~BlueOceans

BlueOceans
Leitora
Nome: Blue ❣
Status: Usuário
Sexo: Feminino
Localização: Florianopolis, Santa Catarina, Brasil
Aniversário: 4 de Abril
Idade: 15
Cadastro:

Ficha ✘ Pride, Prejudice and Unexpected Love ✘


Postado

Ficha ✘ Pride, Prejudice and Unexpected Love ✘


♠ ℛσѕαℓιє ℋαʀмσɳιє ℱʀσѕт ♠

❝ That’s the thing about people who mean everything they say.
They think everyone else does too. ❞



𝓢𝔬𝔪𝔢𝔫𝔱𝔢 𝔭𝔬𝔯 𝔳𝔬𝔠𝔢̂ 𝔯𝔢𝔫𝔲𝔫𝔠𝔦𝔬 𝔪𝔢𝔲 𝔬𝔯𝔤𝔲𝔩𝔥𝔬, ℛ𝔢𝔦𝔧𝔦 𝓢𝔞𝑘𝔞𝔪𝔞𝑘𝔦
Nome Completo

『 Rosalie Harmonie Frost 』

Rosalie: significa “semelhante as rosas”, “bela flor”, “dia das rosas” ou “espécie famosa”. Surge a partir da forma latina Rosalia, um nome que não pertence ao latim clássico, mas ao latim tardio, tendo surgido já na idade média. O nome Rosalia é uma forma derivada do substantivo latino rosa, que passou para o português da mesma forma, servindo para designar tanto a flor quanto a cor.

Harmonie: A partir da palavra em alemão "harmonie", que significa equilíbrio e concordância, em última análise, decorrente da palavra grega 'αρμονια (harmonia).

Frost: do Inglês Antigo e alto alemão antigo, um apelido para uma pessoa que tinha uma personalidade fria ou uma barba branca.





Apelidos

Rose - os seus poucos amigos a chamam assim, ela gosta do apelido, o achando fofo e prefere que ele seja usado para se referir à ela em vez de seu nome.

Rosie - apelido dado pela sua mãe, nunca se importou dela utiliza-lo, mas sente-se um tanto quando desconfortável quando alguém com quem não tem intimidade a chama assim, e educadamente pela para que pare.

Harmonie - seu nome do meio, e como seu pai a chama. Ela não se incomoda com o nome, mas as vezes não responde ao ser chamada por ele por não estar muito acostumada com alguém além de seu pai se referir à ela dessa forma.





Idade

『 19 anos, nasceu dia dezenove de setembro de 1997 』





Signo

『 Seu signo é Virgem ♍, com ascendente em Libra ♎, sua Lua é em Touro♉ , e sua Vênus em Escorpião ♏. Rose nunca foi de acreditar em astrologia, ela muitas vezes se identifica com traços de seu signo, mas ela acha que são só coincidências e nada a ser levado ao pé da letra. 』





Nacionalidade

『 Ela é suíça, nasceu na parte alemã do país, mais especificamente na cidade de Berna. 』







Aparência








Rosalie é dona de uma beleza angelical, seus longos cabelos possuem uma bela tonalidade de ébano, eles caem em uma cascada de madeixas negras até o meio de suas costas. O corte deles é repicado, tendo algumas mechas mais curtas que outras, principalmente na parte frontal. Ela tem uma franja lateral que prefere colocar para o lado esquerdo, por achar que complementa seu rosto de uma forma melhor quando para esse lado. Eles possuem aquele brilho que cabelos de tal tonalidade possuem quando bem cuidados, e isso é principalmente por ela hidrata-los semanalmente, recusando-se a usar produtos de quinta em seu precioso cabelo, e nunca saindo de casa sem antes pentea-los. O produto que mais adora usar neles é um shampoo de aroma de morangos, o que faz com que suas madeixas possuam um leve aroma da pequena fruta vermelha. Seus cabelos são naturalmente mais secos, então ela faz questão de não deixa-los ressecar demais, pois quando isso acontece eles criam pontas duplas.

Suas sobrancelhas são finas e bem definidas, ela nunca as tirou, então possuem seu formato natural. Elas fazem grande parte de suas expressões faciais, ajudando a enfatizar o que Rose esta sentindo.

Seus olhos são o traço que mais chama atenção em seu rosto. Suas belas orbes violetas, uma das cores mais raras de se encontrar, sendo o resultado de uma mutação genética. Muitas pessoas dizem que os olhos são a janela da alma, e no caso de Rosalie, tal frase não poderia ser mais verdade. Seus olhos são muito expressivos, qualquer emoção que ela esteja sentindo estará visível neles. Eles são adornados por belos cílios longos e curvados, em uma cor tão escura como a de seus cabelos, dando um ar de boneca para Rose.

Seu rosto possui traços leves e delicados, suas bochechas sendo arredondadas e suas maças do rosto pouco aparentes, elas possuem um tom rosado natural, que se intensifica quando Rosie fica envergonhada. Seu nariz é pequeno, possuindo uma pequena curva no final e assim sendo levemente arrebitado. Seus lábios estão mais para finos do que canudos, mas eles possuem um formato quase que de coração no lábio superior, realçando sua beleza de uma forma delicada.

Seu corpo é muito bem definido, digno de olhares prolongados. Seus seios possuem um tamanho normal, nem muito grandes nem muito pequenos, mas são arredondados e levantados. Sua cintura é naturalmente fina, tendo uma circunferência de sessenta e cinco centímetros, deixando-o com uma bela forma quando complementada com seu quadril mais largo. Suas coxas são mais fartas, e muito bem complementadas por seu bumbum arredondado e durinho. Mesmo com sua altura de 1,58, ela é esbelta, devido as suas pernas longas e calcanhares finos. Seu pé é de um tamanho normal, Rose calçando 37. Ela não gosta de saltos altos, pois apesar de deixa-la mais alta, machucam demais seus pés, o máximo de altura que ela usa sendo 5 centímetros. 』





Aparência das asas




『 Suas asas possuem um belo tom dourado ficando mais claras nas pontas das penas, chegando próximo à uma coloração branca. Elas são grandes e fortes, chegam a se arrastar no chão, e quando totalmente abertas adquirem um tamanho de um pouco mais de um metro para cada asa. As penas são macias e brilhantes, reluzem como ouro, e os músculos de suas asas são resilientes. 』





História

『 Rosalie nasceu em uma bela manhã de primavera na cidade de Berna, Suíça.

Sua mãe, Katrina, era uma suíça de nascença da parte alemã do país, e costumava morar na capital, Zurich, quando jovem. Ela possuía uma vida difícil, sendo que seu pai era um bêbado e drogado que não fazia nada da vida além de gastar o dinheiro que eles tinham e a quantia que Katrina ganhava mensalmente trabalhando de garçonete em um lanchonete, e sua mãe havia falecido quando a mesma era pequena. Katrina realmente achava que sua vida seria para sempre daquele jeito, acordar extremamente cedo, ir para faculdade que conseguia fazer devido ao empréstimo que havia pego com o governo, e trabalhar do inicio da tarde até uma da manhã, trabalhando dois turnos para conseguir mais dinheiro, já que além se sustentar a si mesma ela tinha que sustentar seu pai e os péssimos hábitos dele.

Foi em uma noite de trabalho, quando Katrina estava fechando o restaurante, sendo a ultima funcionaria do estabelecimento a ir embora e assim sendo a encarregada de fechar o lugar, que ela foi surpreendida por um de seus clientes. Era um homem não muito mais velho do que ela, que costumava frequentar o restaurante toda semana, sempre se sentando na zona que Katrina atendia. Ela nunca havia feito muito caso do homem, não percebendo nada de estranho em alguém que frequentasse constantemente o estabelecimento. Mas ele na realidade possuía uma certa obsessão com Katrina, e quando viu a oportunidade de tê-la para si, ele a agarrou. Katrina estava desesperada, ela não sabia o que fazer naquele momento, enquanto o homem visivelmente mais forte que ela a arrastava para seu carro. Ela não sabia o que ele planejava, mas tinha uma boa ideia do que era. Mas repentinamente, ela sentiu mas mãos que a seguravam soltarem-se de seu corpo e ela cair com tudo na calçada. Ao abrir seus olhos que antes estavam fechados devido ao terror que sentia, ela encarou duas belas orbes roxas, que a encaravam com preocupação e carinho. 

Foi naquele momento que ela conheceu Benjamin, o homem que a havia salvado. Bem, talvez homem fosse um termo errado, já que Benjamin não era humano. Ele era um anjo, encarregado de cuidar de Katrina, seu guardião. Ele não deveria ter interferido tão diretamente, ao ponto de conhecê-la pessoalmente, aquilo sento contra as regras, mas ele não conseguiu evitar. Após conhecê-la aquela primeira vez, foi difícil não fazer parte de sua vida de uma maneira mas presente. Benjamin levou-a para casa naquela noite, para ter certeza que Katrina estaria segura, e após aquele encontro inicial, muitos seguiram. Ele acabou por ir diariamente até o restaurante perto da hora de fechar, para acompanhar Katrina até em casa, e depois eles começaram a sair para tomar café juntos, se encontrando conversando por horas. Katrina talvez devesse achar estranho a maneira como Benjamin havia entrado em sua vida, mas ela nunca sentiu receio perto dele, sentindo-se realmente segura. 

Quando Benjamin viu que havia se apaixonado por aquela mortal, ele sabia que teria de deixar o céu, mesmo se ele acabasse por não ficar com Katrina. Mas foi quando eles começaram um relacionamento amoroso, que Benjamin viu-se obrigado a contar para ela sobre suas origens.  Ela reagiu de um modo inesperado, fazendo milhares de perguntas ao anjo sobre tudo que alguém poderia imaginar. Aquilo não prejudicou sua relação, mas se qualquer coisa a fortificou. 

Foi quando algum tempo depois do casamento, os dois foram abençoados com uma pequena garotinha, cabelos tão escuros como os da mãe e olhos tão brilhantes como o pai. Rosalie nasceu na pequena cidade de Berna, local aonde seus pais havia se mudado após seu casamento, para terem uma vida mais simples.

Ela cresceu em uma casa simples, mas cheia de amor, seus pais visivelmente se amavam e ela desde pequena teve um exemplo verdadeiro e puro de amor, uma dos principais motivos pelo qual ela desenvolveu certo romantismo em sua personalidade, e seus pais sempre haviam sido muito carinhosos e atenciosos com ela. Sua mãe, uma verdadeira amante de livros, adorava ler histórias para sua filha quando ela era pequena, e depois a medida que ela foi aprendendo a ler, incentivava-a a ler as mais variadas histórias, criando o amor da morena por livros. Seu pai sempre havia sido um amante da música, ensinando sua filha a tocar instrumentos como piano e violino, e acima de tudo influenciando-a a gostar de música clássica.

Mas quando ela tinha dez anos, sua vida tomou uma direção nada agradável. Rose e sua mãe estavam sozinha em casa, Benjamin estava no trabalho, era cerca de seis horas da tarde, e por ser inverno, o dia já estava frio e o céu já se encontrava escuro. Foi quando elas ouviram um forte barulho vindo do lado de fora da casa, na área da porta da frente. Katrina, pedindo para que sua filha ficasse onde estava, foi checar o que havia acontecido. Ela foi surpreendida por uma arma apontada em sua direção, e assim Katrina foi obrigada a voltar para o quarto, onde sua filha encontrava-se assustada, e onde elas foram feitas de reféns. Eram cerca de três ladrões, todos armados, então era impossível escapar sem arriscar ser baleada. Aquele era um grupo de ladrões não muito experiente, dava para notar que eles discutiam sobre o que levar, e se deveriam pedir uma quantia pela soltura de Katrina e Rosalie. Ao final das contas, eles resolveram somente levar algumas coisas de valor da casa, mas quando estavam prestes a ir embora, ouviram o barulho de um carro. Benjamin havia voltado.

Os ladrões entraram em pânico, e ao Benjamin entrar na casa, eles pegaram Rose e apontaram um arma para sua cabeça. Benjamin estava estático na porta da frente, ele não sabia o que estava acontecendo, mas tinha uma noção do que era. Ele estava tentando se manter calmo e negociar com os ladrões, mas Katrina recusou-se a deixa-los fazerem sua filha de refém, e tentou derrubar um dos três bandidos.

Aos olhos de Rosalie, tudo aconteceu muito rápido. Uma hora ela era a pessoa para qual a arma estava apontada, e logo aquilo mudou, e a arma anteriormente apontada para si estava mirando em sua mãe, e o que ela lembra mais vividamente daquela noite era o som alto do tiro sendo disparado, e do sangue que saiu de sua mãe, correndo como uma rápida corrente de um rio, um rio vermelho. Ela nem mesmo sentiu o aperto onde antes estava a mão lhe segurando afroxar, ela só conseguia olhar para o corpo, agora sem vida, de sua mãe.

A polícia havia sido chamada por um vizinho que ouviu o som do tiro, e os três ladrões, ou agora os dois ladrões e o assassino, foram pegos e presos, o que matou sua mãe recebendo prisão perpétua. Mas Rosalia ainda estava devastada, assim que seu pai a puxou para um abraço, ela desabou, lágrimas começaram a correr livremente sobre seu rosto, e ela mal conseguia respirar devido aos soluços.

Após aquela noite, Benjamin resolveu que uma mudança era necessária, eles não poderiam viver naquela casa aonde sua esposa havia sido roubada de sua vida. Rosalie concordou com a ideia do pai, ela se sentia muito mal dentro daquela casa. Então, alguns poucos meses depois, eles se mudaram para Zurich, e tentaram reconstruir suas vidas. Foi difícil no início, tanto para Benjamin, que perdera o amor de sua vida, quanto para Rose, que perdera sua mãe. Durante os primeiros meses, Rosalie só conseguia ou chorar ou não demonstrar emoções, parecia que até o menor dos sorrisos doía. Sua mãe nunca fora enterrada, Katrina abominava a ideia de ter seu corpo apodrecendo lentamente debaixo da terra, ela foi cremada e suas cinzas espalhadas em montanhas dos Alpes suíços. Rose e Benjamin começaram a fazer viagens anuais no dia do aniversário de Katrina, e aquilo, por mais que não parecesse, ajudou. Rosalie foi sentindo-se melhor gradativamente, e por mais que inicialmente se sentisse culpada por voltar a se sentir bem, ela lembrava que aquilo seria o que sua mãe gostaria que ela fizesse.

Passaram-se alguns anos, e Rose estava em seu último ano de ensino médio, quando seu pai pediu para ter uma conversa com ela. Benjamin tinha uma antiga amiga, Celine, que possuía uma irmandade em uma faculdade em Tokyo, e ele propôs que ela prestasse seu curso lá, onde teria o apoio de sua amiga, e onde estaria segura. Rosalie concordou, pois aquilo deixaria seu pai feliz, e ela conseguiria fazer faculdade, algo que sempre quis. 』





Família

Katrina Frost - Mãe de Rosalie - morreu aos 36 anos



『 Uma mulher alegre e gentil, mesmo nas piores das situação ela ainda conseguia manter um sorriso no rosto, sempre foi a pessoa mais otimista da família. Sua grande paixão sempre havia sido a escrita, se orgulhava em ser chamada de escritora, tendo um cômodo em casa que era praticamente uma biblioteca, e onde gostava de passar tempo com a filha, lendo para ela quando Rose era pequena, e mais tarde indicando obras para ela ler. As duas adoravam sentar na pequena biblioteca particular e conversar por horas sobre o que estavam lendo no momento. 』



Benjamin Frost - Pai de Rosalie - Anjo caído - atualmente vivo, 46 anos



『 Anjo caído, deixou o céu por ter se apaixonado por Katrina. Um homem alegre e sempre com um sorriso no rosto, alguém que não gosta de coisas complicadas e sempre opta pelo caminho da verdade. É um engenheiro, e sempre incentivou sua filha à ser a melhor pessoa que pudesse, criando-a com modos empacáveis e fazendo-a desenvolver uma grande empatia. Sofreu muito com a morte da esposa, mas tentou seu máximo para continuar a mesma pessoa de sempre, principalmente devido à sua filha, que só tinha ele com quem contar. 』





Personalidade

『 Rosalie tende a ser um pouco introvertida e quieta, ela prefere evitar conflitos e confusões, sendo alguém no geral muito calma e pacífica. Mas isso não quer dizer que se alguém vier comprar briga com ela que Rose ficara quieta, a garota possuí uma língua afiada, e recusa a deixar alguém pisar em cima dela.

Possuidora de uma eloquência e grande capacidade de se expressar através de palavras, ela consegue argumentar muito bem, tendo uma facilidade maior de se comunicar e apresentar seus pontos de vista e opiniões.

Ela é ambiciosa, algo que nunca veras Rosalie fazendo é aceitar algo pior do que ela poderia alcançar, ela não mede esforços para conseguir o que quer, e ao focar em algum objetivo, ela irá pacientemente ir retirando todos os obstáculos do caminho, sua perseverança sendo admirável.

Ela é alguém muito criativa, quando tem uma ideia é como se houvesse um efeito domino em sua mente, desencadeando uma série de ideias vindas de sua vasta imaginação. Ela é uma contadora de histórias excepcional, com sua vasta imaginação não possui dificuldades para cativar as pessoas quando fala. Isso é algo muito ampliado pela quantidade de leitura que ela pratica, sendo que Rose é uma pessoa com uma insaciável sede por saber, sempre que possui uma duvida ou questionamento, ela não aguentara ficar muito tempo sem ir atrás de uma resposta.

Se tem algo que Rosie se orgulha de mais que qualquer outra coisa é o seu trabalho, algo que foi feito ou executado por ela. Sua dedicação faz com que sejam raras as vezes que ela falhe ao se dispor a fazer algo, e por tal motivo ela sente-se orgulhosa de tais feitos. Mas isso também pode ser uma adaga de dois gumes, pois quando não são alcançados seus critérios, Rose tende a ser muito auto-crítica e as vezes um pouco dura consigo mesma, acabando por se por para baixo.

Ela é uma garota romântica, mesmo que prefira morrer antes de admitir a tal fato, idealizando muito o amor em sua forma mais pura, como ela muitas vezes leu sobre em seus livros, algumas vezes sonhando com um príncipe encantado e um final feliz de conto de fadas, mas Rosalie sabe que tais coisas são somente fantasias, e ao final do dia sabe que é algo que não acontece na vida real. No fundo Rose é alguém um pouco carente, o que transmite muito bem em sua adoração por demonstrar afeto de forma física como abraços para as pessoas de quem gosta.

Normalmente é uma pessoa muito delicada e gentil, sempre tentando ajudar pessoas que precisam e sem querer algo em retribuição. Rosie é considerada um porto-seguro por muitas pessoas, é aquela pessoa que não importa a burrada que você fez ela estará para te abraçar e te reconfortar.

Rose é emocional, porém faz o seu possível para não demostrar isso à todos. Ela terá uma camada de frieza escondendo suas emoções na frente de estranhos ou aqueles em quem não confia ou de quem não gosta, ela odeia demonstrar esse seu lado para qualquer um. Mas quando sozinha ou com pessoas que confia, ela demonstrará qualquer emoção que estiver sentindo, e não se importará de chorar lágrimas o suficiente para encher uma piscina.

É ciumenta, como Rosalie se apega muito facilmente e também sabe que pode perde-las com a mesma facilidade a qual se apegou, ela acaba por sentir um grande ciúme ao ver que possa acabar perdendo algo ou alguém que ela gosta. Não fará nada drástico em casos como esse, mas demonstrará seu ciúme de uma forma levemente infantil, ficando emburrada e caso seja uma pessoa que ela estava sentindo ciúmes de, ela irá dar um pequeno gelo nela, pois em sua cabeça se é pra perdê-la, que seja de uma vez ao invés de ficar fazendo-a sofrer com a expectativa.

Uma pessoa muito caseira, prefere mil vezes ficar em casa vendo um filme ou lendo um livro, com um bom copo de chocolate quente em suas mãos e uma boa companhia, do que ir para uma festa. Como consequência raramente vemos Rose em uma festas, até mesmo de aniversário. É alguém muito educada, desde pequena recebeu uma educação digna de realeza por seu pai, que queria que sua filha fosse o mais próximo passível de uma dama, e por tal motivo é raro ver palavras de baixo calão vindas dela. Isso não quer dizer que Rosalie não sabe discutir com alguém, ela somente usa de sua inteligência e vasto vocabulário para tal.

Preocupada em excesso, Rosalie preocupa-se muito quando não se tem nada para preocupar, ficando aflita muito facilmente, isso sendo um dos sintomas de sua ansiedade. Ela devido a isso também acaba a ter sintomas como insônia, o que a faz tomar remédios para se acalmar e para pegar no sono.

Rose é uma pessoa sincera, ela não omite a verdade em suas palavras, não esconde coisas ou conta mentiras para não magoar as pessoas. Ela ainda tentará ser gentil caso a verdade seja muito dura, mas ela se recusa a contar mentiras, até mesmo as pequenas. Devido a isso ela espera o mesmo dos outros, e ao descobrir que uma mentira foi contada para ela, sua confiança na pessoa diminuíra significamente, e dependendo da gravidade da mentira extinguira-se completamente. Lealdade é um de seus pontos fortes, ela nunca irá trair a confiança de alguém, e se recusa a contar um segredo que não lhe pertence.

Por mais incrível que possa parecer, Rosalie possui uma mente muito maliciosa, e muitas vezes vê as coisas com segundas intenções. Mas é só mencionar a palavra sexo perto dela que Rosie vira um tomate, sua mente pode até ser poluída, mas esses são pensamentos que somente ela escuta, e quando falados em voz alta a fazem corar fortemente.』





Gosta



Dançar, principalmente balé 』





Morangos, são a fruta favorita dela, tanto que até mesmo usa produtos com esse aroma 』





Jogar xadrez, ela adora como existem milhares de opções para cada jogada e como é um jogo extremamente baseado em estratégia 』





『 Ela ama ler livros, de todos os mais variados assuntos, desde um livro técnico até o romance mais meloso 』





Banhos de espuma, ela gosta de brincar com as bolhas e é uma atividade relaxante para ela 』





Gatos, são seu animal favorito 』





Internet e eletrônicos, devido à sua insônia, ela já passou muitas noites sem dormir, o que a fez passar muito tempo navegando na internet 』





Jogar no celular, é mais um passatempo, mas algo que ela constantemente faz quando esta entediada』





Cuidar de seu cabelo, ela adora fazer tratamentos em suas madeixas e escova-los 』





Pocky, desde que conheceu o doce, ela se apaixonou e ele virou um de seus doces (porcarias) preferidos 』





Estudar, ela adora aprender coisas novas, principalmente se for alguma matéria que ela goste 』





『 Ela adora tomar chá, a bebida a acalma 』





Patinar, ela adora a sensação de estar deslizando pelo gelo 』





Abraços, ela adora o conforto que eles passam e vive abraçando as pessoas de quem gosta』





Chocolate, ela ama o doce, chega a ser praticamente uma chocolátra 』





Macarrão instantâneo, devido a sua inabilidade de cozinhar, ela gosta de comer macarrão instantâneo pois é gostoso e fácil de fazer. 』





Escutar música, ela adora os mais variados tipos de música, mas seu favorito é música clássica 』





Desgosta



Corar, ela cora muito facilmente, e sempre se sente uma idiota quando acontece 』





Tirar notas baixas, elas ente vontade de chorar quando isso acontece e acaba por se por muito para baixo 』





Café, ela acha a bebida muito amarga e o gosto a deixa nauseada 』





Dormir, por ela não conseguir pegar no sono facilmente, dormir é algo trabalhoso para ela 』





Ela odeia calor, ela sempre diz quando questionada que pelo menos no frio você pode adicionar mais camadas de roupa, enquanto no calor nem mesmo ficar sem roupas lhe ajudará 』





Cozinhar, ela geralmente acaba colocando fogo no que esta preparando e se brincar queima até água』





Cemitérios, acha tais locais muito mórbidos e odeia a sensação que passam 』





Mentiras, ela irá perder a confiança caso alguém minta para ela, e sua confiança é algo dificílimo de recuperar 』





Que façam cócegas nela, ela sente muitas cócegas, fica ser ar e vai chutar pra tudo qua





Ela não gosta de frutos do mar, desde peixes a camarões, por algum motivo esse tipo de comida a deixa extremamente nauseada






Não gosta de beber bebidas alcólicas, já que a única vez que bebeu tomou um porre desgraçado que a fez vomitar até a alma e a deixou com uma dor de cabeça terrível






Usar salto alto, além de sapatos de salto alto a deixarem desconfortável, ela mal consegue se equilibrar neles e sempre acaba tropeçando.





Ser subestimada, não gosta que as pessoas achem que ela é incapaz de fazer algo por si mesma』





Vícios



Pílulas para sono. Ela toma pílulas parar conseguir dormir, e elas se tornaram um vício para a morena, ela não consegue pegar no sono sem tomar uma antes. 』





Doenças



『 Ela sofre de ansiedade, e devido à isso acaba por também sofrer com insônia





Hobbies



Patinação artística, é a mistura perfeita de suas das suas atividades favoritas: dançar balé e patinar 』





Ler





Tocar piano





Talentos



Ela dança balé magnificamente, treina desde pequena, mas sempre teve um talento natural para a dança. 』





Ela é muito flexível, e isso tem muito haver com sua habilidade no balé, pois desenvolveu tal flexibilidade ainda mais devido à dança 』





『 Fala quatro línguas fluentemente, pois na suíça se aprende quatro línguas no colégio devido ao país possuir mais de uma língua oficial, então além do alemão e inglês, ela fala italiano e francês 』





Tocar piano, apesar de ser o único instrumento que ela toca, e o faz muito bem, sabendo variadas músicas e quase nunca errando uma nota 』





Manias




Enrolar mechas de cabelo em seu dedo, ela faz isso quando nervosa ou quando esta pensando 』





Tamborilar os dedos, em sua perna ou em superfícies como mesas 』





Rolar os olhos, é sua reação sempre que ouve alguém falar alguma coisa idiota 』





Medos



『 Ela tem medo de falhar, de fazer algo e não ser bom o suficiente 』




Ela tem medo de pombos, ela simplesmente não gosta dessas criaturas e sai correndo pra longe quando vê um perto de si.





Fobias



Acrofobia, medo irracional de alturas 』





『 Ela tem aracnofobia, ou seja, medo irracional de aranhas 』





Traumas



Armas de fogo, devido a sua mãe ter sido morta por uma 』





Segredos

Sua ansiedade. Rosalie morre de medo de alguém descobrir, pois acha que isso fará com que as pessoas a vejam como alguém com debilitada e mentalmente instável. 』





Sonhos

『 Rosalie nunca foi alguém de ficar pensando em seus sonhos. Ela tem os óbvios, como ser feliz e ter uma carreira de sucesso na área que escolheu, mas aquela mais profundos e pessoais nunca vieram a passe por sua cabeça. Ela sempre foi alguém com desejos mais simples, algo que a faz feliz é ler um bom livro, então seu sonho certamente não seria algo extravagante. Existe algo que Rose adoraria ter: uma biblioteca pessoal, como a que sua mãe possuía na antiga casa deles. Prateleiras do chão ao teto, preenchidas com os mais variados livros, e é claro, seus favoritos. 』




Que curso estuda na faculdade?



Química. Ela sempre teve uma fascinação com reações químicas, e a forma quando elas funcionavam. Quando menor era mais pela mudança instantânea de cores e explosões, mas quando começou a aprofundar o conteúdo no ensino médio, ficou ainda mais fascinada em como uma mísera ligação em um local diferente pode tornar aquela substância em algo completamente diferente. Pode-se dizer que a morena também sempre teve uma certa facilidade nessa matéria, o que pesou em sua escolha. 』





Como conduz os estudos?

『 Rosalie sempre foi alguém que gostou de estudar, ela possui uma sede por saber gigantesca, e quando se trata de uma matéria pela qual ela se interessa, ela nem mesmo conta aquilo como um estudo, e sim mais como um lazer. O mais estranho, é que por mais que ela vá bem em provas e comece a revisar o conteúdo com antecedência, quando se trata de trabalhos para fazer, Rose acaba por deixa-los um para um pouco em cima da hora, acontecendo as vezes de ela ter que entregar uma pesquisa para o dia seguinte e começar as nove horas da noite. Ela não vê dificuldade em terminar o trabalho de madrugada, devido a sua insônia, mas as vezes se estressa demais com tal procrastinação, mas sempre acaba fazendo a mesma coisa. 』





Par



『 Reiji Sakamaki 』





Relação com o par

『 Reiji e Rosalie com toda certeza não se deram bem de primeira.

A primeira vez que ela pôs os olhos nele, tinha que admitir, ele era maravilhoso. Rosalie nunca foi uma de negar a beleza alheia, e ela sabe admitir quando alguém é belo, e Reiji certamente era. Mas foi na primeira interação dos dois que tal primeira impressão foi quebrada. Bonito, mas rude e autoritário, e Rose não gostou nem um pouco da personalidade do moreno. Como alguém que evita conflitos ao máximo, ela resolveu não se aproximar, só falando com ele quando absolutamente necessário. Reiji nunca prestou muita atenção na garota, somente a via esporadicamente pelo campus, nunca fazendo muito caso.

Mas é claro que um dia Rose ia abrir a boca e discordar do vampiro. Pode-se dizer que aquela foi a primeira vez que ele realmente a notou. O início da discussão não foi nada demais, ela simplesmente se recusou a fazer o que Reiji havia pedido, para não dizer ordenado, e foi ai que a barreira invisível que os mantinha afastados um do outro quebrou. A partir de uma única discussão, eles começaram a fazer da vida um do outro um inferno. Ela sabotava os trabalhos da faculdade de Reiji, e por vez ele a fazia ir mal em seus testes trocando o conteúdo que ela deveria estudar por outro que não tinha nada a ver com a matéria cobrada. Reiji mal se segurava para não agarra-la e sugar o sangue de Rosalie até não sobrar mais nada, e por mais que os pensamentos de Rose em relação ao vampiro não fossem tão cruéis, ela certamente nunca havia sentido mais vontade de socar alguém do que naquele momento.



Até que um dia, as coisas começaram a mudar. A verdade é que eles não se conheciam fora das discussões e sabotagens, então quando encontraram-se sozinhos na biblioteca de madrugada, quando não havia nada aberto e ninguém ali, eles finalmente resolveram conversar. Ou melhor, Rose resolveu conversar.

Ela começou a falar do livro que estava lendo, simplesmente para tentar ser amigável, ela não aguentava mais aquela "guerra" entre os dois, e estava ficando difícil recuperar suas notas que o moreno sabotava, além dela estar começando a ficar sem ideias para sabota-lo. Reiji estava prestes a manda-la calar a boca, mas ele se viu apreciando aquela conversa, mas precisamente Rosalie falando. A maneira como ela falava tão animadamente sobre o livro, e contava a história tão bem, ele queria continuar ouvindo. Foi isso que o fez continuar a conversa assim que ela parou de falar.



Eles ficaram horas conversando aquela noite, e estranhamente para os dois, nenhum deles queria estrangular o outro. Após tal dia, eles pararam de prejudicar um ao outro, e quando se encontravam pelo campus, até mesmo se cumprimentavam. Era muito cedo para dizer que gostavam um do outro, mas eles certamente não se desgostavam.

Rosalie um dia estava tendo certa dificuldade com uma matéria em seu curso, por mais que ela odiasse admitir, e precisava de ajuda. Sabia que pedir para algum de seus colegas não iria dar certo, ela estava ciente de aquele conteúdo era difícil para todos, então ela precisava de alguém que soubesse direito aquele assunto para ajuda-la. Ela não sabe o porque de ter contado sobre seu dilema para Reiji, mas ela contou, e ficou extremamente surpresa quando ele se ofereceu para ajuda-la. Sua surpresa não era por achar que ele não saberia o conteúdo, lembrava dele mencionando algo sobre ser bom em química antes e ele era alguém inteligente, sua supresa era devido a ele ter se oferecido para ajuda-la. Claro, eles estavam em termos amigáveis, mas ela nunca pensou que ele procuraria estar em sua presença.

Eles marcaram alguns horários para que Reiji pudesse ensina-la, e eles sempre acabavam indo comer alguma coisa juntos depois e tendo uma longa conversa, geralmente sobre o atual livro que Rose estava lendo. Ela começou a cada vez mais gostar da companhia do moreno, sentindo-se feliz quando conversando com ele, e procurando ainda sair e encontrar com ele mesmo depois de já ter entendido tudo da matéria que ele estava a ensinando. Ela sabia que estava se apaixonando, e por mais que soubesse que estava sendo uma idiota, ela também sabia que não adiantava tentar mandar no coração.

Já Reiji, ele estava ficando irritado. Aqueles sentimentos que começara a sentir por aquela garota eram algo que ele nunca havia sentido antes, e nem mesmo cogitava a ideia de sentir. Ele tentou afasta-la, sendo grosso e rude com ela, para ver se Rosalie iria parar de passar tempo com ele, pois ele pensava que se ela não estivesse mais por perto, aqueles sentimentos sumiriam e ele poderia seguir com o plano normalmente, sem sentir-se culpado. Mas quando suas tentativas de afasta-la começaram a funcionar, Reiji sentiu o exato oposto do que esperava, a falta da companhia dela, e uma culpa gritante ao olhar nas orbes violetas dela e ver uma mágoa direcionada à si mesmo. Isso fez com que ele se re-aproximasse dela, obviamente ele nem mesmo reconheceu tal aproximação, somente agiu como se fosse a coisa mais normal do mundo.

Mas aquela reaproximação mudou as coisas. As interações dos dois deixou de ser amigável, para virar algo mais carinhoso, beirando romântico. Reiji via-se preocupando com o bem estar de Rose, e ele sabia que não havia nada que ele pudesse fazer para mudar o que estava sentindo, já havia tentado afasta-la e aquilo só lhe causou mal. Ele certamente ficava irritado pelo que sentia por ela, mas o sentimento de afeição era maior. Ele arriscaria até mesmo dizer que ficava feliz na companhia dela, deixando alguns sorrisos aparecerem em seu rosto. Rosalie por sua vez, nunca havia se apaixonado antes, então aquilo era algo novo para ela, sua ansiedade a deixava apreensiva e com medo do que poderia vir a acontecer, mas ela acabava por esquecer suas preocupações quando passava tempo com Reiji.



As brigas ainda acontecem, muitas vezes Rosalie se irrita com alguma ordem que o moreno dá, e simplesmente recusa-se a obedecer, e isso torna-se em uma discussão, mas quase nunca algo sério. Eles podem até tentar ignorar um ao outro, mas Rosalie sempre cede primeiro, já que odeia ficar sentindo aquilo, de estar brigada e com assuntos mal resolvidos. Ele geralmente aceita sem delongas a volta dela, também não gostando de quando ficam brigados, mas fingindo que não faz a mínima diferença para ele.

Ela muitas vezes acaba indo ao encontro de Reiji quando não consegue dormir, algumas vezes até mesmo invadindo o dormitório dele e deitando-se ao lado do moreno. As primeiras vezes que isso aconteceu Reiji deu um sermão nela sobre quebrar as regras, mas não fez nada para explusa-la. Rose acaba por ter mais facilidade em pegar no sono na presença dele, como se fosse um calmante natural para ela.』

{ Vou deixar o resto pra vocês, podes fazer o que quiser com a relação dos dois e não se deixe limitar por algo que eu tenha escrito ^^ }





Relação com os meninos

⟡Shuu Sakamaki⟡



Os dois são "meio que amigos". Eles se esbarram por ai as vezes e cumprimentam um ao outro, e como Rose não é alguém escandalosa ou barulhenta, Shuu não se importa com a presença dela. As vezes os dois conversam só para irritar Reiji, pois ele fica com raiva quando vê os dois juntos, e por tal motivo eles acabam por passar algum tempo juntos, o que cria essa pseudo amizade.



⟡Laito Sakamaki⟡



Leito a diverte imensamente, ela ri do quão pervertido o vampiro é, as vezes ficando vermelha com algumas coisas que ele fala, mas sendo alguém com uma mente um pouco maliciosa, ela provavelmente já havia pensado aquilo antes. Rose acha sua excentricidade refrescante, não se importando com a presença dele. Leito a acha divertida, e gosta de como ela tem uma reação referenciada a seus comentários pervertidos, na maioria das vezes rindo.



⟡Ayato Sakamaki⟡



Duas palavras descrevem essa relação perfeitamente: desgosto mútuo. Rosalie o acha muito egocêntrico e arrogante, e muitas vezes gosta de cortar o barato dele, fazendo algum comentário degradante sobre o ruivo, geralmente sobre o tamanho do ego dele. Devido à isso, ele acaba por se irritar com ela, e por consequência não gostar da morena.



⟡Kanato Sakamaki⟡



Sua relação com Kanato é um pouco paradoxa. Ela o acha muito fofo, mas mas sinistro também, então fica conflitada em como agir perto dele. Geralmente é educada e gentil, mas por dentro esta apreensiva e um pouco receosa. O maior motivo de achar isso dele, é o urso de pelúcia que o roxeado carrega consigo para todo canto.



⟡Subaru Sakamaki⟡



Rosalie não se intimida facilmente, e com certeza a personalidade violenta de Subaru a deixa nervosa, mas ela não sente medo e gosta de provoca-lo pois acha sua personalidade tsundere muito adorável. Ele geralmente responde a suas provocações com um 'tsc' e dependendo do nível da um soco na parede mais próxima, mas tais reações só a fazem rir. A verdade é que ele não se importa muito, mas é claro que o albino nunca irá admitir à tal coisa.






Relação com as meninas



『 Rosalie nunca foi muito de ter amizades verdadeiras ou laços de amizade muito fortes, por mais que ela sempre conseguisse se dar bem com as pessoas ela acabava por nunca se aproximar, e elas foram as primeiras pessoas que realmente ganharam a confiança de Rose, e por elas não exite nada que a azulada não faria. Ela está lá para ajudá-las não importa o que, e sempre tenta aconselha-las caso venham até ela com problemas. 』





Melhor amiga

『 É melhor amiga da noiva do Shuu e da noiva do Ruki』





Músicas

Dela

❝ Are you high enough without the mary jane like me?
Do you tear yourself apart to entertain like me?
Do the people whisper ‘bout you on the train like me?
Saying that you shouldn't waste your pretty face like me?

And all the people say
You can’t wake up, this is not a dream
You're part of a machine, you are not a human being
With your face all made up, living on a screen
Low on self esteem, so you run on gasoline ❞

[ Gasoline - Halsey ]


❝ Take control of who you are
Stay the same, don't let them change you
Take control of who you are
'Cause ain't nobody going to save you

Take control of who you are
When the world is getting stranger
Take control of who you are
Stay the same, don't let them change you ❞

[ Take Control - Kodaline ]



Com o par

❝ Your fingers 'round my neck
Just how I like
Make me your mess again
Do it tonight

Come on and break me down
I'll let you ruin my day
Flow through my veins
I need a fix
Bitter and sick ❞

[ Bitter and Sick - One Two ]


❝ I'll use you as a warning sign
That if you talk enough sense then you'll' lose your mind
i'll use you as a focal point
So i don't lose sight of what i want
I've moved further than i thought i could
But i missed you more than i thought i would


I'll use you as a warning sign
That if you talk enough sense thn you'll lose your mind
I found love where It wasn't supposed to be
Right in front of me, talk some sense to me
I found love where It wasn't supposed to be
Right in front of me, talk some sense to me ❞

[ I Found - Amber Run ]





Frases que a definem

❝ A menos que você tenha sido muito, muito sortudo, você sem dúvida já passou por eventos em sua vida que fizeram você chorar. Então, a não ser que você tenha sido muito, muito sortudo, você sabe que uma boa, longa sessão de choro muitas vezes pode fazer você se sentir melhor, mesmo que suas circunstâncias não mudaram nem um pouco. "


❝ É difícil, quando confrontados com uma situação que você não pode controlar, admitir que você não pode fazer nada. ❞


❝ Elegância é a única beleza que nunca desaparece ❞





Reação ao descobrir que é um anjo

『 Ela iria pedir pra que parassem de brincar pois aquilo não era engraçado. De início ela realmente não acreditaria, nunca foi alguém religiosa, então quando ela realizasse que aquilo era a verdade, ela demoraria um pouco para aceitar isso. Quando ela sair da fase de negação, a curiosidade entrará com tudo, e ela perguntara de tudo, querendo saber até os mínimos detalhes sobre sua natureza. Pesquisará sobre o assunto em tudo quanto é tipo de livro, só parando quando estiver satisfeita com o que aprendeu. 』





Reação ao descobrir que os meninos são vampiros

『 Primeiramente Rose ficará estática. Vampiros? Tipo Drácula e coisa do tipo? Ela nunca gostou dessas histórias de seres que bebiam sangue, mas saber que não eram somente histórias fará com que ela fique desesperada. Obviamente tentara não demonstrar, agindo como se aquilo fosse a coisa mais normal do mundo, mas por dentro, sua mente criará criando milhares de cenários de como as coisas podem dar errado e ela pode acabar morrendo nas mãos deles. Mas algo que ela recusará fazer será fugir, ela nunca correria para longe de seus problemas, por mais perigosos que tais problemas fossem.』





Reação ao se apaixonar por seu inimigo

『 Ela não é alguém que usa xingamentos, muito menos palavras de baixo calão, mas Rosalie irá se chamar de idiota em sua cabeça um milhão de vezes por ser tão estúpida a ponte de se apaixonar por Reiji. Mas apesar de se acha uma completa idiota, ela sabe que infelizmente cabeça não manda no coração, e não tentará negar que havia se apaixonado, por mais que tema muito as repercussões de tal acontecimento.』





Reação se suas irmãs de fraternidade se virassem contra ela

『 Ela ficaria devastada caso isso acontecesse. Ficaria se preocupando com o que ela havia feito de errado para que suas amigas virassem contra ela, Rosalie tentaria de tudo para entender a situação. Mas ela sem sombra de dúvidas ficará perdida, entorpecida, sem saber o que fazer. Aquelas em quem tanto confiou voltaram-se conta ela, Rose ficaria extremamente triste e chateada. 』





Você aceita que sua personagem está em nossas mãos?

『 Sim, minha personagem está na mão de vocês, usem e abusem da Rose 』





Sabe que se não comentar por três capítulos ela some?

『 Claro, farei o meu máximo para comentar ^^ 』




Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...