~NyahCerejeira

NyahCerejeira
Nome: Bárbara Nestor Antunes
Status: Usuário
Sexo: Feminino
Localização: Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil
Aniversário: 29 de Agosto
Idade: 17
Cadastro:

Fanfic Strange Girls - Ficha


Postado

+Ficha+
- Nome e sobrenome: Sophia Kane (Australiana)

*Nome Verdadeiro: Izumi Sakurai (Fonte do poço de Cerejeira)

~Izumi – Fonte

~Sakurai – Poço de Cerejeira

-Apelidos:

~Sofy - Simboliza sua personalidade mais fofa e gentil, dificilmente demostrada.

~Cereja ou Cerejeira – Simboliza sua personalidade mais aparente, sexy e provocativa.

- Idade: 16 anos – 29/10/1999 – Escorpião

- Personalidade: Sexy, provocativa e irônica são as três palavras que mais descrevem Izumi, sempre a encontraram com um sorriso torto e um olhar penetrante. Adora tirar a mansão dos eixos com suas brincadeiras sacanas, principalmente os Sakamaki´s.
Muito inteligente e culta, resolve enigmas com facilidade e sempre age mais racionalmente do que sentimentalmente. Quando não está atrapalhando o sossego da mansão, normalmente está lendo ou treinando piano.
Quando posta a frente de assuntos graves, toma uma postura firme e séria, resolvendo o problema rapidamente e colocando todos os seus esforços naquilo.
É dificilmente demonstrada sua parte mais sensível e gentil. Ás vezes, quando está a sós com as meninas, ela deixa este lado transparecer, por ser íntima e se importar com as mesmas.

-Aparência: Cabelos curtos na altura do pescoço castanhos claros, olhos grandes, nariz fino e lábios carnudos e rosados. Possuí 1,62 de altura, pesando 48kg. Magra, com seios medianos e coxas torneadas e medianas.



-Gosta:
*Frio
*Sangue
*Ler
*Festas
*Provocar
*Tocar piano
*Noite
*Ar livre

-Não gosta:
*Calor
*Sol
*Silêncio
*Perder em algo

-Alguma mania?
*Morder os lábios quando quer provocar alguém.
*Arquear uma das sobrancelhas quando está sendo irônica.

-Medo, trauma ou fobia?
*Medo: Sol – Pois pode queima – lá e causar sua morte.
*Fobia: Claustrofobia – Fobia de se encontrar em lugares apertados/pequenos e fechados.

-Par: Sakamaki Ayato





-Relação com o par: Desde o princípio, Ayato era o mais divertido de se provocar, principalmente por sua personalidade dominadora e possessiva. Izumi passava horas se divertindo ás custas de seu protetor, pelo fato de sempre preferir ser a predadora do que a presa e isto também se aplicava com o mesmo, entretanto, Izumi normalmente saia vitoriosa, o que deixava Ayato extremamente nervoso e instigado a torna – la sua submissa e ele continuar a ser o dominador.
Ao passar do tempo, isto tornou – se um passatempo para os dois. Enquanto Izumi o provocava de um lado, Ayato dava – lhe o troco pelo outro. Isto acabou aproximando os dois consideravelmente.
Quando estão na presença de terceiros, normalmente pegam mais leve, somente trocando beijos hora ou outra, andando com as mãos unidas ou abraçados. Claro, sem deixar o passatempo dos dois de lado.
Se encontrando a sós, as coisas mudam de figura. Entre quatro paredes são super provocativos, sexy´s e selvagens, adorando testar novas maneiras de se divertirem mais juntos. Em um dos enormes corredores da mansão, provocam um ao outro, com o intuito de se divertirem mais tarde ou as vezes, naquela mesma hora.
*Bônus: Em vezes no relacionamento, Izumi se mostra mais romântica e carinhosa. Ayato adora esses momentos, pelo fato de ela se mostrar mais frágil e ingênua do que realmente é.

-Relação com os Sakamaki’s:

*Sakamaki Shuu – O segundo no ranking de “adoro provocar” de Izumi, depois de Ayato. Como o garoto é bastante quieto e prefere ficar escutando música, sempre é divertido de se tirar seu sossego. Embora ela o irrite com isto, ele sempre termina a brincadeira com um sorriso de canto.



*Sakamaki Kanato – Izumi não conversa muito com o garoto, pelo fato de ela conhecer aquele olhar vago que ele carrega e se identificar com ele. Ela imagina, que assim como ela, ele teve uma perda muito dolorosa em sua vida. Izumi tem medo de se aproximar do mesmo e sua perda voltar a assombra – la. Ao passar do tempo, querendo ou não, o passado retorna e ela se aproxima de Kanato.



*Sakamaki Reiji – Eles têm um ótimo relacionamento, pelo fato de Reiji adorar disciplina e Izumi ser totalmente educada nestes aspectos. Foi muito bem ensinada, principalmente pelo pai.



*Sakamaki Laito – Laito é, na opnião de Izumi, o melhor amigo que uma garota como ela poderia ter. Todos os assuntos possíveis, principalmente os pervertidos que são as especialidades de Laito, estão compartilhando. Ela o acha engraçado, talvez pelo fato de ser o único dos seis que têm uma maneira única de falar sobre as coisas, ou talvez, por ele ser o mais descontraído deles.



*Sakamaki Subaru – Izumi não o vê muito, afinal, ele quase nunca dá as caras quando existem muitas pessoas em um local. Quando conversam, é por que Izumi saí o procurando pela mansão, pois, na opnião da garota, ele é um ótimo conselheiro.



- Relação com Chris:

*Não a conhece muito bem, devido ao fato de ela a ter criado e depois deixado para seus pais de criação. No início não se aproxima da mulher e nem o tenta fazer, mesmo que confiasse nela – Devido á isso não hesitou em ir com ela, quando a mão dela foi – lhe estendida (Explicado em reação ao ver Chris pela primeira vez).
Ao passar dos dias, percebe como a mulher possuí semelhanças consigo, como a inteligência. Começa a admira – la a partir daí e tenta se aproximar da mesma.

- Relação com as garotas:

*Embora Izumi prefira provocar os garotos, ela se aproxima das meninas também as provocando – Claro que, de formas diferentes -.
Normalmente gentil e sincera com as garotas, ela as considera muito, devido ao fato de nunca ter tido amigas realmente próximas, principalmente sendo vampiras como ela.
Quando elas estão com algum problema, sempre tenta ajudar a resolver e mesmo que elas estejam erradas em algo, sempre fica ao lado das mesmas.

-História:

*Deixada na cidade de Gold Coast, na Australia, por Chris em 1999, foi criada na casa de Jessica Kane e Jonathan Kane, seus país adotivos.
Desde mais nova, sempre soube que era diferente. Não apreciava a comida humana – Embora a comesse obrigada -, não gostava de sair ao sol pois alegava sentir a pele queimar e sentia um enorme desconforto quando alguém se machucava e o sangue desta pessoa ficava a mostra.
Sempre possuiu uma ótima educação por parte dos pais e frequentou aulas de piano e literatura, além das tradicionais de colégio.
Quando estava com seis anos, experimentou pela primeira vez sangue humano. Estava participando de uma festa do pijama na casa de uma de suas amigas de fundamental, quando a anfitriã acabou escorregando enquanto corria nas escadas da casa e machucou os joelhos, ralando – os e os fazendo sangrar. Izumi se ofereceu para ajudar a cuidar dos ferimentos da amiga, uma parte por que estava preocupada, entretando, uma maior parte por que o cheiro daquele líquido vermelho estava a deixando maluca. Estavam no banheiro, quando Izumi se aproximou mais da pequena Rachel e suas presas apareceram, ela mordeu o pescoço da garota sem se importar. Depois daquele dia, ela foi vista como estranha e todas as amigas de infância que tinha, desapareceram.
A partir deste momento, Izumi passou a se alimentar de sangue humano. Primeiro, toda semana ela encontrava uma presa, depois, quando conseguiu controlar sua sede, ela passava três meses sem atacar alguém. Depois que se alimentava, sempre matava as vítimas e depois queimava os corpos.
Como era inteligente, antes de se alimentar de alguém, ela procurava sobre a vida da pessoa, para não deixar rastros para a polícia averiguar. Normalmente suas vítimas não tinham família local ou eram turistas.
Quando entrou na adolescência, as atividades turísticas diminuíram constantemente e isto fez com que Izumi mudasse seus planos para com suas vítimas. Agora, suas vítimas eram somente garotos, ao qual ela seduzia, bebia seu sangue e os deixava vivo, os ameaçando para não contar nada o que acontecia. Com medo, eles nunca falavam nada.
Aos 14 anos, se viu apaixonada platonicamente por um garoto novato que acabara de chegar ao colégio. Seu interesse nele, deveu – se ao fato de o moreno não ter muitos amigos e preferir ficar isolado das outras pessoas, assim como ela. O envolvimento se iniciou quando se esbarrarão na biblioteca e ela o provocou. Eles se envolveram a partir daí, e com o passar do tempo, Izumi se viu esquecer de se preocupar com a caça e aproveitar os momentos com Luke. No seu decimo quinto aniversário, Luke fez uma festa de aniversário surpresa para Izumi e neste dia ela perdeu sua virgindade com o mais velho. Entretanto, a sede de sangue se fez presente na manhã seguinte e como estava á muito tempo sem se alimentar ela o atacou. Luke ficou amedrontado, chamando – a de aberração. Nervosa, agiu por impulso e quebrou o pescoço do garoto.
Depois desde dia, ela escondeu essa tristeza por trás das provocações e brincadeiras, mas não se arrepende, gosta deste seu lado.
Aos 16 anos, deparou – se com Chris buscando – a em seu quarto em uma noite e a levando em direção a uma mansão.
*Bônus:
Jessica Kane – 42 anos – Advogada.
Sempre gentil, é uma mulher amorosa e determinada. Preparada para dar bons conselhos e ajudar Izumi no que precisar. Nunca acreditou que a filha adotada era um monstro como costumavam dizer.



Jonathan Kane – 45 anos – Arquiteto
Centrado no trabalho e na educação de Izumi, é super protetor com a filha adotiva.



Rachel Morgan – 06 anos - Estudante
Uma garota adorável, brincalhona e humilde.



>16 anos – Estudante
Mesquinha e irônica, mudou completamente desde que era criança. Adora menosprezar os mais fracos e ironizar sobre Izumi. Possui uma cicatriz no pescoço.



Luke Brington – 17 anos – Estudante
Calado e misterioso, não é um garoto de muitas explicações. Prefere ler um bom livro e por causa disso sempre está na biblioteca do colégio, onde conhece Izumi.



- Algum objeto especial?

*Não.

- Hentai e Ecchi?

*Sim.

- Perguntas?

~Está pensando em fazer alguma cena no estilo de troca de sangue entre os casais? Digo, uma determinada personagem toma o sangue do par, enquanto ele toma o dela. Acho super sexy! *aquela carinha*
>Se fizer, gostaria de ser a forma como minha personagem vai se declarar para o par dela.

-Algo mais?

*Não é mais virgem – Como explicado na história.

✬ Perguntas ✬
♡ Como a sua personagem irá reagir quando: ♡
❤ Descobrir que vai ser morta na lua de sangue:
*Izumi se sente traída e fica extremamente magoada (O que era algo impossível de se acontecer devido sua personalidade) com Ayato – Que sabia desde o início do sacrifício -. Raivosa, a garota arma uma maneira de fugir junto as meninas.

❤Que os Sakamaki’s são obrigados a protege-las, mesmo contra a vontade:
*Ela acha a ideia engraçada, tirando sarro da situação e os chamando de “Babas”. Izumi deixa claro depois, que não precisa da proteção deles, pois sabe se cuidar muito bem sozinha.

❤ Ver Chris pela primeira vez:
Aconteceu no final da aula noturna de seu colégio, Izumi se preparava para abrir a porta de seu simples carro, quando avistou do outro lado da rua uma mulher muito bem vestida e de cabelos longos azuis. Ela a encarava atentamente e Izumi passou a encara – la também. Dois minutos passados, um ónibus escolar passou pela rua e quando ele saiu de sua vista, Izumi não pode mais ver a mulher. Ela havia sumido!
Já em casa, como de costume, Izumi não ficou com sua suposta família na sala, alegando estar com dor de cabeça e subiu em direção ao seu quarto no fim do corredor do segundo andar.
Depois de tomar banho e se vestir para dormir, pegou algum de seus inúmeros livros na prateleira e passou a ler.
Uma brisa fria entrou pela janela aberta, arrepiando os pelos da nuca da garota, fazendo – a se encolher na cama. Decidiu por fechar a janela, olhando o jardim antes de concluir a ação.
Ao se voltar na direção da cama, seus olhos se depararam com a mesma mulher de antes sentada na cama.
Seu primeiro instinto foi impulsionar seu corpo para trás até que ele batesse nos vidros da janela. Se achou ridícula logo depois, odiava demostrar fraqueza.
A mulher se aproximou, esticando o braço pálido em sua direção, com a mão estendida.
- Está na hora! – Proferiu.
Izumi não soube explicar por que aceitara dar – lhe a mão tão rápido, sem ao menos indagar quem era ou o que queria. Ela simplesmente sentiu que poderia confiar.
Em algumas horas, se encontrava na presença de mais cinco garotas desconhecidas.

❤ Descobrir que está apaixonada?
Em 16 anos, Izumi nunca se apaixonou, somente se viu envolvida com um garoto, mas não era amor e sim uma paixão platônica. Normalmente, ela simplesmente seduzia os garotos, se aproveitava deles bebendo o sangue deles e os ameaçava para não dizer o que acabara de acontecer. Por isso, não previu de início o sentimento por Ayato.
Aos poucos foi percebendo que os pequenos gestos do rosado faziam – na ficar desconectada do mundo. As provocações de Ayato não lhe causavam somente uma sensação de divertimento, mais também provocava uma quentura em todo o seu corpo. As vezes, quando ele chegava na calada da noite na mansão, suas roupas manchadas de sangue e um sorriso vitorioso nos lábios, feliz por ter conseguido possuir e beber o sangue de belas garotas, uma enorme raiva subia – lhe a cabeça e ela se recolhia na mesma hora, um enorme ciúmes dentro de si.
Quando finalmente deu – se conta de que amava o garoto, não soube o que fazer. Ela queria que ele soubesse, mas não sabia como se declarava á alguém. Portanto, começou a jogar dicas para Ayato em suas provocações.

Assistindo: Supernatural - Season 3 - EP12
Bebendo: Water

Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...