~SamaraSachiko

SamaraSachiko
It's Just Me, Myself and I
Nome: Micaela
Status: Usuário
Sexo: Feminino
Localização: Indisponivel
Aniversário: 7 de Novembro
Idade: 16
Cadastro:

Akira Phantomhive


Postado

Akira Phantomhive

Olhe-se no espelho e diga o que não vê.

Nome em forma japonesa:
Phantomhive Akira

Idade:
17

Alcunha:
Shinigami

Apelido:
Phan/ Aki-chan (par)/ Kira-chan

Personalidade:
os que conhecem Akira superficialmente dizem que ela é fria e insensível, o que não deixa de ser verdade. Porem tendo uma convivência maior com a garota é fácil perceber que ela apenas tem medo de se aproximar de mais de outras pessoas e acabar por se machucar.
Apesar de conseguir prever as ações que alguns podem fazer com facilidade, surpreendê-la é fácil já que Akira não tem qualquer expectativa com a humanidade. Ela não espera que façam algo por ela, mas não se importa em fazer algo pelos outros; faz isso sem esperar nada em troca. Ela também cora facilmente diante de elogios. Está acostumada a ficar sozinha e quanto alguém diz querer ficar perto de si ou gostar de fazer algo ela, Phantomhive não pensa duas vezes antes de questionar o porquê.
Ela também pode ser algo difícil de ler, agindo a certas situações onde qualquer um demonstraria raiva. Seu irmão diz que ela guarda 90% de seus sentimentos dentro uma caixa e quem conseguir a chave da caixa seria alguém de sorte. Ela raramente mente, pois não vê problema em ser verdadeira.
Só se pode dizer conhece-la bem se já a tiver visto lutar. Pois quando o assunto é este, é como se um verdadeiro demônio se apoderar-se da garota. Ela se torna sádica e zomba de seu oponente, não contentando-se em mata-lo, ela costuma tortura-los também.
Aparência:
longos cabelos negros e olhos vermelhos. Pele clara, mede 1,68 e pesa 47kg. Seus cabelos costumam estar presos em duas marias-chiquinhas, com a franja tampando a testa. Unhas longas geralmente pintadas de preto, são algo se destaca em sua mão ossuda, mas delicada. Possui algo de peito, mas quase nada de bunda e ela realmente nunca importou-se com isso.






Nacionalidade: japonesa

Pais de Origem e Cidade Natal: Japão, Yokohana

Historia: a mãe de Akira, Emiry, fora traída pelo marido e pai de sua filha diversas vezes e este a abandonou quando Akira nasceu. Desde então, a mãe é um ser seco e frio, que não acredita em sentimentos, apesar de amar sua filha. Ela ensinou Akira desde sedo que ‘sentir’ era uma forma de autotortura. Ela criou a filha ensinando a não esperar nada vindo de outras pessoas, a trocar a decepção pela surpresa; a ser alguém indiferente aos acontecimentos ao seu redor.
Akira possui um irmão mais velho, filho do irmão de seu pai com sua mãe. Ele foi criado com seu tio que era vizinho de da garota até que esta nasceu e John abandonou Emiry e tirou o irmão, Klaus, de perto dela também, deixando Kent aos cuidados da mulher. Ele já tinha cinco anos e sempre foi preguiço, convivendo com a mulher tornou-se alguém desinteressado, mas ele ainda via esperança em algumas coisas e pessoas, como em Akira.
Eles iam para escola juntos e estavam sempre um com o outro, isso fazia com que algumas pessoas pensassem que eram namorados e talvez por isso ou não ninguém se aproximava deles.
Quando Kent tinha 15 anos e Akira 10, sua mãe foi internada com câncer no pulmão, o que já era de se esperar pela frequência com que está fumava e usufruía de algumas drogas. Não demorou para que Emiry morresse. Akira não chorou, sua própria mãe a havia ensinado que um dia todos morreríamos e que ela não deveria se importar com uma vida a menos.
Menos de dois meses depois, Kent descobriu ter uma habilidade. Ele usava esta para poder conseguir dinheiro e sustentar a si e a sua meia irmã, qual descobriu também ter uma habilidade aos 12 anos. Então eles entraram em um acordo de procurar por lugar onde houvessem outras pessoas com poderes para poderem ficar. Logo, juntaram-se a agência, que na época era composta por poucos membros, entre eles, Edogawa Ranpo, que tinha 21 anos na época. Ele sempre foi muito próximo a Akira e fazia de tudo para tentar torna-la mais humana, para tentar fazê-la sentir. Porem, após três anos, mais membros começaram a chegar e alguns falavam que não havia utilidade no poder de Akira para fazer o bem. Irrita em ter que ouvir isso, ela saiu da Agência junto de Kent e ele descobriram a Yakuza, achando-a interessante ingressaram para esta.

Família: Mãe -> Phantomhive Emiry, morta aos 37 anos.
Relação-> Apesar do jeito que foi criada pela mãe, das coisas que está lhe diziam serem melhor, Akira não sente ódio desta, tão pouco a amou, pois ensinaram-lhe que isto era algo ruim. Mesmo com tais ensinamentos, Akira sempre teve tudo o que precisou e sua mãe era como uma amiga... Que lhe dizia que sentir era ruim. Emiry nunca machucou Akira.
Emprego: Ela era atendente em um caixa de supermercado e faxineira. Vez ou outra servia de garçonete.


Pai-> Kagutsu John, atuais 40 anos.
Relação-> Ela nunca conviveu com este, mas não o odeia. Ela não faz a mínima de quem é seu pai, pois nunca perguntou nem mesmo o nome deste.
Emprego: apresentador de jornal


Meio-irmão -> Renuh Kent, atuais 22 anos.
Relação-> Eles são muito próximos e se dão extremamente bem. Não brigam e concordam em 99% das coisas.


Porque não gosta da Guilda:
não que ela tenha algo pessoal contra eles, apenas sente que eles desrespeitam a Yakuza e sua personalidade comandada por seu poder (que é a sádica) diz que são ótimos alvos para derramar sangue.

Como se uni-o a Yakuza:
ela havia saído da Agência e procurava por um lugar para ficar quando ouviu falar da Yakuza. Ela investigou sobre e sentiu vontade de unir-se.

Do que..
Gosta: Frio, chocolate quente, livros, mangás, animes, terror, sangue, doces, coisas antigas, poder andar livremente, gatos, jogos.

Não gosta: romance exagerado, pessoas choronas, dias excessivamente quentes ou frios, lugares com muita fumaça- ela se sente incapaz de respirar.

Hobbies: ela costuma fazer músicas sobre as pessoas que conhece. Ela gosta de lê-los antes de ir dormir, mas não fala sobre eles com ninguém.

Manias: bater a unha em superfícies quando nervosa. Mexer na roupa ou cos os dedos quando insegura.

Medos/Traumas/Fobias:
Ela tem medo de trovões, por mais idiota que seja.
Quer Par?
Edogawa Ranpo.

Lema:
Sorrisos nem sempre são felizes e lágrimas nem sempre são tristes.

Relação com...
Takasugi Yatori:
no começo ela tinha certo receio em se abrir com esta, mas logo percebeu que não havia problema e gostaria de poder ser considerada uma amiga da mesma.

Takasugi Gillbert:
ela tem certa dificuldade em falar com ele, mas não é mal-educada ou fria. Apenas tem vergonha.

Takasugi Shisuke - Líder da Yakuza: ela o respeita e gostaria de ter um pai como ele, mas não diz nada. Ela o vê interagindo com seus filhos e se pergunta se ele não tem medo de se machucar.

Membros da Yakuza:
ela gosta de estar perto deles, mas não socializa muito por dificuldade.

Membros da mafia:
nada contra, nada a favor.

Membros da Agencia:
ela não vai muito com a cara da maioria por lá, apenas se dá bem com Ranpo.

Membros da Guilda:
acredita que se um deles chegar muito perto de si ela não conseguira controlar seus poderes.

Seu Par :
se conheceram quando ela entrou para a Agência.
Ranpo faz de tudo para vê-la sorrindo, sendo infantil e carinhoso com a garota. Ele não gosta de ver outro homens (fora Kent) muito perto dela e está disposto a lutar por Akira.
Sua família: ela seu meio irmão se dão muito bem. Ela tem muito mais liberdade de expressar-se para este. Não pretende abandoná-lo nunca.

Tem algum segredo:

seu primeiro beijo foi com Kent.

Sua opinião sobre a guerra prestes a estourar:
ela acredita que isto vai acabar sendo algo bom.

Se um dos irmãos Takasugi estive-se em perigo:
tentaria salvá-lo/ajuda-lo sem que ninguém percebesse, provavelmente agindo sozinha ou com Kent. Talvez com Ranpo.

Se seu líder morre-se:
ela não choraria, pois tem claro em sua mente que isso acontecera com todos um dia.

Se ameacem alguém querido para você:
ela não conseguiria controlar seu poder, que tomaria conta de si a tornando sádica e provavelmente assassinado que fez a ameaça.

Se lhe desafiasse:
depende muito. Há 80% de chance de ela recusar. Mas se estiver sobre os efeitos de seu poder aceitara.

Quando em uma Luta com alguém como age:
estando dominada por seu poder, ela é sádica e não dá para trás. Sem se quer pensar duas vezes, faz o inimigo arrepender-se e, quando tem tempo, o tortura procurando por informações interessantes que este possa oferecer.

Se ofender a Yakuza:
ela não faz nada com a pessoa, mas fica algo incomodada.

Musica que lhe define:

Comida Preferida:
macarrão
Filme ou Serie preferido:
2012
Livro/Manga Preferido:
Cidade de Papel
Bebida Preferida:
chá gelado


Como age quando esta a Trabalho/Missão:
normalmente focada, mas pode ser algo sádica e cruel.

Amigos:
(pode escolher). Ela se da relativamente bem com qualquer um que tenha a minima paciência com ela, que não fique lhe dando ordens e que a respeite. Ela trata bem seus amigos, ajudando-os sempre que pode, apesar de muitas vezes ser péssima para dar concelhos.

Inimizades:
não suporta qualquer um que fale de si ou de Kent sem ao menos conhecê-los. Ela não costuma dar atenção para esse tipo de pessoa.

Roupas..
Sair:

[só a blusa branca, com o short, a meia e o sapato]

Luta:


Festa:


Pijama:


Habitual:


Poder:
My Sin -> Meu pecado.
É como se um demônio se apodera-se da garota. Ela fica maligna, com grande velocidade, força e consegue voar por ter assas de morcego. Ela se torna sádica e impiedosa. Porem este poder é quase que completamente inútil durante o dia por causa da luz do Sol. Ela pode até conseguir usá-lo, mas é por tempo limitado e consome muito de sua energia. A única coisa que ela consegue fazer durante o dia e usar as assas, quais ela usa como arma.

Morreria pela Yakuza:
Não.

O que acha do Relacionamento de Yatori e Dazai:
apesar de os achar lindos juntos, tem medo de que acabem se ferindo, pois em sua cabeça o amor é algo ruim que termina por fazer mal.


E minha sanidade vai perdendo-se em meio a escura floresta dos meus pesadelos.


Gostou da Jornal? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...