~mmbenetti

mmbenetti
Harém é minha paixão
Nome: Mislaine Benetti
Status: Usuário
Sexo: Feminino
Localização: Jacarei, São Paulo, Brasil
Aniversário: 19 de Setembro
Idade: 31
Cadastro:

O rosto do cetro


Postado

O rosto do cetro

Anúbis desceu as escadas e olhou cansado para Ammit que estava prestes a partir para o sul. Ela tinha sido sua serva por anos, e agora ela iria embora e ele teria de ir para a ilha do polo e lacrar o último laço que tinha com seus ancestrais e aceitar seu exilio.
A humanidade estava pronta para caminhar sozinha? Era essa sua maior dúvida.
— Meu senhor, estás fazendo o certo. Vá tranquilo.
Ela lhe disse com um sorriso suave, ele acatou, quisesse ou não aquele mundo já não era mais seu e seu mundo antigo estava perto do fim. Seu planeta de origem enfrentava sua própria extinção e o mais perto onde poderia ir, já não havia portal hábil. As estrelas agora era um sonho distante. O universo também não era mais seu.
— Então é aqui que nossos caminhos se separam.
Disse evitando se sentir triste.
Tristeza era sentimento humano, não era algo que um filho de Marte deveria nutrir. Ela se aproximou e pegou suas mãos, agora em forma humana e as uniu com as dela:
— Espero que descanses finalmente, meu senhor. Use esses próximos anos que virão para libertar todo esse peso dos ombros e por fim entrar em sono eterno.
— Não entrarei em sono eterno, Ammit, a morte não pode me tomar e não há casa onde eu possa retornar, ou mundo que possa ir, estou fadado a essa terra que se despedaçará em um futuro não tão longínquo.
Ela o abraçou, era a única que tinha a coragem de tocá-lo e riu baixo:
— Eu estarei nesse mundo até o fim também, embora a morte me levará incontáveis vezes, me procure quando a solidão for demais, eu o reconhecerei, minha alma é sua, meu senhor, és o melhor amigo que um dia tive e terei para sempre. E casa é onde nosso coração pode repousar, não é terra, nem lugar. O Egito já não é nosso, mas a ilha ainda pode nos abrigar, por isso vá para lá sem rancor ou hesitação. É o último lugar, é nosso destino. Meu coração também me ínsita a ir, mas sei que não é a minha hora.
E então ela se afastou e lhe deu as costas saindo pela última vez do seu templo.
Anúbis pensou se tinha feito o certo, se ir para aquele planeta foi sua melhor decisão. Um dia a Terra teria o mesmo fim que Marte, um dia os humanos destruiriam tudo, como era natural da sua natureza e tudo recomeçaria do início como o ciclo da vida, era o fado, o destino. Mas ele? O que seria dele?
Anúbis voltou para a cama de pedra e olhou para seu cetro negro. Ele via um rosto humano, um rosto feminino que seu cetro dizia ser o sinal de que o mundo para si estava no fim. Apenas um rosto, nenhuma outra explicação.
Quem seria, quando seria, e o que teria de fazer quando a visse? Não havia respostas.
O tomavam como um deus dos mortos, mas ele nunca foi um deus. Adriath e Hades eram os deuses da morte. Ele era um filho das estrelas, além da morte, além da vida, como Osíris. Mas Osíris foi despedaçado... Ele seria também, quando finalmente encontrasse a humana que seu cetro mostrava?
— Senhor, o navio vai partir.
Um dos sacerdotes disse saindo rápido em seguida. Ele se ergueu.
O navio o levaria para a ilha, ele deixava o mundo... Mas o mundo um dia o deixaria?
Anúbis pegou o cetro e saiu do templo do primeiro faraó.
Seu peito ia pesado, mesmo sabendo que aquilo era humano demais para si.



Fanfic Devoro-te

Escutando: Outlander - Dance of the Druids

Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...