~Queen_Khaleesi

Queen_Khaleesi
Mrs. Shakespeare
Nome: Elly
Status: Usuário
Sexo: Feminino
Localização: Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil
Aniversário: 26 de Março
Idade: 17
Cadastro:

Ficha CronoQuebra


Postado



• Inverno •

Ficha CronoQuebra:

Nome:
Soraya Crane

Nacionalidade:
Russa

Sexo:
Feminino

Sexualidade:
Heterossexual

Disponível para par?
Sim, Henry Chermont

Quem será sua dupla?
Henry Chermont

Idade:
18 anos

Aparência:









Descrição:
Possui um rosto de traços suaves e belos, olhos castanhos emoldurados por sobrancelhas bem delineadas. Seu cabelo ruivo é longo e sedoso e ela gosta de manter uma franja que esconde um de seus olhos, dando-a assim uma aparência misteriosa e atraente. Seu corpo possui curvas firmes, chamativas e ela faz questão de acentuar isso. Seus lábios, na maior parte do tempo estão selados, mas ao sorrir, neles delineiam o mais belo sorriso sedutor. Mede aproximadamente 1,65 e seu peso varia entre 49 e 50 quilos.

Personagem de Anime/mangá usado na Aparência:
Erza Scarlet - Fairy Tail

Personalidade:

Dissimulada:
Soraya nunca diz o que pensa ou sente, mas aquilo que quem deseja conquistar gostaria de ouvir. Consegue identificar facilmente o ponto fraco e as carências alheias e usa isso a seu favor. Pode fingir ser o que não é moldando-se às circunstâncias.

Narcisista:
Ela ama muito mais a si mesma que a qualquer outra pessoa. Só tem uma única intenção, a de manipular tudo a sua volta para seu melhor proveito e para a satisfação do seu ego. Preocupa-se apenas consigo mesma. Julga-se superior a todos e vive se comparando com os outros – e sempre se sente a melhor nessa comparação – e acredita que o universo lhes deve tudo.

Impulsiva:
Irresponsável e desrespeitosa em relação a normas, regras e obrigações sociais, Soraya imagina-se imune a qualquer julgamento ou punição e não pensa duas vezes antes de cometer delitos. Tem preferência pelo perigo, é intolerante à rotina, monotonia e tédio, viciada na adrenalina do perigo e por isso é movida pela alta inclinação a relacionamentos proibidos ou que ofereçam um certo grau de desafio.

Manipuladora:
Mente e usa as pessoas para conseguir o que quer. É extremamente sedutora e agradável nas relações sociais superficiais, e por isso, conduz facilmente as pessoas a realizarem seus desejos.

Egoísta:
Busca qualquer meio e forma para conquistar, mas nunca leva em conta os sentimentos das outras pessoas, é insensível e menospreza os sentimentos dos outros. Não tolera o tédio, o que a faz comumente buscar estímulos e novidades, caracterizando uma inconstância nos relacionamentos que se tornam enjoativos facilmente. Ela tende a sempre entediar-se ou enjoar-se quando fica com uma mesma pessoa e, principalmente, quando a mesma se apaixona. A concretização da conquista traz a monotonia que, para Soraya, é detestável, as relações de sua vida são rápidas e sem nenhum vínculo afetivo.

Mentirosa:
Soraya mente olhando nos olhos e com uma atitude completamente neutra e relaxada, sabe que está mentindo, não se importa, não tem vergonha ou arrependimento, nem sequer sente desprazer quando mente. Diz o que lhe convém e o que se espera para aquela circunstância. Ela pode mentir com as palavras ou com o corpo, quando simula e teatraliza situações vantajosas para ela, podendo fazer-se arrependida, ofendida, magoada. Quer ser admirada, quer ser a mais rica, mais bonita, melhor vestida. Assim, ela tenta adaptar a realidade à sua imaginação, à sua personagem do momento, de acordo com a circunstância e com sua personalidade. Soraya pode converter-se no personagem que sua imaginação cria como adequada para atuar no meio com sucesso, propondo a todos a sensação de que estão, de fato, em frente a um personagem verdadeiro.

Estrategista:
Ela tem o dom de montar todo um teatro a sua volta, ela faz uma força enorme para sustentar mentiras, faz jogo de intrigas, Soraya planta terreno. Ela dá o tiro, joga a culpa em quem está do lado e ainda por cima vai no enterro da vítima, isso quando não serve como testemunha do crime, é extremamente dissimulada.

Egocêntrica:
Soraya possui a "Síndrome do sol", ela acha que tudo gira em torno dela. Suas necessidades estão em primeiro lugar, seus desejos são os mais urgentes, seus problemas precisam sempre ser entendidos, no entanto, não se dá ao trabalho de olhar pro outro ser humano, de sentir que ele tem questões a serem resolvidas e metas a serem atingidas. Tem a capacidade de entender os outros, mas não o faz por pura maldade e egoísmo. Acha sempre que suas manipulações são as melhores, que todos são idiotas, que suas mentiras são engolidas, subestimando sempre e sempre a inteligência do outro. Quase nunca ela se importa com as necessidades alheias, porque tende a priorizar as suas, exigindo toda a atenção, paciência e carinho para si mesma e pouco retribui.

Boa-lábia:
Soraya possui um sorriso cativante, uma linguagem corporal interessante e uma boa lábia. E todos esses artifícios são utilizados com extrema habilidade exatamente para encobrir as suas verdadeiras intenções. Possui um extraordinário poder de importunar e de hipnotizar as pessoas com o objetivo maquiavélico de anestesiar seu poder de julgamento e sua racionalidade. Ela é uma mulher altamente sedutora, com conversas divertidas e agradáveis, é hábil em manipular, se mostra superior em suas falas, porém, a qualquer sinal de perigo que possa estragar seus planos, disfarça e com frieza muda o curso da conversa ou da ação, para enganar e não deixar pistas. Soraya trata as pessoas como meros objetos ou coisas, que devem ser usados sempre que necessários para a satisfação do seu bel-prazer.

Possessiva:
Caso demonstre possuir laços mais estreitos com qualquer pessoa, certamente é pelo sentimento de possessividade e não pelo amor genuíno. Soraya gosta de possuir coisas e pessoas, logo, é com esse sentimento de posse que ela se relaciona com o mundo e com as pessoas. Ela não hesita em usar seus amigos para se livrar de situações difíceis ou tirar vantagens. Quando diz que ama ou demonstra ciúmes, na realidade, tem apenas um senso de posse como com qualquer objeto. Ela trata as pessoas como "coisas" que, quando não lhe servem mais, são descartadas da mesma forma que se faz com uma ferramenta usada.

Cruel:
Soraya é carismática, fascinante e faz com que uma relação com ela seja sempre um desafio tentador. Ela pode até dizer-lhe de forma direta que não é boa e que só vai te machucar, mas ela faz isso sabendo muito bem que só vai fazer você se esforçar mais para estar com ela. Soraya gosta de brincar com a forma como um gato aprecia torturar um rato. E ela sempre sabe exatamente como isso vai acabar: com ela triunfando e você devastado. Como você acaba é de nenhum interesse para ela, e Soraya vai despejá-lo sem a menor cerimônia, quando você já não for útil ou divertido.

Atraente:
Ela aparenta ser adorável, bela, iluminada, sempre com um sorriso no rosto, sorriso esse que cativa quem o vê. Ama e sabe aproveitar a vida e isso atrai pessoas que se enganam com sua luminosidade exterior.

Superficial:
Prefere a beleza exterior, se importa apenas com o que a pessoa aparenta por fora. É possível que relacione-se apenas com homens ricos de bela aparência, esquecendo-se do seu interior.

História até aqui:
Soraya nasceu num lar estável, seus pais tinham bons empregos, seu pai sendo possuidor de uma rede de empresas automobilísticas e sua mãe uma psicóloga influente. Sua infância foi coberta por mimos, ela cresceu vivendo no luxo e, treinada pelo seu pai para que pudesse substitui-lo, ela não conhecia a pobreza. Quando Sol completava seus 9 anos, seu pai foi preso por lavagem de dinheiro, levando assim, ela e sua mãe à ruína já que depois do acontecimento, Sue não era mais contratada.
A partir daí, Soraya então começou a endurecer seu coração, foi uma forma brusca de mudança de cenário. Ela saiu de uma suite presidencial para viver no subúrbio. Sua mãe arrumou um emprego como diarista e elas alugaram uma kitnet que por alguns anos pareceu ser o suficiente.
Soraya então resolveu que não viveria mais daquela forma. Resolveu começar da forma mais fácil, mas que dependia muito da sua sorte, e, claro, era a forma que as pessoas "pobres" buscavam para tornarem-se ricas. Ela jogou na loteria. Era como se jogar num abismo escuro sem saber onde iria dar, as chances de vencer eram de um em um milhão. Mas mesmo sabendo disso, ela tentou e, por um golpe de sorte, ela ganhou.
Soraya logo mudou-se para outro apartamento e começou a investir seu dinheiro, ela era uma garota inteligente em seus 16 anos.
E, um ano depois, ela era considerada uma das mulheres russas mais ricas. Ela tinha influência, muitos homens de empresas concorrentes tinham receio até de ouvir falar do sobrenome "Crane".
Sol ganhou respeito, status e tornou-se inatingível.

Manias e/ou Costumes e/ou Hábitos:
- Batucar os dedos em algo sólido quando impaciente
- Estreitar os olhos quando desconfiada

Gostos:
- Café
- Cigarro
- Uísque
- Música clássica
- Vencer

Desgostos:
- Perder
- Pessoas idiotas
- Ser enganada
- Crianças
- Doces

Vícios:
- Balas de menta
- Cigarros

Medos e/ou Fobias:
- Soteriofobia; medo de dependência dos outros.

Poder que controla:
Cósmico.

Artefato:
- Bracelete


Armamento:
- Besta


Relação com terceiros:
Ela é o tipo de mulher a qual sabe tudo de todos, mas que ninguém sabe nada dela. Soraya gosta muito de falar de si mesma, mas apenas coisas superficiais, nunca algo que realmente seja profundo. Ela gosta de manter conversas agradáveis, mas ninguém nunca consegue decifrá-la, ela é um mistério para todos e, bem, ela gosta de manter isso exatamente dessa forma. Não deseja que ninguém a conheça internamente ou que conheça seus pontos fracos, ela quer ser superior.

Relação com dupla:
Ela sempre estará querendo impor-se, dizer-se melhor e mais sábia. Não aceitará de forma alguma qualquer outra situação em que ela não seja a líder. É uma garota geralmente estrategista e racional, e isso faz dela uma mulher apta para liderar.

Relação com par:
Quando perceber que ama mais essa pessoa que a si mesma sentirá certo medo, ficará assustada e tentará afastá-lo a todo custo. O tratará com ainda mais indiferença, mas ao perceber que sua atitude o magoa, acabará cedendo. Mas ela será sempre quem domina na relação, é uma mulher possessiva e ciumenta, mal pode ver o cara de quem gosta perto de terceiros que fica vermelha de raiva. Tenta demonstrar carinho, mas seu lado orgulhoso é quase impossível de se controlar, portanto, dificilmente ela dirá um "eu te amo".

Relação com o Núcleo:
De certa forma, Soraya gosta de ser diferente, rara, especial. Portanto, ter um poder a faz ficar ainda mais convencida. Ela não terá uma opinião formada sobre o Núcleo até entendê-lo à fundo, e desde que a beneficie de alguma forma, ela não se importa exatamente com o que ele faz. Mas no momento em que ele demonstrar algum movimento suspeito, ela agirá de modo desconfiado, sempre procurando brechas em suas atitudes.

Algo mais?
Não, eu acho. Mas lhe informarei caso eu adicione qualquer outra informação, anjo.


Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...