~NinnaChann

NinnaChann
Lost
Nome: ???
Status: Usuário
Sexo: Feminino
Localização: Indisponivel
Aniversário: 22 de Junho
Idade: 15
Cadastro:

ᙖᙓTᙎᙓᙓᑎ ᘜOᗪᔕ ᗩᑎᗪ ᕼᙀᙏᗩᑎᔕ


Postado





𝙾𝚑, 𝚋𝚊𝚋𝚢, 𝚗𝚊̃𝚘 𝚌𝚑𝚘𝚛𝚎
𝚏𝚘𝚒 𝚊𝚙𝚎𝚗𝚊𝚜 𝚞𝚖 𝚌𝚘𝚛𝚝𝚎
𝙰 𝚟𝚒𝚍𝚊 𝚎́ 𝚖𝚞𝚒𝚝𝚘 𝚖𝚊𝚒𝚜 𝚙𝚎𝚛𝚒𝚐𝚘𝚜𝚊 𝚚𝚞𝚎 𝚊 ̶𝚖̶𝚘̶𝚛̶𝚝̶𝚎. - 𝙲𝚊𝚣𝚞𝚜𝚊





̲Mєυ ѕαηgυє ρєятєηcє α Hαɗєѕ, мαѕ мєυ cσяαçα̃σ ρєятєηcє α νσcє̂, Sнυυ



ᑎOᙏᙓ ᙅOᙏᑭᒪᙓTO


𝓚𝓻𝓲𝓼𝓽𝓪 𝓚𝓸𝔀𝓪𝓵𝓼𝓴𝓲 𝓙𝓸𝓱𝓷𝓼𝓸𝓷


Krista: A origem do nome Krista é Checo. Variante checa de Cristina. Significa escolhida por Deus. Sua mãe lhe deu este nome por uma razão um pouco diferenciada, mesmo Krista não sabendo, de certa forma a mãe quis dar uma “dica” sobre o parentesco divino da arroxeada, mesmo que isto seja totalmente discreto, porém não é mera coincidência.

Kowalski: Seu significado é algo extremamente simples; “Dos Ferreiros”. Esse é um nome antigo da polônia, que era realmente caracterizado para os ferreiros, e é exatamente isto que a família de Krista era antigamente. A família da menina desde sua tataravó está com os pés no chão em relação ao seu país, nunca indo morar em outro lugar. Ela possui descendência com antigos ferreiros da polônia, dos quais alguns ainda são falados pelas redondezas da cidade de Varsóvia.

Johnson: Significa “meu filho é um dom de Deus”, “filho daquele que é abençoado por Deus”. O nome Johnson é uma palavra composta, formada pelo nome John e pela palavra son. Em inglês e em escocês significa son of John (filho de John). Em francês é uma variação de John, João em português, que por sua vez significa “a graça ou a misericórdia de Deus”, “agraciado por Deus”. Deste modo, o nome Johnson, com origem na Idade Média, pode ser interpretado como um presente divino para aquele que é agraciado por Deus, “meu filho é um dom de Deus”. Originalmente, Johnson é usado como sobrenome. A partir do século XVII são encontrados muitos colonizadores que tinham o sobrenome Johnson. No Brasil, porém, Johnson assumiu logo a posição de primeiro nome. Johnson é o segundo nome mais popular nos Estados Unidos e um dos sobrenomes mais comuns na Inglaterra. A afluência desse nome decorre especialmente de questões religiosas, tendo em conta o santo São João Batista, que tem grande destaque no Cristianismo.



ᗩᑭᙓᒪIᗪOᔕ

𝙺𝚛𝚒𝚜𝚜: Pfff. Chame-a por este nome e ganhe o desprezo de Krista na hora! A menina simplesmente odeia este nome apenas pelo fato de ela não gostar como a palavra soa, porém, mesmo que o detalhe seja pequeno, a menina não suporta ele! Além do mais, ela diz que este apelido parece de criança, uma coisa que ela parcialmente odeia. O apelido em si fora dado por uma das “patricinhas” do colégio, ela sentia desgosto da garota e por isso até hoje o detesta.

𝙰𝚖𝚘𝚛𝚊: Digamos que a menina tem uma certa tolerância com este apelido, não significa que ela goste dele, mas ela não quer ser tão chata e então o aceita. O apelido obviamente tem haver com a cor de seu cabelo, que é um roxo escuro e bem parecido com a fruta. Na verdade, lá no fundo da alma obscura de Krista, a menina gosta deste nome, pois se sente amada por quem o diz. Na verdade a primeira pessoa que o deu, Krista nunca conheceu, e esta fora seu Pai. Sua mãe lhe contou sobre isto, e é por isto mesmo que a menina “não” gosta dele, mas na verdade é que a menina sente um carinho por ele e queria que apenas seu pai a chamasse assim, mas é óbvio que ela nunca vai admitir. Shuu começou a chamar a menina assim para irritá-la no começo, mas ao longo de um tempo começou a se tornar um apelido normal e até um pouco carinhoso.

𝙺𝚛𝚒𝚜𝚝𝚢: Estranho o nome se parecer tanto com kriss, mas de algum modo a menina realmente gosta deste apelido, ela o acha diferente e realmente muito bonito. Ele fora dado por sua melhor amiga do colégio e ela guarda ele como sua pedra preciosa, é bem importante para ela Krista realmente não vai deixar qualquer tipo pessoa usá-lo, seja quem for, apenas as pessoas que a menina realmente gostar estão autorizadas a usar este apelido em raras vezes, pois senão ela vai falar "quem deixou você me chamar assim?" antes de fazer qualquer outra coisa.



Iᗪᗩᗪᙓ

𝙳𝚎𝚣𝚎𝚜𝚜𝚎𝚝𝚎 𝚊𝚗𝚘𝚜 . A menina nasceu dia dezesseis de Janeiro, sendo do maravilhoso e frio signo de Capricornio! A menina nasceu quase no dia dezessete, mas felizmente nasceu às 23:23 da noite, algo que realmente deixou a menina curiosa. Seu ascendente é aquário, que fica bem evidente com seu coração frio e sua Lua é em escorpião. A garota não acredita nos signos e acha isto uma babaquice, ela nem sequer teria consciência de seu ascendente e de sua lua se não fosse por sua melhor amiga que era extremamente antenada nos signos, por isto a menina tem um breve conhecimento deles.





ᑎᗩᙅIOᑎᗩᒪIᗪᗩᗪᙓ

●๋•ρѳℓѳท૯ઽα ●๋• A menina nasceu no país do continente Europeu denominado Polônia! Sua cidade natal é Varsóvia, a capital da Polônia. É claro que por viver lá, a menina ainda possui seus costumes e até mesmo o jeito de falar, falando sempre com um sotaque puxado ou às vezes falando polonês sem querer.





ᗩᑭᗩᖇᙓᑎᙅIᗩ





















ᙓ᙭ÓTIᙅᗩ, ᔕOᙏᙖᖇIᗩ ᙓ ᑎᙓᙏ ᙀᙏ ᑭOᙀᙅO ᖴOᖴᗩ.




Começando pelos seus cabelos, eles são de um roxo extremamente escuro, beirando ao negro, mas não chega a esta cor. Sua cor lembra principalmente a noite e a menina ama isso, Krista gosta de se sentir “apagada” com cores escuras e nem um pouco chamativas, por isto seu cabelo é seu bem precioso. Muitas pessoas perguntam a menina se ela tingiu o cabelo, pois para falar a verdade ela nunca viu alguém com a mesma cor, ela apenas via cabelos coloridos eu de cores tradicionais, mas seu roxo uva no verão e mais escuro no inverno realmente era único, e Krista se orgulha muito disto. Nunca teve cabelos compridos, mas sempre quis saber como era. Porém a menina nunca arriscou deixar o cabelo crescer, pois acha que assim poderia mudar sua apaência radicalmente, uma coisa que ela não quer. Akira sempre deixou seus cabelos curtos, mais precisamente no mínimo no ombro e no máximo no pescoço, onde estão agora num corte repicado. Eles não possuem volume e Akira gosta disto, pois deixa seu rosto mais magro, o que ela adora. Ela não possui franja, porém usa seu cabelo repartido na lateral e usa uma parte dele para cobrir totalmente o lado direito de seu rosto, o que faz algumas pessoas se perguntarem o que a menina esconde, porém fique tranqüilo, ela não esconde nada. Sempre escovando-os para não ficarem armados, Akira gosta de deixá-los completamente lisos, então ela nunca irá tomar um banho sem depois fazer uma escova, apesar de já ter os cabelos naturalmente lisos. Eles possuem um proposital cheiro de uvas, pois já como seu cabelo é roxo, ela quis seguir o padrão e sempre possuía shampoo’s e condicionadores com este aroma, que realmente deixa o cabelo da menina com este cheiro por dias e, como ela obviamente toma banho todos os dias, a menina acaba por nunca perder este aroma.
Suas sobrancelhas são arqueadas e muito em feitas, a menina nunca gostou de ir em salões de beleza e ficar vendo as mulheres como loucas procurando ficar as mais belas possíveis, por isto Krista aprendeu com sua mãe a retirar a sobrancelha. A menina tem a sobrancelha fina e a arqueada moldada por ela mesa, então é exatamente como ela quer e digamos que seu gosto é bem bom, pois as sobrancelhas são simétricas e ficam perfeitamente ajustadas ao formato de seus olhos. Normalmente suas sobrancelhas estão num tom sério e/ou bravo, quase nunca se é possível vê-las “normais”, ou seja, relaxadas num tom de paz, a menina sempre parece estar odiando algo por sempre estar com as feições fechadas.
Seus olhos são grandes, redondos e um pouco puxados. Seus olhos são serenos, por mais que a menina não goste, mas quando ela desfaz a expressão fria, ela consegue ter olhos incrivelmente belos e que podem distribuir paz apenas pelas pessoas os olhares, mas é óbvio que não é toda hora assim. Na verdade, Krista sempre está com seus olhos semi-abertos e com uma expressão fria e quase sempre séria, como se toda hora ela estivesse pensando em algum assunto como matemática. Eles parecem carregar uma tristeza forte, como se a menina sofresse de algo como depressão, mas fique tranqüilo que a menina não sofre de nada disto, ela apenas possui este pequeno detalhe. A cor de seus olhos são igualmente roxos, assim como seu cabelo. Seu tom forte e escuro claramente conseguem intimidar a maioria das pessoas que Krista deseja que sintam medo, então é apenas ela te encara por uns segundos que você provavelmente já irá sentir um arrepio na espinha, principalmente se ela realmente quiser te dar medo, então ai ela realmente é macabra. Krista gosta deste seu olhar diferenciado, ela gosta de quando as pessoas a acham diferente disto e não se importa se for um diferente bom ou ruim, contanto que seja diferente, ela gosta.
Seu nariz é bem definido e fino, uma qualidade para Krista. Ela possui seu torso fino e bem contornado, não sofrendo nenhuma alteração e seguindo a mesma linha reta desde sua ponta até quando seu nariz termina. Ele é levemente arrebitado e faz uma pequena curva, na qual a menina considera um charme. Ela não o tem tão arrebitado, até porque se fosse mais curvado poderia ser considerado uma “pista de skate” como a mesma diz, por conta do formato de “rampa” que ela imagina. As asas (parte lateral) de seu nariz é pequena, o que faz ela ter um nariz considerado fino. Elas são contraídas, ou seja, não são grandes ou abertas, mas isto não dificulta sua respiração. Seu nariz tem uma altura razoável, nem tão para cima e nem tão para baixo, o que a faz ficar com o rosto bem desenhado. Ela consegue mexer seu nariz como um coelho, mas não conta e nem faz isto para ninguém, porém se algum dia em sua vida ela incrivelmente ficar alegre, ela pode fazer isto para divertir alguém.

Suas bochechas são magras, muito por causa de seu tipo genético e também por causa de sua falta de alimentação, mas ela realmente não gosta muito de se alimentar. Elas são durinhas e ficam vermelhas rapidamente, seja com um puxão ou seja com ela ficando com raiva, a menina quase sempre é vista com suas bochechas coradas. Sempre que pode ela tenta esconder este pequeno detalhe, afastando quem tenta apertar suas bochechas – Quem tem coragem para isto – ou sempre tenta se manter imparcial para suas bochechas não adquirirem o tom rosado.

Seus lábios são médios, doces e macios. De um rosado meio pálido, a menina simplesmente esbanja lábios belos e bem feitos, mesmo que ela não ligue muito para o deixar mais bonito. Ela possui um rosa pálido puxado para um rosa salmão, sendo assim de uma cor não tão chamativa, o que particularmente faz a menina se sentir confortável, pois chamar a atenção é o que ela odeia. Eles são curvados e muito bem feitos, ela pode esboçar tanto um sorriso quanto uma expressão de desgosto sem dificuldade alguma, mas são muito difíceis de ler. Como assim? Fácil! Seus lábios sempre estão num tom neutro, como se ela não sentisse nada, além de ser muito difícil a menina sorrir, pois ela realmente não gosta muito disto. De uma maciez invejável, a menina possui lábios extremamente bons de serem beijados (é isto mesmo, produção? Juro que fiquei com vergonha de escrever isto). Eles possuem um viciante gosto de amoras silvestres, doces como a fruta e raros de se provar como a mesma, digamos que seus lábios são de alta qualidade, mesmo não aparentando. Seus dentes são muito bem feitos e alinhados, além de serem extremamente branquinhos. Isso se deve ao fato de ela realmente levar a sério a higiene, tanto quanto suas quatro escovações dentárias por dia quanto seus relaxantes e demorados banhos, para ela ter certeza de que está limpa. Seu sorriso quase sempre é sem mostrar os dentes, apenas com a garota puxando um pouco do canto dos lábios, para falar a verdade, ninguém nunca a viu rir.
Seu rosto em si é fino, com um queixo estreito e um pouco fino, mas nada que seja extremamente fino. Ele não possui nenhum cravo ou espinha, sendo completamente liso e bem formoso, digamos que ele deixa a menina com um certo aspecto elegante. Seu maxilar é alto e fino, além de ser bem definido, dando para ver com facilidade onde ele termina e começa o queixo. Ela tem uma curiosidade também: Quando Krista abre demais a boca ela acaba por estalar seu maxilar, sim, o seu maxilar é “travado” e para abri-lo mais ela acaba o estalando e causando uma possível dor, por isto ela nunca abre muito a boca. Dando um ar bonito a menina, ela normalmente tem apenas um de seus lados expostos, sendo o outro completamente coberto por sua “franja”, mas se repararem bem a menina tem quase que um rosto simétrico, mas todos sabemos que é quase impossível alguém ter um rosto simétrico. Apesar da menina ter um aspecto sombrio e fechado, ela acaba por ser muito bonita quando está sorrindo, o que infelizmente acontece em pouquíssimas vezes.

ᕮᒪᕮGᗩᑎTᕮ, ᗰᗩGᖇO ᕮ ᗷᕮᗰ ᗪᕮᖴIᑎIᗪO.


Krista tem seu corpo bem magro, isto se deve ao fato da menina não apreciar muito o ato de comer alguma coisa, ela se sente um pouco incomodada com isto.

Seus seios são medianos, nada que cause mais satisfação na garota. Quando ela vê as meninas em busca do corpo perfeito, de seios e de glúteos maiores, Krista não entende o porquê disto, ela em si nunca ligou muito para seu porte físico. Com seios durinhos e redondinhos, Krista realmente não se importa ou liga para eles, na verdade ela nem gosta de mostrá-los ou algo do gênero, então normalmente ela usa roupas que cubram totalmente isto. Akira na verdade não entende a tamanha fascinação dos homens por seios femininos e realmente se sente incomodada quando algum rapaz fica olhando para eles, então normalmente ela acaba por dar um belo tapa na cara do rapaz, pois se sente violada. A menina sempre preza por seu espaço pessoal, que inclui os olhares. Se algum rapaz olhar para suas zonas pessoais, é bem provável que ele acabe com uma bela marca de mão em sua bochecha.
Sua cintura é realmente bem fina e isso se deu por causa de suas aulas de boxe que ela sempre fazia para ter uma boa defesa pessoal, apesar de nunca gostar muito disto. Continuando, elas marcam 62cm de circunferência, algo realmente bem impressionante para as garotas de sua idade, mas por causa de seu peso baixo, fica mais fácil para ela ter este tipo de curvas. A maioria de suas roupas ficam bem nela, porém quase ninguém sabe de suas curvas, pois a menina constantemente está trajando algum tipo de moletom ou blusa solta, quase sempre recusando usar blusas decotadas e apertadas.
Seu quadril é mediano, totalmente proporcional ao seu corpo e literalmente deixando Akira com mais curvas do que já tem. Normalmente isto é escondido por blusas grandes ou moletons bem largos. Eles medem cerca de 82cm desde a ultima vez que a mãe de Akira mediu, mas ela realmente não liga muito para isto, dizendo que é uma baboseira. Sempre que pode ela acaba por optar não usar shorts, pois ela acha que eles não combinam nada com sua aparência, o que é uma ideia um pouco estranha. Ela sabe mexer o quadril muito bem como as dançarinas de dança do ventre, mas nunca dança na frente de ninguém, então ninguém sabe disto. Uma coisa que ela odeia são as marcas dos ossinhos dos quadris, ela acha um pouco feio e preferiria não ter, mas como a maioria das coisas que queremos não podemos, para Akira não é diferente.
Seus glúteos são também medianos, ela realmente não gosta deles e preferiria não tê-los, pois ai não a olhariam muito. Eles são empinados e durinhos, não possuem sequer uma celulite ou estria, e isto se deve ao fato da menina nunca ter tomado refrigerante em sua vida, por isto possui uma pele bem lisinha e clarinha. Nunca fora a praia, então não possui sequer uma marca de biquíni ou algo do tipo e, na verdade, praia a deixa um pouco tonta. Eles realmente ficam bonitos quando a menina usa algum tipo de saia, mas normalmente ela está usando um moletom grande ou uma camiseta longa, mas normalmente ela quer que eles sejam cobertos.
Suas pernas são igualmente finas, porém não esqueléticas. Suas coxas são medianas e bem contornadas, são macias e realmente muito belas. Suas pernas são de um tom esbelto e elegante, mesmo a menina não sendo tão alta a ponto de ter um semblante de ternas realmente grande. Ela possui um belo vão entre as pernas, que mesmo fechadas não se encostam uma na outra, mesmo que ela às vezes tente, pois acha mais bonito. Com uma bela silhueta, suas pernas fazem belas curvas e ficam muito bonitas quando ela usa seus jeans, o que ela realmente ama.
Ela possui a pele relativamente pálida, pois além de quase nunca sair de casa, a menina herdou de seu “falecido” pai a pele quase branca como a neve. Delicada e macia, a pele da menina é como algodão, sempre com um aspecto limpo e muito bem destacado. Ela sempre fica vermelha com facilidade, o que ela parcialmente gosta, pois fica pressionando sua pele para ficar vermelha quando não tem nada mais para fazer. Ela possui um cheirinho de baunilha por causa de seu sabonete e perfume, que ela realmente ama. Com um cheirinho que gruda em sua pele, é normal quando ela abraçar alguém seu cheiro de baunilha ficar na roupa da pessoa, fazendo a menina ser realmente um pouco fofa quando isto acontece.
A menina em si possui 1,63 de altura, sendo considerada mediana. Resumidamente a menina é considerada na média, nem muito e nem pouco, mais ou menos normal. Porém, ela possui um pequeno nível de magreza, pois possui apenas 43 quilos, mas ela diz que é saudável e que não está acontecendo nada demais, o que às vezes pode ser mentira.



ᑭᙓᖇᔕOᑎᗩᒪIᗪᗩᗪᙓ

『𝐸𝓊 𝓈𝑜𝓊 𝒻𝒾𝓁𝒽𝒶 𝒹𝑒 𝐻𝒶𝒹𝑒𝓈, 𝑜 𝓆𝓊𝑒 𝑒𝓈𝓅𝑒𝓇𝒶𝓋𝒶? 』

𝚂𝚎́𝚛𝚒𝚊, 𝚜𝚊𝚛𝚌𝚊́𝚜𝚝𝚒𝚌𝚊 𝚎 𝚚𝚞𝚒𝚎𝚝𝚊.

𝓢éria, a menina realmente não curte piadas e nem quem as faz com freqüência, não que ela seja chata, apenas não vê tanta graça. Não gosta quando fazem piadas sobre ela e principalmente quando tentam fazer piadas à ela, que ai a mesma só responde com um “𝒽𝒶 𝒽𝒶 𝒽𝒶” sarcástico. Ela é alguém que não gosta muito de festas, interações sociais ou algo do gênero, pois acaba por achar as pessoas um pouco estúpidas e as conversas muito chatas, pois ela é alguém que realmente não se interessa em falar sobre o que fulano fez de errado ou falar sobre alguns bobos vídeos virais. Sempre com uma expressão dura, é muito normal as pessoas terem a primeira impressão dela como uma pessoa extremamente brava e briguenta, mas entre ser séria e ser brava, existe uma diferença enorme. Sempre focada em tudo que faz, a menina carrega determinação e não desiste de nada com facilidade, pois se ela quer ela vai ter, a menina tem os pés colados ao chão e nem a pessoa mais forte do mundo vai tirá-la dele. Com falas normalmente desacompanhadas de uma voz alegre ou um sorriso, Krista realmente não está para brincadeira e leva tudo na esportiva, então sem piadinhas de mau gosto, ok? Além disto, ela realmente não tem muita paciência, podendo gritar rapidamente, porém apenas quando ela se sentir ofendida. De uma maneira geral, ela é aquele tipo de pessoa que não vai mexer com você se você não mexer com ela, pois ela realmente odeia conflitos e fica até frustrada quando se mete em um, mas isto não quer dizer que ela ande para trás, pois como disse: Ela é pé no chão. Ela fala as coisas com muita naturalidade, principalmente quando o assunto envolve alguma morte. Sim! A menina sempre fora atenta em todos os casos de homicídios, suicídios e até mesmo atentados que rondaram o mundo, por isto é bem normal que ela cite algum caso de morte que ocorreu há pouco. Insensível, ela lida com a morte como lida com a vida, normalmente. Não é como se ela realmente não tivesse sentimentos, mas ela tenta levar o melhor de situações assim, pensando sempre “𝚃𝚘𝚍𝚊𝚜 𝚊𝚜 𝚙𝚎𝚜𝚜𝚘𝚊𝚜 𝚖𝚘𝚛𝚛𝚎𝚖... 𝚎𝚕𝚊 𝚗𝚊̃𝚘 𝚜𝚎𝚛𝚒𝚊 𝚞𝚖𝚊 𝚎𝚡𝚌𝚎ç𝚊̃𝚘, 𝚗𝚎́?”, porém ela realmente não sabe se é isto mesmo.
𝓢arcástica, a menina quando brava realmente responde tudo com ironia e sarcasmo afiado, sempre falando algo com um duplo sentido ou falando um “Nããão” quando é óbvio que a resposta é sim. A menina não tem muita tolerância com pessoas que fazem perguntas de cinco em cinco minutos, por isto acaba por responder de forma rude e seca, parecendo uma pessoa intolerante, o que ela não é completamente. Sempre que entediada ela começa a responder a todos com um sarcasmo maior, pois assim ela consegue mostrar o quanto sua paciência está baixa e quanto ela quer que essa pessoa pare de falar com ela. Krista é uma menina que muitas vezes pode ser considerada anti-social, pois ela realmente tem um pouco de nervosismo quando conversa com as pessoas, mesmo que realmente não dê para notar por causa de sua expressão fechada de sempre. Não digo que ela responde tudo com sarcasmo, mas se você a irritar é bem provável que ela o faça, principalmente se você estiver gritando com ela, pois ai ela levanta a mão e fala “fala com a mãozinha, vai. Fala com a mãozinha”, pois ela realmente não tem paciência para pessoas muito explosivas, o que é muita hipocrisia. Ela não é explosiva a ponto de sair gritando com todo mundo, mas fica irritada com facilidade e normalmente usa a bela frase “vou te matar” para tudo, olhe como ela é um amor. A menina tem esse costume de ameaçar as pessoas de morte, mas é óbvio que ela não faria isto, porém ela gosta de mudar sua expressão e assustar quem estiver incomodando ela. É uma típica garota temperamental, quieta sozinha e pode gritar com você caso você a incomode, ela realmente não gosta de ser incomode em nenhuma hora do dia, principalmente logo depois de acordar. Revirar os olhos é como sua segunda língua, ela sempre que não gosta de algo Krista acaba por revirar os olhos ou dar uma pequeno suspiro para não dizer o quão aquilo é chato, normalmente a menina se segura muito para não falar o que ela quer, sempre ficando com uma expressão de indiferença quando na verdade quer falar cada coisinha que está a irritando. Ela tem uma bela mania de quando alguém está gritando com ela por muito tempo, a mesma imita a pessoa, só para mostrar o quanto ela está sendo chata, enquanto revira os olhos repetidas vezes.
𝔔uieta, a menina sempre permanece calada e observado o que ocorre ao seu redor, ela realmente gosta de observar. No escuro, ela é tão silenciosa que você nem sequer pode notar sua presença, ela é conhecida como a própria sombra de tão silenciosa que ela pode ser. Não digo que ela é silenciosa apenas por não falar nada quando não lhe é dirigida a palavra, a menina também tem seus objetivos, sonhos e afazeres totalmente silenciosos, ela nunca conta a ninguém o que planeja fazer. Sempre escondendo o jogo, ela nunca põe as cartas na mesa e age por conta própria, sendo uma das pessoas mais difíceis de se confiar na vida. Ela não abre a boca para falar o que espera, o que deseja ou o que está fazendo, sempre mantendo a expressão imparcial e andando como se nada estivesse acontecendo. Objetiva como só ela, Krista não desiste de nada que ela quer, ela gosta de agir pelas sombras e fazer as pessoas fazerem o que ela quiser. Sim, ela é uma ótima chantagista, mas ela faz bem diferente. Com sua lábia, ela consegue convencer as pessoas a fazerem o que ela quiser, mentindo. Krista é uma bela mentirosa e consegue tudo o que quer, mas é como ela diz "𝐸𝓊 𝓃𝒶̃ 𝓆𝓊𝑒𝓇𝑜 𝓈𝑒𝓊 𝓂𝒶𝓁, 𝓂𝒶𝓈 𝑒𝓊 𝓆𝓊𝑒𝓇𝑜 𝑜 𝓂𝑒𝓊 𝒷𝑒𝓂". Suas ações são completamente silenciosas, ela nunca conta o que está fazendo e deixa tudo coberto, seja um desenho ou uma armadilha, a menina sabe esconder muito bem o que planeja e consegue fazer ninguém desconfiar. Ela não é má, não quer o machucar as pessoas nem nada do gênero, sempre que quer algo ela pensa bastante num jeito de deixar todos felizes e ela também, por isso tecnicamente ela não é uma pessoa má e tampouco alguém que deseja o mal para os outros. Como eu disse, ela gosta de ficar calada em seu canto enquanto formula opiniões sobre as pessoas e sobre situações, então nunca espere que ela fale muito ou que ela fale algo sem saber, pois antes de ter uma opinião ela procura saber mais sobre o assunto. Dotada de pouca paciência quando se trata de conversa, saiba que enquanto ela está num diálogo ela reza para que as pessoas terminem logo de falar, por alguma razão Krista sempre se considera uma “ovelha negra” e por isto gosta de se afastar das pessoas, por isto é bem difícil ela manter uma amizade.


𝙲𝚊𝚕𝚌𝚞𝚕𝚒𝚜𝚝𝚊, 𝚏𝚛𝚒𝚊 𝚎 "𝚗𝚊̃𝚘 𝚖𝚎 𝚝𝚘𝚚𝚞𝚎".

𝒞alculista menina sempre está com alguma coisa para pensar em sua mente, seja uma músicaou alguma fala, ela sempre está trabalhando para tudo dar certo, errar obviamente não está no seu dicionário, ela quer sempre acertar. A menina é muito orgulhosa e quer sempre mostrar seu melhor aos demais, pois assim ela pode ter certeza de que não vai ser abandonada, assim como seu pai o fez. Um de seus medos é não ser boa o suficiente, então se ela fizer algo vai dedicar cada gota de suor para tudo sair perfeito, desde um penteado até uma estratégia completamente louca para invadir um banco. Ela é alguém totalmente centrada, não fica em cima do muro por nada, ou é esquerda ou é direita, ou é oito ou é oitenta! Ela não faz nada pela metade, irá encher o copo até a última gota, se não nem começa. Se tem algo que ela possui é a determinação, não sabe o que é sentir medo e sempre mergulha de cabeça em tudo, mesmo às vezes não se dando conta que o lago é raso. Krista tem uma forte sede por glória, faz tudo por vencer e o segundo lugar para ela é algo inaceitável, ela simplesmente se nega a fazer algo ruim e vai tentar um milhão de vezes até acertar! A menina diz que quer porque quer fazer tudo bem feito, mesmo que seja impossível para ela, pois é evidente que a menina não irá conseguir fazer tudo como deseja, pois todos temos um milhão de defeitos, e ela realmente não foge disto. Seus planos são muito bem detalhados, tanto para alguma estratégia quanto para algum diálogo, ela chega numa festa já sabendo exatamente o que ela vai falar e o que vão perguntar, e se alguém “escapa do roteiro” a menina fica realmente perdida, digamos que ela não é muito boa com as palavras. Sempre com uma fome por conhecimento das pessoas, a menina gosta bastante de analisar quem está a sua volta e pegar as principais características dela, pois assim vai poder desenvolver um pequeno diálogo com ela sem falar algo que não devia, Krista tem muito medo de errar com as pessoas, sejam elas quem for. Digamos que ela nunca foi muito boa em interação humana, por isto sempre está com um interno ataque de pânico quando as pessoas vêm falar com a mesma. Digamos que Krista não é lá uma menina completamente inteligente quando envolve assuntos relacionados a matemática, física entre outros, por isto ela tem uma forte vontade de mostrar o que é capaz de fazer, pois ela sabe o quanto é bonito ter uma boa Inteligência. Não digo que Krista não é inteligente, muito pelo contrário, mas ela possui outro tipo de inteligência, por exemplo: Ela consegue entender as situações com facilidade, consegue ler o que as pessoas sentem e principalmente consegue notar o que há de errado em poucos segundos, além de ser uma ótima observadora, conseguindo achar seus pontos fracos rapidinho.

𝔉ria? Eu não diria isto, mas é o que todos pensam. Krista tem uma dificuldade enorme em entender os sentimentos alheios, principalmente quando se está relacionado a morte. Quando alguém chora de tristeza em sua frente, a menina não entende o porquê do ato, e quando alguém ri é exatamente a mesma coisa. Ela fica realmente muito duvidosa quando ela ouve que alguém está triste, pois, o que é tristeza? Ela não sabe muito bem, apesar de conhecer a maioria dos sentimentos, a menina em si não entende dois: A felicidade e a Tristeza. Para ela, esses sentimentos são um tanto estranhos e novos, pois ela acha que nunca sentiu isto na vida. É claro que ela realmente gosta de estar com os amigos, mas ela se sente normal perante a isto, nada como uma felicidade enorme e nem sente aquela grande vontade de sorrir como as outras pessoas, ela apenas realmente não entende. Sendo considerada uma pessoa fria, é muito raro mesmo ver a menina sorrindo ou apenas falando algo engraçado, pois ela não vê motivo para isto. Krista é muito curiosa sobre uma coisa: A morte. Ela é muito interessada neste assunto e sempre quis saber o porquê de todos nós morrermos por motivos tão estúpidos, porquê nosso compor é tão fraco e principalmente; O que acontece depois da morte. Ela não vê a morte como algo triste, pois ela diz que todos morrem algum dia e que não seria diferente para ninguém, por isto se alguém disser que algo é arriscado ela simplesmente dá de ombros, pois ela sabe que vai morrer algum dia, não teria problema se fosse naquela hora. É alguém que não vai ficar te consolando toda hora, uma ou duas vezes tudo bem, mas se vier muito para cima da menina ela realmente vai te dar um “chega pra lá”, pois ela não gosta muito de se aproximar das pessoas, além de não ter muitos argumentos bons para consolar as pessoas, por exemplo, quando seu avô morreu ela apenas disse “todos morremos” e o restante das pessoas que estavam no funeral realmente olharam espantadas para a menina, querendo até que ela fosse ema algum tipo de psicólogo. Ela sempre tem o pensamento de que todos vão ir algum dia, que nada é para sempre, então ela realmente nunca se apegou muito em alguém, pois sabe que essa pessoa irá sumir de sua vida algum dia. Alguns dizem que ela é insensível, eu digo que ela apenas não compreende tudo.
Ela é alguém totalmente sem um bom senso de carinho, por isto sempre que alguém tenta uma aproximação muito rápida com ela, a mesma desvia e realmente te empurra para longe. Ela não gosta de muito afeito, seja ele um abraço ou o entrelaçamento de mãos, a menina fica totalmente desconfortável em relação a isto e reza para logo acabar. São raras a spessoas que conseguem abraçá-la, pois normalmente ela desvia, empurra ou até mesmo fala um sonoro “não” para a pessoa que está se aproximando demais. Se alguém beija a bochecha dela, ela logo limpa coma manga, pois acha isso um pouco estranho e nojento, mesmo que lá no fundo de sua obscura alma ela goste de receber um carinho. É uma pessoa de poucas ações, se ela está falando com você a um metro ela continuará a falar com você nesta distância até a conversa acabar e, se ela não gostar de você, e tu tentar se aproximar, ela mesma vai dar alguns passos para atrás numa representação de “não se aproxime”, pois ela realmente não gosta de aproximações. Em contato físico é onde mais ela usa suas frases de efeito, como “não toque em mim se não eu te mato”, mas é óbvio que ela fala isto da boca para fora, porém às vezes ela faz uma expressão tão sombria que algumas pessoas realmente levam a sério o que a garota diz. Ela também é bem desajeitada quando se trata de oferecer carinho a alguém, não sabe como abraçar direito ou como sorrir sem parecer esquisita, ela realmente não leva jeito para isto. A menina normalmente acaba por dar um abraço muito apertado ou um sorriso muito forçado, mas ela sempre se desculpa depois por isso.

𝙵𝚛𝚊𝚗𝚌𝚊, 𝚙𝚊𝚌𝚒𝚎𝚗𝚝𝚎 𝚎 𝚌𝚘𝚛𝚊𝚓𝚘𝚜𝚊.

𝔉ranca, a menina não esconde o que pensa quando isto é relacionado a sua opinião sobre o visual, comportamento ou jeito de falar de alguém, ela fala o que ela acha e realmente não entende quando as pessoas ficam bravas por isto, até porque eles pediram sua opinião, certo? Ela fala abertamente o que acha das coisas quando as mesmas não envolvem pesquisa, como a aparência de uma espada ou a força de alguma coisa. Ela não é aquele tipo de pessoa que vai apontar todos os seus defeitos, mas se você perguntar “Krista, meu cabelo está bonito?” e ela não achar, a menina vai responder um sonoro “não” e vai voltar para o que estiver fazendo, já que ela não é muito boa com conversas duradouras. Digamos que se você quer ouvir a verdade, é só conversar com ela que tudo estará resolvido. Por ser franca, a menina realmente não gosta de mentir se não ganhará nada com o ato, então apenas que ela precise, Krista não irá mentir. Ela não gosta de quando mentem para ela também, tipo quando ela sabe que está feia e alguém a elogia por educação, ela realmente fica brava quanto a isto, pois quer que as pessoas sejam verdadeiras com ela. Krista tem um detector de mentiras ambulante, ela sabe quando você está mentindo e quando você está sendo sincero, é muito difícil enganar a filha de Hades. Krista é uma boa amiga na maioria das vezes, ela consegue te ajudar na maioria dos problemas e sempre tem algo para dizer, como alguma comparação estranha que na verdade faz todo sentido do mundo, a menina é muito experiente com seus poucos anos de vida e cada erro que ela comente ela acaba por nutrir uma lição de vida, por mais tosca que seja, como: “Não deixe crianças mexerem em seu celular”, porém elas podem ser muito úteis, como quando ela decidiu que quando conhecesse uma pessoa já era para ter em mente que ela iria embora, por isto a menina quase nunca fica sentida se alguém da sua vida parta, apesar de raras exceções para as pessoas que ela ama. Krista é acusada de ser muito insensível, principalmente quando ela respondeu a pergunta “o que faria se eu morresse amanhã?” com a maravilhosa resposta “iria no seu enterro”, pois ela é realmente franca demais.
𝓟aciente com o que faz, ela sempre se dedica ao que quer e faz tudo com uma paciência notável. Caso um bolinho demore duas horas para assar, Krista esperará pacientemente as duas horas, pois ela diz que a pressa é inimiga de perfeição. Quem diz que ela é paciente para tudo está redondamente errado, a menina é paciente com o que faz, não com as pessoas. Ela normalmente começa dando alguns avisos quando não gosta de algo, como “não se aproxime” ou “pare de cantar”, mas se a pessoa insiste em apertar na mesma tecla ela pode sim ficar brava e pedir rudemente para a pessoa parar com aquilo, sempre terminando sua frase com “baka” – Isto se deve ao fato de sua antiga melhor amiga ser uma estudante de intercâmbio japonesa, o que a fez pegar esse costume – e provavelmente te olhar com um olhar realmente assustador. Normlamente quando as pessoas olham muito para ela a menina começa a entrar num típico pânico internamente, se perguntando o que está chamando tanto a atenção das pessoas para si, então ela normalmente fala “Parem de olhar para mim, eu vou matar vocês!” com uma raiva explícita, ela realmente não se sente confortável com olhares sobre si. Se vai fazer algo, ela vai fazer essa coisa com todas as forças que conseguir, seus trabalhos tem que ser perfeitos, principalmente quando se trata do trabalho ser julgado por outras pessoas, ai ela se esforça como ninguém. A menina é muito objetiva e quer porque quer o que lhe der na telha, sendo pular de uma ponte ou apenas comer um sanduíche, ela realmente faz tudo para obter aquilo que deseja. Ela também é paciente com o tempo, não quer que nada aconteça antes da hora, principalmente quando está relacionado a interação social. Ela não vai te abraçar se não te conhecer, não vai contar piadas se vocês não forem amigos e assim por diante, e principalmente não vai confiar em você, então mesmo se você elogiar ela a menina vai ficar com uma pulga atrás da orelha. Ela tem instintos apurados quando se trata de mentiras e sua desconfiança almenta mais ainda, porém ao decorrer do tempo ela pode confiar mais em você, mas isto não significa que ela vá confiar totalemtne em você. Sendo como um gato, você pode tentar derrubá-la que a menina quase sempre cairá de pé, é muito difícil tentar estragar algo de Krista e sair impune, pois ela sabe direitinho como devolver na mesma moeda. Olho por olho, dente por dente, meu amigo. A menina é totalmente movida por esta ideia, atão se você fez algo de errado com ela, ela vai fazer algo de errado com você. Sem perdão, sem dó, a menina gosta de fazer você sentir o que ela sentiu, usando todos os meios que puder para te ver com a cara no chão. Sim, a menina é muito vingativa e fica cega pela vingança, pode fazer de tudo para se vingar e não vai medir esforços, chegando a beira da loucura. Krista é uma menina que acima de tudo não se dá bem com sentimentos, por isto quando é magoada ela às vezes não entende que a pessoa não fez isso por querer, o que acaba fazendo ela ficar realmente furiosa e se vingar de quem fez isto com ela. Um dos sentimentos que krista mais duvida em si é o amor, é óbvio que ela ama sua família, mas o amor entre duas pessoas seria possível? Ela não sabe, se sentir realmente atraída por alguém ela nunca esteve, porém obvio que já sentiu apenas paixão. Um “eu te amo” para krista às vezes é como um “eu acho você legal”, pois ela realmente não tem noção do tamanho do sentimento chamado de “amor”.
𝓒orajosa, a menina faz qualquer coisa: Pula de bungee junp, anda em cima de pedras pegando fogo, bota a mão no fogo e até mesmo desafia o Sr. D. Isto porque ela tem algo muito especial: A menina nunca teve medo da morte. Ela realmente não liga muito para o que vai acontecer com ela, se ela estiver lutando por algo ela vai lutar até o fim, depositando todas as suas forças e arriscando sem problema nenhum a sua vida, pois ela sabe que um dia vai morrer, então se for para ser naquela hora, ela vaia aceitar facilmente. Krista sabe que nem todos são que nem ela, que nem todos conseguem fazer as coisas por medo de morrer, por isto, se você for alguém muito especial para a garota, saiba que ela arriscaria a vida para te salvar. Não fica com medo de entrar em batalhas, ela na verdade é uma das primeiras a contra-atacar, mesmo sabendo que deveria se defender. Gosta bastante do fato de poder se arriscar, ela gosta de sentir adrenalina e principalmente do fato de estar com sua vida em risco, por algum motivo, isto a faz querer mais, ela diz que assim se sente viva. Óbvio, ela não é que nem os filhos de Ares que ficam sempre buscando por briga, na verdade ela apenas entra em uma se for chamada, pois senão nem vê graça naquilo, ela apenas fica bom curiosa com o que aconteceria se ela morresse, por isto para ela a menina vai ganhar de um jeito ou de outro a briga. Ela também não tem medo de falar o que pensa se já tiver uma opinião sobre a situação, se todos a odiarem ou amarem é um detalhe, ela está sendo franca e é isto que importa. Krista é como aqueles personagens de filmes de terror que vão no porão pra ver o que está causando um barulho, mas é óbvio que às vezes isso pode dar errado. Krista se sente na vontade de dizer para todos que está tudo bem, sempre se arriscando para que eles não sofram nada, ela é o tipo de pessoa que quer secretamente proteger seus amigos sem falar nada, então todos apenas pensam que ela é uma menina que quer se mostrar corajosa, o que é bem mais que isso.


ᑭᗩI OᒪIᙏᑭIᗩᑎO:

𝓗𝔞𝔡𝔢𝔰: O incrível Deus do Submundo ̶𝚎̶ ̶𝚘̶ ̶𝚌̶𝚊̶𝚛̶𝚒̶𝚗̶𝚑̶𝚊̶ ̶𝚛̶𝚎̶𝚓̶𝚎̶𝚒̶𝚝̶𝚊̶𝚍̶𝚘̶ ̶𝚍̶𝚊̶ ̶𝚌̶𝚎̶𝚒̶𝚊̶ ̶𝚍̶𝚎̶ ̶𝚗̶𝚊̶𝚝̶𝚊̶𝚕̶ ̶𝚕̶𝚊̶́ ̶𝚗̶𝚘̶ ̶𝙾̶𝚕̶𝚒̶𝚖̶𝚙̶𝚘 acabou descendo para a terra e teve um caso com uma humana. Não é difícil alguém duvidar de sua descendência divina, Krista possui as características normais dos filhos de Hades: Cabelos escuros, pele pálida e um belo semblante sombrio em seu rosto. A menina gostou bastante da idéia de seu pai ser o deus do mundo inferior, mas mesmo assim não gosta dele como pessoa, ela guarda muita mágoa dele.




[color=#330099] ᕼIᔕTÓᖇIᗩ [color]

Era uma bela tarde ensolarada em Varsóvia, uma mulher de curtos cabelos arroxeados andava para lá e para cá no café de pai, ela carregava consigo alguns croassaints de chocolate enquanto cantarolava baixo uma das músicas da época, seu nome era Akira Kowalski, a filha do dono de uma das lanchonetes mais deliciosas da cidade. Ela era conhecida por ser uma mulher completamente alegre e acolhedora, sempre dava conselhos e até mesmo ajudava os clientes com assuntos pessoais, digamos que quem queria desabafar era só procurar a mulher que ela logo iria lhe ajudar. Sendo uma mulher jovem, muitos rapazes se interessavam por ela e por sua beleza, lhe trazendo flores e presentes, mas ela sempre recusava e dizia que não estava pronta para ter outro relacionamento, já que o ultimo fora algo bem doloroso. Bom, naquele mesmo dia ela notou um rapaz que chegou praticamente acabado no local, apenas se direcionou à ultima mesa mal iluminada do lugar e se sentou como se fosse mandar qualquer um para o inferno caso atrapalhassem ele. Depois de uma bela briga com as outras funcionárias por não quererem atender o homem, Akira fora pessoalmente falar com ele esbanjando um belo sorriso, pois o lema do local era “Comida sempre acompanhada de um sorriso”, então Akira logo quis ir falar com o homem.

A mulher andou até o rapaz com um semblante sombrio e logo abriu um sorriso. – Olá, tudo bem com o senhor? – Akira gentilmente se dirigiu ao rapaz, que apenas desviou o olhar. – Ah, vamos. O que te deixou tão zangado? – Ela olhou para o homem, que mantinha uma expressão fria.

– Vai anotar meu pedido ou não? – Por fim o homem falou, o que aumentou um pouco a esperança de Akira de fazê-lo sorrir.

– Vou sim. Deixe-me adivinhar... Um café preto com adoçante, certo? – Ela pegou o bloco e sorriu amigavelmente para o homem, que agora fez uma expressão de surpresa.

– Como adivinhou? – Ele olhou para Akira com um pouco de curiosidade.

– Palpite. – Ela rebateu. – Mentira. É que é nosso tradicional, mesmo. – Ela riu. – Um croassait pra acompanhar? Ótimo. – Akira logo voltou com uma bandeja carregando o café e o croassait.

– Obrigado. – O homem encarou o lanche e deu alguns goles no café, suspirando. Ele achou que estava sozinho, até abrir os olhos de novo e ver a mulher já sentada em sua frente. – Você não tem que atender mais pessoas? – Os olhos acinzentados do homem tentaram, falhamente, fazer a arroxeada sair dali.

– Nah, elas vão se virar bem. Me diga, o que tanto te incomoda? – Akira se apoiou na mesa, entrelaçando as mãos e apoiando o queixo em cima delas. – Ah, verdade! Me chamo Akira Kowalski, e você?

– Hum... Benjamin. – O homem teve que pensar um pouco para conseguir um bom nome, Hades estaria muito na cara. Sim, o homem que adentrara na lanchonete não era mais nem menos do que o Deus do submundo, para falar a verdade ele estava bem cansado e buscou um lugar para relaxar, logo encontrando este café.

– Benjamin? Que nome diferente! De onde veio? – Akira sorriu gentilmente para “Bejamin”, que por algum motivo se sentiu bem em conversar com a arroxeada.

– Eu não deveria relevar minha vida para estranhos. – Hades tomou mais um gole do café, enquanto tentava esconder um pequeno sorriso.

– Não somos estranhos! Eu sou Akira e você Nicolas, pronto! – A mulher riu. – Eu só não sei sua idade...

– Vinte e três. – “Nicolas” limitou-se a dizer, apenas pensando no porquê na mulher vir falar com ele.

– Vinte! Pronto, nos conhecemos mais agora. – Akira sorriu, enquanto passava uma de suas mexas para trás da orelha. – Agora que somos amigos, me conte o que está acontecendo.

Fora uma conversa realmente muito boa, fazia tempo que hades não conversava com uma pessoa tão acolhedora como Akira, a mulher realmente falava, perguntava e opinava sobre os problemas dele, Hades até mesmo falou sobre o quanto não era tão querido pelos seus irmãos. Uma coisa curiosa fora que depois de uma longa conversa, Akira perguntou se ele voltaria lá e, mesmo que Hades tenha negado, ele acabou sim voltando alguns dias depois com a desculpa de apenas querer tomar um café. Eles permaneceram assim por um tempo e, mesmo que Akira tentasse eliminar isto de sua mente, a mulher realmente ficava esperando o misterioso Nicolas voltar ao café todos os dias, até preparava secretamente o café para o homem. Eles se tornaram amigos, era um fato de que os dois faziam bem um para o outro, tanto Akira ficando feliz por ter alguém com quem conversar e tanto Hades, que poderia desabafar quando quisesse com a mulher.
Eles começaram a ter alguns encontros, principalmente no parque da cidade, onde eles gostavam mesmo de ficar sentados em um banco enquanto observavam o lugar, para Hades, era extremamente bom ter um local para relaxar. Fora rápido o apego que Akira teve com o tal de Benjamin, ela simplesmente adorava ficar em sua companhia e, quando ele a chamou para o primeiro encontro, a mulher quase teve um infarto. Logo começaram um namoro, era tudo muito mágico para Akira, mas ela sempre desconfiava que “Benjamin”. Os dois obviamente tiveram relações mais profundas, trazendo em conseqüência a gravidez acidental de Akira. Era uma surpresa para os dois, e Hades sabia que não poderia ficar no mundo mortal com sua amada, porém disse a si mesmo que iria tentar visitar ela quantas vezes conseguisse. Hades contou então o que era para Akira, que achou primeiramente que ele estava bêbado, mas logo desabou em lágrimas por ter de ficar longe de Hades. Por fim, quando a menina nasceu, Hades teve de partir definitivamente para não por em risco a vida das duas, mas deixou como presente um coelinho de pelúcia para sua pequena e recém nascida filha, Krista.
A menina não cresceu sem um pai, muito pelo contrário! Logo que Hades partiu, levando metade do coração de Akira, a mulher encontrou um rapaz bem parecido com o antigo Benjamin. O homem, chamado Charles, era um recém morador da cidade, ele veio dos Estados Unidos em busca de uma vida melhor, carregando consigo seu filho de dois anos de idade, James. Os dois tinham uma história parecida, ambos tiveram que se separar do parceiro e se deram muito bem desde o início. Assim, antes de Krista completar um ano, ela já tinha meio que uma família formada. Ela cresceu com a verdade de seu pai ter a abandonado e, obviamente, sempre ficou muito brava, porém ela amava o coelinho. Digamos que ela e James sempre tiveram uma boa convivência, mas as vezes eles se davam bem mal.

– Isso aqui é um coelho deformado? – James segurava desajeitadamente Sr. Bunny, o coelinho de pelúcia, enquanto andava pelo quarto da menina.

– Me devolve isso! – Krista, de apenas cinco anos, já era um pouco fria. – Eu posso te matar.

– Duvido que você me mataria, eu sou seu irmão. – Ele riu, enquanto jogava o coelinho de volta pra Krista.

– Se você fizer isto mais uma vez, não segurarei minhas garras. – Ela apertou Sr. Bounny contra si, enquanto sentia um delicioso cheiro vindo do brinquedo.

Krista nunca ficou sozinha, ela tinha sim uma melhor amiga na escola, uma menina completamente diferente dela,

Familiares/Pessoas que fizeram parte da História

Mãe..
Akira Kowalski Johnson
Trinta e sete anos.
Garçonete.

Ela é dona de longos cabelos roxos, sempre muito bem arrumados e delicados, são tão lindos quanto a própria cor. Akira normalmente usa eles amarrados no trabalho, para deixá-la com uma postura mais bonita, mas na verdade ela gosta deles soltos. Seus olhos são arroxeados e quase da mesma cor que seus cabelos, eles são bem bonitos e expressam simpatia. Seu nariz é igualmente fino e empinado, é meio que uma característica marcante da família Kowalski
Irmão.


Padrasto.


Gosta

Música. – Apesar de sua playlist ser quase inteiramente de Rock, sua música preferia é Levan Pokka da Hatsune miku, a menina em si gosta bastante de vocaloid e tem uma playlist secreta.


Doces. – Akira não possui muito gosto para comida, mas realmente aprecia os doces por serem, obviamente, doces e açucarados.


Neve. – Realmente a menina fica encantada com o clima e com a neve, por isto sempre que vê neve ela gosta de silenciosamente fazer um boneco de neve.


Coelhos. – São seus animais preferidos. Ela acha fofo e muito bonitinhos, ela sempre quis ter um.


Ursinhos de pelúcia. – Ela simplesmente ama e tinha muitos deles no quarto, seu preferido era o Sr. Bunny, com coelho roxo extremamente fofinho.

Café. – Ela realmente gosta principalmente porque cresceu numa lanchonete. Seu preferido é o café com leite.

Frutas. – Ela gosta, são doces e saudáveis, por que não?

Ficar sozinha em seu quarto. – Sem olhares direcionados a si, sem pessoas ao seu redor, sem pressão social. Ela definitivamente ama lugares vazios e considera eles seus fortes.

Chuva. – Ela considera o som da chuva bem agradável e principalmente gosta do cheirinho de terra molhada.

Luvas. – nenhum motivo especial, ela apenas gosta de luvas.

Dormir. – Quem não gosta de dormir? Ela ama.

Animes. – Principalmente de romance, mas se você souber disto ela te mata.

Gatos. – São tão fofos que ela tem vontade de adotar mil.

Noites. – São escuras, frias e sombrias, ela simplesmente ama e se sente acolhida pelas sombras.

Desgosta

Abraços. – Ela fica desconfortável, não sabe se usa força ou se não se move, ela fica uma estátua quando a abraçam.

Conversas muito longas. – Parece que as palavras fogem de sua boca e ela fica extremamente nervosa.

Choros. – Ela odeia chorar e também ver as pessoas chorando.

Gritarias. – Apesar da menina às vezes se exaltar um pouco, um monte de gente gritando faz ela se sentir desconfortável.

Dançar. – Nunca, jamais! Ela nem sabe fazer isto.

Elogios. – “você está sendo sincero ou me zoando?”

Correr. – Ela se cansa fácil, não é algo que ela realmente aprecie.

Praia. – Pessoas, roupas curtas, calor. Tem algo pior que isto?

Tirar fotos. – Ela vira a cara, esconde o rosto ou qualquer outra coisa, mas não vai sair numa foto.

Padrões de beleza. – Krista se sente diariamente forçada a ser o que não quer, por isto odeia os padrões.

Curiosidade. – Ficar perguntando muita coisa deixa ela extremamente irritada, se ela não contou é porquê não quer que saibam.

Socializar. – Ela fica bem desconfortável perante à multidões.

Levar sustos. – Ela é aquele tipo de pessoa que ser leva um começa a xingar todo mundo.

Lobos. – Por algum motivo, eles dão medo em Krista.


Doença/ Vicíos
(Opcionais. Coloque apenas se quiser)

Hobbies

Desenhar. – É legal e ela consegue se distrair com isto.

Ler livros. – Ela lê sim, mas não gosta que saibam.

Tocar piano. – Como quase nunca encontra um, é bem raro.

Meditar. – Sim, Krista é muito boa em meditar e faz isto com freqüência.


Talentos

Força. – A menina fez aula de boxe e sabe muito bem se defender.

Agilidade. – Ela desvia de quase tudo, é muito difícil acertar um soco nela.

Silenciosa. – Como uma boa filha de Hades, Krista se movimenta sem problemas, não causando um ruído sequer.

Transporte pelas sombras. – Krista consegue se locomover pelas sombras, assim como os filhos de Hades. Digamos que é tipo um tele-transporte.

Piano. – A menina tem uma grande agilidade com as mãos, sabendo tocar clássicos como Mozart e Beethoven.

Desenho. – É uma grande artista também e sempre sonhou em fazer uma faculdade de artes.

Canto. – Não se encaixa muito com filhos de Hades, mas sua voz monótona, calma e doce é muito bonita.

Medos

Perder quem ama. – Sim, ela sabe que as pessoas morrem, mas lá no fundo ela tem medo disto.

Baratas. – A menina tem trauma disto, se ela ver uma voando é capaz de ela não entrar no local até que a barata seja morta e ela veja a barata morta.

Lobos. – Apesar de serem constantemente caracterizados como criaturas das sombras, Krista morre de medo de levar uma mordida.

Fogo. – Por mais que não tenha motivos, fogo em grande escala faz a menina ficar apavorada.

Fobias

Coulrofobia. – É um medo irracional de palhaços. Krista sempre acha que eles são maus e que querem matar as crianças.

Claustrofobia. – Krista tem pânico de lugares fechados. Ela começa a não conseguir respirar direito e pode até desmaiar.

Contreltofobia — medo de abuso sexual. A menina tem um grande pavor disto, tanto que é bem difícil dormir num quarto com outra pessoa.


Traumas


Segredos

Krista é uma pessoa fria, ela sabe disto. Constantemente a menina se sente totalmente pressionada pela sociedade e se sente na obrigação de ser boa em tudo, na verdade ela TAM muito medo de a odiarem pelos seus defeitos. Krista também tem uma enorme culpa de seu jeito “defeituoso”, ela simplesmente se sente frustrada por não conseguir ser tão legal com as pessoas e tem um grande arrependimento sobre tudo. Sempre que ela deita a cabeça no travesseiro, ela pensa: “Eu poderia ter feito mais coisas hoje”.


Música que a define

Piloto Automático. – Supercombo.



Eu devia sorrir mais
Abraçar meus pais
Viajar o mundo e socializar
Nunca reclamar
Só agradecer
Fácil de falar, difícil fazer

Quase toda vez que eu vou dormir
Não consigo relaxar
Até parece que meus travesseiros pesam
Uma tonelada

Eu devia sorrir mais
Abraçar meus pais
Viajar o mundo e socializar
Nunca reclamar
Só agradecer
Tudo o que vier eu fiz por merecer

Eu devia sorrir mais
Abraçar meus pais
Viajar o mundo e socializar
Nunca reclamar
Só agradecer
Fácil de falar, difícil fazer

Eu nunca fiz questão de existir
Não queria incomodar
Um dia eu acho um jeito de aparecer
E você notar



Música dela e do par
(Igualmente a de cima)

Par:

𝒮𝒽𝓊𝓊 𝒮𝒶𝓀𝒶𝓂𝒶𝓀𝒾


Relações

Com o par


(Detalhada e bem explicada. Lembrando que serão inimigas deles, não aliadas, afinal, eles trabalham para Cronos. Coloque como se apaixonou, porque, como reagem ao se encontrar... Enfim, caprichem. Lembrando que não queremos nada de água com Açúcar, eles são maldosos, mesmo que não sendo vampiros, e estão buscando vingança)

Com as outras semideusas
(Como reage com as demais, não precisando ser muito detalhada. Apenas lembrando, vocês são recrutadas a pouco tempo)

Com os outros: (Tire seu par da lista)
(Bom, não digo que pode ser algo de duas linhas, mas também não precisa ser gigante como a relação com o par. Apenas uma base já está bom :3)
Sakamaki Shuu
Sakamaki Reiji
Sakamaki Ayato
Sakamaki Kanato
Sakamaki Subaru

Mukami Ruki
Mukami Kou
Mukami Yuma
Mukami Azuza

Relação com o pai/mãe Olimpiano
(Variem. Mesmo que essa relação seja válida apenas para depois que você descobre ser uma semideusa, vocês podem nunca ter visto seu pai ou mãe divino, podem odiá-los, podem ter uma relação neutra, podem não saber da existência dele... Enfim, há vários tipos de relações para explorar. Favor colocarem os motivos de odiá-los ou amá-los)

Perguntas

O que faria se...

Descobrisse que é uma semideusa?
Descobrisse seus poderes?
Se visse coisas estranhas mesmo sem saber o quê? (Vulgo através da Névoa?)
Se sentisse apaixonada?
Se alguma semideusa tivesse uma rivalidade com você?
Descobrisse que poderia morrer nessa guerra?


Aceita que suas personagens estão em nossas mãos?

𝑀𝒶𝓈 𝑒́ 𝒸𝓁𝒶𝓇𝑜 𝓆𝓊𝑒 𝓈𝒾𝓂!


Sabem que se não comentar em três capítulos seguidos a personagem vai sumindo e não tendo mais atenção na fic, podendo até morrer?

𝒞𝓁𝒶𝓇𝑜, 𝑒 𝑒𝓃𝓉𝑒𝓃𝒹𝑜 𝓅𝑒𝓇𝒻𝑒𝒾𝓉𝒶𝓂𝑒𝓃𝓉𝑒! 𝒜𝒸𝑜𝓂𝓅𝒶𝓃𝒽𝒶𝓇𝑒𝒾 𝓅𝒶𝓇𝒶 𝓈𝑒𝓂𝓅𝓇𝑒, 𝓂𝑒𝓈𝓂𝑜 𝓈𝑒 𝑒𝓊 𝓃𝒶̃ 𝒻𝑜𝓇 𝒶𝒸𝑒𝒾𝓉𝒶!


Curiosidades sobre a personagem (Opcional)[/i]


Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...