~Empedernida

Empedernida
Auden - Lua Miá
Nome: 》{ണi}ℓℓene《 м¡łłε ✧ [ℳ𝓲𝓵]𝓀𝓈𝒽𝒶𝓀𝑒 ✧ Milмɪᴀᴜ ↫ 𝔉00+bies ↠ Lɑurɑ ✧ Cατ
Status: Usuário
Sexo: Feminino
Localização: Sapiranga, Rio Grande do Sul, Brasil
Aniversário: 2 de Março
Idade: 15
Cadastro:

F.I.C.H.A.S


Postado

“Você é mais forte do que pensa, mas só se quiser ser. Você ainda vai chorar, ainda vai ter momentos em que vai achar que não consegue continuar. Mas você tem que agir como se fosse conseguir.” — Nicholas Sparks (Noites de Tormenta)


ᒪ〇Ⅴᕮ ᗰᕮ




Emilia Clarke as Lindsay Deacons




ⓟⓔⓢⓢⓞⓐⓛ



.¸¸..•°*° ησмє cσмρłєтσ:°*°•..¸¸.
Lindsay Malle Deacons
✴ Lindsay é variante de Linda, basicamente significado Bela e/ou Bonita.
✴ Malle é a junção do nome dos seus pais, Mason e Elle.



.¸¸..•°*° ∂αтα ∂є ηαscıмєηтσ: °*°•..¸¸.
03|12 — Sagitariana

.¸¸..•°*° ı∂α∂є: °*°•..¸¸.
18 anos.

.¸¸..•°*° łσcαł ∂є ηαscıмєηтσ: °*°•..¸¸.
Homburg, Alemanha


.¸¸..•°*° cαsтα & ρяσƒıssãσ: °*°•..¸¸.
3 — Seu pai é cardiologista.


.¸¸..•°*° αραяêηcıα: °*°•..¸¸.
(Emilia Clarke)





Lindsay tem um corpo esbelto, seios medianos e uma bunda no tamanho certo, pelo pálida e olhos azuis decididos e marcantes, lábios naturalmente rosados e carnudos e um rosto fino como de uma boneca de porcelana. Seu rosto e seu corpo são o seu templo. Lindsay leva muito a sério a elegância e a própria beleza, nem que seja para ir ao jardim, ela necessita se arrumar, usa coisas leves no dia-a-dia, mas sua leveza é elegante, se sente maravilhosamente bem com o seu corpo, por isso se porta sempre elegantemente e não se deixa rebaixar, rebate tudo com um sorriso e um “igualmente”, “digo o mesmo” e “Faço suas as minhas palavras”. Os cabelos loiros esbranquiçados e naturalmente lisos são por parte de mãe, boatos de que a família foi amaldiçoada e todo o primeiro filho de cada geração terá os cabelos tão claros como o primeiro raio de sol.


.¸¸..•°*° нısтóяıα: °*°•..¸¸.


Lindsay nasceu e cresceu em Homburg. Sua família é consideravelmente rica e conhecida, pela maldição e pelo carisma e lealdade. Lindsay sempre foi rodeada de falsas amizades, porque apesar de ser conhecida e rica, tem os cabelos esbranquiçados e muitos a chamavam de bruxa pelas costas, ela sempre soube que eram falsos, mas gosta de ter pessoas para conversar e era tão falsa quanto essas pessoas. Quem simplesmente não acredita na bobagem da maldição a acham uma garota perfeita, mas ela não é, na verdade é incrível o modo como é sim elegante, mas simples, lindamente simples.




Uma vez quando tinha doze anos e estava andando de cavalo, em uma brincadeira boba, o instrutor de equitação bateu na bunda do cavalo e Lindsay, assim como o cavalo, se desesperou, se segurou firme no pescoço do animal e não caiu, porém ao descer do cavalo, estava tremendo, toda arranhada e suja. Ama cavalos e nunca permitiu que sua família culpasse o animal por isso, até comprou o cavalo, o cavalo que saiu correndo, chamou-o de Onix, morreu há quatro anos, era muito apegada nele, ensinou sua irmã a montar em Onix, apenas porque o cavalo sentia falta de levar alguém em suas costas, pois desde que foi comprado, uma semana depois do incidente, nunca mais carregou alguém. O motivo? Apesar de ainda amar cavalos e gostar de conversar com eles, Lindsay nunca mais conseguiu subir em um cavalo, ficou traumatizada.



Desde que terminou a escola só tem a companhia de sua família, os amigos sumiram... E foi mexendo em sites de fofocas que viu uma reportagem, uma entrevista feitas com algumas ex-selecionadas da ultima seleção. A maioria eram amigas até hoje. Era isso que ela queria! Uma oportunidade para se divertir, quem sabe virar uma princesa, mais além de tudo: ter amigas. Eu sei, ela parece uma desesperada solitária, mas não é. Desistiu da vida solitária que ganhou, quer algo novo, quer algo diferente, a vida pacata estava a agoniando.


Esperou com paciência as vagas para a seleção abrirem e se inscreveu sabendo da pouquíssima chance de ser selecionada. Mas e se caso for? O que irá dizer aos pais? Porque tomou essa decisão sem contar para ninguém? Como sua irmã mais nova vai se sentir quando souber que, afinal, existe algo que não compartilharam uma com a outra como todas as outras coisas? Como sua irmã vai ficar sem a irmã mais velha? Como ela vai ficar em um lugar rodeada de desconhecidos? E se o príncipe não gostar dela? E se as selecionadas não gostarem dela? E se ela só conseguir inimigos? E se a rainha ou... Ou o rei odiá-la? Tudo isso passou pela cabeça de Lindsay, mas ela odeia ser pessimista, então apenas se inscreveu e respirou fundo, voltando a agir normalmente: voltou a procurar cavalos na internet, sentia falta de ter alguém que não falasse sua língua, que não ligasse para a tal maldição, que não se importasse com o seu dinheiro, que não ligasse para nada que os humanos idiotas ligam. Talvez por isso quisesse ir para a seleção, deu uma pesquisada e cada membro da família real tem um cavalo só para si! Fora que eles tem um estábulo enorme cheinho de cavalos que nunca devem ter alguém para conversar, já que as pessoas acham idiota conversar com cavalos, mas para Lindsay isso é uma terapia, faz com ela não enlouqueça.



Ser boazinha demais nem sempre é bom, as pessoas se aproveitam, mas os cavalos não, eles são eles mesmos, não se importam se as pessoas gostam ou não, são chatos quando querem ser chatos, te ignoram quando você é um tédio, viram seus melhores amigos quando querem comida e ainda assim, esse jeito deles de ser sinceramente eles faz com que nos apaixonemos, e eles nunca mudam a gente gostando ou não. Outros motivos para ter entrado na seleção são que lá as pessoas não ligarão para seus cabelos ou para seu dinheiro, estará entre garotas tão ricas e belas quanto ela, e isso é bom, ela gosta de não chamar muito atenção e isso sempre foi difícil em uma aldeia onde a grande maioria das pessoas tem o cabelo escuro.




.¸¸..•°*° ρєяsσηαłı∂α∂є: °*°•..¸¸.


“Divertida, engraçada e piadista”, é como sua mãe a define.

“Persistente como uma mula, brava como um cão e perspicaz como uma águia.”, é o que seu pai diz.


Persistente, brava e perspicaz? Ah, sim. A família inteira se lembra de quando a irmã mais nova de Lindsay, Jose, deixou que o cachorro escapasse, a “menina de cabelo esbranquiçado” ficou por oito horas procurando o cachorro, procurou em cada estabelecimento da cidade, em cada beco, perguntou para cada pessoa que passou por sua frente, foi o dia em que a cidade mais viu aquela garota, bem no fim o cachorro estava no meio de um mato atrás da casa da família. E até nesse mato Lindsay se enfiou, sozinha, porque ela é teimosa e não ligou para os pais que faziam promessas do tipo “Nós compramos outro da mesma raça, ele já estava velho mesmo” e “Provavelmente ele ia morrer, cachorros se isolam quando vão morrer”. Se você perguntar quando foi a primeira vez que ela se sentiu mulher, a primeira vez que sentiu adulta e dona de si, em partes, ela com certeza irá contar esse dia.



O fato é que Lindsay ama conversar e puxar assunto, deixar as pessoas confortáveis, fala bastante e sempre acaba fazendo as pessoas rirem, mesmo que estejam se sentindo péssimas. Ela fala, fala, fala, mas não se engane, nunca diz algo relevante sobre si, é muito observadora, mas por ser carismática as pessoas não percebem, sabe ser manipuladora e mentir como ninguém, mas raramente usa esses dons/defeitos, só faz isso quando uma pessoa faz com ela primeiro. As pessoas acham que ela é bobinha e inocente, porém não sabem de nada, Lindsay é muito segura de si e tem resposta para tudo na ponta da língua, é aquele tipo que joga a verdade na cara de um jeito humorado, aquela que todos pensam que é uma figurante bobinha que não sabe de nada, quando na verdade está sempre um passo a frente, apenas porque escuta, absorve e guarda para si.



Lindsay é muito bonita e sabe disso, às vezes sua beleza é uma maldição, mas na maioria das vezes gosta de ser bonita e gosta de se dar bem consigo mesma. Adora se vestir bem, adora o loiro esbranquiçado (NATURAL!) do seu cabelo. É muito segura de si e não se importa de trocar de roupa ou ter a ajuda de alguém para tomar banho. Adora montar looks para outras pessoas e si mesma.



É uma pessoa de bem com a vida, é difícil vê-la triste e quando fica, resolve se isolar. Dificilmente chora e na maioria das vezes é de raiva, mas depois de alguma lágrimas caírem, levanta o rosto e toma uma postura decidida e firme. Adora chorar de rir e mesmo com seus vinte anos adora brincar de coisas bobas e voltar a ser criança, é sincera demais, é criança demais, mas sabe ser séria demais quando é preciso. Se irrita quando não consegue fazer algo, sua irritação equivale a frustração, é muito teimosa quando põem algo na cabeça, escuta a opinião de todos e deixa que todos opinem, mas nada nem ninguém muda suas convicções a não ser que ela queira mudar. Apesar de orgulhosa, sempre admite quando está errada. Mantem a calma quando todos estão explodindo, se transforma em uma mãezona perto de outras garotas,porque não suporta ter alguém chateado perto de si, se você anda com Lindsay, dificilmente ficara triste ou rabugenta, porém Lindsay sabe que existe limites, sabe que todos tem direito de ter dias ruins — ela mesma tem os seus — e respeita isso, se mantendo distante e dando espaço para suas amigas, quando vê que é disso que elas precisam.




Lindsay adora revistas em quadrinhos e cantar, e canta muito bem por sinal, algo que herdou dos pais. Ela nunca promete algo, gosta de surpreender as pessoas, mas uma vez que disse que iria fazer, vai fazer mesmo, porque cumpre sua palavra. É completamente perfeccionista, chegando às vezes até irritar sua família. Dá a vida pela irmã mais nova e faz de tudo por ela, tentando sempre se manter na pose de heroína, mas sempre mostrando para sua pequena que também erra, sua irmã é sua melhor amiga desde que a mais nova entrou na adolescência e percebeu que ter uma irmã não significa dividir as coisas, mas sim compartilhá-las.


.¸¸..•°*° ƒαмíłıα: °*°•..¸¸.




Elle Diann Morrison Deacons (Mãe, 43, Lena Headey)





Olhos castanhos claros, as vezes ficando até esverdeado, sorriso largo e lábios medianos, cabelo loiro escuro e levemente ondulado, pálida. Elle prefere ser chamada de Diann pelos mais queridos e íntimos. É, nas palavras de suas filhas, incrível e pacienciosa. Filha mais nova de quatro irmãos, seu irmão mais velho morreu por bala perdida em uma província distante, Diann não fala muito sobre isso, ele era o sexto primogênito que nasceu com cabelos brancos de toda a família Morrison. Os boatos já existiam desde o segundo primogênito. Diann nasceu com seus cabelos loiros como qualquer pessoa normal, mas seu irmão tinha os cabelos esbranquiçados como sua falecida mãe. Diann se apaixonou aos 19 anos por Mason e teve que lutar muito, passando por todo tipo de sofrimentos causados principalmente por ele ser de família rica e ela apenas uma garota de classe media — fora os boatos de que sua família era amaldiçoada que chegaram aos ouvidos dos seus sogros, mas depois de três anos eles finalmente conseguiram ficar juntos legalmente. Com 24 anos engravidou de sua filha, que nasceu com os cabelos esbranquiçados, como todos os primogênitos da família. Dois anos depois, com 26 anos, deu a luz a caçula, Jose Dália que, assim como Diann, nasceu com os cabelos loiros comuns. Diann sempre teve uma ótima relação com as filhas, conversando sobre tudo e sempre dando muito atenção e amor, as pessoas admiravam a relação dela com as meninas, dizendo que pareciam melhores amigas, mas é claro que Diann sempre impôs limites, deixando claro que era a mãe, exigindo respeito e obediência. Se orgulha do que sua menina mais velha se tornou e do que sua filha mais nova está se tornando. É mais chegada a Jose, pois a mais velha sempre passou mais tempo com o pai, mas tem um ótimo relacionamento com Lindsay.








Mason Deacons (Pai, 45, professor de medicina, Nikolaj Coster-Waldau)





Olhos azuis, que foram puxados pelas duas filhas, uma barba sempre por fazer e cabelo castanho claro, um pouco esbranquiçado e comprido. Tem o maxilar quadrado e tom de voz áspero e firme. Mason sempre foi um excelente médico. Foi, a propósito, em uma consulta que conheceu Diann. Sempre ouviu os boatos sobre a maldição dos Morrison, mas jamais havia visto a mais nova da família, achou que todos fossem amaldiçoados, mas ficou impressionado com a tamanha beleza e elegância de Diann. Lutou contra a família pela a moça, usando na maior parte do tempo o argumento de que a maldição era bobagem e que Diann sequer tinha os cabelos brancos, convenceu os pais e se casou com ela, entretanto, dois anos depois do casamento, nasceu Lindsay, com os cabelos esbranquiçados, mau a garota nasceu e Mason perdeu completamente o contanto com os pais. Apesar disso é muito apegado a sua filha mais velha e acha-a linda com os cabelos brancos, ela é sua princesa. Mason se dedica ao máximo à família, sendo sempre atencioso.








Jose Dália Deacons (Irmã, 16, estuda e ajuda na biblioteca da escola)





Jose é muito agitada e sorridente, sempre com auto astral. É uma das garotas mais lindas do colégio e já foi o amor platônico de muitos garotos na província. É a protegida da sua irmã e adora quando ela vai até sua escola, gosta de ver as meninas da sua escola com inveja da beleza de sua irmã e os garotos mais velhos babando por Lindsay. Tem uma ótima relação com os pais, apesar de esperar ansiosa o dia em que irá partir para viver sozinha. Quer ser advogada e morar sozinha em um apartamento quando for maior, não por não gostar da companhia dos pais, mas por ser muito complexa, precisa de algo só seu, do seu cantinho, seu quarto já é muito pequeno para todos os seus desenhos, fotografias, hobbies e imaginação. Vive em um mundo particular só seu, mas é sempre gentil e sorridente com todo mundo, não se engane, não é nada bobinha. Se você xingá-la, ela vai sorrir, mas na sua cabeça estará pensando em várias e várias formas de se vingar, e acredite, Jose é muito criativa. Ela e sua irmã sempre se deram muito bem, Jose sendo a mais agitada e Lindsay a mais calminha. Ela sempre amou a cor do seu cabelo, um loiro castanho, como o da mãe, por isso apostou com Lindsay: se a mais velha entrasse na seleção e sobrevivesse a primeira eliminação, Jose cortaria o cabelo curto nos ombros e se a irmã entrasse na elite, cortaria o cabelo super curtinho.






.¸¸..•°*° gσsтσs: °*°•..¸¸.


Cavalos, ler, cantar, cavalos, rosas vermelhas, a cor azul, o céu (de qualquer jeito)*, chocolate, passear, conversar com estranhos sobre trivialidades e suas vidas, apostar, discutir, conversar, frio, inverno, neve, caçar vagalumes e depois soltá-los, olhar as estrelas, pudim, brócolis (chama de arvorezinha, desde bem pequena) e sorvete com café bem quente e forte. Chorar sozinha, olhar filmes e usar vestidos. Armas de todos os tipos e jogos de tabuleiro.

*Para ela o céu é a definição de perfeito, pois é lindo quando chove, é lindo quando o dia está ensolarado, é lindo quando está nublado, é lindo quando está azul clarinho, é lindo de qualquer modo em qualquer estação de qualquer ano. O céu a única coisa perfeita que é real.


.¸¸..•°*° ∂єsgσsтσs: °*°•..¸¸.

Brigas, baixo astral, couve-flor, aipim, pessoas iludidas, iludir, pessoas mentirosas, pessoas que tentam humilhar outras e que dão apelidos malvados e pessoas que não conhecem limites.



.¸¸..•°*° ρяєƒєяı∂σs: °*°•..¸¸.

Cavalos, ler, cantar, rosas vermelhas, o céu, chocolate, passear, conversar, apostas, discussões, inverno, armas, jogos de tabuleiro, estrelas, lua, sol, doces e besteiras, sorvete com café, a cor azul.

.¸¸..•°*° σ∂ıα∂σs: °*°•..¸¸.

Drama, brigas, baixo astral, couve-flor, aipim, pessoas iludidas e iludir pessoas, mentiras, humilhação, apelidos malvados, pessoas sem limites. Calor.

.¸¸..•°*° мє∂σs: °*°•..¸¸.


Andar a cavalos e claustrofobia, sim a Lindsay tem medo de lugares fechados, não é nada muito “uau”, ela entra em elevadores, mas respira bem fundo antes de fazê-lo e consegue entrar em salas sem janelas ou portas, desde que tenha algo para se distrair. Mas se ficar muito tempo trancada, se não tiver tempo para se acalmar antes de entrar no elevador ou se tiver que entrar em algo apertado e sem fim como tubulação de ar, começa a ter um ataque. Ela pode não demonstrar, mas começa a soar frio e a tremer, além de que simplesmente não abre a boca, não fala nada, apenas encara um canto vago e parece sem vida. Fica vazia, respirando alto. Ela não consegue nem entrar dentro daqueles brinquedos com tubos enormes que te levam de um lugar ao outro, só de ver crianças entrando para dentro daquilo ou se imaginar lá, já começa a ficar com falta de ar.
P.S: Não estou exagerando, inspirei em mim, porque sou claustrofobia, e, céus, é horrível.


.¸¸..•°*° мαηıαs: °*°•..¸¸.

Apartar as mãos quando está nervosa;
Batucar os dedos quando está ansiosa ou agoniada;
Limpar e/ou desamassar o vestido automaticamente quando não tem o que fazer;
Morder o lábio quando está pensando;
Mexer no colar quando não sabe o que fazer;
Mexer no cabelo quando não sabe o que dizer;
Ficar com uma das mãos na barriga quando está nervosa ou com muito medo de algo.


.¸¸..•°*° нσввıєs: °*°•..¸¸.

Gosta de tirar fotos, dança balé, mexer com armas e coisas perigosas, adora sentir adrenalina, sua favorita são facas, gosta de se auto desafiar a acertar em alguma coisa, qualquer coisa que esteja longe e seja inanimado se torna um alvo e ler bastante.


.¸¸..•°*° мúsıcα qυє ∂єƒıηє α ρєяsσηαgєм: °*°•..¸¸.
She Wolf – David Guetta ft. Sia
She's So Gone – Lemonade Mouth (risos)
Cool Kids – Echosmith


.¸¸..•°*° ƒяαsє qυє ∂єƒıηє α ρєяsσηαgєм: °*°•..¸¸.
“Ela exala amor, como as flores exalam perfume” – Lali Guerra


.¸¸..•°*° мαıσя qυαłı∂α∂є & мαıσя ∂єƒєıтσ: °*°•..¸¸.

Justa. Lindsay sempre vai ver os dois lados da historia e vai procurar fazer o certo, justiça é algo relativo, mas sempre só há um lado certo, mesmo que seja o que mais parece errado. Ela procura saber sempre todos os motivos, porquês, pessoas envolvias e etc. Enfim, ela procura e se esforça para ser sempre justa.
Teimosa. Se ela acha que está certa nada, nem ninguém, consegue fazê-la mudar de ideia. Por motivo algum. Apenas ela muda a própria opinião e ela não se curva para algo que acha que está errado. Grita, berra, impõem sua posição, se matem firme e não muda de ideia. O que pode ser bom em alguns momentos, mas catastróficos na maioria das vezes.


ⓢⓞⓑⓡⓔ ⓐ ⓢⓔⓛⓔⓒⓐⓞ:



.¸¸..•°*° ρσя qυє sє ıηscяєѵєυ? °*°•..¸¸.

Foi mexendo em sites de fofocas que viu uma reportagem, uma entrevista feitas com algumas ex-selecionadas da ultima seleção. A maioria eram amigas até hoje. Era isso que ela queria! Uma oportunidade para se divertir, quem sabe virar uma princesa, mais além de tudo: ter amigas. Quer algo novo, quer algo diferente, a vida pacata estava a agoniando. Outros motivos para ter entrado na seleção são que lá as pessoas não ligarão para seus cabelos ou para seu dinheiro, estará entre garotas tão ricas e belas quanto ela, e isso é bom, ela gosta de não chamar muito atenção. Para ela se apaixonar pelo principe e ter o amor correspondido, assim como ter a coroa, será lucro, mas ela só quer ter algo para contar mais tarde, parece que todo mundo tem um momento "Uau" na sua historia e, por enquanto, nada nunca aconteceu com ela. Quer criar lembranças e marcar pessoas.


.¸¸..•°*° ρяíηcıρє єscσłнı∂σ: °*°•..¸¸.
Alexander


.¸¸..•°*° єηcσηтяσ ∂σs sσηнσs: °*°•..¸¸.

Um encontro não planejado, ou que começasse de um modo todo certinho e terminasse completamente diferente, mais espontâneo, nada clichê como piqueniques ou andar a cavalo. Acordou cedo e sair para passear pela propriedade, entrar no mato para "caçar", algo que surpreenda ela e que seja diferente de qualquer coisa feito com as outras, não porque ela é melhor do as outras competidoras, mas porque ela demorou muito para se aceitar diferente, agora que se aceitou, não gosta de ser tratada como apenas mais uma. Eu ia gostar bastante se o encontro começasse de um jeito bem formal, mas em algum momento o príncipe acabasse por ensinar a Lindsay a usar uma espada, e eles lutassem e como Lind já é boa com armas em geral, talvez vença dele, talvez não. Acho que seria divertido e diferente.
Se quiser o encontro dela com o "Carter", é só pedir que envio por mp.


.¸¸..•°*° ρяєsєηтє ∂σs sσηнσs: °*°•..¸¸.

Uma coroa de flores, é algo bem bobo, Lindsay sabe disso, mas ela nunca aprendeu a fazer e simplesmente odeia as de plástico, ela iria adorar que alguém viesse uma coroa de flores para ela. Mas como toda romântica incurável, ela iria adorar que recitassem um simples poema ou pintasse um quadro dela, depende do jeito da pessoa.


.¸¸..•°*° ρσя qυє αcнα qυє ρσ∂є gαηнαя? °*°•..¸¸.

Apesar de ser muito simpática e saber se portar, Lindsay também sabe discutir, impor sua opinião, dar ordens e tomar atitudes e decisões facilmente. Ela saberia a hora de se calar e a hora de simplesmente não concordar. Ela aprenderia a respeitar e tentaria sempre apaziguar as coisas, sendo assim seria uma ótima Rainha. Mas não é nisso que ela pensa. Ela só quer ter um pouquinho de voz. Apesar de ser uma Três, já viu e presenciou (pelo pai ser medico) coisas desumanas, isso não fez ela odiar o sistema, fez ela apenas querer mudá-lo. Ela quer fazer a diferença. Fora que se comporta como uma lady, sempre com postura e leveza.


.¸¸..•°*° σ qυє ƒαяıα sє ƒσssє єłıмıηα∂α? °*°•..¸¸.

Ficaria bem chateada, mas não iria odiar o príncipe nem a monarquia, iria se despedir das amigas e daria um jeito de manter o contato, voltaria para casa, torceria por suas amigas na seleção e então começaria a faculdade de medicina. Sempre levando consigo as lembranças dos momentos maravilhosos vividos no castelo. E caso sair gostando do príncipe, iria ficar bem arrasada, mas ela não gosta de ter dó de si mesma, no máximo três dias depois, iria continuar a vida, iria enfrentar a dor, “a gente sempre acaba gostando de outra pessoa” é a frase que ela repete assim que é desiludida, não seria diferente nesse momento.

.¸¸..•°*° cσмσ αgıяıα ηυм αтαqυє яєвєł∂є? °*°•..¸¸.

Apesar de saber se defender, Lindsay é muito ruim em pensar rápido, ela vai provavelmente ficar em choque por alguns longos minutos que podem custar sua vida, mas quando se der conta, tentará correr e vai sair puxando a mão da primeira pessoa que encontrar, tentando salvar o máximo de pessoas, seja quem for. Como é boa com armas, em casos extremos (porque ela não é burra de ir lá e se arriscar, correndo o risco de só atrapalhar os guardas do castelo) pegaria em uma arma e ajudaria os guardas. Ela tem uma ótima mira, nada daquilo de “Nunca erro”, mas ela tem uma frase muito boa: “Se você lembrar pelo que esta lutando, jamais irá fraquejar.”, ela provavelmente vai estar fazendo isso por um motivo muito grande, então a poucas chances que erre, porque nessas horas ela esquece de tudo e para de pensar com os sentimentos, ela respira fundo e apenas quer acertar o maldito alvo, seja lá o quê ou quem for.


.¸¸..•°*° cσмσ тяαтα α ƒαмíłıα яєαł? °*°•..¸¸.

Lindsay não tem uma opinião formada sobre eles, as vezes acha que eles são falsos demais, como se tudo fosse parte de um contrato, outras vezes os admira por suportarem tantos pesos nas costas (decisões e coisas do tipo). Ela será ela mesma, vai deixar claro que é o tipo de garota que sabe se defender, mas que também choraminga por uma unha quebrada. Lindsay é séria e madura boa parte do tempo, só que de santa ela não tem nada e quebra regras sem sentir remorso algum. Se algum membro demonstrar interesse em conversar, ela puxará assunto e o manterá o máximo possível. Ela pode parecer meio “Pau mandado” no inicio, bem baba ovo, mas logo as pessoas vão perceber que não é bem assim, como já foi citado Lindsay é muito teimosa e se em algum momento sentir vontade de demonstrar sua opinião, ira demonstrar, mesmo que seja contraria a da família real, vai deixar claro que respeita (porque afinal é opinião e cada um tem a sua), mas também vai deixar bem claro que não concorda.


.¸¸..•°*° cσмσ тяαтα σ єscσłнı∂σ: °*°•..¸¸.

Bem, você sabe dos meus planos, não sabe? Então, basicamente, se você permitir, quero te enviar isso por mp. Aí você já me avisa se quer o outro encontro dela lá e eu já envio todas essas coisas em uma mp só.

.¸¸..•°*° cσмσ тяαтα σs συтяσs ƒυηcıσηáяıσs? °*°•..¸¸.

Lindsay tem empregados em sua casa, então está acostumada a ter gente pronta para servi-la, mas nem por isso é mimada. Ela gostar de puxar assuntos, fazer com que sua companhia seja agradável aos outros, sendo assim trabalhar “cuidando” ou estando perto dela não será tão ruim assim. Ela brinca, zoa e conversa sobre amenidades, porque é o que faz com todos e funcionários não são diferentes de ninguém. Ela adora ouvir suas historias, mais ainda as verídicas, mas se não tiver assunto, inventa algum como “o que você acha de todos esses quartos? Consegue imaginar para que outro fim foram feito se não abrigar as selecionadas? São tantos, provavelmente em outras épocas do ano não fica tão cheio, não é?”, ela também gosta de ajudar, para matar o tempo já que ficar no castelo pode ser bem entediante as vezes. Ela, por exemplo, gosta de levar louça. Isso mesmo, lavar louça a desestressar então não será surpresa que após um ataque de raiva ou pânico a encontrem na cozinha lavando roupas ou ajudando em qualquer coisa por lá.


.¸¸..•°*° cяıα∂αs: °*°•..¸¸.


Cassiane Breatman (Criada Um, 19 anos, Dianna Agron)



Olhos castanhos claros, quase verdes, lábios pequenos e um sorriso grande, apesar de sempre ser de canto. Sobrancelhas feitas, cabelo loiro ondulado em dias chuvosos e lisos em outros. Aparentemente Cassiane parece doce e querida, mas Lindsay não confia muito nela. A garota fala pouca e se limita a sorrisos sem demonstrar os dentes ou emoção. Lindsay já viu a garota experimentando uma de suas tiaras em forma de coroas e sorrindo no espelho de um modo ganancioso, talvez ela seja mais uma das milhares de garotas que se inscreveram na seleção e não foram selecionadas. De qualquer modo Lindsay tenta sempre deixar Cassiane confortável, mas não fala nada de muito importante perto da garota, talvez esteja errada, mas a garota não transmite segurança.





Cohen Hadeel (Criada Dois, 22 anos, Crystal Reed)



Cabelos castanhos ondulados e escuros, quase sempre presos em um coque firme, covinhas, sorriso pequeno, olhos pretos e olhar marcante. Diferente de Cassiane, Cohen tem um humor fácil e leve, é de longe a mais humoradas das criadas e está sempre roubando risadas das outras, é a alegria entre as quatro paredes onde ela, Lindsay e as outras duas criadas sem encontram todas as noites. Vê em Lindsay uma amiga e se acha muito sortuda por ser criada logo dela e não de alguma outra selecionada.





Molly Olsen (Criada Três, 37 anos, Rachel Weisz)



Cabelos castanhos escuros e lisos naturalmente, olhos azuis brilhantes e rosto angelical. Molly é viuva e desde que seu marido morreu, ninguém sabe como pois ela nunca conta, ela vivia triste e para baixo, mas então começou a trabalhar com as Cohen e Cassiane e mesmo que tente ser séria e manter a ordem, sempre acaba rindo alto, gargalhando bastante e até mesmo soltando piadinhas. É uma mulher séria e centrada, leva muito a sério seu trabalho, mas concorda sempre com Cohen quando ela diz que são como amigas. Ficar tanto tempo com garotas tão jovens faz com que ela se sinta mais leve. As vezes é como uma irmã mais velha ou mão para Lindsay, sente um imenso carinho pela menina de cabelos diferentes.










.¸¸..•°*° мúsıcα cσм σ ρяíηcıρє: °*°•..¸¸.
Can’t Take My Eyes Off You – Lady Antebellum



.¸¸..•°*° Só isso, pode respirar acabou :v Agora, vc só tem que colocar aquele monte de sims sobre seu personagem ser meu, dando autorização pra que eu mude e, também, ficando sabendo que eu posso matar sua garota no momento que eu quiser. °*°•..¸¸.

Okay, deu um pouquinho de medo (-q), mas okay aijsaisa

мαıs gıƒs:





———————————————————————————————


Ƭᕼᕮ ᕼᑌᘉǤᕮᖇ Ǥᗩᗰᕮᔕ


Crystal Reed as Ann-Jose Boward



❤ Ficha ❤






Nome Completo: Ann-Jose Boward
Idade: 20 anos.
Historia:

Crescer no distrito dez não é exatamente o que toda garota sonha, mas Jose não costuma ser como as outras garotas. Sua mãe a abandonou, seu pai morreu anos depois e ela mora atualmente com a madrasta que teima em fingir ser e tentar tomar o lugar de mãe na vida dela. Jose não suporta a madrasta, nem os dois gêmeos que ela teve (que nem são filhos do pai de Jose!), ela se sente uma intrusa naquela casa e com toda certeza não chama aquele lugar de lar. Ela foi trabalhar por vontade própria em uma fábrica de abate quando era pequena. Tinha doze anos na época e morria de medo de lâminas. Aprendeu a ser auto-suficiente, aprendeu que, querendo ou não, você é obrigada a engolir alguns sapos na vida, isso não significa que você não deva rebater quando quiser.
Ela nunca gostou da idéia em si dos Jogos. Entretanto, tirando sua meia-familia idiota e desconhecidos que tentam mandar nela, parte da cidade a acham uma moça gentil e castimatica (claramente não a conhecem profundamente) e todos a respeitam muito, pois ela é educada com quem for educada com a mesma. Jose sempre gostou de pensar que caso alguma criança ou incapacitado fosse sorteado para os jogos, ela seria voluntária no lugar dessa pessoa. Porque as coisas são simples com Jose: Ela é uma mulher de uma noite só, então não tem amores, sua família sequer é sua família de verdade e apesar de ser querida por alguns cidadãos do distrito 10, a maioria não se importa o suficiente com ela, então morrer é apenas um ponto final em uma historia de algumas poucas páginas.
Ela não se importa em morrer, então provavelmente quando entrar na arena com sua (seu) aliada(o) irá cuidar dela(e) com sua vida, para que ela(e) vença, pois Jose não almeja tanto. Claro que vencer seria lucro, mas a vida de Jose não tem rumo e ela não tem planos.
Atualmente ela não trabalha mais na fabrica de abate, ela é quem caça animais mais “selvagens” e vende para essas fabricas. Ela faz isso por hobbie mesmo, ela adora caçar, montar armadilhas, seguir pegadas. “Ela tem olhos de águias” certa vez um senhor disse “e uma audição de coruja”. Ela gosta de viver no limite, para ela a razão de viver é chegar a um nível máximo de adrenalina. Esse é o sentido da vida dela: ação.
Ela aprendeu tudo o que pode sobre facas e coisas pontudas e hoje consegue fazer um grande estrago com qualquer coisa que seja relativamente pontuda.

Personalidade:

Jose é bem quieta, na dela, mas é uma pessoa que tenta deixar todos confortáveis. Ela é quietona e aparentemente fria, mas vai puxar assunto com você, apenas para que não se sinta sozinho, e vai tentar tirar um sorriso do seu rosto mesmo que você não queira. E vai fazer piadas e quando você se der conta, já estão falando mal de alguém juntos.
Apesar de gostar de ser ver como uma garota fria, Jose acaba sempre sendo a mãezona no grupo. Ela tenta sempre ser receptiva e a partir do momento em que você é gentil com uma pessoa uma vez, ela sempre irá esperar gentilezas. Então, Jose acaba passando uma imagem diferente do que é, e como odeia magoar as pessoas, acaba se esforçando ao máximo para ser ela mesma de uma forma que não faça a outra pessoa sair correndo assustada. Entretanto, mesmo com toda essa coisa de tentar nunca magoar os outros, ela será sempre sincera, principalmente se não vai com sua cara e sabe que você não gosta dela, aí sim ela vai ser sincera de um jeito ruim apenas para você se sentir mal.
Jose é uma vilã em corpo de mocinha, suas ações decidem qual dos dois lados ela vai ser quando estiver com você.
Ela é fria com pessoas desconhecidas, é sarcástica com jornalistas e outras figuras de autoridades e não leva desaforo para casa. Mas ela não é boba, sabe que sua sobrevivencia está não só nas suas mãos, mas também nas mãos de Snow e todos os "paus mandados" dele, então, ela é série, madura e focada e não irá fazer um escandalo, será sarcástica e fria, mas sempre irá mostrar um falso respeito, pois sabe que necessita que eles gostem dela.
Ela sabe usar muito bem o sarcasmo e na maioria das vezes é como defesa. Ela será fiel como um cão se você for fiel a ela. E ela morrerá por você se tiver certeza que você morrerá por ela.
Não há muito o que falar sobre sua personalidade: entre dez pessoas ela não gosta de cinco pelo jeito que são, outras três apenas para não perder o costume e aí resolve ser simpática com as outras duas que sobram apenas para não ficar sozinha.
Ela é uma caçadora. Ela é boa no que faz. E, modéstia a parte, se ela entrar na arena, vai ser para jogar os jogos. Ela não é de se lamuriar, ela não é de choramingar, se ela tiver que matar, ela vai matar. Ela não se enrola. Nada daquele papo de ficar conversando sobre as últimas palavras da vitima, ela primeiro age e depois conversa. Ela aprendeu a se defender.
Ela é silenciosa, mas não se engane, não é perfeita. Jamais conseguiria machucar uma criança e não é boa em lutas dentro d’agua, também não é boa em se esconder, prefere subir em árvores e se esconder nas mesmas. Por isso provavelmente se tiver que se esconder rápido e não houver árvores por perto, ela vai sair correndo mesmo, ou vai tentar lutar se ver que há chance.
Ah, ela não é uma louca suicida, vai poupar sua vida o máximo possível. Ela também é péssima em luta corpo a corpo, pois não é muito forte, por isso prefere ter alguma adaga consigo, pois apesar de não ser forte, é extremamente rápida. Ela também não sabe discernir algo comestível de algo venenoso, por isso provavelmente vá procurar se aliar com alguém que seja bom em luta corpo a corpo, se esconda bem, seja silencioso e saiba diferenciar comida de veneno.
A pouco tempo aprendeu a usar besta, mas prefere arco e flecha, pois bestas são lerdas e retardam o ataque, na opinião dela. Mas o amor da vida dela é, sem duvida alguma, duas adagas feitas pelo pai dela, quando ela ainda era pequena.
Mas a melhor arma de Jose é sem duvida a sua facilidade em mentir, ela mente como se estivesse apenas falando sobre o jornal, ou alguma novela, ou até mesmo sobre o tempo. Nada de corar, gaguejar, tremer ou desviar o olhar. Ela mente naturalmente. É parte de quem ela é, mentiu que tinha quatorze para poder começar a trabalhar mais cedo, mentiu dizendo que não tinha família para receber auxilio de graça e mentiu ter um padrasto abusivo para que alguém se disponibilizasse a ensina-la a caçar. E vai mentir sempre que achar necessário, porque se todos fôssemos definidos em um pecado capital, ela seria a mentira.
Na arena Jose não vai virar uma pessoa carrancuda, claro que ela tem tendencia a liderar porque não suporta receber ordens de alguém que sequer sabe o que está fazendo, odeia deixar sua vida nas mãos de qualquer um, e se conhece bem o suficiente para saber que cuidaria com zelo das vidas que estivessem nas suas mãos. O fato é que ela faria piadinhas nas horas vagas, tentaria deixar todos relaxados, porque como uma caçadora, ela sabe que fazer esse jogo e "Presa e predador" se transforma em algo dez vezes pior quando você se sente obrigado à isso.


Uma palavra que te defina: Perseverante.

Aparência:


(Crystal Reed)

Cabelo castanho, quando molhado fica preto e contra o sol fica amarelo queimado, às vezes se assemelhando à um ruivo. Olhos castanhos (depedendo da claridade do local ou seus sentimentos: escuros ou claros), pele exageradamente pálida demais para uma caçadora, mãos leves, corpo esguio, lábios pequenos e carnudos e um sorriso largo e carismático, raramente visto. .

















Medos: Morrer sufocada, morrer queimada, morrer sem ver quem a matou. Ela não teme a morte, entretanto teme algumas formas dolorosas de ser morta.

Habilidades:

Tem uma ótima mira;
Maneja facas como ninguém;
Mente bem;
É ótima em arco e flecha;
É ótima com bestas;
É ótima em qualquer coisa que deva usar lógica;
Sabe encontrar pegadas e trilhas;
Sabe destruir pegadas e trilhas;
Sabe seguir cheiros e sons;
Tem uma visão excelente;
É rápida;
Sabe caçar;
Sabe matar;
Sabe sobreviver.


Três pontos fortes:

Mente bem
Sabe matar para comer
Sabe construir armadilhas.




Três pontos fracos:

Não sabe se esconder direito.
É fraca no quesito de força.
Se fica nervosa começa a ter uma taque e a tremer compulsivamente, perdendo qualquer capacidade boa que tenha em sobreviver.


Distrito: 10

Como era sua vida no seu distrito?
Eu falei sobre isso na historia dela. Jose tinha uma vida de princesa se quisesse, mas com uma família que não era sua, pois depois que seu pai morreu ficou com a madrasta, que se casou com outro homem e teve gêmeos. Ela apenas não fugiu de casa porque de certa forma devia muito a madrasta que sempre a abrigou tão bem. Ela foi trabalhar em uma fabrica de abate e alguns anos mais tarde resolveu virar caçadora. Aprendeu o máximo com quem estivesse disposto a ensiná-la, por isso não tem medo de por a mão na massa. A vida foi relativamente fácil, sem nada grande ou catastrófico. Nada muito “WOW”.

Símbolo do seu distrito:
Ann-Jose gosta de se ver como um Lobo.




( ) Voluntario (X) sorteado

Roupa para apresentação dos distritos:



Estratégia na arena:
Achar um aliado forte, bom em se esconder, silencioso e que saiba um pouco sobre a arena (o que ali é venenoso, o que não é) e então, encontrar alguém por quem lutar, e defender essa pessoa até o fim, e então (se não morrer lá pelo meio do caminho), pedir para a pessoa matá-la e fazer a pessoa matá-la.

Principal equipamento/arma:
Adagas.
Mas se dá bem com arco e flechas, igualmente com bestas.



Qual é o seu lado: ( ) Rebelde (X) Neutro ( ) Capital
Ann-Jose pensa o mínimo possível nisso, porque sabe que se parece para pensar, seria uma Rebelde, ela gosta de aventura, não é? Tem certeza que se tivesse tido oportunidades, seria uma rebelde.

Esta ciente que seu personagem também será meu e ele pode morrer a qualquer momento desta fanfic: (X) Sim


Outros gifs e fotos delazinha:





Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...