~burrows

burrows
/barbz.gal;
Nome: — .park jungyoun;❀
Status: Usuário
Sexo: Feminino
Localização: São José do Rio Preto, São Paulo, Brasil
Aniversário: 19 de Junho
Idade: 15
Cadastro:

!prison/break-


Postado

all my friends boys are heathens, take it slow, wait for them to ask you who you know. please don't make any sudden moves, you don't know the half of the abuse.





he don't deal with outsiders very well, he say newcomers have a certain smell


△ Nome completo:
Maddox Ryan Scofield.

△ Idade:
21 anos.


△ Aparência:
Wentworth Miller.


△ Seu personagem é:

( x ) Presidiário


Caso seja um presidiário...


△ Cite o porquê de ter sido preso:
Após roubar um banco com o pretexto de que dentro de um dos cofres tinha algo que o pertencia, sua justificativa não agradou nem um pouco as autoridades. Com isso, foi levado a penitenciária e condenado a oito anos de prisão, podendo sair mais cedo caso houvesse bom comportamento.
Quando se viu dentro daquele lugar, Scofield logo já se tornou alvo de maus olhados e acumulou uma boa quantidade de inimigos por seu modo deveras misterioso e repleto de indícios de quem tem algo a esconder, sempre observando tudo com um quê de soberba e quem sabe de tudo um pouco a mais do que os outros.

△ Já se envolveu em algum conflito dentro da cadeia?

Como dito acima, em seu primeiro dia, Maddox já colecionava inimigos, já que não se mostrava intimidado pelas pessoas, isso acabou gerando para ele uma quantidade significativa de problemas, como ser visado pelas gangues, dividir-se em um conflito interno para saber de que lado estaria caso ocorresse alguma guerra racial, visto que ele já havia fechado acordo com alguns dali pra ter coisas das quais ele precisasse.

△ Possui alguma cicatriz ou marca/tatuagem que o diferencie?
Tem o corpo repleto de tatuagens, que vistas por outras pessoas não fazem sentido algum, mas para ele, cada marca em seu corpo tem um valor imensurável.

△ Exercia alguma profissão antes de ter sido preso? Se sim, qual?
Sim, Engenheiro.



△ Qual a classe social do seu personagem?
Classe média-alta.

△ Personalidade
Scofield é uma pessoa quase impossível de ser compreendida por completo. Muito se concentra em tudo ao seu redor , como se seus olhos verde-acinzentados fossem máquinas que escaneiam cada mínimo detalhe do que se passa a sua volta, e de fato, são. Nunca perde a paciência, para deixá-lo irritado é necessário muita dedicação. Maddox nunca, sob nenhuma circunstância deixa transparecer sua vulnerabilidade diante de determinadas situações. Sempre mostra-se muito irrefutável e confiante, como se estivesse sempre quatro passos a frente, não importando se na verdade estiver dois para trás.
É um mestre na arte de entender tudo o que se passa a sua volta melhor do que as outras pessoas, sempre mostrando-se muito inteligente e tendo um raciocínio rápido mediante a coisas que outras pessoas demorariam mais para pensar, o que lhe dá uma certa vantagem nos momentos em que ele precisa usar sua máscara impenetrável de seriedade.
Engana-se quem pensa que ele não passa de um solitário frio e sem coração, Maddox daria a vida pra salvar aqueles que ele ama. Acontece que Scofield procura sempre demonstrar o mínimo de seus sentimentos, com isso, sempre carregando uma carranca dentro da prisão, coisa que não agrade muita gente. Ele age dessa forma porque acredita que se mostrar-se como alguém ''comum'' as pessoas terão vantagem sobre si de alguma forma, se mostrando certas vezes indiferente quanto a pessoas dentro de um determinado círculo na prisão.
Tem uma habilidade fora do comum para a manipulação, de alguma forma, Maddox simplesmente contorna as situações pra que certo modo elas tenham sempre o curso que ele precise que elas tenham, raramente deixando-as sair do controle, embora em certas vezes algo saia dos eixos, Scofield sempre procura modos pra tirar quem for do seu encalço.
É capaz de protagonizar cenas inacreditáveis pra alcançar seus objetivos, desde fingir um transtorno psicológico até forjar sua própria morte. Há quem diga que Scofield é um sádico, louco, um dos caras mais sinistros que já passou pela face da terra, e ele não é de todo relutante quanto a essa afirmação.

△ História:
Com uma mãe ausente e um pai desaparecido, Scofield teve de aprender desde cedo a como se virar. Quando sua mãe ainda fazia parte de sua vida, tiveram uma boa relação, mas assim que a mulher desapareceu de sua vida e o mandou para um orfanato, Maddox sofreu cada minuto de sua vida ao ser adotado por um homem que o trancafiava em um quarto escuro com apenas um fogão a lenha aceso como forma de descontar sua raiva da vida, fora é claro, as vezes em que ele apanhava do homem, o que fez com que Maddox desenvolvesse inúmeros traumas em sua vida. Quando se vê trancado em um lugar escuro por muito tempo, você é obrigado a enxergar qualquer coisa que poderá ajudar você a escapar. Com isso, Scofield encontrou um parafuso que suspendia o forno a lenha do chão, ele conseguiu removê-lo e abrir a porta da sala a onde ficava, conseguindo fugir do homem e voltar para o orfanato, com inúmeras sequelas mentais, tais como transtorno de ansiedade e até mesmo o início de síndrome do pânico, que era sua amiga já havia muito tempo.

△ Gostos e desgostos
Gostos:
Desenhar.
Ler.
Lugares calmos.
Isolar-se.

Desgostos:
Injustiças.
Ameaças.
Sentimento de impotência.

△ Sexualidade:
Homossexual.

△ Está disposto a morrer?
Sim senhora.

△ Algo a mais?
*Scofield herdou de sua genética uma doença degenerativa, conhecida como Hamartoma Hipotalâmico, que se consiste em uma espécie de tumor no hipotálamo que pode apresentar como sintomas alterações repentinas de humor, frequentes sangramentos na região nasal , mas até então teve seu crescimento fora visto de forma retardada e não apresentando quaisquer riscos iminentes para a vida de Maddox. (É curada com cirurgia.)

*Possui baixa inibição latente, que consiste em uma ativação incomum de certas regiões do cérebro, transformando o seu possuinte em uma pessoa altamente perceptiva, fazendo com que ele note coisas que normalmente pessoas não notariam em seu cotidiano. Em pessoas com um QI muito baixo, a doença pode levar a esquizofrenia, mas no caso de Maddox, ele transforma esses comandos recebidos em ideias geniais.




you have trust issues, not to mention, he say he can smell your intentions


△ Nome completo:
Sebastian Magnus.


△ Idade:
24 Anos.


△ Aparência:
Nam Taehyun.



△ Seu personagem é:

( x ) Presidiário



Caso seja um presidiário...


△ Cite o porquê de ter sido preso:
Sebastian nunca acreditou na bondade humana, nem tampouco foi um praticante dela.
Sempre repudiou qualquer mentira que o cercasse e sempre deixou que seu ódio insano falasse por si, quando descobriu que sua esposa estava o traindo, não foi diferente. Aos vinte anos de idade seu rosto já estava estampado nos jornais da cidade como o mais novo assassino, e que as pessoas deveriam tomar cuidado ao sair na rua pra não arriscar topar com um homem como esses.
Logo, sua justificativa não convenceu ao juiz e ele foi para a prisão, condenado a pagar prisão perpétua por porte ilegal de armas e homicídio culposo.

△ Já se envolveu em algum conflito dentro da cadeia?
As pessoas preferem não tentar se encrencar com o lunático, e enquanto isso estiver se seguindo, ele também prefere ficar na dele.


△ Possui alguma cicatriz ou marca/tatuagem que o diferencie?

Tem ''Stay Gold'' tatuado em seu pulso esquerdo.

△ Exercia alguma profissão antes de ter sido preso? Se sim, qual?

Vivia da venda de drogas e de seu emprego como fiscal de almoxarifado.



△ Qual a classe social do seu personagem?
Média.


△ Personalidade:
O típico tipo de gente que nunca se deve dar ouvidos, pois uma vez quando é feito, não se tem mais escape, só há dois caminhos que seus seguidores tem: A cadeia ou o caixão.
Tão traiçoeiro e imprevisível quanto uma raposa. Sua gana e sua ambição pra conquistar seus objetivos doa a quem doer são incontestáveis e marcantes pontos sobre si, ele não se importa em passar por cima de uma ou duas pessoas para conseguir o que quer, nem de passar uma imagem completamente oposta a si pra conseguir arrancar informações de alguém. Só se preocupa com seu próprio nariz e se seus atos resultarão em seu sucesso. Completamente transtornado e frio. Sebastian é um pupilo da maldade humana, o resultado do que anos dentro de um lugar a onde se é visto como um monstro pode fazer. Tente passar a perna nesse rapaz e você terá o verdadeiro gosto do que é o inferno. Fazer negócio com ele é como fechar negócio com o próprio demônio, você nunca sabe quando ele vai aparecer cobrando pelo que você deve. Ele é viciado em todo o tipo de aposta e jogos de azar, considera-se um mestre nessa arte, imprudente e sincero até seu último fio de cabelo, não mede palavras maldosas nem ofensas a ninguém.
É um lunático e paranoico que tem a mania de achar que todos querem passá-lo para trás, é muito difícil fazer com que o ele confie em alguém, pois ele considera a confiança uma dádiva e não é digna de ser dada a qualquer um. O rapaz é um sujeito perturbado que acredita ser dono do seu destino, mas que tem ciência de que será ele a destruí-lo.

△ História
Com uma mãe promiscua e um pai alcoólatra, desde sempre, Sebastian viveu em uma tênue do que era real e do que sua mente criava pra satisfazer seu desejo de uma vida normal. Quando foi diagnosticado com sua doença, seus pais logo o mandaram para um hospício, a onde ele sempre voltava para a casa e encenava crises pra poder ficar longe dos pais. Com isso, conseguiu viver no hospital durante um curto período de tempo até atingir a maioridade. Depois disso, os pais morreram e o garoto cresceu sem o mínimo de estrutura familiar básica, tendo seu destino traçado de forma trágica.


△ Gostos e desgostos
Gostos:
Cigarros.
Apostas.
Conversar consigo mesmo.

Desgostos:
Falastrões.
Sabichões.
Mentiras.


△ Sexualidade
Bissexual

△ Está disposto a morrer?
Estou.


△ Algo a mais?
* Sofre de transtorno explosivo eminente, podendo ser altamente explosivo quando provocado e só pode ser tranquilizado com o uso de sedativos. Sofre também de psicose em grau leve e tem transtorno de personalidade borderline, podendo ser uma pessoa completamente diferente do que foi há minutos atrás.





he never know the freakshow sitting next to his , him have some weird people sitting next to his.
he'll think "how'd I get here, sitting next to you" but after all I've said, please don't forget.


△ Nome completo:
Steve Scorch.

△ Idade:
Vinte e um anos.


△ Aparência:
Lee Jongsuk.


△ Seu personagem é:

( x ) Enfermeiro(a)/Médico(a) da prisão{máximo de 4 vagas}


△ Qual a classe social do seu personagem?
Classe média-alta.


△ Personalidade
Steve sempre se mostra muito prestativo á todos aqueles que precisam de sua ajuda. É um rapaz reservado sobre sua vida pessoal mas exerce muito bem o seu ofício como neurocirurgião dentro do presídio.
É o tipo de pessoa que vive para seu trabalho, sim, toma as dores de determinados pacientes e sim, está disposto a sacrificar sua própria saúde mental para curar a de pessoas que talvez ''não mereçam tanto.''
Ele não dá a mínima para comentários desse tipo, de que ele deveria ajudar quem merece, que deveria desistir de ir atrás de meros bandidos, Steve acredita que todos tem direito a vida, e ele só contribui pra que isso seja feito, nada de muito extraordinário.
A personificação mais exata da educação e empatia juntas em uma só pessoa, Steve sempre sabe o que dizer, na melhor ou na pior ocasião. Steve não vê a si próprio como uma pessoa realmente boa. Ele vê a si mesmo como um reflexo do que ele espera que as pessoas sejam, isso o torna um alguém um tanto quanto frustrado, pois é exatamente como dizem, pessoas boas tendem a sofrer mais do que pessoas ruins. Sua mania insistente de ver o bem dentro das pessoas já o prejudicou tantas vezes que Steve parou de contar quando passou dos vinte.
Considera-se um ''colecionador de decepções'' embora ache esse termo exagerado, é como os outros dizem que ele é. Apesar de não se afligir muito com as coisas ditas pelos outros sobre seu modo de viver ele costuma esconder quando fica decepcionado ou chateado, prefere evitar as distrações.
Steve não coleciona inimigos, mas também não faz questão de ser amigo de ninguém. Faz o tipo que morre com seu orgulho, morre de saudade, mas não volta atrás em suas decisões. São raras as vezes em que ele não guarda mágoas.
Não subestime a capacidade dele de te tratar como se nunca tivesse conhecido. Da mesma forma que é dócil, Steve pode ser rancoroso. Ninguém é cem por cento bom, e com Steve não é diferente.
Apesar de tudo, Steve é estritamente profissional em qualquer coisa que faça dentro do presídio e certamente é um profissional muito competente e apto para o que está fazendo.

△ História
Steve começou a ter interesse pela neurociência quando sua mãe foi diagnosticada com um câncer no cérebro, isso fez com que ele buscasse recursos em todos os cantos para encontrar algum modo de não deixar que o quadro da mãe se agravasse. Infelizmente, Steve não conseguiu concluir seu plano de ajudar a mãe. Quando ele começou a morar com a avó, ele não desistiu de seus objetivos e continuou com a memória da mãe, com isso, motivando-se a seguir nesse ramo, seis anos mais tarde estava formando-se nesse ramo quando recebeu a proposta para fazer um teste em um presídio, aceitou, e lá se mantém até os dias atuais mesmo a contragosto da avó.

△ Gostos e desgostos
Gostos:
Ler.
Conversar.
Mascar chicletes de menta.
Doces.


Desgostos:
Arrogância.
Violência.
Mentiras.
Locais fechados.


△ Sexualidade:
Pansexual.


△ Está disposto a morrer?
Estou mas nem tanto...


△ Algo a mais?
Não.





Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...