~Shantay

Shantay
The Shade Of It All
Nome: 〘ᴸᵒᵘᶜᵃ ᴰᵒˢ ˢᶤᵍᶰᵒˢ〙̶𝙳̶𝚎̶𝚕̶𝚎̶𝚗̶𝚊̶ ● 𝓶𝓐̃𝒆 𝓭𝓞𝓼 𝓭ℛ𝓪𝓖𝓸̃𝓔𝓼● Lєℓєzιηα●
Status: Usuário
Sexo: Feminino
Localização: Parati, Rio de Janeiro, Brasil
Aniversário: Indisponivel
Idade: Indisponivel
Cadastro:

Infernum


Postado



Ɲσмє Ƈσмρℓєтσ
Mégara Axel Octavio

Mégara:Significa "megaron", "megas", "grande, maravilhoso" ou seja "Majestoso"
Mégara é, possivelmente, uma variante de Megaera, ou ainda, um nome derivado a partir da cidade grega antiga, Megara, a oeste de Atenas, ou ainda, uma antiga colônia grega na Sicília chamada Megara Hyblaea. Os topônimos derivam de "megaron", de "megas", ou seja, "grande, maravilhoso", referindo-se a algo realmente majestoso.
Megaera, e portanto, Mégara, seria a forma latinizada do grego Μεγαιρα (Megaira), que foi derivado de μεγαιρω (megairo) que significa "rancor". Este era o nome de uma das fúrias (ou erínias) na mitologia grega. O nome é usado como uma palavra em várias línguas europeias para denotar uma mulher rabugenta, mal humorada, por exemplo, a palavra mégère (francês) e megera (italiano). Na mitologia grega, Mégara era a filha mais velha de Creonte, o rei de Tebas. Em recompensa por Hércules defender Tebas, Creon ofereceu sua filha em casamento à ele. Mégara e Hércules tiveram um filho e uma filha, os quais Hércules matou quando Hera lhe inflingiu uma loucura temporária. Algumas fontes dizem que Hércules teria matado Mégara, e em outras, ela teria sido dada a Iolaus, quando Hércules deixou Tebas para sempre.


Aχeł: Significa “carroça”, “carruagem”; “meu pai é a paz”, “filho da paz”.
Tem origem no nome germânico Achse que, por sua vez, surge da palavra nórdica öxull, do inglês antigo eaxl e do saxão antigo ahsa. Significa “carroça”, “carruagem”, acreditando-se, assim, que o nome Axel seria dado a pessoas cuja família tivesse como trabalho a construção de carroças.


Ocтαvιo: Significa "oitavo".
Tem origem do latim Octavius, da palavra romana octavus, que significa oitavo.
Esse era o nome dado pelos romanos para designar o "oitavo filho". Foi o nome original da família do primeiro imperador romano César Augusto, cujo nome completo era Gaius Iulius Caesar Octavianus Augustus (63 a.C.- 14 d.C.). O período de governação do fundador do império romano é conhecido como "idade do ouro" do classicismo romano, em virtude dos trabalhos artísticos desenvolvidos na altura.




Aρєℓι∂σѕ

Mєg: É um apelido carinhoso dado e bastante usado por seus parentes e amigos, ele é uma espécie de diminutivo de seu nome para facilitar sua chamada. Mégara gosta desse apelido e para ela tanto faz ser chamada por Mégara, ou Meg.

Ɗιαвιηнα: É um apelido dado por seus amigos para caçoar de sua religião, apesar disso Mégara gosta desse apelido, pois é um modo de seus amigos demostrarem afeição a ela, mas somente seus amigos mais próximos tem o direito de chama-la assim.



ǀ∂α∂є
Mégara possui Dezenove anos de idade.
Mégara nasceu em Vinte e Cinco de Abril 『25/05』
Mégara é Taurina ♉, possui ascendência em Virgem ♍ e lua em Áries ♈.



Rєℓιgια̃σ
Lυcιfєяιαηιѕмσ
O luciferianismo é um conjunto de crenças cuja base encontra-se fixada na figura de Lúcifer. Divide-se em luciferianismo tradicional ou teísta (crença em Lúcifer como um ser físico) e luciferianismo simbólico ou agnóstico (crença em Lúcifer como um símbolo de luz, conhecimento, crescimento individual e auto-aperfeiçoamento).
Este tipo de crença existe também no paganismo da Tradicional Ibérica, apesar de não corresponder diretamente a ela e de não possuir, no mais das vezes, ligação definitiva com nenhum tipo claro de misticismo.



Ƈαѕтα
Ƈαѕтα 3: A elite, educadores, filósofos, joalheiros, inventores, escritores, cientistas, médicos, veterinários, dentistas, arquitetos, bibliotecários, engenheiros, psicólogos, cineastas, produtores musicais, advogados.

Ƥяσƒιѕѕα̃σ
Advogada: Ela claramente não é advogada, bom não ainda, pois ela está no 1 ano da sua faculdade de advocacia, Mégara sempre demostrará uma grande afeição por está profissão e não foi surpresa ninguém quando ela escolheu está profissão para cursar.

Aραяє̂ηcια
[Aqυι, σ ρσηтσ мαιѕ ιмρσятαηтє є́ α ∂єѕcяιçα̃σ, ρσιѕ є́ υмα ∂αѕ cнανєѕ ∂α ρєяѕσηαgєм. ǀмαgєηѕ, αѕѕιм cσмσ gιƒѕ, ѕα̃σ ιмρσятαηтєѕ, мαѕ ηєм тαηтσ. Ƈσєяє̂ηcια тαмвє́м ѕєяά αναℓια∂σ. Ɲα∂α ∂є υмα Aηgєℓιηα Jσℓιє ιηтєяρяєтαη∂σ υмα ρєяѕσηαgєм cσм ∂єzσιтσ αησѕ.]

Ƥєяѕσηαℓι∂α∂є
[O ρσηтσ cнανє мαιѕ ιмρσятαηтє ∂α ρєяѕσηαgєм. Aqυι є́ ση∂є тιяαяємσѕ α єѕѕє̂ηcια ∂єℓα. Ɛ́ ηєcєѕѕάяισ qυє νσcє̂ єχρℓσяє cα∂α ∂єƒєιтσ є qυαℓι∂α∂є. Ƈσєяє̂ηcια, мαѕ αqυι є́ мαιѕ ιмρσятαηтє qυє ησѕ συтяσѕ тσ́ριcσѕ; ‘’Ɛℓα є́ ℓєgαℓ, мαѕ є́ cнαтα тαмвє́м’’. Ƭαмвє́м ρσ∂єм cσℓσcαя αℓgυм ∂ιѕтύявισ. Ɲα̃σ νєηнαм мє ƒαzєя υмα ρєяѕσηαgєм cσм αρєηαѕ qυαℓι∂α∂єѕ є ηєηнυм ∂єƒєιтσ, ρσιѕ cσмσ є́ αqυєℓα ƒαмσѕα ƒяαѕє qυє тσ∂σ мυη∂σ נά συνιυ, ηιηgυє́м є́ ρєяƒєιтσ.]

Hιѕтσ́яια
[A нιѕтσ́яια є́ σ qυє ησѕ тσяηα σ qυє ѕσмσѕ. Ɲιηgυє́м, αвѕσℓυтαмєηтє ηιηgυє́м, тєяά υм ραѕѕα∂σ тяαυмάтιcσ є ѕєя υмα ρєѕѕσα ѕσ́ ∂є ѕσяяιѕσѕ. Ƥσ∂є, ѕιм, ѕєя υмα нιѕтσ́яια ∂яαмάтιcα, мαѕ ναмσѕ мαηєιяαя, ρєѕѕσαѕ.]

Ɛχρℓιqυє σ мσтινσ є тєя ѕє ιηѕcяιтσ ηα Sєℓєçα̃σ
[Ɲα̃σ єχιѕтє αρєηαѕ ρєѕѕσαѕ qυє qυєяєм υмα cнαηcє мєℓнσя ηα νι∂α. Sєι ℓά, gєηтє, ∂єιχєм α cяιαтινι∂α∂є ƒℓυιя! Ƥσ∂єм αтє́ ∂ιzєя qυє α ρєѕѕσα qυιѕ ρєя∂єя σ ƁƲ cσм σ ρяίηcιρє, мαѕ αρєηαѕ ∂ινєяѕιƒιqυєм.]
Ƒαмίℓια
[Ɲσмє, ι∂α∂є, ραяєηтєѕcσ, яєℓαçα̃σ, αραяє̂ηcια, є ρєℓσ мєησѕ cιηcσ α∂נєтινσѕ qυє ∂єƒιηαм σ ρєяѕσηαgєм.]

Ɛѕтιℓσ є νєѕтιмєηтα
[Ƒσтσѕ, αѕѕιм cσмσ α ∂єѕcяιçα̃σ, ѕα̃σ ηєcєѕѕάяιαѕ. Qυєяємσѕ σ тιρσ ∂є яσυρα qυє єℓα υѕα, σ єѕтιℓσ. Ƥσ∂єм ƒαzєя тαмвє́м cσм υм gσѕтσ мαιѕ єcℓє́тιcσ, qυє υѕα υмα мαιѕ єѕтιℓσ Ɓαявιє єм υм мσмєηтσ, є συтяα мαιѕ gσ́тιcα єм συтяσ мσмєηтσ.]

Ɠσѕтσѕ
[Ɲα̃σ є́ ηєcєѕѕάяισ υмα вίвℓια, мαѕ gσѕтσѕ qυє ησѕ ∂ιgαм υм ρσυcσ мαιѕ ѕσвяє σ ρєяѕσηαgєм.]

Ɗєѕgσѕтσѕ
[Ɲα̃σ є́ ηєcєѕѕάяισ υмα вίвℓια, мαѕ gσѕтσѕ qυє ησѕ ∂ιgαм υм ρσυcσ мαιѕ ѕσвяє σ ρєяѕσηαgєм.]

Ɗєƒєιтσѕ

Qυαℓι∂α∂єѕ

Mє∂σѕ | Ƒσвιαѕ | Ƭяαυмαѕ
[Ƒσвιαѕ є тяαυмαѕ ѕα̃σ σρcισηαιѕ, ρσяє́м мє∂σѕ, ηα̃σ. Ƭσ∂σѕ тємσѕ. Ɠєηтє, σѕ ∂σιѕ ρяίηcιρєѕ ѕα̃σ ƒιℓнσѕ ∂є Sαтαηάѕ, єηтα̃σ, ρσя мαιѕ qυє ѕєנαм ∂υяσηαѕ, ∂єνє тєя αℓgυм мє∂σ ∂єℓєѕ αι, ∂єηтяσ ∂α ρєяѕσηαgєм.]

Mαηιαѕ
[Aѕ мαηιαѕ ѕα̃σ cσмρσятαмєηтσѕ яєρєтιтινσѕ, gєяα∂σѕ ρσя cяєηçαѕ συ ѕυρєяѕтιçσ̃єѕ. Ɛℓαѕ ƒαzєм ραятє ∂α ησѕѕα яσтιηα.]

Ƥσηтσѕ Ƒσятєѕ
[Aqυι νσcє̂ ∂ιz ησ qυє α ρєяѕσηαgєм є́ вσα є яυιм. Ɗιgα тαмвє́м αℓgυм тαℓєηтσ, αℓgσ єм qυє єℓα є́ яєαℓмєηтє вσα.]

Ƥσηтσѕ Ƒяαcσѕ
[Aѕѕιм cσмσ σѕ ∂єƒєιтσѕ, ηιηgυє́м є́ ρєяƒєιтσ. Ɛυ, α @νєяǀαc, ρσя єχємρℓσ, ѕσυ σ́тιмα ƒαzєη∂σ αℓgυмαѕ cσιѕαѕ, є ρє́ѕѕιмαѕ єм συтяαѕ.]

Ƥяίηcιρє єѕcσℓнι∂σ
[Sєвαѕтιαη συ Ɲσямαη, ѕυgιяσ qυє єѕcσℓнαм cσм мυιтα αтєηçα̃σ.]

Rєℓαçα̃σ cσм

— Ƥяίηcιρє Sєвαѕтιαη;
— Ƥяίηcιρє Ɲσямαη;
— Sєℓєcισηα∂αѕ;
— Ɠυαя∂αѕ;
— Oυтяσѕ ƒυηcισηάяισѕ;

Ƈяια∂αѕ
[Sα̃σ ∂υαѕ. Ɲσмє, ι∂α∂є, ιηтєяρяєтє, яєℓαçα̃σ є cιηcσ α∂נєтινσѕ.]

Ɛηcσηтяσ ρєяƒєιтσ
[ǀѕтσ αqυι є́ ηα cσηcєρçα̃σ ∂α ρєяѕσηαgєм. Ʋσcє̂ѕ αιη∂α ηα̃σ cσηнєcєм ∂ιяєιтσ σѕ ρяίηcιρєѕ, мαѕ ρσ∂є cяєя qυє єℓєѕ ηα̃σ να̃σ ℓєναя α ѕєℓєcισηα∂α ραяα ƒαzєя αℓgσ ραcίƒιcσ ∂ємαιѕ.]

Ƥяєѕєηтє ρєяƒєιтσ
[Ƭαмвє́м є́ ηα cσηcєρçα̃σ ∂α ρєяѕσηαgєм. O qυє, ραяα єℓα, ѕєяια σ ρяєѕєηтє ι∂єαℓ?]

Uмα мύѕιcα qυє єƒιηα ѕєυ яєℓαcισηαмєηтσ cσм σ ρяίηcιρє

Aℓgσ α мαιѕ?
[Ƭσ́ριcσ σρcισηαℓ. Ƈσιѕαѕ ιмρσятαηтєѕ. Ɲα̃σ νєηнαм мє ∂ιzєя qυє α ρєяѕσηαgєм αмα ηυтєℓℓα є σ∂єια вαтαтα, ρєℓσ αмσя ∂є Ɗєυѕ.]




Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...