~Nary-

Nary-
Nome: Giraffa ❀ Naiara ❀
Status: Usuário
Sexo: Feminino
Localização: São José dos Pinhais, Paraná, Brasil
Aniversário: 4 de Setembro
Idade: 14
Cadastro:

Heroes - Ficha


Postado

Nome:
Anna Coraline Grey

Idade:
19 anos de idade.

Aparência:
Holland Roden




Anna é dona de cabelos ruivos, longos e ondulados. Sua pele é branca e os olhos esverdeados; dependente da iluminação, pode-se vê-lo castanho claro, cor de mel. Sua boca é carnuda e está quase sempre pintada de uma cor forte ou chamativa.
Tem curvas acentuadas e tem orgulho de mostrá-las, utilizando roupas que realcem-as. Ela é o tipo de pessoa que a maioria considera e chama de "vadia". Seu estilo se resuma à roupas coladas, vestidos e saias curtos. É de baixa estatura e magra.

Personalidade:
Assim como no seu estilo, sua personalidade é digna de uma vadia. Pelo menos é o que aparenta. É uma garota irônica, sincera e direta. Não é falsa, pelo contrário, sempre fala o que lhe vem à mente e sempre dá suas opiniões sinceras, sem pensar se aquilo ferirá emocionalmente a pessoa. Não se atira nos homens, e nem "fica" com nenhum. Apesar de tudo é muito romântica e não se entregaria para qualquer um; é do tipo que quer se apaixonar, quer que tudo seja especial e um mar de rosas.

Sua máscara de má educação, sarcasmo e sinceridade desnecessária esconde uma garota gentil, educada e amorosa. Na verdade, é muito preocupada com aqueles ao seu redor, apesar de sempre aparentar desinteresse. Ela se apega muito facilmente, mas não demonstra a ninguém pois para ela, quem ela verdadeiramente é, é uma garota fraca. Ela nunca quis ser isso, por isso se mascarou como a garota que sempre é.

É desastrada, mas sempre se mantém atenta a tudo para não demonstrar esse seu lado que ela considera ridículo. É muito atenciosa e apesar de sua grosseria está sempre disposta a ouvir as pessoas, aconselhar e ajudar do melhor modo possível.

História:
Filha de Jean Grey, a mãe sempre foi alguém ocupada, e apesar de amar a filha, nunca teve muito tempo para dar à ela. Por isso, a garota começou a mudar para chamar a atenção da mãe. Ainda jovem começou a se vestir vulgarmente e usar do sarcasmo, mas isso não resultou em nada, apenas em olhares maus, desaprovando o modo de ser da garota. Ela tentava não ligar; se concentrou apenas em seu treinamento por um bom tempo para se distrair de todas as pessoas que a julgavam. Ela sabia que aquilo era sua culpa, mas não mudaria.

Por todo o tempo que gastou treinando, aperfeiçoou bastante seus poderes. E principalmente, aperfeiçoou a máscara que usava para esconder a garotinha gentil que era. As pessoas passaram a se afastar dela, mas ela não mudou. Sabia que aquilo era estupidez dela, estava apenas mentindo para si mesma. Mas continuou do mesmo modo. Tudo o que ela queria era que alguém visse seu verdadeiro eu, alguém em quem pudesse confiar e se "mostrar", mas sabia que não aconteceria.

Super poderes e como os utiliza:
Telepatia: Ela o utiliza em seu dia. Tem pleno controle sobre este, e é como um passatempo ler os pensamentos das pessoas ao seu redor. Se diverte muito com uns, e as vezes até interfere na vida alheia, dando uma de conselheira. Apesar de que, na maioria das vezes, as pessoas ficam confusas e simplesmente seguem com suas vida. Ela é capaz de conversar com alguém apenas pela mente, transmitindo e lendo pensamentos. Ela não alcançou o nível da mãe, capaz de controlar, criar ilusões ou matar alguém com sua telepatia. Um dia quer se tornar como ela, mas duvida que possa acontecer.

Pirocinese: Ela herdou esse dom da Fênix. Tem um ótimo controle sobre o fogo, podendo se proteger com esse, lançar esferas de fogo, enfim, queimar coisas (algo que faz secretamente quando está genuinamente irritada). Pode tanto criar quanto manipulá-lo, do jeito que quiser, podendo criar formas variadas com o fogo.

Habilidades:
Tem uma mira praticamente perfeita, sendo melhor me combates à longa distância do que à curta. Não tem tanta força, mas seus reflexos são ótimos e ela é ágil. Por ser pequena não tem tanta dificuldade em se movimentar em lugares pequenos... Claro, nem tão pequenos.

Talentos:
Tem um talento natural para a arte. Adora desenhar e faz isso para se... comunicar, talvez? Por não demonstrar o que realmente sente, ela passa os seus sentimentos para o papel, desenhando paisagens, pessoas, animais, tudo.

Ela, por não ter alguém ao seu lado para cuidar, cantar antes de dormir e outras coisas, sempre cantou para si mesma, para se consolar, de certo modo. Acabou melhorando seu canto com isso, mas não aperfeiçoando.

Gostos:
Doces;
Animais;
Crianças;
Amor (pessoa carente -q);
Pelúcias;
Pessoas com bom humor.

Desgostos:
Ser ignorada;
Calor excessivo (algo irônico para alguém que controla o fogo);
Insetos;
Multidões.

Terá par?
Sim.

Como reage:

- Em equipe?
Desde que não haja ninguém a qual tenha nada contra ela, nem que ela tenha algo contra, ela fará um ótimo trabalho em equipe. Ajudará no que puder e tentara não ser um incômodo ou apenas um estorvo. Mesmo que se machuque, colocará o bem de seus colegas acima do próprio.

- Com colegas de quarto?
Expõe os limites, e desde que esta pessoa não abuse, terá uma ótima relação com este alguém. Pelo contrário, será grossa e direta e tentará evitar contato.

- Com par?
Ela não é boa em demonstrar afeto. Tentará fazê-lo do melhor modo possível, mas continuará sendo um tanto quanto "babaca", com seu sarcasmo e a sinceridade sendo companheiros leais. Ela sabe que talvez resulte em brigas e desentendimentos, mas a não ser que destruam o muro que foi construído para proteger a si mesma, permanecerá a mesma.

- Com o vilão?
Tão direta e grossa quanto é com todos. Não irá querer papo; destruí-lo seria o seu objetivo e ela dará tudo de si para fazê-lo.

- Em momentos tensos?
Ela não é alguém que perde a paciência facilmente, e em momentos tensos tenta sempre manter a calma, pensando bem antes de agir.

Manias:
Morde a ponta do polegar;
Ri quando está nervosa;
Morde o lábio inferior quando tem que fazer decisões que considera importantes ou quando está pensativa;
Junta as mãos e usa os polegares, "passando" um para cima do outro seguidamente quando quer se acalmar.

Medos:
Perder as pessoas importantes para si;
Altura;
Tempestades;
Aranhas.

Traumas:
Não é bem um trauma, mas ela nunca recebeu tanto amor e atenção, tanto que se tornou o que é por pura carência.

Algo mais?:
Não.


Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...