Sasuke perdeu os pais, o clã, o irmão. Ele viveu anos sozinho, e, finalmente, quando consegue ter um lar novamente repleto de amor, ele tem que ir? Que cruel. Não só por Sasuke, não só por Sakura, mas por Sarada também. Pelo menos uma única vez, uma família Uchiha não pode ficar unida? Sem desastres, tramas ou dramas?

Eu vejo o Gaiden realmente como a introdução ao filme do Boruto. No Gaiden é deixado claro que o mundo não está tão pacífico assim depois que Madara e Kaguya foram derrotados. E isso confirmamos pelos trailers que já saíram. E é isso. O drama Sarada foi desnecessário, na verdade, Kishimoto só parece ter feito isso para esfregar na cara de quem não soube interpretar 700 capítulos da obra dele. Soarei bem arrogante e o que mais for agora, mas, sinceramente, tem que ser cego e ruim de interpretação para considerar que Sasuke teria algo com Karin, e que ele seria um safado sem vergonha de entregar uma criança para Sakura criar e que Sakura se humilharia tanto ao aceitar criar uma criança assim.

Realmente, nem sei o porquê do meu estresse com esse povo de teorias beeem esquisitas.

De verdade, eu achei que o Gaiden ia mostrar as crianças, um breve slice of life. Poderia ter o drama Sarada? Se o Kishimoto fizesse questão, sim. Algo que se resolveria em três capítulos no máximo e nem com tanta comoção envolvida. Eu queria ter visto mais de Inojin, Shikadai... Mais dos casais, mais das interações dos pais com os filhos.

Himawari? A gente pode falar sobre a Himawari? Não né? Por que a gente não viu nada para poder comentar.

Boruto já vai ganhar um filme, logo, o foco do Gaiden não precisava ser ele, mas custava mostrar os outros? E sem ter que afastar o Sasuke da família? Porque no Boruto The Movie duvido muito que a gente vai conseguir fazer uma ligação profunda com as outras crianças. Tudo focará no Boruto, com relances nos secundários. E no fim das contas, o motivo pelo qual Sarada usa óculos nem foi explicado, né? (-_-)'

Agora, deixando as minhas opiniões mais negativas de lado, confesso que gritei igual a um pterodátilo (?) em cada cena SasuSaku e SakuSara e, no fim, SasuSakuSara.

Sarada é tão akpsalksaposkoekeoakpsk :3
Sakura foi e ainda é, não só uma esposa incrível que apoia o marido, como um mãe exemplar e dedicada. Sarada, essa coisa askdjeijpoakos, é skKEIOFIJSaposjj. Não consigo explicar, ok? Ela é fofa, linda, uma mistura perfeita dos pais. Uma princesa que eu adoraria apertar juntamente com os bichinhos de pelúcia dela.

Ofendeu-me com muita força a desconfiança de Naruto em relação a Sasuke quando o "resultado" do DNA, feito por alguém muito competente e com amostra nada suspeita, saiu. Sério? Naruto, que sempre acreditou em Sasuke, vir com essa? E não só a Sasuke como a Sakura também. Como eu disse antes, Sakura não se sujeitaria a uma situação dessas. Sasuke não é esse crápula e Sakura não é submissa. E... Naruto? Você? Justo você? Eu aceitava Kakashi, mas você, Naruto? Duvidar do seu melhor amigo? Meu coração está partido.

Mas eu gostei do Naruto mais maduro, do Naruto Hokage "não toque nas crianças da minha vila". Gostei de ver Orochimaru e do nosso perito em DNA, Suigetsu. Sim, eu gostei de ver Orochimaru. De uns tempos para cá, eu criei uma simpatia sinistra com ele. E sim, eu amo o character design dele, eu acho muito bonito. É, eu sei, Orochimaru bonito kkkkkk

Chouchou foi um show a parte, não preciso falar nada da divosidade dela que todos puderam contemplar. Os Shins pokemóns Celebis cebolas eram fofinhos de certo ângulo. Não tem como não simpatizar com crianças que são vistas apenas como cobaias. Achei lindo eles indo para o orfanato, como decisão do nosso Hokage favorito, e foi legal (?) ver que o Kabuto tá lá cuidando das criancinhas abandonadas.

E para finalizar... Eu preciso dizer algo sobre o quão linda é a relação de Sakura e Sasuke? Como eles juntos em um painel, sem dizer nada, sem se tocarem, é suficiente para sentir a intimidade que eles têm? O quanto eles se amam e se importam com o outro? A confiança mútua, o respeito, o carinho. É tão kapskoaksopekojaos

Virou meu objetivo de relacionamento: que alguém me ame e confie em mim como Sasuke confia em Sakura. Eles são marido e mulher!!!! Com uma filha!!!! akpsaojiejija~jsdodjiejaõpdjejdihshapjdj
É reconfortante saber que depois de toda a caminhada tortuosa, Sasuke encontrou o que mais buscava: amor. E que Sakura, após se esforçar tanto e se manter firme e forte, foi amada de volta. Eles se tornaram o porto-seguro do outro, o confidente, a fonte de alegria e carinho. A sintonia deles é incrível.

E eles viajaram juntos lá lá lá lá e fizeram a Sarada durante a viagem lá lá lá lá
aksopkejsaakoksoejiajdiedjoakdjediealdeldko
Kishimoto-sensei, se isso é o senhor não saber escrever romance, eu agradeço pela falta de habilidade, porque se fosse o contrário eu já não vivia nesse mundo mais neste exato momento.

O balanço final foi: eu gostei, apesar de tudo. Todo o material Sasuke+Sakura+Sarada, com todos eles juntos (mais ou menos) e felizes (Sasuke sorriu e provocou a Sakura hehehehe), me deixou feliz também. A relação do nosso amado casal Uchiha não é diferente do que eu imaginava: a cumplicidade, a sintonia, o amor expresso pelo olhar. E eu fiquei tão feliz quando Sarada em receber aquela resposta, que ela é onde o amor dos pais converge, que ela existe como uma consequência do amor dos pais.

Escutando: Playlist de Favoritos do Youtube

Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...