~Myer

Myer
Ding dong~
Nome: Raphaela
Status: Usuário
Sexo: Indisponivel
Localização: Indisponivel
Aniversário: Indisponivel
Idade: Indisponivel
Cadastro:

Ficha - Ohime-sama


Postado

Charlotte "Charlie" Margareth


Nome completo:
Charlotte Margareth Young
Charlotte um nome dado pela sua mãe, uma mulher de alta classe que nasceu para ser dona de casa. Sua mãe queria que sua filha fosse uma princesa, e lhe deu nome que sugere uma.

Apelido:
Charlie
Mas de princesa, Charlie não tem nada. As bonecas sendo substituídas por subidas em árvores e machucados. Seus vestidos sempre rasgados e sujos de terra. Com o tempo todos passaram a lhe chamar de Charlie, afinal, Charlotte era formal demais para aquela pirralha.
Margo ou Maggie
É como raras pessoas a chamam, na maioria das vezes quando querem ser formal mas nem tanto.

Idade:
15 anos

Aparência:
Charlie é dona de uma cor de cabelo peculiar, loiro acinzentado, que chegam até o começo das costas, lisos. Sempre presos em uma maria-chiquinha alta que faz seu cabelo parecer menor, raramente os deixa soltos. Uma franja desregular cai sobre sua testa, algumas vezes joga a franja pra cima da cabeça e prende com grampo.
Olhos grandes e verdes escuros sempre expressivos, demonstrado com todas as forças suas emoções. Lábios finos e rosados sempre curvados em um sorriso travesso cheio de dentes e o nariz arrebitado. Sua pele é branca, sem qualquer bronzeamento, causando vermelhidão com facilidade.
Todos dizem que Charlie é muito magra e baixa para a idade, com 1,53 de altura e seus 40kg, alguns a confundem com uma criança. Seus seios quase inexistentes, a pouca curva em suas cinturas, o corpo mal desenvolvido, realmente a fazem ter a aparência infantil.





Anime que tirou a aparência:
Maka Albarn - Soul eater

Personalidade:
Charlie é uma garota brilhante, ela se destaca com seu jeito alegre, direto e confiante, inteligente e sempre dando tudo de si, trabalhando duro para conseguir o que quer.

Ela dá tudo de si quando se trata de inteligência, gosta de ler e estudar, mas só estuda quando tem provas, e gasta todo seu tempo para tirar notas altas.
Ela também é conhecida a seguir as regras de alguém que respeita muito e raramente quebra-las. Ela tem que estar muito confiante para quebrar alguma regra imposta de alguém que respeita.

Charlie também é alguém que cuida dos amigos e é gentil, disposta a ajudar um amigo quando na necessidade sem ganho pessoal no final e ajudar um recém-chegado. Ela atinge muitas grandes realizações para os outros, e ela sempre quer ajudar e fazer as coisas certas, assim, ela é ingênua por simplesmente ser ela. Ajudar os outros sem esperar algo em troca.

Charlie também é capaz de ter uma grande compaixão e compreensão, o suficiente para entender até os mais graves dos crimes e aceita los.

Ela é conhecida por ser obstinada e irresponsável. Apesar de algumas ações maduras, Charlie é extremamente impulsiva e direta sem se importar com a opinião alheia. A alegria exagerada também a faz parecer idiota, sempre sorrindo carregada de emoção e de não está concentrada em algo está falando, uma tagarela sem limites. Como vive dizendo "Quero ser ouvida, não precisa responder."

Charlie é bem normal, uma garota alegre e que dá tudo de si. Talvez o que a tire da tal "normalidade" é sua bravura/coragem excessiva e ainda possui uma mentalidade em que uma vez que começa, quase nada a impede.

Apesar disso, Charlie possui defeitos e inseguranças. Ela tem sido notada por ser teimosa e sombria e às vezes é propenso a tomar decisões sem considerar os sentimentos do outro se ela se sente certa o suficiente daquilo. Isso a faz alguém egoísta. Ela também vê o sexo masculino negativamente, dizendo ser nada mais do que "porcos" ligando apenas para sexo. Mas isso raramente aparece, somente quando alguém começa a falar coisas pervertidas perto dela. Ela da o famoso "Charl Chop" com um livro pesado, e bate pé, ficando irritada.

Ela também pode ser dita a ter problemas de temperamento, ocasionalmente, golpeando aqueles que irritá-la, sejam superiores ou não, deixou irritada ela já parte para um soco ou o simples "Charl Chop".

Ela também está
acima de quebrar as regras, por algum motivo quebrar regras de uma escola ou estabelecimento é nada, mas a partir do momento em que uma pessoa que ela resposta está ditando as regras dificilmente ela irá quebra- las.

Um dos seus principais inseguranças é seu medo de perder quem ama, isso é algo péssimo que a faz vulnerável quando uma pessoa que ama está mal, mal de verdade quase morrendo. Ela preza muito pela vida de seus companheiros.
Tanto é assim que ela se esforçou e ficou mais forte ao ponto de ignorar as opiniões pessoais de qualquer pessoa para proteger quem ama.

Outro defeito de Charlie é que ela fica com inveja e ciúmes facilmente, basta roubar um pouco a atenção de quem tanto gosta. Isso faz dela carente por atenção, seus problemas com mãe a fizeram assim.


Gostos:
Fofura, pessoas fofas, animais fofos, pelúcias fofas. Qualquer coisa no estilo cute!
Subir em árvores.
A sensação de liberdade.
Brincadeiras infantis.
Livros.
Esportes. Charlie é bem atlética.
Doces.


Desgostos:
Seriedade excessiva, pessoas muito sérias. Charlie não sabe com lidar com elas.
Se sentir presa.
Ficar parada.
Que gritem consigo.
Que a contrariem.
A chamem de baixinha.
Dizer coisas pervetidas perto de si


História:
Charlotte cresceu com uma mãe tradicionalista, onde as moças devem ser bem comportadas e sempre gentis, usando seus vestidos longos. Sua mãe, Marie, até tentou fazer da filha uma dama, mas não podia simplesmente proibir a filha de sair para o quintal, ela sairia com ou sem sua permissão.

Marie era uma mulher gentil e amorosa, mas extremamente tradicionalista, onde acreditava que mulheres deveriam agir como perfeitas indefesas. Marie não conseguia controla la. E por sair de um padrão que Charlie achava ridículo, ela se tornou fria com a filha, assim como era com todas as suas irmãs. Charlie não se importou, ela tinha suas irmãs que cuidavam dela e seus amigos de escola. Charlie era muito sociável, afinal. Se dava melhor com garotos do que garotas, mas enfim.

Teve uma vida bem normal, nunca se importou com o fato de ser vampira, nunca levou a sério.
Aos seus 9 anos sua mãe foi morta. Não sabe quem foi. Não viu seu corpo. É não se importou, aquela que chamava de mãe no fim não a aceitou por mero capricho, com o tempo parou de considerar ela como mãe.


Manias:
Bater a ponta do pé no chão de forma ritmada com a música dos fones.

Talvez não seja uma mania, mas Charlie sempre que quer calar a boca de alguém, simplesmente afastar a pessoa ou quando está está dizendo algo pervertido, ela usa o "Charl Chop". Um livro grosso em cima da sua cabeça.

Roer as unhas. Por isso nunca estão pintadas, não há motivo para tal. Vive roendo


Obsessões:
Cabelos. Ela simplesmente adora mexer no cabelos dos outros. Fazer tranças, enrolar.
Sapatos. Preferência tênis, quase sempre tênis. Uma consumidora compulsiva por tênis.
Doces. Não passa um dia sem, se não ela entra em abstinência.


Medos:
Mar.
Palhaços.
Perder pessoas importantes
Sapos


Fobias/Traumas:
Ela não possui nenhuma fobia. Mas tem trauma do mar. Foi na primeira vez que foi a praia aos 7 anos. Ela acabou se afogando, foi salva por um turista e acordou no hospital. Nem sabe nadar e evita água.

Frases:
"Esse negócio de esquerda e direita tá dificultando tudo. Não é melhor ir sempre em frente, fazendo seu próprio caminho?"
"Todos temos um pouco de loucura dentro de si."
"Não importa o corpo, nem a aparência e sim, a alma"
"A dor é uma espécie de medo"
"Sempre tenho está pergunta estranha: Estou louca ou as pessoas ao meu redor que estão loucas?
"A loucura de alguns é a razão de outros."


Par:
Subaru

Animal de estimação:
Um tigre, chamado King.
Ele já tem 2,4 de comprimento e pouco mais que 100 kgs. Tem pra lá seus 4 anos. Charlie mimou demais esse filhote. Ele ainda dorme na mesma cama que ela. É acha que Charlie é um filhote, vive a puxando pela blusa como tigres fazem com filhotes. Não que consiga tira- lá do chão mas tem força suficiente para arrastar lá de um lado pro outro. Isso acaba fazendo com que Charlie tenha hora pra dormir. King sempre a arrasta para o quarto quando ela ainda está acordada de madrugada.


Relação com o par:
Charlie acha Subaru interessante. Ele do tipo calado, e ela falante. Dizendo coisa aleatórias o tempo todo. E por mais que o albino tente afastá lo, ela quando não está ocupada gruda nele feito carrapato. Com o tempo, Subaru passa a gostar da presença falante de Charlie e se torna uma pessoa gentil perto dela, a partir disso ela percebe estar se apaixonando e se afasta dele. Subaru tão acostumado com as conversas não respondidas, tenta entender o porquê dela ter sumido.

Relação com as irmãs:
Apesar de na maioria das vezes é elas quem a protege, e não o contrário. Charlie está sempre ali para ajudar e ouvir o desabafo. Mas Charlie está mais para trazer a felicidade involuntária, arrancar um riso do rosto de quem está triste e protege las dos pervertidos usando o "Charl Chop". Ela traz a alegria, não o ombro amigo, ela sequer saberia como lidar, ficaria indecisa sobre falar ou só ouvir.
Quando está angustiada ou triste ela vai a procura elas para ouvir seus conselhos.
Daria a vida por elas, são sua irmãs afinal. Devem ama -lá também, não?


Relação com os outros Sakamakis:
Shu: Charlie adora sua paixão pela música. Mas odeia o fato de ser preguiçoso e achar que seus problemas são maiores do que dos outros. Ela acha que ele deveria agir como um irmão mais velho para com os outros, e talvez só talvez assim eles não o odiaria. Mas, bem, Shu nem liga.
Eles raramente conversam, digo, ele não responde. Quando Charlie está entediada ela vai procurar Shu, afinal, este sempre com fone de ouvido nunca vai ouvi lá, sua presença não parece incômoda, se ele sabe que ela está lá, ela só senta e fala sozinha coisas banais ou só informar sobre os irmãos mais novos dele. Ela acredita que este se preocupa com eles, então se sente na obrigação de dizer se ele estão bem e o que fizeram. Mas não sabe se ele ouve.


Reiji: Charlie prefere evitá -lo. Talvez seu jeito certinho demais. Sua forma de agir a incomode. Além de que, Ele pensa que é quem para dizer o que ela tem que fazer? Charlie não o suporta, quer distância e também sua morte. Ela o odeia mais do que brócolis

Laito: Não que o odeie. Mas o acha muito pervertido, e odeia a forma que a trata suas irmãs. Laito com certeza, vai ser o primeiro a conhecer o "Charl Chop". Eles não são amigos. Ele gosta de irritar Charlie. Só isso. Ela dá o "Charl Chop". Mas apesar de tudo ela tem uma certa obsessão com o chapéu dele. Aquele chapeuzinho fofo. Ela quer um pra ela. É por isso sempre tenta pega lo. É uma forma de irritar ele.

Ayato: Ela gosta de Ayato. É tão boa em esportes quanto ele. É tão energético quanto ela, e gosta de travessuras como ela. Mas é um sádico. Porque ele tem que ser sádico, ele não poderia ser fofinho? É de sua altura? Ayato vive a chamando de "Tábua", "Tampinha", "Pintor de rodapé e outros relacionados a sua altura e corpo pouco desenvolvido. O "Charl Chop" está ali para isso

Kanato: Sua relação com Kanato é quase bipolar, qualquer coisa que Charlie faz o irrita. Eles raramente tem uma conversa onde Kanato não comece a gritar ou chorar. Principalmente quando se trata de Teddy. Charlie não pode tentar "falar" com a peluche que ele fica irritado.
Mas antes dele começar a gritar, estás conversas são bem normais, enquanto eles conversam sobre coisas banais.
Como Charlie não é alguém que fica calada, eles vivem discutindo, basta Kanato perder o controle. Mimado, infantil e Yandere são o xingamentos mais comuns que ela solta. Eles se odeiam. Mas ela ainda acha ele fofo.


Reações/ações quando:
• Os garotos chegassem no castelo/mansão delas: Estaria dormindo, encostada em King, acordaria com o rosnado do mesmo por causa dos estranhos na mansão. Esfregaria os olhos e perguntaria quem são. Não daria a mínima e voltaria a dormir em cima de King para o mesmo levava para o quarto.

• Saber que irá ter um mordomo particular: Seria estranho. Ela perguntaria pra que e porque, e simplesmente não entenderia.

• Estivesse apaixonada: Negaria até a morte, sairá de perto da pessoa, se afastaria o máximo que conseguir. Grudaria nas irmãs para sair de perto dele é ele não vir a sua procura. O par teria que tomar a iniciativa porque Charlie se manteria afastada.

• Reação ao saber que os mordomos são vampiros: Achou óbvio, afinal eles são mordomos e não presas. Se fosse humanos, não durariam, certo?/i]

Hentai?:
[I]Sim~


Algo a mais?:
Non, Non, acho que não


Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...