~NaraTemariXD

NaraTemariXD
Soredemo lady DEATH!
Nome: Natalia
Status: Usuário
Sexo: Feminino
Localização: Indisponivel
Aniversário: 24 de Fevereiro
Idade: 20
Cadastro:

Sobre meus Styles, algumas desculpas e report do show do GAZETTO em São Paulo


Postado

Sobre meus Styles, algumas desculpas e report do show do GAZETTO em São Paulo

Seguindo a ordem do titulo.

Não que meus styles fossem muito famosos e tals, mas sei que tinha gente que usava e sempre me aparecia uma notificação de favorito. Mas por algum motivo as imagens que eu tinha no imageshack.us sumiram (404 - not found). Não sei porque. Sério. Talvez porque eu não usasse há uns dois séculos talvez. Então tive que excluí-los, porque sim, eu não tinha um backup dessas imagens.



As desculpas, sobre a fanfic Minha Chefe Maldita.

Bom, ainda não editei o capitulo que a Leidy-chan me mandou em setembro/novembro do ano passado. E bom, qualquer coisa que eu escreva aqui vai soar como desculpa e, bem, não deixa de ser realmente (tá no nome né migs), mas...
Primeiro: falta de inspiração.
Eu me afastei um tanto de Naruto e do seu fandon após o término do mangá. Francamente, não tenho paciência e nem tempo para seguir o anime que está nessa guerra lotada até o talo de fillers a éons. E sinceramente, talvez eu só me empolgue e assista a luta final NarutoXSasuke, quem sabe.
Bom este é um dos motivos de não me empolgar a escrever o que falta do capitulo da fanfic, mas não deixarei de lado, nunquinha.
Mas aqui eu afirmo e deixo por escrito minha decisão: assim que concluirmos, eu e Leidy, Minha Chefe Maldita, digo isto por mim, será minha aposentadoria para fanfics deste fandon.

Sim, deste porque... Hehe, bem, tenho outros fandons dos quais tenho muuuita vontade de escrever, tipo Sebasciel <3, mas que duvido que saia qualquer coisa, pois é pra mim um amorzinho esses putos, mas tudo que comecei deste ship acabou dropado lá no plot mesmo (e isso é muuuito triste pra, sério). E também tem Solangelo, muito amorzinho esses dois <3 Meu ship, ninguem sai. E... Pode ser spoiler para os não tão assíduos leitores do tio Rick, mas É CANOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOON! Confirmado no primeiro livro da Série As Provações de Apolo. Sim. Já surtei pra caralho, sozinha. Surtem comigo agora HUAHSUAHSUHAUHSUHAUSHAUSH

Depois do papo sério. Vamos descontrair? Não sei se alguém percebeu pelo meu perfil, mas sou Sixth Gun, fã do the GazettE e tals, e pensei em fazer um report sobre a minha experiencia no show (quase um mês depois, é, fazer o que)



Primeiro, começando bem do comecinho, fui para a fila à meia-noite de quinta para sexta dia 22 de abril, depois de topar com uns góticos trevosos enquanto dava um role na Av Paulista com uns amigos, e bom, 6gun se reconhe cara, não me pergunte :v e esses góticos trevosos nos disseram que já tinha gente na fila e que estavam fazendo uma lista por ordem de chegada para organizar a fila para o "grande momento" no dia 22. E bem, não vou dizer que eu e minha amiga voamos da Paulista até em casa e depois ao Audio Club em tipo, 50 minutos. HAHSUAHSUHAUSHA

Mas então, foi uma noite longa aquela, realmente já tinha gente na fila, mas ainda eram pouquíssimos se comparados a quantidade de gente no final da tarde de sexta feira. Acabei ficando como o numero 56 da fila do VIP e minha amiga a 29 da fila do camarote.

Gente, sinceramente, falando aqui pra vocês, esse foi o meu primeiro show (o primeiro de uma banda que eu realmente curto, do fundo da alma, que me fez ir pra fila de madrugada e tals), e aquele dia foi incrivelmente longo, só de lembrar me canso.

A madrugada foi a parte mais difícil, porque o sono queria bater, mas acabamos conhecendo algumas pessoas e quando a gente conversa não vê tanto assim o tempo passar. Ah, eu ainda tinha a esperança de ver a tal chuva de meteoros liriadas que diziam que teria naquela noite, mas me lembrei que moro em São Paulo e se eu estava enxergando a lua já era uma grande coisa.

Infelizmente quando ainda não eram nem 5 da manhã algumas pessoas que tomaram para si a tarefa de nos organizar resolveram começar a separar as filas (porque aquilo tava uma bangunça realmente, parecíamos mendigos, dividindo papelão) e então eu e minha amiga e nossos recém conhecidos nos separamos, mas claro, conheci mais pessoas, de todos os tipos, raças e estilos. Achei incrível o que esta banda pode fazer *-* Conheci gente do Rio, de Curitiba, do interior de Sampa, tinha até uma que veio de Manaus se não me falha a memória, mas não cheguei a conversar tanto com ela :c.

Achei digna a tentativa de organizar nossa fila por ordem de chegada, porém ouso reclamar, como pessoa que passou o dia inteiro na fila, que até as 16 horas, mesmo eu sendo a nº 56, não tinham mais de 10 pessoas na minha frente (pois a regra era chegar, marcar o nome na lista e permanecer no local, ou teríamos o nome cortado), que simplesmente surgiram, lindas e cheirosas na hora que a Yamato chamou todo mundo pra preparar a fila definitiva para a entrada na casa de shows. Mas no fim acabou que o lance de numerar por chegada deu certo e só uns e outros sem respeito algum cortaram fila :v

17 horas e qualquer coisa a Yamato começou a conferir os ingressos e identidades, depois de um tempo uma japa que eu jurava ser apenas staff da banda começou a conferir a fila do Heresy e entregar a pulseirinha exclusiva, mais tarde descobri que ela é irmã do Uruha :c devia ter dado um oi. Bastante simpática ela, diga-se de passagem e tinha a boca parecida com a do Uruha realmente, mas não tanto assim porque bocão de pato só tem o Uru mesmo.

Depois continuamos mofando na fila, naquela ansiedade do caralho. As pessoas do VIP já estavam chorando de emoção para o M&G e eu tava lá com cara de paisagem, cheguei a pensar... "gente, sou mesmo fã deles?" porque eu não tava chorando ainda, bateu até uma bad HUASHUAHSUAHSUHASUHASUH

Depois de um tempo, deviam ser 6 horas já, deixaram os membros do fã-club entrar, para depois liberarem a entrada do VIP. Nos revistaram, colocaram nossa pulseirinha amarelo neon e entregaram o crachá de VIP (que por sinal estou usando no meu trabalho, ainda bem que o chefe deixa :v) e nos direcionaram para uma salinha deliciosamente climatizada, viva o ar condicionado <3 onde tomamos mais um chá de espera, porque (palavras do pessoal da Yamato) estava tudo pronto, só faltavam os membros - só né amiga, nada demais. Pelo visto as noivas estavam se arrumando e tals. E ficamos naquela ansiedade, até que liberaram nossa entrada para o meet, um Heresy um VIP, pra não ter briga nem privilégio sacumé, achei justo, e continuamos em fila, e sim mais uma vez esperamos, até finalmente abrirem as portas e...

Cara...

Eu não acreditei quando vi. Tipo, deu um aperto no peito e eu esqueci que o oxigênio é necessário para sobrevivência. Quando os vi de longe eu pensei "não são eles cara, paguei 500 conto pra ver cosplayers", mas quando chegou minha vez e fui recebida pelas mãos do Aoi-san e pelo seu sorriso, eu acreditei. E ele é lindoooooo <3 <3 <3 <3 e tem mãos fofinhaaaas *-* E quando ele me disse "thank you" para o que quer que eu tenha dito a ele naquele momento, porque sinceramente acho que saiu um "buhdaã buh", a boca dele (gente que boca) fez um biquinho no "u" e... cai, morta... não mentira, mas quase...



destaque para essa boca gente


Passei pro Reita, que... DEUS! Evolução da Calopsita para Cacatua comprovada, gente, aquele omi... a voz dele <3 <3 é tão firme! Tão másculo! Assim como foi seu aperto de mão. Ain. E aquela lente azul no único olho visível, cai... de novo.




O próximo foi o Ruki. E cara, não sei dizer o que aconteceu comigo naquela hora, mas não consegui dizer absolutamente nada pra ele (para os outros ainda arranhei um "thanks", ou "welcome back" sla), mas gente, bateu uma emoção tão grande que eu mal consegui olhar praquele baixinho (e sim ele foi o único que precisei "olhar de cima") mas nem sequer consegui olhar!!! Apenas apertei as mãos dele, que são muito pequenas e magras, e reverenciei, acho que ele foi o membro para o qual fiz a reverência mais curvada (de tanto que não conseguia encará-lo) mas em minha defesa ele passa um ar muito forte de superioridade, dá uma pressão totalmente diferente de tudo que ja senti ser alvo daqueles olhos, pelo menos foi o que EU senti, ou talvez estes sejam devaneios de uma fã louca.



quem vê pensa que é fofo, mas ele é sim


Mas bom, lembrei de respirar quando soltei as mãos do Ruki e passei pro Kai, meu ultimate <3 <3 meu baterista, meu senhor covinhas, meu tudo. E ele, simpático como sempre me pareceu, me recebeu com aquele sorriso divino e aquela voz de moleque que me deixou besta, ele parecia brilhar nos meus olhos de fã apaixonada, ele tem as mãos fortes e as senti ásperas também, talvez seja por tocar bateria.



morta


Bom, eu fiquei brisando um tempo no meu fascínio pelo sorriso do Kai e então um staff acabou tenho que me empurrar delicadamente para o Uruha, este o qual foi o único que precisei erguer o pescoço para olhar nos olhos. Que altura deliciosa cara, amo caras mais altos que eu <3 Infelizmente, ele é de quem menos me lembro daquele momento, não lembro do que me disse e nem da sensação de suas mãos e quando vi, já estava de volta pra salinha com minha camiseta exclusiva dos VIP's em mãos.




E então me bateu a realidade, e eu cheguei à conclusão daquela pergunta que me fiz na fila sobre ser ou não fã mesmo, e simplesmente cai em prantos abraçada a minha camiseta nova. E chorei, baba, ranho e maquiagem no que devem ter sido mais meia hora de espera. Lembro vagamente de uma garota que me perguntou se eu estava bem, e minha resposta foi: "Não estou não, me abraça".



morrendo


Quando finalmente liberaram nossa entrada para a pista, vesti minha camiseta, amarrei a juba e estava pronta para o show. Mantivemos a tal fila HeresyVIP-VIPcomum para a entrada e nos pediram para não correr quando nos direcionaram para o espaço separado a frente do palco, fiquei lá pela 4 fileira de gente, de frente para a plataforma do Kai e do Ruki, bem no centro. Louca de ansiedade para o show, vi que ainda eram 7 e 30 e bom, o show estava programado para 8 e 30, ou seja, mais chá de espera.



facepalm


Nesse meio tempo entraram também os camarote e os pista e então eu vi a casa cheia. Não sei ao certo a quantidade de pessoas que assistiram ao show, mas em algum tt da Yamato eles disseram um numero qualquer entre 1700 a 1800.

O coro de "Gazetto" não parou até que os staffs entraram em palco para verificar os instrumentos e então começamos a gritar "staffs, staffs", foi engraçado. Depois que eles saíram alteranamos entre "Gazetto", "Ruki", "Reita", "Aoi", "Uruha" e "Kai". Até que as luzes apagaram e a iluminação do palco fazia sua parte e NIHIL começava a soar. E foi um pandemônio (num bom sentido da palavra) quando os membros começaram a entrar. E quando NIHIL findou e começou por fim a intro de DOGMA e o Ruki ergueu seus braços quando a iluminação totalmente lhe favorecia a imagem, não consegui novamente segurar minhas lagrimas. Estas que pararam após o termino da segunda musica quando ouvi a intro de VORTEX, porque bem, é uma das minhas favoritas (tenho muitas) e foi incrível cantá-la a todos pulmões gritando o "countless bug" e era ainda mais delicia quando em "I don't wanna become the fucking garbage like you" tinha toda uma demonstração de amor ao próximo e um mostrar de dedos do meio coletivo (eu acho engraçado sorey).




Acredito que eu tenha chorado pelo menos 30% desse show. Infelizmente as pessoas que estavam na minha frente, que tinham a segurança de uma grade, começaram a fazer a headbang mergulhando (não sei se tem um nome especifico pra isso), mas eles ficavam se jogando pra frente da grade e pra trás de volta, e bem, quase sentaram a cabeça nos meus dentes umas 10 vezes, até que eu decidi que tinha espaço suficiente e a visão era tão boa quanto ali na frente, um pouquinho mais para trás, e realmente foi ótimo trocar de lugar.

Ah, esta piada já tá meio batida, mas vou concordar com todas as pessoas de quem li reports dos shows desta World Tour, pois a língua do Reita tem vida própria e já faz parte da banda também. Ele parecia estar se divertindo, ele adorava nos provocar, nos chamando, pedindo por mais, pra depois mostrar a língua e o dedo do meio (amor, eu já não disse?).




Apesar do Kai ser meu favorito, infelizmente (ou não) o Ruki tem uma presença de palco que ofuscou minha ideia de notar mais meu baterista <3 mas das poucas vezes que dediquei a ele minha total atenção ele estava sorrindo <3



mais imagem do Kai sorrindo pq sim


Eu também estava mais próxima do Uruha do que do Aoi, então acabei não focando muito o moreno alto, bonito e sensual, e na verdade não o vi fazendo muita interação com os outros membros ou trocando de lado :c mas minha amiga, que estava no camarote e ficou do lado do Aoi disse que ele estava se divertindo pra caramba e sensualizando para o "seu lado" haushuahsuahsahs.



moreno alto, bonito e sensual, 100sualizando


Consequentemente acabei focando mais no Uruha, que sorria e cantava com a gente, ele parecia deliciado por cantarmos todas as musicas e na hora do fanservice em Hyena, os gritos se elevaram ao máximo e ele cochichou alguma besteira para o Ruki e os dois deram umas boas risadas.




AH, sobre a presença de palco do Ruki, ele EN-CA-RA cada um dos fãs. Na boa, talvez seja apenas impressão, eu já disse isso da parte do meet, mas ele tem uma presença forte, e o olhar dele parecia focar em cada um de nós. Eu mesma me senti alvo daqueles olhos um par de vezes, e foi de novo aquela pressão estranha mas bem vinda. Mas bem, talvez seja só impressão pra inflar meu ego </3.




O ponto alto com certeza foi Filth in the beauty, esta que cantei e chorei ao mesmo tempo (há alguns videos ilegais perdidos no youtube desta parte do show, se tiverem interesse) e realmente merecemos o sorriso que o Ruki nos deu e o "UAU" que o Uruha fez ao cantarmos um refrão inteirinho por nossa conta <3




Mal eles saíram do palco depois do fim da parte principal do show e já começamos o coro de "encore" este o qual por vezes me pareceu fraco, mas eu já estava parcialmente surda naquele lugar, porque minha amiga no camarote afirmou que as vozes não enfraqueceram nenhuma vez, mas que por vezes alguns tentaram levantar um coro de "miseinen", mas que não rolou... E cara, AINDA BEM, porque, se eu já chorei o show inteiro sem tocar nenhuma das minhas musicas top 10 (que por sinal são todas das mais antigas), se em algum momento os membros resolvessem que seria legal tocar Miseinen ou Wakaremichi nesse show teriam uma morte confirmada naquele dia, a minha. Ou pelo menos uma desidratação profunda.

Quando eles voltaram para o encore, a energia estava incrível mais uma vez, como se o show não tivesse dado nenhum tempo, tenho que admitir minha admiração aos 6guns brasileiros que não deixaram nem um pouco a desejar <3 Eu, modéstia a parte, fui uma delas haushuashuahs apesar de chorar a maior parte do tempo.

Infelizmente não consegui pegar nenhuma palheta, nem uma baquela do Kai, ele não jogou nem uminha no centro onde eu estava aquele... argh. Já o Aoi jogou umas vinte palhetas do "seu lado", achei injusto HAUHUSHAUSHAUSHUAHS. Sinceramente a unica coisa que peguei foram as gotas de água da garrafinha do Ruki que ele fez questão de jogar na gente, e só isso me deixou incrivelmente feliz e realizada c:

E assim eles se despediram. Visualizei minha amiga no mezanino e a chamei. Encontrei também naquele mar de gente uma amiga do trabalho e quando a vi meus olhos se encheram d'água, e a abracei. Bom, parti logo em seguida.

E essa foi minha experiencia no show do dia 22/04 do the GazettE, foi um chororo danado, que persistiu ainda durante a semana seguinte e por vezes eu me via chorando só de lembrar, e ainda hoje me bate uma bad quando lembro dos momentos incríveis que vivi naquele dia. É uma sensação e um sentimento que não voltarão e da uma saudade tremenda. </3 Mas digo com convicção, que valeu cada segundo. Zerei minha vida. Pronta para a próxima fase.


E vocês, alguem foi ao show também? Quer compartilhar sua experiencia? Conta pra mim c:

É isso ai. Bye bye.



Escutando: Playlist do the GazettE no Youtube
Lendo: One Piece

Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...