~SlytherinNay

SlytherinNay
Nay
Nome: Nay
Status: Usuário
Sexo: Feminino
Localização: Campo Grande, Mato Grosso do Sul, Brasil
Aniversário: 7 de Abril
Idade: 17
Cadastro:

Ficha para We Could Be Heroes


Postado


✴Ficha✴


†Nome Completo:

Arayan Santana (mais conhecida como Ary)

†Idade:

23 anos

†Codinome:

Ariana (ou também Satanáries)

†Aparência:

Cabelo longo sendo pouco mais da metade colorido de verde esmeralda com as pontas em amarelo. Sobrancelhas grossas e bem definidas. Lábios cheios. Dentes alinhados. Olhos verdes claros que se destacam pelo cabelo. Cílios longos. Rosto com traços firmes. Pele levemente bronzeada. Curvas proporcionais, exceto pelas coxas mais grossas. 1,70m de altura com 70kg. Unhas longas e resistentes com três horríveis cicatrizes de queimaduras nas pontas do dedão, indicador e dedo médio da mão direita.



















†Personalidade:

Como o pai dela, ela faz o tipo pavio curto e explosiva. Não precisa ser chamada duas vezes para uma briga e dificilmente se intimida pelos adversários. É o tipo garota problema que toda instituição tem. Adora desafiar regras e ganhar detenções/punições. Corajosa, destemida, arrogante e rancorosa. Ela odeia seguir ordens, mas sabe como fazer sem incidentes.
Ela é de áries e nunca entrega os pontos facilmente e não admite a ideia de que uma pessoa a controle. Ela gosta de se sentir segura, odeia pisar no desconhecido. Ela é forte, mas não nega um carinho, menos no cabelo, odeia que mexam em seu cabelo. Não faz o tipo desbravadora, ela é inteligente. Líder nata, ela só colocará seu time em campo quando tiver cada tática do time adversário. Protege suas amizades acima de tudo e não se deixa levar por opiniões alheias, ela não é do tipo manipulável. Não sabe pedir desculpas, seu orgulho a impede de admitir erros. Ela está certa, essencialmente porque costuma calcular suas ações, ela não é de impulsos. É competente em boa parte das coisas que faz e quando alguém conquista o respeito dela, ela não questiona, não duvida e nem desafia. Ela deposita toda a sua confiança e fidelidade em que respeita. Mas isso não significa que seja fácil, ela demora para depositar esse tipo de confiança cega em alguém, mas não vacila nem mesmo por um minuto quando acontece.

†História:

Ary nasceu prematura em um parto de emergência numa madrugada de 04 de Abril. Sua mãe foi baleada enquanto escapava de um briga de gangues, ela era filha de um dos rivais de seu pai e se viu no fogo cruzado quando sua família atacou El Diablo numa prometida vingança. Ary teve complicações com pulmões mal formados, mas sobreviveu por pouco.
Sua infância foi normal e ela não demonstrou nenhuma habilidade anormal até os 6 anos de idade quando houve um acidente na escola primária em que estudava com tubulações de gás e boa parte da construção explodiu. Todos os alunos de sua classe e parte da classe ao lado morreram ou tiveram graves queimaduras, mas ela saiu ilesa (inclusive as roupas). Foi na época em que seu pai desconfiou de poderes não despertados e começou a treina-la. No começo as chamas só se manifestavam com as variações de humor dela, mas conforme crescia ela se adaptou e conseguiu total controle sobre o fogo.
Aos 12 anos no entanto, seu pai teve que se meter novamente nas gangues (cuja profissão ele tinha se aposentado por ela), houve o acidente e ele foi preso. Ary mudou drasticamente depois disso.
De uma garota normal e tranquila, nasceu uma Ary explosiva, problemática e encrenqueira. Ela entrou no mundo das drogas e assassinatos de aluguel. Migrava de gangue em gangue até atrair atenção indesejada de um certo pinguim avarento. Ela foi então levada para Gotham onde conheceu o inferno dos becos e o luxo dos bailes bilionários.
E também foi onde conheceu o Batman que lhe deu uma proposta melhor de vida que ela vinha procurando desde que o pinguim a encontrou. Ela não pensou muito na verdade, somente notou que era uma forma de escapar daquele mundo e topou sem condições. Foi uma das primeiras a se mudar para a base aérea com 21 anos e considera realmente aquele lugar como um lar.

†Pais:

-Chato Santana (El Diablo)
-Ela nunca descobriu o nome da mãe e seu pai se recusa a falar de qualquer coisa relacionado a ela.

†Poderes:

Pirocinese./ Piro-controle/ Mira aprimorada./ Piro-invulnerabilidade (podendo expandir esse em especial voluntariamente ou inconscientemente).

†Par?Se sim, quem?:

Sim, Robbie Reyes (Ghost Rider)

†Fraquezas:

Água e temperaturas baixas.

†Habilidades:

Conhecimento em diferentes artes marciais. Memória fotográfica. Aprendizado rápido. Resistência física e mental. Ela é um gênio em física aplicada e química(esse ultimo resultado das drogas que lidava quando gangster). Estratégia e após entrar na base aérea expandiu conhecimento e experiência em táticas militares sendo talentosa para liderar grupos ou esquadrões.

†Desabilidades:

É péssima em reconhecimento e em tudo que exige paciência e discrição. Não consegue lidar com diretrizes detalhadas e nem com co-lideres.

†Gostos:

Praticar esportes./ Frutas./ Legumes./ Cozinhar./ Estudar mapas, fórmulas químicas./ Ler em geral./ Animais./ Armas automáticas./ Sinceridade./ Comer./ Dormir./ Fazer desenhos no ar com seus poderes./ Visitar o pai./ Rir./ Beber./ Cantar./ Ouvir e compor música./ Oceano.

†Desgostos:

Crianças./ Doces em geral./ Falsidade./ Ordens./ Regras./ Leis./ Que a acordem./ Lugares fechados e pequenos./ Coisas felpudas./ Que mexam em seu cabelo./ Florestas./ Exames./ Médicos e hospitais./ Espirrar.

†Roupa de Batalha:



†Armas:

Ela sempre carrega uma pistola semi automática ou um canivete (pelos velhos tempos).

†Relação com Anastásia:

Quando ela chegou, Ary não foi muito com a cara dela já que ela parecia muito delicada e inocente. Depois que viu que a garota era mais desequilibrada do que parecia simpatizou melhor. Quando descobriu que 'limparam' a mente dela ficou com raiva por ela e começou a desenvolver um afeto fraternal ou coisa parecida. Se aproximou até que fossem algo parecido com amigas e ela contou sobre as risadas que se lembrava. Ary gostou muito mais dela depois disso já que sempre admirou as histórias sobre a insanidade de Joker e supôs que se eles se conheciam, ele viria por ela. Passou a protege-la depois disso. Guardando sua retaguarda e cuidando para que ela não adoecesse nem ninguém a machucasse ou perturbasse.
Em seu pensamento, Anastásia é quem deixaria aquele lugar interessante e claro que Ary tinha que cuidar para que Joker a encontrasse ilesa.

†Relação com os outros colegas:

Apesar de encrenqueira, Ary se dá bem com os outros. Ela é divertida e otimista sabendo ser bastante entusiasmada quando quer. Ela sabe fazer amizades e dificilmente deixa de conversar com alguém por birra, mesmo que for só pra irritar a pessoa. Ao todo ela é risonha e divertida com a própria turma, sempre arranjando festas e bebida.

†Relação com os heróis:

Ela não simpatiza muito com eles, exceto o Batman que tem o respeito dela. Geralmente quando estão presentes ela fica com a cara emburrada e braços cruzados. Mas ela gosta do Homem de Ferro, ri das piadas dele e discute bastante sobre física. Quase como com o dr.Banner, mas com esse ela é mais cautelosa, ficando distante e procurando pensar bem nas palavras que profere. (ela não tem medo do Hulk, mas não pretende arrumar briga com ele de nenhuma forma.)

†Relação com o par:

Ary conheceu o Robbie numa briga de bar na fronteira do Canadá onde fazia uma entrega para o Pinguim e ele aparece para sub-julgar o traficante com quem parecia ter uma longa história. Eles lutam, ele assume a forma de motoqueiro fantasma e a impressiona. Quando ele volta a ser humano eles conversam um pouco e ele a leva para casa. Dois meses depois ele aparece na base aérea pelo mesmo objetivo que ela.
Eles fazem o tipo casal briguento onde 70% do tempo estão discutindo, mas os outros 30% são totalmente sintonizados e não precisam de muitas palavras para se entenderem. Eles têm ciúmes mútuos e dificilmente guardam os xingamentos para depois fazendo barraco onde quer que estiverem e em que situação estiverem. Mas apesar das brigas, não se largam. Gostam da dinâmica e quando eles realmente brigam (no nível de usar os poderes em baixa escala) geralmente acaba em sexo. E Ary adora esse fato em especial da relação deles.

†Como foi parar na base:

Num encontro de negócios de fortes traficantes Batman aparece e ela evita usar seus poderes. Ela apanha um pouco até notar que é uma adolescente e a apagar para levar a um lugar que ela não soube qual era. Eles conversam, ele faz a proposta, ela aceita e no dia seguinte acorda numa van rumo ao novo lar.

†Sua relação com os pais:

Ela ama/odeia o pai. Ela o odeia por ter se entregado e a abandonado sozinha, mas o ama por ele ter a criado, ensinado a usar seus poderes destrutivos e também por ter se entregado. Ela o visita todo dia 04 de cada mês. Eles se relacionam muito bem porque ela entende os motivos e os ideais dele e os respeita, assim como ele faz com ela.

†Leu as regras?

Sim.... Jealous?

†Vai comentar?

Com toda a certeza.

†Algo mais?

Sim. Ela tem uma boca bem suja, usando gírias sempre que fala, xingamentos e palavras chulas. As cicatrizes nos dedos da mão direita foram resultado de um dos primeiros treinos do Piro-controle onde ela descobriu que também pode reprimir sua invulnerabilidade caso se concentrar. Ela odeia tatuagens, portanto se recusa a fazer qualquer uma mas ainda assim tem outra característica do pai cujos poderes estão ligados á coloração do cabelo obrigando-a pintar a cada três meses.
Ela também tem receio de lugares pequenos e fechado por conta das complicações pulmonares que teve no nascimento, acredita que pode desenvolver claustrofobia e por isso evita com todas as forças tais lugares.





Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...