~Foobiez

Foobiez
Auden - Lua Miá
Nome: 》{ണi}ℓℓene《 м¡łłε ✧ [ℳ𝓲𝓵]𝓀𝓈𝒽𝒶𝓀𝑒 ✧ Milмɪᴀᴜ ↫ 𝔉00+bies ↠ Lɑurɑ ✧ Cατ
Status: Usuário
Sexo: Feminino
Localização: Indisponivel
Aniversário: 2 de Março
Idade: 15
Cadastro:

Crazy


Postado


“Eu-- sei que ninguém é perfeito, que por trás de todɑ fɑchɑ(dɑ) de perfeição há umɑ confusão {dis~torcidɑ de subterfúgios e <ɑrrependimentos> secretos.”

— ᴼ ᴱˣᵖʳᵉˢˢᵒ ᴶᵘᵇᶤˡᵉᵘ ⁽ᴰᵉᶤˣᵉ ᵃ ᴺᵉᵛᵉ ᶜᵃᶤʳ⁾, Maureen Johnson.




𝒢𝓇𝒶𝒸𝑒 𝒫𝒽𝒾𝓅𝓅𝓈 𝒶𝓈 𝐸𝓁𝓁𝑒𝓃 𝐿𝒶𝓃𝒸𝒶𝓈𝓉𝑒𝓇


𝒩𝑜𝓂𝑒 𝒞𝑜𝓂𝓅𝓁𝑒𝓉𝑜: Jeremy Ellen Lancaster
Quando chegou no orfanato com apenas sete anos fora registrada como um garoto pois as roupas largas e o cabelo curto fizeram com que ninguém questionasse o nome que vinha bordado em sua roupa: Jeremy. Possivelmente era o nome de alguém que doou aquela roupa para a mãe da menina antes que a mesma largasse a garota no orfanato. Ellen sempre que pode se apresenta apenas como Ellen Lancaster, piadinhas com o seu nome apenas a fazem revirar os olhos, pois já está acostumada com isso.


𝐼𝒹𝒶𝒹𝑒: 17

𝒜𝓅𝒶𝓇𝑒̂𝓃𝒸𝒾𝒶:


Ninguém pode negar que Ellen é muito bela, desperta vários olhares e chama bastante atenção. Foram seu olhar marcante e rosto bem desenhado que chamaram a atenção de seus pais adotivos. Sua pele é branca por isso qualquer batida lhe rende no lugar um tom roxo ou vermelho. Seus lábios são pequenos, mas carnudos, deixando a garota com um ar sensual, mesmo quando séria. Seu sorriso mais sincero sempre vem acompanho por covinhas, mas geralmente sorri fracamente, por isso dificilmente suas covinhas são vistas. Seu rosto é arredondado, seu nariz pontudo e suas maçãs bem marcadas. Suas cílios são naturalmente grandes e grossos, é normal ver algum pequeno cílio caído pelo rosto da menina pois de tantos é normal um ou outro cair. Seus fios são castanho escuros, dependendo da claridade ficam mais claros e quando molhados completamente pretos, não vai muito além dos seus ombros, ondulado na ponta seu cabelo é seu maior orgulho e o que deixa seu rosto ainda mais belo. Costuma alisar o cabelo todas as noites. É mais baixa que a maioria das pessoas então consegue sumir facilmente entre uma multidão. Sua cintura é fina e seus ombros pequenos, o corpo em geral é praticamente ideal para sua altura. É magra, mas possui corpo, o que é uma sorte, entretanto Ellen faz por merecer sua curvas, se cuidando. Tem coxas grossas, mas nada exagerado.


𝒫𝑒𝓇𝓈𝑜𝓃𝒶𝓁𝒾𝒹𝒶𝒹𝑒:

Possui duas personalidades bem diferentes uma da outra, Ellen e Phoenix, ambas são independentes da outra, com os seus próprios modos de pensar, agir e até mesmo suas próprias memórias.


A maioria de seus amigos a definiria como quieta, silenciosa. É a ultima pessoa de quem você espera um escândalo ou uma briga. Dificilmente grita com alguém ou chama muito atenção. A maioria das pessoas sequer sabem seu nome, pois a garota realmente não é de conversar muito com estranhos. Seus amigos na maior parte das vezes são sempre os mais animados e com toda a certeza deram o primeiro passo para se tornar amiga dela. Gosta de estar rodeada de pessoas que falam pelos cotovelos, conseguindo preencher as lacunas que o jeito quieto de Ellen deixa nas conversas. Gosta de rir por qualquer coisa e gargalhar alto, algo que alguns amigos tem o dom de fazer com que ela faça.


Não gosta de gritos e pessoas mau humoradas. Apesar de mais quieta dificilmente você a vê triste, ela está sempre batucando os dedos, passeando em um horário indevido, lendo livros, cantando OU ATÉ fazendo isso tudo ao mesmo tempo. Ela aprendeu a se virar sozinha, por esse motivo adora ajudar os outros, mas não sabe reagir quando alguém quer ajudá-la. Ela não chora na frente das pessoas, age como se tivesse que ser forte o tempo todo, porque só tem a si mesma. Ellen é extremamente leal ás pessoas que considera amigos, é geralmente aquela amiga que escuta bastante e dá conselhos sábios, sempre calma, pensa, repensa e tri pensa antes de fazer alguma burrada, entretanto, mesmo que dificilmente se irrite, ninguém é imune a isso e quando ela fica irritada, fica mais silenciosa do que já é, não fala pois sabe que se abrir a boca será estúpida e dará no meio, não importa com que seja, se Ellen abrir a boca para reclamar de qualquer coisinha sendo que já está irritada será bem estúpida e insensível, afinal está com raiva. Por isso, quando com raiva, ela se retrai, segue as regras à risca, dorme cedo, come pouco e não fala nada, até que se acalme. Sua quietude jamais afeta seu senso de humor, o que impressiona seus recém amigos, é uma piadista e se está de bom humor consegue fazer as pessoas chorarem de tanto rir. Normalmente anda sempre acompanhada de sua ironia.


Ela é extremamente responsável e madura mesmo para sua idade, tem opinião própria e não deixa que ninguém lhe diga o que fazer. Ela gosta de se sentir livre e não obrigada a fazer o que não quer. Sempre fora treinada para ser uma mulher importante e visionária, então tem uma visão ampla sobre seu país e conhecimentos gerais. Determinada, não abaixa à cabeça para ninguém. É uma das mais inteligentes da sua classe, não sabendo tudo sobre todas as matérias, mas prestando atenção no básico. Tem uma boa lábia e consegue fácil, fácil convencer alguém principalmente porque seu jeitinho faz com que todos pensem que é ingênua e inocente, muito pelo contrário mente muito bem, uma das suas melhores armas. Não dispensa carinho ou abraço. Sempre está á demonstrar o quanto gosta da pessoa. Tentando ajudar. Companheira para todas as horas, mesmo que esteja fazendo algo importante, ela para e vai ajudar. Colocando a emoção em cima da razão. É fiel às pessoas e suas palavras, quando faz uma promessa ela leva a sério.



Odeia obedecer regras e ordens. Gosta das coisas de seu jeito é não arreda até conseguir o que quer, ela age em situações com o coração, nunca com a mente sã. Sempre imprevisível, nunca se sabe como irá reagir em determinas situações. Esse é um de seus piores defeitos: ela não consegue deixar algo muito tempo bagunçado e tudo tem que estar perfeito. Tem um gênio forte e isso contribui para que ela seja uma pessoa determina que não desiste das coisas que quer pelo primeiro obstáculo. Quanto colocam-na em um desafio vai até o fim passando por todos os obstáculos para chegar até o fim, não importa o que estiver em seu caminho, ela passa por isso de cabeça erguida. Quando quer alguma coisa, não para até conseguir, luta até sua última gota de sangue. Pra ela não existe a palavra desistir em seu vocabulário. Isso faz dela uma pessoa egoísta, e infelizmente as pessoas já estão acostumada com isso. Se quer algo Ellen não pensa em mais nada e ninguém, apenas faz de tudo para conseguir.


Ela é bastante educada, mas na maior parte do tempo evita socializar com pessoas que não são suas amigas, simplesmente porque se acha péssima nisso e sempre acaba puxando algo bobo como assunto. Não tem facilidade em fazer amizades, a maior parte dos seus amigos conheceu por meio de outros velhos amigos, alguns poucos tomaram coragem para tentar socializar com a menina. Ao contrário de Ellen, Phoenix tem uma facilidade impressionante para socializar com as pessoas, entretanto não tem ninguém para chamar de amigo. A habilidade em socializar ajuda bastante no seu emprego as noites. Procura não fazer muito escândalo e se mantem sempre pelos cantos, analisando as pessoas. É desinibida e impulsiva. Gargalha alto por qualquer pouca coisa e não importa o quanto beba é raro ficar bêbada.



Odeia ler ou ficar parada assistindo filmes, gosta de agitação e não aguenta nada que a obrigue a ficar em um só lugar. É bastante sarcástica e cética, mas não de um jeito que incomoda as pessoas, sabe muito bem como arrancar uma gargalhada de alguém. Odeia obedecer regras e ordens, é bastante bagunceira e desleixada com as suas coisas e com as dos outros.


Ellen e Phoenix são diferentes em muitos pontos e iguais em alguns outros, afinal são a mesma pessoa. Entretanto apesar de Phoenix saber que Ellen existe, Ellen dificilmente se lembra do que faz às noites como Phoenix. Motivo para não aceitar sofrer de transtorno de múltiplas personalidades. Para Ellen o que acontece de noite são sonhos malucos que nem sempre tem, pois assim que chega nove horas vai dormir. É quando Phoenix acorda mais ou menos as onze da noite e sai trabalhar, para ela tudo sempre é um jogo.

𝒫𝓇𝑜𝒷𝓁𝑒𝓂𝒶: Transtorno dissociativo de identidade, conhecido popularmente como dupla personalidade.

𝐻𝒾𝓈𝓉𝑜́𝓇𝒾𝒶:


Jeremy nasceu provavelmente entre o dia 22 e 25 do mês de maio, nada era uma certeza quando chegou no orfanato. Precisava de um nome e o sexo antes de passar pelos exames e enfim ser definitivamente uma moradora daquela grande casa cheia de órfãos como ela, então rapidamente ao julgar pelo seu rosto gordinho e o nome bordado em sua roupa todos pensaram ser um garoto e assim foi registrado, entretanto não demorou para que nos exames percebessem que se tratava de uma garota e como mudar o nome da mesma daria muito trabalho e custaria dinheiro, acabou ficando como Jeremy Ellen. Ellen gosta de pensar que o universo gosta bastante dela ou no minimo a percebe, pois é raro alguém já nascer com esse tamanho azar que ela tem, quem dirá mantê-lo por tanto tempo, há 17 anos Ellen não espera que as coisas deem certo para si, apesar de viver dizendo para as pessoas serem positivas sempre se prepara para o pior.


Quando tinha 11 anos foi adotada pelas Lancaster, duas mulheres fortes e decididas. A primeira era Alicia Lancaster, uma advogada no inicio do que viria ser uma grande carreira e sua esposa Mulan, cardiologista recém formada. Ambas haviam se conhecido no campus da universidade nos seus respectivos primeiros anos como universitárias e estavam juntas desde então. Mulan achou engraçado o nome da menina, disse que havia algo nela. Entre tantos números de pessoas, a roupa do tal Jeremy foi vesti-la e ela foi chamada assim, beijada pelo destino Mulan dizia. Até hoje insiste em chamar Ellen de Jeremy, algo com o qual a garota já se acostumou, mas odeia.


A garota logo foi adotada e se mudou para a casa das suas mães, os primeiros três anos foram maravilhosos, mas já ouviu falar que um casamento começa a realmente ser válido se ambos conseguem superar os cinco primeiros anos? Alicia e Mulan não suportaram nem o quarto ano, pelo motivo mais clichê que existe conhecido como: trabalho. Alicia já tinha um escritório só seu e isso tomava mais tempo do que a mesma tinha, logo sua vida era o trabalho transformando Mulan e Ellen em apenas duas figurantes, como o vendedor de balões do parque tal qual Alicia passava todos os dias a caminho do trabalho.


O estopim para o divórcio foi uma briga que tiveram por causa das notas péssimas de Ellen, Alicia culpava Mulan por deixar a menina fazer o que bem quisesse "sendo uma patética sonhadora sem compromisso algum que não leva nada a sério", Mulan por sua vez culpava Alicia por não dar atenção a filha fazendo com que a mesma se trancasse dentro de si mesma. Aquilo foi um choque para Ellen, ali na sua frente via o mais perto de uma família que teve se deteriorar, as suas duas heroínas preferidas estavam pegando caminhos diferentes. Por culpa dela. Com treze anos Ellen se viu com a difícil tarefa de escolher uma das mães, só poderia ver a outra nos fins de semana e perante o juiz ambas mulheres deixaram que a menina escolhesse. Por fim Ellen escolheu Alicia, pensando em como morar com a mãe as aproximaria, ninguém pode julgar a garota, tinha apenas treze anos e queria desesperadamente atenção, entretanto isso não melhorou em nada o relacionamento de ambas e só esfriou o da mesma com Mulan que mesmo que não admita se sentiu traída pela filha.


Os problemas de Ellen começaram aí sendo criada e ajudada com os problemas da adolescência pelas empregadas pois Alicia mal tinha tempo para ela. Não havia duvida que uma mãe era muito diferente da outra e cada uma a tratava de um modo. Em casa Ellen não podia fazer quase nada pois Alicia pagava um bônus para os empregados que dedurassem a menina caso fizesse algo sério, por esse motivo a garota é tão quieta e procura não chamar a atenção, tentava se esconder na própria casa torcendo para que as pessoas tivessem mais o que fazer do que ficar de olho nela. Já na casa de Mulan a garota podia fazer o que quiser, os fins de semana era recheados de festas que a mãe dava para antigos amigos da faculdade, cheia de bebidas, pessoas estranhas, desconhecidos e barulho, era bem difícil a festa não acabar com a policia na porta de Mulan mandando desligar o som e acabando com as festas pois os vizinhos reclamavam. Enquanto para Alicia o fim do casamento foi um empurrão para crescer na carreira para Mulan significou regredir alguns anos e aproveitar o que não pode, foi em uma dessas noites (provavelmente na primeira vez em que bebeu porque havia pegado a mãe na cama com outra pessoa) que nasceu Phoenix.


Já era madrugada e em uma noite de festa na casa de Mulan quando Phoenix acordou de um cochilo e resolveu sair daquela casa, passear um pouco, se divertir. Foi quando conheceu Margot, dona de um hotel de beira de estrada, na frente desse hotel ficam algumas prostitutas que levam os homens para dentro desse lugar (o que o faz já ter uma má fama), de inicio Margot queria que a garota trabalhasse na frente do hotel junto com suas outras contratadas, mas a garota não aceitou, queria passar as noites se divertindo, foi quando combinaram que o serviço de Phoenix seria simples: apenas teria que seduzir os homens e levá-los até a porta do hotel, ali outras garotas "cuidariam deles".


É praticamente isso que Phoenix faz todas as noites, procura um alvo em algum bar ou balada e dá um jeito de levá-lo até As Garotas de Margot (como resolveu chamar as prostitutas). Foi Margot quem apelidou Ellen de Phoenix, não querendo saber seu nome verdadeiro e mandando a garota nunca se apresentar por outro nome, a mulher não faz ideia de que Phoenix na verdade é Ellen e sofre de um transtorno muito sério. Agora com dezessete anos Ellen se tornou uma garota esperta e nunca dá motivos para ser dedurada para a mãe, faz tudo escondido e bem feito.



𝑅𝑒𝓁𝒶ç𝒶̃𝑜 𝒸𝑜𝓂 𝒶 𝒻𝒶𝓂𝒾́𝓁𝒾𝒶, 𝒶𝓂𝒾𝑔𝑜𝓈 𝑒 𝒹𝑒𝓂𝒶𝒾𝓈 𝓅𝑒𝓈𝓈𝑜𝒶𝓈:
Ellen é mais quieta e reservada, não interage muito com desconhecidos, mas se algum amigo seu chegar logo ela é outra pessoa, não mede esforços para fazer os outros gargalharem e nunca deixa faltar assunto. Phoenix por outro lado não tem muitos amigos, o mais próximo de um é Margot e mal trocam muitas palavras até o dia do pagamento, entretanto como seu trabalho é conversar com estranhos ela é muito boa em puxar assunto e mantê-los, gosta de brincar com as palavras e encurralar as pessoas com elas, como já disse para Phoenix tudo é um jogo.

𝒜𝒸𝑒𝒾𝓉𝒶𝓇𝒶́ 𝑒𝓃𝓉𝓇𝒶𝓇 𝓃𝑜 𝑔𝓇𝓊𝓅𝑜 𝒹𝑒 𝒾𝓂𝑒𝒹𝒾𝒶𝓉𝑜? Não, pois para Ellen o que Phoenix faz são apenas sonhos, na maioria das vezes nem se lembra. Todo mundo houve falar de dupla personalidade, mas pouca gente sabe como é, as informações são poucas, não é como depressão ou ansiedade. Para Jeremy dupla personalidade é praticamente algo surreal e ela não sofre disso.

𝒞𝑜𝓂𝑜 𝓈𝑒 𝓇𝑒𝓁𝒶𝒸𝒾𝑜𝓃𝒶𝓇𝒶́ 𝒸𝑜𝓂 𝑜 𝑔𝓇𝓊𝓅𝑜? No inicio Ellen vai se fechar totalmente, sendo praticamente obrigada a comparecer ela se sente perdida, Phoenix era sua parte divertida e mesmo que pensasse ser só um sonho era legal ficar lembrando do que acontecia as noites, era como ler um livro. Desde que começou a comparecer no grupo fica difícil conseguir lidar que todas as noites é outra pessoa.

𝒫𝒶𝓇: Não.

𝒞𝓊𝓇𝒾𝑜𝓈𝒾𝒹𝒶𝒹𝑒𝓈 𝓈𝑜𝒷𝓇𝑒 𝒶 𝓅𝑒𝓇𝓈𝑜𝓃𝒶𝑔𝑒𝓂:

É claustrofobia, não consegue ficar muito tempo em um lugar sem janelas e muito pequeno sem se sentir agoniada e ficar com falta de ar.
É apaixonada por frio e neve, o inverno é sua estação favorita e a garota não esconde de ninguém o prazer que sente em sentir frio.
Ellen é apaixonada por Latim e sempre que tem tempo está procurando aprender mais.
Viciada em lendas urbanas, mitos e contos.
Ellen vê poesia no silêncio, por isso é normal que as vezes quando alguém está triste se sente do lado da pessoa e apenas fique em silêncio. Phoenix por outro lado se vê que alguém está desconfortável com algo muda de assunto rapidamente, não por ser uma pessoa legal, mas porque sabe que isso fará com que ganhe a confiança da pessoa em questão, fazendo com que a mesma conte o porque de ter ficado sem graça, matando assim a curiosidade da menina.
Na maior parte das vezes Jeremy é certeira em suas decisões e escolhas, mas se algo tem muita relevância ou está sendo pressionada, acaba por ficar agressiva pois Ellen e Phoenix discutem dentro de si, cada personalidade com uma opinião, deixando a menina confusa e indefesa.
Ellen se sente pouco feminina perto de outras garotas pois não liga muito em ficar bonita no dia a dia, além de que enquanto as garotas competem para ver quem tem as unhas mais bonitas e grandes a menina rói as suas sem sequer notar.
Ela gosta de cantar pra si mesma antes de dormir, como um ritual. Pega o velho violão que ganhou de sua mãe Mulan e canta pra si mesma. Poucas pessoas já ouviram a garota cantando, pois ela é não gosta muito da própria voz, entretanto essas poucas pessoas dizem que ela deveria levar isso para um lado profissional. Jeremy tem duvidas quanto a isso.
A música que mais define Jeremy (em relação a ter duas personalidades) é How Does It Feel? da Avril Lavigne.
O hobbie favorito dela é anotar frases de livros e filmes e decorá-las. Ama fazer isso, tem um pequeno caderno onde tem todas as frases que para ela são profundas, poéticas ou apenas bonitas.
Seu livro favorito é Deixe a Neve Cair, que composto por três contos que se interligam. O conto favorito dela é O Expresso Jubileu da Maureen Johnson.


Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...