~BlueOceans

BlueOceans
Leitora
Nome: Blue ❣
Status: Usuário
Sexo: Feminino
Localização: Florianopolis, Santa Catarina, Brasil
Aniversário: 4 de Abril
Idade: 15
Cadastro:

❁ Empire ❁


Postado


I, I, I'm .w.a.i.t.i.n.g. for the afterlife
To show me a good time, вαвy
Somebody save me, I just wanna be loved
— Afterlife, XYLØ



𝐼'𝓁𝓁 𝒷𝑒 𝓉𝒽𝑒 𝓆𝓊𝑒𝑒𝓃


Nome

𝓔ris 𝓐rgyris

Eris - originado do latim, significa 'coberta de ouro', e também é o nome da deusa grega da discórdia.

Argyris - significa "prata" em grego.






Apelido

𝓔ri





Idade

𝓓ezenove anos, nasceu dia 02/05, sendo do signo Touro ♉️






Aparência



𝓔la possui uma beleza angelical. Seus longos cabelos possuem uma tonalidade castanha clara, a raiz seu cabelo é mais escura do que o comprimento por ser cabelo novo e não ter sido exposto ao sol, assim possuindo uma coloração mais forte. Ele é naturalmente ondulado quando deixado para secar naturalmente, mas quando ela usa um secador para secar suas madeixas elas ficam lisas e possuem quase nenhuma ondulação.

𝓢eu rosto possui traços delicados, seus lábios superiores em um adorável formato de coração, eles são levemente carnudos e ela possui uma boca parecida com a de uma boneca. Seu nariz é fino e levemente arrebitado na ponta, dando um ar leve para seu rosto.



𝓢eus olhos são azuis esverdeados, dependendo da luz eles estão mais para o azul ou para o verde, eles são cheios de emoção e a frase "Os olhos são a janela da alma" não poderia ser mais verdadeira em relação a ela. Eles são adorados por longos e curvados cílios, que tem uma cor um pouco clara, como um castanho em vez do comum preto. Suas sobrancelhas são mais escuras que seu cabelo, e elas são finas e bem definidas.

𝓢eu corpo é possui uma estrutura normal, ela sendo um pouco alta, com 1,68. Ela é magra e seu corpo não é muito avantajado no quesito de seios, tendo um tamanho relativamente pequeno, mas suas pernas longas são esbeltas e suas coxas mais fartas, que complementadas com seu bumbum mais arredondado e durinho, tudo em uma medida perfeita para deixá-la com uma bela forma.







Nacionalidade

𝓖rega, nasceu na cidade de Corinto.







Casta

𝓒asta 3. Escritora





Personalidade



𝓔ris é alguém otimista, prefere ver o copo como meio cheio em vez de meio vazio, e isso é perceptível quando se fala com ela, pois ela possui um sorriso que raramente sai de seu rosto. Ela adora conhecer novas pessoas, mas isso não quer dizer que a mesma consegue formar amizades rapidamente, pois demora a confiar em alguém por medo de a pessoa a abandonar por alguém melhor, mas quando o faz ela vira totalmente fiel a essa pessoa, não a abandona por nada.

𝓔ducada e simpática, respeita todos e nunca perde sua calma, não importa o quão irritada esteja, poucas são às vezes que a raiva assumirá suas feições. Normalmente é uma pessoa muito delicada e gentil, sempre tentando ajudar pessoas que precisam e sem querer algo em retribuição. Eris é considerada um porto-seguro por muitas pessoas, é aquela pessoa que não importa a burrada que você fez ela estará para te abraçar e reconfortar não importa o que a mesmo esteja passando, sempre dará vez a dor dos outros antes das próprias dores. Ela prefere de guardar suas dores para si mesma, escondê-las e só deixa-las transparecer quando não é mais possível segura-las.

𝓟ara ela não há diferenças entre uma pessoa extremamente rica e outra extremamente pobre, porque no final de tudo todos vão ser só ossos debaixo da terra, ou seja, sempre dará atenção igual às pessoas. Tem um coração bondoso, mas isso não significa que ela é ingênua, sabe muito bem reconhecer as diversas maldades que as pessoas fazer.



𝓤ma pessoa extremamente competitiva e orgulhosa, ela não gosta de admitir derrota ou que estava errada, e quando o faz é sempre de mau grado. Não é facilmente manipulada, e não gosta de ser tratada como um objeto, e muito menos como se fosse frágil e incapaz de fazer algo, pois por mais que sua aparência induza as pessoas a pensarem que ela é frágil devido a sua estatura pequena e jeito delicado, e ela realmente pode não ser a mais forte fisicamente, possui uma força emocional impressionante e consegue lidar com muitas coisas que a maioria das pessoas desmoronaria diante. Algo que nunca gostou foi de receber ordens ou ser mandada que nem um cachorrinho, quando é confrontada esquece sua timidez por completo e fala o que pensa, as vezes jogando seus bons modos pela janela.

𝓔la é sensível, mas não chora por coisas bobas. Não é comum vê-la chorando, seu coração não é tão mole quanto aparenta, porém, machucá-la, especialmente com palavras, é fácil. Ela tentará ao máximo segurar as lágrimas quando alguém a machuca, mas quando não consegue, saíra de perto para que quem lhe causou a dor não veja ela chorando.

𝓟erfeccionista, seu lema é "A pressa é inimiga da perfeição", ela quando se compromete a fazer algo o fará com o maior cuidado e atenção do mundo, fazendo o possível para que saí perfeito e nunca ficará satisfeita com um trabalho meia boca. Gosta de deixar tudo arrumado em seus devidos lugares como, por exemplo: seu guarda no qual suas roupas são divididas por tipo de tecidos e cores.



𝓔la é uma garota romântica, mesmo que prefira morrer antes de admitir a tal fato, idealizando muito o amor em sua forma mais pura, como ela muitas vezes leu sobre em seus livros, algumas vezes sonhando com um príncipe encantado e um final feliz de conto de fadas, mas Eris sabe que tais coisas são somente fantasias, e ao final do dia sabe que é algo que não acontece na vida real. No fundo ela é alguém um pouco carente, o que transmite muito bem em sua adoração por demonstrar afeto de forma física como abraços para as pessoas de quem gosta.

𝓔ris é uma pessoa sincera, ela não omite a verdade em suas palavras, não esconde coisas ou conta mentiras para não magoar as pessoas. Ela ainda tentará ser gentil caso a verdade seja muito dura, mas ela se recusa a contar mentiras, até mesmo as pequenas. Devido a isso ela espera o mesmo dos outros, e ao descobrir que uma mentira foi contada para ela, sua confiança na pessoa diminuíra significamente, e dependendo da gravidade da mentira extinguira-se completamente. Lealdade é um de seus pontos fortes, ela nunca irá trair a confiança de alguém, e se recusa a contar um segredo que não lhe pertence.







História

𝓐 história de Eris começa muito antes de seu nascimento, em uma bela noite de verão.

𝓝a cidade de Munique, Alemanha, estava ocorrendo uma convenção de medicina, onde ambos médicos formados e estudantes prestes à se formar teriam a oportunidade de ouvir palestras de diversos importantes nomes na área médica. Foi em tal evento que Lina, uma estudante em seu ultimo ano do curso de neurologia, e Silas, um recém-formado pediatra, se conheceram. Por puro acaso, eles acabaram sentando ao lado um do outro durante um das palestras, e ao fim da noite estavam engajados em uma envolvente conversa.



𝓓epois daquela noite em que os dois se conheceram, eles manteram contato por vários meses. Lina era italiana e prestes a se formar, enquanto Silas era grego e já estava trabalho. Isso fez com que os encontros em pessoa fossem escassos, mas as trocas de cartas eram constantes. Silas compareceu à formatura de Lina, e foi naquele dia que ela o informou que estaria se mudando para Grécia devido à uma oferta de trabalho, e tal ocorrência foi o estopim para o relacionamento amoroso deles.

𝓞s encontros e jantares aconteciam praticamente toda semana, e os dois estavam extremamente apaixonados. Nenhum dos dois era uma pessoa impulsiva, mas durante tal época de tanta paixão, eles fizeram uma loucura. Em um fim de semana os dois fugiram para ilha de Santorini, um famoso ponto turístico do país, e se casaram, somente os dois em roupas brancas simples na praia e um padre para realizar a cerimonia. Foi sem sombra de dúvidas a coisa mais expontânea que qualquer um dos dois já havia feito.



𝓐s famílias deles reagiram de maneiras diferentes, a de Lina ficou extremamente irritada por não ter comparecido à cerimonia e também disseram ser muito cedo no relacionamento para algo tão sério. Mas a de Silas, que consistia somente de sua mãe, uma ex-Cinco, achou a ocorrência maravilhosa, e ficou extremamente feliz pelo filho e nora. Após o casamento, eles compraram um casa juntos na cidade de Corinto, cidade natal de Silas, e pode-se dizer que foi ai que a vida deles como casal realmente começou.

𝓟ouco depois do aniversário de um ano de casamento, eles foram abençoados com uma linda e saudável garotinha, Eris nasceu em uma bela manhã de primavera, e a primogênita do casal não poderia ter sido mais celebrada.



𝓓urante a infância de Eris, seus pais se tornaram extremamente ocupados com seus respectivos trabalhos, Lina estava construindo sua carreira, e por isso viajava constantemente e mal parava em casa, e Silas possuía um alto cargo no hospital e por isso fazia diversos plantões por semana e quando estava em casa, geralmente estava muito cansado. Isso fez com que Eris não convivesse muito com os pais à partir da idade de cinco anos, mas como ela não poderia ficar sozinha e cuidar de si mesma, sua avó Sara cuidava dela. Sua avó era a pessoa mais presente em sua vida, sempre estava lá para tudo, ensinou-a a tocar piano, passava horas lendo histórias para a neta, e sempre incentivava Eris a fazer as coisas das quais ela gostava. Foi na verdade, Sara que incentivou Eris em sua escrita, sendo a única que o fez, pois ambos os seus pais queriam que ela seguisse a carreira de médica, e não reagiram bem quando descobriram a carreira escolhida por sua filha.

𝓐 medida que ela foi crescendo, a convivência com seu pai aumentou, devido ao fato que ele havia deixado de dar plantões e só trabalhava em seu consultório, e com a convivência estendida, ela conseguiu criar um laço maior com o pai, até mesmo fazendo-o ver e aceitar a paixão dela pela escrita, e chegou à um ponto que Silas começou a apoiar tal escolha. Quanto à Lina, ela se tornou uma neurocirurgia muito bem sucedida, mas ao preço da convivência com a filha, que era praticamente pouco mais que uma conhecida. Lina e Eris nunca tiveram o laço mãe e filha que geralmente existe, e nas ocasiões que as duas passavam tempo juntas, se resumia a Lina criticando a filha por alguma escolha ou tentado persuadi-la a ser médica.

𝓝o geral ela não teve uma infância ruim, muito pelo contrário, nunca faltou nada em sua vida, contanto que não conte amor vindo de sua mãe, mas ela sempre recebeu mais do que suficiente de sua avó, que era a figura materna presente em sua vida.

𝓠uando ela tinha dezesseis anos, ela se declarou para seu melhor amigo, Fabian, quem ela conhecia desde pequena, e a partir dai os dois se tornaram um casal adorável. Era como uma daqueles histórias, melhores amigos que viram namorados, e Eris não poderia estar mais radiante. Mas o que ela não percebia, era que Fabian não era o mesmo garoto que ela conheceu quando pequena, e a maneira que descobriu não foi nada agradável.

𝓝o aniversário de seis meses deles, Eris encontrou-o com outra garota quando foi até a casa dele como uma surpresa, a única que fazia aquilo não ser sexo eram as roupas que os dois ainda vestiam. Dizer que ela ficou triste é um eufemismo, ela sentiu seu coração rachar. Ela sempre havia sido alguém que dá sua confiança muito facilmente para as pessoas, mas nunca esperou que seu melhor amigo e seu primeiro amor, fosse ser a pessoa a quebrar sua confiança, e por consequência, seu coração.

𝓘sso fez ela se tornar um pouco receosa quando se trata de relacionamentos amorosos, e tal receio se tornou uma espécie de medo de ser machucada novamente. Pode até não parecer grandes coisas para muitas pessoas, especialmente aquelas que já tiveram um número maior de relacionamentos, mas para alguém como Eris, traição é uma das piores coisas que alguém pode fazer com outra pessoa.



𝓟ara piorar a situação, naquela mesma semana, sua avó foi levada ao hospital, sendo internada. Aquilo foi uma sobrecarga emocional para Eris, mas a morena recusou-se a ficar se afundando em tristeza, e fez o seu melhor para estar lá para sua avó quando ela precisou, seu otimismo vindo a calhar.

𝓣rês anos depois, quando veio o anúncio da Seleção, Eris estava certamente curiosa sobre o tal evento que não acontecia há gerações. Sua avó, de quem ela puxou seu lado romancista, ficou estática com a noticia, e começou a importunar sua neta para se inscrever. Para alguém de fora, poderia parecer que Sara gostaria de fazer sua neta viver o que ela nunca pode, mas a verdade é que ela somente queria o melhor para Eris, e aquela experiência seira muito boa para sua neta, uma maneira dela abrir seu coração e quem sabe até mesmo encontrar amor.





Por que se inscreveu na Seleção?

𝓐lém da incessante perturbação de sua avó para que ela se inscrevesse, Eris também foi motivada pela enorme curiosidade que ela possuía de conhecer o castelo, um local que ela vira ser descrito milhares de vezes em livros e vira pedaços no Jornal Oficial, e ela sempre havia sonhado em conhecê-lo, então quando a oportunidade surgiu, ela resolveu aproveita-la.





Família

[ Lina Argyris (nee Martelli) - mãe - 42 anos - neurocirurgiã ]

[ Margot Robbie ]
Uma mulher de gênio forte que sempre consegue o que quer, manipuladora e exigente, sempre foi muito focada nos estudos e carreira, e por mais que tenha se casado nunca quis deixar sua vida pessoal atrapalhar sua vida profissional, o que a fez ser uma mãe muito ausente na vida de sua única filha. Lina a ama, mas tem uma grande dificuldade de demonstrar, e quando tenta sempre acaba tentando forçar seus ideia em Eris, o que as faz discutir.



[ Silas Argyris - pai - 45 anos - pediatra ]

[ Michael Fassbender ]
A primeira vista é alguém severo e rígido, mas Silas possui um coração de manteiga, e que se derrete em um piscar de olhos para sua filha. No início da vida dela ele estava muito ocupado com sua carreira e se arrepende de não ter estado lá para ela, mas tenta se redimir. Ele é um pai um pouco protetor com sua única filha, e por tal motivo não gostou da ida dela para a Seleção, dizendo que não a deixaria casar antes de bate um papo com o noivo, mesmo com a possibilidade que tal noivo seja um príncipe.



[ Sara Argyris - avó paterna - 68 anos - pintora ]

[ Maggie Smith ]
Uma mulher alegre e gentil, mesmo nas piores das situação ela ainda consegue manter um sorriso no rosto, foi dela que Eris puxou grande parte de sua personalidade, sempre foi a pessoa mais otimista da família. Sua grande paixão sempre foi a arte, se orgulha em ser chamada de pintora, possuindo um cômodo inteiro dedicado à pintura.
Ama sua neta incondicionalmente, sempre tentando ensina-la as mais variadas coisas, e acha uma pena que sua nora não tenha estado lá para vê-la crescer, e por mais que adore o filho e a nora, os ressente por não terem estado presentes na vida de Eris.






Manias

『 Enrolar mechas de cabelo em seu dedo, ela faz isso quando nervosa ou quando esta pensando

Usar as pessoas como apoio, colocando seu cotovelo em um dos ombros da pessoa, mesmo se ela for mais alta

Umedecer os labios, ela faz isso com muita frequência, e acaba por as vezes poder seus lábios também, principalmente quando esta concentrada em alguma coisa 』





Fobias / Medos / Traumas

『 Ter seu coração quebrado. A única vez que ela se apaixonou não acabou muito bem, então ela tem receio de acontecer novamente.

Não ser boa o suficiente. Ela tende a achar que sempre vai existir alguém melhor que ela, e isso a faz ter um medo profundo de simplesmente não ser o suficiente

Astrofobia, medo irracional de raios e trovões 』





Qualidades e Defeitos

Qualidades:
𝓐tenciosa | 𝓘nteligente | 𝓢agaz | 𝓖entil | 𝓞bservadora | 𝓒alma | 𝓜eticulosa | 𝓗onesta

Defeitos:
𝓞rgulhosa | 𝓟reguiçosa | 𝓡ancorosa | 𝓔stabanada | 𝓟erfeccionista | 𝓘nsegura | 𝓣eimosa





Gostos

Livros | Chá | Música clássica | Filmes de terror | Doces | Cachorros | Piano | Rir | Passar tempo ao ar livre | Escrever | Flores | Andar à cavalo | Abraços | Observar as estrelas | O mar | Jogar xadrez | Primavera







Desgostos

Mentiras | Frutos do mar | Injustiças | Aranhas | Café | Perder | Ser subestimada | Desorganização | Refrigerantes | Que façam cócegas nela | Não ter nada para fazer | Pombos | Acordar cedo | Cigarros







Hobbies


『 Ler, gosta de ler livros sobre os mais variados assuntos, mas seu gênero favorito sem a menor sombra de dúvidas é aventura, pois assim ela pode viver histórias que nunca viverá 』




『 Escrever, ela consegue se expressar de uma maneira incrível no papel, ela adora criar histórias e até mesmo só escrever seus pensamentos em uma folha de papel. 』




『 Caminhar ao ar livre, ela sempre consegue pensar melhor quando esta ao ar livre, ela gosta de apreciar a paisagem e respirar ar fresco, as vezes levando livros consigo para ler do lado de fora. 』




『 Tocar piano, é o único instrumento que ela toca, foi ensinada por sua avó, e ela adora tocar, principalmente quando tem algum bloqueio criativo. 』





Talento


『 Escrever. Desde que se entende por gente ela gosta de escrever, mesmo que uma pequena história na parte de trás de uma prova, ou simplesmente sobre o que ela esta sentindo, algo tão simples mas ao mesmo tempo tão complexo. Ela consegue de expressar de uma maneira incrível no papel, e não consegue se imaginar fazendo outra coisa que não seja escrever. 』





Príncipe, coroa ou outro?

𝓣ecnicamente, outro, que seria satisfazer sua curiosidade, pois sua intenção não ao entrar na Seleção não foi nem pelo príncipe nem pela coroa, mas com toda absoluta certeza, ela só permaneceria pelo príncipe, pois a coroa nunca foi algo que ela almejou.





Príncipe escolhido



𝓟ríncipe Markus





Relação com

∴ Reis ∴


Ela os trata respeitosamente, sabe que a responsabilidade que vem junto com o título de rei é grande, e que cada um deles carrega o peso de um país sobre suas costas. Quando acaba por encontrá-los no corredor cumprimenta-os educadamente, e sempre que se encontra na presença de um desses monarcas, procura sempre ser carismática.


∴ Rainhas ∴


Ela tem uma grande admiração pelas rainhas, elas têm tanta responsabilidade quanto os reis, mesmo que seja em setores diferentes. Para Eris é impressionante como elas conseguem se manter elegantes e fortes em todas as situações, elas são como as mães de suas respectivas nações.


∴ Príncipe escolhido ∴



Se tinha algo que Eris não acreditou quando quando ouviu falar de Principe Markus pela primeira vez foi que ele era um santo. Por mais que nunca houvesse visto nenhuma reportagem ou machete falando algo ruim do loiro, ela não ia com a fachada que ele passava a mídia, simplesmente não era possível que alguém fosse tão imaculado como as pessoas diziam. E não é que ela estava certa?

Bem, ela ao descobrir o jeito tanto quanto pegador do príncipe, preferiu criar uma amizade com o loiro em vez de partir pro romance, já que não lhe interessava se relacionar com alguém que poderia tão facilmente dormir com tantas garotas. A amizade dos dois chega a ser algo cômico, com as farpas que eles soltam, e apelidos beirando insultos, mas é tudo levado na brincadeira pelos dois. Ela se sente livre para agir normalmente em sua presença, sem se preocupar muito com as formalidades que sempre são esperadas dela, e simplesmente adora contar a Markus sobre o que esta lendo ou escrevendo no momento.

Pode-se dizer que ao notar sentimentos de natureza romântica pelo loiro, Eris irá surtar, por dentro é claro. Ela se chamará de estúpida até os confins desse mundo, já que sabe muito bem que para alguém como Markus, amar alguém não é algo que se faça. Mas como uma cabeça-dura e alguém extremamente teimosa, Eris não iria desistir de tentar se aproximar de Markus, desta vez com um intuito de ter um relacionamento.



∴ Outros príncipes ∴

𝓝𝑜𝒶𝒽 𝓗𝑒𝒸𝓀𝓂𝒶𝓃𝓃

Se alguém pedisse para Eris descrever o príncipe alemão em um apalavra, ela seria “fofo”. Antes de conhecê-lo, ela tem que admiti que acreditava, mesmo que um pouco, no rumor de psicopatia, mas foi só puxar conversa com Noah uma única vez para perceber que tais rumores eram completamente falsos.


𝓑𝑒𝓇𝓃𝒶𝓇𝒹 𝓢𝑒𝓎𝒹𝑜𝓊𝓍

Ela acha Bernard uma ótima pessoa, literalmente o “príncipe encantado” que existe em histórias. Acha a timidez dele adorável, e já pensou em como seria estar em sua Seleção, e ela acha que quem quer que seja a selecionada escolhida pelo príncipe francês será uma garota de sorte. Eles conversam bastante quando se encontram pelos jardins, e consideram-se bons amigos.


𝓒𝒽𝓇𝒾𝓈𝓉𝑜𝓅𝒽𝑒𝓇 𝓢𝒶𝓂𝒾𝑜𝓉𝑜𝓊

Ela se diverte muito quando Chris esta por perto, mas se tem uma coisa que ela agradece aos deuses por não ter feito é escolher estar na Seleção dele, pois apesar de ser o príncipe de seu país, ela nunca aguentaria ter que competir pelo coração de alguém como ele, que apesar de bom amigo, não é alguém que Eris gostaria de ter como namorado, muito menos esposo.


𝓣𝑜𝓂𝒶𝓈 𝓒𝒶𝓈𝓉𝑒𝓁𝓁𝒶𝓃𝑜𝓈

Ela pensa em Thomás como uma versão mais light de Christopher, o que a faz gostar de te-lo por perto, ela acha sua presença muito refrescante, já que é um pouco de animação em um lugar cheio de regras e formalidades.


𝓡𝒾𝒸𝒽𝒶𝓇𝒹 𝓐𝓃𝒹𝑒𝓇𝓈𝑒𝓃

Richard é o príncipe que ela mais admira, a primeira vez que o conheceu se derreteu por dentro com a gentileza dele. Se sente um pouco tímida em sua presença, ela atribui isso ao fato de além de ele ser o mais velho, ter uma aura parecida com a de um rei, o que a faz simplesmente não conseguir relaxar completamente.


∴ Guardas ∴


Ela tem muito respeito pelos guardas, não é uma posição exatamente fácil de ocupar e no caso de um ataque eles são as pessoas que irão defender o palácio. Ela sempre cumprimenta-os ao passar por eles, e agradeço quando abrem alguma porta para ela ou coisa do gênero. As vezes ela até mesmo bate um papo com um guarda, e não veria dificuldade em fazer amizade.



∴ Outras candidatas ∴


Eris é uma pessoa naturalmente amigável, então ela irá cumprimenta-las quando as vir e será educada, mas ela não vai se abrir com elas facilmente, ela sabe que muitas estão lá por motivos fúteis, mas se conhecer alguém que ache legal não hesitará em tentar uma amizade.



∴ Jornalistas ∴


Ela é o mais educada possível na frente das câmeras, muitas vezes se irrita com a persistência dos jornalistas, mas sabe que eles estão somente fazendo o seu trabalho, e que precisam pressionar as pessoas para tentar conseguir alguma informação valiosa. No geral, ela não gosta nem desgosta deles, mas prefere evita-los para não ficar debaixo dos holofotes, já que não gosta muito de ser o centro das atenções.





Criadas

[ Lilia Jones - cuida do visual, cabeleileira e maquiadora - 20 anos ]

[ Elizabeth Olsen ]
Lilia é uma garota doce e gentil, é um pouco tímida mas com o tempo acaba se abrindo. Ela possui uma grande criatividade e um enorme talento para maquiar, e seu jeito fofo e inocente faz com que Eris adore ela, mesmo que as vezes se esqueça que é Lilia é a mais velha das duas. Ela é um pouco desastrada, muitas vezes tropeçando e derrubando coisas, mas enquanto faz o seu trabalho ela se concentra e raramente erra.



[ Cora Adams - cuida dos horários e arrumação do quarto - 50 anos ]

[ Julianne Moore ]
Cora pode parecer a primeira vista uma mulher rígida e sem humor, e apesar da mais velha ser um pouco mais séria que Lilia, ela possui um grande senso de humor. Ela age como uma espécie de figura materna para Eris, estando lá para secar as lágrimas da loira caso elas acabem por vir e também é uma ótima conselheira, tanto amorosa quando no geral, por ter mais experiência de vida.





O que acha da Seleção?

Ela pensa da Seleção como uma espécie de pão e circo, onde além de ser resolvido o problema de uma pretendente para o príncipe, é um evento que entretém o público e os distrai de problemas. Ela não concorda com o evento, não gosta de como tantas garotas competem por um único rapaz, e também sabe que muitas vezes é possível que o príncipe acabe não se interessando por nenhuma das garotas e tenha que se casar com alguém que não ame, mas Eris sabe que em momentos de necessidade, é algo que precisa acontecer para evitar maiores problemas.





Como reagiria a um ataque rebelde?

Por mais que ela gostaria de dizer que ficaria calma e ajudaria outras pessoas, ela entraria em estado de choque e pânico interno. Tentaria ao máximo não demonstrar seu medo, mas não conseguiria evitar a formação de algumas lágrimas em seus olhos e uma expressão de apreensão em seu rosto.





Prejudicaria alguma outra selecionada para seu benefício?

Não, ela não se sentiria bem trapaceando, afinal, isso quer dizer que ela não foi boa o bastante para conseguir por si mesma e teve que sabotar outra pessoa, e ela se recusa a agir de uma forma tão baixa.





Sua personagem já namorou antes? É virgem?

Eris já teve um namorado sério, com quem teve vários sessões de beijos e pegações mais quentes, mas ainda é virgem.





Bebe coisas alcoólicas? Se sim, apenas socialmente? Ao ponto de ficar bêbada?

Sim, ela bebe, mas só até o ponto de uma leve tontura, nunca ficou bêbeda e espera nunca ficar.





Duas músicas que definem a relação com o par



❝ 𝓘'𝓁𝓁 𝓊𝓈𝑒 𝓎𝑜𝓊 𝒶𝓈 𝒶 𝓌𝒶𝓇𝓃𝒾𝓃𝑔 𝓈𝒾𝑔𝓃
𝓣𝒽𝒶𝓉 𝒾𝒻 𝓎𝑜𝓊 𝓉𝒶𝓁𝓀 𝑒𝓃𝑜𝓊𝑔𝒽 𝓈𝑒𝓃𝓈𝑒 𝓉𝒽𝑒𝓃 𝓎𝑜𝓊'𝓁𝓁' 𝓁𝑜𝓈𝑒 𝓎𝑜𝓊𝓇 𝓂𝒾𝓃𝒹
𝓘'𝓁𝓁 𝓊𝓈𝑒 𝓎𝑜𝓊 𝒶𝓈 𝒶 𝒻𝑜𝒸𝒶𝓁 𝓅𝑜𝒾𝓃𝓉
𝓢𝑜 𝓘 𝒹𝑜𝓃'𝓉 𝓁𝑜𝓈𝑒 𝓈𝒾𝑔𝒽𝓉 𝑜𝒻 𝓌𝒽𝒶𝓉 𝓘 𝓌𝒶𝓃𝓉
𝓘'𝓋𝑒 𝓂𝑜𝓋𝑒𝒹 𝒻𝓊𝓇𝓉𝒽𝑒𝓇 𝓉𝒽𝒶𝓃 𝓘 𝓉𝒽𝑜𝓊𝑔𝒽𝓉 𝓘 𝒸𝑜𝓊𝓁𝒹
𝓑𝓊𝓉 𝓘 𝓂𝒾𝓈𝓈𝑒𝒹 𝓎𝑜𝓊 𝓂𝑜𝓇𝑒 𝓉𝒽𝒶𝓃 𝓘 𝓉𝒽𝑜𝓊𝑔𝒽𝓉 𝓘 𝓌𝑜𝓊𝓁𝒹

𝓘'𝓁𝓁 𝓊𝓈𝑒 𝓎𝑜𝓊 𝒶𝓈 𝒶 𝓌𝒶𝓇𝓃𝒾𝓃𝑔 𝓈𝒾𝑔𝓃
𝓣𝒽𝒶𝓉 𝒾𝒻 𝓎𝑜𝓊 𝓉𝒶𝓁𝓀 𝑒𝓃𝑜𝓊𝑔𝒽 𝓈𝑒𝓃𝓈𝑒 𝓉𝒽𝓃 𝓎𝑜𝓊'𝓁𝓁 𝓁𝑜𝓈𝑒 𝓎𝑜𝓊𝓇 𝓂𝒾𝓃𝒹
𝓘 𝒻𝑜𝓊𝓃𝒹 𝓁𝑜𝓋𝑒 𝓌𝒽𝑒𝓇𝑒 𝒾𝓉 𝓌𝒶𝓈𝓃'𝓉 𝓈𝓊𝓅𝓅𝑜𝓈𝑒𝒹 𝓉𝑜 𝒷𝑒
𝓡𝒾𝑔𝒽𝓉 𝒾𝓃 𝒻𝓇𝑜𝓃𝓉 𝑜𝒻 𝓂𝑒, 𝓉𝒶𝓁𝓀 𝓈𝑜𝓂𝑒 𝓈𝑒𝓃𝓈𝑒 𝓉𝑜 𝓂𝑒
𝓘 𝒻𝑜𝓊𝓃𝒹 𝓁𝑜𝓋𝑒 𝓌𝒽𝑒𝓇𝑒 𝒾𝓉 𝓌𝒶𝓈𝓃'𝓉 𝓈𝓊𝓅𝓅𝑜𝓈𝑒𝒹 𝓉𝑜 𝒷𝑒
𝓡𝒾𝑔𝒽𝓉 𝒾𝓃 𝒻𝓇𝑜𝓃𝓉 𝑜𝒻 𝓂𝑒, 𝓉𝒶𝓁𝓀 𝓈𝑜𝓂𝑒 𝓈𝑒𝓃𝓈𝑒 𝓉𝑜 𝓂𝑒 ❞

[ I Found - Amber Run ]




❝ 𝓣𝑜𝒹𝒶𝓎 𝓘'𝓂 𝓁𝒶𝓊𝑔𝒽𝒾𝓃𝑔 𝓉𝒽𝑒 𝒸𝓁𝑜𝓊𝒹𝓈 𝒶𝓌𝒶𝓎
𝓘 𝒽𝑒𝒶𝓇 𝓌𝒽𝒶𝓉 𝓉𝒽𝑒 𝒻𝓁𝑜𝓌𝑒𝓇𝓈 𝓈𝒶𝓎
𝓓𝓇𝒾𝓃𝓀𝒾𝓃𝑔 𝑒𝓋𝑒𝓇𝓎 𝒹𝓇𝑜𝓅 𝑜𝒻 𝓇𝒶𝒾𝓃
𝓐𝓃𝒹 𝓘 𝓈𝑒𝑒 𝓅𝓁𝒶𝒸𝑒𝓈 𝓉𝒽𝒶𝓉 𝓘 𝒽𝒶𝓋𝑒 𝒷𝑒𝑒𝓃
𝓘 𝓃 𝓌𝒶𝓎𝓈 𝓉𝒽𝒶𝓉 𝓘'𝓋𝑒 𝓃𝑒𝓋𝑒𝓇 𝓈𝑒𝑒𝓃
ℳ𝓎 𝓈𝒾𝒹𝑒 𝑜𝒻 𝓉𝒽𝑒 𝑔𝓇𝒶𝓈𝓈 𝒾𝓈 𝑔𝓇𝑒𝑒𝓃

𝓞𝒽 𝓘 𝒸𝒶𝓃'𝓉 𝒷𝑒𝓁𝒾𝑒𝓋𝑒 𝓉𝒽𝒶𝓉 𝒾𝓉'𝓈 𝓈𝑜 𝓈𝒾𝓂𝓅𝓁𝑒
𝓘𝓉 𝒻𝑒𝑒𝓁𝓈 𝓈𝑜 𝓃𝒶𝓉𝓊𝓇𝒶𝓁 𝓉𝑜 𝓂𝑒

𝓘𝒻 𝓉𝒽𝒾𝓈 𝒾𝓈 𝓁𝑜𝓋𝑒 𝓉𝒽𝑒𝓃 𝓁𝑜𝓋𝑒 𝒾𝓈 𝑒𝒶𝓈𝓎
𝓘𝓉'𝓈 𝓉𝒽𝑒 𝑒𝒶𝓈𝒾𝑒𝓈𝓉 𝓉𝒽𝒾𝓃𝑔 𝓉𝑜 𝒹𝑜
𝓘𝒻 𝓉𝒽𝒾𝓈 𝒾𝓈 𝓁𝑜𝓋𝑒, 𝓉𝒽𝑒𝓃 𝓁𝑜𝓋𝑒 𝒸𝑜𝓂𝓅𝓁𝑒𝓉𝑒𝓈 𝓂𝑒
𝓒𝒶𝓊𝓈𝑒 𝒾𝓉 𝒻𝑒𝑒𝓁𝓈 𝓁𝒾𝓀𝑒 𝓘'𝓋𝑒 𝒷𝑒𝑒𝓃 𝓂𝒾𝓈𝓈𝒾𝓃𝑔 𝓎𝑜𝓊
𝓐 𝓈𝒾𝓂𝓅𝓁𝑒 𝑒𝓆𝓊𝒶𝓉𝒾𝑜𝓃
𝓦𝒾𝓉𝒽 𝓃𝑜 𝒸𝑜𝓂𝓅𝓁𝒾𝒸𝒶𝓉𝒾𝑜𝓃𝓈 𝓉𝑜 𝓁𝑒𝒶𝓋𝑒 𝓎𝑜𝓊 𝒸𝑜𝓃𝒻𝓊𝓈𝑒𝒹
𝓘𝒻 𝓉𝒽𝒾𝓈 𝒾𝓈 𝓁𝑜𝓋𝑒 𝓁𝑜𝓋𝑒 𝓁𝑜𝓋𝑒
𝓞𝒽 𝒾𝓉'𝓈 𝓉𝒽𝑒 𝑒𝒶𝓈𝒾𝑒𝓈𝓉 𝓉𝒽𝒾𝓃𝑔 𝓉𝑜 𝒹𝑜 ❞

[ Love Is Easy - McFly ]






Objeto especial?


Seu diário, ela já preencheu aproximadamente uns cinco, mas o importante é o conteúdo deles. O primeiro que ela ganhou foi dado por sua avó, e desde então ela a pressente-a com um assim que acabam as páginas do atual. Ela escreve seus pensamentos e ideias nele, não necessariamente entradas com data e sobre o que aconteceu durante o dia, mas sim como ela esta se sentindo, e sempre que ela tem alguma ideia nova ela a escreve no pequeno caderno de couro.





Roupas

A maneira como ela se veste pode ser descrita com duas palavras: confortável e elegante. Ela abomina qualquer tipo de peça de roupa que a incomodará durante o dia, mas se tem tem algo que a morena se recusa a fazer é sair de casa mal vestida. Ela não gosta de ser julgada pela aparência, mas sabe muito bem que a primeira impressão é visual, e algo muito difícil de mudar, então não se pode deixar espaço para erros.
Ela ama usar saias e shorts, com meias-calças e meias até o joelho, não gostando de jeans pois os acha muito desconfortáveis, ela adora blusas com decote coração ou blusas de botões mais soltinhas, decotes muito profundos a deixam envergonhada. Ela não odeia usar saltos, tudo depende da altura, mais do que sete centímetros para ela é tortura, mas o que ela mais usa são sapatilhas.







Algo a mais?

Ela sofre de insônia, seu corpo não produz uma quantidade suficiente de melatonina, o que faz com que ela tenha que tomar capsulas, mas muitas vezes acontece dela ficar acordada e não dormir direito.
Ela além de grego, fala italiano fluentemente devido à ser a língua do país natal de sua mãe.



Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...