~crownx

crownx
*;?babe
Nome: [ ❀ natália ❀ || .*・。゚crazy .*・。゚|| nat™ ]
Status: Usuário
Sexo: Feminino
Localização: Brasilia, Distrito Federal, Brasil
Aniversário: 18 de Dezembro
Idade: 4
Cadastro:

{/we are together}


Postado


•*´¨`*•.¸¸.•*𝓘 𝓵𝓲𝓿𝒆 𝓶𝔂 𝓭𝓪𝔂 𝓪𝓼 𝓲𝒇 𝓲𝓽 𝔀𝓪𝓼 𝓽𝓱𝒆 𝓵𝓪𝓼𝓽
ℒ𝓲𝓿𝒆 𝓶𝔂 𝓭𝓪𝔂 𝓪𝓼 𝓲𝒇 𝓽𝓱𝒆𝓻𝒆 𝔀𝓪𝓼 𝓷𝓸 𝓹𝓪𝓼𝓽¨`*•.¸¸.•*´¨`*•


ᕮᑌ ᗩᗰO ᑭᑌᗪᕮᗩᑎ
𝙽𝙾𝙼𝙴 𝙲𝙾𝙼𝙿𝙻𝙴𝚃𝙾
𝔐𝔞𝔯𝔦𝔩𝑦𝔫 𝔜𝔬𝔲𝔫𝔤 𝔐𝔬𝔯𝔤𝔞𝔫 O nome Marilyn é de origem francesa e significa ❝estrela da manhã❞. Foi dado em homenagem a sua avó, que possuía o mesmo nome da garota. O nome Young vem da família de seu pai e Morgan de sua mãe. Por algum motivo, ela nunca gostou muito de Marilyn e prefere ser chamada de Mary, também costumam chamá-la de Lyn, mas a jovem não gosta muito do apelido.


𝙸𝙳𝙰𝙳𝙴 𝙴 𝙳𝙰𝚃𝙰
𝟷𝟼 𝔞𝔫𝔬𝔰 • 𝟷𝟾.𝟶𝟼 • 𝔊𝔢𝔪𝔢̂𝔬𝔰 Seu signo é gêmeos, com ascendência em leão. Isso quer dizer que Marilyn nasceu no momento em que o signo solar de Gêmeos se combinava com o ascendente em Leão. Qualidade que sugere uma natureza altamente extrovertida, que busca congregar as pessoas e funciona como uma espécie de espirito livre.


𝙿𝙰𝙸́𝚂
𝓘𝔫𝔤𝔩𝔞𝔱𝔢𝔯𝔯𝔞 Nasceu na cidade de Liverpool, na Inglaterra. Porém graças ao trabalho de sus pais vive frequentemente mudando de cidade ou de país. Seu pai nasceu na França e sua mãe nos Estados Unidos, o que a torna meio francesa e americana também.


𝙷𝙸𝚂𝚃𝙾́𝚁𝙸𝙰 𝙳𝙰 𝙿𝙴𝚁𝚂𝙾𝙽𝙰𝙶𝙴𝙼
𝔄𝔫𝔱𝔢𝔰 𝔪𝔢𝔰𝔪𝔬 𝔡𝔢 𝔰𝔢𝔲 𝔫𝔞𝔰𝔠𝔦𝔪𝔢𝔫𝔱𝔬 Mesmo antes de nascer, a jovem Marilyn Morgan já tinha sua vida toda planejada. Filha de dois ricos cirurgiões que eram donos de um dos maiores hospitais do país, a garotinha nunca teve muita ❝possibilidade de escolha❞. Os pais já tinham tudo planejado, como primeira e única filha do casal estudaria sempre nas melhores escolas, se formaria na mesma profissão deles e herdaria todo o hospital, administrando-o como ninguém, depois se casaria com alguém tão rico quanto ela e o ciclo da implacável família Morgan continuaria. Porém ninguém imaginava que a jovem herdeira nasceria tão diferente daqueles padrões estúpidos.


𝔇𝔬𝔰 𝔰𝔢𝔲𝔰 𝟷 𝔞 𝟷𝟸 𝔞𝔫𝔬𝔰 — 𝔄 𝔰𝔬𝔩𝔦𝔱𝔞́𝔯𝔦𝔞 𝔳𝔦𝔡𝔞 𝔡𝔢 𝔐𝔞𝔯𝔦𝔩𝑦𝔫 Marilyn sempre teve uma vida de princesa. Cheia de mimos, cuidados e empregados, possuía coisas que todas as garotas de sua idade sonhavam em ter, mas ao contrário do que muitos acreditavam, ela não gostava daquilo, sentia-se forçada, quase sufocada naquele ambiente que seus pais criaram para ela. Lyn nunca fez o tipo aluna brilhante, talvez pela sua personalidade ou simplesmente por sua falta de interesse, ela não queria aprender sobre todas aquelas coisas. Mas a garota parecia não se importar nem um pouco com o título que lhe era dado, inclusive nunca foi de estudar muito. Mary foi submetida a psicólogos quando criança e diversos analises, até ser comprovado que a jovem era superdotada, isso explicava como as suas notas boas surgiam sem um misero esforço de sua parte. Seu QI era maior que a maioria e mesmo aquilo não animava-a para gostar dos estudos ou de sua vida cheia de regalias. Marilyn sentia-se vazia e solitária, seus pais não lhe davam a devida atenção e pareciam vê-la apenas como uma fonte de lucro, mais um de seus investimentos, não tinha muitos amigos e os que se aproximavam dela eram apenas interessados em conseguir algo com a ❝filha dos Morgan❞. Com 12 anos pediu aos pais para que entrasse num curso de pintura, eles mesmo um pouco contrariados, aceitaram a ideia na promessa de que iria estudar mais.

𝔖𝔢𝔲𝔰 𝟷𝟹 𝔞𝔬𝔰 𝟷𝟼 𝔞𝔫𝔬𝔰 — 𝔄 𝔢𝔵𝔭𝔩𝔬𝔰𝔞̃𝔬 𝔡𝔢 𝔲𝔪𝔞 𝔞𝔯𝔱𝔦𝔰𝔱𝔞 Com a arte, Marilyn finalmente se sentiu completa depois de todos aqueles anos, finalmente achou ter encontrado seu lugar no mundo e o que queria fazer pelo resto se sua vida. Mas quando falou aos pais seu mais novo sonho, a confusão começou. Se antes disso a relação de Marilyn e seus pais já não era das melhores, depois de descobrirem que seu ❝ivestimento❞ não deu certo, tudo piorou. Eles tiraram Lyn do curso de artes e jogaram fora todas as suas pinturas, enquanto ela abaixou o nível na escola e faltava em todas as reuniões da empresa. Ela sumia de casa e a encontravam em meio a alguma exposição, shows ou apenas sentada num banco de praça observando a paisagem. Marilyn tentou fugir de casa para seguir seu sonho, afirmando que a vida era dela e que ela não podia ser tratada apenas como mais um de seus negócios. E ela teria conseguido, já tinha até mesmo se inscrito em uma faculdade de artes no sul do país, mas quando os pais a encontraram quase embarcando num avião. Viram que aquela tinha sido a gota d’agua. Para tentar mudar a mente de Marilyn e impedi-la de ser uma artista, a matricularam no internato.



𝙰𝙿𝙰𝚁𝙴̂𝙽𝙲𝙸𝙰
𝔄 𝔧𝔬𝔳𝔢𝔪 𝔐𝔞𝔯𝔦𝔩𝑦𝔫 𝔐𝔬𝔯𝔤𝔞𝔫 𝔭𝔬𝔯 𝔱𝔬𝔡𝔞 𝔞 𝔰𝔲𝔞 𝔳𝔦𝔡𝔞 𝔣𝔬𝔦 𝔡𝔬𝔱𝔞𝔡𝔞 𝔡𝔢 𝔤𝔯𝔞𝔫𝔡𝔢 𝔟𝔢𝔩𝔢𝔷𝔞. 𝔘𝔪𝔞 𝔳𝔢𝔯𝔡𝔞𝔡𝔢𝔦𝔯𝔞 𝔬𝔟𝔯𝔞 𝔭𝔯𝔦𝔪𝔞, 𝔪𝔲𝔦𝔱𝔬𝔰 𝔡𝔦𝔯𝔦𝔞𝔪 E mesmo que ela não acredite nisso, é capaz de chamar atenção por onde passa. Seus belos olhos verdes que pendem para o cinza exalam consigo um enorme poder de encantamento, uma vez encarando-os, é impossível não encantar-se. Seu olhar é insano, envolvente, belo. Lembra a muitos o agitar das folhas amareladas no outono, ou até mesmo a aconchegante brisa que paira sobre as casas num inverno. Suas madeixas ruivas possuem ondulações sinuosas que caem perfeitamente sobre o centro de suas costas, encontram-se num corte repicado, que costuma dar-lhe um pouco mais de volume a seus fios. O rosto de Mary é arredondado, quase que em um formato de coração, dando ainda mais destaque a seus chamativos lábios carnudos e rosados. A jovem costuma fugir do típico padrão de beleza e tal acontecimento só serve para fazer com que Mary pareça ainda mais misteriosa e cativante, sua beleza foi sem dúvida um grande presente da mãe natureza




𝙵𝙾𝚃𝙾𝚂




[Holland Roden]

𝙿𝙴𝚁𝚂𝙾𝙽𝙰𝙻𝙸𝙳𝙰𝙳𝙴 𝙳𝙴𝚃𝙰𝙻𝙷𝙰𝙳𝙰
𝔈𝔩𝔞 𝔢́ 𝔞 𝔞𝔱𝔯𝔦𝔷 𝔢 𝔬 𝔪𝔲𝔫𝔡𝔬 𝔢́ 𝔰𝔢𝔲 𝔭𝔞𝔩𝔠𝔬 Ela é como a tragédia personificada, um pecado misterioso, escura e selvagem. Uma junção imperfeita das mais estranhas emoções — pelo menos é assim que ela costuma se ver, um paradoxo, uma contradição. Zero concreto, movida por emoção, desejos e ideias. É jovem, isso em si já diz muita coisa. Lyn vive num mundo colorido inspirado por suas conexões com pessoas e ideias.Torna-se bem fácil encontrá-la em eventos sociais ou coisas do tipo, basta procurar pelo aglomerado de pessoas ao seu redor rindo e entretendo a todos com seu humor negro e rustico. Uma pessoa sintonizada em variações sensoriais, isto lhe confere a incrível capacidade de trabalhar com diferentes tonalidades de emoções, acontecimentos e cores. Essa sensualidade observadora parece brotar naturalmente dentro dela, como uma capacidade inata


𝔖𝔢 𝔣𝔬𝔰𝔰𝔢 𝔲𝔪 𝔣𝔢𝔫𝔬̂𝔪𝔢𝔫𝔬 𝔫𝔞𝔱𝔲𝔯𝔞𝔩, 𝔰𝔢𝔯𝔦𝔞 𝔬 𝔣𝔲𝔯𝔞𝔠𝔞̃𝔬 Alegra-se a reinterpretar conexões, reinventar ideias, inovar. Gosta de fugir do senso comum e pensar diferente, ser diferente. Mari possui um inacreditável senso de espontaneidade. Isso a faz ser imprevisível, até mesmo para as pessoas mais próximas. Gosta de drama, paixão e prazer, não pela emoção, e sim porque estimula sua mente lógica. Se pessoas fossem comparadas com fenômenos naturais, Marilyn Morgan seria o furacão, até já tentou ser apenas uma brisa leve, mas como ela diz, calmarias não duram para sempre. Incrivelmente sarcástica, utiliza da ironia em quase tudo que diz, seja brincando ou na direta intenção de atacar alguém. Não é difícil vê-la soltando os comentários mais afiados — e absurdos! — nas piores horas. Não sabe lidar com emoções e nunca consegue descrevê-las muito bem — bom ombro amigo, mas uma péssima conselheira — e se alguém a pedir um conselho em seu lugar ela vai dar algum comentário sarcástico sobre a situação. Então, não a peça para acalmar ninguém, Lyn só vai fazer a pessoa se sentir pior.


𝔑𝔞̃𝔬 𝔰𝔢𝔤𝔲𝔢 𝔭𝔞𝔡𝔯𝔬̃𝔢𝔰 𝔬𝔲 𝔩𝔢̂ 𝔯𝔬𝔱𝔢𝔦𝔯𝔬𝔰, 𝔐𝔞𝔯𝔦𝔩𝑦𝔫 𝔰𝔦𝔪𝔭𝔩𝔢𝔰𝔪𝔢𝔫𝔱𝔢 𝔣𝔞𝔷 𝔬 𝔮𝔲𝔢 𝔡𝔢𝔯 𝔫𝔞 𝔱𝔢𝔩𝔥𝔞 A primeira palavra que descrevem Marilyn ao conhecê-la? Eufórica. Não se pode discordar, a jovem é de fato bastante extrovertida. Não reprime qualquer tipo de emoções e as libera a todo minuto. Seja sorrindo, gritando ou chorando, Mari simplesmente sente tudo que se deve sentir. Não possui papas na língua ou o mínimo bom senso do que se deve ser dito. Vive a vida de forma espontânea, livre, com a maior graciosidade possível. Seu maior desafio talvez seja planejar o futuro. Lyn não gosta de rótulos ou planejamentos, os odeia seria a forma certa de se referir. Costuma fazer tudo por impulso, no calor da emoção e no auge do improviso. Alguém ferozmente independente, repudia todo e qualquer tipo de subordinação. Nunca deu-se muito bem em locais extremamente organizados, tendo frequentemente problemas na escola — não se engane, tal fato não é ocasionado pela falta de inteligência da jovem e sim por sua incrível teimosia — regras são feitas para serem quebradas, pelo menos é assim que a Lyn pensa.


𝔈 𝔪𝔢𝔰𝔪𝔬 𝔮𝔲𝔢 𝔞𝔭𝔞𝔯𝔢𝔫𝔱𝔢 𝔲𝔪𝔞 𝔣𝔞𝔠𝔢 𝔡𝔢 𝔭𝔢𝔰𝔰𝔬𝔞 𝔤𝔢𝔫𝔱𝔦𝔩 𝔢 𝔣𝔞́𝔠𝔦𝔩 𝔡𝔢 𝔩𝔦𝔡𝔞𝔯, 𝔢𝔩𝔞 𝔢́ 𝔱𝔲𝔡𝔬, 𝔪𝔢𝔫𝔬𝔰 𝔰𝔢𝔯𝔢𝔫𝔞 Na minha mera opinião de narradora, explosiva seria o adjetivo perfeito. Marilyn vive todos os dias como se fosse seu último. O que a leva a ser agitada, vingativa, teimosa. Sua energia é tanta que quase pode ser palpável. Ama estar rodeada de pessoas, mas possui forte tendencia a solidão. Costuma gostar de mergulhar em seu próprio mundo e seus próprios pensamentos, muitas vezes criando uma barreia entre ela e as outras pessoas, por esse motivo não é de ter muitos amigos, ele sempre foi julgada esquisita da sala, mas por incrível que pareça, nunca se incomodou com tal titulo. Marilyn não se importa com o que as pessoas pensam dela. Engana-se ao pensar que Marilyn é alguém sonhadora. Incorpora os dons do carisma e confiança, projetando autoridade de um jeito que atrai multidões em busca de um objetivo. Mas apesar de tudo, é caracterizada por um nível cruel de racionalidade, usando sua motivação, determinação e mente astuta para atingir o que deseja. Ela não faz o estilo garota perfeita que a maioria das jovens de sua idade procura seguir. Pelo contrário, faz questão de se distinguir o máximo possível dessas pessoas. Não que ela faça o tipo rebelde sem causa, longe disso. Apenas não gosta de seguir os padrões impostos pela sociedade. Não gosta de vestir algo desconfortável só para impressionar alguém, ou de agir como uma garota boba e sem defeitos para parecer perfeita, Marilyn quer parecer real, ser quem realmente é sem máscaras ou fingimentos.


𝔙𝔦𝔳𝔢 𝔬 𝔪𝔬𝔪𝔢𝔫𝔱𝔬 𝔢 𝔪𝔢𝔯𝔤𝔲𝔩𝔥𝔞-𝔰𝔢 𝔫𝔞 𝔞ç𝔞̃𝔬, 𝔢́ 𝔬 𝔠𝔢𝔫𝔱𝔯𝔬 𝔡𝔞 𝔱𝔢𝔪𝔭𝔢𝔰𝔱𝔞𝔡𝔢 Tem uma personalidade mais perceptiva e sem filtros, o que a torna capaz de notar as mais singelas mudanças, tanto físicas quanto emocionais. Brincalhona e debochada, costuma fazer piada da maioria das coisas em seu dia-a-dia, apenas para deixar o clima mais leve, Marilyn é simplesmente odiada pela maioria de seus supervisores. Ela não apenas gosta de causar confusões, ela é a confusão. Ferozmente rebelde e indomável, caracteriza a si própria como uma insana de corpo e alma. Mari ama contrariar, perguntar, rebater. Costuma entrar numa incessante batalha mental com seus adversários, e não para até cansá-los com suas respostas habilidosas. Gosta de desafios — mas apenas os mentais, ela é horrível em esportes. Odeia aceitar calada, não gosta de “sentar e esperar acontecer”. Não. Mari prefere protagonizar, fazer por si própria, mesmo que para isso arrisque a sua vida, porque é assim que ela merece ser vivida. Ela não é do tipo que se é possível descrever com um punhado de palavras soltas ao vento e sem conexão. Se de fato existe uma palavra no dicionário que a defina, esta é bastante complexa.



𝙲𝙸𝚃𝙴 𝚂𝙴𝙸𝚂 𝚃𝚁𝙰Ç𝙾𝚂 𝙳𝙰 𝙿𝙴𝚁𝚂𝙾𝙽𝙰𝙻𝙸𝙳𝙰𝙳𝙴
𝔗𝔯𝔢̂𝔰 𝔟𝔬𝔫𝔰:
Inovadora
Espirituosa
Espontânea

𝔗𝔯𝔢̂𝔰 𝔯𝔲𝔦𝔫𝔰:
Sarcástica
Teimosa
Indomável


𝙶𝙾𝚂𝚃𝙾𝚂 𝙴 𝙳𝙴𝚂𝙶𝙾𝚂𝚃𝙾𝚂
𝔊𝔬𝔰𝔱𝔬𝔰 Ama flores, de todos os tipos, por isso vive constantemente indo aos jardins que encontra pela frente. Estrelas, Lyn poderia observá-las o dia inteiro, cada constelação e luz é única para ela, sendo uma completamente apaixonada por astronomia. Fotografia, a garota tem uma terrível vontade de tirar foto de tudo e todos, levando sempre consigo sua câmera. É apaixonada pela praia e pelo mar, é prazeroso observar as ondas batendo fortemente contra as pedras enquanto sente a areia molhada em seus pés, porém é uma péssima nadadora. Tem uma paixão gigantesca por amoras e morangos, são suas duas frutas favoritas. Ela também adora ouvir músicas, qualquer tipo de música, mas principalmente as mais calmas, com uma pegada mais indie. Mari adora sentar ou deitar em algum lugar e ouvir pessoas contarem histórias, seja histórias de vida, ou histórias de livros, assim como ama lê-los. Se ela gostar da história, provavelmente vai fechar os olhos, e imaginar os cheiros, os tatos, os sabores, os barulhos. Ama desenhar e pintar, Marilyn costuma colocar todas as suas emoções em pinceladas e traços quando desenha, costuma expor sua alma neles. Os seus preferidos são os abstratos, aqueles que só ela é capaz de entender e decifrar como mais ninguém. Gosta de pessoas divertidas, desenhar coisas aleatórias e tocar violão.



𝔇𝔢𝔰𝔤𝔬𝔰𝔱𝔬𝔰 Odeia pessoas arrogantes, chega a sentir mal perto delas. Detesta qualquer tipo de sapato alto, afirmando que eles machucam seus pés, por isso se recusa a usá-los. Odeia que tentem lhe controlar ou que imponham regras, gosta de se sentir livre e defende com todas as usas forças esse direito. Não suporta quando a comparada com alguém. Não gosta limão e tudo que contenha limão, mas não a pergunte o motivo, pois ela não saberá lhe dizer. Ela também detesta quando as pessoas a colocam para baixo, ou começam a julgá-la sem motivo. Não suporta primeiras impressões, e sempre fica irritada quando alguém a julga. Não gosta de insetos, desde borboletas a baratas. Odeia neve e odeia inverno, por mais que ame se enrolar nas cobertas, ela não gosta do inverno. Prefere o outono. Também não suporta se sentir vulnerável, por esse motivo não costuma chorar na frente dos outros. Pessoas que a acham idiota e creem que enganá-la será fácil, é patético.



𝙾𝚂 𝙿𝚁𝙴𝙵𝙴𝚁𝙸𝙳𝙾𝚂
𝔈𝔰𝔱𝔦𝔩𝔬 𝔡𝔢 𝔪𝔲́𝔰𝔦𝔠𝔞: Indie & Rock
𝔈𝔵𝔢𝔪𝔭𝔩𝔬 𝔡𝔢 𝔠𝔞𝔫𝔱𝔬𝔯/𝔟𝔞𝔫𝔡𝔞 𝔮𝔲𝔢 𝔣𝔞ç𝔞 𝔭𝔞𝔯𝔱𝔢 𝔡𝔬 𝔢𝔰𝔱𝔦𝔩𝔬 𝔪𝔲𝔰𝔦𝔠𝔞𝔩: Alessia Cara, The 1975, Halsey, AC/DC, Evanescence, Melanie Martinez, seafret, lana del rey & Twenty One Pilots
𝔏𝔦𝔳𝔯𝔬: Harry Potter & Jogos Vorazes
𝓒𝔬𝔪𝔦𝔡𝔞: Torta de Morango ou amora
𝔖𝔢́𝔯𝔦𝔢: The Vampire Diares, Teen Wolf & Scream
𝔐𝔞𝔱𝔢́𝔯𝔦𝔞 𝔢𝔰𝔠𝔬𝔩𝔞𝔯: Artes
𝔍𝔬𝔤𝔬: Life is Strange
𝔉𝔦𝔩𝔪𝔢: Simplesmente acontece
𝓒𝔬𝔯: Azul
𝔓𝔢𝔯𝔰𝔬𝔫𝔞𝔤𝔢𝔪 𝔣𝔦𝔠𝔱𝔦́𝔠𝔦𝔬: Stiles Stilinski & Hermione Granger
𝔄𝔫𝔦𝔪𝔞𝔩: Cachorro
𝔅𝔢𝔟𝔦𝔡𝔞: Café
𝔈𝔰𝔱𝔞ç𝔞̃𝔬 𝔡𝔬 𝔞𝔫𝔬: Outono



𝙾𝚂 𝙸𝙼𝙿𝚁𝙴𝙵𝙴𝚁𝙸𝙳𝙾𝚂
𝔈𝔰𝔱𝔦𝔩𝔬𝔰 𝔡𝔢 𝔪𝔲́𝔰𝔦𝔠𝔞: Rap
𝔈𝔵𝔢𝔪𝔭𝔩𝔬 𝔡𝔢 𝔠𝔞𝔫𝔱𝔬𝔯/𝔟𝔞𝔫𝔡𝔞 𝔮𝔲𝔢 𝔣𝔞ç𝔞 𝔭𝔞𝔯𝔱𝔢 𝔡𝔬 𝔢𝔰𝔱𝔦𝔩𝔬 𝔪𝔲𝔰𝔦𝔠𝔞𝔩: Kanye West
𝔏𝔦𝔳𝔯𝔬: 50 tons de cinza
𝓒𝔬𝔪𝔦𝔡𝔞: Limão
𝔖𝔢́𝔯𝔦𝔢: Nenhuma
𝔐𝔞𝔱𝔢́𝔯𝔦𝔞 𝔢𝔰𝔠𝔬𝔩𝔞𝔯: Geometria
𝔍𝔬𝔤𝔬: Nenhum
𝓒𝔬𝔯: Rosa chiclete
𝔓𝔢𝔯𝔰𝔬𝔫𝔞𝔤𝔢𝔪 𝔣𝔦𝔠𝔱𝔦́𝔠𝔦𝔬: Christian Grey
𝔄𝔫𝔦𝔪𝔞𝔩: Barata
𝔅𝔢𝔟𝔦𝔡𝔞: Suco de limão
𝔈𝔰𝔱𝔞ç𝔞̃𝔬 𝔡𝔬 𝔞𝔫𝔬: Inverno


𝙷𝙾𝙱𝙱𝙸𝙴𝚂/𝙲𝙾𝚃𝚄𝙼𝙴𝚂/𝙼𝙰𝙽𝙸𝙰𝚂:
𝔐𝔞𝔫𝔦𝔞𝔰 Uma entre suas milhares de manias é morder os lábios quando está irritada ou nervosa. Costuma também cantarolar alguma de suas músicas quando está ocupada com algum trabalho ou simplesmente de entedia. Tem mania de colocar o cabelo atrás das orelhas, principalmente enquanto escreve. A última e mais irritante das manias de Marilyn é sem dúvida alguma seu terrível costume de falar nas horas mais indevidas, seja soltando piadas, rindo ou simplesmente acrescentando um comentário desnecessário.

𝓗𝔬𝔟𝔟𝔦𝔢𝔰 Um dos seus hobbies é escrever, principalmente pequenos poemas aleatórios, que ela guarda em um pequeno caderno. Normalmente escreve sobre coisas que a fascinam, como as estrelas, personagens de livros e até mesmo sobre algumas pessoas que são importantes para ela. Ouvir e tocar música. Marilyn sempre foi completamente apaixonada por música. Aprendeu praticamente sozinha a tocar diversos instrumentos, ela via alguns tutoriais e começava a praticar até aprender. Seu instrumento favorito é o violão. Conhece cada uma de suas notas como conhece a si. Adora dedilhar e instrumento, sem ter que olhar as notas, ou ter que ouvir alguém sussurrá-las para ela. Outro de seus hobbies preferidos é fotografar. Ela fotografa qualquer coisa que acha interessante: pessoas, flores, estrelas. Vive com uma câmera e em seu quarto se encontra as mais variadas fotos, porém a maioria ela não está presente. Marilyn não gosta de tirar fotos de si mesma. O ultimo e mais importante de seus hobbies é desenhar e pintar, quando o faz Marilyn expõe a sua alma e cada um de seus sentimentos.


𝙿𝙰𝚀𝚄𝙴𝚁𝙰
𝓒𝔞𝔰𝔱𝔦𝔢𝔩

𝙲𝙾𝙸𝚂𝙰𝚂 𝙴𝙼 𝙲𝙾𝙼𝚄𝙼 𝙲𝙾𝙼 𝙾 𝙿𝙰𝚀𝚄𝙴𝚁𝙰
𝔈𝔩𝔢𝔰 𝔫𝔞̃𝔬 𝔰𝔞̃𝔬 𝔞𝔩𝔪𝔞𝔰 𝔤𝔢̂𝔪𝔢𝔞𝔰, 𝔪𝔞𝔰 𝔡𝔢 𝔞𝔩𝔤𝔲𝔪𝔞 𝔣𝔬𝔯𝔪𝔞 𝔪𝔞𝔩𝔲𝔠𝔞, 𝔰𝔢 𝔠𝔬𝔪𝔭𝔩𝔢𝔱𝔞𝔪 Mary nunca pensou que gostaria de alguém daquele internato. Para falar a verdade, um de seus planos era dar um jeito de fugir de lá. Ela não faz ideia do que a levou a gostar do garoto, de inicio não imaginou que fosse alguma especie de sentimento além de amizade, demoraria certo tempo para descobrir o que estava sentindo, já que é horrível com sentimentos. Mas algo no espirito livre, indomável e sarcástico de Castiel a atraiu, talvez porquê ela também tivesse essas "qualidades", se é que podemos chamar de qualidades. Eles não são exatamente iguais na personalidade, isso seria bem chato, tais divergências provocam algumas brigas na relação dos dois, que faz bem o estilo "gato e rato". Mas não podemos negar, algo torna os dois parecidos, quase que se completando. O espirito artístico, livre, brincalhão e inovador dos dois, os levam a fazer uma dupla quase imbatível.



𝙰𝙼𝙸𝚉𝙰𝙳𝙴𝚂/𝚁𝙸𝚅𝙰𝙻𝙸𝙳𝙰𝙳𝙴𝚂
𝔄𝔪𝔦𝔷𝔞𝔡𝔢𝔰
Rosalya
Violet
Lysandre
Alexy

𝓘𝔫𝔦𝔪𝔦𝔷𝔞𝔡𝔢𝔢𝔰:
Ambre
Debrah
Prya


𝙲𝙾𝙼𝙾 𝚂𝙰̃𝙾 𝙰𝚂 𝚁𝙴𝙻𝙰Ç𝙾̃𝙴𝚂 𝙴 𝙲𝙾𝙼𝙾 𝙴𝙻𝙰 𝙰𝙶𝙴 𝙿𝙴𝚁𝚃𝙾 𝙳𝙴:
𝔄𝔪𝔦𝔤𝔬𝔰 Marilyn é o tipo de amiga cheia de piadas internas, aquela amiga que sempre faz você se sentir melhor e sorrir, mesmo quando não quer. Marilyn é o tipo de amiga que sempre acaba divertindo os outros com suas loucuras. Nunca foi de ter tantos amigos, levado principalmente por seus hábitos de criar uma barreira, mas os amigos que tem são verdadeiros e com eles, ela se abre e conta todas suas inseguranças e medos.


𝔇𝔢𝔠𝔬𝔫𝔥𝔢𝔠𝔦𝔡𝔬𝔰 Mαrιlyɴ ɴα̃o é de jυlɢαr αѕ peѕѕoαѕ, odeια eѕѕe тιpo de peѕѕoαѕ qυe αpeɴαѕ αo olнαr jά ѕαвe qυe ɢoѕтoυ de αlɢυéм oυ ɴα̃o. Coм deѕcoɴнecιdoѕ ɴα̃o é dιғereɴтe, ɴα̃o qυe elα vά cнeɢαr dαɴdo υм αвrαço eм тodoѕ qυe coɴнece, ɴα̃o, ιѕѕo deғιɴιтιvαмeɴтe ɴα̃o ғαz o eѕтιlo de Mαry. Norмαlмeɴтe ɴα̃o é elα α prιмeιrα ѕe αproхιмαr, мαѕ ɴυɴcα recυѕα qυαɴdo αlɢυéм qυer coɴverѕαr. Poréм eɴɢαɴά-lα ɴα̃o é ɴαdα ғάcιl, Mαrιlyɴ ɴoтα qυαɴdo αlɢυéм é verdαdeιro oυ ɴα̃o e ѕe ɴα̃o ғor o cαѕo, elα ѕαι de ceɴα ɴα нorα.


𝓡𝔦𝔳𝔞𝔦𝔰 Se você é ιɴιмιɢo de Mαrιlyɴ, eυ тeɴнo мυιтα peɴα de você. Coмo α ɢαroтα vιɴɢαтιvα e agitada qυe é, α joveм ɴα̃o poυpα eѕғorçoѕ pαrα odιαr ѕeυѕ ιɴιмιɢoѕ. Lyɴ ɴα̃o é de ѕαιr нυмιlнαɴdo αѕ peѕѕoαѕ, мαѕ qυαɴdo elαѕ мereceм ɴo ѕeɴѕo de jυѕтιçα dα joveм, Mαry coм cerтezα vαι ғαzer ѕeυ ιɴιмιɢo pαɢαr ɴα мeѕмα мoedα. Sα̃o αlvoѕ de ѕυαѕ coɴѕтαɴтeѕ pιαdαѕ (мeѕмo qυe ιɴdιreтαмeɴтe).


𝔓𝔞𝔮𝔲𝔢𝔯𝔞 De inicio, Marilyn não faria ideia que gostava dele, levada pelo fato de não saber lidar com sentimentos. O trataria como um amigo íntimo e não como um possível namorado, faria piadas, caçoaria dele, o desafiaria. Passaria boa parte do tempo conversando sobre interesses comuns, de uma forma que nenhum dos dois estava disposto a terminar, passando a noite toda conversando sobre algo. E por mais que no começo Castiel tente evita-la e eles adorem irritar um ao outro, mesmo que não costumem confiar com facilidade, vao acabar se deixando levar numa convivência tão distinta. Com o tempo Marilyn irá perceber que seus sentimentos não são apenas amizade, ela nunca imaginou que fosse tão fácil se relacionar com alguém que ela conhece a tão pouco tempo.


𝔓𝔯𝔬𝔣𝔢𝔰𝔰𝔬𝔯𝔢𝔰 Com sua personalidade sem rédeas, Marilyn é o verdadeiro temor dos professores. Eles vivem reclamando com ela por não prestar atenção a nada ou simplesmente falar na hora indevida. A maioria das vezes a encontrariam desenhando no caderno ao invés de olhar para quadro, muitos ficam surpresos como apesar disso ela ainda tira notas boas sem estudar muito ou se focar. É raro encontrar algum que goste dela, exceto o de Artes, esse sim teria um bom relacionamento com a jovem e seu lado artístico


𝔒𝔲𝔱𝔯𝔞𝔰 𝔞𝔲𝔱𝔬𝔯𝔦𝔡𝔞𝔡𝔢𝔰 𝔡𝔬 𝔦𝔫𝔱𝔢𝔯𝔫𝔞𝔱𝔬 A maioria seria da mesma forma como ela se relaciona com os professores. Não aguentando a personalidade livre de Marilyn e sempre reclamando de sua falta de foco ou de suas conversas sem fim.


𝙾 𝚀𝚄𝙴 𝙵𝙴𝚉 𝙿𝙰𝚁𝙰 𝚂𝙴𝚄𝚂 𝙿𝙰𝙸𝚂/𝚁𝙴𝚂𝙿𝙾𝙽𝚂𝙰́𝚅𝙴𝙸𝚂 𝙼𝙰𝙽𝙳𝙰́-𝙻𝙰 𝙿𝙰𝚁𝙰 𝙾 𝙸𝙽𝚃𝙴𝚁𝙽𝙰𝚃𝙾
𝔖𝔢𝔤𝔲𝔦𝔲 𝔰𝔢𝔲𝔰 𝔰𝔬𝔫𝔥𝔬𝔰 Ela tentou fugir de casa para ingressar numa faculdade de artes, mas os pais a encontraram no aeroporto e viram que aquele sonho estava ultrapassando os limites. Levaram-na para o internato para que lá pudesse se focar nos estudos e tirar a ideia de ser artista da cabeça.


𝚂𝙴 𝙵𝙾𝚂𝚂𝙴 𝙿𝙰𝚁𝙰 𝙳𝙴𝚃𝙴𝙽Ç𝙰̃𝙾, 𝚀𝚄𝙰𝙻 𝚂𝙴𝚁𝙸𝙰 𝙰 𝙲𝙾𝙸𝚂𝙰 𝚀𝚄𝙴 𝚂𝚄𝙰 𝙿𝙴𝚁𝚂𝙾𝙽𝙰𝙶𝙴𝙼 𝙰𝙿𝚁𝙾𝙽𝚃𝙰𝚁𝙸𝙰
𝔐𝔞𝔯𝔦𝔩𝑦𝔫 𝔐𝔬𝔯𝔤𝔞𝔫 𝔢 𝔰𝔲𝔞𝔰 𝔪𝔞𝔫𝔦𝔞𝔰 Provavelmente iria para detenção, após tentar escapar da escola, matar aula (principalmente se fosse de educação física, ela é péssima em esportes) ou simplesmente ser pega desenhando na aula pela milionésima vez.



𝚂𝚄𝙶𝙸𝚁𝙰 𝙰𝙻𝙶𝚄𝙼𝙰 𝙿𝙴𝚁𝚂𝙾𝙽𝙰𝙶𝙴𝙼 𝙳𝙾 𝙹𝙾𝙾 𝙿𝙰𝚁𝙰 𝚂𝙴𝚁 𝚂𝚄𝙰 𝙲𝙾𝙻𝙴𝙶𝙰 𝙳𝙴 𝚀𝚄𝙰𝚁𝚃𝙾
𝓡𝔬𝔰𝔞𝔩𝑦𝔞


𝙲𝙾𝙼𝙾 𝚁𝙴𝙰𝙶𝙸𝚁𝙸𝙰 𝚂𝙴 𝚅𝙸𝚂𝚂𝙴 𝚄𝙼 𝙵𝙰𝙽𝚃𝙰𝚂𝙼𝙰 𝙾𝚄 𝙲𝙾𝙸𝚂𝙰 𝙳𝙾 𝚃𝙸𝙿𝙾
𝓒𝔬𝔯𝔯𝔢𝔯 𝔞𝔱𝔢́ 𝔬 𝔞𝔪𝔞𝔫𝔥𝔢𝔠𝔢𝔯 𝔢́ 𝔲𝔪𝔞 𝔬𝔭ç𝔞̃𝔬? Primeiro pensaria que aquilo não passava de mais uma imaginação de sua mente fértil, então respiraria fundo e voltaria ao que estava fazendo. Mas quando descobrisse que não era sua cabeça faria o que qualquer humano sensato seria capaz: correr para o lugar mais longe o mais rápido possível.



𝙲𝙾𝙼𝙾 𝚁𝙴𝙰𝙶𝙸𝚁𝙸𝙰 𝚂𝙴 𝚅𝙸𝚂𝚂𝙴 𝚄𝙼 𝙵𝙰𝙽𝚃𝙰𝚂𝙼𝙰 𝙾𝚄 𝙲𝙾𝙸𝚂𝙰 𝙳𝙾 𝚃𝙸𝙿𝙾
Seu caderno de desenhos


𝙴𝙻𝙰 𝚃𝙴𝙼 𝙰𝙻𝙶𝚄𝙼 𝙳𝙴𝚂𝙴𝙹𝙾 𝙰𝙿𝙾́𝚂 𝙰 𝙼𝙾𝚁𝚃𝙴?
Ser cremada

TALENTOS

Toca algum instrumento? Qual? Sim, violão. Especificado nos hobbies.
Canta? Não, sua voz é horrível.
Dança? Nem um pouco
Escreve? Compõe? Sim, especificado nos hobbies
Pratica algum esporte? Qual? Não, ela é horrível em esportes.
Desenha? Pinta? Divinamente bem, especificado nos hobbies.
Fala alguma língua além de inglês ou a do seu país? Fala francês fluentemente e espanhol intermediário, graças as suas contantes mudanças de país.


𝙰𝙻𝙶𝚄𝙼𝙰 𝙰𝙻𝙴𝚁𝙶𝙸𝙰 𝙾𝚄 𝙳𝙾𝙴𝙽Ç𝙰
𝔄𝔰𝔪𝔞 Sofre de crise asmas desde pequena, esse é o real motivo de ser tão ruim em esportes. Consegue correr, mas se praticar grande esforço fica cansada facilmente, não é nada muito grave, mas leva a bombinha consigo.


𝙼𝙴𝙳𝙾𝚂 /𝙵𝙾𝙱𝙸𝙰𝚂
Insetos
Medo de nunca conseguir seguir seus sonhos
Possui uma leve fobia de lugares apertados, mas nada muito grave.


𝚁𝙴𝙿𝚄𝚃𝙰Ç𝙰̃𝙾 𝙽𝙾 𝙸𝙽𝚃𝙴𝚁𝙽𝙰𝚃𝙾
A artista

•*´¨`*•.¸¸.•*𝓓𝓸𝓲𝓷𝓰 𝓲𝓽 𝓪𝓵𝓵 𝓷𝓲𝓰𝓱𝓽, 𝓪𝓵𝓵 𝓼𝓾𝓶𝓶𝒆𝓻
𝓓𝓸 𝓲𝓽 𝓽𝓱𝒆 𝔀𝓪𝔂 𝓘 𝔀𝓪𝓷𝓷𝓪¨`*•.¸¸.•*´¨`*•


Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...