~Nary-

Nary-
Nome: Giraffa ❀ Naiara ❀
Status: Usuário
Sexo: Feminino
Localização: São José dos Pinhais, Paraná, Brasil
Aniversário: 4 de Setembro
Idade: 14
Cadastro:

Gσ∂∂єssєs αท∂ vαмρirєs - ƒıcнα


Postado

❀ ❀ ❀ ❀ ❀ ❀ ❀ ❀ ❀ ❀
Ficha:
❀ ❀ ❀ ❀ ❀ ❀ ❀ ❀ ❀ ❀


Meu sangue pertence a você, Lαiτσ Sαкαмαкi.


Nome:
Ísis. Sempre se apresenta como Ísis Yondare, apesar de não ter conhecimento de nenhum sobrenome seu.

Seus pais adotivos nomearam-a Mika Inoue, mas ela raramente utiliza este nome.

Apelidos:
Is. Apelido dado pela mãe e usado por boa parte dos conhecidos de Ísis.

Docinho. Pode parecer um apelido carinhoso que um namorado daria, mas várias pessoas chamavam-na assim, talvez ironicamente. São poucos os que sabem da existência do apelido nos dias atuais. Mesmo assim, a dona do apelido não cansa de se denominar assim.

Sisi: Pode parecer estranho, mas para a criança a qual a deu o apelido era incrivelmente adorável. O nome da criança a qual lhe deu o apelido era Alicci, filha de uma das empregadas de seus pais adotivos.

Idade:
17 anos de idade. Nasceu no dia vinte e três (23) de fevereiro, sendo pisciana.

Aparência:
- Hibiki Kancolle.




Dona de cabelos grisalhos e levemente ondulados os quais ultrapassam a altura dos ombros, alcançando o meio das costas. Seus olhos são azuis esverdeados, podendo mudar de cor dependente da iluminação. Pele branca, bochechas e lábios naturalmente rosados, dando-a uma aparência de certa forma fofa.

De corpo magro e poucas curvas, é de estatura baixa, medindo 1,54cm. Por conta do tamanho e altura normalmente sua idade é confundida, algo que ela não gosta muito; já foi até confundida com uma criança, certa vez. Mas, como recompensa, tem facilidade em passar por lugar pequenos e consegue facilmente se esconder. As aulas de balé da infância e pré adolescência lhe deram flexibilidade também, algo do qual ela adora mostrar.

Que tipo de Deusa é:
Ísis, deusa do amor e da magia, pertencente à mitologia egípcia. É conhecida nas regiões do Egito, nascida em Alexandria. Apesar de tudo, não é conhecida por sua forma humana, e sim pelas estátuas e pelos religiosos egípcios. Já ouviu muitas "orações" e pedidos, e sempre se esforça para concedê-los. Por ser deusa do amor, quase pode ser considerada um cupido. O que mais recebe são pedidos quanto ao romance, até mesmo de jovens que querem ser notados por suas amadas.

Personalidade:
É uma garota extremamente curiosa, principalmente quando se tratam de pessoas, seus pensamentos, ideais e atos. ísis sempre quer saber mais das pessoas, as conhecer, ter ciência de seu passado, os acontecimentos que as moldaram e as tornaram o que atualmente são.

É extremamente agitada e hiperativa, incapaz de se manter parada ou quieta por muito tempo. Energética, está sempre pronta para aceitar algum desafio. A garota adora desafios, sendo competitiva suficientemente para até chorar quando perde para alguém, seja no que for. São raras as coisas que a garota não sabe fazer, sendo uma multi-tarefas ambulante.

Está sempre animada e não deixa se abalar facilmente. Sempre tentando animar as pessoas ao seu redor com piadas ou até mesmo cantadas as quais ela inventa ou acha após uma pesquisa bem feita. Está sempre fazendo comentários idiotas nos momentos errados, sendo sempre sarcástica e inconveniente. É algo raro vê-la desanimada, afinal está sempre tão positiva, considerando os pontos bons e praticamente ignorando os ruins. Coisas que otimistas costumam fazer.

Não é nada orgulhosa. Sabe quando erra e admite, se desculpando quando tem ciência de que deve. Mas por ter vivido por si mesma e não ter recebido uma educação adequada, ela não sabe da maioria das situações que devia se desculpar ou ter a consciência de que deveria simplesmente se afastar pois está sendo um grande incômodo. Por conta disso, alguns a consideram inocente e um tanto quanto lerda.

Mas de inocência lhe resta muito pouco. Sempre com pensamentos pervertidos na mente, criando fantasias um tanto quanto estranhas ou loucas. É louca por BL, mais conhecido como romance gay, no Japão. Ela é o que as pessoas chamam de fujoshi. Além disto, deixa bem claro para todos sua natureza louca por casais gays. Afinal, é uma deusa livre e independente, para que se esconder?

É sempre sincera e não tem medo de dizer o que pensa. Mas, este é um grande problema. Nem sempre seus pensamentos são sensatos ou fazem sentido para as pessoas. Esse é um dos motivos principais pelo qual ela é chamada de louca pela maioria que a conhece ou até mesmo desconhece. Se irrita facilmente e já é acostumada em entrar em brigas. São raras as brigas em que ela entra e sai como perdedora. Sendo como uma discussão ou uma briga física, ísis "bota para quebrar".

Apesar de sua loucura, atitude inconsequentes e pensamentos impuros, ísis tem um lado que pode ser considerado fofo. Tem uma forte ligação com a natureza e tem um amor infinito por crianças, se tornando até mesmo vulnerável perto de ambas as coisas. Também adora romances ou observar pessoas apaixonadas falando de seus pretendentes. É praticamente uma especialista no assunto, talvez por ser a deusa do amor. É sempre um amor com crianças e muito cuidados quando se trata da natureza. Também pode ser uma ótima conselheira, não apenas amorosa, estando disposta a ser uma ouvinte paciente, um ombro para chorar e uma conselheira tecnicamente experiente.

História:
A história de Ísis, como deusa, diz que ela já se casou com seu irmão, Osíris. Também diz que após Osíris ser morto por Seth, Ísis, com a ajuda de outro deus egípcio, foi capaz de ressuscitar o marido. A garota já leu a história diversas vezes e acredita ser uma "simples" reencarnação, já que não se recorda de nada.

Num dia, ela acordou numa cabana, escondida dentro de um armário. O chão de madeira estava manchado do sangue vermelho escarlate do qual a pequena não sabia de onde havia surgido. Ela estava confusa e o único que pôde fazer foi fugir floresta adentro até suas pernas reclamarem por conta do esforço. Após mais incontáveis minutos de caminhada, ela encontrou um local. Não teve forças para pedir por ajuda, apenas se deixou cair e descansar na grama que lhe acariciava a pele.

Ela acordou num quarto aconchegante e elegante. Havia parado na mansão de uma família rica a qual morava perto e aceitou ser adotada por eles. Afinal, para onde mais poderia ir? Não sabia sequer o próprio nome, assim a família a nomeou de Tsukimi. Ela cresceu sendo criada pelas empregadas, já que os pais adotivos estavam sempre ocupados. Aos quatorze anos se emancipou e passou a viajar. O tempo que conviveu com a família rica conseguiu esconder seus poderes, e ao se tornar livre passou a treinar todos os seus poderes. Foi com a família que acabou se tornando uma garota multitarefas. Aprendeu a tocar diversos instrumentos musicais e a tocar, cozinhar, dançar balé (o que a deu certa flexibilidade) e diversas outras coisas.

Afastada de tudo e todos, treinava nas florestas, e a telepatia quase não precisava ser treinada. Isto até o dia em que ela conseguiu fazer um rapaz que havia a tratado mal bater com a testa na parede. Assim, passou a treinar o controle mental, apesar de nunca ter conseguido resultados exatamente bons. Num dia, memórias surgiram em sua mente. Eram as lembranças de sua infância.

Uma mulher a qual ela amava com todas as forças a qual deu a vida por ela, sua mãe. Fora ela quem a criou, cativou e tentou educar, sem muito sucesso. Elas moravam numa casa afastada de tudo e todos, vivendo em segredo. Mas logo o segredo foi descoberto e homens que não queriam que uma existência que poderia arriscar a humanidade, como uma suposta deusa, foram em busca da garotinha para matá-la à sangue frio. A garotinha foi escondida e teve de ouvir e até mesmo presenciar, escondida, o assassinato da mãe. Os gritos agonizantes e as cenas passaram a se tornar um pesadelo constante que a garota tinha todas as noites e até atualmente ainda os tem.

E, como tarefa de casa por ser uma deusa, ela realiza desejos os quais recebe à toda hora. Podem vir como vozes repentinas em sua cabeça ou cartas que surgem em suas coisas, lembrando-na de seus afazeres como divindade. E claro que ela não deixa os pedidos de lado. Está sempre dando uma de cupido, até mesmo quando não há pedidos.

História como foi parar na mansão Sakamaki:
Num dia, quando não conseguia dormir, decidiu ir até a floresta para treinar e pensar um pouco. Encontrou um esquilo e o seguiu instintivamente. O pequeno animal acabou a levando para uma mansão desconhecida e, sendo curiosa do jeito que é, ela decidiu se aproximar. Conseguiu entrar com a ajuda de galhos de uma árvore, mas antes que pudesse atravessar a porta, apagou. Talvez fosse o cansaço de todas as noites mal dormidas lhe atingindo de uma vez só ou algo lhe acertando a cabeça. Ela não pôde saber.

Par:
Laito Sakamaki.

Poderes como deusa:
Telepatia: Capacidade de ler mentes e se comunicar por meio de pensamentos. Também é capaz de controlar alguém mentalmente, mas ainda está treinando este poder.

Clarisciência: Capacidade de ver o passado de algo ou alguém por meio do toque. É capaz de ver o passado de animais, objetos, pessoas, qualquer coisa, inanimada ou não. Por isso ela costuma usar luvas, e quando não as usa evita toque pele com pele, que é o que a possibilita de ver o passado e, vez ou outra, até mesmo o futuro de alguém.

Controle e animação da natureza: Ela é capaz de controlar a terra, pedras, areia e a água, seja qual for seu estado. Também consegue dar vida às plantas ou criar seres feitos dos elementos os quais pode controlar; fazer árvores crescerem ou até servirem como escudo, qualquer coisa que envolva à natureza ela pode "controlar", incluindo animais. Consegue se comunicar com qualquer animal e costuma fazer amizade com estes. Tem capacidade de fazer coisas que ela sequer tem consciência, por isto treina tanto seus poderes.

Como age com:

Amigas:
No começo pode ser um tanto desconfiada, tentando descobrir se deveria confiar e se tornar realmente próxima destas. Mas com o tempo percebe que apenas está sendo boba com preocupações sem fundamento. Com o tempo, aos poucos, se aproxima das garotas e chega ao nível de considerá-las como irmãs a qual ela daria a vida para ver bem.

Os Sakamaki:
Ayato:
Adora testar sua paciência, provocando-o e vendo até quando ele é capaz de conter sua raiva. Sempre acha um modo de fugir e um de seus hobbies preferidos é este. Encher suas paciências quando está com tédio e fugir quando sente que o mesmo pode assassiná-la a qualquer momento. De qualquer jeito, no fim tudo acaba com risadas e talvez alguém sendo utilizado de escudo humano (ou não humano, sabe?) para que Ayato não possa alcançar Ísis.

Kanato:
O acha uma graça, mas sua personalidade não a dá vontade de abraçá-lo e apertá-lo. Isto o salva da tortura física e psicológica que sofreria nas mãos de Ísis. Seu jeito de querer tudo de seu próprio jeito de certa forma a irrita e se não fosse por sua fofura, Ísis já teria brigado com o mesmo.

Shu:
Sempre está o perguntando o que ele tanto escuta em seus fones de ouvido, apesar de nem sempre receber sua resposta. O considera o "diferentão" do grupo por ser mais quieto e tranquilo, mas sabe que o temperamento dele não deve ser muito diferente do dos outros. De quaisquer jeito, claro que ele não escaparia de seus comentários irônicos e um tanto quanto irritantes.

Reiji:
Chamado de Reiji-sama ironicamente por Ísis, a qual sempre quis o perguntar se ele seria capaz de criar um Frankenstein. Caçoa de sua suposta genialidade mas na realidade até o admira de certo modo. Mas claro que ela não deixaria isto transparecer.

Subaru:
Ele é o único que consegue escapar das brincadeiras feitas por Ísis, já que a mesma sabe que se o irritasse para valer, ia resultar numa guerra entre os dois, considerando que a mesma não é a garota mais calma do mundo. Por isso, apenas o trata normalmente, afinal não quer ser a causa de uma briga das grandes em que ela estaria metida.

Par:
O chama de "SM pervertido", xingando-o de sadomasoquista. Claro que não é seu apelido fixo, pois não conseguiu criar um que fosse realmente bom. Entre todos, ele sempre foi o que lhe chamou mais a atenção. Não por, apenas or vista, ela já adquirir uma queda (vulgo precipício) pelo mesmo. Simplesmente lhe capturou a atenção e a deixou curiosa. Com o tempo e convivência, Ísis acabou se apaixonando. E ao perceber o que sentia, se tornou ainda mais vulnerável às suas provocações que mexiam com o coração fraco e sensível da garota.

Gosta:
Doces;
Coisas fofas;
Natureza;
Animais;
Crianças;
Cantar;
Tocar instrumentos musicais;
Música;
Cozinhar;
Dançar;
Verão.

Não gosta:
Que maltratem crianças ou animais;
Maltratem a natureza;
Tempestades;
Chuva;
Frio;
Que façam mal às pessoas com que ela se importa;
Falar sobre seu passo.

Sonhos:
Deseja, um dia, ter uma família e poder viver uma vida tecnicamente normal; mesmo achando que isto seja algo um tanto quanto impossível.

Roupas:
Casual:







[Desconsidere o menino ali. e.e]




Pijama:








Roupa de deusa:


Descrição do estilo:
Ela não tem um estilo exato. Utiliza o que acha que pode combinar com o dia, como sempre faz quando deseja que seu dia seja um dia alegre. Ela usa vestidos ou saias floridos, que ela considera quase como um amuleto de sorte. Tem um estilo variado, gostando de combinar cores e peças de seu próprio jeito. Sempre acaba se animando quando vai escolher alguma roupa para usar, se animando ainda mais quando é para outra pessoa. Porém, a mesma tem um amor infinito por vestidos e saias e nunca deixaria de os usar.

Medos:
Tempestades;
Insetos.

Fobias:
Aracnofobia;
Isolofobia.

Traumas:
Seu único trauma foi presenciar a morte da mãe sem ser capaz de fazer nada. Apenas observar e ouvir seus gritos e assim que sente que não tem mais ninguém por ali, ter de pisar sobre o sangue que manchava o chão. São más lembranças que ela não queria ter lembrado e que quase sempre são o motivo de seus pesadelos.

Quer Hentai?
Sim.

Qual o tipo de sangue de sua personagem?
A+. Seu gosto é doce, mas não o suficiente para se tornar enjoativo. Apesar de ser doce, pode se tornar um tanto azedo após ingerir-o. Como o suco natural de uma laranja.

Você sabe que sua personagem está nas minhas mãos e posso fazer o que quiser com ela?
Sei. Cuida bem da minha bebê! -q

Algo mais?

Ela tem um coelho chamado Lunnie, também apelidado de Lun. Ele é o melhor amigo de Ísis e sabe de todos os segredos da mesma. Afinal, ele não poderia sair por aí contando, mesmo.


Também tem sua forma humana, a qual Ísis foi uma única vez capaz de transmutá-lo para sua forma humana. Isto requer muita energia da mesma e Lun preferiu manter sua aparência animal desde então.




Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...