~santan-

santan-
H E L L
Nome: — [𝚍]𝚒𝚊𝚗𝚊𝚋𝚒𝚗𝚑𝚊 ✡ ℒύcιfєя ❥ ❝S A N T A N❞ ★ 𝔈𝔰𝔱𝔯𝔢𝔩𝔞 𝔡𝔞 𝔐𝔞𝔫𝔥𝔞̃
Status: Usuário
Sexo: Feminino
Localização: Florianopolis, Santa Catarina, Brasil
Aniversário: 1 de Junho
Idade: 16
Cadastro:

【NAVEGUE COMIGO PRO ESCURO — INTERATIVA】


Postado



𝓓𝓲𝓭 𝔂𝓸𝓾 𝓽𝓱𝓲𝓷𝓴 𝔀𝒆'𝓭 𝓫𝒆 𝒇𝓲𝓷𝒆?
𝓢𝓽𝓲𝓵𝓵 𝓰𝓸𝓽 𝓼𝓬𝓪𝓻𝓼 𝓸𝓷 𝓶𝔂 𝓫𝓪𝓬𝓴 𝒇𝓻𝓸𝓶 𝔂𝓸𝓾𝓻 𝓴𝓷𝓲𝓿𝒆𝓼
𝓢𝓸 𝓭𝓸𝓷'𝓽 𝓽𝓱𝓲𝓷𝓴 𝓲𝓽'𝓼 𝓲𝓷 𝓽𝓱𝒆 𝓹𝓪𝓼𝓽
𝓣𝓱𝒆𝓼𝒆 𝓴𝓲𝓷𝓭 𝓸𝒇 𝔀𝓸𝓾𝓷𝓭𝓼, 𝓽𝓱𝒆𝔂 𝓵𝓪𝓼𝓽
𝓐𝓷𝓭 𝓽𝓱𝒆𝔂 𝓵𝓪𝓼𝓽 𝓷𝓸𝔀


— ℬ𝔞𝔡 ℬ𝔩𝔬𝔬𝔡, 𝓣𝔞𝑦𝔩𝔬𝔯 𝓢𝔴𝔦𝔣𝔱


𝐸𝓈𝓉𝒶́ 𝓅𝓇𝑜𝓃𝓉𝑜 𝓅𝒶𝓇𝒶 𝒶 𝒸𝒶ç𝒶𝒹𝒶, 𝒥𝒶𝒸𝑒?


𝓝𝔬𝔪𝔢
Sapphira Therese Morgan

Sapphirasignifica ❝pedra preciosa de cor azul❞, Safira é um nome que se originou do grego sappheiros, que era a palavra que denominava a pedra preciosa conhecida como safira e também outras pedras raras, como o lápis lazúli. Literalmente, esta palavra grega significa “o preferido de Saturno”. Safira é mencionada no Novo Testamento da Bíblia Sagrada, no livro de Atos dos Apóstolos. Safira e seu marido, Ananinias, morreram aos pés dos apóstolos, mortos por Deus, por haverem mentido ao Espírito Santo.

Theresesignifica ❝natural de Tera❞, ❝habitante de Tera❞, ❝colher❞,❝verão❞, o nome Therese tem não só uma, mas várias possibilidades de étimos. Acredita-se que a mais provável decorra do nome grego Therasia, que significa “natural de Tera”, “habitante de Tera”, visto que Tera é o nome de uma ilha grega antiga que deriva do grego Ther, que, por sua vez, quer dizer “animal selvagem

Morgansignifica ❝proteção marinha❞, ❝chefe do mar❞ ou ❝defesa dos mares❞, Morgan é de origem celta, tradicionalmente utilizado no Reino Unido como um nome masculino, embora também seja adotado em algumas regiões para batizar meninas também


𝓐𝔭𝔢𝔩𝔦𝔡𝔬
Tessie — um apelido universal, todos os seus amigos a chamam assim, e ela gosta. Foi dado originalmente por sua mãe, este já sendo um grande motivo para ela gostar.

Morgan — referente ao seu sobrenome, ela não gosta, achando extremamente formal. Não há alguém específico que a chame assim, mas em sua maioria são as autoridades ou pessoas que não simpatizam

Lady Satanás — é referente há dois fatos. O primeiro é que ela possui uma aparência angelical, mas sua personalidade deixa-lhe traiçoeira. O segundo fato é que às vezes ela se pergunta em voz alta se Deus sabe tudo, como o futuro, por quê criou um anjo e fez dele um de seus melhores, para depois mandar Michael jogá-lo do Paraíso. Ela gosta, ri muito quando as pessoas — normalmente Crowley — a chama assim



𝓘𝔡𝔞𝔡𝔢
Nascida no dia primeiro de dezembro de mil novecentos e noventa e cinco, tendo vinte anos.


𝓢𝔦𝔤𝔫𝔬
Libriana || || ela acredita em signos, sendo um de seus assuntos favoritos, porém não costuma estar atualizada sobre o horóscopo


𝓐𝔭𝔞𝔯𝔢̂𝔫𝔠𝔦𝔞
















𝓓𝔢𝔰𝔠𝔯𝔦ç𝔞̃𝔬 𝔡𝔞 𝔄𝔭𝔞𝔯𝔢̂𝔫𝔠𝔦𝔞
Para quê maquiagem quando nasceu abençoada por Aphrodite? Os traços delicados de seu rosto revelam um alma gentil e sensível, seu rosto sendo de um formato redondo. Os cabelos são de uma tonalidade dourada, parecendo fios de ouro quando vistos pela iluminação solar. Formam ondulações nas postas, possuindo um leve cheiro azedo de limão — ela gosta, sempre foi mais fã de limão do que de doces —. As sobrancelhas são castanhas e levemente grossas, estando sempre com os pelinhos arrumados. Os cílios são longos e finos. O nariz é arrebitado, sendo um traço incrivelmente bonitinho em seu rosto. Os olhos são uma verdadeira mistura de emoções. Normalmente estão da coloração de um céu nublado, mas podem apresentar-se azul acinzentados, como nuvens carregadas de chuva. No seu caso, são lágrimas. A boca é pequena, perfeita para o seu rosto. Os lábios são rosados e levemente carnudos, mas nada extravagante; dentes brancos e bem alinhados. Ela é uma garota considerada ''tábua''. Os seios, as coxas e as nádegas são pequenos para a sua idade, não cresceram praticamente nada desde seus quinze anos. Ela é magra e baixa para a sua idade, algo que influencia na sua pose de boneca de porcelana. Pesa 55kg e mede 1,61m.


𝓟𝔢𝔰𝔬 𝔢 𝔄𝔩𝔱𝔲𝔯𝔞
55kg || 1,61m


𝓟𝔢𝔯𝔰𝔬𝔫𝔞𝔩𝔦𝔡𝔞𝔡𝔢
Ela é apenas uma flor, uma rosa que esqueceram de cortar os espinhos para ninguém se machucar.

Os atos arrogantes e presunçosos de Sapphira trouxeram-lhe várias opiniões erradas sobre si. Não faz muita questão de ouvir opiniões alheias, sempre fazendo o contrário do pedido. Se alguém lhe pede para ir comprar uma pizza, ela volta para casa com um hot dog. Seus conhecimentos deixaram-lhe expert em muitos assuntos, fazendo-a parecer um dicionário ambulante, sempre pronta para responder á perguntas, principalmente sobre o mundo sobrenatural.

Uma garota que costuma tropeçar em solo liso por encontrar-se sempre no mundo da lua. Ela é um tanto lunática, sim, dando sempre respostas que não possuem nada a ver com o assunto perguntado. Não se ofende com comentários maldosos que as pessoas costumam fazer de si, sempre sorrindo-lhes educadamente.

Seu altruísmo costuma-lhe trazer muitos problemas. Sendo amiga de vários caçadores é natural que várias vezes ela tenha que quebrar um braço, perna ou machucar-se gravemente por amigos e familiares, mas é algo que ela ainda não se acostumou.

Ela é muito pessimista. Nem se dá o trabalho de dizer que há alguma chance de vencer uma luta, a conversa dela com seus amigos é tipo ‘’vocês vão morrer’’, eles falam ‘’cadê a confiança’’, e ela responde: ‘’eu tenho confiança. Tenho confiança que vocês vão morrer’’ e dá aquele sorriso, tranqüilo e inocente, como se não tivesse falado nada demais.

Não costuma demonstrar ciúmes com frequência, mesmo ele estando lá, sempre guardado dentro de si. O máximo que você verá a fazendo será dar um sorriso amargo. Poderá também se afastar da pessoa, este sendo um pouco mais difícil.

Ela é quieta e observadora. Enquanto outras pessoas se desapegam aos detalhes e os ignoram completamente, Sapphira não. Quando está, principalmente, desconfiada, observa atentamente a pessoa, procurando algo que lhe diga se ela é ou não confiável.

Sapphira odeia a timidez que possui. Não consegue conversar com as pessoas com muita facilidade, sempre querendo desviar do assunto e não conversar. Esse seu traço pode muito bem irritar as pessoas, enquanto algumas acha fofinho. Ela, com certeza, não acha.

Possui problemas para identificar o sarcasmo. Raramente, muito raramente, consegue entender, tendo conversas do tipo; ‘’mas o quê!? Eu não sou um anjinho’’, ‘’... e agora percebi que estava sendo sarcástico’’.


𝓞 𝔮𝔲𝔢 𝔢́
Nephlim


𝓟𝔬𝔡𝔢𝔯 𝔰𝔬𝔟𝔯𝔢𝔫𝔞𝔱𝔲𝔯𝔞𝔩
Força — assim como os anjos, nephlins possuem uma força sobre-humana


Cura — anjos podem curar ferimentos e doenças com um simples toque, diferente dos nephlins, tendo algumas restrições para cura e demorando um pouco mais


Purificação — o nephlim pode ou não herdar o poder de aniquilar demônios com um simples toque. Isso não se aplica a demônios maiores, cavaleiros infernais ou rei do inferno


Telepatia — herdara o poder de comunicar-se com outros nephlins usando a mente. Pode ser usado somente para comunicar-se com outros nephlins.


Percepção sobrenatural — consegue perceber a presença de entidades invisíveis, como ceifeiros e anjos


𝓗𝔦𝔰𝔱𝔬́𝔯𝔦𝔞
O arcanjo Michael foi para a Terra com uma missão. Os anjos não estavam tendo sucesso na missão ''procurar Deus'', então resolvera que procuraria por si mesmo. Franzia o rosto — ou melhor, do seu receptáculo — a cada passo que dava. A Terra estava um lixo se comparada à séculos atrás. Plástico jogado no chão, majestosos prédios se erguiam, arrancando as árvores de seu local.

Conhecera até uma humana que, em sua opinião, era mais que uma barata que poderia ser pisada e reconstruída.

A mulher chamava-se Louise Morgan. Recém psicóloga, 22 anos. Herdara um hospital de seus pais, grandes cirurgiões conhecidos, mas optou por vendê-lo e continuar na sua pacata vida de médica. Era casada com James Morgan, um advogado.

Michael usou como receptáculo temporário esse homem. Só que, de algum modo, nem o senhor do anjos conseguiu escapar à luxúria. Fingindo ser James, dormiu com Louise.

No dia seguinte James já não era mais Michael.

Semanas depois começou uma série de enjoos. Louise comprou alguns exames na farmácia, em todos dera positivo. Estava grávida. De um arcanjo, mesmo que ela não soubesse disso.

Sapphira estava com pressa. Nasceu com apenas sete meses. Deixou o parto extremamente difícil, já que estava na posição errada. James sugeriu que abortasse, pois seria o único modo de Louise permanecer com vida, mas ela não quis. Falou que se fosse morrer, que fosse salvando sua pequena menina. E assim nasceu a filha de Michael. O equilíbrio do mundo fora restaurado no momento que um choro fino estourou na sala e os olhos azuis de Louise ficaram opacos.

Foi criada por James com muito carinho e amor. Sapphira frequentemente se sentia observada. Um peixe dentro de um aquário rodeado por crianças. Mais tarde, Tessie começou a ter sonhos com a figura de um homem. O rosto era oculto por sombras, mas era possível ver grandes asas brancas emergindo das costas do ser.

O homem dizia que ela, apesar de ser uma indesejada, tinha que tomar cuidado, que o Inferno estava se movendo, procurando o pecado de Michael. O homem não revelou seu nome, mas a curiosidade atingiu a pequena loira.

Começou a ir em todas as bibliotecas, pesquisando sobre anjos, demônios e inferno. Leu a bíblia e seus respectivos livros, como Apocalipse e Gênesis, em busca de uma resposta plausível.

Com suas pesquisas aprendeu que o Sobrenatural existia e estava sempre lá, na espreita. Vampiros, lobisomens, demônios, ghosts, o que achava que era contos, tudo coexistia com os humanos.

Quando descobriu o que o homem queria dizer, mais tarde descobrindo que aquele anjo era seu pai, fugiu de casa. Não queria colocar James em problema. Ele também não deveria nem sonhar do que aquele arcanjo havia feito.

Com dezessete anos Sapphira se enfiou de vez no mundo das caçadas. Carregava livros para cima e para baixo, aprendendo diversos símbolos de religiões. Egípcio, ocultismo e algumas outras. Também aprendera a falar um pouco de latim e espanhol.

Mas aquela sensação de ser observada nunca lhe abandonou. Ela sentia um calor confortável, não aquele calafrio que acontece quando está sendo seguida por um ser cruel. Não sabia quem era, mas sua mente gritava que era Michael.


ℱ𝔞𝔪𝔦́𝔩𝔦𝔞
Mãe | Louise Morgan | teria 42 anos, morreu com 22 anos
[ A sinceridade sempre foi muito visível em suas palavras. Ela pode chamar alguém de gordo que nem um saco de batatas, ou feio que nem um pepino-do-mar. Normalmente ela não percebia que isso acabava machucando as pessoas, e como ninguém faz questão de alertar a ruiva, ela continuava. Pense em alguém que não tinha seriedade alguma. Exatamente; Louise era assim. No jogo em que a pessoa tem que encarar a outra sem rir ou sorrir, ela sempre perdia. A garota achava as pequenas coisas muito engraçadas, tais como a palavra pelicano ou até mesmo o vento. Costumava rir muito quanto está comendo, e por isso, tinha tendência a se engasgar. Ela dizia que isso ainda seria a sua perdição. ]

[ Não chegou a se relacionar com a filha por ter morrido antes, mas mostrava amá-la muito, tanto que se sacrificou por ela. Sapphira tem orgulho de dizer que aquela mulher forte, bonita, corajosa, engraçada e de grande personalidade é a sua mãe. ]

[ Alina Kovalenko ]


Pai adotivo | James Morgan | 42 anos
[ James é um cara fechado e introvertido. Não faz questão de ter amigos, sempre cuidou da filha sozinho. Poderia ter quantos amigos quisesse por conta de sua simpatia e gentileza ao falar com as pessoas, mas ele não quer, tornando-o um desafio aos mais desavisados. Sua aura misteriosa também não ajuda muito. O homem é inteligente, extremamente, aliás. Quando estudava não aprestava atenção na aula, mas sempre tirava notas acima da média nas avaliações, tornando-o mais estranho ainda. Como uma pessoa assim, tão despreocupada com as notas, pode tirá-las acima da média, e ainda por cima, tornar-se um advogado? A sinceridade escorre por suas palavras, assim como a acidez. Suas frases geralmente ofendem as pessoas e o homem nem percebe. ]

[ A menina era o seu único motivo de ainda não ter se suicidado. Eles eram extremamente próximos. James sempre brincava com a filha de boneca e pelúcias, fazendo o papel de mãe também. Era constantemente xingado de bicha, gay, por causa disso, mas incrivelmente a menina baixinha se colocava na frente do pai, o protegendo. Estranhamente o agressor verbal saia correndo ]

[ Gerard Butler ]


𝓖𝔬𝔰𝔱𝔬𝔰
Animais | mar | psicologia | psicopatas ̶e̶s̶t̶i̶l̶o̶ ̶S̶e̶b̶a̶s̶t̶i̶a̶n̶ | refrigerante | mitologias | símbolos | signos | Anúbis | anjos | dourado | café | verde | azul | raposas | coroa de flores | vestidos medievais | doces | ler | tecnologia | latim | cabelos longos | francês | moletom | olhos claros | inverno | linces | tiaras | arquitetura | morenos | loiros | arco e flecha | adagas | esgrima | hipismo.


𝓓𝔢𝔰𝔤𝔬𝔰𝔱𝔬𝔰
Verão | preconceito | sucos | cabelo curto | calça jeans | milk-shake | bebidas quentes | laranja | amarelo | ficar parada | rosa | gatos | bonés.


𝓟𝔞𝔰𝔰𝔞𝔱𝔢𝔪𝔭𝔬𝔰
Ler livros ficcionais ou de terror | não há um momento certo para ela, pois acha que qualquer hora e lugar é ótimo para uma boa leitura



Desenhar | anda sempre com um bloquinho, desenhando paisagens, rostos e seres sobrenaturais. Há ali a representação do arcanjo Michael, que vira no sonho quando era pequena. Mostra as asas brancas, o rosto oculto pelas sombras



Pintar | criou essa paixão ainda quando estava na creche. Esse seu hobby continua desde seus cinco anos, cada vez criando um pouco mais de técnica nas pinturas. Por causa das caçadas não consegue ter muito tempo, mas sempre que está de ''férias'', pega algumas horas para pintar.



Treinar | é quase sempre, já que seu trabalho tem a ver com lutas.



ℳ𝔞𝔫𝔦𝔞𝔰
Revirar os olhos | é normal vê-la revirando os olhos. Normalmente é quando alguém fala alguma coisa idiota ou muito desnecessária


Franzir e arquear as sobrancelhas | quando em dúvida ou confusa com alguma frase, franze ou arqueia as sobrancelhas. É tão fácil confundi-la, mas tão fácil, que as sobrancelhas dela estão quase sempre franzidas.


Sorrir de lado | quando ouve algo que ela ache engraçado. Quando consegue identificar o sarcasmo ela sorri de lado, achando graça


Batucar os dedos | quando está nervosa, ela sempre batuca os dedos em uma estrutura sólida. É extremamente irritante, aquele som ritmado


Apertar os olhos | quando está desconfiada com algo, aperta os olhos, tentando identificar algum traço de mentira na fala da pessoa


Olhar para o chão | antes de mentir. Quem a conhece muito bem sabe quando ela está mentindo por causa disso


𝓥𝔦́𝔠𝔦𝔬𝔰
Café | há algo mais ridículo do que isso? Totalmente apaixonada por café, esse vício começou desde que era criança. Ela costuma tomar café para ficar acordado até tarde para ler os livros. As pessoas não acham estranho, já que a maioria de seus amigos são caçadores ou que possuem algo a ver com o sobrenatural, e sabe que a menina fica até tarde lendo livros


𝓔𝔰𝔱𝔦𝔩𝔬
Sapphira possui um gosto bastante... diferenciado, por assim dizer. Pode estar usando cores frias em uma hora, cores quentes em outra. As vezes passa um batom escuro, junto com roupas negras. Vestido preto curto com decote em V, botas cano alto, unhas negras, meia calça, luvas, óculos, penteado sofisticado, às vezes ondulando ou alisando o cabelo. Não há ocasião certa para ela. Quando está com vontade coloca uma roupa mais provocante e pronto.






Já do outro lado, quando está um pouco mais triste, calma ou tímida, coloca roupas com tonalidades mais claras e menos chamativas. Vestido rosa claro, curto ou longo, com renda ou sem renda; joias simples, em sua maioria bijuterias; batom claro, raramente vermelho; sapatilhas ou salto, depende do modelo da roupa. Normalmente são apenas em ocasiões formais, como reuniões, festas ou bailes.



Quando está com amigos apresenta um estilo mais simples, sem joias ou saltos. Saias, normalmente xadrez; blusas manga longa de tonalidades frias; batom em um rosa claro; tranças, sendo lateral ou não.




𝓖𝔢̂𝔫𝔢𝔯𝔬 𝔡𝔢 𝔭𝔢𝔯𝔰𝔬𝔫𝔞𝔩𝔦𝔡𝔞𝔡𝔢
Ela é a pessimista. A que diz que dará tudo errado, mesmo que o plano seja ótimo.


𝓗𝔞𝔟𝔦𝔩𝔦𝔡𝔞𝔡𝔢𝔰
Ágil | rápida | boa lábia | sabe manusear armas de curta e longa distância, mesmo sendo horrível na primeira citada | estrategista | perspicaz.


𝓟𝔞𝔯
Jace Wayland


𝓡𝔢𝔩𝔞ç𝔬̃𝔢𝔰 𝔠𝔬𝔪
𝒮𝒶𝓂 𝒲𝒾𝓃𝒸𝒽𝑒𝓈𝓉𝑒𝓇
Sapphira tem vontade de guardar Sam em um potinho. O fato dele constantemente se sacrificar pelo irmão é algo que ela acha muito bonito, apesar de ser um defeito. Sam e Dean poderiam queimar o mundo, mas se continuassem juntos, nada importaria. Conversa bastante com Sam, este que sempre vem pedir conselhos ou ajuda sobre algum ser sobrenatural. No começo o caçador não confiava inteiramente nela, mas agora isso mudou, virando amigos.


𝒟𝑒𝒶𝓃 𝒲𝒾𝓃𝒸𝒽𝑒𝓈𝓉𝑒𝓇
Conhecera Dean antes deste virar um demônio. Ela o salvou em uma caçada, e apesar dele não admitir, sente-se agradecido pela garota. O caçador costuma irritá-la profundamente, principalmente com seus sarcasmos que a loira não entende. Quando ele não está tentando deixá-la irritada, conseguem manter uma conversa civilizada. Sapphira morreria por esse caçador, mesmo que saiba que o sentimento não é recíproco. Mas, claro, jamais admitiria isso em voz alta.


𝒞𝒶𝓈𝓉𝒾𝑒𝓁
Dos ''três patetas'', Castiel é o favorito de Sapphira. Adora o jeito ingênuo do anjo, o modo que a cabeça tomba para o lado quando não entende algo. Enquanto Dean, Sam e Crowley apenas sabem que a garota é uma nephlim, Castiel é o único que sabe de quem ela é, de fato, filha. Ela o fez prometer que manteria segredo. Por isso, é comum que eles estejam constantemente conversando. Sapphira gosta de se manter informada sobre o que acontece no Paraíso.


𝒞𝓇𝑜𝓌𝓁𝑒𝓎
Crowley, no momento que a viu, já a apelidou. Lady Satanás. O demônio desconfia de quem Sapphira é filha, mas não fala nada, apesar de às vezes observá-la, para ver se retém alguma informação que confirme sua teoria. Ele gosta de irritá-la, para ver se ela possui o mesmo temperamento que dizem que Michael tem. E bem, ele não se decepciona nesse fato. Crowley é o único que consegue tirá-la do sério.




𝒞𝓁𝒶𝓇𝓎 𝐹𝓇𝒶𝓎
Clarissa não gosta de Sapphira e o sentimento é mútuo. O jeito que elas se olham é no mínimo cômico. Se há alguém que a tire mais do sério do que Crowley, este alguém é a ruiva. O jeito superior que Clary a olha irrita Sapphira, que empina o queixo na direção da menina e sorri do jeito mais sarcástico que consegue. Tessie não confia na ruiva e não tem problema em demonstrar isso.


𝒜𝓁𝑒𝒸 𝐿𝒾𝑔𝒽𝓉𝓌𝑜𝑜𝒹
Essa relação, no começo, é repleta de desconfianças. Alec não confia em Sapphira e ela não confia em Alec. Depois, quando a loira consegue entender os motivos de Alec — ele ser parabatai e a proximidade dela com Jace —, começa a se suavizar com ele, assim como ele com ela. Apesar da relação conturbada, eles podem ficar em uma sala sem discutirem sobre alguma coisa, às vezes muito banal. Ela até começa a demonstrar algo mais do que repulsa por ele, até carinho, quando o conhece melhor.


𝐼𝓈𝒶𝒷𝑒𝓁𝓁𝑒 𝐿𝒾𝑔𝒽𝓉𝓌𝑜𝑜𝒹
Isabelle e Sapphira possuem uma relação normal. Nada de discussões ou xingamentos. A caçadora de sombras adora fazer críticas sobre as roupas ''deselegantes'' da loira, e Tessie acha extremamente engraçado. Ela realmente gosta de Izzy, talvez sendo a única dali que simpatizou logo de cara.




𝒮𝒽𝓊 𝒮𝒶𝓀𝒶𝓂𝒶𝓀𝒾
Não possui nenhuma relação com o garoto. Por este viver cochilando, Sapphira não vê nada mais que um garoto que dorme pelos cantos. Se identifica com a preguiça dele. Suas conversas com os Sakamaki não são nada mais que o necessário, e com o loiro não é diferente.


𝑅𝑒𝒾𝒿𝒾 𝒮𝒶𝓀𝒶𝓂𝓊𝓇𝒶
Acha Reiji chato demais. O jeito formal e certinho dela a irrita profundamente. Sapphira não gosta de seguir as regras, e por serem tão opostos, não se entendem muito bem. Acha que Reiji é cavalheiro demais para o século XXI.


𝒜𝓎𝒶𝓉𝑜 𝒮𝒶𝓀𝒶𝓂𝒶𝓀𝒾
Ayato lhe é visto como o único dos irmãos que possui personalidade. Apesar de achá-lo muito auto-confiante, narcisista, provocador e arrogante, ele é o mais próximo que ela tem para gostar. Além de achá-lo o mais bonito dos vampiros — o que apenas aumenta o ego dele —. Acha interessante a rebeldia dele. Gosta de brincar e zoar com ele, que mostra um lado mais brincalhão com ela com o tempo.


𝒦𝒶𝓃𝒶𝓉𝑜 𝒮𝒶𝓀𝒶𝓂𝒶𝓀𝒾
Sapphira acha Kanato muito chorão. É o mais fofo, mas também o mais chato. O acha mimado demais, com aquele jeitinho ''vou chorar e conseguir o que quero''. A única coisa que gosta nele são o traço que possuem em comum; doces.


𝑅𝒶𝒾𝓉𝑜 𝒮𝒶𝓀𝒶𝓂𝒶𝓀𝒾
Para ela, Raito é quase uma versão mais nova de Ayato. O jeito provocador dele a irrita profundamente. Gosta da alegria dele, mas isso não muda muito o que sente em relação a ele. Repulsa. Apenas isso.


𝒮𝓊𝒷𝒶𝓇𝓊 𝒮𝒶𝓀𝒶𝓂𝒶𝓀𝒾
Gosta de Subaru. Constantemente zomba dizendo que ele é ariano, por causa do temperamento explosivo. Gosta dele por ele se manter silencioso e sozinho a maior parte do tempo. O jeito ''delinquente'' dele lhe chamou atenção, mas nada que a torne obsessiva.


𝒦𝑜𝓊 𝑀𝓊𝓀𝒶𝓂𝒾
Se há algo que ela mais odeia em alguém, principalmente em um ser sobrenatural, são os arrogantes, prepotentes e egoístas. Kou não foge disto. Ele não gosta dela, principalmente por ter ferido o orgulho a achando o pior tipo de humano possível. Kou consegue irritá-la mais que Crowley profundamente. Constantemente joga uma adaga nele, mas, infelizmente, ela acerta a parede, nunca ele.



𝑅𝓊𝓀𝒾 𝑀𝓊𝓀𝒶𝓂𝒾
Sapphira não tem problemas com Ruki. Apesar deste ser manipulador e adorar mexer com a cabeça das pessoas, a garota, realmente, não discute com ele. Pode dizer que, de certo nível, até gosta dele. Ruki implica com Sapphira. A garota é um quebra-cabeça, e o moreno é quem está tentando montar.


𝒴𝓊𝓂𝒶 𝑀𝓊𝓀𝒶𝓂𝒾
Ok. Sapphira jamais admitiria, mas o loiro põe medo nela. A voz e a atitude sádica mexem com ela, fazendo-a se segurar para não gritar com Yuma. Diz que ele é uma fusão de Subaru e Shu. Ele não demonstra achar engraçado, na verdade, ele a olha com uma cara de vou te comer te matar.


𝒜𝓏𝓊𝓈𝒶 𝑀𝓊𝓀𝒶𝓂𝒾
Tessie se apegou ao ''frágil Azusa''. Ela sente como se devesse protegê-lo de tudo e de todos, mesmo que o cara possa se proteger muito bem. Sapphira sabe que ele esconde um lado mais sombrio, mas não parece se importar. O acha extremamente fofo e encantador principalmente por ser masoquista.


𝒴𝓊𝒾 𝒦𝑜𝓂𝑜𝓇𝒾
Não possui nenhum problema com Yui, apesar de achá-la certinha demais. A bondade e gentileza da de olhos púrpuras lhe encanta profundamente, assim como a determinação. Sapphira olha para a loira e vê aquela menininha loira de olhos azuis pequena ela mesma e inocente, que não fazia ideia do mundo ao redor.




𝒫𝒶𝓇
Sapphira manteve um pé atrás quando conheceu Jace. No momento que o olhou já reconheceu vários traços que abomina; sarcasmo, arrogância. Queria manter distância do loiro, mas havia algo que lhe atraia nele. Ela queria tocar nos cabelos de fio de ouro dele, os olhos dourados como ouro derretido a atraiam. Tudo nele.

Porém, Jace não parecia muito determinado a não ''amigar'' com ela. Tentava de tudo; falar diretamente, não diretamente, provocá-la, mas nada parecia fazer com que ela o olhasse com outros olhos. Isso era a perspectiva dele.

O garoto, aliás, não parecia muito conformado em ver uma nephlim de linhagem direta com um arcanjo. Caçadores de Sombra já possuíam o sangue de anjo muito mesclado com o de humanos, e surge assim, mesmo que de outro universo alternativo, uma garota com sangue direto?

Quando Sapphira decidiu dar uma chance ao caçador de sombras, conhecê-lo melhor, quis se matar. As aparências enganam, não? Ele ainda era muito sarcástico e arrogante, mas escondia um lado carinhoso com quem amava.

Fora tarde demais quando percebera que se apaixonou pelo garoto de olhos e cabelos cor de ouro. Não havia nada mais a se fazer.


𝒜𝓈 𝑜𝓊𝓉𝓇𝒶𝓈 𝑔𝒶𝓇𝑜𝓉𝒶𝓈
Isso varia muito de garota para garota. Para as mais sarcástica, engraçadas e alegres demonstra um comportamento muito amigável e simpático, se soltando com elas. Para as mais tímidas e reservadas, as protege de tudo e de todos, gostando de conversar e ficar entre elas. Com as que acabou de conhecer se mostra extremamente simpática e divertida, gostando de contar piadas, para ver logo em qual grupo essa nova garota entra, na mente de Sapphira, é claro.


𝐸𝓂𝓂𝒶𝓃𝓊𝑒𝓁𝓁𝑒
Não a conhece direito. Por estar acostumada com garotas chatas e mesquinhas, mantém um pé atrás com ela. Ouve as pessoas dizem que ela é uma pessoa provocadora, de personalidade forte. Tem curiosidade em conhecê-la.


𝓒𝔬𝔪 𝔮𝔲𝔞𝔩 𝔡𝔞𝔰 𝔤𝔞𝔯𝔬𝔱𝔞𝔰 𝔰𝔢 𝔡𝔞́ 𝔪𝔢𝔩𝔥𝔬𝔯
Castiel


𝓒𝔬𝔪 𝔮𝔲𝔞𝔩 𝔡𝔞𝔰 𝔤𝔞𝔯𝔬𝔱𝔞𝔰 𝔪𝔢𝔫𝔬𝔰 𝔰𝔢 𝔡𝔞́
Dean Winchester


𝓡𝔢𝔞ç𝔞̃𝔬 𝔞𝔬

𝒫𝒶𝓇 𝑒𝓈𝓉𝒶𝓇 𝑒𝓃𝓉𝓇𝑒 𝒶 𝓋𝒾𝒹𝒶 𝑒 𝒶 𝓂𝑜𝓇𝓉𝑒
É óbvio o desespero que ela iria sentir. Começaria a chorar compulsivamente, sentindo aquela barreira que demorou anos para criar desmoronar. As mãos iriam tremer, assim como a loira. ''Jace, se você vier com esse papinho romântico desses filmes melosos quando o garoto está morrendo, nem vem. Você sabe que eu odeio essas coisas''


𝒱𝑒𝓇 𝓆𝓊𝑒 𝓋𝒶𝓂𝓅𝒾𝓇𝑜𝓈 𝓂𝒶𝒾𝓈 𝓅𝑜𝒹𝑒𝓇𝑜𝓈𝑜𝓈 𝑒𝓃𝓉𝓇𝒶𝓇𝒶𝓂 𝓃𝑒𝓈𝓈𝒶 𝒹𝒾𝓂𝑒𝓃𝓈𝒶̃𝑜
Começaria a pensar em uma maneira de se manter longe deles, até que pensasse em uma boa estratégia para mandá-los de volta a dimensão. Não quer lidar com vampiros ainda mais poderosos, já que sente repulsa por seres sobrenaturais.


𝒱𝑒𝓇 𝓆𝓊𝑒 𝒸𝒶ç𝒶𝒹𝑜𝓇𝑒𝓈 𝓆𝓊𝑒 𝒹𝒾𝓏𝑒𝓂 𝓈𝑒𝓇 𝒞𝒶ç𝒶𝒹𝑜𝓇𝑒𝓈 𝒹𝒶𝓈 𝒮𝑜𝓂𝒷𝓇𝒶𝓈 𝒸𝒶𝒾𝓇𝒶̃𝑜 𝒷𝑒𝓂 𝓃𝒶 𝓈𝓊𝒶 𝒻𝓇𝑒𝓃𝓉𝑒
Ficaria empolgada. Não por dizerem ser caçadores de demônios, e sim pelo sangue de anjo. Nunca teve oportunidade de conhecer outros nephlins, e mesmo que os shadowhunters não sejam filhos de anjo diretamente, ainda possuem sangue celestial correndo nas veias.


𝒟𝑒𝓈𝒸𝑜𝒷𝓇𝒾𝓇 𝓆𝓊𝑒 𝑒𝓈𝓉𝒶 𝒶𝓅𝒶𝒾𝓍𝑜𝓃𝒶𝒹𝒶
Nunca teve oportunidade de possuir algum sentimento por algum garoto se não seu pai adotivo e biológico, Sam e Dean Winchester, Castiel. Estes eram sentimentos fraternais, mas mesmo assim, a garota já considerava o máximo que teria de alguma relação, já que seu trabalho era, basicamente, ajudar caçadores. Ela não iria perceber isso, aparentando ser bem lerda para o lado romântico. Seria mais fácil fazê-la ficar frente à frente a Michael, que sempre temeu encontrar pessoalmente, do que admitir em voz alta que estava apaixonada.


ℳ𝔲́𝔰𝔦𝔠𝔞 𝔮𝔲𝔢 𝔡𝔢𝔣𝔦𝔫𝔢 𝔰𝔲𝔞 𝔭𝔢𝔯𝔰𝔬𝔫𝔞𝔤𝔢𝔪
Bad Blood, de Taylor Swift — Sangue Ruim

𝒟𝒾𝒹 𝓎𝑜𝓊 𝓉𝒽𝒾𝓃𝓀 𝓌𝑒'𝒹 𝒷𝑒 𝒻𝒾𝓃𝑒?
𝒮𝓉𝒾𝓁𝓁 𝑔𝑜𝓉 𝓈𝒸𝒶𝓇𝓈 𝑜𝓃 𝓂𝓎 𝒷𝒶𝒸𝓀 𝒻𝓇𝑜𝓂 𝓎𝑜𝓊𝓇 𝓀𝓃𝒾𝓋𝑒𝓈
𝒮𝑜 𝒹𝑜𝓃'𝓉 𝓉𝒽𝒾𝓃𝓀 𝒾𝓉'𝓈 𝒾𝓃 𝓉𝒽𝑒 𝓅𝒶𝓈𝓉
𝒯𝒽𝑒𝓈𝑒 𝓀𝒾𝓃𝒹 𝑜𝒻 𝓌𝑜𝓊𝓃𝒹𝓈, 𝓉𝒽𝑒𝓎 𝓁𝒶𝓈𝓉
𝒜𝓃𝒹 𝓉𝒽𝑒𝓎 𝓁𝒶𝓈𝓉 𝓃𝑜𝓌

𝒟𝒾𝒹 𝓎𝑜𝓊 𝓉𝒽𝒾𝓃𝓀 𝒾𝓉 𝒶𝓁𝓁 𝓉𝒽𝓇𝑜𝓊𝑔𝒽?
𝒜𝓁𝓁 𝓉𝒽𝑒𝓈𝑒 𝓉𝒽𝒾𝓃𝑔𝓈 𝓌𝒾𝓁𝓁 𝒸𝒶𝓉𝒸𝒽 𝓊𝓅 𝓉𝑜 𝓎𝑜𝓊
𝒜𝓃𝒹 𝓉𝒾𝓂𝑒 𝒸𝒶𝓃 𝒽𝑒𝒶𝓁, 𝒷𝓊𝓉 𝓉𝒽𝒾𝓈 𝓌𝑜𝓃'𝓉
𝒮𝑜 𝒾𝒻 𝓎𝑜𝓊'𝓇𝑒 𝒸𝑜𝓂𝒾𝓃𝑔 𝓃𝑜𝓌, 𝓌𝒶𝒾𝓉, 𝒿𝓊𝓈𝓉 𝒹𝑜𝓃'𝓉


𝒱𝑜𝒸𝑒̂ 𝒶𝒸𝒽𝑜𝓊 𝓂𝑒𝓈𝓂𝑜 𝓆𝓊𝑒 𝒻𝒾𝒸𝒶𝓇𝒾́𝒶𝓂𝑜𝓈 𝒷𝑒𝓂?
𝒜𝒾𝓃𝒹𝒶 𝓉𝑒𝓃𝒽𝑜 𝒸𝒾𝒸𝒶𝓉𝓇𝒾𝓏𝑒𝓈 𝑒𝓂 𝓂𝒾𝓃𝒽𝒶𝓈 𝒸𝑜𝓈𝓉𝒶𝓈 𝒹𝑒 𝓈𝓊𝒶𝓈 𝒻𝒶𝒸𝒶𝒹𝒶𝓈
𝐸𝓃𝓉𝒶̃𝑜, 𝓃𝒶̃𝑜 𝓅𝑒𝓃𝓈𝑒 𝓆𝓊𝑒 𝑒𝓈𝓉𝒶́ 𝓃𝑜 𝓅𝒶𝓈𝓈𝒶𝒹𝑜
𝐸𝓈𝓈𝑒 𝓉𝒾𝓅𝑜 𝒹𝑒 𝒻𝑒𝓇𝒾𝒹𝒶, 𝒹𝓊𝓇𝒶
𝐸 𝑒𝓈𝓉𝒶́ 𝒹𝓊𝓇𝒶𝓃𝒹𝑜, 𝒶𝑔𝑜𝓇𝒶

𝒱𝑜𝒸𝑒̂ 𝓅𝑒𝓃𝓈𝑜𝓊 𝒹𝓊𝒶𝓈 𝓋𝑒𝓏𝑒𝓈 𝒶𝓃𝓉𝑒𝓈 𝒹𝑒 𝒻𝒶𝓏𝑒𝓇 𝒾𝓈𝓈𝑜?
𝒯𝑜𝒹𝒶𝓈 𝑒𝓈𝓈𝒶𝓈 𝒸𝑜𝒾𝓈𝒶𝓈 𝓋𝑜𝓁𝓉𝒶𝓇𝒶̃𝑜 𝓅𝒶𝓇𝒶 𝓋𝑜𝒸𝑒̂
𝐸 𝑜 𝓉𝑒𝓂𝓅𝑜 𝓅𝑜𝒹𝑒 𝒸𝓊𝓇𝒶𝓇, 𝓂𝒶𝓈 𝓃𝒶̃𝑜 𝒾𝓈𝓈𝑜
𝐸𝓃𝓉𝒶̃𝑜 𝓈𝑒 𝑒𝓈𝓉𝒶́ 𝓋𝒾𝓃𝒹𝑜 𝑒𝓂 𝓂𝒾𝓃𝒽𝒶 𝒹𝒾𝓇𝑒ç𝒶̃𝑜, 𝓃𝒶̃𝑜 𝓋𝑒𝓃𝒽𝒶



ℳ𝔲́𝔰𝔦𝔠𝔞 𝔮𝔲𝔢 𝔡𝔢𝔣𝔦𝔫𝔢 𝔰𝔢𝔲 𝔯𝔢𝔩𝔞𝔠𝔦𝔬𝔫𝔞𝔪𝔢𝔫𝔱𝔬 𝔠𝔬𝔪 𝔬 𝔭𝔞𝔯
Wildest Dreams, de Taylor Swift — Sonhos mais Selvagens

𝐻𝑒'𝓈 𝓈𝑜 𝓉𝒶𝓁𝓁 𝒶𝓃𝒹 𝒽𝒶𝓃𝒹𝓈𝑜𝓂𝑒 𝒶𝓈 𝒽𝑒𝓁𝓁
𝐻𝑒'𝓈 𝓈𝑜 𝒷𝒶𝒹 𝒷𝓊𝓉 𝒽𝑒 𝒹𝑜𝑒𝓈 𝒾𝓉 𝓈𝑜 𝓌𝑒𝓁𝓁
𝒜𝓃𝒹 𝓌𝒽𝑒𝓃 𝓌𝑒'𝓋𝑒 𝒽𝒶𝒹 𝑜𝓊𝓇 𝓋𝑒𝓇𝓎 𝓁𝒶𝓈𝓉 𝓀𝒾𝓈𝓈
𝑀𝓎 𝓁𝒶𝓈𝓉 𝓇𝑒𝓆𝓊𝑒𝓈𝓉, 𝒾𝓉 𝒾𝓈

𝒮𝒶𝓎 𝓎𝑜𝓊'𝓁𝓁 𝓇𝑒𝓂𝑒𝓂𝒷𝑒𝓇 𝓂𝑒
𝒮𝓉𝒶𝓃𝒹𝒾𝓃𝑔 𝒾𝓃 𝒶 𝓃𝒾𝒸𝑒 𝒹𝓇𝑒𝓈𝓈
𝒮𝓉𝒶𝓇𝒾𝓃𝑔 𝒶𝓉 𝓉𝒽𝑒 𝓈𝓊𝓃𝓈𝑒𝓉, 𝒷𝒶𝒷𝑒


𝐸𝓁𝑒 𝑒́ 𝓉𝒶̃𝑜 𝒶𝓁𝓉𝑜, 𝑒 𝒾𝓂𝓅𝑜𝓈𝓈𝒾𝓋𝑒𝓁𝓂𝑒𝓃𝓉𝑒 𝓁𝒾𝓃𝒹𝑜
𝐸𝓁𝑒 𝑒́ 𝓉𝒶̃𝑜 𝓂𝒶𝓊 𝓂𝒶𝓈 𝒻𝒶𝓏 𝒹𝑜 𝒿𝑒𝒾𝓉𝑜 𝒸𝑒𝓇𝓉𝑜
𝐸 𝓆𝓊𝒶𝓃𝒹𝑜 𝓃𝑜́𝓈 𝓃𝑜𝓈 𝒷𝑒𝒾𝒿𝒶𝓂𝑜𝓈 𝓅𝑒𝓁𝒶 𝓊́𝓁𝓉𝒾𝓂𝒶 𝓋𝑒𝓏
𝑀𝑒𝓊 𝓊́𝓁𝓉𝒾𝓂𝑜 𝓅𝑒𝒹𝒾𝒹𝑜 𝑒́ 𝑒𝓈𝓉𝑒

𝒟𝒾𝑔𝒶 𝓆𝓊𝑒 𝓈𝑒 𝓁𝑒𝓂𝒷𝓇𝒶𝓇𝒶́ 𝒹𝑒 𝓂𝒾𝓂
𝒜𝓁𝒾 𝓅𝒶𝓇𝒶𝒹𝒶, 𝑒𝓂 𝓊𝓂 𝓁𝒾𝓃𝒹𝑜 𝓋𝑒𝓈𝓉𝒾𝒹𝑜
𝐸𝓃𝒸𝒶𝓇𝒶𝓃𝒹𝑜 𝑜 𝓅𝑜̂𝓇-𝒹𝑜-𝓈𝑜𝓁, 𝒷𝒶𝒷𝓎



ℱ𝔯𝔞𝔰𝔢𝔰 𝔮𝔲𝔢 𝔫𝔬𝔯𝔪𝔞𝔩𝔪𝔢𝔫𝔱𝔢 𝔡𝔦𝔷
As opiniões são definidas através de seu modo de ver as coisas | diz quando há alguém que se contrapõe à sua opinião.

Quando as pessoas dizem que o Apocalipse vêm aí, eu sento no sofá e pego minha pipoca. Já vi a falha tentativa de Lúcifer de queimar o mundo, mas o que aconteceu, foi que ele voltou para a sua caixinha. Sei diferenciar o fim do mundo e mais uma novela mexicana. | frase que diz quando há pessoas que tentam-lhe assustar contando histórias bíblicas

Não existe felicidade. O que chamam de felicidade, é apenas um sentimento que nos esquiva de nossas reais preocupações | fala esta frase quando as pessoas perguntam se ela é feliz com alguma coisa, na maioria das vezes é sobre ajudar caçadores

Me sinto feliz em ver que minha desgraça lhe diverte | normalmente diz essa frase para Crowley. Já virou mania ele soltar um comentário sarcástico quando vê a ruiva com o braço quebrado

Não confio em ninguém. Até tento, mas aí lembro que o diabo era um anjo. | essa frase não é originalmente sua, e sim de Corey Taylor, porém a adaptou. Quando as pessoas costumam perguntar-lhe por quê faze tudo sozinha sem a ajuda de ninguém, é isto que ela responde


ℱ𝔯𝔞𝔰𝔢 𝔮𝔲𝔢 𝔞 𝔡𝔢𝔣𝔦𝔫𝔢
Não se apegue ao passado. Ele é como um vício.


𝓔́ 𝔳𝔦𝔯𝔤𝔢𝔪 𝔬𝔲 𝔟𝔳?
Nenhum dos dois


𝓒𝔬𝔫𝔠𝔬𝔯𝔡𝔞 𝔮𝔲𝔢 𝔰𝔲𝔞 𝔭𝔢𝔯𝔰𝔬𝔫𝔞𝔤𝔢𝔪 𝔢𝔰𝔱𝔞 𝔢𝔪 𝔪𝔦𝔫𝔥𝔞𝔰 𝔪𝔞̃𝔬𝔰?
Sim, concordo


𝓐𝔩𝔤𝔬 𝔪𝔞𝔦𝔰?


Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...