ßNasuke

Nasuke
Allons-y
Nome: Dargor
Status: Beta Reader
Sexo: Feminino
Localização: São Paulo, São Paulo, Brasil
Aniversário: 29 de Julho
Idade: 21
Cadastro:

Wibbly wobbly timey wimey stuff


Postado







Eu estou queimando um sol só pra te dizer adeus.



Eu já começo esse jornal soluçando - de verdade, eu tô mais uma vez mal pelo OTP Doctor/Rose - e acho que esse gifs já resumem bem o que Doctor Who é.

Como muita gente tem demonstrado interesse na série por causa de On Air, eu resolvi fazer um jornal explicando mais sobre Doctor Who. Aqui, eu vou falar um pouco sobre a série, deixar links pra quem tiver o interesse de assistir e tentar convencer algumas pessoas a darem uma chance. Afinal, nunca é demais ter um Whovian se juntando ao fandom. <3

Mas já vou logo avisando: se prepare para sofrer. E rir muito. E sofrer ainda mais, porque tudo nessa série dói.

Sem exageros.

Bem, vamos lá. Peço desculpas pelo jornal gigante desde já.




Pra quem não conhece/sabe, Doctor Who é uma série de TV britânica criada em 63. Sim, tem mais de 50 anos de série e a gente ama isso. <3 Mas não precisa se desesperar! DW teve um hiatus em 89, o que é bem triste, mas né. Eles tentaram retomar a série em 96, mas o piloto - que acabou virando um filme - meio que fracassou e eles só voltaram a tentar voltar a produzir Doctor Who em 2005 pelo Russel T. Davies (amém).

E é aqui que fica interessante pra gente.

Como são MUITOS episódios pra se ver (sério, são arcos infinitos e as primeiras temporadas nem coloridas eram), as pessoas tendem a começar pelas novas temporadas de Doctor Who, ou seja, aquilo produzido depois dos anos 2000. É normal que fãs queiram assistir TOOOODAS as temporadas, o que eu acho totalmente válido, mas você obviamente só vai fazer isso com o tempo. E se não se interessar em vê-las também é uma opção sua. O fandom é livre e ninguém manda em ninguém, né?

Doctor Who conta a história do Doctor, um alienígena nascido em um planeta chamado Gallifrey. Ele é um viajante do tempo (uma raça chama de Senhores do Tempo) que fugiu de Gallifrey depois de roubar a TARDIS (na verdade, ela roubou ele, mas vocês eventualmente vão descobrir isso <3) e começou a viajar pelo espaço e tempo com a sua neta, Susan, até que eles vieram parar na Terra. No começo, o Doctor era uma criatura bem arrogante e que não ia muito com a cara dos humanos, sabem? Ele meio que se achava superior a todo mundo. Mas ele é uma criaturinha amável e foi ficando maleável com o tempo, especialmente depois que começou a conviver com os seres humanos. Ele tem corações (sim, no plural!) muito bons e muita compaixão, o que explica porque todo o universo gosta - ou odeia hah - ele.




O primeiro Doctor


Mas enfim... O importante é que tiveram umas tretas lá (spoilers, sweet), mas você meio que é jogado dentro da história e vai descobrindo mais sobre Gallifrey e o próprio Doctor com o tempo. Não tenha medo - você não vai ficar perdido e a série te explica tudo direitinho, mesmo que você comece a assistir pelo nono Doctor.

...Sim, você leu certo.



O nono Doctor, Nine (jura, Sisi?), um dos meus amorzinhos. <3 *chora*


Não sei se vocês sabem, mas o Doctor é capaz de se regenerar! Então, quando ele está morrendo e vê que não dá pra fazer muita coisa (nem sempre os heróis vencem, né?), ele "muda de forma" e assume um novo rosto e, acima de tudo, uma nova personalidade. Isso significa que 1) os atores que que interpretam o Doctor são rotativos e mudam constantemente e 2) você vai sofrer PRA CARALHO porque vai se apegar a todos eles. E aos companheiros do Doctor também.



Doctor e Rose, o casal mais fodidamente triste de todo o universo.
Eu nunca achei que fosse sofrer por hétero, gente.


Na primeira temporada de 2005, nós começamos por um episódio chamado "Rose". Nele nós somos apresentados ao Nine (o novo Doctor que eu mostrei ali em cima), que acabou de sair de uma Guerra do Tempo e veio parar na Terra. Nós também conhecemos a Rose Tyler (Billie Piper, essa lindeza em forma de mulher) e daí você meio que é jogado na história e tem que embarcar nela. Sério mesmo, aproveite e vai descobrindo as coisas junto com a Rose, que até então era uma humana de 19 anos com uma vida totalmente comum e nem fazia ideia de que viagens no tempo era possível.

O engraçado desse piloto é que o Doctor literalmente tinha acabado de se regenerar depois de sair da guerra. Ele ainda nem tinha visto a nova aparência, o que acontece quando ele está na casa da Rose e vê um espelho pela primeira vez. Ele comenta todo desapontado que as orelhas dele são grandes demais (-q). Eu amo essa cena.



As orelhas!


Nine e Rose <3 TÃO BEBÊS PRA ESSE MUNDO ;;


E essas basicamente são as informações iniciais que você precisa ter. A Rose é uma garota que odeia a vida dela, que se sente presa ao comum, e ela precisa de mais do que isso. Já o Doctor é um alien solitário (as pessoas sempre deixam ele, por mais que elas não queiram ._.) que tinha acabado de perder todo o planeta dele. Ele tinha se tornado o último dos Senhores do Tempo, não sabendo lidar muito bem com isso. Ele passa boa parte da temporada de luto, aliás, e tenta superar um pouco as dificuldades da existência. E a Rose tem um papel fundamental nisso. O Kyungsoo disse a maior verdade de todas pro Yifan em On Air: o Doctor e a Rose se salvaram. Ele deu o mundo pra ela e ela deu amor pra ele. É uma troca bem justa, né? Eles nunca estiveram sozinhos depois que se encontraram.



"Você poderia ficar aqui, preencher a sua vida com trabalho e comida e sono ou você poderia ir para... Qualquer lugar"



É uma bela história, né? A primeira temporada é sobre o Doctor e a Rose se conhecendo, viajando pelo universo e ajudando pessoas, e eles constroem um laço único. Logo o Doctor, que achou que estava sozinho na vida, conseguiu se apegar. *chora*

E é aí que tudo começa a desandar (mas nem tanto). Novidade? Eu acho que não.

Não vou entrar em detalhes, mas o final da primeira temporada é SENSACIONAL. *gritinhos* Todo mundo que começa a assistir Doctor Who, já começa querendo que o Nine vá embora e que o Ten chega logo. O motivo? O Doctor do David Tennant é um dos mais carismáticos e ele é INCRÍVEL. Mas o que ninguém para pra pensar é que vai sentir falta do Nine. E você vai sentir. Muita, eu garanto.



"Tenha uma vida fantástica"
ç_ç


Mas enfim. Acontece que o Doctor regenera e adivinhem quem aparece? Hein, hein, hien?



Allons-y!


Eu sou suspeita pra falar porque AMO, AMO, AMO, AMO Doctor/Rose, é um dos ships que mais me doem o coração e a alma, e... ALKSJLÇLAKKJSLAÇLKSLKJALKÇSLJAK *explode*

É, eu não sei ser imparcial e bonitinha falando deles. ;-; Essa relação se torna ainda mais linda e maravilhosa e LKASALJSLAKSJLASLKAJLKSJALSKJASL na segunda temporada (sério, essa temporada é FODA, puta que me pariu) e vai destruir a sua vida. Eu tô falando sério.

Mas ao invés de surtar sobre Ten/Rose, eu vou deixar que as imagens falem por mim (elas não mentem):












AKLSKAJSLÇLAKLJSLÇLAKLJSLKÇLAL~ÇKS ;-;


Socorro. ;-;

Continuando, cofcof.

O final dessa temporada tem um dos episódios mais FODIDAMENTE INJUSTOS E TRISTES DO MUNDO. É quase humanamente IMPOSSÍVEL assistir Doomsday, que é a season finale, sem chorar. Sério, vai desgraçar a sua vida e... ;-;

Rose Tyler...

Não quero dar spoilers, mas... Lembram que eu disse que o Doctor sempre acaba sozinho? Pois é. Ele se apegou horrores a Rose (assim como ela se apegou a ele), tanto que ele até chegou a acreditar que eles vão ficar juntos (ele vira pra ela e pergunta "Quanto tempo você vai ficar comigo?", ao que ela responde "Para sempre"). Não foi pra sempre. ._. Você começa Doctor Who sabendo que os acompanhantes do Doctor são passageiros, que nenhum deles fica pra sempre, e sempre que um vai embora é foda superar.

O Doctor é a criaturinha mais triste da galáxia. Sério mesmo. Ele perdeu coisas que a gente nunca vai conseguir imaginar. Ele é obrigado a viver pra sempre, mesmo quando dói muito, a ser o último da sua raça e a ver as pessoas que ele ama morrerem. Por mais que ele passe a vida toda com alguém (o que seria extremamente difícil), essa pessoa iria envelhecer e morrer, entendem? Ele é solitário. Mas ainda assim ele é bom, e se apega, e tenta fazer o melhor possível pra viver. Ele tem mais de mil anos e é tão perdido quanto nós. E acho que no final a vida é assim pra todo mundo, né? Independente da idade.

Olhem só essa carinha de moço sofrido.



*abraça e protege do mundo*


Vamos em frente. ;-;

O Tennant deixa Doctor Who na quarta temporada em uma das cenas mais triste do mundo. Não vou dar spoiler e tal, mas saibam que dói. Eu queria ficar aqui dissertando sobre o meu OTP (porque o Doctor nunca superou a Rose, tanto que, quando o Eleven pede pra TARDIS mostrar o rosto de alguém que ele gosta, a TARDIS mostra o rosto da Rose), mas nós temos que continuar.

E a dor também continua.



*protege do mundo também*


A chegada do Eleven marca todo um novo começo em Doctor Who. Foi no final da quarta temporada que o RTDavies deixou Doctor Who e Steven Moffat tomou o lugar dele. O Eleven se tornou tudo aquilo que o Ten precisava. Ele é grande e bobo, animado e super hiperativo, tudo para tentar ignorar a dor do Ten e não cair em um sofrimento fodido de novo. Ele gosta de gravatas borboletas, de fezz e está pronto pra mais aventuras. Para acreditar de novo (afinal, é isso que o Doctor sempre faz).

É nesse recomeço, logo no primeiro episódio do Eleven, que nós conhecemos Amélia Pond, a Amy, a garota que esperou.



A garota que esperou.


Amy Pond é uma garotinha que está com medo de uma rachadura na parede do quarto. E na frente da casa dela que o Doctor para, depois de perder o controle da TARDIS, e a ajuda. Amy era uma garota sozinha e negligenciada, por isso ela iria viajar com o Doctor na cabine que é maior por dentro. <3 Mas aconteceu umas tretas lá e o Doctor tem que viajar rapidão. Ele promete que vai voltar para buscá-la, por isso a Amy espera toda fofa, sentadinha em cima da malinha, esperando por ele.



Sim, ela é a garota que literalmente esperou.


...O problema é que o Doctor só voltou ANOS depois.

OPS.

O que pra ele se passaram apenas alguns minutos, pra Amy se passaram anos. Ela cresceu esperando por ele, contando pra todo mundo do homem maltrapilho que tinha uma máquina do tempo, e ninguém nunca acreditou nela. Mas ele apareceu. E, depois de mais tretas, eles começam a viajar juntos.

Sinceramente? Doctor/Amy é a amizade mais linda do mundo pra mim (junto com Chandler/Joey, de FRIENDS).








A Amy é a melhor amiga do Doctor... E sogra... E melhor amiga da filha... Que é mais velha que ela. NÃO TENTEM ENTENDER. -Q O caso é que a Amy tem um marido, o maravilhoso Rory Pond, e o amor deles é absurdamente lindo. ;; Então você não vai shippar Doctor/Amy de um jeito romântico (eu espero, porque é meio incestuoso), mas vai shippar Rory/Amy com todo o seu coração.

Enfim. O Doctor, então, começa a viajar com Amy e Rory Pond (-q) e eles meio que se tornam melhores amigos. Tudo lindo, tudo maravilhoso, tudo doloroso como sempre. Eles vão te fazer rir e sofrer e vai ser maravilhoso.



Amy, Eleven e Rory


É importante falar que, embora eu esteja focando mais na Rose e na Amy - minhas companios favoritas -, o Doctor tem mais acompanhantes durante essas temporadas e elas são muito legais também. O Ten também viajar por um ano com a Martha, uma mulher forte e legal (mas eu que não consigo gostar muito porque ela veio logo depois da Rose) e a Donna, a mulher mais importante de todo o universo (é sério, é assim que ela é chamada, eu não estou inventando). O Eleven também viaja com a Clara, a última companion a sair, que também viajou um tempo com o Twelve. O Doctor também tem amigos incríveis, tipo o Jack (um ser que gosta de todas as espécies possíveis e beija) geral e a River, sua esposa... E filha da Amy. Eu disse que era confuso.

Conheçam essas pessoas:



Martha Jones, que eu não consigo gostar por ter vindo depois da Rose.
Mas tão bonita ela. <3 *-*


Donna Nobel, a ranzinza que a gente adora amar.


Clara Oswald, sempre linda. ;-;


River Song, jogando seus cachos na cara da sociedade


Jack, beijador como sempre. Hah.


Ok, ok, eu sei que eu tô me alongando muito. Mas essa série é tão boa e cheia de detalhes, sabe? ;-; Por exemplo, é muito importante frisar que a River é casada com o ELEVEN. Ele é o Doctor que ela gosta. Ela conheceu o Ten e falou que ele não era "o Doctor dela". Assim como o Ten nunca superou a Rose, a River não se interessava por ele também, entendem? Então nada de odiar essa linda só por causa de ship ou sei lá.

Enfim... Eu juro que já tô acabando aqui. -q Mas por último - e não menos importante -, vamos falar da maior companion de todas:



Sexy <3


A TARDIS (Time and Relative Dimensions In Space, ou Tempo e Dimensão Relativas no Espaço) é a mais antiga companheira do Doctor. Ela é a máquina do tempo que ele roubou quando fugiu de Gallifrey. Ou melhor - ela roubou ele! Tem um episódio em que a TARDIS ganha uma forma humana e conta para o Doctor que queria ver o mundo e deixou que ele a roubasse. Ela também tem nome: Sexy. -qqqq Como ela é algo com vida, o Doctor frequentemente conversa com ela durante as viagens. Ela também disse que leva o Doctor aonde ele precisa ir, por isso às vezes ele acaba parando no meio do nada. A TARDIS é maior por dentro (o que assusta todo mundo!) e inclusive tem uma piscina.

A TARDIS tem o formato de uma cabine de telefone antiga e ela quebrou na série clássica, lá com o primeiro Doctor, por isso não consegue se camuflar como deveria ser. Ela está sempre lá, mesmo que passe despercebida. É só você olhar com jeitinho. :} A TARDIS também faz um som muito característico quando está pousando, mas é explicado que o Doctor deixa o frio de mão puxado (-q). Quando a River, que também sabe dirigi-lá, está no comando, ela pousa em um silêncio... Estranho. Hah.

A TARDIS é a verdadeira esposa do Doctor e, no fim, ele sempre vai ter ela.

Acho que ele não é tão sozinho assim, no fim das contas. <3


Ok, Sisi, você me convenceu. Como eu assisto esse negócio?


Você pode achar os episódios pra baixar no Universo Who, que tem todas as temporadas bonitinhas. Pra ver online, você pode acessar esse link aqui, que é um dos únicos funcionando atualmente. Doctor Who saiu do Netflix </3, mas eu tenho esperança de voltar algum dia.

Na TV, a série também passa no Syfy e na Cultura, mas eu não sei informar horários nem nada do tipo. Deem uma conferida no Google. <3

Doctor Who tem plots maravilhosos. Tem um episódio poético e profundo onde o Doctor conhece o Van Gogh, por exemplo, e tenta provar o valor que ele tem pra humanidade. Ele também conhece a Agatha Christie e vários outros nomes grandes, o que é bem curioso e legal. Você vai rir, chorar e se apaixonar. Eu prometo. <3

Acho que o único requisito é gostar minimamente de sci-fi. Tem viagens no tempo, paradoxos e todas essas coisas. Mas se você gostar do tema, é uma ótima pedida.

Doctor Who tá em hiatus atualmente (NÃÃÃÃÃÃO), mas a série volta ano que vem com o Peter Capaldi, o décimo segundo Doctor, e com a Pearl Mackie, que vai interpretar a Bill, a nova companion. Olhem só que lindos. <3




Eu sei que tá longo pra caralho, mas eu espero que alguém tenha interesse e procure pela série. Qualquer coisa, me gritem e eu ajudo, surto junto e tiro qualquer dúvidas. É MUITO difícil tentar resumir uma série com mais de 50 anos, mas eu tentei. Espero que não tenha ficado muito confuso. Hm.

P.S.: Uma última curiosidade é que os atores que interpretam o Doctor muitas vezes cresceram vendo DW e eram fãs da série. O David Tennant era super fã e o Peter Capaldi se tornou ator porque ele queria interpretar o Doctor na TV. Ele fez um desenho quando era criança, falando sobre Doctor Who, e isso é muito adorável. Um puta presente pra um fã, né?

Essa série é puro amor, de verdade.

Enfim... É isso. Agora eu vou dormir que tô morrendo de sono. Escrever um jornal dá um puta trabalho, hah.


Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...