~BlueOceans

BlueOceans
Leitora
Nome: Blue ❣
Status: Usuário
Sexo: Feminino
Localização: Florianopolis, Santa Catarina, Brasil
Aniversário: 29 de Março
Idade: 15
Cadastro:

Ficha ◤O Sangue Sobrenatural ◢


Postado


♠ Nome •
Cloe Shimizu Brandwell

♠ Apelido(s) •
Clo {gosta do apelido}
Slut-chan {Laito a chama assim e ela não suporta}


♠ Idade •
16 anos

♠ Data de Nascimento & Signo •
29/03, Áries

♠ Tipo Sanguíneo •
A+

♠ Personalidade •
Ela é um pouco mais reservada, prefere ler um livro em silêncio do que sair e ficar perto de outras pessoas, com a exceção daqueles de quem ela gosta e se sente confortável por perto.
Não gosta de falsidades por isso sempre tenta ser o mais honesta possível sem ser grossa, sendo gentil e simpática com quem merece, e sempre fazendo tudo ao seu alcance para ajudar as pessoas de quem gosta.
Tem uma grande paciência, é calma e a emoções que sabe controlar melhor é a raiva, sendo raras as vezes que ela explode de raiva e fala o que vier a cabeça sem medir as palavras antes, e sempre que isso acontece ela se acalma rapidamente e pede desculpas.
Não é exatamente boa em esconder suas emoções, e quem prestar um pouco mais de atenção nela conseguirá ver o seu humor, motivo pelo qual ela prefere ficar sozinha quando não se sente bem, o que se transforma em uma indicação do que ela esta sentindo para quem a conhece.
É muito observadora, consegue descobrir coisas sobre você mesmo que mantenha trancado a sete chaves, e se for preciso usará as informações que conseguiu contra você, mas nunca irá manipular alguém sem ter um motivo, mas quando tem que sabe chantagear alguém muito bem.
Ela esta na maioria das vezes com um bom humor, sendo uma pessoa alegre e uma boa companhia de se ter por perto, mesmo que não seja muito de fazer piadas ou até mesmo de iniciar conversas, preferindo a companhia de alguém em um silêncio confortável à uma conversa vaga, mas sempre constatando sua opinião quando o assunto é de seu interesse.
Tem um sono pesado e é extremamente difícil acorda-la, o que só piora devido ao fato dela odiar acordar cedo. É muito estabanada, sempre quebra algum copo ou esbarra em algum móvel.
Uma das horas em que ela fala sem parar é quando se trata de um assunto pelo qual ela é apaixonada, como livros ou culinária, podendo ficar horas conversando com alguém sobre aquilo.
É extremamente competitiva e orgulhosa, não gosta de admitir derrota ou que estava errada, e quando o faz é sempre de mau grado. Não é facilmente manipulada, e não gosta de ser tratada como um objeto, e muito menos como se fosse frágil e incapaz de fazer algo. E quando não gosta de alguém deixa aquilo bem claro, e quando se dirige a pessoa não o faz com nenhuma gentileza, sendo grossa e sarcástica.


♠ Gênero Personalitivo •
Dandere

♠ Aparência •
Seus cabelos são longos e loiros, repicados, chegam até o meio de suas costas, e são geralmente deixados soltos, mas de vez em quando são presos em um rabo de cavalo alto com a franja solta. Seus olhos são azuis, sua altura é mediana de somente 1,64, seu corpo é curvilíneo e suas medidas proporcionas, tendo um busto de tamanho médio que se complementa perfeitamente com as coxas torneadas, a cintura fina e quadril um pouco mais largo, a deixando com uma forma elegante e atraente.




♠ De Quem Pegou A Aparência? •
Your Lie in April, Kaori Miyazono

♦ Roupas ♦
→ Casual/Dia-Dia





→ Festa/Balada



→ Frio/Inverno



→ Calor/Verão




→ Formal/Social



→ Dormir/Pijama


→ Uniforme/Escola


→ Baile/Máscaras



→ Banho/Biquíni


→ Casamento/Convidada



♠ Gostos •
Ama ler
Gosta de lugares ao ar livre
Adora frio
Ela gosta de qualquer comida doce, mas principalmente chocolate
Gosta de cozinhar, mas só consegue cozinhar sobremesas
Adora fotografia
Ama tocar piano
Gosta de chá e café, sempre tomando um dos dois quando esta com sono e não pode dormir
Gosta de música clássica
Ela gosta de filmes de terror


♠ Desgostos •
Ela não gosta de frutos do mar
Não gosta de locais muitos barulhentos ou pessoas que falam muito alto
Odeia coisas desorganizadas
Ela odeia calor
Não gosta de pessoas egocêntricas ou falsas
Odeia acordar cedo
Não gosta de receber ordens
Não gosta de ser subestimada
Odeia perder


♠ Manias •
Morder o lábio inferior quando nervosa ou pensativa
Pentear os cabelos com os dedos
Usar as pessoas como apoio, colocando seu cotovelo em um dos ombros da pessoa, mesmo se ela for mais alta.


♠ Segredos •
Tem pesadelos sobre o acidente que matou seus pais frequentemente, mas não gosta que as pessoas saibam pois não gosta de ser vista como fraca
As cicatrizes em suas costas que ganhou no acidente


♠ Sonhos •
Se sentir verdadeiramente segura, pois após morar com a tia e ficar alerta a qualquer coisa, começou a ter um pouco de dificuldade em relaxar o suficiente para se sentir segura.
Ela tem uma lista dos 100 livros que quer ler durante sua vida, obviamente ela já leu muito mais de cem, mas os que estão em sua lista são raros e antigos, o que dificulta acha-los, então só leu 15 dos livros que estão em sua lista.


♠ Sonho Profissional •
Uma das maiores paixões de Cloe é fotografia, então sonha em poder seguir uma carreira profissional como fotógrafa

♠ Medos/Traumas/Fobias •
Tem pavor de qualquer tipo de inseto, quase tem um ataque cardíaco quando vê um e fica desesperada
Ela tem escotofobia, ou seja, medo irracional de escuro, começa a ter ataques de pânico se ficar em um escuro absoluto
Altura, devido a sua tia, esta explicado na história


♠ História de Vida •
Cloe nasceu em Cardiff na Inglaterra, seu pai inglês e sua mãe mestiça, metade inglesa e metade japonesa, ambos os seus pais sempre a amaram e cuidavam muito bem de Cloe, e o fato dela ser filha única contribuiu para que ela fosse ainda mais querida pelos pais.
Seu pai possuía uma descendência um pouco peculiar, sendo um bruxo e sempre ensinando as mais variadas magias, sempre incentivando-a para aprender algo novo e não deixando com que ela se abalasse quando falhava. Ele era um médico e usava sua habilidade de cura para auxilia-lo em sua profissão, e fez questão que a primeira coisa que sua filha aprendesse fosse a magia de cura.
Quando a pequena tinha dez anos, seus pais resolveram se mudar para o Japão, onde sua mãe havia nascido e crescido, devido ao trabalho de seu pai, e Cloe finalmente teve a oportunidade de conhecer o resto da família de sua mãe, que se resumia à seu doente avô, praticamente em seu leito de morte, e sua amarga tia Issa, irmã mais velha de sua mãe e quem sempre nutriu um ódio pela irmã, pois possuía um complexo de inferioridade e indícios de psicose maníaco depressiva, conhecida popularmente como transtorno bipolar e sendo uma católica devota sempre achou que o marido de sua irmã era um demônio assim como a sobrinha. A pequena nunca entendeu o ódio da tia por ela, e sempre tentava se enganar dizendo que sua tia simplesmente não deveria estar se sentindo bem e que na próxima vez que a visse ela a trataria melhor, coisa que nunca aconteceu.
Dois anos se passaram e sua vida estava perfeitamente normal, até que ela e os pais sofreram um acidente de carro em uma noite chuvosa, um raio atingiu uma árvore que caiu na frente do carro, fazendo com eles batessem e seu pai morresse no impacto, sua mãe sofrer uma perfuração no pulmão e morrer ao caminho do hospital e somente Cloe sobreviveu, mesmo que tenha sofrido alguns ferimentos nas costas devido à cacos de vidro e resquícios de metal, e por não ter muito controle sobre sua habilidade de cura ainda, esses ferimentos deixaram cicatrizes.
Ela ficou muito abalada com a morte das duas pessoas que ela mais amava, e isso só piorou quando ela foi morar com a única família que lhe restava, sua tia, já que seu avô já havia falecido um ano antes.
Ela viveu um verdadeiro inferno com a tia, que a torturava a cada chance dada, a humilhava e praticamente deixava-a sem comer, causando variados traumas na loira, como o seu medo de altura, que só existe pois sua tia a deixou pendurada pelas mãos em no terraço de um prédio de 15 andares, após ter ficado aborrecida com a sobrinha por ela ter repetido o prato em um jantar no qual foi obrigada a leva-la para não levantar suspeitas, já que se usasse a desculpa dela estar doente pela sexta vez certamente seria questionada.
Até que um dia sua tia não voltou de uma de um jantar que ela havia ido algumas horas antes, e não demorou para a polícia aparecer e informa-la que sua tia havia sido atropelada e que não sobreviveu ao impacto. Ela nunca havia ficado tão aliviada em toda a sua vida, e por mais que possa ser um pouco cruel nos olhos de outras pessoas, Cloe ficou feliz com a morte da tia e até mesmo desejava uma morte mais dolorosa a mulher que lhe causou tanta dor, não achando uma morte instantânea punição o suficiente. Após a morte da tia, ela conseguiu alugar um pequeno apartamento usando o dinheiro da herança que seus pais lhe deixaram e que sua tia nunca conseguiu obter, conseguindo se manter relativamente bem quando conseguiu arrumar um emprego de meio período como garçonete, o que lhe dava tempo para continuar a estudar e treinar suas habilidades.


♠ Par •

Reiji Sakamaki

♠ Relação com o Par •
Os dois sempre discutem e trocam provocações, pois ela não gosta de ser mandada por alguém, ela sempre questiona e vai contra as ordens de Reiji, e ele odeia que ela o contrarie e desobedeça suas ordens, fazendo com que ele a puna, geralmente sugando seu sangue até ela beirar desmaiar e as vezes sendo sadista, mas mesmo assim há momentos em que ele demonstra carinho em relação a Cloe, principalmente quando exagera e ela acaba desmaiando. Reiji é bastante possessivo com ela e não gosta que seus irmãos tentem alguma coisa, sempre os ameaçando se os vir muito perto dela, também sente muitos ciúmes dela e e trucidaria qualquer um que ousasse se aproximar dela com segundas intenções. Ela já é mais calma e não sente tantos ciúmes, preferindo ser mais ardilosa e simplesmente deixar bem claro a quem ele pertence quando alguma garota vem com segundas intenções.
Mesmo que com várias razões para isso, ela não se sente ameaçada ou com medo na presença dele, ela sente que pode confiar nele e que ele não irá desaponta-la. Reiji gosta da companhia dela e se sente confortável para agir mais livremente na sua presença, sabendo que ela não irá julga-lo. Ele sabe quando algo a afeta de um jeito negativo, e o fato dela não ser muito boa em esconder as emoções muito bem só ajuda, e quando ela se isola ele geralmente tenta anima-la com chá e é carinhoso lhe abraçando e reconfortando-a.
Ele aprecia seus bons modos e por mais que fique irritado quando ela o desobedece não deixa de sorrir um pouco, gostando de saber que ela não o teme e gosta de tentar ensina-la a cozinhar, por mais que acabe desistindo quando ela arruina o mesmo prato pela terceira ou quarta vez, e zoando ela por ser tão desastrada e ameaçando-a quando ela quebra alguma coisa, mesmo que seja uma ameaça sem fundamento e que não será comprida, mas sempre elogiando-a quando ela prepara uma sobremesa, já que nisso ela é extremamente talentosa.


♠ Relação com as Outras Noivas •
É gentil desde o começo, mas como ela não as conhece direito prefere se fechar e evitar conversas, mas com o tempo ela notou que elas são boas pessoas e passa a ficar mais na presença delas, se abrindo e as conhecendo. Logo Cloe se apegou, e começou a se sentir confortável e a confiar nelas, ela faria qualquer coisa para ajuda-las, e mesmo não sendo a melhor conselheira sempre tenta ajuda-las com seus dilemas e problemas.

♦ Relação com os Outros Vampiros ♦

--Ayato--
Eles não tem as melhores das relações, ele a irrita por ser tão egocêntrico e ela o irrita por fazer comentários sarcásticos sobre a sua pessoa e desafia-lo, ambos são competitivos e quando começam uma discussão alguém de fora precisa intervir, pois os nem um dos dois querem dar a "vitória" para o outro.



--Subaru--
Uma relação relativamente amigável, ela não tem medo dele apesar de seus ataques de raiva e gosta de sua companhia e os dois se dão bem.



--Shu--
São meio que amigos, quando o vampiro esta na sala de música dormindo e ela acaba por ir lá sempre acabam conversando, ele não se incomoda com sua presença por ela ser quieta e também não gostar de barulho, e adora ver Reiji irritado, já que ele sempre fica com raiva quando os dois passam tempo juntos.



--Kanato--
Quando ela cozinha alguma sobremesa ela sempre oferece a ele por saber o grande amor do vampiro por doces e devido a isso ele aprecia a companhia dela e de vez em quando pede para ela cozinhar algo, mas ela tenta manter distância toda vez que ele tem um de seus ataques de bipolaridade por ter medo do que ele possa fazer.



--Laito--
Ela não suporta seu jeito pervertido, e sempre tenta evita-lo a todos os custos, e quando não consegue sempre se dirige à ele com sarcasmo e fica com raiva quando ele a chama pelo apelido infame Slut-chan.

♠ Raça •
Bruxa, seu sangue se difere do de humanos normais devido a seus poderes, possuindo um sabor mais doce que o normal*

♠ Poderes •
Ilusionismo, a capacidade de alterar as percepções de outras pessoas e seres vivos, conseguindo assim criar imagens e sons falsos capazes de enganar todos os cinco sentidos
Hidrocinese, a habilidade de controlar e levitar a água, ou qualquer outro tipo de líquidos. Também pode congelar e evapora-la ou criar mais água a partir do vapor que se encontra no ar.
Ilusionismo, a capacidade de alterar as percepções de outras pessoas e seres vivos, conseguindo assim criar imagens e sons falsos capazes de enganar todos os cinco sentidos
Oneirocinese, a capacidade de adentrar e manipular os sonhos


♠ Quer Hentai? •
Sim *--*

♠ Autoriza mordidas de outro Vampiro? •
Sim

♠ Algo a Mais? •
Tem miopia no grau 1.25, mas geralmente usa lentes de contato, usando óculos quando esta com preguiça e vai ficar a maior parte do dia em casa.
*Coloquei o negócio do sangue devido ao seu pedido de sangues diferentes, já que não sei o tipo sanguíneo que as outras colocaram para colocar um diferente.


Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...