~Mercurio_

Mercurio_
Don't be afraid to dream...
Nome: Bala de Goma
Status: Usuário
Sexo: Feminino
Localização: São Paulo, São Paulo, Brasil
Aniversário: Indisponivel
Idade: Indisponivel
Cadastro:

New Vision


Postado


Magdalena Zalejska as Alaska Kerr



Dados Pessoais


Nome Completo:
Alaska Kerr
➝No filme Esquadrão Suicida, o Coringa possui um nome: Joseph "Joe" Kerr

Idade:
17 Anos, nascida em 22 dezembro


Apelido:
➝Normalmente é chamada de Alaska.
➝Sky para os mais íntimos
➝Anjo é um apelido que bem poucas pessoas usam, para conseguir irritá-la (normalmente, é usado por Jonathan).


Aparência:






Signo:
Capricórnio


Cidade de origem:
Gotham City


Cidade atual:
Nova Iorque


Pais:
Joker (Coringa)


➝ A relação dos dois nunca foi tão boa, na verdade, só o viu algumas vezes em sua vida, mesmo sabendo da existência e de quem realmente era seu pai


História:
Aos 10 anos, foi deixada em um orfanato um tanto longe de onde era sua verdadeira casa. A convivência com as outras crianças não era uma das melhores, poucas meninas, as vezes, resolviam falar com ela. Aos 12 Anos, não aguentando mais aquelas pessoas irritantes, resolveu fugir. No mesmo dia, passando na frente de uma padaria, viu na televisão que um homem havia sido preso e ao parar para prestar atenção na reportagem (e no idiota que não conseguiu realizar um crime bem feito), percebeu de quem se tratava, ela lembrava de um dia, ter chamado o tal "idiota" de pai. Ciente que não conseguiria viver na rua, voltou para o inferno (como ela dizia) do orfanato e faltando dois dias para finalmente completar 13 Anos, indo para a escola, "matou" aula para ir até a prisão, conseguiu entrar graças a algumas coisas: Ao horário de visitas que ainda estava aberto, ao inventar que o homem era realmente seu pai e sua mãe estava numa loja perto dali e depois de muita insistência. Foi nesse dia que Alaska conheceu, de verdade, seu pai. Dois meses depois, o sujeito conhecido como Coringa (ou Joker), conseguiu fugir da cadeia e tomou coragem para "terminar" de criar a filha


Personalidade:
"As aparências enganam"
Com certeza você já deve ter ouvido esse famoso ditado popular. Pois bem, é essa frase que definiria facilmente a personalidade de Alaska. Sendo vista no meio de filhos de vilões extremamente conhecidos, manipuladores e por vezes, psicopatas, os que não a conhecem certamente julgariam que ela foi chantageada, ameaçada ou algo do tipo. Não sendo apresentada corretamente, sua carinha de anjo poderá enganar muita gente... É louca assim como seu próprio pai e assim como ele, tem uma inteligência e estrategismo incríveis. É ótima na improvisação, o que já a salvou algumas vezes, principalmente em trabalhos, livrar-se de situações complicadas e principalmente, em desculpas. Seu sorriso é hipnotizante, lindamente claros e alinhados, ou seja, seu sorriso é lindo, mas por vezes, pode ser assustador. Seu silêncio... Alaska nunca foi uma garota que se encaixasse na palavra silêncio, é bem extrovertida, na maioria das vezes, é ela quem deixa a aula mais "divertida", lógico, juntamente com outras pessoas. Mas ao falar de seu silencio... Algo que qualquer um pode aprender a temer, a filha do Coringa em silêncio, não é algo fácil de se descobrir o motivo. Brincalhona, Alaska não perde uma oportunidade, sempre está fazendo brincadeirinhas. É uma garota provocadora, de atitude, e gosta de gente assim, podendo ser considerada também, o sarcasmo em pessoa. É uma garota forte, principalmente quando se trata da parte emocional e um de seus piores defeitos é o fato da garota não querer desabafar o que sente com ninguém e quando "desaba" e começa a chorar, não gostam que a vejam chorando, para ela, é uma forma de pensarem que ela é uma garota fraca.


Maiores segredos:
As vezes, Alaska se sente desprotegida e quando algo a entristece profundamente, passa o dia sorrindo, porém, à noite, começa achorar


Gostos:
Doces
Festas/Shows
Música eletrônica
Inverno (Nada contra o verão)
Pessoas de atitude
Pizza
Observar o céu estrelado
Andar de skate
Morango
Pessoas legais e que se preocupam com ela (Mesmo não admitindo, gosta que se preocupem com ela)
A noite
Moletons


Desgostos:
Calor em grande excesso
Perguntas óbvias
Café
Mentiras
Insetos
Que a critiquem sem a conhecer
Falsidade
Injustiça
Covardia
Qualquer tipo de preconceito


Hobbies:
Fotografar
Cantar
Tocar violão


Talento secreto:
Canta e toca violão muito bem (Normalmente, faz os dois juntos *rs*)



Medos/Fobias/Traumas:

Claustrofobia, medo de lugares apertados
Aracnofobia, medo de aranhas
Astrapofobia, medo de trovões e relâmpagos (tem medo, mas não excessivamente)


Maior sonho:
Conhecer o resto do mundo (como viajar para vários lugares, sei lá)


Cinco músicas para o seu personagem:

➝Let Me Love - Justin Bieber
➝One - Ed Sheeran
➝Don't Let Me Down - The Chainsmokers
➝Heathens - Twenty One Pilots
➝Never Forget You - Zara Larsson

Maiores habilidades:
É ágil e flexível, com isso, a garota consegue pular um muro com a maior facilidade do mundo, sobe em lugares altos facilmente e é capaz de fugir de alguém de uma maneira humilhante
Tem uma ótima habilidade com armamento



Dados Complementares


Relação com os heróis:
Alaska se dá bem com alguns, mas não faz muitas questão de agradar a todos


Relação com os vilões:
Como é de se esperar, ela é mais chegada aos vilões do que aos heróis. Portanto, se dá bem com eles


Como costuma se comportar na academia (New Vision)?:
É daquele tipo de aluno que vive deixando qualquer momento da aula mais engraçados, vive brincando, mas nunca foi expulsa de alguma escola por causa disso. Enquanto ás lições e provas... Apesar das brincadeiras, presta atenção nas aulas, não deixa de fazer lições e as notas são regulares (uma média de 7 à 9, raramente 10)



Crie um pequeno "texto" com o personagem nas seguintes situações:


Uma conversa com um herói:
Estava sentada na minha carteira, no caso, a ultima, nunca gostei muito de sentar na frente, rabiscando uma folha do meu caderno enquanto as outras pessoas entravam na sala para a aula e pensando em coisas aleatórias da vida alheia. Vejo um corpo se sentar na carteira ao meu lado, a ultima da fileira ao lado, não prestei muita atenção em quem era, tédio e sono eram as palavras que me definiriam facilmente ali.
–Anjo? -Despertei dos meus pensamentos e reconheci aquela voz, só ele me chamava daquele apelido idiota
–Jonathan, não me chame de anjo, já falei isso mil vezes! -Olhei para o lado e ele sorriu, aquele sorriso simplesmente conseguia me destruir.
–Nervosinha como sempre... -ele sorriu novamente- ...Seu pai esqueceu de assinar a carta de expulsão ou ainda não mandaram? -Jonathan perguntou aquilo de um jeito sarcástico, o jeito daquele garoto me deixava surpresa, o sarcasmo dele, conseguia superar o meu em coisas simples.
Otário como sempre... -revirei os olhos-... Ao contrário do que você pensa, eu não vou ser expulsa daqui, pelo menos tão cedo -tirei o celular da cintura e o fone do bolso do moletom, coloquei o mesmo e comecei a escutar música.
–Sua idiota, quer ficar sem a porcaria do celular mesmo? -ele levantou e arrancou o fone dos meus ouvidos, colocando de volta no bolso do meu moletom preto.
–Você pensa que é quem pra me chamar de idiota? -arqueio uma sobrancelha ao fazer a pergunta.
–Anjo... Eu não preciso ser alguém muito importante pra te chamar de idiota... -ele bagunça meu cabelo, levando um tapa na mão logo em seguida-...Seu tapa arde sabia?
–Não me chama de anjo, Jonathan! -Arrumo meu cabelo e ele começa a rir. Ele gostava de me irritar, e por incrível que pareça, aquilo funcionava.


Uma conversa com um vilão: (Coringa)
–Que orgulho saber que minha filha é igual a mim... -meu pai sorriu e bateu palmas enquanto falava.- ...Feliz aniversário
–Obrigada? -eu respondi sem saber qual reação ter. Logo em seguida, ele pegou uma caixinha do bolso da jaqueta de couro que vestia e me deu.
–Abre... -ele mantinha um sorriso no rosto. Fiz o que ele mandou e abrir a caixinha, me surpreendi e comecei a rir- Não sei se você vai gostar, mais qualquer coisa, eu troco na loja
–Se eu gostei? Você realmente me surpreendeu -eu ri e peguei o colar, era realmente muito fofo, mas aquilo foi uma coisa surpreendente! Meu pai me dando um colar? Dele, eu esperaria algo louco, como uma arma, por exemplo. Eu estava sem palavras.
–Eu não esperava surpreender com um presente simples como esse, mas que bom que gostou, dessa vez eu resolvi comprar -Ele sorriu, coloquei o colar e o abracei
(Momento fofo, desculpa, eu não resisti)


Um momento Hot
Desculpe, mas... Eu não sei escrever hot, já tentei várias vezes, mas não consegui, espero que não se importe se eu deixar isso em "branco". Porém, permito hot com ela


Uma conversa com o melhor amigo(a):
–Vai, fala logo, eu sei que você gosta do coisado lá -Diana colocava dois vestidos em cima da cama, enquanto eu mexia no celular, sentada no chão, na parede em frente a cama dela.
–Coisado?.. -dei um sorriso-...Você por acaso, está falando do Jonathan?
–Ele mesmo! Mas você entendeu, isso é o que importa. E eu vi o sorrisinho viu?! Você gosta dele né? -ela pegou os dois vestidos na mão e me mostrou-... Qual desses?
–O vermelho é mais bonito. E não, eu não gosto dele!
–Se eu falar uma coisa, bem básica, eu corro o risco de levar um tiro? -ela se sentou a cama e me encarou.
–Fala -respondi guardando o celular no bolso.
–Quero ver vocês se pegarem ainda -Após Diana dizer isso, peguei uma almofada e joguei nela, Annie conseguiu desviar devido a falta de força que coloquei pra jogar nela.
–Idiota -falei dando um sorriso de canto.


Uma conversa com o par:
–Alaska! -ele quase gritou meu nome.
–O que foi?!... -respondi no mesmo tom de voz- ... Eu não sou surda garoto!
–Eu preciso de ajuda! -ele veio até mim.
–Fala. -arqueei uma sobrancelha e ele me beijou.

–Eu estou brigada com você, não pode vim aqui do nada e fazer isso! Me respeita! -falei cruzando os braços.
–Tadinha -ele respondeu com sarcasmo.
–Tchau, Jonathan -me virei de costas, sai andando e quando menos esperei, ele me puxou pela cintura e me beijou, novamente.
–Tchau anjo -ele sorriu


Estilo
O estilo de Alaska pode ser considerado despojado. Seu guarda roupas tem vários tipos de roupas. Ama moletons. Calças, cropped's e short's também são os tipos de peças que mais são encontradas. Não gosta muito de vestidos ou saias, mas tem alguns.



Detalhes:

Uniforme

➝ A mesma roupa, com essa bota preta (eu não achei uma foto com as duas junto, desculpa...)



Filosofia de vida:
"Forte eu nunca fui. Mas hoje disfarço melhor..."


Livro favorito:
O Pequeno Príncipe e Como eu Era Antes de Você


Música favorita:
Company - Justin Bieber


Mataria alguém para salvar outra?
Sim


Salvar a humanidade ou o amor da sua vida?:
O amor da sua vida


Como se sentiria por ter matado um inocente?:
Ficaria meio balançada, mas não se sentiria péssima por completo


Viveria com culpa?:
Não. Facilmente esqueceria


Ama quando?:
Demonstram se importar com ela


Odeia quando?:
Duvidem de sua capacidade por causa de sua aparência


Defina seu personagem em uma palavra:
Louca


Palavra chave:
Churros (sz)


Vai comentar a fanfic em todos os capítulos?:
Vou.




Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...