~NikyNeko

NikyNeko
I'm not strange, I'm special
Nome: Nicole
Status: Usuário
Sexo: Feminino
Localização: Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil
Aniversário: 26 de Março
Idade: 16
Cadastro:

Hogwarts em Sangue


Postado

Nome:
Scott Caesar Black

Apelido:
Cara, o nome dele já é bem curto. Mas boa parte das pessoas (as que não gostam dele) costumam chamá-lo de Caesar ou Black (esse último principalmente pelos professores, que parecem gostar da ideia de compará-lo com o avô, Sirius Black).

Idade:
17 anos

Data de nascimento:
21/03/2015 - 21 de março de 2015 (Áries)

Sangue:
Mestiço

Sexualidade:
Podemos considerá-lo bissexual, mas tem bastante preferência por mulheres (só por achar mais gostoso de pegar mesmo, mas não negaria uns pegas em alguém do mesmo gênero, e não abre mão da posição de ativo)

Casa:
Corvinal

Aparência:
•Travis Fimmel



•Possui cabelos de um castanho bem escuro, mas apenas na raiz. Seu cabelo começa a clarear quase imediatamente na direção das pontas, fazendo com que, quando cresce (o que é bem comum, já que seu cabelo cresce numa velocidade desproporcional ao que ele pode cortar, o que lhe faz cortá-lo incrivelmente curto sempre que pode), seu cabelo fica em sua maior parte de um loiro bem claro. Seu cabelo é absurdamente macio, e tocar nele é como passar a mão em um gato. As partes de seu rosto que chamam mais atenção são seu belos olhos azul-acinzentados intensos e seu sorriso ousado e travesso que quase sempre carrega no rosto, emoldurado por uma barba rala. Suas sobrancelhas levemente grossas e baixas deixam seu olhar, já intenso, com uma impressão de estarem devorando tudo que vêem, te analisando por dentro, vendo aquilo que os olhos supostamente não deveriam ver. Quando criança ele já era um garotinho alto, mas tão magro que parecia um graveto (talvez porque ele não parava de esticar e parecia incapacitado de engordar), mas ele já parou de crescer aos 15 anos, parando em seus 1,93 de altura, e começou a ganhar uma estrutura musculosa.

Psicologia:
Esse garoto sempre foi incapacitado de ir com a maré. Ele parecia necessitado de contrariar a maioria e fazer sempre o oposto do que lhe pediam (principalmente se fosse uma ordem ou aviso). Sempre se junta ao lado mais fraco e sempre apóia o grupo menor. Não tem graça ir contra os fracos certo? Então se juntar ao time fraco e derrotar os fortes seria muito mais emocionante! Obcecado com desafios e provar que poderia fazer qualquer coisa, ele era um garoto egocêntrico com uma auto-confiança perigosa para si mesmo. Ele manda no próprio nariz e faz o que quer, quando quer, da maneira que quer e sem se importar no mínimo em como isso pode afetar os outros. Ele resolve os próprios problemas sem pedir ajuda pra ninguém, mas a coisa mais difícil no universo é fazer ele ajudar com algo que não quer fazer. Decidido e irritantemente persistente e teimoso, quando ele enfia algo na cabeça nem a maldição cruciatus o faria mudar de ideia. Apesar de ser uma peste ninguém consegue negar que ele tem a típica inteligência, perspicácia e sagacidade que caracteriza ou alunos da Corvinal. Ele é um detector de mentiras ambulante, mas desde que sua mentira não o prejudique ele vai deixar você e sua mentira em paz (até ele precisar te chantagear). O que mais lhe anima é ver o circo pegar fogo, não importa se for assistido da platéia e jogando lenha (gasolina e álcool) na fogueira com um balde de pipoca nas mãos ou se for participando da "brincadeira" (que provavelmente só ele vai estar se divertindo) e quebrando tudo com as próprias mãos. Irritantemente alegre e bem-humorado, ele é amigável e simpático, mas nunca leva nada a sério (mesmo que leve isso não vai fazer ele ficar mais preocupado) e sempre adorou aprontar e irritar quem quer que seja (de preferência professores ou pessoas que ficam tentando lhe dar sermões ou se considerem superiores), mesmo que ele goste da pessoa, pelo simples fato de que a irritação alheia lhe diverte. Ficar no controle é seu objetivo de vida.
Por nunca leva nada a sério ou simplesmente não ligar pra nada ele dificilmente se irrita. Sua tolerância para a maior parte das coisas é impressionante. Mas ele tem um ponto fraco: Se apega muito rápido. Mesmo que o mundo inteiro lhe odeie há várias pessoas, algumas que inclusive se consideram seus inimigos, que ele realmente gosta. Ele parece ver o interior das pessoas ao redor. Ele sabe quando alguém é bom e leal e valoriza qualquer qualidade que encontre em qualquer um. Some isso ao fato de que ele tem um senso de justiça absurdo e, se você se atrever por um momento á agir de maneira covarde ou injusta ele vai parar de considerar suas confusões divertidas e vai querer te matar. E acredite, você não quer que um monstro de 1,93m de altura que parece possuído quando está irritado queira te matar, porque ele pode realmente conseguir. E ele não vai se rebaixar ao seu nível. Vai te vencer de maneira justa, com suas próprias habilidades. Talvez use um "golpe sujo", mas desde que ele aja sozinho, sem ir contra as regras impostas, pensando por si mesmo e sem esconder cartas na manga então ele não roubou, apenas usou sua inteligência. Mas não se engane. Ele só segue regras em jogos e desafios e quando ele ajuda a criá-las ou concorda com elas. Regras impostas por alguém que ele não conhece e que ele acha irrelevantes ele ignoraria sem problema nenhum (inclusive, talvez até fosse contra uma de propósito apenas por querer contrariar).
A maior parte de pessoas que gostam de Scott tem como razão principal de que é realmente muito divertido andar com ele (perigoso, mas emocionante e engraçado). Scott é profundamente dramático, exagerando em todas as suas reações e, apesar de quase ninguém acreditar, ele tem um bom coração. Não direi que seu coração é mole, mas ele tem ao menos um pouco de caráter e sabe quando está passando dos limites. Ele jamais machucaria alguém que achasse que não merecesse ou apenas para se divertir. Não abusaria de alguém mais fraco apenas para se mostrar superior. Afinal, qual a graça de ser superior a alguém fraco, bonzinho e submisso? Se ele vai se impor sobre alguém vai ser sobre alguém que já fez algo ruim antes, arrogante e que tente se impor sobre ele de volta. Sua maneira de agir consegue ser muito reconfortante, porque você sabe que ele só diz a mais pura verdade. Ele apenas liga o foda-se para como suas ações atingem os outros porque esses "outros" não são pessoas com as quais se importa. Se se importasse ele defenderia essas pessoas com toda força do seu ser. Ele pode chegar a beira da morte mas se recusa a deixar alguém com quem se importa pra trás.
Ele sempre faz coisas arriscadas, mas nunca vai te obrigar a ir com ele. O que ele faz concerne apenas a ele, e ele também não vai se meter na sua vida a não ser que você peça. Ele é perigosamente esperto e espirituoso, e apesar de agir de maneira inadequada ele não é impulsivo. Sempre pensa antes de agir, e calcula se os riscos são maiores que as vantagens. Normalmente são, mas ainda assim ele se arrisca, não por ser impulsivo, mas porque quer saber até onde pode ir. Quer se desafiar. As vezes ele se faz de garoto gentil e te ajuda sem você pedir, mas normalmente ele vai querer alguma coisa em troca, mesmo que seja apenas que você goste dele (e quando quer algo ele consegue).
Sedutor e astuto, a maior parte das garotas mais responsáveis lhe consideram uma peste, mas não podem negar o óbvio interesse que tem pelo cara em sua frente. Ele sabe o que dizer para conquistar, sabe como agir para convencer. E as garotas mais duronas estão sempre em pé de guerra com ele, ou melhor, brigando com ele enquanto ele provoca vendo por quanto tempo vão ser teimosas. Ele seria muito disputado se elas não soubessem que é uma tarefa quase impossível conquistá-lo de volta. Pode-se ver suas asas nas costas, prontas para levantar vôo. Até hoje ninguém conseguiu faze-lo pousar e querer ficar. Ele talvez não seja pervertido ao extremo, mas ele não tem a menor vergonha na cara, então fica realmente semelhante (mas ele é muito bom em controlar a si mesmo, mesmo que seja uma tortura em grande escala). Scott é dominante e conquistar pra ele é outro jogo. Se você está á seus pés ele já ganhou, o jogo acabou e ele já pode ir embora, procurar do céu sua próxima presa e voltar a jogar. O corpo é algo muito fácil de entregar.
Ele nunca mente suas intenções, mesmo que isso possa até prejudicar seu objetivo. Ele é dolorosamente sincero e mortalmente direto. Ele pode até omitir um fato, mas vai ser apenas até conseguir o que quer e logo depois vai deixar bem claro o que estava escondendo, porque se recusa a enganar alguém quando não precisa. As vezes ele até dramatiza a verdade.
Ele é ciumento e egoísta ao extremo com algo que considera seu, ao ponto de que ele se recusa a emprestar ou dividir qualquer coisa que lhe pertence, ou que considere que é sua por direito (por exemplo, se ele tiver um filme e estiver assistindo, ele pode até deixar você assistir junto, mas não se iluda pensando que ele vai pausar o filme quando você quiser ir ao banheiro, afinal o filme é dele. Mas ele também não vai esperar que seja diferente quando o filme for seu) mas o bom dele é que ele realmente não esconde isso. Ele diz diretamente o que o incomoda e isso evita que ele exploda, as vezes até reclamando na brincadeira (mas ele tem seus limites. Preze sua vida). Ele não tem vergonha na cara e pode fazer e dizer coisas incríveis sem se afetar (e sim, ele sabe que ele é o único que não é afetado). Sabe aquela pessoa que parece ter falta de bom senso? É ele. Cínico e informal, ele simplesmente não entende o que é uma hierarquia, e se entende ele considera que está no topo dela.
O senso de liberdade dele, porém, é incrível. Ele se recusa a ser limitado por qualquer coisa. Mesmo que ele siga as regras do jogo ele acha que as regras sempre tem que ter excessões, para garantir que ele vai poder quebra-las quando achar necessário. Títulos ou relações para ele não significam nada. Se ele começou algo ele tem que sentir que pode terminá-lo a qualquer minuto (mesmo que ele costume se recusar a fazer isso por puro orgulho) e se ganhou algo ele tem que saber que pode devolver. Não pode se sentir preso. Ele é um falcão que jamais pode ficar preso em uma gaiola e pode voar para onde quiser. Ele não tem dono e escolhe com quem ele quer ficar perto. Deixe ele perder o interesse em você e ele pode sair voando para outro lugar ou para outro alguém. Não se preocupe, ele provavelmente vai voltar e não vai voar pra longe, mas isso não quer dizer que ele não pode.
Não mudaram muitas coisas nele após os assassinatos, mas ele se tornou um pouco mais sério com alguns assuntos. Ele começou a ficar mais atento e tomar mais cuidado. O mundo parece um pouco mais escuro que o paraíso de cores que ele estava acostumado a ver. Ele quer encontrar o assassino, fazê-lo pagar e recuperar o mundo que ele estava acostumado. O mundo no qual ele gostava de viver. Mas ele não mudou sua forma de agir, afinal, se você parecer atento demais a presa não vai arriscar a se mostrar certo?

História:

Relações:

*Família:
•Pai - Marcus Caesar - 49 anos - Chefe do departamento de Aurores do Ministério da Magia - Antigo estudante da Sonserina
•Representado por Hugh Jackman


•Mãe - Fay Black - 35 anos - Medibruxa no Hospital St Mungus - Antiga estudante da Grifinória
•Representada por Reese Witherspoon



*Com a vítima:
Assim como metade de Hogwarts, já pegou. Ludmila fazia, de certa forma, parte de seu grupo, mesmo que só aparecesse quando desse vontade (o que era frequente). Ele á aceitou no grupo sem problemas, mesmo porque poucas pessoas gostavam dela, o que lhe deixou ainda mais decidido á encontrar algo bom nela (realmente difícil, mas ele tentava e achava alguma coisa de vez em quando), o que fazia ela grudar nele como cola fazendo alguns chegarem a achar que namoravam (o que lhe irritava, porque se fosse verdade Hogwarts inteira acharia que ele era o maior corno da história). Mas, assim como o resto, ela era muito mais uma companheira/seguidora do que uma amiga. Admite que sentia um pouco de pena dela, mas de vez em quando ela lhe deixava tão irritado que ele esquecia sua pena e lhe afugentava por semanas até finalmente desistir com a insistência da garota e voltar a sentir pena da rejeição que tantas pessoas tinham com ela. Quando foi morta ele entendia as razões do assassino, mas a tortura, a violência excessiva, e mesmo o assassinato em si ele achou uma atitude extremamente desnecessária e ficou decidido á descobrir quem havia lhe matado e fazer a pessoa provar do próprio remédio, num nível muito pior ao que a garota experimentou.

*Com inimigos:
Suas inimizades normalmente são unilaterais (do outro indivíduo), mas ele costuma provocá-los e irritá-los, sendo cínico e despreocupado. A maior diversão para ele é ver seus inimigos tentando arrastá-lo pra baixo e ele ir lá e passar por cima. Como se fossem várias pequenas batalhas e ele tivesse que ganhar todas. Não adianta apenas ganhar a guerra. Mas com os poucos inimigos que ele realmente desgosta chega a ser uma relação perigosa. Ele se torna violento e irritadiço, decidido a transformar a pessoa em cinzas. Precisa arrancá-la pela raiz e garantir que ela não tenha mais chance de germinar pelo resto da vida. Ela não costuma guardar rancor, mas apenas se o outro lado ceder e se desculpar de joelhos.

*Com amigos:
Bem, o que lhe falta realmente são amigos verdadeiros. As pessoas que andam com ele costumam apenas estar lá porque acham emocionante e divertido, e não por realmente simpatizarem com ele, e ele tem plena conciência disso. Ele deixa aqueles que querem o seguirem, mas não se ilude ao pensar que vão estar lá quando ele precisar. Já que não guarda rancor deles costuma usá-los para conseguir companhia quando quer, mesmo que eles não queiram, afinal, é o mínimo que podem fazer por ele os deixar seguirem-no mesmo que realmente não sejam amigos. Vamos dizer que essas pessoas são "companheiros". Mas as pessoas que ele realmente gosta e gostaria de ser amigo, mesmo se a pessoa odiá-lo, ele vai fazer de tudo para se manter por perto sem ligar para a opinião da pessoa. Ele vai ser mais legal e cooperativo e vai tomar mais cuidado para não encrencá-la ou prejudicá-la.

Gostos:

Desgostos:

Manias:

Maior defeito:
Sua obsessão em contrariar e ser dominante

Maior qualidade:
Seu caráter justo e sincero

Segredos:
O fato de ser um animago. Afinal, ele é um animago não registrado ilegal! Não está a fim de se registrar nem ser preso, então esconde do mundo inteiro.

Medos e fobias:

Varinha:
•Núcleo de Veneno de Basilisco, madeira de cedro, 36cm, flexível.


Patrono:
Seu patrono é, assim como sua forma como animago, um falcão. Juro que não foi falta de criatividade, mas, pode ter sido só impressão minha, todos os animagos de Harry Potter tinham a mesma aparência que seus patronos.


É um animago?:
Yup. Ele se transforma em um falcão de calda vermelha.


Matéria favorita? Qual não gosta?

Joga Quadribol? Se sim, em qual posição?:
Yup. Batedor.

Gostaria de participar do torneio tribruxo?:
Ele participaria com certeza. Perigoso e com risco de morte? Não tem como ele negar.

Animal de estimação:
Um Sabiá-Una, que ele chama de Apollo. Na verdade o pássaro não é exatamente dele. O maldito, apenas uma semana após Scott chegar a Hogwarts, resolveu ficar cantarolando na janela e mesmo após Scott tentar espantá-lo o pássaro continuava voltando no dia seguinte ou até mais tarde no mesmo dia. O chamou de Apollo ironicamente porque a garganta do pássaro é incrível e jamais cansa de ficar cantarolando (um ótimo despertador. Pena que ele não gosta de ser acordado). Ele dá ao pássaro qualquer migalha que sobre das refeições (diminuiu a dose quando viu que ele estava engordando consideravelmente).


Par:
Deixo contigo

Algo mais?:
Nop

Você está ciente de que posso fazer o que quiser com o seu personagem, como culpá-lo, matá-lo ou torturá-lo?:
Eu: Sim ^^ Boa sorte Scott -.-'
Scott: Boa sorte? Entra no meu lugar então!
Eu: Tô a fim não, divirta-se.


Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...