Ficha - Singularidades


Postado

WE ARE LIKE YOUNG VOLCANOES


Nome completo:

Valentim Myesnak Samobójców

Apelido:

Não tem, na realidade, costumam chamá-lo apenas de Valentim.

Apelido de mau gosto:

Sanguessuga (por ele praticamente não ter uma singularidade, e sim a capacidade de tirar a singularidade dos outros), as vezes acompanhado de um "do cacete" ou "de merda".

Idade:

19 anos, nascido dia 13 de agosto, ou seja, um leonino.

Cidade natal:


Natural de Istra, Distrito de Istrinsky, em Moscou, Rússia.

Aparência:


Valentim é um jovem de cabelos castanhos, fundamentalmente lisos, embora ondulados próximos das pontas, que costumeiramente apresentam-se rebeldes ou despenteados, embora seja descaso do próprio Valentim de mantê-los arrumados.
Tem olhos muito azuis-esverdeados, penetrantes e vítricos, do tipo que as pessoas gostam de olhar diretamente por um bom tempo, mesmo sem razão alguma. Algumas pessoas dizem que Valentim tem o dom de conseguir sorrir com os olhos.
Seus cabelos são peculiarmente longos quando comparado ao dos outros garotos, passando dos ombros, e Valentim os adora. Ama sentir a brisa e o vento balançar os fios de seus cabelos, mas mesmo assim, as vezes os prende num charmoso coque, tanto por praticidade quanto para evitar o calor ou incômodo que seus cabelos longos geram vez ou outra.
O corpo de Valentim é um de seus pontos mais atraentes, naturalmente mesomorfo, seu corpo é muito bem definido pela quantidade de atividades físicas e artes marciais que Valentim é obrigado por sua "ausência" de singularidade a praticar. Tem braços, abdômen e dorsal definidos e musculosos, que não deixam que chamar atenção para si.
Em termos de medidas, Valentim pode ser considerado relativamente alto. Tem 1,89 de altura, pesando 78kg bem distribuídos em seu físico. Pelo corpo tem espalhadas algumas tatuagens.









Photoplayer:


Harry Styles

Habilidade singular:

Inibição de Singularidades
- Torna Valentim capaz de cortar e inutilizar os canais receptores e emissores das sinapses referentes à ativação e uso das singularidades nos cérebros de pessoas com essas habilidades, os tornando incapazes de utilizar suas singularidades enquanto assim Valentim desejar.

É novato ou veterano na academia?

Veterano, está lá desde seus nove anos de idade.

Sexualidade:

Heterossexual

Personalidade:

Valentim é o tipo de garoto que vive todos os dias como se fossem o último, já que, na verdade, as coisas são quase que literalmente assim mesmo.
Extremamente alegre, vívido e otimista, é quase sempre visto com uma expressão tranquila e um sorriso bobo no rosto, mesmo quando sóbrio. Tem um senso de humor contagiante e faz todos os tipos de piadas - desde as mais sujas e de humor negro até o típico humor bobo de alunos de quinta série - em todos os tipos de ocasião, pra ele, não existe hora ruim pro bom humor.
Costuma ser um garoto tranquilo em quase todos os aspectos, porém quando provocado ou humilhado, não tarda em assumir uma postura hostil, e por vezes até mesmo agressiva contra aqueles que acharam que seria uma boa ideia provocá-lo, Valentim tem plena consciência de que, quando se trata de combate sem o uso de singularidades, ele é imbatível para as outras crianças do instituto.
Extremamente sincero e honesto, as vezes sua bruta sinceridade pode ofender as pessoas, embora ele deteste falar mal dos outros, quando perguntam o que ele acha delas, não consegue evitar sua honestidade bruta. Mesmo assim, sempre que percebe que algum comentário seu ofendeu ou feriu de alguma maneira outra pessoa, não tarda em ir se desculpar e explicar melhor sua intenção ao dizer aquilo.
Criativo e inteligente, tem um raciocínio rápido e sempre tem ideias do que fazer em todas as situações, somando isso à seu temperamento naturalmente divertido e otimista, as pessoas junto dele raramente ficam entediadas, e gostam de estar perto dele. Seu temperamento bem "de boa" e nunca pra baixo fazem dele uma pessoa que a maioria gosta, embora sempre vão ter aqueles que questionarão a genuinidade de seu temperamento, mas isso não é algo que de fato o abale.
Desafiador e corajoso, embora descuidado e prepotente, Valentim raramente pensa antes de agir ou nas consequências que seus atos podem ter sobre si próprio, embora pense e se importe muito com as consequências que seus atos podem ter sobre outras pessoas. Faz o que quer e quando quer, vive como se não houvesse amanhã.
Despretensiosamente, e embora não goste quando dizem isso para ele, tem uma ótima oratória e costuma ter destaque nos grupos onde está, nem sempre chegando à agir como um "líder", mas sim destoando por seu humor, temperamento e conduta contagiantes.
Por fim, é um garoto extremamente forte, psicológica e emocionalmente falando, embora muito egoísta quanto à própria dor. Prefere carregar sozinho todos os fardos do mundo ao invés de entristecer alguém com eles.

Qualidades:


Um dos, senão o, mais habilidoso combatente em termos de artes marciais e uso de armas de toda a academia, tendo em vista que sua singularidade não é própria ou útil para batalha contra não-singulares, teve de ensInar a si próprio como defender-se de outras maneiras, e acabou se tornando um combatente exímio, habilidoso em utilização de armas brancas, improvisadas e de fogo, e faixa preta de quinto dan em krav maga.
Além dessas habilidades físicas, suas principais qualidades são sua ambição e otimismo, que o afasta do desespero e da incerteza na maioria das situações em que isso apresenta risco para ele, e que o tornam um garoto extremamente esforçado, visto que ele até mesmo treinou seu corpo ao limite para suprir sua "falta" de singularidade.

Defeitos:


Excesso de prepotência e incapacidade de pensar antes de agir quando a vida de seus companheiros ou de alguém que ele considera ou se importa está em risco considerável, além de uma tendência perigosa a tomar as dores dos outros para si, e não deixar que outros tomem a dele, podendo por vezes colocá-lo em situações de sobrecarga emocional, que ele se recusa a demonstrar.
Julga a si mesmo como possuidor de uma singularidade inútil, mesmo que outros não o façam, e se obriga a treinar e dar o máximo de si em todos os tipos de testes, já que, em sua cabeça, ele precisa se esforçar muito mais do que todos ali para merecer estar entre as crianças "especiais".

Medos/fobias:

Cacorrafiofobia - Medo ou aversão extrema a falhas
Aerodromafobia - Medo de viagens aéreas

Número do quarto – masculino:

(X) 28 ( ) 75 ( ) 112

Cor(es) favorita(s):

Preto, branco e azul.

Par?:

( ) Sim, escolho durante o decorrer da fic (X) Sim, a autora escolhe ( ) Não

História antes de chegar à academia:

Nascido em Istra, Distrito de Istrinsky, Moscou, Rússia, filho de um home que não conheceu, pois ele agrediu sua mãe enquanto ela estava grávida de Valentim, então ela decidiu deixá-lo e morar com os pais. Cresceu sobre a tutela de sua mãe - um pouco ausente já que, tendo engravidado muito jovem, tinha de dividir seu tempo entre os estudos, um trabalho de meio período e seu filho -, mas principalmente seus avós. Sua vó era uma dócil senhora, que amava bingo e bailes, e com um princípio de Parkinson, e seu avô era um professor de krav maga aposentado, apreciador de vodka e conservador, que ensinou Valentim desde cedo a lutar e se defender.
Valentim cresceu de maneira relativamente normal, sem o despertar de qualquer tipo de singularidade ou habilidade estranha por sua vida, mesmo nos momentos de fúria ou esclarecimento psicológico. O fatídico dia, porém, ocorreu quando Valentim tinha nove anos e estava num mercadinho com seu avô, porém, o mercadinho foi assaltado por três homens com habilidades singulares, que, marginalizados pela conservadora sociedade russa, usavam suas habilidades para cometer pequenos crimes.
Inconscientemente, Valentim ativou sua singularidade, e os assaltantes imediatamente ficaram incapazes de usarem as próprias singularidades, dando aos policiais a oportunidade de prendê-los sem colocar a vida de ninguém em risco, já que, plenamente confiantes em suas singularidades, os assaltantes não haviam sequer vindo armados para o roubo.
O que Valentim não sabia, contudo, é que seu avô também era um Singular, e que ele tentou usar sua singularidade para parar os assaltantes, porém também não conseguiu. Quando chegaram em casa, o avô de Valentim testou utilizar sua singularidade quando próximo do neto, e notou que era incapaz de fazê-lo. Não sabendo muito bem como lidar com a situação, decidiu mandá-lo para a academia, onde mais tarde foi descoberto que Valentim possuía a capacidade de impedir os outros de utilizarem suas singularidades à seu bel-prazer.

Gosta de:

Adora cerveja, embora raramente a beba, Valentim mantém uma rígida dieta para manter seu corpo impecável para as batalhas, com alto índice de proteínas e redução de carboidratos. Diverte-se também treinando, tanto em seus treinos individuais, normalmente de crossfit ou musculação, quanto nos treinos marciais coletivos, onde Valentim realmente brilha com suas habilidades.
Ama ler, seu livro favorito é O Apanhador no Campo de Centeio, e ele leva sempre consigo um exemplar em sua bolsa.

Não gosta de:

Pessoas que o julguem sem conhecê-lo, ou que o menosprezem por sua singularidade não ser supostamente tão útil e incrível como a da maioria - não é como se ele pudesse fazer chover ou desintegrar objetos com um toque -, e detesta pessoas que dependem completamente de sua singularidade e ainda assim se acham fortes. Tem como hobbie inclusive caçar pessoas desse tipo.

Matéria em que se destaca:

( ) Estratégia e Uso da Lógica
( ) Camuflagem e Métodos de Proteção
( ) História das Singularidades e Poderes
( ) Cura e Trabalho em Equipe
( ) Convivência com Não-Singulares
( ) Uso de Singularidades em Lutas
(X) Combate Não-Singular

Matéria em que tem dificuldade:

( ) Estratégia e Uso da Lógica
( ) Camuflagem e Métodos de Proteção
( ) História das Singularidades e Poderes
( ) Cura e Trabalho em Equipe
( ) Convivência com Não-Singulares
(X) Uso de Singularidades em Lutas
( ) Combate Não-Singular

Como se relaciona com:

- Amigos:

Muito bem, na realidade, com eles que seu temperamento otimista e senso de humor brilha, sempre aumentando o astral de todos e não os deixando cair no pessimismo, como se levasse luz a qualquer lugar quando está feliz e satisfeito, como quando com seus amigos.

- Inimigos:

É melhor com ações do que com palavras, se alguém o incomoda, provoca ou tenta humilhá-lo, Valentim imediatamente o chama para resolver as coisas num duelo, é assim que ele prefere lidar, de maneira direta. Um soco bem dado vale mais do que horas de discussão e argumentação.

- Professores:

Se dá muito bem com eles, é um aluno aplicado, que vive tirando dúvidas, participativo e extremamente dedicado. Como já explicado, por considerar sua singularidade menos útil do que as demais, Valentim se obriga a se esforçar e dedicar o máximo possível em todas as matérias, para provar que é digno de estar junto dos Singulares.

- Louis Patrick Handler:

É um garoto com uma personalidade muito similar a sua, e ambos se dão muito bem. Amigos, de fato, Valentim confia em Louis, e espera que ele faça o mesmo. Secretamente, Valentim sente um pouco de inveja da singularidade de Louis, cujo considera uma das mais incríveis dentre os estudantes da academia.

- Nicholas Emmett Dickens:

Não é um inimigo específico de Valentim, embora sua personalidade difícil e gênio forte e conflitante já tenha causado desavenças entre os dois. Valentim, inclusive, já pensou em cair na porrada com Nick, embora nunca tenha chegado às vias de fato.


Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...