Confissões aleatórias.


Postado

Confissões aleatórias.

Bem gente,como diz o título isso é meio Aleatório,ficou uma bagunça kk' eu só queria desabafar um pouco,e resolvi postar aqui para não vim parentes e pessoas conhecidas me julgando. Então é isso <3.

------------

Confissões aleatórias.

15:56 de uma tarde de sábado.
Sozinha no quarto no tédio ao som de Slow dancing in a burning room..pensando se eu deveria ou não sair hoje à noite,principalmente pelo fato de eu não ter dinheiro e ter que emprestar da mãe..

Um vazio se faz presente..estou cansada da rotina,8 horas de trabalho. Segunda a sexta,mesmo procedimento,mesmos horários..minha conta bancária parece tão longe de alcançar o dinheiro que eu preciso para pagar minha escola técnica de maquiagem..

Bem,talvez eu esteja reclamando demais..é eu estou. Meu trabalho é relativamente fácil,tenho dois dias de folga ao contrário do meus pais que mal descansam no domingo ou pela minha mãe que trabalha sem folga muitas vezes para pagar as contas,que são tantas..vida de adulto.

Tanta gente passando fome,trabalhando e estudando,quase sem dormir para alcançar seus objetivos..talvez eu não esteja em posição para reclamar,mas sinceramente..cansa.

Só tenho vontade de sair inúmeras vezes,conhecer o redor e explorar. Ver minhas amigas em um restaurante ou um bar. Não sei,qualquer coisa..Sem necessidade de algo sofisticado ou ala uma festa super badalada.

Só quero rir de várias coisas como se não houvesse preocupações para o amanhã,sentir na pele o quão bom é ser jovem..quer dizer,eu sinto. Mas ultimamente não vem sendo assim..Conhecer gente nova?

É talvez..mas tenho problemas com isso. Continuo sendo a mesma boba apaixonada de sempre,que se encanta facilmente com alguém e tem aquela mania inocente de romantizar tudo,até mesmo um simples olhar sem intenções direcionada a mim,pode inclusive ser de um estranho que sentava a minha frente em um trem,ou um cara na balada que dá vida não quer nada de sério.

Por isso me contento a parar por um breve momento de tentar ir fazer novas amizades,e no final acabar se apaixonando por algumas delas e por fim quebrar a cara como fiz inúmeras vezes.

Sou difícil de ser amada? ou de alguém se encantar por mim?

Já cheguei a pensar nisso,mas me recuso a odiar a mim mesma só pelo fato de alguns babacas não corresponderem me da mesma forma..

Mas é..às vezes suspiro. A lista é enorme..

desde aquele garoto da escola, que eu admirava o sorriso mas nunca cheguei a conversar,um outro aí que eu beijei numa festa mas ele nunca mais me procurou,a mais um que dava me atenção e conversávamos dia e noite..mas na semana seguinte ele preferiu minha amiga mais gostosa e experiente,e esqueceu de minha existência.

Ou aquele lá,que foi quase meu primeiro amor..talvez não fosse amor,mas algo intensamente forte que eu jamais senti por ninguém mais..o primeiro que eu beijei e encontrava me às escondidas antes da aula começar..ele dizia que a gente não tinha a tal da " Química certa " .. Não era nada sério,eu não tinha direito de cobrar nada dele,ou ter ciúmes.

A gente mal tinha o que conversar,éramos muito diferentes..mas eu gostava tanto dele,fazia tudo que o mesmo pedia como uma boba,nenhum beijo se compara até hoje ao dele..enquanto ele ficava com mais outras mil garotas,inclusive uma que estudava comigo na mesma sala de aula..

Na qual eu descobri,quando na viagem de formatura da minha sala,jogávamos verdade e desafio,todos meio já embriagados num quarto de hotel.

E ela confessara que ficava com ele,sentindo muito pois ele não havia a dito que eu gostava dele e tínhamos algo..tudo bem. Não queria que sentisse pena de mim. Eu apenas ri,também já um pouco bêbada.

A viagem aconteceu no mês 11 do ano passado..quase 2 anos desde a última vez que havia o visto. É,que diferença faria não é mesmo,descobrir mais uma das garotas na lista dele..além disso,2 anos..eu já deveria ter deixado o mesmo subir dos meus pensamentos.

Esse e mais tantos acasos..às vezes eu sorrio re-lembrando que eu posso até ter partido meu coração inúmeras vezes,nenhum dado certo,e no final eu nunca ter tido um namoro ou algo mesmo de verdade..mas então lembro que quebrar a cara significa que eu viver e aprender.

Mas ao mesmo tempo também é ruim,ninguém é forte o tempo todo,24 horas por dia e 7 dias por semana..também me sinto triste,também sinto um vazio às vezes..sempre fui alguém carente oi romântica demais,odeio esse meu lado..mas ele sempre existirá dentro de mim..Passo horas e horas escrevendo fanfics ou lendo..eu gosto,me diverte me faz bem..mas no fundo,é algo que faço para imaginar a vida amorosa cheia de doçuras que eu nunca tive,ou quase tive..

Sabe as cenas eróticas,ou quando a personagem recebe um lindo buquê de flores,adormece aquecida nos braços de seu amado,ou sorri ao ouvir seu namorado a dizer o quanto a acha linda?

É um desabafo do que sempre quis ter..acho que quase todas nós sonhamos com algo assim.

Sempre gostei de escrever por isso,era uma forma de por em vida tudo que ficava se passando por minha imaginação,ora às vezes me torturando,por não conseguir dormir pela noite querendo alguém ao lado na cama..mas é isso..todos nós possuímos dentro,coisas que são incontroláveis e apenas aprendemos a controlar com o tempo.

Escutando: John Mayer - Slow dancing in a burning room.
Assistindo: O céu repleto de nuvens a fora da janela do quarto..
Bebendo: Vontade de sair pela madrugada,se embebedando.

Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...