~exids

exids
.norman's gf.
Nome: Maggie, I'll find you.
Status: Usuário
Sexo: Masculino
Localização: Indisponivel
Aniversário: 23 de Outubro
Idade: 5
Cadastro:

.colégio interno.


Postado






● Nome completo:
Emma Devon Schein.

○Apelido:
Em, o encurtamento de seu nome.

●Idade:
Dezesseis.

○Data de nascimento:
20/11

●Cidade Natal:
Peshawar, Paquistão.

●Aparência:
Possui um formato de rosto harmônico, ainda que tenha bochechas quase que inexpressivas. Se inicia por uma testa curta e chapada, e vai afinando à medida que chega no queixo; o nariz é fino, estreito e grande. Já os lábios são aparentemente simétricos, de lábios superiores e inferiores medianos, rosados e sempre hidratados.
Os olhos são redondos e pequenos, de íris nem tão escura para que seja impossível distingui-la da pupila; são limpos e sem manchas. Na verdade, há uma minúscula marca amendoada na parte interna da esclerótica, tão pequena que é difícil de percebê-la se não for bastante observador. Os cílios são curtos e escuros, que se destacam, junto com os olhos que são verdadeiras tentações, em meio à pele de um pálido rosado e gélido. As sobrancelhas são finas e levemente arqueadas, de um tom mais escuro que os cabelos. Os cabelos alcançam um pouco do busto, sendo acobreados, ondulados e desleixadamente penteados.
Emma é pequena, com aproximadamente 1,64m de altura, e de corpo magricela. Não possui um físico muito chamativo ou cheio de curvas, mas as poucas que tem são mais do que o suficiente para ela.



●Personalidade:
Emma sempre sentiu-se deslocada em comparação ao restante da população adolescente; é como se fosse uma agulha no meio de um paliteiro, tentando a qualquer custo encontrar-se no meio de tanta confusão.
É aquele estereótipo bastante tradicional de nerd, com leves mudanças que faz com que se destaque da maioria. Algumas de suas características são:
• Ela é cativante. Consegue atrair e encantar aos outros de maneira natural, sem falsidade.
As pessoas procuram felicidade assim como mariposas procuram por luz. Todo mundo, em último caso, quer ser feliz e tudo o que fazemos é para encontrar esse sentimento. Por transbordar alegria, as pessoas simplesmente querem estar perto dela, porque querem de alguma forma compartilhar da sua alegria.
• Confiante. Cultiva um aperto de mão firme, ainda que tímido; olha aos outros profundamente nos olhos enquanto conversam; dá um "bom dia" ou um "olá" para qualquer estranho na rua e consegue ser um ás da conversa.

• Sabe ouvir. Ninguém gosta de uma pessoa que gira apenas em torno do seu ego, de si mesmo, de suas ideias e realizações. Portanto, Emma possui a habilidade de despertar as outras pessoas e fazê-las se envolverem com a mesma e com os outros, compartilhando suas experiências.
• Aceita críticas. As críticas são inevitáveis, mas ela criou uma espécie de proteção que permite que continue fazendo o que estava fazendo sem se preocupar com o que os outros realmente estão pensando sobre sua pessoa.
• Arrisca. Todos tememos o fracasso, mas Emma não foge dele. Não se intimida e pergunta o que tem curiosidade em saber, sem tomar a dor da resposta que possivelmente possa receber.

• Desastrada. Seu senso crítico e observador muitas vezes a tiram da realidade, fazendo com que esbarre em tudo e todos em sua frente.
• Sarcástica. Emma utiliza esse recurso ━ com o qual se relaciona muito bem ━, para acalmar situações conflitantes ou acalmar ambientes. Nem todas as pessoas conseguem entender o sarcasmo, e podem mesmo ser mal interpretados, porque nem sempre os comentários sarcásticos devem ser entendidos de forma literal. Por isso, ela é bastante cuidadosa.
• Dramática. Com seu talento para o teatro, Emma faz drama apenas para irritar; pois o acha repugnante. Acaba sendo exagerada nas suas queixas, é angustiante, torna comoventes seus relatos, tenta enternecer e sensibilizar o outro.

• Altruísta. Emma se dedica muito ao próximo. Sempre coloca-se em segundo lugar, tomando as dores dos outros e tentando ajudá-los a qualquer custo.
• Vulnerável. Ela é alguém que está sendo constantemente usada pelos outros por sua bondade. Emma está sempre suscetível a ser ferida, ofendida e tocada; porém, é frágil e incapaz de fazer algo contra.

• Inteligente. Dona de uma inteligência fora do comum, Emma poderia ser facilmente denominada a ''sabe-tudo". Com a ajuda de seus pais, professores, ela aprendeu muito mais do que conseguiria na escola e, graças a sua curiosidade, foi muito mais além do que imaginava. É aquele tipo de pessoa que assim que percebe um erro gramatical, não dispensa a correção.

• Impõe ordens. Principalmente quando se trata de algum assunto em que domine e tenha muita confiança no que faz.
• Teimosa. Apesar de ser acessível diante de certas coisas, ela nunca cede a opinião de terceiros. Se mantém firme em suas premissas e ideias sem pestanejar ou mostrar sinal de dúvida.

• Forte. Apesar de abusarem de sua personalidade mais "calma", Emma nunca, em hipótese alguma, deixaria que vissem uma lágrima sua. Ela é orgulhosa demais para mostrar tal sinal de fraqueza emocional.

• Perfeccionista. Quando algo em que pensou muito não ocorre como esperado, Emma culpa a si mesma e está sempre cobrando o seu melhor. Isso lhe ajuda, em parte, a desenvolver suas ideias, mas às vezes ela cobra além da conta. Normalmente dá castigos a si própria, como estudar quatro vezes mais ou passar o dia inteiro na biblioteca.

●História:
Emma nasceu entre uma família miserável entre tantas outras no Paquistão. Era filha de um belga muçulmano naturalizado no país e uma ativista americana, judia, que ia ao local constantemente visitar sua mãe; uma senhora que, em todo caso, estava claramente enferma.
Lá, o casal se conheceu e tiveram uma filha, Emma. Juntos, cogitaram de voltar aos Estados Unidos porque, por mais que quisessem, aquele não era o local ideal para uma criança crescer feliz; por causa de tantos ataques e intolerância religiosa por parte de muitos.
Julian e Marie, seus pais biológicos, morreram quando tentavam atravessar uma das várias fronteiras que superaram. Não era mais um prazer de querer sair do país, era uma necessidade. Eles estavam com medo das noites frias e travessias, tinham medo de perder a criança. O casal, naquela época sobrevivia com medo.
Depois da morte de seus pais, as autoridades locais comunicaram a justiça, que procurou incansavelmente por parentes do bebê órfão. Porém, só conseguiram entrar em contato com dois amigos do casal quando a história da criança passou pela televisão de milhares de casas no mundo inteiro.
Leonard e Clarissa foram atrás dela na Inglaterra, e se apaixonaram perdidamente por seus olhos de pura inocência e sofridos meses de vida. Resolveram adotá-la, também por um ato de amizade aos falecidos, e lhe batizaram de Emma.
A menina foi para Houston, onde os dois moravam, e aprendeu com eles tudo o que sabe. Clarissa, que era ativista assim como Marie, ensinou à ela tudo o que sabia sobre diversos assuntos que não se aprendia na escola, como o judaísmo. Não que quisesse tornar a menina judia, mas ela se desenvolveu intelectualmente sabendo que intolerância religiosa era algo inadmissível, já que o pai era muçulmano e a mãe, judia.
Ela foi aperfeiçoando-se na dança, nos conhecimentos gerais, no teatro e aprendeu a tocar violino e piano. Tornou-se uma aluna exemplar com excelentes notas, que dava muito orgulho aos pais e conseguiu levar uma infância normal sem se lembrar dos acontecimentos anteriormente ccomentados na Inglaterra; era feliz, sadia e capaz de qualquer coisa.

●Família:

Pai



○Nome:
Leonard Devon.

○Profissão:
Dono de uma loja de automóveis.

○Aparência:
Um homem de rosto encorpado e barbudo; de pelos acobreados como os de Emma. Ele possui um corpo robusto, mas não é gordo, e olhos azuis levemente acinzentados.

○Idade:
Trinta e oito.

Mãe



○Nome:
Clarissa Devon Schein.

○Profissão:
Professora de ballet.

○Aparência:
Mulher de beleza natural e estonteante, chama a atenção pelos olhos semelhantes a um caleidoscópio. Seu cabelo é formado por cachos medianos de larga espessura, escuros e macios. De corpo magro, esguio e ereto, por causa do ballet, parece muito feminina e delicada aos olhos de Emma, que sempre a considerou uma inspiração.

○Idade:
Trinta e nove.

●Opção sexual:
Heterossexual.

●Par?
Sim.

○Se sim, descreva como ele(a) deve ser:
Ela não está em busca de um garoto perfeito; o que ela quer, na verdade, são imperfeições ao limite.
Emma apenas deseja que seja alguém que consiga impressioná-la a cada dia, seja com um sorriso ou dizendo algo que ninguém imaginava que aquele ser poderia pronunciar um dia. Ela quer ir descobrindo cada ponto positivo daquele alguém a cada dia, se surpreendendo-se com o fato de estar certa como sempre: Todo mundo têm um coração. Essas pessoas apenas precisam de alguém para mostrá-las isso.
Emma gostaria de alguém que, mesmo grosseiro, consiga ser o mais sincero possível. Quer alguém que lhe diga que estão usando-a, que estão brincando com ela, que está estudando demais e que encare aqueles que gozam de sua bondade para defendê-la, coisa que a mesma nunca conseguiu fazer.

●Alergias?
Emma é intolerante a lactose.

●Algum medo ou fobia?
Acrofobia ━ medo de altura;
Aracnofobia ━ medo de aranhas;
Claustrofobia ━ medo de lugares apertados.

●Vestuário:

○Roupas básicas:


○Festas:


○Pijama:


●Calçados:

○Básico:


○Festas:


●Talentos:
Atuar, tocar piano e cantar.

●Qualidades:
Inteligente;
Altruísta;
Estudiosa;
Determinada;
Sorridente;
Carismática;
Boa ouvinte;
Ativista;
Protetora.

●Defeitos:
Autoritária;
Exigente;
Perfeccionista;
Curiosa;
Ingênua.

●Gostos:
Chá;
Contos folclóricos;
Pesquisas científicas;
Música clássica;
Teatros;
Museus;
Quebra-cabeças, sudoku;
Séries antigas;
Literatura;
Documentários;
Mar;
Vermelho;
Gatos.

●Desgostos:
Fofocas;
Verão;
Erros gramaticais;
Café;
Aranhas;
Preconceito;
Pessoas que falam demais ━ embora ela não seja o tipo de pessoa que poupe palavras;
Sentimento de superioridade;
Falta de comprometimento;
Encrencas.

●Motivo por ter ido parar em uma colégio interno:
Seus pais iriam morar na Suécia por um ano ━ a criação de um espetáculo de ballet de sua mãe fez tanto sucesso que foi convidada a se apresentar em várias cidades do país europeu ━ e, como não havia ninguém para tomar conta dela, foi colocada no colégio.

●Convivência com Margo:
Possuem uma amizade selada por falsidade; Margo não a considera exatamente uma 'amiga'.
Emma é, abrasileiradamente falando, o tapete onde Margo pisa. É constantemente usada e destratada, mas ainda insiste em continuar seguindo-a para onde quer que vá.
A garota faz tudo o que quer e muito mais, mas no fundo, uma precisa da outra. Margo certamente não é o poço de confiança e ignorante que muitos acham, ela é melhor do que isso; e Emma é uma das únicas que sabe.

●Bom(a) aluno(a) ou péssimo(a) aluno(a)?
Ótima aluna.

●Notas

(X) 90 pra cima

( ) Na média pra cima

( )Abaixo da média

●Fã de alguém?
Jake Bugg, NeverShoutNever e GroupLove.

●Música que lhe descreve:
Am I pretty?, The Maine. Escolhi essa música porque, no fundo, Emma quer ser muito mais do que a garota que faz lições de casa de graça. Ela quer se sentir bonita e ser bonita fisicamente, porque interiormente já é.

●Séries favoritas:
Reign;
Glee;
Game of Thrones.

●Passatempo favorito:
Emma ama atuar, e busca sempre se inscrever em peças e trabalhos do gênero. Porém, seu passatempo preferido é tocar piano.

●Sabe que seu personagem está em minhas mãos agora não sabe?
Sim.

●Mais alguma coisa?
Não.


Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...