~BlueOceans

BlueOceans
Leitora
Nome: Blue ❣
Status: Usuário
Sexo: Feminino
Localização: Florianopolis, Santa Catarina, Brasil
Aniversário: 4 de Abril
Idade: 15
Cadastro:

✗ Demons Of Diamond Eyes ✗


Postado





𝓒𝓁𝑜𝑒 𝓜𝒶𝓇𝒾𝑒 𝓖𝓇𝒶𝓎
❝ Elegância é
a única beleza que
nunca desaparece ❞




🍁Nome completo🍁
『 Cloe Marie Gray 』





🍁Melhor amiga(o) antes de ser levada🍁

『 Lily Beuamont, uma escocesa filha de um empresário e uma aristocrata, foi criada por governantas antes de ser enviada ao internato Saint Claire aos seus dez anos. 』





🍁 Nome da escola🍁
『 Constance Billard Academy, dos seus dez anos até seus 17 anos, e depois foi aceita no Royal College of Art no curso de fotografia. 』





🍁 Gosto musical🍁
『 Música clássica é sem sombra de dúvidas seu gênero favorito, mas também gosta muito do gênero alternativo, como por exemplo Bastille e Of Monsters and Men, e de rock, como Foo Fighters, Starset e Red Hot Chilli Peppers. 』





🍁 Parentesco com qual monstro🍁
『 Dorian Gray 』





🍁 Qual par🍁


『 Shu Sakamaki 』





🍁 Sua história🍁
『 Ela nasceu em Glasgow, Escócia, por acaso. Na realidade, Cloe era para ter nascido no hospital St. Mary em Londres, mas sua mãe, uma mulher muito teimosa e cabeça-dura para seu próprio bem, resolveu acompanhar o marido em sua viagem de negócios apenas 3 semanas antes de dar à luz, o que resultou na loira nascendo no país vizinho, mas a única coisa que faz dela uma escocesa é sua certidão de nascimento, pois ela se considera uma inglesa, tendo crescido um casarão que é da família de seu pai à gerações, apenas à meia hora de Londres.

Seu pai, Henry Gray, um homem de negócios que quase sempre se encontra em seu escritório na capital, sempre foi alguém preocupado com as aparências e a imagem que sua família passava aos resto do mundo, o que o faz ser alguém extremamente fechado e exigente, com si mesmo e com as pessoas ao seu redor, inclusive sua filha, e sendo descendente direto do aristocrata Dorian Gray cujo a história 'fictícia' inspira muitos até hoje, sempre teve altos padrões aos quais responder. Já sua mãe, Mary Brandwell Gray, era o completo oposto, uma mulher alegre e que quase sempre desaprovava das atitudes frias do marido, era uma artista, sempre pintando novos quadros e passando a maior quantidade de tempo possível com a filha, a ensinando a tocar piano e instigando o amor da pequena por livros. Cloe cresceu em um ambiente restrito e fechado devido à seu pai, mas algo que nunca lhe faltou foi carinho e amor, coisas que recebia da mãe em grandes quantidades, isto é, durante os primeiros 8 anos da sua vida.

A primeira gravidez de Mary havia ocorrido sem nenhuma complicação durante a gestação e Cloe nascendo saudável, mas em sua segunda gravidez, oito anos depois, ela não teve tanta sorte. Os primeiros dois meses foram pura felicidade, até mesmo Henry havia começado a passar mais tempo em casa com a filha e a esposa, e sendo mais frequentes as vezes que o homem portava um sorriso no rosto, mas a partir do terceiro mês, Mary começou a ter desmaios devido a pressão baixa e quase tudo a levava a passar mal. Durante o sexto mês, foi quando as coisas realmente chegaram a um ponto irreversível, e Mary foi levada ao hospital para um parto antecipado, já que caso não fizessem nada nem ela ou o bebê sobreviveriam, e ao final do dia, mesmo com a cirurgia, somente o mais novo Gray sobreviveu.

Após a morte da pessoa que trazia vida à casa, Henry quase nunca saia de seu escritório, deixando seu filho recém-nascido aos cuidados dos empregados e de governantas, enquanto sua filha passou a ficar cada vez mais sozinha, sempre enfurnada dentro da casa, já que Henry se recusava a deixa-lá ir para um colégio qualquer na cidade e insistia em tutores. Dois anos após a morte de sua mãe, Cloe começou a estudar em um internato à mando de seu pai, que acreditava que os estudos particulares não eram suficientes para garantir um futuro. Então, aos dez anos de idade, Cloe começou a estudar no internato conhecido como Saint Claire Academy, lugar onde passaria 9 dos 12 meses do ano, até a idade de 17 anos, quando os estudos terminariam e os alunos seriam esperados a começar uma faculdade. É claro que Cloe não ficou muito feliz com a ideia, afinal, por mais que fosse ruim ficar em casa e ter estudos particulares, com certeza não é pior do que estar presa em um lugar pela maior parte do ano com pessoas que ela provavelmente não irá se dar bem com, mas como sempre, ela não teve nenhuma opinião no assunto, e logo já estava a caminho da pequena cidade de Blackpool, onde o internato residia.

Sendo alguém não muito extrovertida, a ação de fazer amigos nunca foi algo fácil para Cloe, e o fato de as pessoas com quem ela se relacionava terem sido escolhidas pelo pai durante toda a sua vida não ajudava muito a situação, então pode-se dizer que Lily Beumont foi uma espécie de milagre em forma de albina para Cloe. Lily, com sua personalidade extrovertida e despreocupada, não hesitou em se aproximar da garotinha loira agarrada à um livro que seria sua nova companheira de quarto, pelo resto dos 7 anos que ambas as garotas passariam lá. Não demorou para que Cloe e Lily se tornassem inseparáveis, Lily sendo a pessoa que incentivava Cloe a ser mais solta e as vezes a metia em encrencas, devido a sua natureza arteira, e Cloe quem fazia com que a albina focasse nos estudos e a tirava das encrencas em que se metia, e ao torno desses sete anos, as duas formaram um laço de amizade forte, deixando de se considerar melhores amigas e começando a se considerar irmãs.

Pode-se dizer que Cloe nunca havia lutado tanto para não chorar quanto no dia da formatura, sendo que não havia derramado uma lágrima desde a morte de sua mãe, afinal, Lily morava na capital da Escócia, Edimburgo, enquanto Cloe morava em Londres, mais de seiscentos quilômetros de distância uma da outra, e demorou um pouco para ambas as partes aceitarem que teriam de se comunicar por meio de mensagens e ligações por um tempo, até que Lily conseguisse ir para Londres como as duas haviam planejado desde o começo da adolescência.

Após voltar à Londres, seu pai nem mesmo aparecendo para recebe-la, somente seu irmãozinho James agora com 9 anos junto de sua governanta, Cloe se recusou a voltar a viver enfurnada em casa, queria uma mudança, um recomeço da sua vida em Londres, começando pela sua moradia. Ela se mudou para um pequeno apartamento perto do Hyde Park, e segundo isso ela escolheu aplicar-se para o curso de fotografia, já que sempre possuiu um amor por capturar momentos e sempre que pensava em sua futura profissão aquilo era o que vinha em sua mente, no Royal College of Art, sendo aceita e chegando a cursar dois semestres, mas nunca apareceu para o resto do ano letivo. 』





🍁 Personalidade🍁
『 Cloe é uma pessoa mais reservada, preferindo ler um livro em silêncio em vez de ficar em volta de pessoas, a exceção sendo aquelas pessoas das quais ela gosta e se sente confortável por perto.

Ela é alguém que não gosta de falsidades, por isso sempre tenta ser o mais honesta possível sem ser grossa, sendo gentil e simpática com quem merece, e sempre fazendo tudo ao seu alcance para ajudar as pessoas de quem gosta. Possui uma grande paciência, ela é calma e a emoção que melhor sabe controlar é a raiva, sendo raras as vezes que ela explode e fala o que vier a cabeça sem medir as palavras antes, e sempre que isso acontece ela se acalma rapidamente e pede desculpas.

Durante sua vida aprendeu a esconder suas emoções muito bem, e consegue fazer com que todos acreditem que esta sentindo algo quando na verdade sente exatamente o oposto, e não gosta que as pessoas sintam pena dela.

É muito observadora, as vezes consegue descobrir coisas sobre você mesmo que mantenha trancado a sete chaves, e se for preciso usará as informações que conseguiu contra você, mas nunca irá manipular alguém sem ter um motivo, mas quando tem que sabe chantagear alguém muito bem. É uma excelente estrategista, sempre com solução para tudo e resposta para todos na ponta da língua. Tem uma memória fotográfica impressionante e uma cultura acima da média, por isso aprende rapidamente e está quase sempre certa, mas quando a raridade dela estar errada vem a acontecer tem um pouco de dificuldade de admitir devido a sua teimosia,.

Na maioria das vezes Cloe está com um bom humor, sendo uma pessoa alegre e uma boa companhia de se ter por perto, mesmo que não seja muito de fazer piadas ou até mesmo de iniciar conversas, preferindo a companhia de alguém em um silêncio confortável à uma conversa vaga, mas sempre constatando sua opinião quando o assunto é de seu interesse.

Ela tem um sono pesado e é extremamente difícil acorda-la, o que só piora devido ao fato dela odiar acordar cedo. É muito estabanada, sempre quebra algum copo ou esbarra em algum móvel, ela é aquela pessoa que acha um hematoma na perna e não faz ideia de onde veio. Uma das horas em que ela fala sem parar é quando se trata de um assunto pelo qual ela é apaixonada, como livros ou culinária, podendo ficar horas conversando com alguém sobre aquilo.

É extremamente competitiva e orgulhosa, não gosta de admitir derrota ou que estava errada, e quando o faz é sempre de mau grado. Não é facilmente manipulada, e não gosta de ser tratada como um objeto, e muito menos como se fosse frágil e incapaz de fazer algo. E quando não gosta de alguém deixa aquilo bem claro, e quando se dirige a pessoa não o faz com nenhuma gentileza, sendo grossa e sarcástica quando quer. 』






🍁 Aparência🍁





{Sena Kashiwazaki - Boku wa Tomodacho ga Sakunai}

『 Cloe é alguém que possui uma extrema beleza, sendo muitas vezes comparada com um anjo pelas pessoas ao seu redor. Possuidora de longos cabelos loiros que se assemelham à coloração do metal precioso ouro, eles chegam até o meio de suas costas, na luz adquirem um tom mais claro parecido com um platinado , sua madeixas são geralmente deixados soltas, mas de vez em quando ela as prende em um rabo de cavalo alto, sendo que sua franja sempre escapa por não ser longa o bastante.

Seus olhos são tecnicamente azuis, mas quando se presta atenção pode-se ver os traços da cor cinza em suas íris, e dependendo da luz podem ser classificados como um verde puxado para o turquesa, lembrando águas cristalinas, e são adornados com longos cílios. Seu rosto possui traços delicados, seu nariz levemente arrebitado e seus lábios possuem um tom rosado natural, deixando-a com uma beleza clássica, sua pele é alva e tão perfeita quanto a de uma boneca de porcelana, sendo levemente rosada nas bochechas.

Sua altura é mediana, de somente 1,64, seu corpo é curvilíneo e suas medidas proporcionas, tendo um busto de tamanho médio que se complementa perfeitamente com as coxas torneadas, a cintura fina e quadril um pouco mais largo, a deixando com uma forma elegante e atraente. 』






🍁 Por que ele sequestraria seu char🍁
『 Shu é alguém que aprecia o silêncio, e a única coisa que gosta de ouvir se não a falta de barulho seria música clássica, algo que ele nunca esperou chegar aos seus ouvidos enquanto estava no centro da cidade de Londres.
A pessoa tocando Beethoven no meio do Picadilly Circus era uma adolescente, não mais do que 18 anos, em um piano que uma loja de música havia posto na frente de seu estabelecimento para incentivar as pessoas a entrarem em sua loja, e ela capturou a atenção do vampiro, que não pode deixar seu mais novo interesse de lado. 』






🍁 Músicas favoritas ou que descrevam o personagem🍁
Antigravity - Starset
Things We Lost In The Fire - Bastille
Crystals - Of Monsters and Men






🍁 Manias🍁
『 Morder o lábio inferior quando nervosa ou pensativa
Pentear os cabelos com os dedos, especialmente quando eles se encontram molhados
Usar as pessoas como apoio, colocando seu cotovelo em um dos ombros da pessoa, mesmo se ela for mais alta. 』







🍁 Maiores medos🍁
『 Ela tem escotofobia, ou seja, medo irracional de escuro, começa a ter ataques de pânico se ficar em um escuro absoluto
Hospitais, a lembram demais de quando sua mãe morreu, até hoje não voltou a pisar dentro de um hospital, e sempre tenta evitar ao máximo 』






🍁 Acredita em vampiros e todo mundo das sombras🍁
『 Cloe possui uma imaginação vasta, em grande parte devido aos livros que lê desde pequena, e não gosta de dizer que as coisas são impossíveis, mas sim pouco prováveis, e acredita que isso se encaixa perfeitamente na categoria de coisas pouco prováveis, mas sempre gostou da ideia de uma realidade além da que vive. 』





🍁 Habilidade herdada do monstro qual é descendente🍁
『 Ela possui uma percepção aguçada, além de uma imensa facilidade em aprender novas coisas e se adaptar.
Também possui uma beleza encantadora, assim como seu antepassado. 』






🍁 Arte favorita🍁
『 Livros são uma das suas maiores paixões, sendo seguido pelo piano, seu instrumento favorito e também o único o qual ela é capaz de tocar. 』





🍁 Idade🍁
『 18 anos, nasceu dia 29/03, sendo do signo Áries ♈ 』





🍁 Citação pessoal🍁
『 ❝ Nunca vi ninguém se animar tanto com livros. Poderiam pensar que são diamantes. ❞ 
❝ Expectativa é a raiz de todo sofrimento. ❞
❝ Nada é tão doloroso para a mente humana como uma grande e repentina mudança. ❞ 』


Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...