~Nataori

Nataori
Daddy's lil Monster
Nome: Luan
Status: Usuário Veterano
Sexo: Masculino
Localização: Uberlandia, Minas Gerais, Brasil
Aniversário: 14 de Novembro
Idade: 18
Cadastro:

Ficha - Hogwarts - Mais um ano letivo


Postado


Câmara Secreta

Nome completo: Ryan Edward Lewis

Nacionalidade: Britânico

Idade: 14 anos

Qual ano está cursando: Terceiro ano

Apelidos: Teddy boy, Ed

Sangue:

( ) Sangue puro.

(x) Nascido trouxa.

(x) Mestiço. (explicado na historia)

História:

Nasceu em outubro de 2001, na cidade de Melrose, no Reino Unido. Sua mãe, uma bruxa de sangue puro, se viu em uma situação complicada quando engravidou ainda muito jovem de um humano por quem estava apaixonada e embora tivesse o apoio de seu amante, ela não estava disposta a abrir a mão de sua magia para viver o resto da vida ao lado dele, entretendo, seus pais eram ainda muito conservadores e ela sabia que os filhos não seriam bem aceitos por sua família, sem muita escolha, ela acabou por dizer a seu amado que havia perdido os bebês e que devido a experiencia traumática não queria mais vê-lo. Sendo assim, quando as crianças nasceram, pediu a sua irmã para que deixassem as crianças em um orfanato e assim foi feito. Não foi muito fácil no começo encontrar casais despostos a adota-los, porque embora fossem dois bebes saudáveis, muitos casais tinha pena de separa-los e não desejavam mais de um filho.Por isso Ryan passou ate os seus 7 anos no orfanato, o que foi uma experiencia um pouco traumática para ele, uma vez que era uma pessoa que sempre se apagava muito fácil a tudo e a todo momento as pessoas que gostavam eram adotadas, ou saiam do trabalho (no caso das responsáveis pelo orfanato), além do casais que conheciam ele o irmão e misteriosamente acabavam desistindo deles, o que acabou contribuindo bastante para sua falta de ego e vontade de abradar a todos. Felizmente ele ainda teve Bryan para lhe dar suporte por todo esse tempo, o gêmeo sempre estando ao seu lado. Foi então que Edgar e Louis apareceram. O casal de advogados homosexuais ainda não podiam se casar, mas ja viviam jutos, ambos tinham uma boa condição de vida e por isso tiveram a oportunidade de conseguir adotarem as crianças. Edgar pegando a tutela de Bryan, enquanto Louis pegou a tutela de Ryan, o que na verdade não passou de uma divisão no papel, ja que tanto Ryan quando o irmão se mudaram para o apartamento dos novos pais em Londres. Ryan se adaptou muito facilmente a nova vida, com sua nova família, em menos de um ano ele ja amava seus pais como se sempre tivesse os conhecido e ficava feliz em dividir cada momento de sua vida com eles, que sempre lhe trataram com muito carinho, suprindo boa parte de sua necessidade de aceitação, em retribuição, ele sempre buscou ser o filho perfeito, por isso se esforçava nas coisas que fazia e sempre queria deixar a todos na sua família felizes. Quando a carta da escola chegou, ja aos seus 11 anos, ele ficou muito assustados, não gostava das bruxas que conhecia por contos de fadas e esperava que tudo fosse realmente uma brincadeira, até porque a ultima coisa que queria na vida era ter que ir para um internato e ficar longe de sua família, mas quando tudo se provou verdadeiro, ele decidiu ir, até porque seu irmão iria de qualquer forma e ele não queria estar longe dele. Nunca foi tão feliz em uma decisão, se apaixonou pelo mundo magico, entrou em uma boa casa de hogwarts e fez muito novos amigos, ele é muito feliz lá, por mais que ainda sinta muita falta de seus pais quando esta na escola.

Photoplayer: Asa Butterfield

Aparência:




Descrição: Cabelos castanhos escuros na altura do pescoço, olhos azuis muito claros, pele clara. Seu corpo tem uma aparência pequena e ainda não perdeu completamente seus traços infantis, o que é acentuado por sua baixa altura (1,60) e o corpo magro, sem muita massa muscular.

Personalidade: Sabe aquele esteriótipo Lufiano? Um amigo leal, que quer o bem estar do outro na frente do propário e quer agradar a todos? Infelizmente ele é exatamente o tipo padrão.

Ryan é uma pessoa amável, que distribui abraços (por isso o apelido "Teddy") e sorrisos. Jamais seria capaz de passar por cima de alguém para se beneficiar. Gosta de ajudar as pessoas ao seu redor e realmente deixa entender que faz tudo sem querer nada em troca. Muito leal com seus amigos, em hipótese alguma contaria o segredo de um deles, o que por outro lado o obriga a muitas vezes mentir e acabar se encrencando com os demais por erros que não são seus. Tambem é o tipo calmo, você nunca vai vê-lo envolvido em uma discussão ou briga, na verdade, você raramente vai vê-lo se quer contrariar os outros, pois ele tende a ser tão extremamente manipulável e ate mesmo ingenuo, que seu primeiro estimulo é sempre abaixar a cabeça e fazer o que lhe foi pedido (ou ordenado) por mais que não queira faze-lo. A grande alegria de Ryan é fazer alguém que ama feliz, não importando se isso lhe deixaria triste, ele simplesmente diz que não se importa em ceder. O que não é a verdade, por ele se chateia muito facilmente, principalmente quando não tem sua boa ação reconhecida, ou quando alguém tem a "capacidade" de brigar com ele. Claro que não é o tipo de pessoa que vai dizer isso na cara da pessoa, mas por outro lado guardará aquele rancor no fundo de sua alma e ele não é o tipo que se esquece.
Se considera uma pessoa tímida, mas na verdade ele é bem inseguro, precisa que as pessoas ao seu redor o aprovem para ele se aprovar e por isso tem muito medo de agir sem pensar bem e acabar afastando as pessoas de si. É um romântico nato e não perde a chance de suspirar e contar para todos os seus amigos quando está "apaixonado" por alguém.
Embora seja muito animado, ele perde muito facilmente o interesse nas coisas e por isso frequentemente está falando sobre um assunto diferente, o problema é que quando gosta de algo, ele gosta mesmo e não para de tagarelar se quer um minuto sobre isso.

Casa: Lufa - Lufa



Varinha: Pelo de unicórnio, 21 cm, Carvalho e farfalhante.

Patrono: Um cachorro



Feitiços que mais gosta de usar:

- Accio
- Aresto Momentum
- Episkey

Está no time de quadribol?

- Não, ele tem medo de entrar e acabar se machucando.

Aula que mais gosta: Poções

Aula que menos gosta: Herbologia

Tem alguma habilidade especial: Não ~

Qual parte de Hogwarts mais gosta: Talvez seja clichê, mas ele é apaixonado pelo salão comunal de sua casa, sempre o achando o lugar mais aconchegante to mundo.

Gostos:

- Doces
- Presentes
- Alegrar as pessoas
- Animais
- Chá
- Calor
- Estar perto de seus amigos
- Livros de romance
- Casacos
- Dormir
- Falar pelo cotovelos
- Conseguir ficar perto do irmão
- Dançar
- Fazer todo tipo de brincadeiras "infantis"
- Ser bem tratado.

Desgostos:

- Que tentem discutir com ele.
- Plantas
- Insetos
- Frio
- Comer peixe
- Ser deixado de fora
- Rock
- Ser chamado de "criança"
- Deslealdade/ traição
- Agressividade
- Pessimismo
- Sua altura

Manias:

- Sempre olhar para baixo quando vai mentir.
- Morder o lábio inferior quando esta ansioso.
- Apertar as unhas contra a pele da cintura quando esta com raiva.

Medos:

- Ser julgado.
- Machucar as pessoas.
- Perder alguém que ama.

O quê pensa sobre os nascidos trouxas: Que eles não são diferente de nenhum outro bruxo, apenas viveram longe de seu "lugar" por muito tempo.

O quê pensa sobre as maldições imperdoáveis:

Avada kedrava: Até o nome lhe dá arrepios, ele não diz que "jamais seria capaz de usa-la" ou que "algo assim jamais deveria ser criado", mas acha que deveria se usar com sabedoria, apenas como um ultima alternativa, que ele espera nunca ter.

Cruciatus: Sabe aqueles coisas que você queria nunca ter visto? Ele deseja nunca ter que ver alguém sob o efeito da cruciatus, muito mesmo estar sobre o efeito dela, imagina o quanto é agoniante.

Império: Detesta a ideia de controlar os outro, apenas isso lhe enjoa de uma forma horrível.

Costuma quebrar as regras da escola: Apenas se for para ajudar algum amigo ou por um excelente causa.

Tem algum animal de estimação: Luke, seu gato.



Favoritou: Sim ~~

Vai comentar sempre: Juro solenemente que sim

Algo mais:

- Por ser muito ingênuo ele demoraria a perceber uma situação de perigo, mas exatamente por isso ele tambem não costuma se meter facilmente nelas, excerto se acabar sendo influenciado por alguém.

- Uma vez que perceber que esta em perigo, ele toma uma postura defensiva, costuma usar feitiços para desarmar ou parar ( tipo petrificar) seus inimigos (em caso de ataque), mas raramente vai fazer algum ataque direto, evitando ao máximo machucar os outros.

- Apenas usaria qualquer uma das maldiçoes imperdoáveis caso alguém que ame esteja em perigo, nesse caso ele se quer pensaria antes de usa-la, mas jamais se perdoaria por ter feito isso.

- Nunca deixaria um amigo para trás.

- É excelente com feitiços e poções de cura.

- Embora não seja um mestre em feitiços de ataque, ele é ate bom em feitiços para desarmar seus adversários.

- Seu coração se partiria em pedaços ao ver alguém morrer na sua frente, mesmo que um animal/ uma criatura. Se fosse ele a matar, provavelmente seria cegado pelo remorso, mas se perdesse um aliado, seria segado pelo ódio.

- Se sente mais forte quando esta a lado de alguém e batalha e não desistiria ou trairia seus companheiros.







Nome completo: Bryan Ethan Lewis

Nacionalidade: Britânico

Idade: 14 anos

Qual ano está cursando: Terceiro ano

Apelidos: Não tem

Sangue:

( ) Sangue puro.

(x) Nascido trouxa.

(x) Mestiço. (explicado na historia)

História:

Nasceu em outubro de 2001, na cidade de Melrose, no Reino Unido. Sua mãe, uma bruxa de sangue puro, se viu em uma situação complicada quando engravidou ainda muito jovem de um humano por quem estava apaixonada e embora tivesse o apoio de seu amante, ela não estava disposta a abrir a mão de sua magia para viver o resto da vida ao lado dele, entretendo, seus pais eram ainda muito conservadores e ela sabia que os filhos não seriam bem aceitos por sua família, sem muita escolha, ela acabou por dizer a seu amado que havia perdido os bebês e que devido a experiencia traumática não queria mais vê-lo. Sendo assim, quando as crianças nasceram, pediu a sua irmã para que deixassem as crianças em um orfanato e assim foi feito. Não foi muito fácil no começo encontrar casais despostos a adota-los, porque embora fossem dois bebes saudáveis, muitos casais tinha pena de separa-los e não desejavam mais de um filho.Por isso Bryan passou ate os seus 7 anos no orfanato, o que não foi a pior experiencia de sua vida, mas também não foi a melhor, de qualquer modo isso o influenciou a aprender a fazer muitas coisas por conta própria e não depender da afeição de ninguém para estar bem com ele mesmo, além disso a ausência de qualquer família excerto seu irmão (o que ja era mais do que muito de seus amigos tinham) fez o ele entre ele ser muito forte, eles eram inseparáveis e Bryan não pensava duas vezes antes de expulsar qualquer qualquer casal que tentasse adotar apena um deles, o que era fácil já que eles eram clones perfeitos nessa época. Foi então que Edgar e Louis apareceram. O casal de advogados homosexuais ainda não podiam se casar, mas ja viviam jutos, ambos tinham uma boa condição de vida e por isso tiveram a oportunidade de conseguir adotarem as crianças. Edgar pegando a tutela de Bryan, enquanto Louis pegou a tutela de Ryan, o que na verdade não passou de uma divisão no papel, ja que tanto Bryan quando o irmão se mudaram para o apartamento dos novos pais em Londres. No começo Bryan teve muita dificuldade em se habituar com a nova família, em primeiro lugar porque não estava acostumado com o formato familiar e depois porque ele era naturalmente rebelde, o que muitas vezes deixava seus novos pais com os cabelos em pé, mas Bryan simplesmente não conseguia confiar neles. Entretanto, com o passar dos anos ele se habituou bem a nova vida, seus pais respeitam muito o seu espaço e sempre tiveram muita paciência com sua rebeldia, o que fez o garoto ganhar aos pouco cada vez mais confiança e afeição por eles. Foi então que sua carta para Hogwarts chegou. A principio foi uma surpresa geral quando as cartas chegaram, mas Bryan foi o primeiro a ficar animado com a novidade, mas depois, ao ouvir os pais falarem que provavelmente aquilo era uma brincadeira, ele pensou melhor e viu que aquilo realmente não era possível. Bem, isso até que um represente da escola fosse ate sua casa leva-los para comprar os matérias do ano letivo. Gostou muito de conhecer o mundo magico e de algum modo, se sentia extremamente confortável nele, como se sempre tivesse sido o seu lugar, entretendo, sentiu um forte "baque" ao ser "separado" do irmão, uma vez que tendo casas diferentes, eles não podiam mais ficar juntos o tempo em que ficavam antes, além de que ambos fizeram novas amizades e tiveram pela primeira vez na vida um pequeno distanciamento. Depois disso, sua rotina se tornou frequentar a escola, os treinos e torneio de quadribol, voltado para a casa de seus pais nas ferias e feriados, onde eles os esperam ansiosamente.

Photoplayer: Asa Butterfield

Aparência:



Descrição: Curtos cabelos castanhos tão escuros que chegam a parecer negros, pele clara, olhos azuis muito intensos e sempre desafiadores. Tem por volta de 1,63 de altura, corpo magro, porem firme devido aos esforços nós treinos de quadribol, nariz empinado e algumas pintinhas marrons espalhadas na região de seu pescoço e costas.

Personalidade: Como poderia dizer? Ele e o irmão não são tão parecidos nesse quesito quanto na aparência.

Seu temperamento é no minimo instável. Não é o tipo que leva um desaforo para casa, muito menos do gênero que pensaria duas vezes antes de partir para uma briga. Não gosta de receber ordens, porém ainda assim sabe os limites do respeito. Tambem não é um exemplo de bom humor e doçura, muito pelo contrario, ele trabalha com o sarcasmo e com as palavras inteligentes, sempre demostrando que ele fala tanto com os punhos, quanto com a mente. Seu irmão certamente é o seu ponto fraco e a unica pessoa que ele se preocupa em proteger e defender de tudo e todos, principalmente quando percebe que ele está sendo de algum modo usado. Não que seja um péssimo amigo, so não faz o tipo que se importa muito ou expressa sentimentos, gosta de estar perto dos amigos e dividir muitos momentos com eles, mais prefere não intervir nós problemas dos outros, pois acha extremamente irritante quando fazem isso ele. Seu lema é "se não quer reação, não faça uma ação", por isso ele sempre aceita a consequência de seus atos sem nenhuma teimosia, mas não tolera de modo algum ser injustiçado.
Pode passar um ar arrogante no modo como fala e age, mas ele não considera a arrogância algo ruim, prefere ela que a falsidade, usa sua arrogância para tentar ser o melhor em tudo que faz e por isso pode ser muito competitivo em qualquer coisa.
Fora isso tem um ar charmoso e não perde a chance de lançar alguma boa cantada em qualquer pessoa que ache interessante, parecendo bem o tipo pervertido ao faze-lo.

Casa: Sonserina



Varinha: Corda de Coração de Dragão, 19 cm, Ipê, Maleável.

Patrono: Um cavalo ~



Feitiços que mais gosta de usar:

- Expelliarmus
- Everete Statum
- Lumus

Está no time de quadribol?

- Sim, Artilheiro ou batedor

Aula que mais gosta: Feitiços

Aula que menos gosta: Herbologia

Tem alguma habilidade especial: Não ~

Qual parte de Hogwarts mais gosta: Do lago

Gostos:

- Frio
- Cobertores
- Nadar
- Cerveja amanteigada
- Gatos
- Hq's
- Ler
- Jogos de todos os tipos
- Voar
- Hipogrifos
- Acessórios , como colares e braceletes
- Ter seu espaço pessoal respeitado
- Fazer da vida das pessoas que não gosta um inferno.

Desgostos:

- Calor
- Chá
- Coisas muito doces
- Romances
- Insetos
- Fantasmas
- Ingenuidade
- Plantas
- Estudar
- Falta de interesse
- "Idiotices desnecessárias"
- Ficar "atoa"

Manias:

- Revirar os olhos sempre que escuta algo "idiota".
- Sempre resmungar xingamentos quando esta irritado.
- Abraçar o irmão pela cintura apenas para envergonha-lo.

Medos:

- Estar sozinho no escuro.
- Ratos

O quê pensa sobre os nascidos trouxas: Ele é um nascido trouxa e tem orgulho disso, não conteria a língua na hora de defende-los e odeia qualquer tipo de preconceito vindo disso.

O quê pensa sobre as maldições imperdoáveis:

Avada kedrava: Ele não acha ou deixa de achar, apenas diz que se fosse necessário usa-la, ele usaria sem remoço.

Cruciatus: Se ele acha divertido ver as pessoas agonizando? Digamos que ele tenha um lado sádico, mas ainda sim prefere outros métodos.

Império: A acha até divertida, se não estiver sendo usada nele, claro.

Costuma quebrar as regras da escola: Não é o maior fã de regras, mas tenta não sair muito da linha, não quer acabar sendo expulso.

Tem algum animal de estimação: Leia, sua gata.



Favoritou: Sim <3

Vai comentar sempre: Claro ~~

Algo mais:

- Em caso de ter sua vida em risco, ele não sentiria nenhum remorso em usar as maldições imperdoáveis em seus oponentes.

- Em situações de perigo, ele provavelmente tentaria manter a calma e pensar,tentando encontrar a melhor solução para escapar.

- So sacrificaria sua vida pelo irmão.

- É muito bom em feitiços de ataque e contra ataque e tambem tem talento e agilidade para desarmar seus inimigos.

- Embora não seja um fã de regras, não é um "boboca que fica arranjando encrenca", prefere deixar isso para a grifinoria.

- Uma vez que esteja irritado, ele deixa sua racionalidade de lado e vira força bruta.

- Embora seja sadico o suficiente para ferir as pessoas, ele não é cruel e jamais faria isso sem ter um bom motivo.

- Ele é esperto e ágil.



Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...