~psychomisuzu

psychomisuzu
/misu
Nome: Misuzu
Status: Usuário
Sexo: Feminino
Localização: Indisponivel
Aniversário: Indisponivel
Idade: Indisponivel
Cadastro:

Precisamos falar sobre hate gratuito


Postado

Precisamos falar sobre hate gratuito

Precisamos falar sobre hate gratuito


Odiar alguém não é um sentimento digno de se sentir, agora imagine você ser odiado simplesmente por existir?

Pois bem, o objetivo deste jornal, e de toda a mobilização, será espalhar mais amor no mundo das fanfics. Ultimamente está surgindo algum tipo de hate desnecessário para com algumas escritoras, e sinceramente, eu cansei de continuar calada e fingir que nada está acontecendo.

Autoras maravilhosas estão sendo atacadas sem motivos, assim como projetos que surgiram visando agradar o leitores estão sendo ofendidos simplesmente por existir. Será que algumas pessoas não conseguem ficar felizes ao ver algo dar certo? Ter um preconceito de algo que você não conhece é algo desagradável para você mesmo, e principalmente para quem está sendo a vitima.

Queria ressaltar que ofender alguém pela internet também é crime, cyberbullying, e se você pratica esse tipo de ato peço que por favor, revise seus conceitos e sua educação; não procure ser conhecida simplesmente por jogar shade a tudo e a todos, pois quem está praticando um close errado é você, e não aqueles que um dia erraram em algo, mas hoje reconheceram as próprias falhas e se desculparam.

Agora, imagina que todo esse ódio distribuídos nas redes sociais também é promovido nas ruas? Sim, já que tendo em vista as atitudes comportamentais pela internet, eu poderia supor que essas pessoas também agem dessa maneira em sua vida em off. Vocês já pararam para pesquisar o número de crimes que ocorrem promovidos por ódio? Para vocês terem uma ideia cerca de 3.968 foram vitimas desse tipo de crime em 2012.

Um crime é considerado provindo de ódio quando ele é direcionado a um certo grupo, isto é, o ofensor seleciona quais as pessoas que ele irá atacar de acordo com os seus julgamentos, não se preocupando em entender ou até mesmo conhecer a vitima.

Mas misu, você não acha que está exagerando? Não, isso que acontece aqui pode evoluir para algo de maior proporção facilmente, não estou afirmando que ao você dizer que não gosta de alguém automaticamente também a odiará e irá comenter algum crime, quando você xinga, chacota ou despreza alguém precisará lidar com as decorrências que estarão por vim. É muito fácil falar mal de alguém que você não conhece, e muito mais simples ainda é fazer isso por trás de um computador, algumas pessoas buscam no mundo online um refugio para a vida, sejam por ter pais separados, alvo de piadas na escola, ou qualquer outro motivo que não pode ser desprezado; então é natural que alguns sejam mais sensíveis que outros, já imaginou alguém cair em uma depressão por causa de algo que poderia ser evitado? Já parou para pensar o que acontece com quem está sendo a vitima?

Se sua resposta for não, eu tentarei te ajudar neste post. Imagina que ao invés de você criticar o trabalho de um autor você ir conversar diretamente com ele sobre qual foi o ponto do enredo que lhe incomodou, e caso a história for algo que você não gosta, como exemplo gore, apenas não procure ler, pois nela você encontrará algo desconfortável exclusivamente seu, isto é, só porque você não gosta de certo gênero ele não deve ser privado de todas as histórias.

Por isso, é por esses motivos que eu, bok e a megazord estamos nos reunindo para montar a campanha “Por mais amor nas redes sociais”. O nosso objetivo principal será mostrar a realidade dos crimes motivados por ódio, desde o cyberbullying aos mais preocupantes como a agressão física e mental.


Como funciona a campanha: “Por mais amor nas redes sociais”?

Iremos nos mobilizar para postar histórias de qualquer categoria e gênero, sejam long-fics ou drabs, falando sobre hate. Qualquer um poderá participar, como também cada um será livre para escrever sobre si mesmo, caso algo semelhante está acontecendo com você. As fanfics poderão ser postadas em qualquer narrativa, contudo devo ressaltar que só será permitido mostrar o lado da vítima, principalmente para que não ocorra nenhuma apologia.

Regras:

As fanfics postadas não podem infligir nenhuma das regras do spirit fanfics, isto é, queremos mostrar somente o lado da vítima, contudo não será permitido fazer apologias a depressão, bullying ou tornar a vitima em um opressor. Por isso, nós da organização iremos ler todas as histórias postadas na tag, e caso seja postado algo desse tipo; chamaremos o autor para conversar o privado, principalmente para saber se está tudo bem, e no final, abordar os temas que infligiram tais regras.

Como identificar as histórias da campanha?

Para participar da campanha basta usar a tag “chegadehate” em sua fanfic, assim facilmente encontraremos as histórias postadas aqui no spirit fanfics.

Quando as histórias poderão ser postadas?

Não teremos uma data especifica para isso, você poderá postar a sua fanfic quando decidir o melhor momento, visto que, falar sobre ódio não é algo fácil, além de ser um assunto delicado de ser tratado em fanfics, por isso, decidimos deixar a data em aberto.

E, por fim, gostaria muito de ver todos vocês participando dessa campanha e enchendo a tag com fics maravilhosas, espalhando amor ao invés de ódio.

Clique AQUI para ler as histórias já postadas.


Caso haja alguma dúvida deixe um comentário, ou me enviem uma mensagem privada, ficarei feliz em responder cada uma.

Beijobeijo da misu <33


Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...