~Miss_firenzyah

Miss_firenzyah
Miss~Firenzyah
Nome: Miss Firenzyah
Status: Usuário
Sexo: Feminino
Localização: Araucaria, Paraná, Brasil
Aniversário: Indisponivel
Idade: Indisponivel
Cadastro:

The Ficaholic's Newspaper - Monthly - August


Postado

The Ficaholic's Newspaper - Monthly - August

Boa noite pessoas lindas que estão lendo isso. Bem vindos a mais uma edição do Ficaholic’s Newspaper, onde vocês vão saber dos mais novos lançamentos da minha parte, além de querer me matar porque eu não comecei nenhuma das histórias que eu prometi no mês passado, hehe. Me deixem viva que eu prometo postar todas as histórias okay?
Apesar de eu não ter me dedicado cem por cento nessa fictona, ela foi a que mais deu resultado, acreditem se quiserem. As fics ganharam muitos favoritos e eu fico muito feliz que vocês comentaram, leram e interagiram com as fics, rindo, chorando, se apaixonando e reconhecendo as participações de diversos personagens em outras histórias (eu espero, vai que ninguém percebeu né? Se não percebeu, dê uma lidinha com mais atenção, okay?). Eu estou aqui pra dizer que tenho mais uma história pra vocês, não é muito, mas acho que vai ser legal, porque eu revirei essa desgraça e não tem NENHUM RAINBOW SNOWCONE/FROSTBITE NESSE SITE. Eu fiquei bege (heuehua, nem falo essas coisas, mas vai que cola) então eu vou escrever uma pra vocês!
* A síndrome de Clarice - Ser diagnosticada com uma doença terminal é ruim. Essa doença levar seu nome é pior, pode acreditar em mim. Depois de passar os últimos dois anos tentando descobrir o que eu tenho, eu resolvi viver meus últimos meses de vida como uma pessoa normal, dentro do possível. Minha psicóloga pode me achar louca por ver a doença como uma coisa boa, mas só valorizamos o tempo quando ele é pouco...

*Dear Micah - Eu não sei como, mas caí por cima de uma garota no corredor hoje. Eu simplesmente não a vi. Dei ombros e a ofereci ajuda. Ela empurrou minha mão, rudemente, se levantou, sacudiu o pó do uniforme e recolheu suas coisas. Perguntei seu nome, mas ela não respondeu e ainda fez um escândalo. Ela virou as costas e foi embora. Tenho uma nova meta pra esse ano, conhecer essa garota.

* Sweet Teacher - Estou viajando na minha mente, lendo uma revista antiga sobre uma banda da cidade, que eu chamo TOP, não só porque é top, mas também porque a sigla é essa, quando minha amiga grita em meu ouvido. Viro para ela e ela me olha toda feliz.
- Quais são as novas? - Pergunto.
- Você vai babar! - Ela diz, enfatizando com gestos.
- O que é? Diz logo! - Falo, sem paciência.
- O novo professor de Biologia. É. Um. Gato! - Ela diz, pausadamente.
- Isso? Você tem namorado. - Acuso-a.
- Anel não é coleira, Rachel! Se solta Shelly! - Ela me diz, com um empurrão.
Reviro os olhos, balanço a cabeça em negação e continuo a ler minha revista.

* Bad Boy II - Eduardo e Mônica
A chuva cai torrencialmente. Uma garota corre para o meu lado e tira o capuz.
- Que dia pro ônibus quebrar, em? - Ela comenta, puxando assunto.
- Pois é. - Digo querendo cortar o assunto.
- Você é do Bailey? Estudei lá no ensino médio. - Ela diz, apontando para o emblema no meu moletom. - Sr. Eduardo Eisinger.
- Sim, sou do Bailey. - Digo, começando a me divertir com o assunto.
Antes que eu possa dizer alguma coisa, um sedã prateado encosta no ponto. Ela corre até ele e entra. Seja quem for, parecia legal. Seria bacana nos encontrarmos de novo...

* Old Friend, New Boyfriend - Desde que mudei de volta pra onde nasci, percebi que nada é igual ao que era antes. Minha padaria favorita fechou, nossa antiga casa deu lugar a um escritório de advocacia, a minha antiga escola não parece ser mais a mesma. Os novos alunos parecem ser mesquinhos e metidos. Me mudei pra cá depois que meu pai morreu, com meu irmão mais novo. Somos só nós dois agora... O que o destino pode trazer para um par de irmãos que brigam como cão e gato? Numa antiga cidade que não é mais a mesma?

* The Best Brother - Meu irmão... Tudo que ainda continua igual aqui em casa. A megera e papai se separaram quando eu tinha 8 anos, e ela arranjou um namorado. A casa está completamente diferente porque ele é decorador, então já viu. Meu irmão que me deu forças pra superar o divórcio de nossos pais, para superar tudo que estava acontecendo. Ele e o mar... Meu dever agora é apoiá-lo, independente de ele estar no hospital, de estar condenado. Ainda é meu maninho...

* Utopian Reality - Vocês foram escolhidos por ser uma turma de alunos diferente das demais. Confiem uns nos outros e se ajudem, é tudo que podemos dizer. Essas palavras soam na minha cabeça a cada segundo. Respiro fundo e olho para minha turma fazendo bagunça no ônibus. Parece uma excursão normal, exceto o por uma centena de coisas. O ônibus é um ônibus espacial, não vamos a um museu e sim a um planeta novo. Não entendo isso, por que nós? Sou tirada de meus pensamentos por Amelia, minha melhor amiga.
- Ei, por que essa cara? Vai ser legal! - Ela diz, empolgada.
- Eu ainda não sei como meus pais concordaram com isso... - Digo, olhando ao longe.
- Estamos todos aqui, não estamos? Vamos ficar bem! - Ela diz, sorrindo.
- Você sempre otimista né, Melie? - Digo, escondendo o riso dos olhos castanhos dela.

* Together By Eternity – (Reescrita da Fic “Uma estranha em AAA”)
Okay recapitulando, penso comigo mesma. Sou Fernanda, sou superdotada, mas pouco importa, tenho quinze. Estou numa casa estranha, de um cara estranho com uma camisa que não é minha... Eu não tenho a mínima ideia de como vim parar aqui. Minhas preces foram atendidas? Eu realmente sumi? Pode ser bom, pode ser ruim...

*A Novata – Adventures at AAA (Sequência da Fic “A Novata”/ Comemoração aos passados de 4.000 views da fic)
Estamos todos de volta a casa de Nessa, aparentemente sem efeitos colaterais. O que faremos agora? O que você faria se fosse uma adolescente sem fronteiras com muitos amigos? Curtir, com certeza.

*Everyone loves the Bridesmaid
- Cadê você? – Pergunta Lara.
- Eu to aqui, onde a gente combinou. - digo.
- Então porque eu não vejo você? – Ela pergunta, pelo telefone.
- Eu não sei. O que você está vestindo? – Pergunto para tentar acha-la.
- Um casaco marrom, uma calça jeans e meu lenço de âncora. – Ela me responde.
Olho ao redor a procura de alguém com aquela descrição e vejo alguém falando no telefone, com imensos fones profissionais. Os cabelos castanhos claro, quase loiros emolduravam o rosto, antes de repousar sobre os ombros. Achei! Vou em sua direção e ela levanta o olhar pra mim.
- Não acredito que você veio! – Digo, abraçando-a.
- Cara, eu disse que viria no seu casamento desde meus doze anos. Você achou que eu não viria? – Ela pergunta, já no chão.
- Ué, vai que, numa dessas...
- Nem acredito que vai casar antes de mim. – Ela diz, com a mão na testa.
* Dream – FROSTBITE/RAINBOW SNOWCONE
Uma vez por mês, eu sou uma garota normal, com um macacão colorido, mas ainda tenho minhas asas. Ninguém sabe sobre isso, ou melhor... Ninguém sabia... Até agora...

Escutando: Capital Cities - Safe and Sound
Lendo: Fics Oneshot
Assistindo: Bones - 4ª Temporada
Jogando: Assasin's Creed III

Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...