~LoganBriarII

LoganBriarII
Yaoi 4ever & ever
Nome: Gabriel
Status: Usuário
Sexo: Masculino
Localização: Indisponivel
Aniversário: 17 de Novembro
Idade: 15
Cadastro:

Ficha para New Lovers, Heroes and Villains


Postado



Batman e Mulher Maravilha, melhor casal.


Ficha -

Nome e Sobrenome:
Raphaell James Roch

Apelido:
Ralph

Aparência:




Idade:
19 anos

Pai:
Carl James - Psicólogo - 51 anos


Mãe:
Rachel Roch James - Heroína/Ravena - 47 anos


Personalidade:
É um garoto bem ligado a beleza e ao exterior. É muito preocupado em como está, o que está vestindo e o que vão pensar dele. Por conta desses motivos se tornou muito ligado a moda e desenvolveu um dom para criar roupas, usando sempre as que ele mesmo faz. O mundo fashion consome quase 90% de seu tempo até porque o mesmo adora estudar, imaginar e criar novas roupas.
Sendo filho de quem é, aprendeu a guardar seus sentimentos para si mesmo sempre, os deixando aparecer apenas quando está sozinho. É uma pessoa consideravelmente fria, age por instinto, o que achar melhor ele vai fazer, ignorando a moral ou o certo e errado. Nunca se importa com os sentimentos dos outros, muitas vezes partindo o coração de muitos, não por os outros se apaixonarem, mas sim por ele fazer coisas horríveis com o que os outros mais amam. É rebelde até certo ponto, não gosta muito de ser comparado a bondade ou ao mistério de sua mãe, portanto está sempre tentando ser um meio termo e ser diferente, para que consiga sair da sombra de sua mãe, em algum momento.
De longe o mais egoísta e egocêntrico, não se importa com nada que está acontecendo ao redor, apenas consigo mesmo, e de vez em quando com a mãe. Quer tudo para ele e sempre que faz um "favor" a alguém, ele já está pensando no que vai ganhar em troca. O mesmo é muito racional e possessivo, desconhecendo seu lado sentimental e fica confuso sempre que esse lado toma conta.
Em alguns momentos de suas atitudes, as pessoas desconfiam se ele é mesmo filho de uma heroína, mas é isso que o mesmo busca causar, a confusão nas pessoas para que todos parem de pensar que só porque sua mãe é perfeitinha, que ele também vai ser. Gosta de pensar que é único e que tem a capacidade de resolver seus problemas sozinhos, sempre mantendo os outros longe e tentando fazer tudo por conta própria.
Seu lado sentimental, como mencionado antes, é oculto e desconhecido para o garoto, mas isso não significa que ele seja uma pedra, só significa que ele não sabe o que é sentir, quando chora, o que quase sempre acontece quando está sozinho no quarto, ele fica perplexo e catatônico, não sabe o que fazer, se considera fraco e ao mesmo tempo esquisito.
Seu humor, é um tanto diferente dos outros, ele quase nunca sorri, mas quando sorri, é porque provavelmente um de seus "planos" deu certo, ou porque alguém que ele não gosta sofreu algo ruim. Fora isso, para ele, o riso é algo... desnecessário.

História:
Ravenna até então tinha se mantido alheia ao que acontecia no mundo, indo ajudar quando tinham problemas e estando sempre à disposição dos Jovens Titans, mesmo após uma série de problemas que causou a separação deles, e muitos entraram para a Liga da Justiça, mas a mesma evitava, por conta de Zatanna, a feiticeira que a impediu de entrar na liga, anos antes. Se isolando na Romênia, um país onde ela estaria longe de seu passado americano, e onde ainda viviam em vilarejos e cidades pequenas, ela tentava levar uma vida normal, ao máximo, ignorando que é filha de um demônio e tentando sua tão sonhada redenção. E então conheceu Carl, seu psicólogo, que a tratou por muitos e muitos anos, acreditando que a super-heroína não passava de mais uma humana com problemas na infância, com uma família abusiva. Ambos se apaixonaram e então tiveram um filho, e é aí que a vida conturbada de Raphaell começa. O menino cresceu na casa dos pais e sempre fora dócil, amigável e simpático quando criança, sua mãe tomava bastante cuidado e tentava ao máximo transmitir segurança ao filho e amor, um que ela desperdiçou quando adolescente. Uma casa amável, mas um bairro, uma cidade extremamente preconceituosa, para com o garoto. Ninguém queria ser amigo dele, nem estar perto, alguns garotos chegavam a bater nele durante a sua adolescência. Ele era um menino especial, e ainda no Ensino Médio, maquiava-se antes de ir a escola. Ele montava uma pessoa totalmente diferente dele, em sua cabeça. E assim foi criando-se Adore, uma possível super-vilã. O garoto odiava sua vida, cansava de seus pais tentando entendê-lo, quando na verdade ele não queria. Cansado de não ter escapatória em casa, e continuar apanhando na escola, por uma coisa que não era culpado, pois para ele, era apenas relaxante e tranquilizante, vestir-se como Adore, sua versão feminina. Sua personalidade foi moldada, na ignorância de seus colegas, professores, vizinhos e a comunidade de onde morava. Seus poderes foram descobertos aos treze anos do rapaz, até então a mãe pensava que ele teria nascido humano por completo e agradecia por isso, mas então durante uma briga com a mesma, ele explodiu as lâmpadas da casa, juntamente com uma cama arremessada mentalmente, contra a parede. Ele não sabia o que fazer e desabou na hora, aos poucos Ravena o acolheu novamente, e o ensinou a controlar seus dons quando próximo de seres humanos comuns e lhe contou sobre seu passado e o que ambos eram, lhe ensinou, do que era capaz, sem saber que aquilo poderia vir a se tornar algo ruim para a humanidade. Então, aos seus 17 anos, saiu de casa na calada da noite, fugiu e casa, voando em direção a noite e parando em algum lugar diferente, não sabia que tinha ido parar, nas proximidades da Rússia, e ali treinou por vários meses, até que sentira a presença de sua mãe por perto, então fez o que não esperava, foi até a cidade mais próxima, assaltou uma loja qualquer, e com o dinheiro, comprou uma passagem em direção aos Estados Unidos e ficou por lá, em Nova York, encontrou sua paz, que lhe foi fornecida por atos de maldade contra as pessoas, assaltos, sequestros, mortes ou até mesmo destruições, onde sua mente estranha lhe deu felicidade. E assim nasceu Adore, uma das vilãs mais temidas da Big Apple (Nova York), que nunca será descoberta, por sua identidade secreta ser um homem e seu alter-ego ser uma mulher.

Relação com o par:
Ele e o par já namoraram uma vez, quando ele chegou em New York, onde ele estava perdido, conhecendo o lugar e aprendendo o que estava acontecendo, ainda era um garoto confuso, não fazia ideia do que estava para acontecer. E então, eles tiveram um relacionamento complicado, onde ambos escondiam seu segredo e o par era muito bonzinho enquanto ele tinha suas tendências maléficas. O que acabou gerando brigas constantes, até que o outro se cansou e terminou, seguiu em frente e deixou pra trás, um Raphaell destruído e triste, que nunca conseguiu superar e então liberou seu lado ruim, finalmente, se entregando a escuridão presente em sua alma.

Poderes:
Voo
Telecinese
Umbracinese
Criação de portais
Toque de Cura
Projeção Astral
Empatia
Teletransporte (para locais onde já esteve)
Intangibilidade (quando converte seu corpo à sombras)

É super herói ou vilão?
Vilão

Tem identidade secreta? Se sim, qual seu "nome de herói"?
Adore

É da Liga?
Não

O quão romântico a pessoa se considera?
Ele se considera um romântico psicopata, pois quando se apaixona, o que ocorre raramente, ele fica louco, obcecado, possessivo, carinhoso e extremamente ciumento. Faz de tudo para estar com o outro e dar toda a atenção, tirando quem for preciso do caminho.

Cena que acontecerá a sua história
Numa galeria de arte, onde Raphaell estava estudando para pegar para si uma coroa de diamantes, exposta ali, já que não gosta das notícias focarem nele, para que sua mãe não descubra onde se esconde. Então comete muitos de seus crimes sem usar seus poderes.

Roupa que usava na hora


Par
Como não tem mais ninguém com ficha pronta, acho que irei deixar a sua escolha, se algo mudar antes do fim do período de inscrição, eu lhe aviso. A menos que queira que algum de seus personagens venha a ser ele.

Música tema
I Adore You - Adore Delano

Um defeito e uma qualidade:
Cruel

Inteligente

Relação com os pais:
Com a mãe, era um garoto especial, a tratava bem, exceto por algumas brigas que tinham quando ela tentava controlar como ele se comportava, ou o repreendia. Ele tem um carinho enorme pela mulher, mesmo tendo fugido, tem dias que ele ainda quer voltar correndo para os braços dela, sabendo que ela vai o acolher.

Com o pai, ele nunca trocou mais que duas palavras diárias, o mesmo sempre tentava puxar assuntos, mas Raphaell sempre cortava, não quis muito envolvimento, nem quando criança e nem agora quando mais velho.



Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...