Razão de ser


Postado

Escrevo. E pronto.
Escrevo porque preciso,
preciso porque estou tonto.
Ninguém tem nada com isso.
Escrevo porque amanhece,
E as estrelas lá no céu
Lembram letras no papel,
Quando o poema me anoitece.
A aranha tece teias.
O peixe beija e morde o que vê.
Eu escrevo apenas.
Tem que ter por quê?
— Paulo Leminski

Esse jornal era para ser uma declaração de hiatus. Fiquei muito chateada, pois, por causa de um backup corrompido, perdi mais de 100 de meus textos que escrevi de três anos para cá. Por um momento, estava decidida a parar tudo. Mas, eis que por alguma iluminação divina, percebi uma coisa (Talvez depois de muitas doses de café, drops de Paulo Leminski e músicas do The Doors). Eu escrevo, sabe? Escrevo e ponto. Escrevo porque gosto, escrevo porque amo. Escrevo por necessidade. Escrevo para matar meus demônios interiores. Nada vai me tirar isso. Nem mesmo um simples contratempo. Talvez eu demore para me recuperar, talvez saiam textos capengas, talvez, pela primeira vez, saia uma obra-prima, nunca se sabe. E então, vamos recomeçar(?). Continue...9, 8, 7. Play.

Escutando: Talkin' Hawkin' - Pink Floyd
Bebendo: Cappuccino

Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...