~indeIicada

indeIicada
Loyal
Nome: ✳→ Srta. Bieber』
Status: Usuário
Sexo: Feminino
Localização: Nao-Me-Toque, Rio Grande do Sul, Brasil
Aniversário: 21 de Outubro
Idade: 5
Cadastro:

❥Fichas ∴


Postado


[b]Ficha: Liars — Skylar Becker Hourtmann


Nome
Skylar Becker Hourtmann

Idade
17

Aparência




Perrie Edwards
Possuí pele clara, cabelos loiros e belos olhos azuis, que às vezes, aparentam ser verdes. Traços delicados. Com 1,63 de altura, possuí um corpo curvilíneo, tendo seios fartos, cintura média e coxas grossas. Lábios rosados e cheios, olhos grandes e claros e bochechas rosadas dão a ela um rosto delicado, semelhantes ao de uma boneca.

Personalidade
Skylar é uma nerd. Não uma nerd comum, como as que têm hábitos de estudo, mas conseguem manter uma vida social instável. Ela vive, apenas, para estudar. Não sai, não têm amigos, não vai à festas, nem tem um namorado. Tira as melhores notas e costuma participar de concursos estudantis, inclusive, é o principal membro da maratona acadêmica, sendo destaque nas disputas de química, física e matemática. E isso, apesar de agradar aos professores, irrita outros alunos que costumam achá-la exibida. Dentre eles estava Alessia, prima de Skylar que tem como hobbie preferido importunar e humilhar Sky.
Sua personalidade é maleável e por vezes acaba fazendo o que não quer, apenas para agradar aos outros. Incapaz de levantar a voz ou ofender alguém, mesmo que passem dos limites com ela. Mas, isso não significa que ela irá esquecer. Skylar pode ser bem vingativa quando quer e assim como fizeram, ela também pode ir ao extremo. É generosa e carrega um sorriso cativante no rosto, esse que se desfaz sempre que vê Alessia e seus amigos. Seu maior defeito é a covardia. Ela prefere morrer à enfrentar alguém, por isso costuma abaixar a cabeça e ouvir tudo calada. É altruísta e possui um jeito meigo, que encanta a todos que realmente tentam conhecê-la. Odeia pessoas precipitadas, por achar que tudo o que é feito às pressas, tem tendência a fracassar. Pode ser um pouco calculista, justamente por não gostar de falhas. Sonha em ser médica, e assim como sua mãe, salvar vidas. Mas, ela não quer apenas se formar, Skylar quer um diploma vindo de Harvard e, por isso, passa tanto tempo estudando. É extremamente inteligente e uma verdadeira "devoradora dos livros", sendo uma grande admiradora de Nicholas Sparks. Becker gosta de tudo que fale de amor, preferindo livros, filmes e peças do gênero. William Shakespeare é outra grande inspiração para ela. Claramente é muito romântica, acreditando em contos de fadas, desde criança espera por seu príncipe encantado para que ele a leve e juntos consigam o tão almejado felizes para sempre.


Sexualidade
Heterossexual

Família
Kaya Marie Becker — Mãe — Médica — 42 anos


Julian Brandon Hourtmann — Pai — Empresário — 46 anos


Par?
Sim

Relação com o par?
Sky, por ser muito tímida, terá vergonha de demonstrar seus sentimentos para o parceiro, principalmente quando estiverem em público, tentando ao máximo evitar demonstrações de afeto. Porém, de sua forma, saberá mostrar que o ama de verdade.

Qual era sua relação com a Alessia?
Apesar de primas, as duas, há muito tempo não se relacionavam como tais. Alessia e Skylar já foram próximas, muito próximas, na infância, mas ambas tomaram rumos diferentes, Skylar focada nos estudos e Alessia em como humilhar à todos, inclusive, a própria prima.

Medos/Fobias
Aracnofobia — medo de aranhas

Gostos/Desgostos
Skylar gosta muito de matemática e tudo o que tem haver com números. É quase uma calculadora ambulante. Ama música, independente do estilo, sua cantora preferida é a Beyoncé. Gosta do sotaque francês e da maneira elegante como eles o pronunciam e ama viajar, já visitou diversos países e sonha em conhecer o resto do mundo. Sua cor preferida é azul, como o céu e os seus olhos.
Por outro lado, não gosta muito de literatura e história. Odeia café e quaisquer tipos de flores — por ser alérgica. Também não é muito fã de rímel e delineador, pelo fato de não saber usá-los. Nunca espere que ela use roupas amarelas, por ser uma cor que realmente não gosta.

Hobbies
Cantar

O que achava da Alessia?
Para Skylar, Alessia era uma garota boa que fingia maldade apenas para manter as aparências.

Ciente que seu personagem pode ser o culpado?
Sim

É capaz de matar alguém?
Não.

Algo á mais?
Ela tem uma doença muito rara, chamada Anosmia congênita. Essa doença não lhe permite sentir nada, ou seja, ela não possui o sentido do olfato.


Ficha: Woman's Nightmare — Riley Hockley Carter
Nome
Riley Hockley Carter

Idade atual
31 — 1985

Ano em que desapareceu
2000 — 15 anos

Profissão
Estudante — Garota de programa

Aparência



Megan Fox
Riley, é fisicamente muito precoce. Tanto que, aos treze anos, tinha corpo curvilíneo e atrativo que muitas mulheres de vinte não tem. Sua pele é alva, portanto seu bronzeado é artificial. Os olhos são brilhantes e naturalmente verdes meio acastanhados, porém ela usa lentes azuis. Seus cabelos são volumosos, enrolados e claros. Possui seios fartos, pernas grossas, glúteos grandes e cintura fina. Os lábios são vermelhos e carnudos, com dentes brancos e alinhados. Tem 1,63 de altura e 53 de massa corpórea. É dona de uma beleza exótica e um tanto invejável.

Personalidade
Riley é independente desde muito cedo, o que foi bom por um lado e ruim por outro. A parte boa de sua evolução precoce é que a garota sempre reconheceu seus limites, os valores de si e de outras pessoas, além de ter atos compreensíveis para sua idade. Nunca foi de dar escândalo ou fazer confusões, sendo sempre muito responsável. O que a faz pensar que pulou a adolescência, já que muitos dizem que essa é a fase "louca" das pessoas. Já o lado ruim, é o porquê de sua evolução. Riley não tinha uma figura paterna, vivia em condições inadequadas, convivia com criminosos, assassinos e estupradores e o pior: com sua mãe. Era como uma selva, ou ela aprendia a se defender, ou morria. Isso também aguçou um lado manipulador e calculista, que ela sequer sabia que existia.
Era difícil ser tratada bem no meio em que "trabalhava", por isso aprendeu a lidar com humilhações e situações de risco. Tem um ótimo autocontrole emocional, e se ela, por algum motivo, não quiser chorar na frente ou por alguém, ela não irá. É um pouco egoísta e bastante manipuladora, mesmo que não o faça por mal. Costuma ser gentil com quem assim a trata e fria com quem não gosta. Odeia parecer fraca, estando sempre com um sorriso no rosto, mesmo que falso. Não gosta de pessoas falsas, hipócritas e arrogantes, revirando os olhos sempre que encontra alguém com tais características. Tem um jeito divertido e brincalhão, tentando sempre ver o lado bom das coisas, porém, carrega um semblante triste, guardando dentro de si todas as suas amarguras e frustrações. Odeia chamar atenção, mas não consegue passar despercebida, já que sua aparência é atrativa para homens e mulheres. Sempre que elogiada por sua notória beleza, Riley ruboriza e agradece, respondendo mentalmente "bonita por fora, destruída por dentro. Uma beleza sem futuro" já que acha que não conseguirá trabalho nenhum, não depois de Baby Doll.

História
Fruto de uma relação comprada e passageira, Riley é filha de um importante empresário com uma vulgar prostituta. Nasceu no fundo do prostíbulo onde a mãe trabalhava, sendo amparada pelas demais "funcionárias" do lugar, já que Lauren não gostava nem um pouco da criança e desde o início queria abortá-la, sendo impedida por Steve. Após um tempo, a recém-nascida passou a viver em um apartamento no bairro nobre da cidade, tudo as custas de Steve, que pagava para que a Lauren cuidasse da própria filha. Porém, o dinheiro que ganhava não era gasto com a menina e sim com seus vícios — cigarros, drogas e bebidas — o que fez com que Finkler cortasse a pensão, comprando ele mesmo os mantimentos e tudo o que Riley precisaria. Indignida, Lauren voltou ao prostíbulo que trabalhava à anos atrás e pediu seu emprego de volta, recebendo um não como resposta. No entanto, o agenciador do bordel, disse que a filha, Riley, teria futuro no ramo.

Inescrupulosa, Lauren passou a agenciar a filha, de apenas treze anos. A jovem, que aparentava ser bem mais velha, começou como acompanhante de luxo, para em seguida, virar principal atração no local. Riley chorava, pedindo para não voltar ao lugar, onde era humilhada e estuprada diariamente. Por vezes ameaçou fugir, mas sabia que nas ruas seria pior. Era submetida a diversas humilhações e as mais insanas fantasias sexuais de homens muito mais velhos que ela, inclusive o dono do lugar. De dia era a mais aplicada estudante de um dos melhores colégios do país e a noite, Baby Doll. Certo dia foi colocada na rua, atrás de clientes e foi então que ele a viu. Ele sabia que a garota, apesar do "trabalho", era especial. Sentindo que, pela primeira vez, seria amparada e cuidada por alguém, ela foi até ele.


Família

Lauren Hockley Carter — mãe — Angelina Jolie
Lauren ou Doll Face, como é conhecida nos bares e prostíbulos da cidade, ganha a vida como strip tease, acompanhante de luxo e garota de programa. Em um desses "trabalhos" Lauren acabou engravidando de um importante empresário da região, Steve Finkler. Por ele já ser casado e sua família muito conhecida, Steve impediu que Lauren abortasse a criança, e em troca, pagaria uma alta pensão, para que as duas vivessem confortavelmente e sem preocupações. Porém, Lauren gastava tudo o que ganhava em jogos, bebidas e drogas, deixando a filha literalmente largada. Com o tempo, a pensão fora cortada, vez que Lauren gastava tudo consigo mesmo e Steve passou a comprar o que Riley precisava, sem dar o dinheiro a mãe. Indignada com o fato, Lauren voltou ao bordel, para pedir seu trabalho de volta, mas recebeu um "não" como resposta, pois, segundo os agenciadores, seu tempo já havia passado. Todavia, os mesmos se interessaram por Riley, vendo nela uma Lauren mais bonita e atrativa. Foi assim que Lauren, sem o conhecimento de Steve, começou a prostituir a própria filha, como um meio de sustentar seus vícios. Quando Riley sumiu, Lauren se desesperou, pois agora, sua "fábrica" havia fechado.


Steve Finkler — pai — Leonardo DiCaprio
Steve sempre foi um homem infiel, traindo constantemente sua esposa, Katlyn. Em uma dessas "escapadas", nasceu Riley, a única filha de Steve, já que sua mulher era estéril. Por fazer parte de uma das mais importantes famílias do lugar, o homem não pôde assumir Riley, principalmente por ser ela, filha de uma prostituta. Mesmo assim, nunca deixou faltar nada para a garota, pagando as melhores escolas e dando a ela os mais caros brinquedos. Tudo para tentar suprir a fala que ele viria a fazer. Quando Riley sumiu, Steve ficou desesperado, e mais ainda quando descobriu que Lauren a prostituía. Até hoje paga um detetive para tentar encontrá-la, e tem um pouco de esperança que ela ainda esteja viva.

Qualidades
Compreensiva
Gentil
Simpática
Verdadeira

Defeitos
Calculista
Fria
Manipuladora

Algo mais?
Não

Sabe que seu personagem agora é nosso?
Sim!

Who's gonna make you fall in love
I know you got your wall wrapped on
All the way around your heart
You're not gon' be scared at all, oh my love
But you can't fly unless it lets ya
You can't fly unless it lets yourself fall
Fall — Justin Bieber




Ficha: Pretty Hurts — Mabel Dornie Hoffmann

Nome:
Mabel Dornie Hoffmann

Idade:
19 anos — 02/01/1997

Nacionalidade:
Norte-americana — Los Angeles, Califórnia, Estados Unidos.

Aparência:




Perrie Edwards
Possuí pele clara, cabelos loiros e belos olhos azuis, que às vezes, aparentam ser verdes. Traços delicados. Com 1,63 de altura, Mabel possuí um corpo curvilíneo, tendo seios fartos, cintura média e coxas grossas. Lábios rosados e cheios, olhos grandes e claros e bochechas rosadas dão a ela um rosto delicado, semelhantes ao de uma boneca.

História:
Mabel é fruto de um relacionamento inconsequente e passageiro da adolescência. Tanto que quando nasceu, sua mãe tinha acabado de completar quinze anos. Por fazer parte de uma família tradicional e muito conhecida, os pais de Clair obrigaram-na a entregar a filha para Angeline, a irmã mais velha e recém casada, que por sinal, é estéril. Clair, a beira da depressão, foi mandada para a Suíça, onde vive até hoje. O marido de Angeline, no entanto, não concordou com o fato por achar que a criança atrapalharia a relação do casal.

Com o tempo, aparentemente, Matthew "aceitou" Mabel e passou a tratá-la como filha, mudando seu nome, que antes era Bella. Tratada como uma verdadeira princesa, Mabel estudou nas melhores escolas, fazendo, desde pequena, cursos de linguagem, o que a tornou uma poliglota. Certo dia, ao ser vista por um olheiro, Angeline foi instigada a levar Mabel em uma agência de modelos. Lá, disseram que a menina de apenas cinco anos tinha porte e poderia, facilmente, estampar catálogos e comerciais infantis. Porém, acreditando que modelos são prostitutas disfarçadas o pai de Mabel, proibiu que Angeline colocasse-a na agência.

Aos treze anos, Mabel se inscreveu secretamente no concurso de talentos da escola, ganhou duas categorias, a de canto e desfile. Sua mãe*, ciente de que não poderia privar a filha de seguir seu sonho, pagou para que a mesma fizesse um book e a colocou em uma agência. Em seu aniversário de 15 anos, Mabel ganhou o concurso, Miss Los Angeles, e orgulhosa de si mesma, mostrou o troféu para o pai, que revoltado contou toda a verdade sobre sua origem, dizendo que "já havia sido um sacrifício criar a filha de uma qualquer e não aceitaria que uma prostituta usasse seu sobrenome". Mabel desistiu da agência, dos desfiles e de um contrato, que havia conquistado ao ganhar o concurso e passou meses trancada em casa, saindo apenas para a escola. Quatro anos se passaram e sabendo do reality, ela resolveu participar, almejando vencer. Como forma de provar a seu pai que modelos têm valor e ele estava errado o tempo todo.


Personalidade
Perfeccionista. Para ela, o bom nunca é o suficiente. Ou é perfeito, ou não serve. O céu é o limite e o brilho das estrelas a recompensa. Acredita que se você é capaz de sonhar, também pode conseguir, sendo motivadora e positiva consigo mesma. Costuma dizer aos outros que: "Se você não consegue atingir um determinado ponto, é fraco e pessoas fracas não merecem consideração. Portanto, seja forte!" sendo essa sua forma, diferente, de motivá-los. Não é ambiciosa, tendo como lema "dinheiro é papel, rasga. Carros, roupas, sapatos são matéria, desgastam, saem de moda, perdem o valor com o passar do tempo. Pessoas não, familiares e amigos são o que temos de melhor, por isso, preserve-os, guarde-os, pois eles sim são o seu maior tesouro". Não é muito de demonstrar afeto, no entanto, pode ser superprotetora com quem ama, por vezes parecendo ciumenta e chata. Reconhece, facilmente, quando mentem pra ela, arqueando as sombrancelhas e concordando, em uma farsa. Não suporta pessoas dramáticas e que se diminuem, dizendo ser essa, uma forma medíocre de chamar atenção.

Odeia brigas, mas não foge delas. Se houver um obstáculo, ela irá quebrá-lo, sendo ele humano ou não. Tem repulsa à pessoas chantagistas e falsas, achando que são os piores defeitos que alguém pode ter. Acredita que vencemos mentira com verdades, dizendo-as sempre, não importando a pessoa ou lugar. É uma grande admiradora da língua inglesa, achando-a simplesmente fascinante. Por isso, sabe muito bem como e quando usar as palavras, tendo um ar natural de ironia e sarcasmo. Tem respostas rápidas, árduas e cortantes, tirando totalmente a fala do oponente e, por vezes, deixando-o constrangido. É vingativa e esse é seu pior defeito, seus "retornos" são embaraçosos e inesquecíveis para quem sofre com ele.


Gostos | Desgostos
Moda | Cigarro
Café | Bebidas alcoólicas
Fotos | Laranja

Manias:
Bater o pé compulsivamente quando está nervosa.

Como agirá no concurso?
Agirá normalmente, tomando certas precauções. Não será falsa, hipócrita e/ou mentirosa, Mabel será ela mesma. E se for pra ganhar, que seja assim.

Faria qualquer coisa para se tornar campeã?
Não.

Qual sua relação com a moda/beleza?
Apesar de apaixonada por moda e inegavelmente vaidosa, Mabel não é uma "escrava" de ambas. Ela, obviamente, gosta de se vestir bem, usando grifes, na maioria das vezes, porém, prefere o conforto. Por isso, costuma mesclar roupas confortáveis e modernas. No entanto, não abre mão de roupas sociais e elegantes em eventos importantes, optando, quase sempre por vestidos. Resumidamente, Mabel é muito eclética quando o assunto é moda, ela segue tendências e adora criar as suas próprias.




Está ciente que sua personagem poderá ser eliminada a qualquer momento?
Sim.

Algo mais?

Sim, ela tem uma cadelinha chamada Lux.


Ficha: Reality — Arabella Dawson Dennehy



Nome
Arabella Dawson Dennehy
Significa “capaz de ser sensibilizada pelas súplicas” — O que é totalmente contraditório.
Seu codinome no Lennox é Bela, fazendo referencia à seu nome e o conto de fadas, A Bela e a Fera. Arabella é linda como a princesa, porém, seu interior é tão ou mais horrível que a aparência da Fera.

Idade
17 anos

Aparência


Arabella teve uma evolução física muito precoce, com apenas doze anos, tinha um corpo comparado a mulheres de vinte. Tão evoluída que aos treze anos começou a chamar atenção do padrasto. Suas curvas e os seios grandes chamavam e ainda chamam a atenção de muitos homens e mulheres. Possuí 1,63 de altura e 56 de massa corporal.
É dona de belos olhos azuis, que estão sempre destacados por uma sombra preta. Seus cabelos loiros vivem constantemente desarrumados, dando a ela um "ar sexy". Os lábios rosados quase não veem batom, gloss ou qualquer brilho labial. Arabella tem o rosto semelhante ao de uma boneca de porcelana.

Personalidade

Arabella não é má, é doente. Sua falta de sensibilidade é impressionante, porque ela não sente nada. Não existem as palavras empatia, culpa e remorso em seu dicionário. É extremamente fria e precipitada. Ela não pensa antes de cometer um crime e faz questão de deixar pistas. Não que seja burra, pelo contrário, Arabella é extremamente inteligente, porém não quer que outra pessoa ganhe reconhecimento pelo "bem" que ela fez. Ninguém nunca a viu chorar ou pedir desculpas, nem mesmo quando o pai morreu. Ela sentiu a dor, mas não se deixou abalar, mostrou-se forte e determinada. Determinada a buscar por vingança. Outro ponto: vingança. É vingativa e não perdoa ninguém, se ela achar que você deve algo, ela fará o possível e impossível para receber o pagamento.

Bela não é digna de confiança. Incrivelmente desleal com os outros, pensando somente em si. Mentir é como respirar, matar se tornou uma necessidade. É o ser mais egoísta e isolado que o Lennox já abrigou. Não fala com ninguém, nem o básico, nem com enfermeiros. Odeia qualquer contato físico e prefere ficar em seu canto, apenas observando, enquanto arquiteta seus milhares de planos infalíveis de fuga. Incapaz de se sentir fragilizada ou sensibilizada com uma cena triste. Arabella não ama ninguém, nem ela mesmo. Adora envolver homens e mulheres em seus joguinhos de sedução, para no final destruir seus sentimentos e matá-los. Ela é um monstro. Nada é capaz de comovê-la, nada pode mudá-la. É sádica e muito desonesta. Pra ela "quem joga limpo perde", por isso prefere trapacear e garantir a vitória.

História

Arabella nasceu em Aberdeen, Escócia, em uma segunda-feira, dia dois de janeiro de mil novecentos e noventa e oito. Aos três anos, a menina matou seu peixinho de estimação, tirando-o do aquário sem que ninguém visse. Aos quatro começou a frequentar a escola, onde se mantinha afastada de todos e mostrava um comportamento bastante agressivo, descumprindo ordens e maltratando os outros alunos. Após um ano de tentativas, a criança de cinco anos foi expulsa do primário. Seu comportamento, ou a falta dele, era motivo de brigas na residência Dawson. A mãe de Arabella, Beatrice, queria puni-la com agressões físicas e castigos, já o pai, protegia-a. As discussões eram terríveis e a mulher se mostrava descontrolada, agredindo a filha quando Oliver não estava. Tudo piorou quando Beatrice desconfiou que o marido tinha uma amante e, visivelmente desequilibrada, culpou Arabella pelas supostas traições do marido e espancou a menina de agora seis anos. A agressão foi tão forte que ela passou dois meses com hematomas no corpo.

Cansado de ver a forma como a filha era tratada e as sandices da mulher, Oliver comprou outra casa e tentou se mudar com Bela para lá. Porém, Beatrice fez um escândalo e em meio a tapas e empurrões, jogou o marido pela vidraça da janela, matando-o. Beatrice foi levada a julgamento, mas foi absolvida por ter agido em “legítima defesa”. Dois anos após a morte de Oliver, Beatrice casou-se novamente, com o irmão do ex-marido, Dean. E então o inferno realmente começou. Desprotegida e mentalmente perturbada, Bela era feita de empregada, apanhava e era estuprada diariamente pelo tio/padrasto. E se ela pelo menos comentasse com a mãe, era espancada e levada ao "quartinho do castigo" — o sótão — onde passava dias sem comer. Até que em um dia, no ápice da loucura, Arabella induziu o padrasto a uma cabana na mata fechada e em um descuido, o acertou com uma facada na perna. Fraco pela perda de sangue e ameaçado com uma faca, Dean foi amarrado e levado para fora da cabana, onde Arabella passou mel por todo o seu corpo e se escondeu em cima de uma árvore. Passou a noite toda ali, vendo o corpo do padrasto ser ferroado por abelhas, enquanto o mesmo implorava por socorro. Pela manhã, ao constatar que ele estava morto, deixou o lenço branco e voltou para casa.

Beatrice ficou desesperada atrás do marido e certo dia, cansada de fazer as buscas, foi dormir mais cedo. Então a filha, motivada pelo ódio, pegou todos os pertences valiosos da casa, junto com a arma do padrasto, trancou as portas e ateou fogo na casa. No quintal, pôde ouvir os gritos desesperados da mãe, enquanto sorria de forma demoníaca. Esperou que a construção desabasse e então deixou um lenço branco, com seu nome, sobre as cinzas da casa.

Bela passou alguns meses morando em uma fábrica abandonada, enquanto colecionava vítimas, todas atraídas da mesma forma: Arabella vestia-se sensualmente, seduzia os clientes e na hora de prestar o “serviço”, os matava com um tiro ou uma facada, dependendo do julgamento que ela mesma fazia sobre eles. Roubava o dinheiro e deixava sua marca, o lenço branco. Em uma emboscada, foi presa pela polícia e fichada como serial killer, no entanto, um psicólogo identificou sua doença e recomendou ao governo seu envio imediato ao Lennox, enquadrando-a como um “caso avançado de psicopatia”.

No sanatório, Arabella é tratada de forma diferente. As outras garotas têm medo dela e de seus olhares demoníacos. Em três anos, nunca tentou fazer amizade ou ser simpática com ninguém. É extremamente antissocial e odeia contatos físicos, ameaçando quem tenta se aproximar. Ela aparenta serenidade e passa o tempo todo calada, apenas observando o movimento, mas não se deixe enganar por seu comportamento aparentemente inofensivo. Ela quer sair do Lennox e não descansará até conseguir isso.

Sexualidade
Assexual

Família (Alguém que colocou no sanatório etc...)

Beatrice Zoe Dawson
Inegavelmente uma péssima mãe. Beatrice só engravidou de Arabella para "prender" o marido, tratando a menina como um estorvo. Sempre foi agressiva com a filha, descontando nela todos os seus problemas. Intransigente, castigava Bela por qualquer coisa, o que motivada brigas com Oliver. Em uma dessas discussões matou o marido, ao jogá-lo em direção a janela. Foi levada a julgamento, mas acabou sendo absolvida quando mentiu que a briga foi ocasionada porque Oliver tentou agredir Arabella e ela defendeu a menina. Dês a morte do pai, Arabella passou a odiar a mãe e planejou minuciosamente sua morte.


Oliver Clarke Dennehy
A única pessoa que Arabella realmente sentiu algum afeto. Ele era como um super herói pra ela e quando foi assassinado, a garota sentiu como se seu principal esteio estivesse indo embora. Herdou os olhos do pai, por esse motivo é a parte que mais gosta em si. Lembra-se dele todos os dias e se sente orgulhosa em ter matado quem o assassinou.


Dean Clarke Dennehy
Se existe alguém que Arabella odeia mais que sua mãe, esse alguém é Dean. Ela, apesar de mentalmente perturbada, não consegue entender o que levou o tio/padrasto a maltratá-la como ele fez. Os abusos praticados por ele a traumatizaram, o que é mascarado pela psicopatia. De todas os homicídios que ela cometeu, o que fica mais visível em seu subconsciente é o dele. Até hoje Arabella lembra das "brincadeiras torturosas" que Dean fazia com ela e a risada sarcástica ao chamá-la de my baby e tenta esquecê-las fazendo mal a quem está ao seu redor.

Par?
Não, em hipótese alguma.

Relação com o par?
Sem par

Medos/Fobias
Cacorrafiofobia — medo de fracasso ou falhar;

Gostos/Desgostos
Gosta: Ferir — Machucar — Perturbar — Matar — Frio

Desgosta: Pessoas — Contatos físicos — Sentimentalismo — Doces — Felicidade — Gatos/cachorros — Verde (lembram os olhos de Beatrice)

Hobbies
Matar e colecionar vítimas

Diagnóstico?
Transtorno de personalidade antissocial. — Sociopatia/Psicopatia

Habilidade Especial
Pirocinese

Música Tema
Demons — Imagine Dragons

Ciente que seu personagem agora pertence á mim?
Sim, com certeza!

Sim ou não?
Sim!

Algo a mais?
Pouco antes de morrer, Oliver deu a Arabella uma caixinha de lenços bancos, com seu nome bordado em dourado. Por isso ela possui tantos e essas se tornaram sua marca.

Arabella não sente atração por nenhum gênero, sendo originalmente assexual, no entanto, ela pode se relacionar com alguém de ambos os sexos se isso lhe trouxer algum benefício.

✧*✿:・゚✫ Say Something ✫✧*✿:・゚


Ficha: Démystifié — Elena González Aldridge

Nome & Sobrenome:
Elena González Aldridge


Apelido: Ellie


Idade:
17 anos


Ano/Série:
3° Ano do Ensino Médio


Data de nascimento: 8 de agosto de 1998


Nacionalidade:
Argentina


Signo: Leão


Aparência:



Ellie possuí pele clara, cabelos loiros e belos olhos azuis, que às vezes, aparentam ser verdes. Com 1,63 de altura, Elena possuí um corpo curvilíneo, tendo seios fartos, cintura média e coxas grossas. Lábios rosados e cheios, olhos grandes e claros e bochechas rosadas dão a ela um rosto delicado, semelhantes ao de uma boneca.


Photo Player:
Perrie Edwards


Sexualidade:
Heterossexual


Personalidade:
Mentirosa I Arrogante I Calculista I Esnobe

Mentira poderia ser seu segundo nome, pois é algo que ela realmente faz muito bem. Elena não se importa em magoar ou ferir os sentimentos alheios, porque para ela, os outros vêm sempre em último lugar. Arrogante e manipuladora. Adora ter controle sobre algo ou alguém, sentindo prazer em perturbar a mente das pessoas. Elena não mede esforços para conseguir o que quer, fazendo o possível para "aniquilar" os obstáculos, sempre que os têm no caminho. Ellie é uma compradora compulsiva, ela compra coisas que não precisa, possuí coleções de objetos iguais. Tudo pelo simples prazer de comprar.
Odeia quem age por impulso, porque para ela tudo deve ser bem articulado antes de ser colocado em ação ou acabará dando errado. Possuí um gênio forte. Não lida bem com perdas, sendo elas físicas ou materiais. É conhecida por ser insensível, mas, no fundo, é apenas uma garota normal que chora sempre que assiste a um filme romântico, como Titanic. Ela sonha em encontrar seu príncipe encantado, ter o casamento dos sonhos e viver feliz para sempre. Pode parecer clichê, mas é apenas o único sonho de infância dela. Porém não é algo que ela conte para alguém, sua vulnerabilidade é algo que faz questão de esconder de todos. Todos mesmo.
Por um lado é arrogante, pelo outro, esnobe. Então, Ellie é o protótipo perfeito de patricinha insuportável. Não inveja ninguém, mas ama ser invejada. Gosta de exibir seus bens materiais e fazer festas em sua "pequena mansão". Suas roupas, bolsas e sapatos de grife são conhecidos por todo o colégio, pois é algo que ela faz questão de mostrar para todas as garotas dali, principalmente as mais "humildes", pois sabe que elas desejarão e não poderão comprar, então terão que lhe pedir emprestado e ela fará questão de responder um não. Nunca espere uma palavra carinhosa ou motivadora de Elena, a menos que você seja muito próximo dela, pois apesar de tudo, ela sabe ser solidária com os amigos e familiares e se for preciso, se arrisca pelo bem-estar deles. É muito controversa, vezes ignorante e metida, vezes boa e simpática. Não trata mal os desconhecidos e tenta ser gentil com eles, buscando por amigos ou como diz, seguidores — ela quer amigos mesmo, mas não quer demonstrar seu lado bom. Seu lado ruim, infelizmente, prevalece. É inteligente quando quer, ficando sempre na média.



Qualidades:
Simpática — ela não trata mal quem não conhece;
Criativa;
Verdadeira;
Persistente;
Realista.


Defeitos:
Esnobe;
Egocêntrica;
Mentirosa;
Arrogante.


Gostos:
Moda;
Grifes;
Coelhos;
Música.


Desgostos:
Mal gosto;
Insetos;
Bebidas alcoólicas.


Manias:
Mitomania — Mania de mentir
Oniomania - Compulsão por comprar


Hobbies:
Desenhar croquis


Segredos:
Enviados


Medos/Traumas/Fobias:
Cleitrofobia ou cleisiofobia — medo de ficar trancado em lugares fechados;


Par: Sim


Relações com:

Par: Ela sabe ser romântica, mas, odeia casais extremamente grudentos, mantendo-se no limite de carinho. É extremamente ciumenta e esse é seu principal defeito. Se ela se sentir ameaçada por alguma outra garota, com certeza fará o possível para tirá-la do caminho e em casos extremos, um escândalo com direito a gritos e puxões de cabelo.

Amigos: Não é tão amigável e quase não valoriza isso, porém, se ela souber que algo ou alguém fere e prejudica seus verdadeiros amigos ela, certamente, tomará providências da sua maneira. Fazendo o indivíduo se arrepender amargamente por ter metido-se com os seus amigos.

Inimigos: Inimigos são como obstáculos e obstáculos devem ser aniquilados! Ela fará o possível e o impossível para dificultar a vida do oponente. Prejudicando-o sempre que possível.

Professores: É uma aluna mediana, não é a melhor, mas também não é nenhuma acéfala. Costuma fingir prestar atenção nas aulas, no entanto, ignora as explicações dos professores e costuma passar o tempo todo lixando as unhas.

Diretora: Sabe se impôr quando necessário, não é de abaixar a cabeça para a diretora e costuma fazer piadas sobre sua forma de se vestir.

Colegas: Ela não têm colegas, têm amigos. Não existe meio termo para Elena, ou é seu amigo ou não é ninguém. Trata os "afastados" com indiferença.


Classe Social: Alta


Música tema do personagem:
Chandelier — SIA


História:
Elena nasceu em Bariloche, na Argentina, no dia oito de agosto de mil novecentos e noventa e oito, sendo leonina. Sua família, resumida em sua mãe, avó e a irmã oito anos mais velha, saíram da cidade quando a menina ainda tinha quatro anos. Criada em uma verdadeira mansão, Elena nunca conheceu o pai e mal sabe seu nome, sua mãe costuma dizer que “homens como ele não merecem ser reconhecidos” e sua avó sempre lhe faz a mesma pergunta, “quem precisa de um pai quando se têm duas mães?”. Ela cresceu com o sonho de casar, ter filhos e constituir uma família de verdade, porém, sua mãe a apresentou o grandioso mundo das passarelas e desde então Elena é apaixonada por ele. Ela sabe que uma gravidez pode atrapalhar todo o processo, então faz o possível para evita-la. Começou a estudar com cinco anos e até o oitavo ano, era considerada a melhor da turma até que... Ela mudou drasticamente.
Com o tempo e a má criação, tornou-se uma garota prepotente e audaciosa, do tipo “eu quero, eu posso, eu consigo.” Sua família começou a passar por crises financeiras e sua mãe quer casar a filha mais velha, Madison. Elena não apoia e está do lado da irmã, mesmo sabendo que podem ficar falidas. Ela também têm alguns problemas ocultos e guardados a sete chaves e que ela, talvez, só fale para alguém que realmente tiver sua total confiança.




Família

Mahoganny Lee Aldridge — Empresária — 59 anos
Viúva, Mahoganny mora com a filha e as duas netas. Elena e ela sempre foram muito próximas e, muitas vezes, a garota reconheceu mais a avó do que a própria mãe.


Louise Lee Aldridge — Ex-modelo — 41 anos
Por ter sido mãe muito jovem, Louise acabou sendo imatura na criação das filhas, largando-as com a avó. Ellie nunca demonstrou, mas no fundo doía ver o descaso da mãe. Atualmente, elas não são muito próximas e quando suas crises acontecem, ela sente que é só um peso para sua mãe.


Madison González Aldridge — 25 anos
Madison e Elena são muito próximas e a mais nova admira muito a irmã, inspirando-se nela em vários quesitos. Faz faculdade de administração e atualmente está noiva de um homem que sequer conhece, tudo para salvar a família da falência.


Que profissão deseja ter no futuro?
Top Model


Algum problema físico ou mental?
Ah, não


A qual grupo escolar pertence?

( ) Populares
( ) Nerds
( ) Rebeldes
( ) Descolados e Populares
(X) Queens
( ) Outros.



Sabe que seu personagem pode ser "-KS"?
Sim, claro!



Está ciente que seu personagem está em minhas mãos?
Faça o que quiser com ela!



Palavra-Chave:
Persons


Algo a mais:
Não



Ficha: Postman — Dária Scapinni Deschanel
Nome:

Dária Scapinni Deschanel

Idade:

17 — nasceu em 21/10 — Libra

Nacionalidade:

Italiana

Sexualidade:

Heterossexual

Aparência:


Jade Thirlwall





Dária possuí olhos castanhos, pele bronzeada, bochechas levemente coradas e lábios rosados. Pesa 50kg e mede 1,60 de altura. Seus cabelos são naturalmente castanhos, mas atualmente estão pintados de loiro.


Personalidade:


Antes

Despreparada — Ingênua — Emotiva — Manipulável — Solidaria — Fraca — Despretensiosa — Precipitada


Dária era a típica nerd excluída e zoada do ensino médio. Aquela que todos tiram sarro e que sofre com as constantes brincadeiras dos populares. A nerd que se apaixona e sofre por não ser correspondida. A nerd humilhada. A nerd esquecida. A nerd pisada.
Dária é como uma pétala, frágil e delicada. Sua personalidade é manipulável e ela muitas vezes se deixou levar pela emoção, esquecendo a consciência. E uma dessas idas a levou para um caminho quase sem volta. Boba, ela foi ridicularizada, humilhada e desprezada por quem mais amava. Largada como um boneco sem sentimentos, Dária sofreu as consequências de um único ato impensado. Sofreu. Sofreu. E quando parou de sofrer, quase enlouqueceu.


Depois

Manipuladora — Vingativa — Audaciosa — Desdenhosa — Esnobe — Fria — Irônica — Egoísta


Um coração gélido soterrado por lembranças amargas de um passado doloroso. Ela quase não sente. Seus olhos são vazios e os poucos sorrisos que esboça, são sarcásticos e desdenhosos. Suas palavras demonstram amargura e raiva. É reclusa, quieta e reprimida, quase invisível. Não gosta de falar o motivo de ter ido parar na Academia e, quando questionada, acaba sendo rude. Também odeia falar dos pais e tem certo receio de se aproximar dos populares. Aprendeu a ser vingativa e se tornou manipuladora, mesmo que o faça, às vezes, sem querer. Tem um enorme problema de confiança e, por ter sido tão traída, acredita que todos serão desleais com ela.

História:

Dária era a filha perfeita, tinha a família perfeita e, aos olhos alheios, a vida perfeita. Seus pais, Antonella e George, tratavam a menina como uma princesa. A princesa de um reino de mentiras. Por ser filha única, era mimada e ganhava tudo o que queria, desde os melhores brinquedos, na infância, até o carro do ano, quando completou dezesseis anos. Porém, a perfeição envolta daquela família não passava de uma mera ilustração para os estranhos e a própria Dária. Os pais da menina brigavam todos os dias e Julie afirmava que o marido tinha uma amante. Com Dária também não era diferente. Apesar de todo o dinheiro e beleza, a timidez e gosto pelos estudos fizeram com que ela virasse motivo de chacota na escola. Dária sofria com comentários maldosos, ameaças e humilhações públicas. Se não fosse o bastante, Dária apaixonou-se pelo capitão do time de futebol do colégio, Oliver Winslet. Ele não ria dela, pois mal sabia de sua existência. Ela não falava nada para seus pais, porque não queria ser motivo de preocupação para eles.
Com seus olhares nada discretos e um recorte com o seus nomes, os amigos de Oliver logo descobriram que Dária gostava dele e, diabolicamente, lançaram um desafio ao garoto. Na brincadeira, Oliver teria que seduzi-la, embebeda-la e gravar a primeira vez da menina, enviando para todos os alunos do colégio e, até mesmo, os pais dela. E foi exatamente isso o que aconteceu.

Os pais de Dária se decepcionaram, humilharam e passaram a desprezar a garota, que caiu em uma profunda depressão. Ela, ainda era obrigada a ir à escola, e lá, tratavam-na como uma qualquer. Se toda essa humilhação fosse pouca, algum tempo depois Dária descobriu algo que lhe tirou o chão, literalmente. Ela estava grávida. Ao contar para Oliver, o garoto exigiu que ela abortasse. Os pais fizeram o mesmo e ainda expulsaram-na de casa, deixando a garota desabrigada. Ao contrário dos dela, os pais de Oliver se compadeceram da menina e apoiaram a gravidez, levando-a para morar com eles. E foi então que o inferno realmente começou. A gravidez era de risco e Dária possuía uma rara doença, Hiperémese gravídica. Oliver também não colaborava, irritando Dária sempre que podia, desprezando a ela e a criança. O que não passava de uma máscara, pois bem lá no fundo, ele estava feliz com o filho. Quando completou sete meses, ela começou a sentir as dores do parto e, sozinha na casa com Oliver, pediu que ele a levasse para o hospital. Oliver, porém, deixou-a falando sozinha e saiu para uma de suas festas. Desprotegida, agonizante e sem dinheiro, ela saiu da casa e pediu carona até um hospital. Lá, com dificuldade, o parto prematuro foi realizado e após três horas, o bebê morreu. No colo da mãe.

Dária, com agora dezessete anos, ficou inconsolável. Ela chorava de raiva dos pais, de Oliver e dela mesma. Chorava por haver perdido seu filho e toda a sua vida. Ela não tinha casa. Seus pais a odiavam e o filho havia morrido por fraqueza em seu organismo. Então, em um ato de loucura, fugiu do hospital e andou até uma praça, onde viu uma criança pequena em um carrinho. Ela se aproximou e quando a mãe se distraiu, Dária pegou a criança de meses e saiu, fugindo com ela. Acreditando ser sua, ela levou para sua antiga casa e mostrou aos pais, que pelos cabelos ruivos e olhos verdes, souberam na hora que não era dela. Arrependidos ao verem o estado da filha, eles procuraram a polícia e devolveram a criança. Porém, apesar de estar visivelmente desequilibrada, a polícia tentou prender Dária por sequestro e impuseram aos pais da garota um ultimato: ou eles colocavam-na em um reformatório ou ela seria presa. Antonella imediatamente escolheu o reformatório e no dia seguinte enviou a filha para lá.

Família:

George Deschanel — 47

George nasceu em Bradford, Inglaterra, porém, viveu no lugar somente até os dezesseis, quando mudou-se com a família para Florença. Lá conheceu Antonella e após alguns meses de namoro, casaram-se. Formado em engenharia civil ele possuí uma única filha, Dária, a qual fez questão de criar como uma princesa. Os dois tinham uma relação invejável e para Dária, seu pai era como um herói, o superman. Ele sempre a salvaria e sempre estaria lá quando ela precisasse. Mas não foi bem isso o que aconteceu e em um momento de fúria, desgosto e decepção, George expulsou a filha de casa e a deserdou.

Antonella Bracamontes Scapinni — 46


Antonella talvez tenha feito a faculdade e exercido a profissão errada. Formada em psicologia, ela nunca soube entender seus próprios pensamentos e, muito menos os da filha. Não que ela tenha sido uma mãe ruim, Antonella só protegia demais Dária. Temendo que ela se machucasse fisicamente, a mulher esqueceu do psicológico e acabou tornando a garota fraca e reprimida. Sem uma única conversa, Antonella nunca procurou previnir ou ajudar Dária e, quando a garota mais precisou de sua ajuda, ela lhe virou as costas.

Oliver James Winslet — 19

Oliver não é da família, mas é, inegavelmente, muito importante para Dária. Ela o amava e ele a desprezou. Oliver nunca gostou de ninguém, alem dele mesmo, no entanto, ele se conformou com o nascimento do filho e estava ansioso por ele. De amor à ódio. Dária o detesta e deseja nunca mais vê-lo em sua frente ou, poderia fazer algo que lhe manteria presa para o resto de sua vida.

Gostos:

Pássaros;
Árvores;
Livros — Se eu ficar, A última música;
Moletom;
Sorvete

Desgostos:

Aranhas;
Mentira;
Pó compacto — é alérgica;
Sopas;
Cigarros.

Manias:

Morder o lábio inferior com força, fazendo sangras, às vezes;
Cantarolar sempre a mesma música, Army — Ellie Goulding;
Ler o final do livro e depois o começo.

Hobbies:

Desenhar;
Cantar;
Nadar;
Escrever.

Medos/fobias:

Aicmofobia — medo de agulhas de injeção ou objetos pontudos
Par?:

Erik Tuffson
Dária tem um enorme problema de confiança. Ela sempre tentava bloqueá-lo e mantê-lo afastado, mas, com insistência da parte dele, eles se aproximaram. O que mais chamou atenção de Dária foi o fato de ele ter uma filha e isso acabou mexendo com ela. Ela queria saber da menina e para isso, foi preciso uma aproximação. Eles se amam, mas, ele é como um fantasma. E quando Dária olha para Erik, pode ver a sombra de Oliver, a popularidade, o sorriso encantador, os olhos... E ela teme que ele faça com ela, o mesmo que Oliver fez. E isso dói, machuca e os afasta.


Música(s) tema(s):

Love The Way You Lie — Eminem feat. Rihanna
Back To Black — Amy Winehouse
Fall — Justin Bieber
Turn Your Face — Little Mix
Cannoball — Little Mix
Palavra-chave:

❥・゚✧*marimba・゚✧*✿


Algo mais?:

Não



Ficha: Bloodline — Barbara Steinfield Morgan


・゚✧*:・゚✫Nome ・゚✧*:・゚✫
Barbara Steinfield Morgan

・゚✧*:・゚✫Nascimento & Idade ・゚✧*:・゚✫
8 de agosto de 1998 — 17 anos — Leão

・゚✧*:・゚✫Sexualidade ・゚✧*:・゚✫
Heterossexual

・゚✧*:・゚✫ Aparência ・゚✧*:・゚✫



Perrie Edwards

Possuí pele clara, cabelos loiros e belos olhos azuis, que às vezes, aparentam ser verdes. Traços delicados. Com 1,63 de altura, Barbie possuí um corpo curvilíneo, tendo seios fartos, cintura média e coxas grossas. Lábios rosados e cheios, olhos grandes e claros e bochechas rosadas dão a ela um rosto delicado, semelhantes ao de uma boneca. Uma verdadeira Barbie

・゚✧*:・゚✫ Personalidade ・゚✧*:・゚✫
Barbara, indiscutivelmente, não é uma pessoa confiável. Obstinada, sonhadora e calculista. É uma grande admiradora das informações, e, principalmente, do que elas podem causar se descritas de maneira errada. Em outras palavras, Barbie é uma grande fofoqueira e expert em causar intrigas. Odiada por muitos, falada por todos. Barbie está em todos os lugares, com seus inseparáveis equipamentos de trabalho: uma caderneta de anotações e câmera digital. Curiosidade deveria ser seu segundo nome, audácia o terceiro. Persistente, conseguiu fundar o jornal na escola, clube antes ignorado e inexistente. Barbie prefere o silêncio, porém, quando fala, costuma usar o sarcasmo, ironia e desdém, dando respostas árduas e muito bem elaboradas, tirando a fala do debatedor. É vingativa. Quando se tem uma pendência com Barbara Steinfield Morgan, prepare-se, ela não vai atacar, difamar ou agredir o individuo. Barbara vai agir normalmente, enquanto coleta informações sobre ele, e quando descobrir todos os seus segredos, ela os divulgará.

Já aconteceu com a maioria dos alunos e funcionários do colégio, pois ela não poupa ninguém. “Falar a verdade não é crime”. Certa vez, ao levar zero injustamente em uma prova de química, Barbara sorriu e aceitou a nota. Porém, duas semanas depois foi divulgado no jornal da escola, imagens e um texto que diziam e mostravam que o professor de química passava uma aluna do segundo ano, com notas máximas, desde que a mesma lhe prestasse serviços sexuais. Com as imagens evidentes e um vídeo apresentado por Morgan diretamente a diretoria, professor e aluna foram expulsos do colégio. Barbie não tem medo de ser expulsa por suas notícias, pois ela não difama ninguém, apenas mostra a verdade. Traiçoeira como uma cascavel, observadora como uma águia. Porém, as informações dadas no jornal da escola, escrito em parte por Barbara, podem ter ido bem além do permitido, e a garota teria se arriscado demais, ao publicar a carta de Agnes Prior, divulgando A Seita.

P.s.: Barbie, sempre assina com seu nome e abaixo, dois “x” e corações.

Barbara Morgan


・゚✧*:・゚✫História ・゚✧*:・゚✫
Os pais de Barbara, Margot e Dean, são sócios e co-fundadores de uma importante revista amerianca. Portanto, a menina cresceu familiarizada com o jornalismo, mostrando desde cedo interesse na área. Quando completou quinze anos, Morgan pediu uma vaga na empresa dos pais, porém, os mesmo negaram. Dean e Margot alegaram que ela não teria um emprego na revista, se não provasse que era capaz de exercê-lo. Barbara ficou bastante irritada na época e jurou a si mesma que mostraria para os pais que estava a altura do cargo e quando eles finalmente lhe dessem uma oportunidade e admitissem que estavam errados, ela, assim como eles, negaria o emprego e ocuparia uma vaga na empresa adversária. Como dito: vingativa.
A garota, desanimada com o não, criou um blog e insatisfeita, passou dois meses insistindo para que criassem um clube do jornal, onde ela seria a editora chefe. Com a vontade feita, Barbara passou a infernizar a vida dos populares e causadores de confusão, mostrando a verdadeira face de todos eles. Ela, logicamente, estava realizando seu sonho de maneira errada.

・゚✧*:・゚✫ Gostos & Desgostos ・゚✧*:・゚✫
Gostos
Jornais, Livros & Revistas;
Louis Vuitton — Barbie tem verdadeiro fascínio pela marca;
Bonecas Barbie
Chocolate
Nicholas Sparks — "Querido John", "A última música" e "Um amor para recordar"

Desgostos
Pessoas leigas e sem argumentos
Baratas, aranhas, garças
Cigarros
Bebidas alcoólicas

・゚✧*:・゚✫Hobbies ・゚✧*:・゚✫
Cantar

Barbie possuí uma bela voz e adoração pela música. Quando está sozinha e desocupada, o que é bem raro, ela gosta de apagar as luzes e cantar.

・゚✧*:・゚✫ Medos/Fobias ・゚✧*:・゚✫
Aranhas — Aracnofobia

・゚✧*:・゚✫Par ・゚✧*:・゚✫
Sim

・゚✧*:・゚✫Relação com o par ・゚✧*:・゚✫
Conturbada. Barbie, apesar de tudo, é uma garota bastante insegura e que se "esconde" atrás de uma tela de computador, passando para as folhas algo que ela não teria coragem de dizer. Ela sempre vai sentir medo da traição, e do abandono. É muito ciumenta, mas não demonstrará isso de forma alguma, guardando tudo para si.

・゚✧*:・゚✫Posição social na escola ・゚✧*:・゚✫
Editora chefa do clube do jornal

・゚✧*:・゚✫O que teria feito para irritar A Seita ・゚✧*:・゚✫
Além de falar mal de todo mundo, através de seu blog e mostrar os segredos ocultos por meio do jornal. Barbie divulgou a carta de Agnes Prior, revelando para a escola toda A Seita.

・゚✧*:・゚✫ Ciente de que podemos fazer qualquer coisa com seu personagem? ・゚✧*:・゚✫
Sim, ela é toda sua.

・゚✧*:・゚✫ Algo mais? ・゚✧*:・゚✫
Barbara sempre foi uma colecionadora de bonecas Barbie, daí o segundo motivo do apelido.
Ela não tem medo da Seita, tanto que os ridiculariza em suas matérias.

・゚✧*:・゚✫ Palavra-chave? ・゚✧*:・゚✫
Everything is grey



Ficha: Gossip Girl — Bryan Blanchett
Nome completo:

Bryan Blanchett Hathaway

Apelido:

Não possuí apelidos

Idade:

17 anos
24/12/1998
Capricórnio

Sexo:

Masculino

Opção Sexual:

Hétero

Aparência:






Zayn Malik
Possuí a pele clara, mas não chega a ser branco. Corpo magro, repleto de tatuagens, possuindo alguns músculos. Têm 1,75 de altura, sendo relativamente alto. Olhos castanhos escuros, mas que no sol, tornam-se claros, e lábios levemente rosados.

Participa do grupo de:

Atletas

Há quanto tempo estuda na escola:

Três anos

Personalidade:

Inteligente, gentil e extremamente bonito, chama atenção por onde passa, podendo ser considerado um dos garotos mais cobiçados do colégio. Se mantém afastado dos "populares", pois acha extremamente ridículo conviver com pessoas que se aproveitam da boa aparência e poder aquisitivo, para pisar e humilhar as outras. É capitão do time de futebol e se orgulha em usar o bracelete durante os jogos e representar o time em estaduais.
Além de ser o melhor jogador do time, Bryan é também um ótimo aluno. Se destaca em problemas matemáticos e debates, principalmente no último. Não gosta de brigas, porém não foge delas, costuma dar respostas árduas, rápidas e muito bem elaboradas, tirando a fala do "oponente". Nos jogos, seu nome é aclamado, muitas líderes de torcida, populares, nerds e até mesmo professoras, querem uma chance com ele, o que é muito difícil, visto que ele não gosta muito de romances. Aos quatorze anos, perdeu a mãe para um acidente de carro, que também vitimou Megan, sua irmã, deixando-a paralítica. Mesmo triste, precisou ser forte para apoiar o pai e a irmã, que ficaram inconsoláveis. Não é fã de festas, preferindo ficar em casa com Megan. É comum vê-lo com cigarros, sendo esse o seu único vício.

Situação familiar:

A família de Bryan sempre foi financeiramente estruturada, sendo seu pai dono de uma importante empresa telefônica, e sua mãe uma ex-modelo da Victoria Secrets. Porém, há algum tempo atrás, uma acidente de carro levou sua mãe a óbito e condenou sua irmã mais velha, a uma cadeira de rodas. A família ficou, evidentemente, muito abalada, porém com certo esforço se recuperaram.

Membros da família:

Nome: Antony Friedrich Hathaway
Idade: 43 anos
Antony é um conhecido empresário no ramo de telefonia, tornou-se frio e um pouco rígido, após a morte da esposa. Porém, continuou o mesmo com os filhos, tentando suprir a falta da mãe.

Nome: Megan Louise Blanchett Hathaway
Idade: 19 anos
Megan é uma garota jovem, bonita, porém depressiva. Após perder a mãe e o movimento das pernas, tornou-se uma garota solitária, contando apenas com seu irmão, Bryan.

Fatos que marcaram a vida:

• O enterro de sua mãe
• Ver sua irmã mais velha condenada a uma cadeira de rodas
• Ser nomeado capitão do time de futebol
• Vencer o estadual

Gostos:

• Músicas;
• Graffiti;
• Tatuagens;
• Cigarros;
• Futebol.

Desgostos:

• Mentira;
• Pessoas metidas, falsas e esnobes;
• Surpresas.

Manias:

Apertar as mãos quando está nervoso

Opinião sobre a Garota do Blog:

Ele sente pena dela e de pessoas como ela. Para ele, a garota do blog não passa de uma garota desocupada e neurótica que passa os dias falando mal de outras pessoas para se sentir melhor.

Irá se envolver com algum tipo de droga? Se sim, qual / quais?

Sim, cigarros.

Algo mais?

Não


Ficha: Royalty — Madeleine O'Connor
Nome:
Madeleine O'Connor

Idade:
20 anos

Aparencia:
Chlöe Grace Moretz









Historia:
Madeleine cresceu em um pequeno quarto, localizado na parte inferior do castelo o qual sua mãe trabalhava como cozinheira. Proibida de transitar pelo palácio, sua única distração era o grandioso e belo jardim. Todas as tardes, sentava-se em um balanço para observá-lo. Voltando de uma dessas observações, Madeleine esbarrou no príncipe Nolan, de quem tornou-se amiga, e, posteriormente, noiva.

Personalidade:
Doce e gentil, tem verdadeira adoração por flores, motivo que a faz passar horas observando-as. Depois de tonar-se noiva do príncipe da Irlanda, Madeleine assumiu outra posição no palácio, porém sua humildade não permitiu que esquecesse ou abandonasse os criados, com quem conviveu a vida inteira.

Reino que gostaria de participar:
Irlanda

Posição social no reino:
Noiva do príncipe

Gostaria de ter par?
Sim

Voce esta consciente de que posso fazer o que quiser com o personagens?
Com certeza


Ficha: Royalty — Nolan Donnelly

Nome:
Nolan Donnelly Murray

Idade:
22 anos

Aparencia:
Niall Horan







Historia:
Nascido na Irlanda, Nolan é o segundo na linha de sucessão ao trono. Por muito tempo foi a "ovelha negra" da família, saindo diariamente para festas e causando escândalos. Porém, após conhecer O'Conner e tornar-se amigo dela, Nolan mudou completamente suas atitudes.

Personalidade:
Solidário, generoso e educado, trata os súditos com gentileza, mostrando que será um ótimo governante. Acredita que para ser um bom rei, é necessário colocar o bem-estar do povo acima de tudo e honrar o país que lidera.

Reino que gostaria de participar:
Irlanda

Posição social no reino:
Príncipe

Gostaria de ter par?
Sim

Voce esta consciente de que posso fazer o que quiser com o personagens?
Estou sim.


Ficha: The Brain Trials — Jason Dannells


Bateu de frente é só tiro, porrada e bomba
Aqui dois papos não se cria e não faz história
Isso é pesado? -q

Nome:

Jason Dannells

Idade:

17 anos

Aparência I










Aparência II:

Justin Bieber

Aparência III

Altura: 1,75
Peso: 61kg
Cor dos olhos: Mel
Cor dos cabelos: Loiro escuro

Personalidade:

Egocêntrico, sádico e desonesto. Jason mata por diversão, livre de qualquer resquício de remorso. De caráter duvidoso, a mentira já faz parte de seu cotidiano, faz o possível para ter o quer, sem se importar com os meios que usará para isso. Seu olhar demonstra frieza, as palavras são repletas de sarcasmo, Jason consegue abalar o psicológico de qualquer pessoa com apenas dez minutos de conversa. Na infância era uma criança solitária, não possuindo um único amigo, porém nunca passou despercebido por sua aparência e intelecto avançado. Não costuma se envolver com ninguém seriamente, é insensível e incapaz de gostar de alguém de verdade, tratando todos com inferioridade. Sua memória eidética (ou fotográfica) é incrível, sendo ele capaz de decorar centenas de números vendo-os apenas uma vez, por exemplo. Outro fato curioso é a sua habilidade, Jason é capaz de ler duas páginas de um livro ao mesmo tempo, uma com cada olho. Um gênio que usa toda a sua inteligência em benefício próprio, unicamente.


História:

Dannells cresceu em um bairro classe média alta, em London, Canadá. Seu pai era um advogado de renome, e, sua mãe uma bióloga marinha que deixou o trabalho para cuidar de Jason. Em uma noite, Jason acordou ouvindo gritos, que reconheceu serem de sua mãe. O menino de até então cinco anos, desceu as escadas desesperado, com medo de que alguém houvesse entrado em sua casa e feito sua mãe de refém. Porém, a cena que encontrou foi outra: seu pai, Scott, tentava matar sua mãe asfixiada com um travesseiro, visivelmente bêbado. Após gritos e pedidos de socorro, Scott arrastou a mulher e o filho para o porão e os deixou trancados por quatro dias.

Alguns meses depois, o menino acordou ouvindo gritos novamente, agora vindos do quarto de seus pais. Correu até o mesmo, constando que a porta estava trancada, ao espiar pela fechadura, viu que seu pai "abraçava" sua mãe, que tentava a todo custo soltar-se dele. Cenas como essa se repetiram durante anos e anos, o menino se trancava no quarto, impotente. Eis que um dia, ao chegar em casa, Jason se deparou com a cena mais horrível que poderia ver: o pai segurava um copo de uísque, e, ao seu lado estava o corpo de sua mãe, pálido, ensanguentado e morto. Descontrolado com a cena, Jason largou a mochila e partiu pra cima do pai, o garoto de treze anos fraco e desprotegido, pegou a pedra de um dos vasos da sala (aqueles bem grandes) e tacou em Scott que teve o supercílio quebrado. Em cima da mesinha de centro, havia um canivete sujo de sangue, vendo que seria atacado, pegou o canivete e pressionou contra o pescoço do pai, vendo-o cair no chão, após contorções e pedidos de ajuda, o homem fechou os olhos sem vida. A sensação que a morte do pai o causou foi extraordinariamente boa, o jovem adolescente percebeu que gostava daquilo, gostava de ver os pedidos de ajuda, as súplicas, o sangue escorrendo. Jason descobriu que gostava de matar, e, que aquilo não lhe causaria nenhum tipo de arrependimento posteriormente. E com o passar do tempo foi isso o que ele se tornou: um frio, sádico e temível assassino.


Posição no ranking:



Arma(s) de escolha:

Canivete suíço e spray de pimenta.

Melhor matéria:

Química e Educação Física (apesar de ser bastante violento praticando).

Opção sexual:

Hétero

Par:

Jason não ama ninguém além de si mesmo, portanto, não.

Relação com/opinião sobre a Robin:

É completamente indiferente em relação a Robin, nas poucas vezes em que se falaram, Jason demonstrou antipatia e escárnio pela garota.


Algo mais?

Não


Ficha: Camp Rock — Scarlett Hennessey Connelly
∴ Nome ∴
Scarlett Hennessey Connelly | Sky

∴ Idade ∴
❥ 17 anos

∴ Aparência∴





❥ Scarlett possuí pele clara, cabelos loiros e belos olhos azuis, que às vezes, aparentam ser verdes. Com 1,63 de altura, Sky possuí um corpo curvilíneo, tendo seios fartos, cintura média e coxas grossas. Lábios rosados e cheios, olhos grandes e claros e bochechas rosadas dão a ela um rosto delicado, semelhantes ao de uma boneca.


∴ Photoplayer ∴
❥ Perrie Edwards


∴ Opção Sexual ∴
❥ Heterossexual

∴ Personalidade ∴
Cínica, egoísta e determinada são as palavras que melhor a definem. Scarlett não abaixa a cabeça para ninguém, nunca admite quando está errada e quase sempre consegue o que quer. Manipula todos a sua volta, inventando mentiras e prejudicando pessoas. Ambiciosa, é do tipo: "Eu quero, eu consigo", não existem limitações quando o assunto é disputa, Scarlett é esforçada e não mede esforços para alcançar o que almeja. Calculista e dissimulada, ela pode armar uma cena dramática e comover a todos os telespectadores, se necessário.
Costuma ser o centro das atenções, com seu carro importando e as roupas de grife. Adora esbanjar suas coisas, fazendo inveja para suas "amigas — seguidoras". Apesar da arrogância, prepotência e superficialidade, Scarlett não é uma pessoa má, não totalmente. Ela, apenas acredita que no mundo, existem os vencedores, os perdedores e os conformistas e que ela, está acima de todos eles.


∴ História ∴
❥ Nasceu na Califórnia, Estados Unidos. Abandonada pela mãe, seu pai acreditou que ela lidaria melhor com a morte, do que com a rejeição e então, mentiu que a mulher havia morrido. Foi criada por babás e empregados, já que seu pai vivia ocupado demais com o trabalho. Frequentou aulas de balé, piano e teatro, porém, o que realmente a encantou foram as aulas de canto.
Temperamental e malcriada, Scarlett sempre odiou ser contrariada. Em uma eleição para a rainha do baile de primavera, após perder a coroa que a cinco anos era sua, Scarlett sentiu-se traída e deu um "ataque". Subiu ao palco, tomou a coroa, xingou o diretor e acabou com a ornamentação. O resultado foi a sua expulsão imediata.
Envergonhado com a atitude da filha, Robert resolveu cancelar sua viagem para a Espanha e mandá-la para o Camp Rock, acreditando que lá, Scarlett mudaria seu comportamento, deixando de ser a garota arrogante, fútil e egoísta que é.


∴ Família∴

Nome: Robert Andrews Connelly | Leonardo DiCaprio
Idade: 37 anos
❥ Robert é um pai ausente, que passou a vida substituindo carinho por presentes e viagens caras. Quando finalmente percebeu que havia errado na criação de Scarlett, tentou a todo custo remediar seus erros, para quem sabe, torná-la uma pessoa melhor. A convivência dos dois é bastante conflituosa, principalmente quando o nome da mãe de Scarlett é colocado em pauta. Porém, apesar dos pesares, eles se amam e Sky sente muito orgulho em tê-lo como pai.


Nome: Mary-Ann Connelly | Sandra Bullock
Idade: 32 anos
❥ Quando Scarlett nasceu, Mary-Ann era muito jovem, sendo uma garota problemática e muito irresponsável, que não estava preparada para ser mãe. Quando a menina completou três meses, Mary-Ann fugiu, abandonando-a. Desde então, Scarlett acredita que sua mãe morreu no parto e Robert evita falar nela.

∴ Gostos/desgostos ∴

Gostos
× Música;
× Sapatos, roupas e bolsas;
× Seu carro: Loyal;
× Músicos: Justin Bieber, Shawn Mendes e Taylor Swift;
× Bandas: One Direction e 5 Seconds Of Summer;
× Morango

Desgostos
× Perder, Scarlett o d e i a perder;
× Pessoas bregas, desleixadas e mal-vestidas;
× Meios de transportes, banheiros e quartos públicos — o último no caso, são chalés;
× Chocolates, refrigerantes, doces e frituras — são calóricos.

∴ Hobbies∴
× Compôr
× Desenhar croquis

∴ Manias∴
× Morder o lábio inferior
× Fechar as mãos em punho

∴ Fobias∴
× Aranhas
× Cobras


∴ Estilo∴






∴ Você foi obrigado(a) a ir para o Camp Rock? ∴
❥ Sim, Scarlett preferia ir à Espanha, fazer compras.


∴ Será o que dá Mitchie?∴
❥ Inimiga. Scarlett verá em Mitchie uma forte concorrente, e com sua arrogância, tentará a todo custo diminuí-la.


∴ Você faz o que no Camp Rock?∴
❥ Canta


∴ Par? Se sim, coloque sua relação com ele ∴
❥ Apesar dos pesares, Scarlett pode ser uma pessoa amorosa, se estiver realmente apaixonada. Não é tão carinhosa, mas saberá demonstrar que o ama. Porém, é muito ciumenta e isso será um forte impecilho.


∴ Vai comentar na fanfic? ∴
❥ Sim, sempre.


∴ Algo mais?∴
❥ Scarlett possuí uma Ferrari cor-de-rosa, sua amada Loyal.


Scarlett Connelly



Ficha: A Elite — Anneliese Schlüter
•Nome Completo: Anneliese Martin Schlüter

•Apelido: Liese

•Idade: 17 anos

¤Data de Nascimento: 12 de janeiro de 1998

¤Signo: Capricórnio

•Nacionalidade: Alemã

•Opção Sexual: Heterossexual

•Aparência: Lindsay Ellingson

¤Descrição:
Liese tem a pele branca, artificialmente bronzeada. Lábios rosados e finos, grandes olhos verdes e cabelos loiros perolados, na altura dos seios. Seu rosto tem o formato oval, e, um tom ruborizado. Possuí cílios grandes e curvados. Com um corpo consideravelmente magro, tendo 53 kg e 1,79 de altura. Seios fartos, cintura fina e pernas médias. Uma beleza exótica e invejável.








•Personalidade:


Liese tem a personalidade forte, determinada e ambiciosa. Luta por seus sonhos, e, se esforça para alcançar seus objetivos. Porém, é justa e incapaz de passar por cima dos outros para ter o que quer. Odeia comparações por achar que as pessoas devem ser únicas, e, se basearem em si mesmas, ao invés de copiar as outras. Muito centrada e extremamente desconfiada, Liese possuí um grupo limitado de amigos. Tem Transtorno Obsessivo Compulsivo (TOC), o que faz com que a taxem por metida, já que poucos sabem de sua doença. Amável, protetora e carinhosa com os mais próximos, simpática com quem não conhece. Difere, facilmente, quando mentem pra ela. Não gosta de mentiras, apesar de contá-las quando necessário (apenas quando necessário), e, odeia quando a manipulam. Apesar da pouca idade, é bastante religiosa, e, responsável, sendo demasiadamente profissional.

•Família:

Verena Martin (mãe)



Verena destaca-se como uma das Victoria's Secret Angels, sendo assim uma das figuras mais populares da marca de lingerie. Aos 42 anos, é bastante jovial, aparentando ser bem mais nova do que é. Rígida e controladora, não apoia que Anneliese siga a carreira de modelo, o que torna a convivência das duas, quase impossível. Apesar de tudo, ela só quer que a filha não participe de algo tão superficial e perturbador, já que a vida de uma Angel, é bastante limitada. Mesmo possuindo uma relação difícil, mãe e filha, se admiram e amam muito.

Otto Schlüter (pai)

Otto é um neurocirurgião alemão, de 46 anos. Verena e ele se divorciaram pouco depois do nascimento de Anneliese, o que distanciou pai e filha. Mesmo morando longe, Otto nunca deixou de ligar, e, se preocupar com Liese, contatando-a sempre que possível. Ao contrario de Verena, Otto sempre apoiou a escolha da filha, enviando dinheiro para pagar aulas de etiqueta e buques. Os dois mantêm uma relação bem fraternal, sendo ele a pessoa que Anneliese mais confia.


•História:
Anneliese nasceu em Hamburgo, norte da Alemanha, em uma segunda-feira, no dia dois de janeiro de mil novecentos e noventa e oito. Viveu na cidade até os três anos, quando seus pais se separaram, e, ela teve que ir para Londres com a mãe. Aos oito anos participou de um concurso de beleza, o qual conquistou a faixa e a coroa, sendo a primeira colocada. Sua mãe, ao invés de orgulho, sentiu preocupação ao ver o interesse da filha pelas passarelas. Quando completou treze anos, Anneliese teve que pedir autorização e dinheiro do pai, para fotografar um book, já que sua mãe negou apoio. Aos quatorze entrou em uma agência de modelos, participando de algumas campanhas publicitarias, e, desfiles pouco notórios. Aos dezesseis teve a oportunidade de consolidar de vez sua carreira, entrando na Victoria's Secret como Bombshell, e, disposta a conseguir um posto de Angel.


•Ela é novata ou já possui experiente na área de modelos?

Já possui experiência.

•Gostos:

Leitura: Gosta muito de ler, sendo “Uma Longa Jornada” e “Querido John” ambos de Nicholas Sparks, seus livros preferidos.
Músicas: Love Me Like You Do (Ellie Goulding), Fall (Justin Bieber) e New Romantics (Taylor Swift)
Artistas: Ellie Goulding, Justin Bieber e Shawn Mendes

•Desgostos:
Pessoas falsas, manipuladoras e dissimuladas.
Desorganização e sujeira
Atrasos
Baratas, ratos e aranhas

• Manias: Morder o lábio inferior e estralar a língua

•Hobbies:
Dançar

• Estilo: Liese não tem um estilo definido, ela se veste de acordo com a ocasião. Procura usar roupas mais práticas e confortáveis no tempo livre, e, peças mais trabalhadas em sua agência.

Rotina




Trabalho




• Algo Mais:
É dona de um Golden retriever filhote, chamado Faris


Escutando: Y no puedo olvidarte — Rbd

Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...