~Lightwood-

Lightwood-
Haters Gonna Hate
Nome: Rσввιє ιѕ Mу Ƈяυѕнαвαтαι|ǀѕαɗσяα--->Mαяιɗα|Ɗια.Mσмму|Rуαη>Ɓιcяυѕн|SQUAƊ RULƐS|---->ƐƖƖα
Status: Usuário
Sexo: Feminino
Localização: Indisponivel
Aniversário: 6 de Novembro
Idade: 17
Cadastro:

Resenha Crítica: Freedom.


Postado



"Para leitores e leitoras dispostos a se entorpecer em um enredo"


Das inúmeras coisas que aprendemos na escola uma das mais importantes, só vemos com as próprias experiências.
A Terceira Lei de Newton aborda que toda a força aplicada em um objeto, é retribuída pelo mesmo a seu agressor exatamente na mesma magnitude. Porém, em nossa realidade, são poucas as autoras que sabem que um prólogo bem feito, tem o mesmo impacto ou até mesmo um superior a inúmeras divulgações.
Sem mais vos apresento uma fanfiction com total entendimento desta lei: Freedom por @smileaa.

Victor Hugo foi um escritor aclamado e eternizado por suas obras, sua imortalidade na literatura veio também por um de seus mais bem desenvolvidos frutos, Os Miseráveis, obra que teve sua primeira publicação em 1862.

Freedom trata a miséria interior como se fosse uma velha amiga de muitos anos, travando e descrevendo nos mínimos detalhes um demônio interno quase que impregnado na carne de nosso principal, Justin (Justin Bieber).
Sua passividade interna o coloca em um estado de comodismo perante suas batalhas pessoais, e o fazendo explicitamente refém de uma depressão, e também outros grandes vícios tais como o alcoolismo.

Um homem casado, com família e até propriamente mencionado um legado, sua pequena filha Bella irá trilhar os leitores amantes até o subúrbio de sua mente, assombrada por seus fracassos pessoais e até mesmo os de seu Pai, personagem que marcou as memórias e temores do rapaz.

Em um trecho a autora menciona em meio a Point Of View de Justin, que todos os seus momentos de decaída e até os mais marcantes foram guiados por seus instintos e seu desejo de como ser humano viver.

Muitos leigos pensam que a liberdade de fato existe, que todos nós temos o livre arbítrio de nossas escolhas e sensações, meramente mais um erro.
E nesse enredo, o liberalismo dói, e pela manhã reina a culpa,como pequenos fragmentos que pouco a pouco voltam a uma memória antes vazia.

A liberdade, em inglês Freedom ou até para os mais adeptos ao medíocre francês, liberté, recai a promessa de um novo amor, desviando de sua mulher, filha ou qualquer outra pessoa, a chave de suas algemas atende pelo nome de Summer White (Zara Larsson).
Jovem, bonita e atraente dona de olhos azuis encantadores, nossa personagem tem em suas mãos o poder de deixar o mesmo a decadência do fundo do poço, ou ser sua aclamada Liberdade.


Com toda segurança é dito que de quaisquer capítulos feitos, o de maior liberdade é o prólogo, nele o autor recebe a grande chance de ou encantar seu leitor, ou fazer o mesmo rapidamente perder o interesse.
E apostando em seus pontos fortes, a autora criou uma previa de uma trama magnetizante e alimentada por um desejo proibido (Seguindo os pontos discutíveis da trama).

A linha tênue dentre o desejo e a perdição.
Na maioria das obras e principalmente nas que abordam a temática traição, é de fato levantada muita poeira e ocorre o despertar um lado questionador e crítico na maioria das pessoas (principalmente os religiosos), e esse empecilho casual de enredo ainda trará muitos questionamentos aos leitores.
Devo particularmente ressaltar que a proposta de maneira estratégica, exatamente compatível com os personagens, leva a está fanfiction ter a possibilidade de travar inúmeros caminhos, e não decair no devido clichê dessa temática, há disponível um leque com inúmeras jogadas e se bem aproveitadas no futuro renderão um clímax avassalador e viciante.

Mulheres...doces mulheres
Dentre as falas mais casuais ou sugestivas, no final do prólogo somos bombardeados com a realidade, duas mulheres carregam o nome do principal enquanto sua alma e coração querem pertencer a uma terceira.
Apesar de ter que concordar com a qualidade e desafio que representa escrever pontos de vista masculinos quando se é do sexo feminino, e concordar que a autora travou este desafio com maestria, é de roer as unhas a espectativa e curiosidade em relação a Bárbara (Esposa do Principal) e Summer, e mais detalhes sobre elas estão se colocando cada vez mais necessários a cada instante que se afoga ainda mais nas palavras escritas.

Quem de fato é a Bárbara?
Uma boa mãe ou mulher?
Ela é fiel ao marido?

Quem realmente é a Summer?
Toda a sua doçura descrita aos olhos do homem que se encontra em um estado de quase uma obsessão, é real?
Ela seria capaz de aceitar ser a outra?

E até o tão aclamado ponto:

Justin seria capaz de abandonar a vida que criou ao lado de sua mulher por uma paixão?

Qual é a visão que se tem de Freedom?.
O enredo é apostado em uma sequência de fatos discutíveis e também polêmicos, uma traição sem dúvidas é uma traição independentemente dos motivos ou ângulos. Aos meus olhos está trama tem sim um grande futuro,e é uma promessa de algo forte e com resultados satisfatórios, porém, com ela também reina uma grande responsabilidade a autora dada pela legião de leitores que a cada dia cresce ainda mais.
Existem idéias e mais idéias em nossas cabeças e as vezes não conseguimos transparecer a clareza de nossa mente as palavras, e está realmente se mostra ser a chance de ouro da autora.
Para aqueles que não estão mais entretidos com os romances adolescentes, Freedom vem com uma proposta de temas recorrentes a idade adulta, temas fortes porém descritos com uma harmônia e sutileza inimaginável por palavras finas e meticulosamente colocadas, como traços em um quadro milionário


Estarei deixando o link da fanfic, está é uma trama para se questionar e possivelmente mudar seus pontos de vista ou convicções morais.

Freedom: https://socialspirit.com.br/fanfics/historia/fanfiction-justin-bieber-freedom-5090766


Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...