~Myloka

Myloka
Naruhina Queen
Nome: Camila | "Miloca" | Myl | Mila | Milinha | Kami | Marida da Ingrid
Status: Usuário Veterano
Sexo: Feminino
Localização: Nova Iguacu, Rio de Janeiro, Brasil
Aniversário: 23 de Dezembro
Idade: 26
Cadastro:

Konoha Hiden - Capítulo 6 (Traduzido)


Postado



Prólogo
Capítulo 1
Capítulo 2
Capítulo 3
Capítulo 4
Capítulo 5


Tradução do japonês: cacatua
Tradução do inglês: NHBR


O professor lendário


Estou feliz por que escolhi este trabalho.

Até que você fosse capaz de ter esse pensamento com orgulhosa afluência em seu peito, então sua vida não era verdadeiramente feliz. Isso acontecia porque um trabalho era algo que você escolheu para viver por seu próprio bem, assim como para o bem dos outros.

Ou, pelo menos, essa era a maneira que Umino Iruka pensava.

E, agora, Iruka estava extremamente feliz. Seu peito estava explodindo de orgulho enquanto pensava sobre isso.

O gatilho para esta súbita explosão de alegria era simplesmente esta: ele olhava as três sílabas no topo da lista das coberturas mais populares do Ichiraku Ramen: Na-ru-to.

Bastou olhar para isto, fez Iruka imediatamente pensar no casamento de Naruto e Hinata, e antes que percebesse, ele foi dominado pela emoção.

Não era porque ele ia facilmente às lágrimas com sua velhice. Foi porque a emoção esmagadora era provavelmente algo muito próximo do amor e carinho dos pais. E certo que algo tinha acontecido para torná-lo ainda mais sobrecarregado.

Num outro dia, Iruka estava em uma sala na Academia, como de costume, trabalhando em alguns documentos. Naruto tinha vindo para vê-lo com um olhar extremamente respeitoso em seu rosto. Ele disse que tinha algo a perguntar a Iruka, algo sobre o casamento.

Iruka já tinha deixado claro a Naruto que definitivamente iria ao casamento, então não tinha a menor idéia do que ele queria perguntar.

Iruka perguntou o que ele queria falar, e Naruto exclamou abruptamente:

" Eu gostaria que você viesse ao casamento como o meu pai. "

No segundo que Iruka ouviu isso, um sorriso gigante espalhou-se por seu rosto. Ele respondeu imediatamente: Deixa comigo!

Iruka soltou até mesmo uma piada: " Você entrou com um olhar tão sério em seu rosto, eu pensei que você ia me pedir para levá-lo para comer ramen novamente ".

No minuto que a figura de Naruto desapareceu de sua vista, Iruka se viu estourando publicamente em lágrimas.

Em todos os seus anos de professor, nada mais o fez se sentir tão feliz.

O caminho que escolhi não estava errado, Iruka pensou enquanto chorava, as lágrimas transbordando aparentemente sem fim.

E agora, mesmo quando estava apenas vendo a palavra " naruto " escrita no Ichiraku Ramen, Iruka sentiu seus olhos começando a queimar novamente. Ele chegou até mesmo a pedir outra cobertura de naruto.

Foi porque Naruto era um aluno bem amado e especial para Iruka.

Claro, Iruka não era o tipo de professor que dava tratamento especial para um aluno acima dos outros. Ele nunca teve favoritos. Mas, Naruto não era apenas seu aluno mais querido. Mesmo todas as pessoas sabiam que para Iruka, Naruto era uma existência especial.

Embora, ele não tinha sido sempre assim.

Quando Iruka tinha se tornado o primeiro professor da classe de Naruto, ele teve sentimentos mistos.

Sempre que Iruka olhava para o rosto de Naruto, os rostos de seus pais mortos nunca iriam deixar de vir à mente também.

Iruka era um excelente shinobi. Seus pais haviam sido excelentes, e foi parcialmente por isso que quando Iruka ainda era jovem, ele tinha saído para o campo de batalha e nunca mais voltara.

Quando a vila estava sendo atacada pelo Demônio Raposa, os pais de Iruka tinham se dirigido para a linha de frente para proteger Iruka, e toda a gente. Eles lutaram sem descanso até seus últimos suspiros.

E desde então, Iruka tinha vivido o resto de sua adolescência sem ninguém para elogiá-lo, sem que ninguém o reconhecesse. Toda vez que ele voltava para casa com mais ninguém lá dentro, ele pensava em seus pais.

Os anos se passaram, e Iruka tornou-se um professor. E quem iria aparecer na frente dele como um aluno? Naruto.

Iruka sabia que o demônio raposa, o Nove Caldas, foi selado dentro de Naruto. E ele também estava perfeitamente ciente de que Naruto não tinha feito nada de errado, e não tinha nada por que ser culpado.

Mesmo que ele entendesse isso... apesar de muitos anos se passarem e ele devesse ter sido capaz de aceitar... a cabeça compreendia, mas seu coração estava desconcertado.

Seu pai tinha sido um homem silencioso e grave. Sua mãe tinha sido uma mulher confiável e compostamente orientada para a família. Eles tinham ambos sido Jounins que tinham a profunda confiança de muitas pessoas.

Sempre que Iruka tinha saído com seus amigos, ele nunca parara de falar sobre seus pais com um profundo brilho de orgulho. Ele queria crescer rapidamente e se tornar um shinobi também, para que pudesse apoiá-los.

Mas, em seguida, em um piscar de olhos, a Raposa Demônio apareceu na vila, com um uivo de gelar o sangue que parecia que poderia perfurar os próprios céus.

Sua mãe havia sofrido ferimentos tentando protegê-lo. Seu pai tinha cada parte dele coberta de sangue, mas ainda estavam lutando para tentar lutar.

As figuras de seus pais, cansadas e fatigadas iriam começar a desbotar e escapulir... e então Iruka iria acordar de volta ao escuro de seu quarto.

Era um pesadelo que ele veria a cada momento e, em seguida, cada vez que ele era jovem.

Mas depois que Naruto foi feito seu pupilo, Iruka começou a ter o mesmo pesadelo todas as noites.

Os pesadelos o fizeram ficar completamente drenado emocionalmente, e Iruka se viu começando a evitar inconscientemente Naruto.

Naruto iria constantemente fazer brincadeiras, e isso fez com que seus outros colegas não gostassem dele.

Mas seus colegas deveriam ser seus companheiros.

Mas Iruka não conseguia fazer nada. Tudo o que podia fazer era observar.

Sua confiança como professor desmoronou.

Ele era completamente inútil.

Até que um dia, Iruka percebeu um certo fato: Naruto é o mesmo que ele.

A dor do dia a dia vivendo com ninguém para os louvar, ninguém reconhecendo você. Eu conheço esta dor melhor do que ninguém, então por que não percebi isso até agora?

Após essa descoberta, Iruka nunca mais se viu evitando Naruto novamente. Logo, seus pesadelos desapareceram também.

Mas e se...? E se eu não tivesse tido essa percepção?

Mesmo agora, o pensamento ocasionalmente incomodava Iruka. Se ele não tivesse tido essa percepção, então era muito possível que Iruka poderia ter se tornado alguém que não pensava em ninguém além de si mesmo, que acreditava que ele era a única pessoa em uma circunstância lamentável. Ele poderia ter se tornado o mais baixo dos baixos, um bastardo idiota que não percebia a dor de ninguém, mas apenas a de si mesmo.

Iruka acreditava que era graças a Naruto que ele escapou desse destino.

Seu laço com Naruto foi algo que mudou sua vida.

Não seria um exagero dizer que Naruto era o motivo que Iruka tinha decidido trabalhar como professor enquanto vivesse. Isso é como a existência de Naruto é importante para Iruka.

Naquele momento era porque ele estava pensando nos velhos tempos. A cara de um certo homem brilhou brevemente na mente de Iruka.

O nome do homem: Mizuki. Ele tinha sido um homem que tinha notas altas, e foi abençoado com um talento para ninjutsu.

Mizuki era alguém que Iruka conhecia desde a infância. Eles tinham entrado para a análise de ensino juntos, trabalharam como professores juntos, e ajudaram um ao outro. Mizuki tinha estado sempre sorrindo e com fala mansa, ao contrário de Iruka e sua tendência para implicar, por isso ele sempre tinha sido um professor popular entre os estudantes.

Mas, Mizuki tinha um outro lado dele, diferente do rosto sorridente que mostrava a seus alunos.

Ele tinha sido sempre cheio de ciúme profundo, um homem que não podia acreditar em si mesmo. Ninguém realmente capta o real de mim. O verdadeiro eu é muito mais surpreendente. Eu não sou tudo o que eu pareço ser. Eu não sou um ser humano pequeno para ser empurrado para um canto minúsculo como este. Todos na aldeia estão me subestimando.

Mizuki sempre apenas deixava derramar por seus lábios essas palavras perto de Iruka.

Em poucas palavras, Mizuki era outra pessoa que estava preocupada porque não tinha ninguém que o reconhecesse.

Foi por isso que Mizuki se transformou em alguém que cruelmente perseguia coisas só se preocupando com os resultados finais e nada mais. Quando as coisas não vão bem, ele culpava os outros. Ele ficava com ciúmes e se ressentia, e não cortava os maus sentimentos que estavam levando-o a se perder.

No final, Mizuki tinha tomado o caminho errado como um shinobi.

Mizuki, Iruka pensou, quando se trata de ser um professor, não há tal coisa como resultados imediatos.

Quaisquer resultados de seu ensino será visto em cinco ou dez anos, sendo que para alguns casos, eles podem precisar de ainda mais tempo. Depende de como as crianças são ensinadas e levantadas, e que tipo de adultos crescem para ser. Os resultados do ensino vem com nossos alunos enquanto vivem suas vidas, enquanto crescem.

Mas, se você não podia ver, é claro que você não entenderia.

Agora, Naruto era tão famoso que não havia uma única pessoa da vila que não conhecia seu nome. Todo mundo o reconhecia.

Naruto, que havia sido intimidado, que viveu seus dias isolado de todos os outros. Naruto.

Será que Mizuki teria sido capaz de prever esse futuro para Naruto? Não, ele não teria.

Alguém que não havia passado seus anos como professor nunca seria capaz de ver o que Iruka estava vendo agora, o futuro de um estudante que se desenrolava diante de seus olhos. Este sentimento, essas emoções, ninguém mais poderia compreendê-los.

Eu queria que você sentisse esta emoção também... Mizuki.

Até o momento que Iruka deixou o Ichiraku, já estava escuro. Ele se apressou em seu caminho para casa, sentindo o vento da noite empurrando suas costas.

O presente de casamento que ele comprou para Naruto e Hinata estava dentro do bolso da frente do colete. Foi bom sentir o peso pesado de algo tão importante contra seu peito.

Ele pensou que realmente era um homem feliz. Não era apenas Naruto que ainda sentia carinho por Iruka depois de se formar, mas muitos de seus outros alunos também. Não havia um sentimento mais feliz no mundo do que esse.

Naruto frequentemente vêm para ver Iruka, perguntando se eles poderiam ir e comer alguns ramen juntos. Mas, no futuro, Hinata iria provavelmente fazer as refeições para ele em casa, então se Naruto ainda saísse para comer com tanta frequência, ela provavelmente iria ficar brava com ele.

Pensando nisso, Iruka não pode deixar de rir.

Seu bom humor continuou na viagem de volta. Iruka entrou na casa no breu com ninguém dentro, e acendeu as luzes.

Havia uma única escova de dentes no copo ao lado de sua pia. Ele pensou que poderia ter que substituí-la em breve.

Um meia xícara de chá, esquecida, em sua mesa de café.

Iruka percebeu que tinha esquecido de trazer sua roupa de volta de onde pendurou para secar, e se trocou para trazê-las de volta. Sua roupa interior, em particular, estava agora fria da exposição ao ar da noite.

Havia um leve " respingo " como uma gota de água caindo de torneira da pia da cozinha.

Era uma noite tranquila.

Iruka deixou escapar um suspiro, olhando para o teto baixo.

Pode ser que seja o tempo que eu deveria seriamente começar a procurar um parceiro de vida também...

Por alguma razão, o pensamento que entrava em sua mente hoje era particularmente forte.

Iruka estendeu o punho, e murmurou para si mesmo:

" Tudo bem, não vamos perder Naruto...! "

Era uma declaração muito tranquila.

Quanto ao que aconteceu com esse assunto, vamos deixar isso para Iruka descobrir.


Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...