~crownx

crownx
/;lost.
Nome: [ valye ❀ || .*・。゚crazy .*・。゚|| nat™]
Status: Usuário
Sexo: Feminino
Localização: Brasilia, Distrito Federal, Brasil
Aniversário: Indisponivel
Idade: Indisponivel
Cadastro:

{/i volunteer as tribute}


Postado



❝We've 『g o t 』γөυηg вℓөөd can't destroy us
We [make] our o w n υcκ in this world
―Young Blood, Bea Miller

Nome completo―
「Lilith Young Morgan」
Lilith foi dado em homenagem a sua avó, que possuía o mesmo nome da garota.Tem origem no acadiano lilitu, que quer dizer “da noite”. O nome Young vem da família de seu pai e Morgan de sua mãe. A maioria a chama apenas de Lily.

Idade―
「18 anos • 17/06 • Gêmeos 」


História―
Lilith nasceu em um entardecer nublado de seu distrito. Era filha de uma família comum, simples trabalhadores do distrito. Não possuíam as maiores quantias de dinheiro, mas ao seu modo, eram felizes. Uma família unida e feliz. Mas nem tudo são rosas e uma reviravolta cruel mudou o destino de todos. Quando a jovem Lily tinha apenas 14 anos ela foi levada a sua primeira colheita. Não a de se negar: a garota estava nervosa, uma verdadeira pilha de nervos, mas seu irmão mais velho a prometeu que nada de errado aconteceria e a ingênua garotinha acreditou. Quando o primeiro nome foi chamado uma angustia tomou o coração da menina: seu irmão havia sido chamado. E ele foi levado, levado para longe de seus braços, pensamentos e de seu coração. Os dias passaram vagarosos e melancólicos, cercados de tristeza. De fato ninguém imaginou o que estava por vir.


Ninguém imaginou que o garoto de uma família simples seria capaz de ultrapassar todos os outros candidatos, os mais bem treinados e os mais astuciosos. Ninguém imaginou que o irmão de Lilith seria capaz de ganhar os jogos, mas ele ganhou, ganhou com glória e foi se tornando o queridinho da capital.Aquela família simples se tornou uma das mais ricas e influentes, com mais dinheiro que se é possível imaginar. Isso poderia ser algo bom, se o poder não tivesse subido a cabeça de todos em sua casa. O irmão da garota virou o queridinho da capital e se tornou uma pessoa capitalista, capaz de fazer tudo por dinheiro, assim como seu pai que agora não passava de um ser mesquinho sem coração. A mãe da garota se tornou uma senhora rica que não liga pra ninguém além de si mesma. Os corações bons que ali existiam viraram apenas uma lembrança afastada do que a família costumava ser.


E Lilith, que após ver o estrago que sua casa tinha se tornado, fechou seu coração, virou alguém mais introvertida, mais solitária. Ela se recusava a ser igual a eles, se recusava a mudar daquela forma. Além dela, quem não mudou mesmo foi sua irmã mais nova, que tornou-se a alegria dos dias de Lily. Sua irmãzinha, mesmo cercada de tragédia e tristeza, ainda é aquele raio de sol em meio ao sofrimento que se situa. A família da garota, que antes era unida, passou a brigar constantemente e se desentender com bastante facilidade, um verdadeiro caos. O irmão da jovem, por ter ganhado tal premio, se acha superior a tudo e insiste em treinar as irmãs, por mais que nenhuma delas tenha vontade. Lilith é obrigada a treinar com ele todos os dias, contra seu próprio querer. Após o caos que vive, Lily criou uma aversão aos jogos, tem pavor. Não deles em si, mas do que ele faz com as pessoas. Secretamente, a jovem odeia a capital mais que tudo que já odiou em sua vida.



Personalidade―
Ela é como a tragédia personificada, um pecado misterioso, escura e selvagem. Uma junção imperfeita das mais estranhas emoções. Ela é um paradoxo, uma contradição. Zero concreto, movida por emoção, desejos e ideias. O que antes era um belo e iluminado sorriso, se tornou algo mais obscuro e fechado que carrega consigo enormes desventuras vividas ao longo de sua vida. Ama estar rodeada de pessoas, porém tem forte tendência a solidão. Gosta de se sentir bem acompanhada e ter conversas amigáveis, mas costuma mergulhar-se em seu próprio ser e criar uma barreira da maioria das pessoas. Ela é a atriz e o mundo seu palco. Torna-se bem mais fácil encontrá-la sozinha em um canto do que com alguém. Lily é sintonizada em variações sensoriais, isto lhe confere a incrível capacidade de trabalhar com diferentes tonalidades de emoções, acontecimentos e cores. Essa singularidade observadora parece brotar naturalmente dentro dela, como uma capacidade inata. De alguma forma, seu modo de ser afasta os outros. Para alguns, ela é um anjo, para outros, um pesadelo.


Alegra-se a reinterpretar conexões, reinventar ideias, inovar. Gosta de fugir do senso comum e pensar diferente, ser diferente. Lily possui um inacreditável senso de espontaneidade, isso a faz ser imprevisível, até mesmo para as pessoas mais próximas. Gosta de drama, paixão e prazer, não pela emoção, e sim porque estimula sua mente lógica. Se pessoas fossem comparadas com fenômenos naturais, Lilith Morgan seria o furacão, até já tentou ser apenas uma brisa leve, mas calmarias não duram para sempre. Incrivelmente sarcástica, utiliza da ironia em quase tudo que diz, seja brincando ou na direta intenção de atacar alguém. Não é difícil vê-la soltando os comentários mais absurdos e afiados nas piores horas. Não sabe lidar com emoções e nunca consegue descrevê-las muito bem, bom ombro amigo, mas uma péssima conselheira. Se alguém a pedir um conselho em seu lugar ela vai dar algum comentário sarcástico sobre a situação. Então, não a peça para acalmar ninguém, Lily só vai fazer a pessoa se sentir pior. Poderosamente incorrigível e indomável, Lilith é dotada de um gênio forte e teimoso, caracterizados pelas suas ações impulsivas e seu espírito aventureiro.


A primeira palavra que descrevem Lily ao conhecê-la? Eufórica. Não se pode discordar, a jovem é de fato bastante. Não reprime qualquer tipo de emoções e as libera a todo minuto. Seja sorrindo, gritando ou chorando, simplesmente sente tudo que se deve sentir. Não possui papas na língua ou o mínimo bom senso do que se deve ser dito. Vive a vida de forma espontânea, livre. Seu maior desafio talvez seja planejar o futuro. Lilith não gosta de rótulos ou planejamentos, os odeia seria a forma certa de se referir. Costuma fazer tudo por impulso, no calor da emoção e no auge do improviso. Não segue padrões ou lê roteiros, simplesmente faz o que der na telha. E mesmo que aparente uma face de pessoa gentil e fácil de lidar, ela é tudo, menos serena. Na minha mera opinião de narradora, explosiva seria o adjetivo perfeito. Alguém ferozmente independente. Repudia todo e qualquer tipo de subordinação. Nunca deu-se muito bem em locais extremamente organizados, tendo frequentemente problemas na escola. Não se engane, tal fato não é ocasionado pela falta de inteligência da jovem e sim por sua incrível teimosia. Regras são feitas para serem quebradas, pelo menos é assim que a Lily pensa.


Ela não faz o estilo garota perfeita que a maioria das jovens de sua idade procura seguir. Pelo contrário, faz questão de se distinguir o máximo possível dessas pessoas. Se sua vida fosse comparada a de um filme adolescente, ela faria o papel de garota rebelde e solitária, que consegue irritar os populares pelo simples fato de existir. Não que ela faça o tipo rebelde sem causa, longe disso. Apenas não gosta de seguir os padrões impostos pela sociedade. Isso a faz ser julgada pela maioria, como uma garota atrevida e sem pudor, que só se preocupa com o próprio nariz. Mas não é isso, muito pelo contrário. Lilith é a clássica incompreendida, ela é apenas... Diferente, do jeito mais gracioso possível. Lily vive todos os dias como se fosse seu último. O que a leva a ser agitada, vingativa, teimosa. Sua energia é tanta que quase pode ser palpável. Vive o momento e mergulha-se na ação, é o centro da tempestade. Mas apesar de tudo, é caracterizada por um nível cruel de racionalidade, usando sua motivação, determinação e mente astuta para atingir o que eles deseja.


Ferozmente rebelde e indomável, caracteriza a si própria como uma insana de corpo e alma. Lily ama contrariar, perguntar, rebater. Debochada e levemente ácida, Lilith é simplesmente odiada pela maioria de seus supervisores. Ela não apenas gosta de causar confusões, ela é a confusão. Ama desafios, tanto mentais quanto físicos. Costuma entrar numa incessante batalha mental com seus adversários, e não para até cansá-los com suas respostas habilidosas. Odeia aceitar calada, não gosta de “sentar e esperar acontecer”. Não. Lilith prefere protagonizar, fazer por si própria, mesmo que para isso arrisque a sua vida. Por que é assim que ela merece ser vivida. É o quente e o frio, o doce e o amargo, a luz e as trevas. Não é do tipo que se é possível descrever com um punhado de palavras soltas ao vento e sem conexão. Se de fato existe uma palavra no dicionário que a defina, esta é bastante complexa.



Uma palavra que te defina―
「Indomável • Aventureira • Distinta • Impulsiva 」


Aparência―
A jovem Lilith Morgan por toda a sua vida foi dotada de grande beleza. Uma verdadeira obra prima, muitos diriam. E mesmo que ela não acredite nisso, é capaz de chamar atenção por onde passa. Seus olhos levemente esverdeados, exalam consigo um grande poder de encantamento, uma vez encarando-o, se torna impossível não encantar-se. O olhar da garota exibe uma insanidade incomparável, lembra a muitos o movimento das ondas agitadas do mar contra as rochas. As madeixas encaracoladas de Lilith, encontram-se em um corte repicado e belo que cai perfeitamente sobre o centro de suas costas, tal corte costuma dar um pouco mais de volume a seus fios. A pele da garota é cor de marfim, com algumas sardas espalhadas na região de seu nariz. Uma das coisas que mais chamam atenção em sua aparência é sem dúvida as suas sobrancelhas arqueadas e expressivas, além de seus lábios naturalmente rosados e carnudos. A jovem é de fato bela e esbelta, uma verdadeira obra prima feita pela mãe natureza.





[danielle campbell]

Medos―
Acrofobia • Medo de altura
Medo de mudar por causa da capital
Medo de lobos
Medo de perder sua escênssia

Habilidades + Três pontos fortes―
Sem dúvida alguma, as maiores habilidades de Lily estão em meio ao manusear de armas, fora treinada para saber tais coisas e conhece cada um de seus truques. Lilith sabe atirar como ninguém, sempre foi exelente no quesito atirar, possuindo uma mira quase que perfeita. Sabe manusear armas e facas com perfeição. Pois sempre foi obrigada a treinar com tais objetos. É ótima em luta corpo a corpo, não por ter força fisíca e sim por ser ágil e rápida, além de boa estrtegista. Dotada de uma grande inteligência, sabe montar planos com perfeição e como ela sempre diz: "cérebro ganha de músculos".Com uma grande intuição, não costuma se deixar enganar e facilmente descobre mentirosos. É quase impossivél enganá-la.



Três pontos fracos―
Não é dotada de muita força, fez exercícios durante uma vida, mas nunca conseguiu superar-se nesse quesito, se atrapalhando em alguns casos. Com o tempo aprendeu a contornar tais situações usando sua inteligência, mas de qualquer forma isso nunca deixou de ser um problema. Não é boa em fazer amigos, sabe cativar as pessoas, mas nada muito além disso, sempre fora meio isolada. Ela não sabe manusear um tridente corretamente.


Distrito―
Distrito 4

Como era sua vida no seu distrito?―
Antes do irmão ganhar a seleção, era uma vida simples e calma. Porém repleta de amor e harmonia. Mas depois da capital fazer sua "mágica", tudo se tornou um caos. Os dias eram tensos e Lili procurava se afastar o máximo possível de sua casa. Normalmente passava o dia caminhando nas ruas ou observando os céus, só voltava a residência quando anoitecia. Dessa forma quase que acostumou-se com a solidão.



Símbolo do seu distrito―
「Uma raposa」


( ) Voluntário
(×) sorteado

Roupa para apresentação dos distritos―



Estratégia na arena―
Ela não faz o tipo que quer matar tudo e todos. Ela apenas deseja sobreviver e não tornar-se mais uma das maquinas de matar da capital. Dessa forma ela irá procurar aliados, os confiáveis, mesmo que fracos, afinal Lily não deseja acabar com uma faca em suas costas. Se não arranjar ninguém ou não achar ninguém que ela confie ou tenha chance de fazer parceria, ela irá trabalhar por si só. Sempre fora uma loba solitária de qualquer maneira. Não vai hesitar na hora de matar alguém, mas esse não é o seu objetivo. Lilith saberá quem ela pode ou não enfrentar. Procurará manter sempre uma arma perto dela e nunca abaixar a guarda, essa é a principal regra para sua estratégia de sobrevivência. Vai procurar um lugar afastado e seguro. Mas se ela morrer, prefere morrer como verdadeiramente é.



Principal equipamento/arma―
「Seu inseparável arco e flecha」

Qual é o seu lado―
(×) Rebelde ( ) Neutro ( ) Capital


Esta ciente que seu personagem também será meu e ele pode morrer a qualquer momento desta fanfic―
(×) Sim



Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...