~White-Chann

White-Chann
Uma pessoa idiota.....
Nome: Você não precisa saber meu nome ¬¬
Status: Usuário
Sexo: Feminino
Localização: Indisponivel
Aniversário: Indisponivel
Idade: Indisponivel
Cadastro:

Ficha para: Lei Divina


Postado

Ficha para: Lei Divina

Eu superei a lei divina por você, Subaru Sakamaki


✬Nome completo✬
Maori Aika Ootsuka

✬Significado✬
Nome: Maori
Significado: Bosque de árvores frutíferas
Origem: Grega

Nome: Aika
Significado: Canção De Amor
Origem: Japonesa

Sobrenome: Ootsuka
Significado: Grande túmulo antigo
Origem: Japonesa

✬Idade✬
17 anos de idade

✬Apelidos✬
Ay: Sim, ela gosta desse apelido, motivo? Não tem bem um motivo, ela gosta desse apelido, quem o deu? Foi sua mãe, Alguma regra para chama-la assim? Com certeza, somente pessoas em quem ela confia podem chamar ela assim.

Mari: Sim, ela também gosta desse apelido, o motivo? Foi o segundo apelido carinhoso que ela ganhou de alguém, logo depois de Ai. Quem deu? Suas novas amigas, Regras para chama-la assim? Com toda certeza, somente as meninas podem chamar ela assim!

Aya: Sim, ela também gosta desse apelido, motivo? Só gosta dele, Quem deu? Ninguém, pelo menos não que ela lembre, Regra? Nops, todos podem chama-la assim.

Tsuka: Sim, ela também gosta desse apelido, motivo? Só gosta dele, Quem deu? Ninguém, pelo menos não que ela lembre, Regra? Somente o par a chama assim

Gatinha/Neko-Chan: Não, ela odeia, Motivo? Normalmente a heterocromia se manifesta em gatos, e aqueles que sabem que ela tem olhos heterocromáticos a comparam com um gato, e ela odeia gatos, Quem deu? As pessoas que comparam ela com gatos, por causa dos olhos. Há alguma regra para chama-la assim? Já expliquei, mas tem também aqueles que querem irrita-la.

Peituda-chan: Não, ela não gosta desse, o motivo? Ela só odeia ele ;-; Quem deu? As meninas, elas deram a ela por que ela tem os seios muito grandes, Há alguma regra? Somente quem quer irrita-la mesmo.

Mai: Não, ela não gosta, o motivo? Ela acha estranho, quem deu? Kanato, ele deu esse apelido a ela como uma abreviação do nome dela.

White: Sim, ela gosta, motivo? Ela diz que esse apelido a define, ela mesma se deu esse apelido.

Albina encapetada/Encapetada: Ela ama esse apelido, quem deu foi a melhor amiga, por que de cordo com ela (A melhor amiga) esse apelido define Ay muito bem, e a albina concorda.

Moon: Ela gosta, quem deu foi a melhor amiga, por que Ay é branquinha como a lua.

Chīsana: Ela odeia, quem deu foi o Ayato, ele deu esse apelido para ela por que ela é pequena, tipo, muuuuito pequena, e parece uma criancinha.

Fox: Ela odeia, quem deu foi o Kanato, por que de acordo com ele, Ay é ágil e rápida como uma raposa.

Yin: Não, ela não gosta, quem deu foi uma das freiras do orfanato, essa freira disse que esse apelido combina com ela, por que ela é o "mal", por que Ay somente trás o mal por onde passa.

Sweet/Sugar: Quem deu foi a melhor amiga, por que de acordo com ela, Ay pode ser um doce de pessoa quando quer.

☆Aparência☆


☆Descrição☆
Aya possui um rosto bem desenhado, sereno, fino e delicado. Sua testa possui um tamanho intermediário, não sendo nem muito grande nem muito pequena. Suas sobrancelhas são finas, bem-feitas e bem esboçadas. Seu nariz é tênue e levemente empinado, suas maçãs do rosto são bem definidas. Seu queixo é afinado e delicadamente pontudo.
Seus olhos aparentam sempre estar ainda com aquele aspecto de sonolento, então eles as vezes ficam meio entre abertos. Seus cílios são longos e chegam ao ponto de dar inveja em muitas garotas, pois quando ela usa maquiagem eles têm uma tendência de se destacarem. Seus olhos são heterocromaticos, sendo assim o olho direito é em um azul celeste e o esquerdo um vermelho meio rosado, mas ela sempre esconde o olho esquerdo e jamais permite que alguém o veja por medo e achar que vão chama-la de estranha. Eles transmitem um certo perigo e mistério, porém, ao mesmo tempo demonstram serem frios e analíticos, como se conseguissem olhar no fundo de sua alma vasculhando cada confidência escondida, em Ay, uma das primeiras coisas que normalmente as pessoas percebem nela são os brilhos de seus olhos.
Seus lábios são pequenos e carnudos, seus seios possuem a aparência de serem fartos, sendo um pouco avantajados mas nada exagerado, estes que são macios e um tanto chamativos em seu corpo.
Sua barriga é lisa, sua bunda possui um tamanho menor que seus seios, porém não ficam para trás.
Seu quadril é fino, seguidos por belas coxas bastante torneadas.
Seus dedos são finos, e tanto suas unhas das mãos quanto a dos pés são bem-feitas.
Seus pulsos são estreitos(finos) seguidos por braços delicados, porém fortes.
Sua pele é um pouco pálida e um pouco sensível, ficando vermelha facilmente.
Seus cabelos são longos chegando em sua cintura, platinados como alua e na maioria das vezes estão soltos, com sua franja escondendo seu olho esquerdo, mas também costuma amarra-los em um alto rabo de cavalo ou duas baixas chiquinhas. Seus cabelos são de uma beleza extraordinária, já que a mesma cuida muito bem deles tendo um belo aroma de flores, na verdade, Aya inteiramente exala um cheiro delicioso de rosas, que chama atenção de homens que se aproximam da mesma.
Porém, Aya possui seus defeitos, como sua altura sendo que a mesma tem apenas 1,48 o que a irrita para pegar algo alto. Aya pesa 45 kg, sendo que ela nunca engorda por mais que coma por 40 pessoas.

☆Gostos☆
-Dormir _ Ela AMA dormir, ela é tipo o Shuu, dorme em qualquer lugar
-Cantar _ Ela adora cantar, principalmente quando está sozinha, apesar de cantar muito
bem, prefere que ninguém a ouça
-Comer _ Quem não ama comer? Ela come muito, mas nunca engorda
-Dias Frios
-Neve
-Observar as estrelas
-Dançar _ Ela ama dançar, principalmente a luz da lua
-Conta histórias de terror _ Ela adora ver a cara de medo dos outros quando faz isso
-Dias Nublados
-Pessoas cheirosas _ Quem não gosta de pessoas cheirosas? kk
-Animais _ Principalmente lobos e raposas, esses animais a encantam
-Caminhar a luz da lua cheia
-Chuva _ Ela gosta de ficar na chuva, se sente “Livre, leve e solta”
-Chocolate _ Único doce que ela gosta, juntamente com Nutella
-Salgados
-Irritar os outros_ principalmente o Subaru, ele já é irritadinho, pra ela, irritar ele é mó fácil
-Música _ Apesar de não parecer, ela gosta de música clássica, mais adora, do fundo do coração, música de piano
-Torturar as pessoas_ Ta legal, ela gosta mais não admite, só joga isso aos quatro ventos...
-Praticar os poderes
-Mexer no cabelo dos outros_ Principalmente no do par, e no da noiva do Laito.
-Contrariar o Reiji _ Ela não tem medo dele, e sempre que pode ela contraria ele, ele quer obediência, e NINGUÉM manda nela
-Nutella _ Ela gosta de Nutella, por que Nutella é Vida
-Quebrar as coisas.

☆Desgostos☆
-Acordar cedo _ Ninguém gosta de acordar cedo, mais quando ela acorda cedo seu humor só tende a ir de mal a pior
-Que digam que ela ta errada, mesmo ela estando errada
-Que digam a ela o que fazer _ Ela simplesmente odeia que tentem mandar nela, ela simplesmente bate o pé no chão e grita “Você não manda em mim!” ou “Vai se foder!” e sai andando por ai.
-Que falem mal de quem ela ama
-Sol e calor _ Eu já disse antes, ela prefere o frio
-Trufas_ Apesar dela amar chocolate ela odeia trufa
-Que gritem perto dela _ Ela ODEIA isso, odeia gente barulhenta de mais
-Pessoas escandalosas _ tipo o Suruba ou o Ayato
-Que interrompam o sono dela _ Esse é o maior pecado que alguém pode cometer, quando fazem isso, ela fica com uma carranca pior que a de dois Subarus juntos
-Que à interrompam _ As pessoas têm aquela mania de interromper a gente sabe? Ela Odeia isso
-Que maltratem os animais _ Como dito antes, ela adora animais, e odeia quem os maltrata
-Que fiquem de olho no que é dela. _ Se é dela, é dela, ninguém pode ficar de olho, ela morre de ciúmes das coisas dela
-Pessoas falsas _ Ninguém gosta de gente assim
-Putas _ Quem gosta de Putas?
-Pessoas insistentes
-Matemática _ Ela odeia, do fundo do coração, matemática.
-Cor-de-Rosa
-Internet Lenta _ Quem gosta disso meu Deus?
-Cebola _ Ela odeia cebola, não sei por que, simplesmente odeia
-Legumes
-Carne de porco _ Ela não gosta de gordura
-Coisas muito ardidas _ Tipo pimenta

☆Personalidade☆
🎶Ela é uma garota calma e serena, raramente se irrita ou xinga alguém, não é uma garota esnobe ou metida, e muito menos patricinha. Ay cora facilmente mas isso não é por vergonha, pois envergonha-la é realmente algo difícil, na verdade, ela cora facilmente por que sua pele é branquinha, e a qualquer mudança climática sua pele adquire tal tom rosado.
🎶Ela é o tipo de garota moderna e educada, mas que não deixa de ser atual, muitas vezes é comparada com Reiji por seu palavreado e por seu jeito de agir, isso não a deixa irritada mas sim constrangida, afinal, está sendo comparada com o “Senhor Perfeição”.
🎶Aika é muito reservada e quieta, ela é o tipo de pessoa que prefere ficar sozinha em um canto afastada de todos, gosta de silêncio e quietude, principalmente a mesa, pois para ela, a comida é sagrada e deve ser apreciada silenciosamente, mas com suas amigas ela se solta um pouco mais, podendo até, falar coisas obscenas e palavras de baixo calão.
🎶Ela é super exigente, não tolera erros ou falhas, por isso, irá se esforçar ao máximo para cumprir seu objetivo ao voltar a vida, e fara de tudo para não se desviar de seu objetivo e ajudar as meninas a fazer o mesmo.
🎶Por ser tão exigente, a garota é super perfeccionista, seu gral de perfeccionismo pode ser maior do que o de Reiji, sendo que a menina odeia coisas fora do lugar ou mal feitas, se irritando um pouco quando isso acontece, ela tem uma pose de mandona e “senhorita perfeitinha” e realmente é, para ela, tudo tem que ser perfeito, e isso faz as amigas viverem zoando ela.
🎶Como já dito antes, Ay raramente se irrita, mas obviamente à algo que a tira do sério, em todo caso, Maori odeia profundamente pessoas que falam errado ou com gírias, ela odeia isso e logicamente, sempre manda o indivíduo que fala algo assim perto dela para o famoso “Puta.que.o.pariu”.
“Toh vê!”
“Que top!”
“Foda!”
Ela realmente odeia isso, é bem capaz de a albina torturar a criatura que chegar nela falando assim!
🎶Aika é uma garota muito inteligente, ama livros e histórias, é apaixonada por literatura e mitologia, tanto grega quanto japonesa, adora estudar sobre os Deuses e outras culturas, e tem uma estante cheia de livros, seus preferidos são:
“Harry Potter” – O qual ela tem a coleção completa.
“Percy Jackson” – Também tem a coleção completa.
“Diário de um vampiro” – Também tem toda a coleção.
🎶Maori é um tanto quanto pervertida, mas ela esconde esse lado de todos pois, sente vergonha do fato de que, uma garota como ela tem pensamentos tão.... Impróprios, para não dizer vulgares, mas é claro que, as vezes, não dá para evitar.
🎶Aika pode parecer uma garota fofa, e ela é, de fato, mas ela é super sádica, talvez mais sádica do que todos os vampiros juntos, ela ama ver os outros sofrer e costuma torturas as pessoas com um sorrisinho meigo em seu rosto, e em quanto faz isso, canta uma música infantil com a voz mais infantil ainda.
Seu rostinho de criança muitas vezes faz com que as pessoas subestimem ela, e ela odeia isso, sua carinha se santa esconde várias coisas, mas só de olhar em seus olhos, dá para se saber que de santa ela não tem nada.
🎶Maori pode ser muito macabra e assustadora quando quer, ela geralmente diz que vai colocar veneno na comida das pessoas, principalmente na de Kanato, por ele sempre ficar brincando com a comida, algo sagrado para a albina, e o fato de ela ser especialista em venenos faz todos acreditarem nela, afinal, ela já fez isso uma vez com o pobre coitado, a sorte dele foi que Reiji o ajudou dando o antidoto.
🎶Embora seja uma menina “feliz” com suas amigas, ela sofre muito pelo que aconteceu em seu passado, e pelo que o par a fez fazer, se corta e machuca a si mesma, sem deixar ninguém saber, ela não quer que se preocupem com ela, e muitas vezes prefere guardar seu sofrimento para si mesma, para não magoar os outros, algo que faz aqueles que sabem o que ela faz – ou seja, se cortar – tentam adverti-la e faze-la parar, mas ela simplesmente não consegue, ela é super protetora com as amigas, tão protetora, que prefere protege-las de si mesma.

☆Traumas☆
Ela não tem bem um trauma, na verdade, ela só tem um trauma, se é que isso pode ser considerado trauma.
Tem “Trauma” de seu passado, das torturas que sofreu e, principalmente, do fato de o par tê-la feito se matar.
☆Fobias☆
Ela tem Estuprofobia, ou seja, fobia de ser estuprada.
Ela também tem Aracnofobia, ou seja, fobia de aranhas.

☆Medos☆
Medo de aranhas.
Medo de palhaços.
Medo de borboletas ‘-.-
Medo de altura.
Medo de ser traída de novo.
Medo de perder aqueles que são importantes para ela.

☆Nojos☆
Ela tem nojo de baratas.
Nojo de cobras.
Nojo de qualquer tipo de animal rastejante.

☆Família☆
Mãe: Lucy Ootsuka
Idade: 38 anos
Status: Morta.
Ocupação: Ex dona das empresas Ootsuka.
Relação: Aika nunca conheceu a mãe, por tanto, não se pode estabelecer uma relação entre as duas, mas Lucy amava muito a filha.
Aparência:


Pai: Hayate Ootsuka
Idade: 38 anos
Status: Vivo
Ocupação: Atual dono das empresas Ootsuka.
Relação: Aika nunca teve uma boa relação com o mesmo, apesar de que só o conheceu anos depois de seu nascimento, mas como sempre foi odiada pelo mesmo, acabou por odiá-lo também.
Aparência:


☆História☆
Em um dia feliz, uma mulher de longos cabelos brancos e olhos azuis estava dando a luz em um chalé no meio da floresta, em quanto seu marido, um homem de cabelos platinados e olhos meio rosados, estava segurando a mão da mesma. Gritos eram ouvidos pela casa, palavras de motivação e finalmente, o choro de um bebê....

Parteira: É UMA MENINA! – Ela gritou em quanto sorria, um sorriso largo e feliz, mas que logo se desfez ao ver os olhos da criança, olhos estranhos, olhos.... Anormais.

Ela soltou um grito e rapidamente colocou a criança no berço de qualquer jeito.

A parteira olhou com nojo para a criança, ela iria dizer algo mas....

Hayate: LUCYYYYYYYYY!!!! ACORDA! FICA COMIGO!!!... LUCY!!!! – Gritava ele com lagrimas nos olhos, em quanto olhava para a mulher albina, que aos poucos ia perdendo o brilho de seu olhar. A parteira desesperada foi tentar ajuda-la, mas, já era tarde de mais.

Lucy: Enma, m-me... d-deixe vê-la.... – Pediu com a voz falha.

Enma: Lucy, minha amiga, você vai ficar bem! – Disse calmamente em quanto ainda tentava acudir a mulher. Maldito foi o dia em que a criança resolveu nascer! Não podia ao menos ser na cidade? Lá tinham médicos! Não teria riscos!

Lucy: N-Não... Não vo-vou!... M-me deixe... vê-la... – Hayate apenas assentiu e pegou a criança, se assustando ao ver os olhos dela, mas mesmo assim, a levou para a mãe que prontamente a pegou com os olhos brilhando em felicidade. – E-ela é linda.... E tem o-olhos lindos também... – Disse gentilmente, em quanto colocava um colar no pescoço da filha, logo dando um beijo na testa da menina. – Viva bem e seja feliz, minha pequena.... Aika.... – E tão rápido quanto veio, se foi o brilho nos olhos da mulher, que antes de morrer, pode ver uma pequena lagrima cair do olho esquerdo da criança, como se ela soubesse o que acabara de perder.

Hayate e Enma logo depois de verem a mulher perder completamente a consciência, deram sorrisos maldosos, e o homem arrancou a criança bruscamente das mãos da mãe.

Hayate: Já vai tarde estorvo! – Falou olhando com nojo para a mulher – Enma, leve esse monstro daki, e mate-a! – Disse para a mulher, que arregalou os olhos mais depois assentiu, Enma saiu da casa em quanto levava a criança – Que tinha dormido ao ser pega no colo pela mãe – e a levou até um penhasco perto do chalé – Concidentemente, o mesmo penhasco no qual ela se jogara séculos atrás. – ela ia jogar a criança, mas desistiu quando....

Ake: Mama... – Murmurou a recém nascida, assustando a mulher, Como uma bebê, recém nascida pode dizer.... mamãe?

Enma acabou por desistir e levar a criança até um orfanato, onde a deixou na porta e logo depois saiu correndo......

¨*•.¸¸.•*¨¨*•.¸¸.•*¨¨*•.¸¸.•*¨*•.¸¸.•*¨¨*•.¸¸.•*¨Cinco anos depois¨*•.¸¸.•*¨*•.¸¸.•*¨¨*•.¸¸.•*¨¨*•.¸¸.•*¨¨*•.¸¸.•*¨

Era uma noite fria em que a chuva caia arrebatadoramente forte, trovões eram ouvidos em quanto raios caiam pelos arredores do orfanato.

As freiras andavam para lá e para cá, pois naquele dia a luz acabara e todas as crianças começaram a chorar ao mesmo tempo, menos e claro.... uma delas.....

Uma menininha de aparentemente uns cinco anos de idade estava encolhida no chão do orfanato, ela tremia de frio pois sua roupa era composta somente por um vestidinho branco rasgado e todo sujo.

Ela chorava silenciosamente em quanto as freiras passavam por ela como se nem a notassem, e quando tropeçavam nela lhes lançava um olhar de ódio e nojo.

Aquela criancinha era nada mais nada menos que Aika, a menina a qual fora deixada na porta do orfanato a cinco anos. Ela era conhecida no orfanato como “Monstro”, “Estranha”, “Demônio” e muitos outros apelidos carinhosos aos quais ela odiava mais do que a própria vida.

Aika, dês de que chegara no orfanato em suas primeiras horas de vida, era mal tratada e julgada como lixo, sim, ela realmente era diferente, quem em sã consciência tem olhos como os dela? O OLHO ESQUERDO DELA ERA ROSA!!! QUEM TEM UM OLHOS ROSA?! *Suspiro* Ela era mal tratada e esnobada por todos, negavam até mesmo comida para a pequena, que muitas vezes passava fome e frio. As vezes ela queria morrer, as vezes ela dizia que iria se vingar, as vezes dizia que um dia iria se matar, mas nunca cumpria com as ameaças.

Mas ela cansou, aquele era seu aniversário de cinco anos, e também, era o dia perfeito para fugir, e ela o fez...

Saiu correndo na chuva e com frio, mas ela estava livre certo?..... Errado, quando chegara na cidade, se dirigira a um beco onde achou ter ouvido o choro de algum animal, não suportava violência, principalmente contra animais!

Chegando lá, ela viu três garotos de aproximadamente uns quinze anos batendo e espancando um pequeno lobo, ao qual ela prontamente ajudou, mas quase foi estuprada por aqueles garotos, o lobinho a salvou e ela começou correr, e acabou por encontrar um homem de cabelos negros e olhos azuis, ao qual pediu ajuda, esse a ajudou, mas ela estranhou o sorriso dele, um sorriso…. Maligno.

O Homem a levou para uma casa, onde a deixou trancada em um quarto por uma noite inteira, e no outro dia, o mesmo a levou para uma passagem subterrânea naquela mesma casa, o lugar era enorme, era como se fosse um laboratório subterrâneo, e realmente era, esse laboratório se localizava no primeiro andar – Ultimo se for contar o fato de ele ser a mais de trinta e cinco metros abaixo da cidade – de um centro de pesquisas humanas, aquele homem a prendeu em uma capsula e ela apagou, quando acordou, estava amarrada em uma maca em quanto o homem a olhava sorrindo psicoticamente, então, ele disse.

???: Comecemos os experimentos... minha filhinha.....

Durante quase onze anos ela foi torturada, não sabia o porquê, ela era torturada e usada como experimentos, e o pior, por aquele que dizia ser seu pai!

Ele a torturava e dizia que aquilo era para o bem da humanidade, UMA OVA QUE É PARA O BEM DA HUMANIDADE! Torturas, dor, sofrimento, lagrimas, todos os dias.... Todos os dias eram assim, a quanto tempo ela não comia uma comida descente? A quanto tempo ela NÃO comia? E o pior, a quanto tempo ela virou aquela masoquista? Sim, masoquista, com o tempo e as torturas, ela simplesmente parou de sentir dor, e suas lagrimas haviam secado, sete anos, haviam sete anos que ela não derramava uma lagrima sequer.... Ela realmente era um demônio, ela não sentia, era como se ela não tivesse um coração.... talvez realmente não tivesse.... quem sabe, não é?

Quando a garota fez 15 anos, ela tentou fugir, e conseguiu com exito.

Ela andava por um bosque quando viu algo incomum, um homem muito elegante de olhos vermelhos e cabelos brancos a olhava com certo interesse, ela rapidamente ficou com a guarda alta, mas o homem a surpreendeu estendendo sua mão.

"Poso te ajudar, sabia?"

Ele perguntou, ela, hipnotizada seguiu até o homem, que a levou para uma mansão, onde conheceu os Irmãos Sakamakis........ E onde morreu.

☆Relação com☆
>Par
Quando se conheceram, ela preferia ficar longe, não gostava muito dele, na verdade, nem ligava pra ele, preferia ficar com as meninas, falar sobre moda ou sobre garotos, mais com o tempo foi começando a observa-lo de longe, sem dar uma de Stalker nem nada, só para ver como ele agia e tal, foi se encantando com o jeito dele, ela sabe que, por trás daquele jeito irritado e durão dele, existe um lado tsundere que ele esconde de todo mundo, e ela quer ver esse lado.
Depois de um tempo com ele, a parte pervertida de sua personalidade começa a parecer, mas só quando ela está com ele, ela vai se aproximando dele de verdade, conversando com ele e começando a ser ela mesma, com malicia e tudo a que se tem direito, ela adora irritar ele, os dois são como água e óleo, vivem brigando por qualquer coisinha, ela chama ele de “Irritadinho” ou “Carinha da TPM”, e isso o deixa completamente irritado, ela gosta de provoca-lo e deixa-lo excitado, sua personalidade pervertida faz ela muito boa nisso, e ele odeia quando ela faz isso, pelo simples fato de que logo depois de “deixa-lo duro” simplesmente sai de perto, deixando ele sozinho. É claro que, isso é somente uma parte de seu “plano” para se vingar.

>Angelina
Se vossa senhoria não se importar: Ela se dá muito bem com Angelina, a garota é uma das poucas pessoas com quem Ay se sente a vontade para conversar e contar seus segredos, e quando Maori está perto de Angel, ela sente como se os problemas de sua vida desaparecessem, talvez por que Angel tenha esse dom, ou pelo simples fato de que Ay se sente em paz quando conversa com alguém que não irá descrimina-la por seus atos.


>Outros vampiros

>Shu:
Ela prefere não conversar com ele, não quer se aproximar do mesmo, vai que a preguiça é contagiosa? Sim, ela fala com ele de vez em quando, mas é só de vez em quando mesmo! Coisas como: "Bom dia"; "Boa tarde" & "Boa Noite"
As vezes conversam sobre musica, mas é bem raro.


>Reiji:
Ela gosta de conversar com ele sonbre venenos, mas não passa disso, Reiji é o cozinheiro da casa, e ela sempre que pode o ajuda a cozinhar, afinal, ela é uma cozinheira de mão cheia, mas não admite.
Ela odeia o jeito que Reiji trata a todos, como se fosse o maioral, e sempre que pode dá conselhos para ele mudar, o que é prontamente ignorado pelo mesmo.
Ela até gosta dele, sabe sobre a infância sofrida do moreno, mas não toca nesse assunto, sabe como o passado é algo delicado para ele.
Ela gosta de ajuda-lo no laboratório, mas para ele deixar, ela tem que insistir e muito, e ele acaba cedendo quando vê as "lagrimas" da mesma.


>Laito/Raito:
Maori não gosta de ficar muito tempo sozinha perto dele, mas gosta dele, diz que ele é um ótimo amigo apesar de ser muito pervertido, ele, assim como Angel, consegue arrancar sorrisos verdadeiros da albina, ela se sente a vontade perto dele.
Laito/Raito é como se fosse um Irmão para Ay, mas ela nunca admitiria isso, e quando a albina morreu, uma das coisas que ela mais se arrependeu de perder, foi a amizade dele.


>Kanato:
Ay não entende algo, como uma pessoa tão fofa pode ser tão psicopata? Bem, a resposta está nela mesma, afinal, ela é como ele, certo?
A gosta muito dele, o considera seu Irmãozinho, e adora cozinhar para ele, ela o acha extremamente fofo, porém, muito perturbado.
Como eu disse, ela ama cozinhar doces para ele, mas o mesmo sempre recusa, afinal, ela já colocou veneno na comida dele! Mas, ela se arrepende disso kkk
Os dois discutem bastante, até por que, ela odeia que ele fique brincando com a comida, ou fique gritando e tal, como ela odeia barulho, ela chega logo ameaçando ele.


>Ayato:
Tá aí outro que ela adora, Ayato é como um Irmão para ela, e eles estão sempre juntos, ela conversa com ele normalmente e sempre falam sobre objetos de tortura.
Porém, depois que ele matou a noiva dele, Ay ficou super furiosa e quis mata-lo, ninguém nunca a vira com raiva, e quando viram, ficaram completamente assustados, para não acabar morrendo - afinal, se ela tentasse mata-lo, quem morreria seria ela - Ay saiu correndo e chorando, pensando na amiga que perdera, e a partir daquele dia, começou a odiá-lo.

☆Como reagiu ao saber que poderia se vingar?☆
Ela deu um sorrisinho tão meigo que surpreendeu a todas, logo depois disse:
"Isso é sério? Vou poder torturar ele? Posso mesmo???"
Disse ainda com um sorrisinho meigo e com os olhos fechados, nessa hora, sua voz infantil estava completamente macabra, mas sem deixar de ser infantil.
Ela ficou super feliz, iria poder se vingar de quem a fez morrer! Quem não ficaria feliz? Saiu por aí pulando e gritando aos quatro ventos que faria a vida dele pior que o inferno, e que iria tortura-lo até ele pedir para morrer.
Depois diria:
"Quando vamos? Quero arrancar as genitais dele caramba!"
Falou em quanto milhares de pensamentos maléficos vinham em sua cabeça, ela iria arrancar as genitais dele e fazer ele comer!

☆Vai comentar?☆
Linda, tu vai enjoar de mim u.u

☆Curiosidades☆
-Seu sangue é AB-
-Suas cores favoritas são: preto, branco e vermelho-sangue.
-Ela tem uma coelhinha de pelúcia a qual ela não larga nunca, é estilo Kanato sabe? Essa Ursinha se chama Amethyst
-Ela nunca mostra seu olho esquerdo, acha ele muito bizarro, por isso, sempre esconde ele ou com a franja, ou com um tapa olho.
-Ay tem uma adaga de prata parecida com a do Subaru, ela esconde essa adaga amarrada na coxa.
-Ay tem uma tatuagem de morcego na parte inferior da coxa esquerda.
-Sua musica favorita é: GirlFriend, de Avril Lavigne
-Acho que só, qualquer coisa eu te aviso Okay?

☆Estilo☆
Ela tem um estilo gótico meio Lolita, usa roupas curtas e geralmente de cores escuras, as vezes brancas ou prateadas, muitas vezes suas roupas são infantis, por isso do: "Gótico meio Lolita"

☆Algo mais?☆
Uma frase que define ela é: "Aquela caverna, fria, escura e vazia, é o meu espelho!"
Essa frase pode defini-la pois, ela é como uma casca vazia e praticamente sem sentimentos, ela não sente, e os únicos sentimentos que ela tem verdadeiramente são sentimentos ruins, ódio, rancor, dor etc, por isso essa frase a define, é como se a escuridão da caverna fossem os sentimentos corrompidos dela, um dia foram puros e agora, são só passado...

Ela pode ser fria e bruta, mas com o tempo e com muuuita paciência, até mesmo o diamante mais bruto pode ser lapidado, e é o mesmo com ela, com o tempo, ela vai aprendendo a confiar, e a "Casca vazia" começa a ser preenchida, mas até hoje, somente as meninas conseguiram preencher esse vazio nela.

Esse é o colar dado pela mãe dela:

Ela não tira esse colar, sente que com ele, ela está mais perto de sua mãe, mesmo não tendo conhecido-a

Essa é a adaga dela:

Escutando: Payphone
Lendo: Do Bullying ao Amor: Por ~Julidete
Assistindo: Camp Rock
Comendo: Chocolate
Bebendo: Leite

Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...