~Killyan - Clan Akatsuki

Killyan
Konichiwa mina !!
Nome: **********
Status: Usuário
Sexo: Feminino
Localização: Rio Brilhante, Mato Grosso do Sul, Brasil
Aniversário: 16 de Março
Idade: 13
Cadastro:

Ficha "Bolo Doce"


Postado

O passado, apenas de ser passado insiste em permanecer....



"Olá, novamente, meu pedacinho de carne! Vim pegar o que me pertence Reiji!

•『Ŧιcнα ᑭαssαdσ』•

⊱Ňσмε⊰
Hara Takagi

Hara: Campo
Takagi: Árvore Alta
Hara Takagi: Campo da árvore alta

Origem: Japonesa


⊱ᗩρεℓιdσ⊰
Ha-chan: Apenas pessoas bem próximas dela, como suas companheiras / Ela não gosta muito, pois na maioria das vezes, elas só a chama assim, quando querem algo, resumindo simplesmente por interesse.
Chibi: Seu par a chama assim, apenas por ironia, ele adora irritar Hara, é um de seus hobbies / Ela com toda a certeza odeia esse nome, ela se sente inferior a ele, e ela não quer se sentir assim.
Taka: É como ela pede para as pessoas chamar ela assim, pois é um nome simples / Adora, porque é um nome que qualquer um sabe, e é bem simples, o que não corre o risco de alguém fazer piadinha ou esquecer.

⊱Ɨdαdε⊰
15 anos

Signo: Libras / Dragão, ela confia muito em seu Horoscopo, tanto que ela deveria ter escutado melhor, quando leu que, naquele dia as pessoas de Libra e de Virgem não se entenderiam e que uma acabaria gravemente ferido.

Nascimento: 09/10/1719

⊱ᗩραяêηcια⊰








Descrição: Seus cabelos são da cor lilás bem clarinho, a parte de trás é bem curta, quase raspado, sendo também repicado, a parte da frente é bem longa, chegando um pouco a baixo de seus seios, o mesmo é preso em dois, com uma presilha, de cada lado, igualmente lilás com um detalhe rosa, possui uma franjinha que fica um dedo acima de seus olhos, onde à uma presilha que é dois círculos uma grande e outra pequena, são pretas e no centro é rosa, seus olhos são roxos com a pupila rosada, seus cílios são longos e grossos, pele pálida, bochechas e lábios rosados, seu nariz é bem pequeno, não tem um corpo bem desenvolvido, seios pequenos, cintura fina, bunda mediana, tem 1, 51 de altura e pesa 42Kg.

⊱Sεxυαℓιdαdε⊰
Heterossexual

⊱ᑭεяsσηαℓιdαdε⊰
Lolita - Uma garota alegre e otimista, que sempre busca luz em meio a mais terrível escuridão. Acredita com todo o seu ser que todos merecem um segunda chance, quantas forem necessárias, se estiverem dispostos a mudar. Para ela tudo tem um lado bom e que podemos sair das piores situações, se tivermos um pouco de fé. Mesmo tremendo de medo, ela segue em frente. Nunca desistiria daqueles que ama, não importa a situação, tem uma personalidade magnética, tudo nela parece irradiar luz e essa luz atraí a todos. É sempre simpática com todos, mesmo com aqueles que não conhece. Costuma conquistar muitos admiradores, mas nunca percebe isso. Gosta de fazer as pessoas sorrirem, o que geralmente acontece quando está por perto. Ela gosta de saber que foi a responsável pelos sorrisos, isso aquece seu coração.
É teimosa e persistente, nada a faz mudar de ideia. Hara tem o péssimo hábito de falar a primeira coisa que lhe vem a cabeça, tamanha é sua ingenuidade, e isso pode tanto magoar algumas pessoas, tanto como coloca-la em várias situações complicadas. É bastante espontânea, tem as ideias mais estranhos nos momentos mais estranhos, ela costuma sempre estar com um leve sorriso no rosto. Mesmo com todas as marcas em seu passado ela nunca deixa de acreditar que, um dia, as coisas melhoraram e ela obterá seu final feliz. Ela acabou pensando dessa forma, pois acha que é melhor ter esperanças, mesmo que vazias, do que ser vazia por dentro, sem esperar nada do futuro. É criativa e inteligente. Pode não parecer mais ela tem um Q.I. bastante elevado, podendo ser considerada um gênio. O que é um pouco estranho já que ela não tem a menor paciência para estudar ou ficar presa dentro de uma sala de aula por horas e horas. Ela não sai por ai ostentando sua inteligência, a maioria das pessoas nem sabe, mas se surpreendem quando ela mostra que pode saber muito mais que qualquer um e que também ama livros.
Mesmo tremendo de medo, ela segue em frente. Nunca desistiria daqueles que ama, não importa a situação, tem uma personalidade magnética, tudo nela parece irradiar luz e essa luz atraí a todos. É sempre simpática com todos, mesmo com aqueles que não conhece. Costuma conquistar muitos admiradores, mas nunca percebe isso. Gosta de fazer as pessoas sorrirem, o que geralmente acontece quando está por perto. Ela gosta de saber que foi a responsável pelos sorrisos, isso aquece seu coração.
Tem uma espécie de dom especial, que ela gosta de pensar que seja um dom mágico. Ela consegue saber o que as pessoas sentem só de olhar em seus olhos, e também, graças a isso, sabe quando ela está mentindo. E mentiras não agradam nem um pouco H, pois a verdade é a base da confiança, e sem ela, tudo desaba. Se alguém mentisse gravemente para ela, Hara nunca perdoaria.

⊱Ħιsтóяια⊰
Hara uma menina sempre alegre, otimista e sorridente, ninguém nunca a viu triste, ou chorando, nunca se queixava da vida, muitos achavam que ela possuía a vida perfeita, pais perfeitos... Mais era totalmente ao contrario, seu pai era um alcoólatra e seu mãe a famosa “Dama da Noite” no sentido geral a vulgo “puta”, um casal bem incomum, mais não havia amor ali, era apenas obrigação, e Hara sabia que era a responsável por isso, mais ela não tinha culpa, eles que foram descuidados e deixaram isso acontecer, seu pai Kota e sua mãe Aya, tiveram uma selvagem e longa noite, mais por descuido esqueceram a camisinha, o que resultou na gravidez, ela ate iria tirar, mais o medico disse que havia complicações devido a Aya ter uma saúde um pouco debilitada, e por isso ela poderia morrer, junto da criança, Kota, sabia da gravidade e por isso fez uma proposta, eles se casaria e tudo mais, porem não precisariam usar aliança e não precisavam ser fies, era cada um com sua vida.
Kota era bem agressivo com Hara, ele bebia demais e descontava sua raiva nela, um dia quando ela tinha apenas 10 anos, um vizinho, já de idade, presenciou uma cena destas, e ficou apavorado, mais não tirou conclusões precipitadas, por isso na manha seguinte, quando ela ia para escola, ele chegou perto dela e perguntou se na casa dela, algo estava acontecendo, se ela estava sofrendo, mais com um enorme sorriso no rosto ela respondeu: ”Não, não! Esta tudo bem”, ele sempre perguntava mais a resposta era a mesma, então ele desistiu, afinal já estava de idade, poderia ter apenas alucinado.
No aniversario de 15 anos de Hara, ela voltava da escola quando avistou uma limusine na frente de sua casa, estranhou porem continuou em frente, na porta de sua casa, suas duas malas estavam lá, juntamente com um elegante homem que vestia terno, tentava entender o que estava acontecendo quando ouviu a voz arrastada de seu pai: “Finalmente chegou sua imprestável, vá trocar de roupa, você vai embora”, tentando entender o que estava acontecer perguntou o por que, e a resposta que recebeu, foi algo que já imaginava, “Por dinheiro, ele disse que se você se casasse com algum dos filhos dele, ele me daria uma grande quantidade de dinheiro! ...... Não fique triste, pois pelo menos agora, ter você valeu a pena”, ela sabia que não adiantaria argumentar e assim, apenas foi.
Na mansão para ela era tudo muito novo, porem foi lá naquele lugar que conseguiu fazer amigos, muitos amigos (pelo menos ao seu ver), ela finalmente se sentia amada, não se sentia sozinha, e com forme o tempo ia passado, ela ia se apaixonando mais e mais por seu noivo Reiji, mais a vida não é um mar de maravilhas, e a mesma, lhe mostrou da pior maneira em como ela é ruim, pois nunca havia sentido, pior dor do que aquele, seu amado havia a matado de maneira fria e sem remorso, quando seus pais souberam nem se importaram, mais quando o vizinho ficou sabendo, a culpa lhe corroía, se ele tivesse perguntado mais e procurado mais, ele poderia ter a salvado.

⊱ᑕσмσ sε sεηтιυ ηα нσяα dα sυα мσятε?⊰
Ela não sabia o que fazer na hora, afinal sempre foi uma garota otimista, sorridente e muito inocente, ela nunca tinha se sentido assim, triste, quebrada, rasgada, ela se sentia um enorme lixo, de começo ela pensava que a culpa era dela, pensava que devia ter feito algo ruim e por isso foi castigada, mais depois de pensar mais e ter algumas influencias, percebeu que nunca havia sentindo tanta raiva em sua vida, ela não merecia isso, ela com toda a certeza faria Reiji pagar, e ele teria de pagar bem caro, pois por culpa dele, ela sentiu algo que no seu antigo ponto de vista inocente, era que vingança e ódio, são uma perca de tempo, mais agora, essa “perca de tempo” era a única coisa na qual ela vivia.

⊱Ꮆσsтα⊰
- Animais;
- Estrelas;
- Rosas;
- Sol;
- Dormir;
- Ler;
- Cantar;
- Coisas doces;
- Coisas quentes;
- Lugares abertos.

⊱ᗪεsgσsтα⊰
- Pessoas arrogantes;
- Pessoas falsas;
- Pessoas vingativas;
- Lugares escuros;
- Lua cheia;
- Carne;
- Coisas salgadas;
- Coisas frias;
- Lugares muito apertados;
- Silencio.

⊱ᑭαssαтεмρσs⊰
- Ler;
- Desenhar;
- Cantar;
- Dormir;
- Comer.

⊱ᗰαηιαs⊰
- Por a mão esquerda no peito e fecha – la, quando esta mentindo;
- Fecha os olhos, quando feliz;
- Mão direita na nuca, quando nervosa;
- Balançar a cabeça, quando ansiosa;
- Olhar nos olhos das pessoas, quando triste.

⊱ᐯícισs⊰
Não possui

⊱Ħαвιℓιdαdεs⊰
- Sabe cozinhar;
- Ótima memoria;
- Inteligente;
- Aprende as coisas bem rápido;
- Sabe como as pessoas se sentem.

⊱ᗰεdσs⊰
- Insetos;
- Fogo;
- Ficar sozinha;
- Lugares escuros;
- Lugares apertados.

⊱Ŧσвιαs⊰
- Pirofobia: fobia de fogo;
- Nictofobia: fobia de escuro.

⊱Tяαυмαs⊰
Quando a pessoa na qual mais confiava e amava, a provocou a maior dor que ela já sentiu, pois o mesmo sem mostrar à mínima piedade machucou seus olhos com suas próprias mãos, ele queria a matar, e isso é o maior trauma que ela poderia ter.

⊱ᑭαя⊰
Reiji Sakamaki



⊱ᖇεℓαçãσ cσм⊰

•ᑭαя•
Eles com certeza eram um casal extremamente diferente, na personalidade eles, não tinham nada, de parecido, ele todo serio e ela brincalhona, ele todo realista e ela otimista ate demais, ele nunca sorri e ela nunca deixa de sorrir, enfim, diferenças eles possuem muitas, e suas igualdades, bem eles gostam de livros e ... É acho que só, mais talvez o que atraiu Reiji, foi o seu Q.I ou o jeito educado dela.
Digamos que era uma relação meio Mestre e servo, Dono e cachorrinha, todos percebiam que Reiji a usava do jeito que queria, eles ficam com pena dela, pois eles acham que ela não se tocou, mais é totalmente ao contrario, ela por ser pura, ela sabe como ele se sente em relação a ela, sabe que ele não a ama, porem ela ira aproveitar o tanto que der para ficar ao lado dele.

•Øυтяαs Ꮆαяσtαs•
Ela é sorridente e alegre, não importa se ela conheceu a pessoa a 3 minutos atrás, ela sempre é a que toma a iniciativa quando eles estão em um lugar novo, ela quem faz as amizades, quem cuida de todos, ela é realmente uma pessoa que é considerada de outro mundo, afinal em que lugar sem ser o céu, tem uma pessoa, que nunca chora não importa a dor, positiva, sem nunca tirar aquele enorme sorriso do rosto, ela é um anjo que nasceu no lugar errado.

•ᗩмιgσs•
Ela é praticamente a mãe deles, ela cuida, ela da bronca, manda faz isso e aquilo, não importa o que aconteça ela sempre esta do lado deles, e como uma verdadeira mãe, ela não importa o que for, vai pegar a dor deles para ela e assim, vai cuidar, com todo o amor e carinho que eles precisam.
Sempre que precisam, de alguma ajuda não importa o que for, pode ser um problema amoroso ou uma simples dúvidas, ela respondera com um lindo sorriso no rosto.

•Ɨηιмιgσs•
Ela não é uma pessoa vingativa, ela com um enorme sorriso, dará para qualquer pessoa, uma segunda ou ate mesmo a terceira chance, pois o seu coração inocente não permite que ela, sinta raiva de alguma pessoa, porém, apesar de ser assim, ela não permite que mintam para ela, se for uma coisa boba, tudo bem, ela dará uma bronca, mais se for algo maior, ela não ira perdoar de maneira alguma.



•ᗩүαtσ•
Ela gosta muito dele, pois dos meninos ele é o segundo que mais, mostra emoções, a raiva, o ciúme e a vergonha, ela o acha incrivelmente fofo, a maneira da qual, ele tenta disfarçar o ciúme que sente por uma certa pessoa, as brincadeiras que a faz rir muito, e os dangos, unnnnn, ela ama dangos, sempre que ela faz, ela o chama, pois sabe que se não chamar ele ira ficar chateado.

•ᛕαηαtσ•
Ela queria muito ser amiga dele, porem ele não permite, ele sempre se zola, o que faz com que ela sinta pena, afinal ninguém no mundo merece ficar sozinho, todos precisam de alguém para poder compartilhar sua dor, os únicos momentos na qual se dão bem, é quando ela faz algo doce, pois ai é o momento que se dão muito bem.

•ᒪαιtσ•
O que ela pode dizer desse pervertido bondoso, ela não sabe muito bem, pois no momento que ele esta fazendo gracinhas e sendo o pervertido de sempre, ele também esta sendo cuidado e amigável, apesar de tudo Laito é o mais “humano” de lá, pois é igual a um humano pervertido a mesma cabeça de um humano, por isso ela se da bem com ele, afinal apesar de saber suas intenções, não liga muito, pois é algo apenas carnal.

•Sнυυ•
Ela se da muito bem com ele, os dois amam músicas e são dois preguiçosos, Hara, gosta bastante de ouvir Shuu tocar violino, isso a acalma, a faz se sentir em paz, como se estivesse no céu, algumas vezes ela ate o acompanha, ele toca o violino e ela canta, isso é o que os aproxima o amor pela música e pelo sono.
Ela apenas acha que Shuu é quieto e reservado de mais, se ele sorrisse e falasse mais, com certeza ele seria o tipo de pessoa bem popular, mais do que já é, ela também gosta de mexer em seus cabelos, é do jeito que qualquer mulher queria possuir, são macios e sedosos sem fazer o mínimo esforço.

•Sυвαяυ•
Eles são bem diferentes, assim como Reiji ele é quieto, reservado, frio e um pouco agressivo, porem, ele ama rosas uma das coisas mais delicadas que existe, e é com isso que ela o compara, ela diz que Subaru é igual uma rosa, por fora é belo, porem espinhoso, mais por dentro é alguém bondoso, tímido e que necessita de atenção, precisa de alguém para cuidar de si, se não ele “morrera”.

⊱ᗰυsιcα qυε α dεғιηα⊰
Lie – Jimin de BangTan Boys (BTS)



Trecho:
yesokdwae domangchyeobwado
Geojit soge ppajyeoisseo

Caught in a lie
Sungyeolhaetdeon nal chajajwo
I geojit soge heeonal su eobseo
Nae useumeul dollyeonwajwo

Caught in a lie
I jiogeseo nal kkeonaejwo
I gotongeseo heeonal su eobseo
Beolbanneun nareul guhaejwo

Tradução:
É interminável, mesmo se eu tentar fugir
Eu caí em uma mentira

Pego em uma mentira
Por favor, encontre o eu que era inocente
Eu não consigo fugir de dentro dessa mentira
Por favor, devolva o meu sorriso

Pego em uma mentira
Liberte-me desse inferno
Eu não consigo escapar desse sofrimento
Por favor, salve o eu que está sendo punido

⊱Ŧяαsε(s) qυε α dεғιηα ε ғαℓα⊰
Frases:
“A bondade no coração dela, é algo quase irreal”
“O amor e o ódio andam lado a lado, um dia ela o sentira, também”
“Sofrer por amor, pode ser algo bobo, mais ela, o leva muito a serio”

Falas:
“Quebrar os laços com os meus amigos não é sequer uma opção”
“Se tem tempo de pensar em uma bela morte, porque não viver belamente ate o fim?”
“Cicatrizes são como medalhas de coragem”

⊱ᗪεsεјα qυε αℓgσ αcσηтεçα cσм α sυα ρεяsσηαgεм?⊰
Não

⊱ᗩℓgσ мαιs?⊰
Sim, sua voz:



--------------------------------------------------------- // -------------------------------------------------------------------------------------------


....Constantemente no futuro!




•『Ŧιcнα Ŧυтυяσ』•

⊱Ňσмε⊰
Ubon Mochizuki

Ubon: Lotus
Mochizuki: Lua cheia
Ubon Mochizuki: Lotus da Lua cheia

Origem:
Ubon – Tailandesa
Mochizuki – Japonesa

⊱ᗩρεℓιdσ⊰
- U-chan: Apenas pessoas muito próxima a ela, tem o direito de chama – la, assim, como seus pais, e seu irmão mais velho, pois o mesmo lhe deu esse apelido / Ela gosta deste apelido, ele é fofo, porem não é muito meloso.
- Mochi: Os meninos chamam ela desse jeito, pois o começo de seu sobrenome lembra a pronuncia “Moti”, um bolinho japonês meio pastoso, eles tiram sarro dela por isso / Odeia esse apelido, pois quem no mundo compara uma pessoa com uma comida, sem falar que ela não tem nada a ver com ele.
- Zuki: Ela pede para as pessoas a chamar assim, pois não é um nome muito meloso, e não é muito formal, é apenas o final de seu sobrenome / Ela gosta, porque quem inventou este apelido, foi ela mesma, do jeito que gosta.

⊱Ɨdαdε⊰
18 anos

Signo: Libras / Dragão, antigamente ela confiava no horoscopo, mais agora depois de tudo o que houve, ela acredita 100% nele, por isso ela todo dia de manha antes de fazer qualquer coisa, ela ouve o seu horoscopo.

Nascimento: 09/10/1998

⊱ᗩραяêηcια⊰






Descrição: Ubon tem o cabelo na tonalidade roxo, porem as pontas são um pouco mais claras e com algumas ondas, ele é bem longo, chegando ate suas pernas, ele é bem liso e sedoso, pois ela cuida muito bem de seu cabelo, por que ao imaginar como ele é, ela quer o deixar bem cuidado, ela não possui uma franja, porque a mesma fica separada em formato de V e é longa como o resto, seu cabelo é dividido bem no meio, ela nasceu cega, por isso quando pequena utilizava um óculos comum para as pessoas na perceberem, mais ela começou a sofrer muito, pois os mesmo tinham uma tonalidade e formato estranho, eles eram avermelhados e brilhantes e sua pupila era meio retangular, o que fez ela querer usar um tampão, pois mesmo não vendo, sentia, sua pele é branquinha, bochechas e lábios rosados, seu corpo é bem desenvolvido, seios e bunda bem fartos, cintura fina ate certo ponto, pesa 52 Kg e tem 1,71 de altura.

⊱Sεxυαℓιdαdε⊰
Heterossexual

⊱ᑭεяsσηαℓιdαdε⊰
Kuudere - Ela é uma garota desligada do mundo ao seu redor, por achar tudo sem graça e tediante, prefere ficar no seu canto fazendo suas atividades preferidas ao enturmar-se com os outros. Muitas vezes reclamam do quanto ela é silenciosa ou até mesmo por conta dela nunca se envolver com algo, oque as pessoas não sabem é que ela sempre está atenta aos acontecimentos, mas sempre fica neutra aos fatos. Quando é dirigida a palavra ou percebe que é o momento para se pronunciar, suas palavras saem em um tom calmo e distante, em alguns momentos das frases pode dar leves pausas, geralmente para repensar em sua fala, respirar ou até mesmo por gostar de causar ansiedade nas pessoas. Um de seus outros gostos é a música, principalmente clássica, adora o som suave do violino e de como ele combina com a melodia do piano, às vezes vai até a sala de música para ouvir essa “divindade”, ela mesma toca os instrumentos e fica atenta a cada nota, devido a seu gosto e aos possíveis erros que podem ocorrer caso haja alguma desconcentração. O conteúdo de música clássica a faz se sentir em harmonia consigo mesma, assim como o mar, chuva, a brisa e os jardins, para ela a maneira de como as flores, folhas e frutos se desenvolvem e depois morrem é bela, esse ciclo tem um grande significado, é a história de vida dos seres vivos.
É uma garota segura de si e de seus atos, ou seja, é autoconfiante, decidida e independente da opinião dos outros, porém, sempre pensa muito antes de tomar alguma decisão, sendo calculista. Não gosta de se meter na vida dos outros e nem que eles se metam na sua. Para ela, tirar conclusões precipitadas das pessoas é errado, se não sabemos o suficiente de alguém, o melhor é descobrir primeiro e depois tirar uma conclusão concreta. Sua memória é boa, mesmo sem nenhum treino em jogos ou atividades de raciocínio é uma garota de conceito bom entre o bom e o ruim, digamos assim, realista, perspicaz e persuasiva. Sabe bem que uma hora ou outra o sonho que na verdade é apenas um momento bom na vida, acabará alguma minuto ou hora. Ela, simplesmente, não entende o fato da vida querer brincar com as pessoas desse jeito. Ela já se cansou desta brincadeira faz muito tempo. Ubon é fria e seca, quase não demonstra suas emoções, embora seja tímida as suas respostas são quase sem humor ou sentimentos. Aparentemente, nenhuma pessoa a sabe definir. Por que: Ubon mente, Ubon desmente, Ubon cora, Ubon repreende, Ubon ignora, Ubon rebate. Ela é imprevisível quando se exalta, mas isso é muito raro, já que é bem paciente e pacifica. É meio antipática também, insensível, muito insensível, não liga para as emoções, mas sim pelas razões. Mas não quer dizer que não se sente solitária e sozinha sem ter alguém para conversar durante estes milhares anos de vida.
Mais ela sabe que esta enorme mascara que ela criou ao longo dos anos, não caberá em seu rosto por muito mais tempo, pode ser que ela se parta, mais ela fara de tudo para que não caia, afinal não quer se mostrar fraca nunca mais, ela não quer se sentir um lixo novamente, por isso sabe que tem que ser forte e não abaixara a cabeça, pois por culpa dele, ela nasceu sem a visão, ela nasceu cega, ele tirou dela, a paixão que sentia ao ver as estrelas e o céu, e como já disse vai o fazer pagar muito caro por tudo, que a fez passar, ele vai preferir estar morto.

⊱Ħιsтóяια⊰
Ubon, é totalmente contraria do que era na sua antiga vida, ela é bem quieta, fria e seca, totalmente o tipo de pessoa que Reiji queria que ela fosse, Ubon agora tem uma vida mais “alegre” digamos assim, ela não sofre mais, seus pais são bem amorosos e agora tem irmão mais velho, seus pais, de começo não se amavam, só se casaram, por que Ratree, sua mãe engravidou muito cedo, com apenas 15 anos, (que ironia), mais com forme, o tempo foi passado, eles iam vendo Zen (seu irmão), evoluindo, crescendo e descobrindo o mundo, eles foram se aproximando, e viam como aquilo foi a melhor coisa que aconteceu, tanto que depois de 13 anos, Ratree engravidou de Ubon, seu pai Tazz, ficou muito feliz, pois agora teria com quem deixar suas empresas, a de comercio com Zen e a de modelo com Ubon.
A família dela, é muito bem de vida, nunca lhes faltou algo, mais algumas coisas mudaram quando Ubon, finalmente abriu os olhos, o médico disse de cara que ela seria cega, e não teria como fazer cirurgia, pois podia danificar outras coisas, mais não foi isso que mudou, e sim a forma dos seus olhos, eles eram meio avermelhados, e ela não possuía albinismo, por isso muitas pessoas, a maltratavam, e a chamavam de demônio, mais seu grande irmão, estava sempre lá para a salvar, e cansado disso Zen, fez um design único de um tapa olho, ela era da cor roxo e de couro, que imita a pele de uma cobra, ele é grande, pois cobre os dois olhos, no meio tem dois ferrinho e com dois “preguinhos” para ela usar, assim ninguém a maltrataria, então em seu aniversario de 12 anos, ele deu para ela, a qual ficou muito feliz, afinal, assim ninguém nunca mais faria algo de ruim para ela.
Em seu aniversario de 18 anos, Ubon estava indo na sala de seu, pai, pois eles, sua mãe e seu irmão, iriam comemorar, bateu na porta, e seu pai permitiu sua entrada, ela ouviu uma segunda voz, na sala, uma bem familiar, seu pai os apresentou, seu nome Tougo Sakamaki, memorias vieram, e como um sussurro ela disse: Karl Heiz, o que o assustou um pouco, Ubon perguntou o que ele fazia aqui, e ele disse que Tougo, estava perguntou se ela não queria se casar com algum de seus filhos, e antes que ele terminasse, de dizer, ela rapidamente diz: “Eu aceito”, seu pai um pouco confuso tentava entender o porque, mais ela nada disse, e foi caminhando para fora da sala, assim que iria sair disse: “Tougo Sakamaki, os seus filhos, eles não são muito comuns né?” disse com um sorriso um pouco triste?

⊱ᑕσмσ sε sεηтιυ εм sε ℓεмвяαя dα тяαιçãσ?⊰
Ela se quebrou mais ainda, Ubon nunca teve a vida mais fácil, ela nunca foi bem vista pela sociedade, além de ser cega, seus olhos tinham uma aparência diferente e estranha, apenas isso, já fazia as pessoas acharem que ela era a cria do demônio, e isso a fazia pensar, será que na próxima vida terei sorte, poderei ser feliz, ela ainda possuía esperanças, mais após se lembrar de tudo percebeu a sua própria realidade, não importa qual foi a encarnação que ela for, ela sempre estará destinada a sofrer e a ser traída.
Ela nunca ligou de ser cega, ela cresceu assim então não ligava porem assim que lembrou, os sentimentos também vieram, e ela sentiu a paz e o amor que sentia ao ver o céu e as estrelas... Agora ela estava realmente raivosa, a culpa de ela ter nascido assim, era deste Reiji, esse que a fez agonizar ate a morte, e que não feriu apenas seu corpo, mais sua alma também, esse que quebrou seu coração em pedações, ele era o pior tipo de escoria.

⊱ᑕσмσ sε sεηтιυ εм яεvεя sευ ραя?⊰
Ubon, já tinha se lembrando de todos os detalhes de sua vida passada, seu nome, amigos, família, tudo, porem o detalhe mais importante e o que ela mais queria saber é que, ela nunca conseguia ver o rosto do tal Reiji, ela conseguia se lembrar de seus pensamentos, porem o rosto dele sempre estava embaçado e sua voz distorcida, era realmente um filme de terror, mais assim que viu e ouviu Reiji se apresentar foi como um filme, ela lembrou-se daquele ser desprezível que a deixou para trás, para morrer como se ela fosse um lixo, no mesmo momento, que todos se apresentaram e ela ainda raciocinava sobre aquilo, lágrimas começaram a crescem em seus olhos, porem ninguém as viu, por causa do tapa olho, mais quando entrou no seu quarto, segurar as lágrimas foi difícil, então escorregando na porta, as deixou fluir.



⊱Ꮆσsтα⊰
- Ler (obviamente em braille);
- Ouvir musica;
- Tocar violino e piano;
- Cantar;
- Coisas geladas;
- Lugares altos;
- Dormir;
- Silencio;
- Pessoas fortes;
- Pessoas educadas.

⊱ᗪεsgσsтα⊰
- Pessoas falsas;
- Pessoas arrogantes;
- Coisas doces;
- Coisas quentes;
- Carne;
- Sol;
- Ser acordada;
- Que mexam em suas coisas sem sua permissão;
- Locais com muitas pessoas;
- Lugares muito apertados.

⊱ᑭαssαтεмρσs⊰
- Dormir;
- Fica vegetando;
- Tocar violino;
- Ler;
- Cantar.

⊱ᗰαηιαs⊰
- Estralar os dedos, quando com raiva;
- Mexer no cabelo, quando entediada;
- Tirar o tapa olho, quando nervosa;
- Morder o dedão da mão direita, quando com dor;
- Por na boca a ponta do dedo indicador da mão esquerda, quando aliviada.

⊱ᐯícισs⊰
Não

⊱Ħαвιℓιdαdεs⊰
- Inteligente;
- Mesmo não enxergando, faz um estalo com a boca e a língua, assim consegue identificar o local na qual esta;
- Tocar violino;
- Aprende facilmente as coisas;
- Cantar;

⊱ᗰεdσs⊰
- Ser traída de novo;
- Confiar nas pessoas;
- Fogo;
- Piscina;
- Se apaixonar novamente por Reiji.

⊱Ŧσвιαs⊰
- Filofobia: medo de se apaixonar, teve isso partir do momento que lembrou de tudo que passou em sua vida passada;
-Afefobia: medo de ser tocada de forma intima, como beijos, abraços... Novamente por causa de Reiji.

⊱Tяαυмαs⊰
Ela ainda se lembra, da dor que sentiu quando Reiji com suas mãos lhe tirou o prazer de poder ver.

⊱ᑭαя⊰
Reiji Sakamaki



⊱ᖇεℓαçãσ cσм⊰

•ᑭαя•
É uma relação bem distante, ela tenta não demonstra demasiadamente, mais as lembranças vem à tona, de ele lhe perfurando os olhos, e a deixando para trás, isso faz com que ela sinta muito medo, ela simplesmente trava, se pudesse existir uma fobia a Reiji, ela a teria, ela só conversar com ele quando necessário ou quando o mesmo pergunta algo a ela, e quando isso acontece ela tenta ser o mais fria possível, não quer ser fraca, mais sabe que mesmo tentando o máximo que consegue nunca será capaz de afastá-lo completamente de si, afinal já é a sua segunda vida ao lado do mesmo.

•Øυтяαs Ꮆαяσtαs•
Ela é sempre a mais quieta e reservada, do grupo, em quanto às meninas estão falando de como se sentem em se lembrar de tudo, e de como queriam que aquilo tudo fosse apenas um sonho ruim, Ubon geralmente esta sentada ou deitada lendo um livro, apesar de não falar muito, sempre que elas querem algum conselho vem diretamente para ela, mais ela não é gentil é totalmente ao contrario, ela é lenta para dizer, pois tenta pensar nas palavras certas, apesar de que é uma pessoa muito honesta.

•ᗩмιgσs•
Depende apesar de ser bem fiel a tudo que ela diz, Ubon varia, pois é um “espelho” digamos assim, conforme o dia for e o jeito que eles lhe tratar ela ira tratar do mesmo jeito, muitas pessoas acham que Ubon é sem educação, pois é muito quieta e não liga para formalidades, mais ela apenas as tratando do jeito que a tratam.
Apesar de que, ela possui suas horas de recaídas, como quando, alguém fica pedindo muito algo para ela a ponto de ela querer arrancar o pescoço desta pessoa, no mesmo instante.

•Ɨηιмιgσs•
Ela se tona muito mais fria, insensível e seca, digamos que seu nível de mau humor aumente 50%, quando esta perto destas pessoas, pois se ela considera essas pessoas inimigas ou seja lá como for, é obvio que é por que, eles fizeram ou insinuaram algo que ela não goste, então seu humor fica meio elevado, porem como uma pessoa pacifista, a melhor coisa que ela acha que se deve fazer em momentos como este, em que encontramos pessoas na qual, quereríamos que estivesse mortas, é ignorar, passar reto, ou melhor dizendo, deixando no vácuo.



•ᗩүαtσ•
Ela ainda se lembra dele, o fofinho e possessivo, ela se sente muito frustrada em saber que não poderá mais, ver aquele biquinho quando emburrado, mais agradece por ainda poder se lembrar, apesar de Ubon não enxergar, ela ainda consegue cozinhar, usando sua técnica com a boca, ela sabe o que fazer, e uma das primeiras coisas que ela fez ao chegar lá, foi fazer dango, pois ela sabia como fazer o tempero que ele gosta, pois pelo que ela se lembrava, foi a mesma que o inventou.
Apesar de sempre o “ver”, tem medo de chegar perto, ela não sabe o que aconteceu ao longo dos anos, mais ela sente que, em sua voz à algo querendo sair, tem algo que esta pensando sua consciência.

•ᛕαηαtσ•
O que pensar sobre Kanato, ela não sabe, por que, apesar de ela ter mudando muito a sua personalidade, as memorias vêm, e a pena e dó, que sentia em o ver, vem à tona, sempre que sua voz é escutada, ela percebe que ele ficou pior daquele tempo para cá, ela esta mais fria e selvagem, o tempo não o ajudou, ele se tornou mais agressivo, percebeu isso, pois no dia que chegou, ele foi se apresentar, e algo aconteceu, o que o fez dar um grito, de irritação.

•ᒪαιtσ•
Laito, uma de suas salvações, ele ainda continua “o mesmo”, sempre tirando sarro e fazendo piadinhas pervertida ou sem graça em lugares e horários errados, mais assim como os outros ela sente que algo não esta certo, parece que agora ele faz essas piadinhas apenas para tirar a tensão, do ar, como se ele estivesse tentando ajudar, isso a chocou bastante, o antigo Laito, aquele que amava ver uma discussão, estava tentando as impedir, ela realmente estava ficando louca.

•Sнυυ•
Shuu, sua maior salvação, ele não mudou nada de nada, realmente nada, ainda continua o mesmo preguiçoso e quieto de sempre, sempre com aquele fone, e deitado em algum canto da casa, ate aquela sua mania estranha de tomar banho de roupa não havia mudado, e sua musica havia melhorado muito, estava em um nível incrível, ele poderia ate se tornar famoso, com isso.
Ela ficou muito feliz quando, ela tocou e cantou para ele a mesma musica que havia tocado horas antes de morrer, e ele reconhecer, apesar de não se lembrar muito bem, ele afirma, e diz que essa musica era muito familiar para ele, e Ubon apenas dava um pequeno sorriso, mais nunca respondia suas perguntas.

•Sυвαяυ•
O que dizer, sobre esse serzinho raivoso e fofo, um grande bipolar, ele não mudou muito, apenas ficou mais agressivo, isso ela já tinha plena certeza que aconteceria, pois o garoto que odiava seu pai, por ter feito sua mãe se matar, havia matado uma garota, sabia que ele tinha as razões dele, porem isso deve ter o afetado, será que eles foram obrigados, se perguntava todo dia, mais do jeito que Reiji é, era muito capaz dele mesmo ter dado a ideia.

⊱ᗰυsιcα qυε α dεғιηα⊰
Stigma – V de BangTan Boys (BTS)



Trecho:
Sumgyeowasseo I tell you something
Geujeo mudeodugien
Ijen beotil suga eobneun geol
Wae geuttaen mal mot haenneunji
Eochapi apawaseo
Jeongmal beotil suga eobseul geol

Now cry neoege neomu mianhal ppunya
Tto cry neol jikyeojuji mothaeseo

Deo gipi deo gipi sangcheoman gipeojyeo
Doedollil su eobneun kkaejin yuri jogak gata
Deo gipi maeiri gaseumman apajyeo

Tradução:
Eu tenho escondido isso, vou te contar uma coisa
Apenas para deixar enterrado
Agora eu não posso mais suportar isso
Por que eu não podia dizer, então?
Tenho estado ferido, de qualquer maneira
Realmente, eu não posso suportar isso

Agora chore, é só que eu realmente lamento muito por você
Mais uma vez, chore, porque eu não consegui protegê-la

Mais profunda, mais profunda, a ferida só fica mais profunda
Como pedaços de um vidro quebrado que eu não posso reverter
Mais profundo, é apenas o coração que se machuca todos os dias

⊱Ŧяαsε(s) qυε α dεғιηα ε ғαℓα⊰
Frases:
“A vingança com certeza é como uma doença contagiosa, logo logo você a pega para si”
“Não deixe para amanha o que você pode deixar pra la, apenas descanse e aproveite”
“Se as pessoas morrem por amor, elas podem ser salvas pelo ódio”

Falas:
“Não é por que sou cega, que não enxergo”
“O silencio é a melhor forma de esconder os sentimentos, porem é a forma mais difícil de suporta los”
“Não é que eu seja uma pessoa má, eu apenas vejo as coisas do jeito que elas realmente são”

⊱ᗪεsεјα qυε αℓgσ αcσηтεçα cσм α sυα ρεяsσηαgεм?⊰
Não

⊱ᗩℓgσ мαιs?⊰
Sim, sua voz:


Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...