~crownx

crownx
*;?babe
Nome: [ ❀ natália ❀ || .*・。゚crazy .*・。゚|| nat™ ]
Status: Usuário
Sexo: Feminino
Localização: Brasilia, Distrito Federal, Brasil
Aniversário: 18 de Dezembro
Idade: 4
Cadastro:

/one}}


Postado


More than just survival
{{T h i s}} is『myrevival

・゚✧*:・゚ Nome: ・゚✧*:・゚
Rosemary Jean Beaumont
Rosemary é um nome de origem inglesa que significa: “orvalho do mar”, “alecrim”.
O nome Jean vem da família de sua mãe e Beaumont de seu pai.

・゚✧*:・゚ Apelido: ・゚✧*:・゚
Rose & Mary

・゚✧*:・゚ Idade: ・゚✧*:・゚
19 anos | 07.11 | Escorpião

・゚✧*:・゚Aparência: ・゚✧*:・゚
A jovem Rose Beaumont por toda a sua vida foi dotada de grande beleza. Uma verdadeira obra prima, muitos diriam. E mesmo que ela não acredite nisso, é capaz de chamar atenção por onde passa. Seus belos olhos castanhos exalam consigo um enorme poder de encantamento, uma vez encarando-os, é impossível não encantar-se. Seu olhar é insano, envolvente, belo. Lembra a muitos o agitar das folhas amareladas no outono, ou até mesmo a aconchegante brisa que paira sobre as casas num inverno. Suas madeixas castanhas possuem ondulações sinuosas que caem perfeitamente sobre o centro de suas costas, encontram-se num corte repicado, que costuma dar-lhe um pouco mais de volume a seus fios. O rosto de Mary é arredondado, quase que em um formato de coração, dando ainda mais destaque a seus chamativos lábios carnudos e rosados. A jovem costuma fugir do típico padrão de beleza e tal acontecimento só serve para fazer com que Rose pareça ainda mais misteriosa e cativante, sua beleza foi sem dúvida um grande presente da mãe natureza.







・゚✧*:・゚Nacionalidade: ・゚✧*:・゚
Britânica | Liverpool

・゚✧*:・゚ Casta ・゚✧*:・゚
Casta 6 | Ajudante da biblioteca & Estudante de Biologia

・゚✧*:・゚ Personalidade ・゚✧*:・゚
A tragédia personificada. Um imã para problemas. Um mistério a ser desvendado. Essa é Rosemary, uma garota originalmente doce e amável, que foi corrompida pelo mundo grande e cruel a sua volta e tornou-se uma verdadeira confusão. Uma confusão de emoções, sentimentos e atitudes. Ela não é uma vilã, mas também esta longe de ser considerada a mocinha em perigo. Rose é o quente e o frio, o doce e o amargo, a luz e as trevas. Ela é como um filme trágico que parece nunca ter fim, aquele filme que por mais que você queira que acabe, sabe que sentirá sua falta. É uma tragédia agridoce.


Dotada de uma bela imaginação, Mary é inovadora e prática, quase sempre consegue sair das situações mais embaraçosas graças a sua criatividade. Enquanto a maioria prefere focar-se em pequenas ideias pré-formuladas, seguindo ao senso comum, ela se arrisca, tenta algo inimaginável por muitos e faz suas ideias funcionarem. Possui uma inteligência fora do comum. Rose sabe tudo sobre todos, lendo e estudando os mais diversos livros e seres. Ao contrário da maioria, que busca o conhecimento para alcançar algum objetivo em especial ou algum propósito mais profundo, a jovem estuda apenas porquê acha divertido. Sua sede por conhecimento é insaciável e está sempre procurando por mais e mais sabedoria, por isso, costumam apelidá-la de “rato de biblioteca”.


Uma palavra perfeita para defini-la seria indiferente. Não é de se importar muito com os outros ou com o que pensam dela, a não ser que sejam enormemente importantes. Mas normalmente, costuma preocupar-se apenas com o próprio nariz e o resto que se dane. Seu maior defeito é sem duvida o seu incrível e inabalável orgulho, nunca admite estar errada por mais que tenha consciência disso. É raríssimo vê-la pedindo perdão a alguém e quando o faz, é por que ultrapassou todo e qualquer limite possível, mas ainda assim o seu perdão é de mau gosto, sem a mínima vontade. Amedrontá-la é uma tarefa quase vã. E por mais que algo seja capaz de atiçar a curiosidade e um possível medo de Rosemary Beaumont, não espere que saia de cena, pois é justamente aí que a garota decide ficar.


Dona de uma grande intuição, costuma ler a entrelinhas de forma curiosa e enérgica. Recusa-se a ver a vida do jeito comum e simples de sempre, prefere observá-la como se fosse uma espécie de quebra-cabeça, onde está tudo conectado. Procura um significado profundo e emocional em quase tudo, tornando-a meio filosófica. A sua energia é tanta que chega a ser palpável, o que a torna de fato impulsiva e indomável. Um verdadeiro espírito livre, a mera ideia de ser controlada já a assusta. Não espera ou ao menos considera suas próprias ações, faz tudo por impulso. Rose recusa-se a esperar ou deixar que toda a sua energia morra, ao invés disso, vive a vida intensamente e da forma mais graciosa possível.


Dona de um imensurável sarcasmo, fala as coisas mais absurdas nas piores horas. Usando a ironia em quase tudo que diz, seja brincando ou na direta intenção de atacar alguém com suas palavras. E as palavras, são sem dúvida alguma a sua maior arma. Costuma soltar os comentários mais desagradáveis nas piores horas, alguns chegam a considerá-la ácida, mas não é isso. Rosemary é apenas debochada, o tipo de garota que brinca com as coisas mais sérias da vida apenas para deixá-la mais leve. Não sabe como planejar ou cumprir prazos, assim como não consegue conviver e obedecer a mais singela ordem. Vive a vida sem rótulos, sem planejamento, ela apenas segue a sua intuição. Ela não é uma má pessoa, má seria um exagero, é apenas... Teimosa. Poderosamente incorrigível e indomável, é dona de uma personalidade única e própria. Definindo-a em uma palavra; imprevisível.



・゚✧*:・゚História: ・゚✧*:・゚
Sua história começa quando Lynda Beaumont, uma simples garçonete da província de Carolina, é mandada por seu chefe para que busque uma encomenda de joias para sua esposa. Ao chegar ao local Lynda conhece David, um simples ajudante do joalheiro. E o que deveria ser apenas uma entrega comum, acabou virando algo muito além disso, pois logo os dois começaram a conversar e se encontrar diversas vezes, até que o esperado aconteceu: Eles se apaixonaram. Foi uma bela história de amor, nada digno de um livro romântico, mas foi algo verdadeiro e intenso. Tanto que alguns meses depois deles começarem a namorar, Lynda descobriu que estava grávida de sua primeira filha: Rosemary, o casamento foi às pressas, meio desorganizado e semanas depois os dois já moravam juntos. Foi algo rápido e até certo ponto equivocado.


Eles tinham uma vida relativamente boa. Eram felizes e possuíam o suficiente para alimentar toda a família, porém quando o pai de Rose morreu durante um ataque rebelde e ela e a mãe foram abandonadas a própria sorte, com uma irmãzinha a caminho, tudo começou a desandar. Foi como uma avalanche de acontecimentos ruins e quem mais sofreu com tudo isso foi jovem de apenas quinze anos. Sua mãe foi demitida, a irmã de apenas quatro anos teve uma grave doença e mal se tinha comida na mesa. Lyan ainda debilitada devido à gravidez complicada, pouco podia ajudar a filha e então o peso caiu por inteiro nas costas de Mary, que com apenas dezesseis anos começou a procurar emprego e abandonou a faculdade de biologia. A procura por trabalho foi em vão e tudo que a garota conseguiu foi um péssimo emprego numa livraria velha, cujo salário era tão baixo que mal se dava para comprar algum alimento.


Foi então que uma oportunidade de ouro surgiu: Em meio a uma distração de um cliente da livraria, ele deixou que seu relógio caísse no chão. Mary iria devolver, ela queria devolver, mas aquele pequeno objeto poderia pagar uma bela refeição para sua pobre família, então levada pelo instinto, ela roubou-o. Dessa forma a garota inconscientemente acabou proclamando o seu próprio futuro, tornando-se uma batedora de carteira. Desde então, além do emprego medíocre na livraria, Rosemary rouba as mais diversas pessoas, se infiltra em meio à multidão e em questão de segundos, já esta com os bolsos cheios de itens. Ela não se orgulha de seu feito, mas reconhece que isso é uma das poucas coisas que mantem a sua família viva, pois sua irmã é pequena demais para realizar algo do tipo e sua mãe, nunca mais conseguiu arrumar um emprego descente.


Apesar de todas as dificuldades, as três se amam e sempre apoiam uma à outra em qualquer situação. Rose não tem a vida perfeita, nem perto disso, afinal o futuro é uma caixinha de surpresas e ele realmente foi muito cruel com a jovem Rosemary Jean Beaumont. No tempo livre a jovem tira parte do seu tempo para estudar para a faculdade de biologia.



・゚✧*:・゚ Família: ・゚✧*:・゚
Lynda Beaumont | 39 anos | Desempregada | Mãe | Casta 6
Rose é basicamente a copia de sua mãe, tanto na aparência, quanto na personalidade, cada traço e marca que a garota possui, certamente pertence a sua mãe. Assim com a filha, Lynda é insana e um espírito livre, tanto que sempre forneceu essa liberdade à garota, o único capaz de impor rédeas, era o seu pai. Lynda é como Mary, incontrolável e imprevisível, possui uma opinião formada sobre tudo e a qualquer momento, pode fazer algo totalmente inesperado. Mas depois a morte do marido, a mulher se tornou alguém mais fechada em relação aos sentimentos e rígida, colocando mais limites para filhas, apesar das brigas, Rosemary é totalmente apegada a mãe e não conseguiria viver um segundo sem ela.



Jane Beaumont | 12 anos | Irmã | Casta 6 | Estudante
É uma criança como qualquer outra, sonhadora, divertida e risonha. Embora não acredite em contos de fada, pois desde bebê caiu de paraquedas na enorme mentira cruel que é o mundo real, apesar disso, nunca perdeu a inocência ou a felicidade, vive contando piadas bobas e infantis, fazendo palhaçadas e animando o dia de toda a sua família, Jane é uma das companhias preferidas da irmã e é o seu completo xodó. Jane nunca conheceu o pai, pois ele morreu antes do seu nascimento, apesar disso, é muito parecida com ele, em todo e qualquer aspecto. Rosemary embora tenha parado os estudos, insiste que a irmã os continue.



David Beaumont | Pai | Falecido
Era um homem sonhador e encantador, acreditava com todas as suas forças em um mundo melhor e mais feliz e para ele, ninguém era totalmente ruim. Ninguém nunca entendeu ao certo como Lynda e David conseguiram se apaixonar, afinal são totalmente diferentes, ela é focada, ele aéreo, ela é um espirito livre, ele impõe limites, ela não acredita nas pessoas, ele confia demais nelas. Mas é como dizem, os opostos se atraem. David era uma das pessoas mais carinhosas do mundo com sua família e sempre se esforçou para dar a elas tudo do bom e do melhor, nunca desistindo de lutar por seus sonhos e incentivá-las a fazer o mesmo, era alguém que gostava de sonhar acordado.



・゚✧*:・゚ Manias | Fobias | Medos | Traumas ・゚✧*:・゚
Claustrofobia | Fobia de lugares apertados
Medo de perder alguém que ama & de se apaixonar

・゚✧*:・゚Qualidades e Defeitos ・゚✧*:・゚
Qualidades
Inovadora
Inteligente
Destemida
Determinada
Forte
Criativa
Sagaz

Defeitos
Sarcástica
Teimosa
Orgulhosa
Debochada
Briguenta
Indiferente

・゚✧*:・゚ Gostos e Desgostos ・゚✧*:・゚
Gostos
É apaixonada pela literatura. Porém nenhum dos livros que já leu pertenciam a ela de fato. Todos eram da livraria que a garota trabalha, Rose tem o costume de pegar alguns dos livros por lá presente e lê-lo em seu tempo livre, dessa forma já leu quase toda a loja. Portanto possui um vasto conhecimento do mundo ao seu redor e sempre tem uma opinião sobre tudo, seus gêneros preferidos são ficção cientifica e romance. Adora filmes antigos com todas as suas forças, ao contrário da maioria, Mary acredita que o cinema de hoje perdeu a sua essência verdadeira e por isso, seus filmes favoritos são os clássicos inesquecíveis. Apesar disso, ainda costuma abrir raras exceções para adicionar filmes recentes a sua lista de favoritos. Uma amante da astrologia e das estrelas, conhece cada uma das constelações. Ama o inverno e a neve que cai sobre as enormes árvores próximo a sua casa, adora a sensação de um dia frio. É apaixonada por fotografia e pela música. Vive com uma câmera debaixo do braço, fotografando a tudo que acha interessante.



Desgostos
Odeia o calor, prefere mil vezes um dia frio e não suporta a sensação do suor escorrendo por sua testa enquanto ela tenta procurar algum lugar com uma temperatura no mínimo agradável. Não gosta de pessoas capitalistas ou arrogantes, para ela a coisa que devemos manter em primeiro lugar é a humildade de saber que ninguém é melhor do que outra pessoa. Não suporta ser julgada ou comparada com outras pessoas. Rose sabe sobre seus erros e defeitos, sabe o que está errado nela e por mais que odeie isso, não pode fazer nada para mudá-los, dessa forma, acha que não precisa que ninguém aponte as piores coisas dela apenas para fazê-la com que se sinta inferior. Não gosta de comidas salgadas, da mesma forma como odeia cozinhar. Rosemary prefere mil vezes uma comida doce a algo cheio de sal. Sendo assim uma completa viciada em guloseimas, mas apesar disso, não consegue nem mesmo encostar próximo de um fogão ou fazer algo descente para comer. E por mais que não admita, isso a deixa furiosa, dessa forma acabou criando uma aversão a cozinhar.



・゚✧*:・゚ Hobbies ・゚✧*:・゚
Ama desenhar e possui um pequeno caderno que ela usa com essa finalidade, nele ela desenha as coisas mais estranhas e variadas que se possa imaginar. Outro dos seus hobbies é escrever, principalmente pequenos poemas aleatórios, que ela guarda junto a seus desenhos. Normalmente escreve sobre coisas que a fascinam, como as estrelas, personagens de livros e até mesmo sobre algumas pessoas que são importantes para ela, inclusive já escreveu um poema para seu pai quando ele morreu. Apesar de escrever bem, não deixa que ninguém olhe ou no mínimo toque nos seus desenhos os poemas, pois morre de vergonha deles.



・゚✧*:・゚Talento ・゚✧*:・゚
Rose não é o tipo de garota cheia de talentos, ao menos que roubar carteiras possa ser considerado um. Porém é uma ótima escritora e, além disso, sabe tocar piano. Aprendeu a tocá-lo graças ao seu pai, que ensinou-a quando ela tinha 13 anos, num piano velho da casa. Quando David morreu, para pagar as contas, a família vendeu o piano e há muito tempo Mary não toca algum instrumento do tipo.

・゚✧*:・゚Príncipe, Coroa? ・゚✧*:・゚
Príncipe, mas a coroa vem de brinde :P

・゚✧*:・゚Príncipe escolhido ・゚✧*:・゚
Theo

・゚✧*:・゚ Relação com: ・゚✧*:・゚
∴ Rei Darwin:
Rosemary simplesmente “não vai com a cara” de Darwin. Talvez, pelas necessidades que a jovem já passou, ela tenha adquirido uma espécie de aversão a família real, pelo fato de serem todos tão ricos e a sua vista “esnobes”. Rose considera-o um tirano, acha que ele não se preocupa com o seu povo. Não gosta dele e muito menos o teme, porém reconhece que a sua frente, seria melhor controlar um pouco a língua afiada.

∴ Rainha Eleanor:
Mary a considera uma pessoa bem melhor que seu marido. Embora não seja sua maior fã, pode-se afirmar que Rose a respeita. Acha que Eleanor é uma boa pessoa, mas nada muito além disso.

∴ Príncipe Caleb:
Rose acredita que Caleb não passa de mais outro rico esnobe. Acha-o mimado demais e mesmo que tenham a mesma idade, considera-se anos a frente dele no quesito maturidade.

∴ Príncipe Nicholas:
De longe, a pessoa da família real que Rose mais gosta. Ela acha-o divertido e basicamente, que ele foge dos padrões comuns e simples da realeza. Tal fato faz com que Rose tenha alguma consideração pelo rapaz.

∴ Príncipe Theodore:
Rose não o odeia, mas também não é fã. Basicamente, Theo encontra-se numa área neutra. Rose admira sua atenção para com as pessoas, mas as vezes acha que ele deveria ser mais livre.

∴ Guardas:
De toda a forma, Mary irá apenas respeitá-los e esperar que a respeitem.

∴ Outras candidatas:
Vai tratá-los da forma como for tratada. Se forem legais com ela, Rose será legal com eles. Mas se forem maldosos, a jovem vai fazer questão de retribuir o favor da melhor maneira possível. Rose não é o tipo de garota que costuma fazer amizades, mas se ela realmente se der bem com alguma selecionada elas podem realmente se tornar grandes amigas.

∴ Jornalistas:
Rosemary nunca lidou com os holofotes. Nunca sequer assistiu muito a tv, já que possuía coisas mais importantes a ser feitas. Logo, ficará meio atrapalhada ao lidar com os jornalistas. Não vai saber ao certo o que falar ou até onde pode revelar sobre todos. Com o passar do tempo, aprenderá como agir na frente das câmeras.

・゚✧*:・゚ Criadas ・゚✧*:・゚
Jessica O’Hale | 20 anos | Alycia Debnam | Desenha as roupas, cuida do visual
Divertida, sarcástica e otimista. É a irmã mais nova da família O’Hale. Foi trazida ao palácio junto da irmã, pois os pais não tinham condições de sustentá-las. Ela tem uma boa relação com Rose, já que a jovem costuma fazê-la rir, as duas vivem conversando sobre qualquer assunto e Jessica é sua melhor amiga dentro do castelo. Jess, como prefere ser chamada é um verdadeiro talento na arte de desenhar roupas, fazendo os mais lindos vestidos.



Lilian O’Hale | 29 anos | Anne Hathaway | Cabeleira, cuida dos horários
Orgulhosa, focada e destemida. Irmã mais velha de Jess, que é basicamente o xodó da mulher, faria de tudo por sua irmã. Sua relação com Rosemary é aceitável, não costuma ser tão boa quanto a de Jessica e Rose, mas as duas se gostam. Lilian é temperamental e costuma irritar-se facilmente com as opiniões e piadas de Mary. Apesar disso, gosta da garota e por mais que não admita, torce por ela.



・゚✧*:・゚ O que acha da Seleção? ・゚✧*:・゚
Acredita que é como a politica do pão e circo de Roma. A realeza dá a população uma espécie de diversão e entretenimento, para que esqueçam seus reais problemas e não se rebelem. Acredita também que é apenas mais uma cerimonia onde garotas sonhadoras acabam de corações partidos, pois apenas a mais rica tem a real chance de ganhar.


・゚✧*:・゚ Duas músicas que definem a relação com o par ・゚✧*:・゚
Talk Me Down | Troye Sivan
Rock Bottom | Hailee Steinfeld

・゚✧*:・゚ Objeto especial? ・゚✧*:・゚
Um colar que pertencia a seu pai e sua deu a Rosemary para que não sentisse tanta falta da família durante a sua estadia no castelo. Afirmando assim, que tal objeto as ligaria.


・゚✧*:・゚Roupas ・゚✧*:・゚
∴ Primeiro dia no castelo (1)


∴ Dia a dia no castelo (3-7)








∴ Jornal (2)



∴ Encontros com o príncipe (4)





∴ Bailes (4-6)







∴ Pijama (1-2)


∴ Festa a fantasia (2-3)



∴ Roupa de banho (3)




・゚✧*:・゚Algo a mais? ・゚✧*:・゚
Nop.



Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...