~NikyNeko

NikyNeko
I'm not strange, I'm special
Nome: Nicole
Status: Usuário
Sexo: Feminino
Localização: Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil
Aniversário: 26 de Março
Idade: 16
Cadastro:

Peculiar


Postado


I AM PECULIAR

➺ Nome
Caesar Lothbrook

➺ Apelido
K. (pronúncia: Key) | Cake | Anjo de asas negras (bem, isso é mais usado para se referir a ele do que chamá-lo)

➺ Data de aniversario
22/12 - Sagitário

➺ Idade
17 anos

➺ Aparência
Caesar tem olhos azuis intensos ao ponto de seu olhar ser desconfortável. Com sobrancelhas grossas e próximas demais à seus olhos ele pode possuir, quando sério, um olhar assustador completamente acidental. Bem, é muito semelhante ao olhar que um assassino teria no momento em que decide te matar. Mas relaxe, ele dificilmente está sério e, quando acompanhado de seu sorriso que quase exala alegria, seu olhar é tudo menos assustador. Além disso, K. possui cabelos loiro-escuros que mal chegam até a metade de seu pescoço. Seriam ondulados se não fossem curtos demais para chegar às ondas, então seu cabelo resulta por parecer bagunçado 24h por dia. Apesar de parecer castanho, o que entrega a real cor de seu cabelo é o tom de ouro derretido que seus fios recebem ao serem expostos ao sol forte. Ele possui uma barba rala (que ele não tem paciência nem sente a necessidade de fazer todos os dias), um belo rosto e um bom corpo, com 1,83m de altura. Além isso, uma de suas peculiaridades, asas negras semelhantes a de corvos (porém de tamanho proporcional ao dele) crescendo em suas costas. Graças a elas suas blusas precisam de um "upgrade" que ele costuma fazer sozinho, com a ajuda de uma tesoura e, quando a grana está alta, dois zíperes que ele costura onde vão estar suas asas (com o passar dos anos ele ficou incrivelmente bom nisso, se rasgar sua roupa conte com ele).

Mostrar Spoiler: Imagens & Gifs










➺ Photoplayer
Chace Crawford

➺ Orientação Sexual
Heterossexual

➺ Quer par?
Yep

➺ Personalidade
Sua falta de bom senso contrasta insanamente com sua inteligência. Uma coisa que você tem que entender sobre ele é que sua lógica foge de todos os padrões mesmo que faça sentido. Vamos dar um exemplo: Esse garoto só aprendeu as diferenças físicas entre homem e mulher quando acidentalmente entrou no banheiro feminino e até hoje ele não entende porque lhe chutaram de lá com tamanha violência. Sua lógica: "Eu não posso ver mulheres nuas porque elas possuem um corpo diferente do meu? Como assim? Então não posso entrar nem no banheiro masculino! Nenhum homem tem asas nas costas!". Não tem jeito, você pode explicar como quiser, ele nunca vai entender porque é um problema tão grave entrar no banheiro feminino sendo um homem, mas não se preocupe, ele não quer apanhar de novo então não vai entrar no banheiro feminino. Bem, mas não vai mais ser culpa dele se uma garota resolver trocar de roupa em outro lugar, ao menos não de seu ponto de vista (mas ele vai se preparar para se defender do tapa mesmo assim).

Por essa sua enorme falta de noção (que não se aplica apenas nessa situação, ele poderia perguntar a idade de uma velhinha ou abordar uma pessoa suspeita para perguntar se vai fazer ou já fez alguma coisa errada sem o menor medo de morrer. Vamos chamar isso educadamente de inocência perigosa), vários, se não todos, se surpreendem com como ele aprende rápido. Seria fácil lhe ensinar física quântica avançada e ele aprenderia tão rápido quanto aprendeu a diferenciar as cores, se bem que ele só é realmente bom nas exatas, já que a área de humanas não faz sentido pra ele. Porque países inteiros odiavam pessoas apenas pela cor da pele? Quer dizer, isso não é apenas excesso de melanina? Porque matariam alguém por sua crença? Porque uma pessoa pode colocar a vida de várias em risco anunciando uma guerra e defender apenas a si mesmo dela? Qual a lógica? Pessoas não fazem sentido, é simples assim, ele desistiu de tentar entende-las, então ele apenas as aceita como são. Não importa quão louca seja sua personalidade, suas roupas ou seu jeito de fazer as coisas, ele vai agir como se não fosse nada demais. Ninguém faz sentido mesmo e todos dizem que ele mesmo não faz sentido, então porque você tem que fazer? Desde que você não prejudique ninguém, quem se importa com o quão único você é?

Ele tem memória fotográfica e se lembra de todos os acontecimentos de sua vida desde que abriu os olhos. Isso tem consequências positivas e negativas. Ele é bem suscetível a traumas já que nunca se esquece dos detalhes dos piores dias de sua vida. Mas, bem, ele também nunca esquece algo depois que aprende, apesar de ser extremamente desatendo e poder não pensar em algo que já sabe e fazer alguma coisa errada. Como ele é muito conciente se sua falta aguda de noção ele é bem inseguro quanto ao que pensa. Ele quase sempre acha que está errado mesmo que não consiga encontrar o erro em seu raciocínio. Ele nunca faria uma aposta sobre algo mesmo que ele tenha certeza que sabe (a não ser que seja entre amigos e ele não se importe de perder). Com muita falta de vergonha e medo, Caesar é capaz de qualquer coisa, mesmo que você saiba que ele não conhece limites você nunca vai parar de se impressionar (aliás vai chegar a um ponto onde você vai se impressionar por não se surpreender mais). Instintivo, não pensa muito antes de agir. Ele quer fazer alguma coisa? Ele faz. É perigoso? Quando ele pensar nisso provavelmente já vai ter feito. Talvez por sua enorme inocência ele é facilmente manipulável, mas ainda incrivelmente teimoso. É fácil enganá-lo para fazer alguma coisa, mas ele é extremamente preguiçoso para fazer tarefas (aliás, pra fazer qualquer coisa que não considere divertida) sem ter uma razão importante.

Curioso em níveis estelares, uma vez que algo chama sua atenção ele imediatamente iria se intrometer. De alguma forma parece que ele sempre está esperando alguma coisa emocionante acontecer (e quando não é nada demais ele fica bem decepcionado) e 90% das coisas que saem de sua boca são perguntas. Ele é amigável e extremamente sociável, então é muito fácil falar com ele (e normalmente é ele quem começa as conversas, apesar de que ele ouve mais do que fala). A distração dele é contagiosa, então ficar muito tempo em sua presença com certeza seria capaz de te fazer esquecer que o resto do mundo existe (acho que é porque ele tem um jeito que chama muita atenção de agir, então te distrai do resto). Algo que não se espera muito sobre ele é que realmente é uma tarefa quase impossível emociona-lo. Por ele ter uma personalidade tão cabeça de vento e infantil muitos pensam que ele é o tipo que chora em comédias românticas ou algo do tipo, mas pra falar a verdade ele é bastante insensível quanto a isso (pra ele drama, no sentido deprimente, é a coisa mais chata que existe na face da Terra. Livros e filmes que sejam dessa forma vão fazer ele dormir bem no clímax quando você está ocupado limpando suas lágrimas).

Alegre e sorridente, esse cara parece ver o mundo como um lugar muito mais bonito do que ele realmente é. Entusiasmado, ele sempre tende ao exagero. Facilmente adaptável, não importa onde você jogá-lo, ele vai considerar esse lugar sua nova casa até você levá-lo para um lugar diferente. Nunca se surpreende (sabe aquelas pessoas que, quando se assustam, dizem que apenas se surpreenderam? Isso não funciona com ele. Definitivamente ele se assustou de verdade. Se surpreender não é uma opção) e é uma pessoa extremamente sincera e honesta. Ele fala a verdade não importa a situação e, caso minta porque não tinha outra escolha, vai ser tão óbvio que você vai fingir que foi enganado apenas por pena. A única situação em que ele consegue mentir é quando pedem pra ele mentir e ele mente imitando a voz da pessoa (basicamente, ele não mentiu, ele disse o que disseram pra ele dizer na voz que pediram pra ele dizer). E ele pensa que todos são sinceros desse jeito também, então se você quer que ele te entenda tem que ser direto e objetivo (imagine a cena de alguém subornando um policial que não quer deixar ele passar. "Entendi, você é um ótimo policial, aqui está um presente pelo bom trabalho.", imagine a piscadela. Agora imagine que o policial é Caesar. "Ah, obrigado.", um sorriso inocente, nada de abrir caminho. A pessoa que subornou vai ficar puta e o coitado não vai entender nada. Se a pessoa tivesse sido direta e objetiva ele recusaria educadamente o dinheiro e te prenderia por suborno, mas ao menos a pessoa não perderia seu dinheiro).

Super protetor, ele é a pessoa ideal para você procurar quando quiser um guarda-costas. Você quer manter alguém longe? Ele vai facilmente fazer isso por você. Além disso, por ele ser bem grande, ter um olhar ameaçador e asas enormes que deixam ele ainda maior, apenas saber que ele é seu aliado já trás uma sensação forte de segurança (talvez por isso e por seu jeito inocente e divertido as crianças costumem gostar tanto dele). Ele tem um bom senso de humor, mas ele costuma intensificar a graça das piadas mais do que rir delas (basicamente, a reação dele quando ouve uma piada é tão sem noção que é engraçada), ele gosta muito de charadas (porque nenhuma resposta é idiota pra ele, então ele pensa em possibilidades que mais ninguém considera, o que muitas vezes é a resposta certa) e jogos de cartas (ele nunca perde). Travesso e ousado, ele costuma fazer uso de sua falta de vergonha na cara para animar o ambiente quando a energia está muito pesada (a inocência dele com certeza não se estende à timidez) e ele é um ótimo ouvinte (porque normalmente ele fala merda, então ele acha mais seguro só ficar calado te ouvindo). Ele da muito mais valor e entende bem mais ações do que palavras. Ele não entendeu o que você quis dizer? Mostre e veja como ele entende rápido.

➺ História
Nunca teve um único momento em sua vida que ele pôde se dar ao luxo de se considerar normal. Quando nasceu seus pais passaram semanas se preocupando com os dois calombos nas costas na criança. Pensaram em todas as possíveis doenças que poderiam gera-los e se preocuparam se poderiam pagar um tratamento, mas receberam uma notícia que poderiam deixá-los aliviados, ou ainda mais preocupados. Os calombos eram ossos, muito semelhantes aos ossos dos braços, que pareciam estar se desenvolvendo em suas costas. Além disso, após vários exames, descobriram que o garotinho possuía uma grande quantidade de ossos porosos e ocos, assim como o das aves, lhe tornando mais leve (já que seu peso havia sido inicialmente considerado um problema, que agora estava explicado). Desde o começo, seus pais nunca souberam o que fazer com ele.

Inicialmente sua mãe tentava tratá-lo o mais normalmente quanto possível. O médico disse que, como nunca havia visto um caso como esse, retirar os ossos extras que cresciam na criança poderia acabar por lhe causar problemas mais tarde, porém também lhe ofereceu um alívio quando disse que aquilo não deveria interferir muito no crescimento ou saúde da criança. O pai não conseguia olhar para Caesar sem pensar desesperadamente em como tratá-lo, como se estivesse doente, e sua angústia aumentou quando notaram que não só os ossos de suas costas não pararam de crescer como começaram a nascer penas. Ao completar 6 meses Caesar já possuía um belo par de asas (ainda pequenas, no entanto). Felizmente ele era pequeno o suficiente para não saber que seus pais eram os únicos que sabiam de sua existência. Seus outros parentes achavam que ele havia morrido no parto, pois era isso que seu pai dizia a eles e quando tinham visitas sua mãe o escondia no porão e as vezes o deixava sozinho, por ter que falar com as visitas. Foi lá que ele passou a maior parte do tempo sendo criado, no sótão. Seu pai o achava estranho e não queria que outras pessoas soubessem sobre ele. Juro que não era por maldade, ele apenas não queriam que olhassem torto para seu filho, sabia que um dia a criança notaria os olhares que seriam mandados em sua direção. Ele queria protegê-lo.



●○●

➺ Sua peculiaridade

Asas de corvo

Quando criança ele passava por situações mais ou menos assim:


●○●

➺ O que acha da Srta. Greenfinch?
Sente um enorme respeito e pensa muito alto dela. É fácil reclamar, mas ela literalmente foi lá e resolveu o problema das pessoas peculiares.

➺ Porque esta no Lar da Srta. Greenfinch?
Contado na história.

➺ O que mais odeia em uma pessoa?
Arrogância, principalmente aquela que sequer possui uma base para existir. Como pessoas que se acham incríveis sendo que não fizeram nada para receber esse título e pessoas que acham que tem direito sobre os outros porque se acham superiores. São as poucas pessoas que o deixam irritado, e muito.

➺ O que mais gosta em uma pessoa?
Determinação e persistência. Não há nada que ele respeite mais do que alguém que, não importa quantas vezes caia, vai se levantar depois. Pessoas que lutam por aquilo que querem mesmo que pareça impossível e tem confiança de que vão conseguir. Ele gosta muito de pessoas assim.

➺ Como vai tratar

→ Amigos
Com tolerância seria uma ótima palavra pra começar. Caesar é especialista na arte de fazer amigos porque, não importa quão... únicos eles sejam, ele vai simplesmente se acostumar com suas peculiaridades (físicas e psicológicas) e se adaptar a elas. Ele é o tipo perfeito de alguém que vai com o fluxo (já que não costuma possuir muita confiança em suas próprias decisões e ideias), mas quando está com seus amigos é o único momento que ele dá suas opiniões, sejam elas aceitas ou não (ao menos confia que não vão lhe achar estranho e deixá-lo pra trás por causa disso).

→ Par
Ele é o tipo que a seguiria de um lado pra outro e voaria (literalmente) pra onde ela está assim que entrasse em seu campo de visão. Ele não pensa muito, então já que ele apenas sente que quer estar com ela é exatamente isso que ele faz até ela mandar ele ir embora. Ele seria extremamente obediente (coisa que ele não costuma ser) e provavelmente faria qualquer coisa que ela pedisse a não ser que pensasse que ela se arrependeria mais tarde (nesse caso ele negaria com todas as forças, com muito esforço). Ele tentaria agradá-la, fazendo coisas que acha que ela gostaria no instinto (aliás, ele vai fazer praticamente tudo no instinto), e ficaria preocupado com frequência por ter plena conciência de sua falta de noção e, caso ela lhe olhe torto ou não tenha a reação esperada, ele vai pensar "Fiz merda" na hora e já se prepararia para se desculpar. Ele pularia na água pra salvar seus amigos, mas seu par ele pareceria esquecer que não pode nadar e mergulharia a hora que fosse necessária (só que ele só empurraria ela pra cima e começaria a tentar sair da merda na qual se meteu antes de morrer).

→ Maya Thompson
Ele se deu muito bem com ela, já que de alguma forma ela parece aceitar bem a falta de bom senso que ele possui. Ele acha que ela age como uma mãe de vez em quando (por sempre se preocupar pelos outros) e, como ela cuida dele com frequência (por ele parecer não ter a capacidade de se cuidar sozinho), ele tenta devolver o fator já que o jeito desastrado dela parece que vai matá-la algum dia e ele acaba não conseguindo deixar ela sozinha. Porém ele prefere manter distância dela quando a mesma faz uso de sua peculiaridade, por razões que você vai entender em breve.

→ Peter Thompson
É mais difícil lidar com ele. Quer dizer, é muito fácil conversar com Peter, mas o jeito que ele parece não ter defeitos o deixa desconfortável, como se ele estivesse escondendo alguma coisa, então apesar de não evitá-lo ele não realmente o procura para conversar a não ser quando considera necessário. Realmente não tem nada contra Peter e por isso se sente meio culpado por se manter tão atento e a guarda tão alta quando ele está por perto.

●○●

➺ Segredos

➺ Uma palavra que define seu(a) personagem
Sem-noção

➺ Uma música que defina seu(a) personagem


➺ Favoritos

➺ Música favorita

➺ Medos/Fobias/Traumas
•Água concentrada se encaixa em todas as definições acima. Já tentou nadar com um para-quedas aberto nas costas? Saiba que é impossível e, de certa forma, ele carrega um 24h por dia nas costas. Se ele entrar em um lago, mar, oceano, piscina e for arrastado para o fundo tem uma grande chance de ele não sair dali. Enquanto ele tenta nadar pra cima a água vai bater contra suas asas e arrastar ele pra baixo. Ele conseguiria nadar normalment-, aliás, melhor, com as asas fechadas, mas a água bate contra elas e elas acabam abrindo ele querendo ou não.
•Outro medo que se encaixa em todas essas definições é seu pavor de lugares fechados. Não os suporta. Ele vai implorar para sair. Quando criança ele era acostumado com esse tipo de lugar, mas agora que conhece o frescor do ar do lado de fora, a sensação do sol diretamente no rosto e a imensidão do céu ele tem medo de perder isso. Tem medo de que, caso entre em um lugar assim, não vai conseguir sair novamente.

➺ Sonhos
Ele quer que ele e as outras crianças do orfanato possam sair e se divertir onde quiserem sem precisar ter medo de morrer.

➺ Se eu precisar mudar algo em seu personagem, está de acordo?
Yep

➺ Algo mais?
Nop


Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...