HIV


Postado

HIV

Olá amores!
Pensei, pensei e pensei em vários assuntos para fazer (de novo) um jornal. Por quê? Porque sim ._. Bem, pensando no que escrever pensei em escrever sobre HIV (Vírus da Imunodeficiência Humana) o causador da AIDS (Síndrome da Imunodeficiência Adquirida).
Como muitos sabem (ou não) o vírus só é passado por relação sexual oral, anal ou vaginal sem preservativo (camisinha/capa), compartilhamento de agulha/seringa, objetos cortantes/que furam não esterilizados, da mãe para o filho ou pela amamentação caso a mãe tenha. Por abraço, beijo, lágrima, entre outros, não se passa :3
Justamente pegando nisso de que pelo abraço, beijo, lágrima não se contamina, quero chamar atenção de alguém que tenha um certo preconceito sobre o vírus, às pessoas que não tem a informação certa e já tira decisões desnecessariamente precipitadas achando ser o Einstein. Particularmente, para mim, é algo completamente desnecessauro (desnecessário) já que estamos na era digital, era de sermos um pouco "Metamorfose Ambulante" (TOCA RAUL/parei, o artigo é sério). Já que temos tanta acessibilidade à internet, que tem conteúdos livres não cai a mão de ninguém e muito mesmo morre por pesquisar sobre...
Agora imagine você acordar feliz, dia de ir ao médico/ginecologista para fazer algum exame de sangue ou algo do gênero e repentinamente, por infelicidade, se ter HIV/AIDS. Provavelmente, como muitos que descobrem esse vírus tão terrível, você ficaria triste, mesmo sabendo que há tratamento; Porém, o pior de tudo, seria as pessoas ao seu lado se afastarem. Não querer abraça você, como apoio. Não querer enxugar suas lágrimas derramada pela dor da descoberta. Ou até mesmo não se sentar onde você estava! Cruel, não é? Igualmente acontece com muitas pessoas soropositivas de nascença ou quem contraiu o vírus de alguma forma. Creio eu que não custa nada conhecer novas pessoas como as citadas ali, histórias, realidades que parecem ser tão distintas mas que possa estar tão próxima e que alguém, ou até mesmo você que tenha um certo preconceito sobre, decide não dizer nada. Dói fisicamente, sentimentalmente, psicologicamente e, o pior de tudo, na alma. E além de tudo, há os tratamentos para a pessoa, então praticamente ela pode voltar a ter uma boa vida, assim descoberta desde o começo/nascimento.
Sim, sei que como todas pessoas que tem essa infeliz doença tem ou não direito de contar, que tem 'proteção' garantida contra o preconceito como homossexuais, negros, idosos, deficientes físicos e mentais, etc. Para mim, o que deve ser feito é que quem tem o vírus dizer para quem quiser que tem isso, explicar sobre, explicar sobre o que tem e o que sente quando alguém fala mal/se afasta. Sei que há campanhas, é maravilhoso! Mas acho que deveriam ser mantidas e levadas para todo lugar do mundo.
Enfim, você que talvez tenha algo contra ou uma ideia em que se ache completamente certo, seja uma metamorfose ambulante, estamos na era digital. Aperto de mão, abraço, secar as lágrimas de um alguém que tenha vírus não vai te matar. Pensando bem, mata sim; o preconceito.
Amar demais não mata; alivia a dor, traz vida, apoia/ajuda.

É só isso mesmo, se estiver errada ou discordar fala aí. Conhece que tem HIV/AIDS? Caso queira, comente <3
THAAAAAAAAAAAANKS!

Escutando: Hozier - Someone New
Lendo: O que estou escrevendo
Assistindo: A tela do computador
Comendo: Vento
Bebendo: Saliva

Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...